Você está na página 1de 1

(…)

não caibo nestas caixas

nestas definições

nestas prateleiras.

Quero andar na vida

sendo a vida pra mim

o que é para o índio a natureza.

Assim voo, pedalando solta

na estrada do rio da beleza

nos mares da liberdade alcançada, essa grandeza.

Em tal grandeza meu corpo flutua…

Nos mares doces e nas difíceis águas da vida crua,

minha alegria prossegue, continua.

Despida de armas e de medos

sou mais bonita nua.