Você está na página 1de 32

PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO


ESCOLA MINICIPAL MARIA DE LOURDES DE LIMA
Disciplina: Geografia
Discente: Gabrielly Ribeiro Peixoto Pereira

RELATÓRIO DE ATIVIDADES

Durante o período de isolamento social, iniciado em 18 de março de 2020, onde as


aulas presenciais foram suspensas, devido à pandemia do COVID-19, foi adotado o
sistema de aulas não presenciais a fim de minimizar o prejuízo dos alunos com relação à
aprendizagem.
Para tanto, no caso desta disciplina, foram adotados meios digitais, de forma
VOLUNTÁRIA pela professora, para manter o contato com os alunos e enviar aos mesmos
subsídios para que os mesmos pudessem manter sua rotina de estudos. Foi adotado pela
professora o GOOGLE CLASSROOM como ferramenta pra desenvolver as referidas
atividades, que envolviam: videoaulas relacionadas ao conteúdo, materiais escritos,
atividades e orientações de como realizá-las
É importante ressaltar que, neste primeiro momento, o número de alunos que
participaram das atividades foi bastante inferior ao total, visto que, muitos não têm acesso
à internet.
Somente a partir do dia 08 de abril de 2020, foi adotada pela escola a distribuição de
atividades impressas aos alunos semanalmente. Destaque-se aqui que a entrega das
atividades impressas também se mostra ineficiente no que diz respeito ao alcance do total
de alunos da escola.
Acrescido à tudo isso, as referidas atividades e conteúdos trabalhados também
estão sendo paulatinamente inseridos no portal do SIGEDUC, na aba ―Escola Virtual‖,
onde esta professora considera como sendo uma excelente ferramenta, porém pouco
explorada em sua totalidade, principalmente na atual conjuntura.
Segue anexo todas as atividades e conteúdos trabalhados com os alunos utilizando
os meios acima mencionados.
ANEXOS

CONTEÚDOS E ATIVIDADES 8º ANO

DISCIPLINA: Geografia
PROFESSORA: Gabrielly Ribeiro Peixoto Pereira
TURMA: 8º anos A, B e C
NÚMERO DE ALUNOS: 102

AULA 1 – Os continentes e os Oceanos terrestres

 Instrumentos didáticos: apresentação em slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom

AULA 2 – Geopolítica e as relações internacionais

 Instrumentos didáticos: videoaula


 Ferramenta utilizada: Google Classroom
AULA 3 – Da ordem bipolar à Geopolítica atual – Guerra Fria – Parte 1

 Instrumentos didáticos: videoaula


 Ferramenta utilizada: Google Classroom

AULA 4 – Da ordem bipolar à geopolítica atual – Conflitos e tensões – Parte 2

 Instrumentos didáticos: videoaula e slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom
Atividades disponibilizadas nos formatos impresso e digital:

Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima


Disciplina: Geografia Turma: 8º___
Professora: Gabrielly Data: 08/04/2020
Aluno(a):__________________________________________
Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 8º___
Professora: Gabrielly Data: 20/04/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: Da ordem bipolar à geopolítica atual

Leia o texto de referência abaixo e realize pesquisas para responder as questões que se seguem.
O chamado Mundo Bipolar foi caracterizado por um período em que Estados Unidos da
América (EUA) e União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) despontaram como as
maiores potências mundiais. Esses dois países apresentavam grande influência política, econômica e
militar, interferindo nas relações políticas de todo o planeta.
O Mundo Bipolar se estabeleceu após a Segunda Guerra Mundial (1945), onde grande parte
dos países europeus envolvidos no conflito, em especial a Alemanha, Itália, Áustria, Reino Unido e
França, encontravam-se extremamente abalados devido à destruição de indústrias, propriedades
agrícolas, pontes, rodovias, ferrovias, além da redução significativa do contingente populacional –
estima-se que cerca de 15 milhões de pessoas morreram na Europa durante a guerra.
Esse cenário foi propício para expansão da influência estadunidense e soviética que, mesmo
participando ativamente desse conflito, conseguiram atingir prosperidade econômica, fortalecer o
aparato militar, fabricar armas nucleares e exercer controle em alguns territórios. Porém, havia
grande rivalidade entre as duas superpotências, que apresentavam sistemas políticos antagônicos:
EUA (capitalista) e URSS (socialista), fato que provocou a divisão do mundo em dois grandes blocos
com ideologias distintas.
A União Soviética passou a exercer influência no Leste Europeu, em Cuba e em algumas
porções da África e da Ásia. Os Estados Unidos, por sua vez, criou o Plano Marshall, destinando
verbas para a reestruturação dos países envolvidos na guerra, além de expandir sua hegemonia na
América, Oceania, Europa Ocidental e na maioria dos países africanos e asiáticos.
Essa corrida para demarcar e ampliar áreas de influência desencadeou uma série de conflitos
armados e intervenções políticas. Entre os acontecimentos relacionados a esse processo estão: Guerra
da Coreia, Guerra do Vietnã, Revolução Cubana, divisão do território alemão, fornecimento de
armas para conflitos étnico-separatistas na África, financiamento para as ditaduras militares no Brasil
e no Chile, golpes políticos na Hungria e na antiga Tchecoslováquia, etc.
Essa ordem geopolítica bipolar começou a enfraquecer durante a década de 1980, visto que a
URSS, em razão da estagnação industrial e agrícola, enfrentou uma intensa crise econômica que
resultou na queda de produtividade de bens de consumo – roupas, alimentos, eletrodomésticos, etc. O
país atingiu tal situação em face dos altos investimentos em armamentos e a defasagem tecnológica
em relação aos países capitalistas. Após 46 anos, teve fim o Mundo Bipolar, fato concretizado com a
fragmentação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

