Você está na página 1de 5

LÍNGUA PORTUGUESA – 7º ANO

TESTE DIAGNÓSTICO

Nome ____________________________________ Nº _____ Ano/Turma _______ Data ___/___/07


A Professora ______________________ Classificação _______________________________

O Coelho e os Cães Selvagens

Um dia, o coelho estava a brincar com um arbusto. De repente, este desprendeu-se e atirou com o coelho
para a outra margem do rio. É que o arbusto estava armadilhado para apanhar porquinhos de Índia (ratazanas).
Quando lhe passou o atordoamento, foi verificar o que se tinha passado e descobriu que podia atravessar o
rio muito rapidamente utilizando aquele estratagema. Preparou o seu próprio arbusto: vergava-o até à outra
5 margem, empoleirava-se nele e desprendia-o. O arbusto endireitava-se, atirando com o coelho para a outra
margem.
Posto isto, o coelho resolveu ir provocar os outros animais. Andou, andou e encontrou o macaco a
conversar com o javali. Chamou o macaco à parte e disse-lhe: «Olha amigo, não vês que o javali está a rir-se
de ti? Ele disse-me que tu não passavas de um escravo seu e que só te tolerava porque lhe fazes macaquices
1 para divertir a sua família». O macaco ficou furioso e antes de ir pedir contas ao javali quis apanhar o coelho
0 para lhe confirmar as afirmações na presença de um amigo mas aquele fugiu e desprendeu o arbusto. O javali,
perante a iminência de perder a amizade do macaco, jurou vingar-se. Foi ter com os cães selvagens, que, como
sabem, andam sempre em grupo muito numeroso, e contou-lhes a história. Os cães selvagens, havia muito
tempo que andavam à espera de um pretexto para apanharem o coelho, prontificaram-se de imediato a
persegui-lo.
1 Logo que o viram, desataram numa louca perseguição, o coelho desprendeu o arbusto, mas os cães
5 selvagens sabiam nadar. Meteu-se num buraco. Um dos cães meteu a mão e agarrou um dos pés do coelho:
«Olha, olha, é mesmo burro este cão. Agarra uma raiz e pensa logo que tem o mundo na mão». O cão
selvagem larga a pata do coelho. Mete a mão de novo e agarra uma raiz. O coelho grita. «Ei, cuidado chefe,
agarraste-me numa ferida, olha que dói, dói, dói». O cão puxou a raiz com força, esta desprendeu-se e ele caiu
com estrondo. Resolveram montar guarda para não deixar o coelho sair e submetê-lo à fome.
2
0
O coelho disse: «Ó chefe, sabes que quando caíste, o javali achou muita graça e está a rir-se de ti?» O cão
respondeu: «Eu não acredito em ti, coelho. Antes de tu nasceres eu já era grande, miúdos como tu não me
levam». «É verdade, chefe, até foi contar à família. Se não acreditas, podes mandar um dos teus a casa do
javali para ver se não estão todos a rir-se da tua queda». O cão hesitou, mas roído pela dúvida, acabou por
enviar um dos cães a casa do javali. Este estava a jantar com a mulher e os filhos. O cão selvagem que foi
2 enviado não precisou de entrar na povoação do javali. De longe, viu que todos eles tinham os dentes de fora e
5 convenceu-se que estavam a rir-se e foi comunicar o caso ao chefe. Este, aborrecido com a ingratidão do javali,
levanta o cerco ao coelho e vai em perseguição daquele.
É por isso que hoje quando vamos à caça e os cães estão a perseguir um coelho, logo que vêem um javali,
vão prontamente atrás dele.

3 in Lourenço do Rosário, Contos Africanos, Texto Editores


0

LEITURA

Após a leitura do texto, completa as questões 1,2,4,6,11 e 12.Apresenta a opção correcta, de acordo com o
sentido do texto. Nas restantes questões, responde ao que te é pedido, segundo as orientações que te são dadas.

1. Um dia, o coelho estava a brincar com um arbusto que se soltou porque:


a) chegaram porquinhos da Índia. c) era uma armadilha.
b) o coelho queria ir para a outra margem do rio. d) o coelho queria apenas apanhar ratazanas.
2. O coelho, depois de chegar à outra margem:
a) não quis saber de mais nada.
b) ficou confuso e procurou saber o que se tinha passado.
c) procurou outro arbusto para brincar.
d) empoleirou-se numa árvore e pediu ajuda.

