Você está na página 1de 3

NIVEA C PERLE RA 2017007301 aula 7 Resumo

Os principais conceitos que embasam os elementos e parâmetros de projeto


definidos mais adiante são apresentados em um documento complementar à
presente instrução, intitulado “Notas Técnicas de Projeto Geométrico”. Embora as
informações contidas em tal documento não façam parte do presente escopo,
recomenda-se a sua leitura ou consulta para melhor entendimento e aplicação dos
conceitos envolvidos na elaboração do projeto geométrico de sistemas rodoviários.

Veículo de Projeto

Veículo com peso, dimensões e características operacionais considerado


representativo de determinado grupo da frota circulante, selecionado com vistas a
estabelecer parâmetros de controle de projeto para a via. Para sua escolha, deve-se
levar em consideração a composição do tráfego previsto para utilização da rodovia.

Velocidade de Projeto
Velocidade selecionada e utilizada para estabelecer determinados parâmetros e
características geométricas de uma via. O valor a ser adotado deve ser coerente
com o relevo predominante do terreno, com o uso e a ocupação do solo no entorno
da via, com a velocidade operacional estimada ao longo da via e com sua classe
funcional. Os manuais do Departamento Nacional de Estradas de Rodagem –
DNER, atual Departamento Nacional de Infra-estrutura de Transportes – DNIT,
referem-se freqüentemente ao mesmo conceito utilizando o termo “velocidade
diretriz”.
Velocidade Operacional
Velocidade na qual se observam os condutores operando seus veículos sob
condições de fluxo livre, e que freqüentemente corresponde ao 85º percentil da
distribuição de velocidades praticadas, obtido através da curva de freqüências
acumuladas.

Distância de Visibilidade de Parada – DVP


Consiste na distância mínima de visibilidade disponível para permitir ao motorista
de um veículo que viaja na velocidade de projeto detectar e analisar uma situação
de perigo à sua frente e, se necessário, frear seu veículo antes de atingir um
obstáculo, representativo de tal situação de perigo, em sua trajetória.

Distância de Visibilidade de Ultrapassagem – DVU

Consiste na distância mínima de visibilidade que deve estar disponível para a


ultrapassagem em rodovias de uma pista simples com dois sentidos de tráfego, de tal
modo que um veículo possa ultrapassar um outro mais lento com segurança e
conforto, sem interferir com a marcha do veículo que se aproxima na direção oposta.
Distância de Visibilidade de Decisão – DVD

Consiste na extensão requerida pelos motoristas para que, em locais da via que
possam ser visualmente confusos, eles sejam capazes de:

detectar e reconhecer informações ou situações de perigo inesperadas e de difícil


compreensão;
decidir e iniciar a ação apropriada a ser tomada, selecionando trajetória e velocidade
adequadas para o caso;
iniciar e concluir a manobra necessária de maneira segura e eficiente.

FASES DO PROJETO

O projeto geométrico deve ser elaborado em três fases:

estudos preliminares;
projeto básico;
projeto executivo.

Estudos Preliminares

Esta fase é prevista apenas para implantação de novas rodovias. Nesse caso, os
estudos preliminares de geometria devem ser desenvolvidos de acordo com instrução
de projeto específica, que também contempla outras especialidades. Em particular,
cabe destacar que já nesta fase sempre devem ser consideradas as condicionantes de
ordem ambiental.
No âmbito do projeto geométrico, a fase preliminar envolve a definição das diretrizes
tecnicamente possíveis da via e o estabelecimento de uma série de critérios a serem
adotados, para permitir, ainda nesta fase, o desenvolvimento de alternativas de
traçado viáveis do ponto de vista de geometria.

Projeto Básico

No caso de implantação de rodovias, a fase de projeto básico deve iniciar-se com a


aprovação das recomendações da fase preliminar. O projeto deve ser elaborado
levando em conta as recomendações gerais para os alinhamentos horizontal e vertical,
assim como as características básicas dos elementos da seção transversal, além de
todos os parâmetros definidos na presente instrução.

A diretriz de traçado proposta na fase anterior deve ser estudada de maneira mais
detalhada e com maior precisão, visando à consolidação da melhor alternativa para
determinação dos quantitativos de materiais e serviços e orçamento da obra.
Projeto Executivo

Após aprovação do projeto básico, o projeto executivo deve ser elaborado seguindo
as mesmas recomendações e os mesmos parâmetros estabelecidos na fase anterior. A
diferença substancial entre essas duas etapas está no grau de detalhamento, tendo em
vista que o objetivo principal nesta fase é o desenvolvimento do projeto final de
engenharia, permitindo a determinação dos quantitativos e do orçamento da obra com
a máxima precisão possível e o fornecimento de todos os elementos e informações
para a implantação da obra.

ELABORAÇÃO DO PROJETO

Classificação Técnica de Vias

O DER/SP adota como referência a classificação técnica de vias de acordo com a


tabela a seguir. Tal classificação deve ser realizada na fase de estudos preliminares,
levando em conta aspectos funcionais e o volume de tráfego previsto. Os conceitos
básicos relacionados com a classificação técnica e funcional das vias são
apresentados de forma detalhada no documento “Notas Técnicas de Projeto
Geométrico”.

Elementos do Projeto

Velocidade de Projeto

Uma vez selecionada a classe de projeto e levando-se em conta os tipos de relevo


predominantes nas regiões a serem atravessadas pela rodovia, deve-se definir a
velocidade de projeto a ser adotada no desenvolvimento do projeto geométrico.

Elementos e Parâmetros de Projeto

Distâncias de Visibilidade

A distância de visibilidade é a extensão de rodovia visível ao condutor. Tal parâmetro


deve ser adotado de modo a assegurar que os condutores não sofram limitações
visuais diretamente ligadas às características geométricas das rodovias e que, assim,
possam controlar seus veículos a tempo, seja para imobilizá-los, seja para realizar ou
interromper uma manobra de ultrapassagem, caso necessário.

As distâncias de visibilidade de parada constituem-se no principal fator de


dimensionamento das curvas do alinhamento vertical e devem ser adotadas em função
da velocidade de projeto da via. Em rodovias de pista simples, as distâncias de
visibilidade de ultrapassagem devem ser cuidadosamente avaliadas.

Você também pode gostar