Fonte: https://alunosonline.uol.com.br/geografia/mundo-bipolar.html. Acesso em 15/04/2020 às


20:00h
Este é apenas um texto base que serve de referência para nosso assunto. Então agora, realize
pesquisas complementares para responder as questões a seguir.
1. (ENEM) Do ponto de vista geopolítico, a Guerra Fria dividiu a Europa em dois blocos.
Essa divisão propiciou a formação de alianças antagônicas de caráter militar, como a
OTAN, que aglutinava os países do bloco ocidental, e o Pacto de Varsóvia, que
concentrava os do bloco oriental. É importante destacar que, na formação da OTAN, estão
presentes, além dos países do oeste europeu, os EUA e o Canadá. Essa divisão histórica
atingiu igualmente os âmbitos político e econômico que se refletia pela opção entre os
modelos capitalista e socialista.

Essa divisão europeia ficou conhecida como:

a) Cortina de Ferro.
b) Muro de Berlim.
c) União Europeia.
d) Convenção de Ramsar.
e) Conferência de Estocolmo.

2. Dentre os principais teóricos do socialismo científico, podemos destacar:

a) Thomas Morus e Charles Darwin


b) Karl Marx e Josef Stalin
c) Karl Marx e Friedrich Engels
d) Josef Stalin e Friedrich Engels
e) Josef Stalin e Mikhail Gorbachev

3. A bipolarização das nações do globo, após a Segunda Grande Guerra, sob o ponto de vista político
e principalmente militar, deu origem ao fenômeno denominado:

a) Mercado Comum Europeu e Conselho de Assistência Econômica Mútua;


b) Guerra Fria;
c) Detente;
d) Guerra de Posição;
e) Nova Política Econômica (NEP).

4. O primeiro país socialista da história foi:

a) Rússia
b) URSS
c) EUA
d) China
e) Cuba

5. (Unifenas) Alemanha relembra 50 anos da construção do Muro de Berlim

A Alemanha comemorou ontem os 50 anos desde a construção do Muro de Berlim, quando o lado
leste (comunista) fechou suas fronteiras, dividindo a cidade em dois durante 28 anos e partindo
famílias ao meio. A divisão acabou em novembro de 1989, depois que a Alemanha Oriental abriu o
muro em meio a uma maciça pressão de manifestantes e à abertura política na União Soviética.

(O Tempo, 14/08/2011, p.15)

A construção do Muro de Berlim, em 1961, visava:

a) impedir um ataque militar das potências capitalistas contra a zona de ocupação soviética.
b) reafirmar a divisão da Alemanha ocorrida após a Segunda Guerra Mundial.
c) impedir o fluxo de pessoas para a Alemanha Ocidental capitalista.
d) incentivar o fluxo de pessoas para a Alemanha Oriental comunista.
e) encerrar a polarização ideológica entre capitalismo e comunismo na Alemanha.
Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 8º___
Professora: Gabrielly Data: 27/04/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: Conflitos da atualidade

1. ―Alguns conflitos na Europa tiveram origem vários séculos atrás e relacionam-se ao


processo de incorporação de territórios e de grupos étnicos minoritários, como é o caso da
dominação inglesa sobre os irlandeses e a espanhola sobre os bascos‖.

(Lucci, Elian Alabi; Anselmo Lázaro Branco e Cláudio Mendonça. Território e sociedade no
mundo globalizado: Geografia Geral e do Brasil. Ensino Médio. São Paulo: Saraiva, 2005
p.390.)

Sobre o tema dos conflitos étnicos nacionais, assinale a alternativa correta:

a) Os povos bascos são marcados pela luta por autonomia da região basca e pelo
empreendimento separatista na Espanha, com o objetivo de se criar um País Basco, que
tomaria todo o território espanhol.

b) A Irlanda do Norte é uma nação independente da Grã-Bretanha, com quem forma


apenas uma integração territorial e econômica.

c) O grupo terrorista basco ETA, apesar de lutar pela criação do País Basco, não conta
com o apoio da maioria basca e, desde 2006, anunciou a deposição de suas armas.

d) A luta da Irlanda do Norte por sua independência frente ao território britânico foi
marcada por muitos conflitos e, ainda hoje, não existe previsão de pacificação entre as
duas partes, com a realização de atentados terroristas praticamente todos os dias.

2. (UENP) Analise as assertivas abaixo referentes à Caxemira.

I. A Caxemira é uma região disputada tanto pela Índia quanto pelo Paquistão, em virtude
de localizarem-se, nessa área, as nascentes dos rios Indo e Ganges, além de outras
razões.

II. Índia e Paquistão travaram três guerras desde a independência da Inglaterra, em 1947.
Duas delas foram por disputas da Caxemira.

III. A Índia controla 40% da Caxemira; o Paquistão, um terço; a China, o resto.


IV. Os muçulmanos são maioria na região e há 12 anos eles começaram a lutar pelo
separatismo, num conflito que já matou mais de 33 mil pessoas. O Paquistão propõe um
plebiscito para definir o futuro da área. A Índia prefere a mediação internacional.

