Você está na página 1de 3

Enciclopédia da Conscienciologia 2181

BALONAMENTO
(ENERGOSSOMATOLOGIA)

I. Conformática

Definologia. O balonamento é a sensação de expansão física, porém, na verdade, de ori-


gem extrafísica, ou proveniente do holochacra, ou energossoma, de qualquer área do corpo huma-
no, seja o rosto, os membros, o tronco ou até mesmo todo o organismo celular, parecendo crescer,
se avolumar, dilatar, estufar e inflar semelhante ao balão.
Tematologia. Tema central neutro.
Etimologia. O termo balonamento vem do idioma Francês, ballon, “bola; bomba ou ob-
jeto esférico”, emprestado do idioma Italiano, pallone. A palavra balão surgiu no início do Século
XIX.
Sinonimologia: 1. Ballonnement. 2. Sensação extrafísica de inflar. 3. Sensação de es-
tufamento corporal; sensação do corpo estufado. 4. Sensação de expansão corporal.
Neologia. Os 3 vocábulos balonamento, minibalonamento e megabalonamento são neo-
logismos técnicos da Energossomatologia.
Antonimologia: 1. Insensibilidade às energias conscienciais (ECs). 2. Parapsicofobia.
Etiologia. A etiologia do balonamento está no início da descoincidência do psicossoma,
fenômeno derivado do holochacra, notadamente nas áreas energéticas mais atuantes e específicas
da conscin.
Atributologia: predomínio das percepções extrassensoriais, especificamente energéticas.
Megapensenologia. Eis 1 megapensene trivocabular sintetizando o tema: – Balonamen-
to: paratumefação bioenergética.

II. Fatuística

Pensenologia: o holopensene energossomático pessoal.

Fatologia: o embotamento sensorial.

Parafatologia: o balonamento; a abordagem bioenergética; a irrupção do balonamento;


o acoplamento energético; a acuidade energética; o reforço energético externo; o alongamento ex-
trafísico; o apedeutismo energético; a aura energética; a autoconsciência holochacral; a autodre-
nagem energética; a descoincidência vígil; a dimener; o estado vibracional (EV); a flexibilidade
holochacral; a projeciocrítica; o banho energético de origem extrafísica; a sinalética energética
e parapsíquica.

III. Detalhismo

Laboratoriologia: o laboratório conscienciológico das técnicas projetivas.


Binomiologia: o binômio consciência-energia.
Antagonismologia: o antagonismo energossoma solto / energossoma bloqueado.
Politicologia: a proexocracia (Cognópolis).
Filiologia: a energofilia; a parapsicofilia; a assistenciofilia.
Holotecologia: a energossomaticoteca; a parapsicoteca; a projecioteca; a experimento-
teca.
Interdisciplinologia: a Energossomatologia; a Psicossomatologia; a Holossomatologia;
a Parapercepciologia; a Parafenomenologia; a Autopesquisologia; a Projeciologia; a Intracons-
cienciologia.
2182 Enciclopédia da Conscienciologia

IV. Perfilologia

Elencologia: a conscin lúcida; a isca humana inconsciente; a isca humana lúcida; o ser
desperto; o ser interassistencial; a conscin enciclopedista.

Masculinologia: o acoplamentista; o agente retrocognitor; o amparador intrafísico;


o atacadista consciencial; o autodecisor; o intermissivista; o cognopolita; o completista; o comu-
nicólogo; o conscienciólogo; o conscienciômetra; o consciencioterapeuta; o macrossômata; o con-
viviólogo; o duplista; o duplólogo; o proexista; o proexólogo; o reeducador; o epicon lúcido; o es-
critor; o exemplarista; o intelectual; o reciclante existencial; o inversor existencial; o maxidissi-
dente ideológico; o tenepessista; o ofiexista; o parapercepciologista; o pesquisador; o projetor
consciente; o sistemata; o tertuliano; o verbetólogo; o voluntário; o tocador de obra; o homem de
ação.

Femininologia: a acoplamentista; a agente retrocognitora; a amparadora intrafísica;


a atacadista consciencial; a autodecisora; a intermissivista; a cognopolita; a completista; a comu-
nicóloga; a consciencióloga; a conscienciômetra; a consciencioterapeuta; a macrossômata; a con-
vivióloga; a duplista; a duplóloga; a proexista; a proexóloga; a reeducadora; a epicon lúcida; a es-
critora; a exemplarista; a intelectual; a reciclante existencial; a inversora existencial; a maxidissi-
dente ideológica; a tenepessista; a ofiexista; a parapercepciologista; a pesquisadora; a projetora
consciente; a sistemata; a tertuliana; a verbetóloga; a voluntária; a tocadora de obra; a mulher de
ação.

Hominologia: o Homo sapiens tenepessista; o Homo sapiens epicentricus; o Homo sa-


piens projectius; o Homo sapiens duplex; o Homo sapiens despertus.

V. Argumentologia

Exemplologia: minibalonamento = a sensação de expansão apenas das bochechas; me-


gabalonamento = a sensação de expansão de todo o corpo humano (soma).