3. Que ideia teve, então o coelho?


____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
4. O macaco ficou furioso porque:
a) também queria ter um arbusto. c) ninguém gostava das suas macaquices.
b) o javali não gostava dele. d) não gostou de ouvir o que o coelho lhe disse.

5. O javali não queria perder a amizade do macaco. Apresenta uma expressão do texto que comprove esta
afirmação.
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
6. Os cães selvagens decidiram apanhar o coelho porque:
a) finalmente encontraram uma razão para o fazer. c) o javali era seu amigo.
b) tinham fome. d) já o tinham tentado fazer.

7. O coelho, ao ser apanhado por um dos cães, demonstrou ser mais inteligente do que ele. Explica o que
aconteceu.
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
8. Completa a seguinte afirmação, de acordo com o sentido do texto.
Na frase «Ei, cuidado chefe, agarraste-me numa ferida, olha que dói, dói, dói».(linhas 20 e 21), a repetição
da palavra «dói» reforça uma ideia. Qual é?
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
9. Relê com atenção o último parágrafo do texto. Com estas palavras, o narrador pretende:
a) dizer que os coelhos não estão em extinção.
b) transmitir a ideia de que os coelhos são animais muito espertos.
c) explicar a razão pela qual os cães preferem caçar javalis.
d) afirmar que é melhor caçar javalis do que coelhos.

10. Esta história é uma fábula porque:


a) o narrador é um animal. c) é muito antiga.
b) as personagens são animais. d) tem princípio, meio e fim.

11. Lê atentamente este texto, publicado pelo Icep, no qual é apresentada informação sobre Portugal.

● Portugal tem a s fronteiras mais antigas do mundo, estabelecidas em 1249.


● O Português é a sexta língua mais falada do mundo (a seguir ao Chinês, ao Hindu, ao Espanhol, ao Inglês e ao
Bengali), com cerca de 200 milhões de lusófonos que vivem em diversos países.
● Portugal e Inglaterra assinaram em 1386 o Tratado de Windsor, a mais velha aliança formal entre dois países no
mundo.
● O hábito de beber chá foi introduzido na corte britânica por uma princesa portuguesa, Catarina de Bragança, que
se casou com Carlos II de Inglaterra em 1662. No seu dote, que incluía a cidade de Bombaim, ponto de partida do
domínio britânico na Índia, trazia também um cesto cheio de folhas de chá que, na altura, valiam uma fortuna.
● O bairro de Queens, em Nova Iorque, foi assim chamado em 1664 em honra de Catarina de Bragança de
Portugal.
● Gago Coutinho e Sacadura Cabral foram os primeiros a fazer a travessia aérea do Atlântico Sul, de Portugal ao
Brasil, em 1922, cinco anos antes do voo de Charles Lindbergh sobre o Atlântico Norte.
● Aristides Sousa Mendes, cônsul português em Bordéus (França), ajudou cerca de 30 000 judeus a escapar à
perseguição nazi, emitindo-lhes vistos de entrada em Portugal e contrariando as ordens do seu governo.
● Em 1998, José Saramago recebeu o Prémio Nobel da Literatura.
● Nos anos quarenta do século XX, o Estoril foi porto de abrigo de muitas figuras e famílias reais europeias, como
foi o caso dos condes de Barcelona e de sua família, de Humberto II, último Rei de Itália e de Carol II da Roménia.
● Em 2000, Luís Figo foi eleito melhor futebolista do mundo pela FIFA, 35 anos depois de Eusébio ter recebido a
mesma distinção.