Estão corretas:

a) todas as assertivas

b) apenas I e II

c) apenas II e III

d) apenas III e IV

e) apenas I e IV

3. Explique a origem histórica comum dos principais conflitos separatistas e guerras civis do
continente africano.

4. Dentre os principais conflitos e impasses étnico-territoriais na região do Oriente Médio, um


deles se caracteriza pela luta para a criação de um Estado Nacional que abrigaria aquela
que é a maior nação sem pátria do mundo. O texto se refere:

a) aos Curdos, que lutam pela criação do Curdistão.

b) aos Turcos, que tiveram seu território perdido desde a dissolução do Império Turco-
Otomano.

c) aos povos da Mesopotâmia, que lutam em uma guerra civil sem trégua para a criação de
seu território.

d) aos povos bascos, que liderados pelo grupo terrorista ETA buscam a independência de
seu território.

e) aos palestinos, que até hoje não possuem seu Estado e território reconhecidos pela
comunidade internacional.

5. (FATEC) ―Palavras de ordem, símbolos, propaganda, atos públicos, vandalismo e violência


são, atualmente, manifestações de hostilidade frequentes contra estrangeiros na Europa.
Os países onde mais intensamente têm ocorrido conflitos são Alemanha, França,
Inglaterra, Bélgica e Suíça.‖
(MOREIRA, Igor e AURICCHIO, Elizabeth. Construindo o espaço mundial. 3.ª ed. São
Paulo: Ática, 2007, p. 37. Adaptado.)

Sobre o fenômeno social enfocado pelo texto, é válido afirmar que se trata de conflitos:

a) civis e militares, relacionados às formas históricas de exploração dos países do


chamado Terceiro Mundo.

b) ligados ao nacionalismo, ao racismo e à xenofobia, no contexto globalizado das grandes


migrações internacionais.

c) entre imigrantes das diversas nacionalidades que invadem a Europa, atualmente, na


disputa por empregos e por melhores condições de vida.

d) culturais, principalmente causados pelo conflito armado entre países católicos e


protestantes, mas também, sobretudo, conflitos contra países islâmicos.

e) étnicos e sociais decorrentes das dificuldades de desenvolvimento de países europeus


em continuar a sua industrialização nos setores tecnológicos de ponta.
Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 8º___
Professora: Gabrielly Data: 05/05/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: População mundial

1. De acordo com dados divulgados em 2009 pelo Fundo de População das Nações Unidas (FNUAP),
o planeta Terra é habitado por 6,826 bilhões de pessoas. Essa população está distribuída de forma
desigual pelos continentes. Nesse sentido, marque a alternativa que corresponde ao continente mais
populoso.
a) África.
b) América.
c) Ásia.
d) Europa.
e) América do Norte.

2. De acordo com dados divulgados em 2009 pelo Fundo de População das Nações Unidas (FNUAP),
o planeta Terra é habitado por 6,826 bilhões de pessoas. Essa população está distribuída de forma
desigual pelos continentes. Nesse sentido, marque a alternativa que corresponde ao continente mais
populoso.
a) África.
b) América.
c) Ásia.
d) Europa.
e) América do Norte.

3. (UFRR) O envelhecimento da população está mudando radicalmente as características da


população da Europa, onde o número de pessoas com mais de 60 anos deverá chegar, nas próximas
décadas, a 30% da população total. Graças aos avanços da medicina e da ciência, a população está
cada vez mais velha. Isso ocorre em função do:
a) Declínio da taxa de natalidade e aumento da longevidade.
b) Aumento da natalidade e diminuição da longevidade.
c) Crescimento vegetativo e aumento da taxa de natalidade.
d) Aumento da longevidade e do crescimento vegetativo.
e) Declínio da taxa de mortalidade e diminuição da longevidade.

4. A distribuição populacional não ocorre de forma homogênea. Esse fenômeno é constatado através
das disparidades nos números de habitantes de diferentes continentes, países, regiões, estados e
cidades. Indique a alternativa que corresponde ao país mais populoso do planeta.
a) Estados Unidos.
b) China.
c) Índia.
d) Brasil.
e) Rússia.

5. (UCB - Adaptada)
O crescimento da população mundial

A população mundial chegará a mais de 9,2 bilhões de habitantes em 2050, segundo um relatório
divulgado pela ONU (Organização das Nações Unidas). Os motivos do aumento da população são,
segundo o estudo, maior longevidade e melhora de acesso ao tratamento do HIV e da AIDS. O
estudo, elaborado pela divisão de população do Departamento de Assuntos Sociais e Econômicos
da ONU (DESA), analisa as tendências demográficas no âmbito nacional, regional e mundial, com
a ideia de servir como indicador para as pesquisas e estatísticas que são feitas no órgão. De acordo
com a pesquisa, o mundo terá um aumento de 2,5 bilhões de habitantes nos próximos 43 anos,
passando dos 6,7 bilhões que deverá alcançar em julho deste ano a 9,2 bilhões em 2050, segundo o
informe. O aumento equivale ao tamanho total da população do mundo no ano de 1950 e será
absorvido, em sua maioria, pelos países em desenvolvimento. Sozinhos, estes países devem passar
de 5,4 bilhões de habitantes em 2007 para 7,9 bilhões de habitantes em 2050.

Acerca do crescimento demográfico, julgue os itens a seguir.

I.( ) O texto infere que o crescimento demográfico ocorrerá de forma constante nos diferentes
grupos de países do globo.