Sensações. Como informa a Extrafisicologia, no fenômeno do ballonnement, além das


sensações advindas da expansão do holochacra e do próprio psicossoma do(a) animista-sensiti-
vo(a), ocorre também durante a incorporação (psicofonia) da consciex. Neste caso, o(a) animis-
ta-sensitivo(a) sente o psicossoma da consciex, tal qual esta sente o psicossoma, o holochacra
e o corpo humano da sensitiva ou sensitivo.
Intensificação. Evidentemente, o ballonnement, nesta oportunidade, se faz mais pronun-
ciado e intenso quando o sensitivo franzino, homem ou mulher, com possibilidades de efeitos físi-
cos (ectoplasta), recebe a incorporação de ex-conscin tendo vivido em soma obeso, podendo en-
tão ocorrer até autotransfigurações físicas pelo antagonismo da forma humanoide.
Corpo-bolha. Pelos conceitos da Holossomatologia, o fenômeno do ballonnement de-
monstra, de modo insofismável para quem o experimenta, ser o psicossoma, na verdade, o cor-
po-bolha, tendo as sensações parapsíquicas experimentadas relação direta com o holochacra.
Elongação. Consoante a Parafenomenologia, o balonamento predispõe, frequentemente,
o surgimento do fenômeno da elongação.
Pneumatose. Na análise da Parapatologia, não se deve confundir o ballonnement de ori-
gem extrafísica, aqui analisado, com o ballonnement, sensação de origem física, abdominal, por
exemplo, devido à distensão patológica do tubo intestinal por gases, abordado na Patologia Médi-
ca pelas expressões: “meteorismo”, “flatulência”, “timpanismo” ou “pneumatose”.
Psicofonologia. Sob a ótica da Parapercepciologia, a sensação do balonamento é co-
mum na psicofonia, neste caso com dilatação, estufamento e inchação aparentes de mãos, pés,
área do umbilicochacra, e suposto intumescimento dos lábios, bochechas e mento (queixo), fre-
quentes nas atividades parapsíquicas principalmente com sensitivos(as) ectoplastas.
Enciclopédia da Conscienciologia 2183

Pré-decolagem. Segundo a Projeciologia, às vezes o fenômeno do ballonnement surge


para o(a) projetor(a) nos momentos anteriores à decolagem do psicossoma, ou no período da
pré-decolagem, seja antes ou concomitante com o estado vibracional (EV) e constitui efeito da
própria exteriorização do psicossoma, em geral acompanhado de lastro maior do holochacra.
Evidenciologia. De acordo com a Psicossomatologia, o efeito do ballonnement não deve
causar apreensão ou medo, mas alegria ao praticante, homem ou mulher, pois tal sensação se in-
sere entre as primeiras evidências pessoais da descoincidência dos veículos de manifestação ou do
fato de a consciência intrafísica estar começando a deixar a matéria densa com algum nível de lu-
cidez.

VI. Acabativa

Remissiologia. Pelos critérios da Mentalsomatologia, eis, por exemplo, na ordem alfabé-


tica, 7 verbetes da Enciclopédia da Conscienciologia, e respectivas especialidades e temas cen-
trais, evidenciando relação estreita com o balonamento, indicados para a expansão das aborda-
gens detalhistas, mais exaustivas, dos pesquisadores, mulheres e homens interessados:
1. Abordagem bioenergética: Energossomatologia; Neutro.
2. Acoplador energético: Energossomatologia; Homeostático.
3. Autodiscernimento energético: Energossomatologia; Homeostático.
4. Dimener: Energossomatologia; Neutro.
5. Parapsiquismo: Parapercepciologia; Homeostático.
6. Primener: Energossomatologia; Homeostático.
7. Sinalética parapsíquica: Parapercepciologia; Homeostático.

A CONSCIN PODE EMPREGAR A VIVÊNCIA DO BALO-


NAMENTO PARA EXPANDIR A PRÓPRIA SINALÉTICA
ENERGÉTICA E PARAPSÍQUICA E A COMPREENSÃO
AVANÇADA QUANTO À AUTOPROJETABILIDADE LÚCIDA.
Questionologia. Qual nível de vivência você mantém, até o momento, com o fenômeno
do balonamento? Já ocorreu com você várias vezes?

Bibliografia Específica:

1. Armond, Edgard; Mediunidade; 212 p.; 39 caps.; 21 x 13,5 cm; br.; 15a Ed.; Livraria Allan Kardec Edito-
ra; São Paulo, SP; S. D.; página 127.
2. Greenhouse, Herbert B.; The Astral Journey; 360 p.; 32 caps.; 151 refs.; alf.; 21 x 14 x 3 cm; enc.; sob.;
Doubleday; New York, NY; 1975; página 224.
3. Paula, João Teixeira de; Dicionário de Parapsicologia, Metapsíquica e Espiritismo; apres. Hernani Gui-
marães Andrade; 3 Vols.; 480 p.; ilus.; glos. 1.506 termos; refs.; 23 x 15,5 cm; enc.; Banco Cultural Brasileiro Editora;
São Paulo, SP; 1970; página 79.
4. Reis, Hermínio da Silva; & Reis, Bianca; Técnica Física do Desenvolvimento da Consciência Humana;
Fascículo; Mimeografado; 92 p.; ilus.; br.; 2a Ed.; Edição dos Autores; Belo Horizonte, MG; S. D.; página 53.
5. Tourinho, Nazareno Bastos; Curiosidades de Uma Pesquisa Espírita; pref. Aparecido O. Belvedere; 188
p.; ilus.; apênd.; 18 x 13,5 cm; br.; Casa Editora O Clarim; Matão, SP; Janeiro, 1983; página 100.
6. Vieira, Waldo; Manual da Tenepes: Tarefa Energética Pessoal; 138 p.; 34 caps.; 147 abrevs.; glos. 282 ter-
mos; 5 refs.; alf.; 21 x 14 cm; br.; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1995; página 31.
7. Idem; Projeções da Consciência: Diário de Experiências Fora do Corpo Físico; 234 p.; glos. 25 termos;
alf.; 21 x 14 cm; br.; 7a Ed. revisada; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2005; página 21.