Você está na página 1de 9

SOCIOLOGIA

GABARITO DA APOSTILA DO APRIMORAMENTO – 2º SEMESTRE 2010

ENCONTRO 1 – OBJETO E MÉTODO DA SOCIOLOGIA


01. D
02. Teoria enquanto conjunto de conceitos/categorias analíticas originadas a partir de generalizações
de fenômenos sociais. Método enquanto procedimento de investigação científico.
03. O sociólogo deve insistir em manter um olhar crítico sobre a sociedade, evitando qualquer
tendência de naturalização dos fatos sociais. Somente com esta postura de estranhamento, é
possível questionar, explicar e influenciar os fatos sociais, assim como propor mudanças e melhorias.

ENCONTRO 2 – A HISTORICIDADE DO PENSAMENTO SOCIAL.


A MODERNIDADE E O SURGIMENTO DAS CIÊNCIAS SOCIAIS.
1. O aluno deve citar pelo menos a Revolução Francesa (França) e a Revolução Industrial
(Inglaterra).
A Revolução Francesa estabeleceu novas formas de organização política, baseada na democracia e
nos direitos individuais ou do cidadão. Universalização dos Direitos do Homem.
A Revolução Industrial inaugurou o processo capitalista de produção com a divisão do trabalho e da
maquinaria, no interior do que se conheceu como Manufatura e posteriormente como indústria.
2. E
3. E
4. B
5. B

ENCONTRO 3 – A ANÁLISE SOCIOLÓGICA DOS FENÔMENOS SOCIAIS –


COMTE E DURKHEIM.
1. O aluno deve mencionar as formas de solidariedade: a solidariedade mecânica e a solidariedade
orgânica: a) solidariedade mecânica que predomina nas sociedades simples e tem como base a
similitude ou semelhança; b) a solidariedade orgânica que predomina nas sociedades complexas ou
desenvolvidas e que se baseia na interdependência entre os indivíduos, gerada pelo processo de
divisão social do trabalho.
2. B
3. C
4. D
5. E
6. C
7. C
8. A
2

9. C
10. D

ENCONTRO 4 – A ANÁLISE SOCIOLÓGICA DOS FENÔMENOS SOCIAIS


KARL MARX (1818-1883)
1. C
2. A
3. A
4. E
5. B
6. D
7. C
8. C
9. E
10. E
11. B

ENCONTRO 5 – A ANÁLISE SOCIOLÓGICA DOS FENÔMENOS SOCIAIS


MAX WEBER (1864-1920)
1. C
2. A
3. D
4. C
5. E

ENCONTRO 6 – AS CIÊNCIAS SOCIAIS NO BRASIL


CAIO PRADO JUNIOR E GILBERTO FREYRE

1. D
2. D

ENCONTRO 7 – AS CIÊNCIAS SOCIAIS NO BRASIL


SÉRGIO BUARQUE DE HOLANDA E FLORESTAN FERNANDES

1. Sérgio Buarque de Holanda explica que a esfera pública no Brasil adotou o modelo da família
patriarcal, predominando na esfera pública os laços afetivos e pessoais e não as normas impessoais,
3

racionais e abstratas. Sérgio Buarque demonstra que a cordialidade é incompatível com a civilidade.
Gilberto Freyre estabeleceu que o Brasil é um país culturalmente mestiço ou híbrido, misturando
instituições sociais de forma original. Freyre considerava a mestiçagem um valor positivo a ser
compreendido.
2. C
3. B
4. C
5. D
6. E

ENCONTRO 8 – AS CIÊNCIAS SOCIAIS NO BRASIL


RAYMUNDO FAORO E FERNANDO HENRIQUE CARDOSO

1. D

ENCONTRO 9 – A DIVISÃO DO TRABALHO E AS VÁRIAS FORMAS DE


TRABALHO: ESCRAVO, SERVIL E ASSALARIADO
1. E
2. C
3. E
4. O aluno deve citar os efeitos da Revolução Industrial sobre a organização do trabalho; a divisão e
parcelarização do trabalho humano na fábrica moderna; a alienação do trabalhador ao capital.

5. Com o fim da escravidão, houve um crescimento do mercado de trabalho com a inserção dos
antigos escravos no regime de trabalho livre e assalariado e dos imigrantes que aqui chegavam. Em
decorrência disto, foi possível ainda perceber o crescimento da economia, com o fortalecimento da
agricultura, a expansão do comércio e da urbanização.

ENCONTRO 10 – A RELAÇÃO SOCIEDADE-NATUREZA EM VÁRIAS


SOCIEDADES NA PERSPECTIVA DO TRABALHO E DA CULTURA
AS SOCIEDADES INDUSTRIAIS
1. B
2. C
3. A
4. E
5. A
6. C
4

ENCONTRO 11– AS TRANSFORMAÇÕES RECENTES NO MUNDO DO


TRABALHO:
O PÓS-FORDISMO
1. E
2. B
3. D
4. Política de privatizações, globalização da economia, mudanças na legislação trabalhista, redução
do trabalho formal, perda de representação sindical, enfraquecimento do movimento sindical,
afrouxamento da identidade entre os trabalhadores, crescimento do individualismo e menor poder de
negociação entre trabalhadores e empregadores.