II.( ) Nos países africanos, mesmo com uma grande parte da população contaminada pela AIDS e
outras doenças, existe uma grande diferença entre as taxas de natalidade e as de mortalidade. Esse
fato explica o incremento populacional na África.

III. ( ) O aumento da expectativa de vida, além de promover a elevação populacional, também


provoca preocupações institucionais e sociais acerca da qualidade de vida oferecida para a
população idosa.

IV.( ) O Brasil, por sua grande dimensão territorial e baixo índice de povoamento, não tem que se
preocupar com políticas públicas voltadas para os idosos.
Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 8º___
Professora: Gabrielly Data: 11/05/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: Pirâmides etárias

01. (UEA) Analise as pirâmides etárias:

Assinale a alternativa correta.

a) A população brasileira está tornando-se cada vez mais jovem.

b) A população brasileira está envelhecendo ao longo dos anos.

c) O número de idosos ultrapassará o de jovens até 2020.

d) A estrutura etária da população pouco tem mudado ao longo dos anos.

e) A população masculina predomina em relação à feminina.

02. (UNICENTRO) Com base na evolução da pirâmide etária no Brasil em 1960, 2000 e 2010 e
nos conhecimentos sobre dinâmica populacional, considere as afirmativas a seguir:
(Disponível em: <http://s.glbimg.com/jo/g1/f/original/2012/04/30/idade4.jpg)

I. A transição demográfica brasileira está concretizando-se na atualidade em decorrência das altas


taxas de natalidade e de fecundidade da população.

II. A pirâmide de 1960 apresenta um aspecto triangular, indicando que o percentual de jovens no
conjunto da população era alto nessa década.

III. O envelhecimento de uma população representa a diminuição proporcional da população mais


jovem do país, por isso, na pirâmide de 2010, a diferença da base para o topo foi reduzida.

IV. Os dados revelam a necessidade de maior investimento das políticas públicas nos setores da
previdência e da saúde pública voltados para a terceira idade.

Assinale a alternativa correta.

a) Somente as afirmativas I e II são corretas

b) Somente as afirmativas I e IV são corretas

c) Somente as afirmativas III e IV são corretas

d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas

e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas

e) América do Norte.

03. Existem quatro tipos de pirâmides etárias que refletem a estrutura da sociedade. Sobre esses tipos
de pirâmides, assinale a alternativa INCORRETA:

a) A pirâmide jovem possui a base larga, o que indica altas taxas de natalidade. Sendo assim, a
população do lugar representado é considerada jovem.

b) A pirâmide adulta possui base larga, contudo, apresenta tendências de redução. O topo aparece
mais alargado bem como o corpo da pirâmide, que representa a população economicamente ativa.
c) A pirâmide envelhecida possui a base larga, indicando aumento da população idosa e,
consequentemente, elevação da expectativa de vida. Além disso, seu topo é estreito, indicando
diminuição das taxas de natalidade.

d) A pirâmide rejuvenescida apresenta base alargada e topo também mais largo, tendência vista,
principalmente, em países desenvolvidos.

04.Sobre a análise das pirâmides etárias, marque V para as proposições verdadeiras e F para as
proposições falsas:

( ) O topo das pirâmides representa a população jovem.

( ) O corpo das pirâmides representa a população adulta.

( ) A base das pirâmides representa a população idosa.

( ) No eixo horizontal, as mulheres estão representadas à esquerda, e os homens à direita.

Assinale a alternativa correta:

a) FVFV

b) FVFF

c) VVFF

d) FVVF
CONTEÚDOS E ATIVIDADES 9º ANO

DISCIPLINA: Geografia
PROFESSORA: Gabrielly Ribeiro Peixoto Pereira
TURMA: 9º anos A, B e C
NÚMERO DE ALUNOS: 99

AULA 1 – Capitalismo e Socialismo - Introdução

 Instrumentos didáticos: videoaula e slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom

AULA 2 – Características e fases do Capitalismo

 Instrumentos didáticos: videoaula e slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom
AULA 3 – O Sistema Socialista

 Instrumentos didáticos: videoaula, slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom

AULA 4 – O Mundo Bipolar

 Instrumentos didáticos: videoaula e slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom

AULA 5 – Economia Global – Parte 1

 Instrumentos didáticos: videoaula e slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom
AULA 6 – Economia Global - Parte 2

 Instrumentos didáticos: videoaula e slides


 Ferramenta utilizada: Google Classroom
Atividades disponibilizadas nos formatos impresso e digital:

Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima


Disciplina: Geografia Turma: 9º___
Professora: Gabrielly Data: 08/04/2020
Aluno(a):___________________________________________

Fases do capitalismo

O sistema capitalista, desde suas origens no final do século XV e início do século


XVI, sofreu diferentes transformações, passando de um modelo transitório da crise do
feudalismo a um complexo modelo de economia e sociedade. Tais transformações
ocasionaram profundas produções e transformações socioespaciais, que, em partes,
refletiram tanto as modificações nas técnicas e nos modelos produtivos quanto
resguardaram em si as heranças dessa dinâmica.
Para fins didáticos, as principais análises dividem a história com base em três fases
do capitalismo: o comercial, o industrial e o financeiro. Existem autores que ainda afirmam
existir uma quarta fase: o ―capitalismo informacional‖ — termo desenvolvido por Manuell
Castells em sua obra ―A Sociedade em Rede‖. No presente texto, estão reunidos alguns
esforços para caracterizar essa periodização, com ênfase nas transformações causadas
sobre o espaço geográfico.