Alguns Marcos da História de Portugal

1143 – Através do Tratado de Zamora, D. Afonso Henriques funda o reino de Portugal e torna-se o seu primeiro
rei.
1147 – O rei D. Afonso Henriques conquista Lisboa aos Mouros.
1249 – A última cidade do Algarve é conquistada pelo rei D. Afonso III, e Portugal adquire as suas actuais
fronteiras.
1415-27 – O Infante D. Henrique envia expedições marítimas a África, Madeira e Açores.
1494 – Portugal e Espanha assinam o Tratado de Tordesilhas, acordando na divisão entre ambos do «Novo
Mundo» a ser descoberto a Oeste de África.
1497-98 – Vasco da Gama descobre o caminho marítimo para a Índia e funda portos de comércio, consolidando o
poderio expansionista comercial português.
1500 – Pedro Álvares Cabral descobre o Brasil. Começa a colonização do «Novo Mundo».
1519 – Fernão de Magalhães inicia a primeira viagem à volta do mundo. Em 1521 descobre as Filipinas e é morto
em combate. Sebastian d’Elcano, membro da sua tripulação, completa a circum-navegação em 1522.
1543 – Os Portugueses chegam ao Japão, sendo os primeiros ocidentais a entrar em contacto com a cultura
japonesa.
1640 – Portugal restaura a sua independência, depois de 60 anos de domínio espanhol.
Século XIX – Enquanto o Brasil conquista a independência (1822), Portugal desenvolve as colónias africanas de
Angola e Moçambique.
1910 – A Monarquia é abolida e implantada a República, com separação entre Igreja e Estado.
1926 – Estabelece-se em Portugal uma ditadura militar.
1974 – Acaba a ditadura, com a «Revolução dos Cravos» e, nos anos seguintes, as colónias tornam-se
independentes.
1976 – É formado o primeiro governo constitucional.
1986 – Portugal adere à Comunidade Europeia.
2002 – Portugal está entre os primeiros países a adoptar a moeda europeia – o Euro.

12.1. Justifica a afirmação: Portugal é um dos países mais antigos do mundo.


____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
13. Tendo em conta a informação disponível, diz se as seguintes afirmações são Verdadeiras(V) ou Falsas(F).

a) D. Afonso Henriques tornou-se o primeiro rei de Portugal, em 1143.


b) Em 1147, o rei D. Afonso Henriques conquista Lisboa aos Mouros.
c) O Infante D. Henrique enviou expedições por terra a África, Madeira e Açores.
d) Em 1500, Pedro Álvares Cabral descobre o caminho marítimo para a Índia.
e) Fernão de Magalhães capitaneou a primeira viagem de circum-navegação marítima da Terra.
f) Portugal deixou de ser uma monarquia em 1910.
g) Em 1986, os Portugueses chegam ao Japão, sendo os primeiros ocidentais a fazê-lo.
13.1. Corrige as afirmações que consideraste falsas no exercício anterior.
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________________________

CONHECIMENTO EXPLÍCITO DA LÍNGUA

1. Responde, agora, ao que te é pedido sobre o funcionamento da Língua Portuguesa, de acordo com as orientações
que te são dadas.

1.1. Completa as frases, escrevendo os verbos destacados nos tempos do modo indicativo apresentados entre
parênteses.

Quando nós ____________________(chegar – pretérito perfeito) ao cinema, ______________________________


(dirigir-se – pretérito perfeito) à bilheteira. Já nós ______________________ (estar – pretérito imperfeito) quase a
comprar os bilhetes quando o meu pai ____________________ (aperceber-se – pretérito perfeito) que
____________________ (esquecer – pretérito mais-que-perfeito) a carteira em casa.

1.2. Indica, à frente de cada número da coluna C, a classe de palavras (coluna B) a que pertence uma das palavras
apresentadas (coluna A).

A B
1. lápis 4. uma a) adjectivo e) preposição
2. lhe 5. disse b) determinante f) pronome
3. grande 6. de c) nome g) verbo

1 _______ 4 _______
2_______ 5 _______
3_______ 6 _______

2. Tem em conta as seguintes frases:

a) A Joana ofereceu um livro ao Manuel. b) O Manuel, ontem, comeu uma maçã na cantina.

2.1. Completa o quadro com as palavras ou expressões das frases correspondentes às funções sintácticas indicadas:

Frases Sujeito Predicado Complemento Complemento Complemento Complemento


directo indirecto circunstancial de Circunstancial
tempo de lugar
a)

b)
EXPRESSÃO ESCRITA

Redige um texto no qual expresses a tua opinião sobre um dos seguintes temas:

- Os portugueses no mundo;
- Os jovens e a escola;
- Os portugueses e o desporto.

____________________________________

_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
Bom Trabalho!
A Professora:

Interesses relacionados