Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO

PRÓ-LETRAMENTO DE MATEMÁTICA - RS
Gertrudes Hoffmann – Neuza Maia – Vera Nunes

MANDALAS

Já faz algum tempo que o trabalho com mandalas começou a ser


introduzido nas escolas e os resultados obtidos são surpreendentes. Pintar
essas imagens organizadas ao redor de um centro pode ser uma ótima
ferramenta para conseguir desenvolver algumas habilidades nos alunos de
todas as idades.
Muitas vezes pensamos que o desenho livre é a melhor forma de criação
para que a criança possa se expressar. Porem, acreditamos que não é a
liberdade de um tema ou de traços que facilitam a comunicação e, sim o
processo criativo que lhe é oferecido.
Apesar de partir de uma figura limitada (mandala), a criança pode ser
estimulada a explorá-la, modificá-la e interpretá-la conforme sua
criatividade, suas vivências, sentimentos e necessidades.
Assim, não podemos dizer que alguns resultados são melhores ou piores
que outros, pois cada representação pode ter um significado diferente que
não poderá ser avaliado apenas em função do resultado final.
O material utilizado para colorir a mandala deverá ser escolhido com
muito cuidado, levando em consideração a faixa etária, disponibilidade,
facilidade com o manuseio, ... , precisamos escolher um material que ajude
no desenvolvimento da atividade e não dificultá-lo.
* Pintura sólida: lápis de cor, giz de cera, marcadores, giz colorido,...
* Pintura líquida: têmpera é mais recomendável que aquarela
* Colagem: composição a partir de diferentes materiais (revistas velhas,
tecidos, embalagens, pedrinhas,... (As crianças podem ser estimuladas a
separar os materiais para colar classificando-os quanto a cor, textura,
tamanho, forma, ... )
Adaptação: Glória Fálcon
SUGESTÕES DE ATIVIDADES:
- Colorir mandalas usando materiais variados.
- Criar mandalas a partir dos conceitos de simetrias.
- Usando caixas de pizza como suporte, criar mandalas utilizando desenhos,
colagens, materiais diversos