Capitalismo comercial

O Capitalismo Comercial alavancou-se graças ao início da formação do sistema


capitalista e a consequente expansão do comércio internacional no contexto da Europa.
Essa fase ficou marcada pela expansão marítima comercial e também colonial, com a
formação de colônias europeias em várias partes do mundo, com destaque para as
Américas e também para o continente africano.
Nesse período, intensificou-se a prática do mercantilismo, um sistema econômico
geralmente concebido como ―um conjunto de práticas‖ não planejadas. Esse sistema era
calcado na busca e controle de matérias-primas e metais preciosos (metalismo), além da
intensiva troca comercial internacional, em que cada Estado procurava manter uma
balança comercial favorável.
Outro desenvolvimento importante durante essa fase do capitalismo foi a
manufatura, o que foi mais tarde desenvolvido a partir das revoluções industriais. O
resultado sobre o espaço geográfico foi a constituição de muitas cidades e o crescimento
de algumas outras, embora a população continuasse majoritariamente rural tanto nos
países imperialistas centrais quanto nas colônias e nações menos desenvolvidas.

Capitalismo Industrial

A segunda fase do capitalismo é chamada de Capitalismo Industrial por ter sido um


efeito direto da emergência, expansão e centralidade exercida pelas fábricas graças ao
processo de Revolução Industrial iniciado em meados do século XVIII na Inglaterra. Com
isso, a luta por matérias-primas, transformadas depois em mercadorias industrializadas,
intensificou-se ao longo do globo, e a Divisão Internacional do Trabalho foi assim
estruturada: de um lado, as colônias atuando como fornecedoras de matérias-primas e
produtos primários em geral; do outro lado, as metrópoles e países industrializados como
fornecedores de mercadorias.
Nos países desenvolvidos, notadamente na Europa e em algumas partes da
América do Norte, as cidades conheceram um boom populacional, marcado pelo intensivo
êxodo rural e pela expansão desordenada das periferias em locais como Londres e Paris.
A grande quantidade de trabalhadores empregados nas fábricas e a difusão do
pensamento econômico liberal, desenvolvido por Adam Smith, também foram elementos
característicos desse contexto, que se estendeu até o final do século XIX e o início do
século XX.

Capitalismo Financeiro

Para muitos, essa é a atual fase do capitalismo, marcada pelo protagonismo


exercido pela especulação financeira e pela bolsa de valores, que passou a ser uma
espécie de ―termômetro‖ sobre a economia de um país. Basicamente, essa fase do
capitalismo estrutura-se com a formação do mercado de ações e a sua especulação em
termos de valores, taxas, juros e outros.
Em algumas abordagens, diz-se que no Capitalismo Financeiro houve uma espécie
de fusão entre capital bancário e capital industrial. Isso ocorreu porque as empresas
passaram a ser divididas em ações negociadas com base em valores e calculadas a partir
do potencial de lucratividade oferecido por tais empresas.
Alguns críticos alcunham esse período de Capitalismo Monopolista, pois uma de
suas competências é a possibilidade de união (fusão, também chamada de truste) entre
uma ou mais empresas, ou até mesmo a compra de uma pela outra através do
investimento em ações. Nesse sentido, boa parte do mercado, em vez de ser gerida pela
lei da livre concorrência, estaria condenada ao monopólio ou ao oligopólio, embora as
grandes fusões do mercado atual não tenham extinguido a competição.
Um exemplo de fusão entre duas empresas foi a união entre a Sadia e a Perdigão,
ou a compra da Yahoo e da Nokia pela Microsoft, além de inúmeros outros casos. Tal
configuração também permitiu a expansão de algumas marcas pelo mundo todo, empresas
essas chamadas de multinacionais ou globais.
O principal efeito dessa dinâmica sobre o espaço geográfico foi a industrialização
dos países emergentes, com uma consequente e acelerada urbanização ao longo do
século XX, a exemplo do Brasil e dos chamados Tigres Asiáticos. Alguns países periféricos
também estão se industrializando, muito em função da migração dessas empresas
estrangeiras para suas áreas em busca de impostos mais baratos, fácil acesso a matérias-
primas, uma mão de obra mais barata e uma mais ampla contemplação ao mercado
consumidor.

PENA, Rodolfo F. Alves. "Fases do capitalismo"; Brasil Escola. Disponível em:


https://brasilescola.uol.com.br/geografia/fases-do-capitalismo.htm. Acesso em 07 de abril
de 2020.
_________________________________________________________________________
____________

Agora, com base neste conteúdo e realizando mais pesquisas sobre o assunto, responda
as questões que se seguem.

01. Quais as fases do capitalismo?


02. Assinale a alternativa que NÃO representa uma característica do sistema capitalista.
a) Propriedade privada dos meios de produção
b) Economia de mercado
c) Lei da oferta e da procura
d) Estatização

03. Defina o sistema socialista.

04. Quais as três principais características do socialismo?

05. Como é chamada a atual fase do capitalismo?

06. Qual foi o primeiro país a adotar o socialismo como sistema socioeconômico? Em que
período isso ocorreu?

07. O que foi a chamada ordem bipolar?


Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 9º___
Professora: Gabrielly Data: 20/04/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: Organização Política e Economia Mundial – Ordem Bipolar

Leia o texto de referência abaixo e realize pesquisas para responder as questões que se seguem.
Com o fim da Segunda Guerra Mundial (1945), os principais países envolvidos no conflito
(França, Reino Unido, Itália, Alemanha e Japão) se encontravam em péssima situação
socioeconômica. O cenário de destruição nessas nações era enorme, a infraestrutura estava
totalmente abalada, além da grande perda populacional. Apenas Estados Unidos e União das
Repúblicas Socialistas Soviéticas, apesar dos prejuízos gerados pela participação na Guerra,
conseguiram manter uma estabilidade financeira.
Após o conflito, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas anexou vários territórios,
aperfeiçoou o desenvolvimento de armas nucleares, ampliou sua área de influência no leste europeu,
além de possuir o maior exército do planeta. Os Estados Unidos, por sua vez, destinou créditos
financeiros para a reestruturação dos países envolvidos na Segunda Guerra Mundial, ampliou suas
zonas de influência e cercou-se de tecnologia para produção de armas nucleares.
Por esses aspectos em comum, Estados Unidos e URSS passaram a ser considerados
superpotências mundiais. Entretanto, havia um grande diferencial entre essas duas nações – o sistema
político: Estados Unidos (capitalista) e União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (socialista). Cada
um exercendo sua influência na geopolítica global.
Os EUA, através de financiamentos e outras medidas políticas (até mesmo fornecimento de
armas), passaram a exercer grande influência sobre os países que optaram pelo sistema econômico
capitalista. A URSS utilizou-se dos mesmos critérios para expandir suas áreas de influência.
Estabeleceu-se a geopolítica bipolar, interferindo diretamente na política de vários países. Conflitos
armados foram impulsionados por essa rivalidade entre as duas superpotências, entre eles estão: a
Guerra da Coreia, Guerra do Vietnã, Revolução Cubana, os conflitos no Oriente Médio, conflitos
entre grupos separatistas na África, além do apoio a golpes militares, como, por exemplo, a ditadura
militar no Brasil, o golpe ao presidente Salvador Allende no Chile, e apoio a políticas ditatoriais em
várias nações.
Porém, na década de 1980, a URSS passou por uma grave crise econômica, sendo
consequência da própria política adotada. A falta de criatividade e agilidade para modificá-la, a
estagnação do setor industrial, queda de produtividade de bens de consumo (alimentos, roupas, etc.),
além dos altos gastos com armamentos, levaram a uma defasagem em relação aos avanços
alcançados pelos países capitalistas desenvolvidos.
O agravamento da crise do sistema socialista ocasionou um processo de enfraquecimento da
União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, que culminou em 1991, na desintegração desta. Esse
fato estabeleceu o fim da Guerra Fria, e, consequentemente, da ordem mundial bipolar.
Fonte: https://brasilescola.uol.com.br/geografia/mundo-bipolar.htm. Acesso em 15/04/2020 às
19:50h

Este é apenas um texto base que serve de referência para nosso assunto. Então agora, realize
pesquisas complementares para responder as questões a seguir.

1. (ENEM) Os 45 anos que vão do lançamento das bombas atômicas até o fim da União Soviética,
não foram um período homogêneo único na história do mundo. (…) dividem-se em duas metades,
tendo como divisor de águas o início da década de 70. Apesar disso, a história deste período foi
reunida sob um padrão único pela situação internacional peculiar que o dominou até a queda da
URSS.
(HOBSBAWM, Eric J. Era dos Extremos. São Paulo: Cia das Letras,1996)
O período citado no texto e conhecido por “Guerra Fria” pode ser definido como aquele momento
histórico em que houve:
a) corrida armamentista entre as potências imperialistas europeias ocasionando a Primeira Guerra
Mundial.
b) domínio dos países socialistas do Sul do globo pelos países capitalistas do Norte.
c) choque ideológico entre a Alemanha Nazista / União Soviética Stalinista, durante os anos 30.
d) disputa pela supremacia da economia mundial entre o Ocidente e as potências orientais, como a
China e o Japão.
e) constante confronto das duas superpotências que emergiram da Segunda Guerra Mundial.

2. (Cesgranrio) Após a Segunda Guerra Mundial, consolidou-se uma ordem político-econômica


internacional que expressou o(a):
a) conflito político e ideológico entre a União Soviética e os Estados Unidos.
b) supremacia política e militar da Europa Ocidental.
c) subordinação neocolonial dos países árabes e da América Latina.
d) liderança política mundial da China Comunista através de sua participação na ONU.
e) hegemonia econômica mundial das ex-nações imperialistas, tais como a Inglaterra e a França.

3. (VUNESP) A ordem geopolítica bipolar, que se desagregou quase que totalmente nos últimos
anos, cede lugar a uma nova ordem:
a) multipolar
b) sem pólos ou centros de decisão
c) monopolar
d) neonazista
e) apolítica

4. (UNEP) A propósito do conceito de Guerra Fria, aplicado às relações internacionais após a


Segunda Guerra Mundial, assinale a alternativa correta.
a) Trata da rivalidade entre blocos capitalistas e comunistas liderados, respectivamente, pelos EUA e
pela URSS.
b) Indica as lutas travadas pelo povo iraniano contra a dinastia Pahlevi.
c) Aplica-se ao contexto de guerras pela independência nacional, ocorridas na Ásia e na África.
d) Explica o desenvolvimento de blocos econômicos em disputa, a saber: o Comecon e o MCE.
e) Contempla as disputas diplomáticas entre árabes e israelenses pela posse da península do Sinai.

5. (UFSC - Adaptado) Em novembro de 2009, comemorou-se de várias formas os 20 anos da queda do muro
de Berlim.
Em relação a esse tema, assinale V para verdadeiro e F para falso
I) Tratava-se de uma divisão simbólica entre dois blocos ideológicos, o socialismo e o capitalismo, separados
por uma profunda e irreconciliável divisão no campo das ideias, comparada, por isso, a um muro.
II) O muro de Berlim foi levantado na capital alemã por determinação de Adolf Hitler, como demonstração de
força do nazismo, para separar os judeus dos alemães.
III) A queda do muro de Berlim foi uma necessidade que se impôs frente à nova configuração econômica da
Europa, isto é, à constituição de um bloco de países que adotou o euro como moeda comum.
IV) A sua construção foi motivada para conter a emigração de alemães orientais, em grande número, para o
lado capitalista, especialmente de trabalhadores com alta qualificação profissional.
V) O muro de Berlim dividiu a capital da Alemanha em área comunista e área capitalista, cabendo aos
cidadãos decidirem em qual dos lados estabelecer-se.
a) F – F – F –V – F
b) F – F – F - F – F
c) V – V – V – F – V
d) V – V – V – V – V
E) F – F – F – V - V
Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 9º___
Professora: Gabrielly Data: 27/04/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: Terceira Revolução Industrial

01. Assinale quais dos procedimentos abaixo mencionados NÃO fazem parte dos
avanços produzidos pela Terceira Revolução Industrial:

a) biotecnologia
b) automação industrial
c) uso de combustíveis fósseis
d) química fina
e) robótica

02.
Tirinha sobre as evoluções tecnológicas
contemporâneas

A tirinha acima reproduz uma crítica


recorrentemente direcionada aos impactos
gerados pela Terceira Revolução Industrial,
dos quais podemos assinalar:

a) A excessiva capacidade de memória dos


aparelhos industrializados.

b) A superioridade do desempenho dos produtos face à capacidade humana.

c) A alienação gerada pelas facilidades promovidas pelas tecnologias.

d) O processo de substituição do homem pela máquina no campo produtivo


industrial.

e) O desequilíbrio entre o excesso de informações e a incapacidade de armazená-


las.

03. A emergência da Terceira Revolução Industrial, ou Revolução Técnico-Científica


Informacional, proporcionou uma sequência de avanços no campo do trabalho
industrial. No que se refere às modalidades de produção fabril, aquela que melhor
se configurou e garantiu a sua manutenção na esfera produtiva foi:

a) macartismo
b) fordismo
c) taylorismo
d) volvismo
e) toyotismo

04. (PUC-Rio)

A Terceira Revolução Industrial, que vem se realizando nas últimas décadas do


século XX, introduziu importantes alterações no sistema produtivo. Assinale a
alternativa que NÃO indica corretamente uma dessas mudanças.

a) Transmissão instantânea das informações e formação de redes -


telecomunicações.
b) Realização de cálculos complexos em tempo cada vez menor - informática.
c) Mudança no padrão energético - energia nuclear.
d) Aceleração do tempo e aumento da capacidade de deslocamento de carga -
transportes mais eficientes.
e) Surgimento de novos materiais e adoção de novas técnicas - siderurgia.
Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 9º___
Professora: Gabrielly Data: 05/05/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: Globalização Cultural

01. (UFPI) Sobre a economia globalizada:

a) Homogeneizou as culturas e reduziu as discrepâncias econômicas entre os


países.

b) Integrou economias e possibilitou a difusão de hábitos dos lugares pelo mundo.

c) Deu visibilidade às minorias, a povos e culturas de recantos isolados do mundo.

d) Quase anulou a xenofobia e os conflitos étnicos e religiosos em todo o planeta.

02. (ENEM 2009 – Prova Cancelada)

O índio do Xingu, que ainda acredita em Tupã, assiste pela televisão a uma partida
de futebol que acontece em Barcelona ou a um show dos Rolling Stones na praia de
Copacabana. Não obstante, não há que se iludir: o índio não vive na mesma
realidade em que um morador do Harlem ou de Hong Kong, uma vez que são
distintas as relações dessas diferentes pessoas com a realidade do mundo
moderno; isso porque o homem é um ser cultural, que se apoia nos valores da sua
comunidade, que, de fato, são os seus.
GULLAR, F. Folha de S. Paulo. São Paulo: 19 out. 2008 (adaptado).

Ao comparar essas diferentes sociedades em seu contexto histórico, verifica-se que

a) Pessoas de diferentes lugares, por fazerem uso de tecnologias de vanguarda,


desfrutam da mesma realidade cultural.

b) O índio assiste do futebol ao show, mas não é capaz de entendê-los, porque não
pertencem à sua cultura.

c) Pessoas com culturas, valores e relações diversas têm, hoje em dia, acesso às
mesmas informações.

d) Os moradores do Harlem e de Hong Kong, devido à riqueza de sua História, têm


uma visão mais aprimorada da realidade.

e) A crença em Tupã revela um povo atrasado, enquanto os moradores do Harlem e


de Hong Kong, mais ricos, vivem de acordo com o presente.

03. (ENEM 2009 – Prova Cancelada)


Entre as promessas contidas na ideologia do processo de globalização da economia
estava a dispersão da produção do conhecimento na esfera global, expectativa que
não se vem concretizando. Nesse cenário, os tecnopolos aparecem como um centro
de pesquisa e desenvolvimento de alta tecnologia que conta com mão de obra
altamente qualificada. Os impactos desse processo na inserção dos países na
economia global deram-se de forma hierarquizada e assimétrica. Mesmo no grupo
em que se engendrou a reestruturação produtiva, houve difusão desigual da
mudança de paradigma tecnológico e organizacional. O peso da assimetria
projetou-se mais fortemente entre os países mais desenvolvidos e aqueles em
desenvolvimento.
BARROS, F. A. F. Concentração técnico-científica: uma tendência em expansão no
mundo contemporâneo?
Campinas: Inovação Uniemp, v. 3, n°1 jan./fev. 2007 (adaptado).

Diante das transformações ocorridas, é reconhecido que

a) A inovação tecnológica tem alcançado a cidade e o campo, incorporando a


agricultura, a indústria e os serviços, com maior destaque nos países desenvolvidos.

b) Os fluxos de informações, capitais, mercadorias e pessoas têm desacelerado,


obedecendo ao novo modelo fundamentado em capacidade tecnológica.

c) As novas tecnologias se difundem com equidade no espaço geográfico e entre as


populações que as incorporam em seu dia a dia.

d) Os tecnopolos, em tempos de globalização, ocupam os antigos centros de


industrialização, concentrados em alguns países emergentes.

e) O crescimento econômico dos países em desenvolvimento, decorrente da


dispersão da produção do conhecimento na esfera global, equipara-se ao dos
países desenvolvidos.

04. (UFAM) São características da Globalização:

a) A adoção do Toyotismo como modelo para a reorganização da produção, a


restrição dos mercados e a valorização tecnológica.

b) O estabelecimento de redes comerciais, com valorização do capital mercantil e o


aumento do controle estatal na economia.

c) A adoção de políticas neoliberais, a desregulamentação da economia e


diminuição dos índices de robotização na indústria.

d) A dinamização tecnológica com a garantia da ampliação de políticas sociais e


direitos trabalhistas.

e) A formação de blocos econômicos, a integração dos mercados e o avanço do


capital financeiro.
05. (UFC) O processo de globalização tem, na atualidade, provocado grandes
mudanças, tanto nas esferas econômica, financeira e política quanto na vida social
e cultural dos povos e das nações, em escala mundial. A esse respeito, é possível
afirmar, de modo correto, que:

a) A maioria das instituições financeiras globais tem sua sede localizada nos países
subdesenvolvidos.

b) O avanço das telecomunicações e da informática e o uso da internet são


fundamentais para os fluxos financeiros mundiais.

c) O Estado intervém na economia por meio de investimentos no setor industrial,


fortalecendo, assim, as empresas estatais.

d) As transformações políticas, econômicas, sociais e tecnológicas dão-se da


mesma forma nos países desenvolvidos e subdesenvolvidos.

e) Os blocos econômicos regionais são constituídos com o objetivo único de


formação de alianças para defender a autonomia política dos países membros.
Escola Municipal Maria de Lourdes de Lima
Disciplina: Geografia Turma: 9º___
Professora: Gabrielly Data: 11/05/2020
Aluno(a):___________________________________________

Assunto: Globalização e meio ambiente

06. Explique as prováveis causas do aquecimento global e aponte a origem dos gases
de efeito estufa.

07. Quais são as consequências do aquecimento global?

08. O que é o Protocolo de Kyoto e quais são suas principais resoluções?

09. Com base na charge abaixo, escreva um texto em seu caderno sobre a relação
entre o consumismo e o meio ambiente. Discuta o assunto com os colegas. Avaliem
se todos apresentam o mesmo ponto de vista e anotem as opiniões divergentes.

10. Leia o trecho do texto e responda às questões abaixo.

Capacidade instalada de energia eólica no país tem alta de 19% em 2017

Os projetos de energia eólica no Brasil atingiram 12,7 gigawatts (GW) em


2017, aumento de 19% em relação a 2016, segundo informações da Associação
Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica).
O segmento terminou o ano com 508 parques em operação. A potência eólica
instalada chegou a 8,2% da matriz elétrica do país, praticamente empatando com a
geração térmica a gás natural, que tinha 13 GW de potência e 8,3% da matriz.
Segundo a associação, em média, 18 milhões de residências foram
abastecidas mensalmente pela fonte eólica em 2017. Com isso, o Brasil ultrapassou
a Itália no ranking mundial de capacidade instalada de energia eólica, na 9a
posição.
Até 2023, a Abeeólica estima que a potência instalada de energia eólica vai
chegar a 18,639 GW. Serão construídos mais de 252 novos parques já
contratados.[...]
A Abeeólica estima que cada MW instalado gera 15 postos de trabalho. Até o
momento, são 180 mil postos de trabalho criados.

MAIA, Camila. Capacidade instalada de energia eólica no país tem alta de 19% em 2017. Valor
Econômico, 9 jan. 2018. Disponível em: <http://www.valor.com.br/brasil/5251365/capacidade-
instalada-de-energiaeolica-no-pais-tem-alta-de-19-em-2017>. Acesso em: 12 mar. 2018.

a) Por que houve ampliação da produção da energia eólica no Brasil?

b) Quais os efeitos do uso desse tipo de energia sobre o meio ambiente?

c) De acordo com a notícia, qual o impacto da implementação desses projetos na


oferta de empregos?

Você também pode gostar