ENCONTRO 12 – TRABALHO, PRODUÇÃO E QUESTÃO AMBIENTAL.


O MOVIMENTO AMBIENTAL
1. O aluno deve responder a questão citando efeitos como o aumento da emissão de poluentes na
atmosfera, a destruição em grande escala da natureza, o efeito do aumento das temperaturas nos
pólos.
2. O aluno deve considerar: 1- as relações entre o extrativismo e o crescimento econômico; 2- o
desafio da promoção da cooperação em uma cultura patrimonialista; 3- o desafio da superação das
desigualdades sociais com preservação ambiental.
3. Os cidadãos comuns interessados na causa ambiental e principalmente a sociedade civil
organizada em ONGs – Organizações Não Governamentais; que propõe: a) a educação ambiental e
a adoção do consumo consciente por parte dos cidadãos comuns; e b) a criação de leis e políticas
públicas que visam desencorajar (podendo ser utilizados incentivos econômicos) ou mesmo punir
práticas que possam levar à degradação do meio ambiente. Ações de ativismo são tidas como
importantes na medida em que dão visibilidade para a causa ambiental.

ENCONTRO 13 – O TRABALHO E AS MULHERES


1. Na divisão das tarefas da educação dos filhos e dos trabalhos domésticos, no mercado de
trabalho, na competição eleitoral, entre outros. Considerar o argumento da “segregação ocupacional
de gêneros”.

ENCONTRO 14 – ESTRUTURA E ESTRATIFICAÇÃO SOCIAL


TEORIAS DE CLASSE E ESTRATIFICAÇÃO
1. D
2. B
3. A
4. Renda, profissão e escolaridade, que segmentam e/ou hierarquizam a sociedade em estratos.
5

ENCONTRO 15 – TRABALHO E CLASSES SOCIAIS


A QUESTÃO DA POBREZA E DA MOBILIDADE SOCIAL
1. D
2. C
3. D
4. D
5. É o deslocamento de indivíduos e grupos de uma posição socioeconômica a outra, podendo tal
movimento representar uma subida ou uma descida na escala socioeconômica. Na identificação da
posição de classe de um indivíduo devem ser considerados aspectos como sua posição no mercado
de trabalho, escolaridade, estilo de vida (como comer, como vestir, como morar) e padrões de
consumo.

ENCONTRO 16 – AS DESIGUALDADES SOCIAIS NO BRASIL


1. A
2. D
3. E
4. E
5. B
6. C
7. Citar, por exemplo, a concentração da renda, a baixa escolaridade e a dificuldade de acesso aos
serviços públicos para a maioria da população. Comentar o papel de cada um dos fatores citados,
falando de sua importância específica.
8. São países que vem demonstrando grandes avanços nos índices econômicos que atestam o seu
rápido crescimento (aumento do PIB e do superávit na balança comercial, por exemplo), mas que em
contrapartida ainda têm como desafios índices sociais como distribuição de renda.

ENCONTRO 17 – SOCIALIZAÇÃO – PAPÉIS SOCIAIS E IDENTIDADE


1. A
2. C

ENCONTRO 18 – A DIVERSIDADE DO PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO – A


FAMÍLIA E A ESCOLA
1. C
2E
3. A
4. Considerar a família como instituição responsável pela transmissão das primeiras regras de
comportamento social para a criança;
6

Mencionar a importância do processo de Socialização para a Sociologia, por ser através dele que o
indivíduo se transforma de um ser egoísta em ser social;
É pela Socialização que a criança apreende os valores e normas vigentes em uma sociedade
determinada.
5. O candidato deve explicar o conceito de socialização considerando a família e a escola e seus
papeis neste processo; a família e a socialização primária; a escola e a socialização secundária. A
introdução da criança no convívio social e sua preparação para o trabalho.
6. As mães ainda são as principais responsáveis pela socialização das crianças em nossa sociedade;
particularmente naqueles segmentos em que os homens não assumem os seus filhos, deixando-os a
cargo das mulheres. Com a inserção da mulher no mercado de trabalho, submetida à baixa
remuneração e/ou grandes períodos de horas fora de casa, elas terminam por se distanciar dos filhos.
O que acaba influenciando no processo de socialização primária das crianças.

ENCONTRO 19 – GÊNERO E SEXUALIDADE – DIFERENÇAS DE GÊNEROS


1. D
2. O candidato deve considerar a boneca como Barbie um brinquedo que se destina às camadas
infanto-juvenis da sociedade contemporânea. Veicula valores impregnados do imperialismo
econômico e cultural, não só quanto ao consumo, mas também estéticos.
3. A sociologia busca debater o tema a partir da objetividade típica da ciência, buscando se afastar de
preconceitos e juízos de valor. Em discussão estão as consequências das diferenças de gênero nos
âmbitos da família, do mercado de trabalho e na sociedade de maneira mais geral.

ENCONTRO 20 – O MOVIMENTO FEMINISTA


1. B
2. D
3. O candidato deve considerar a boneca como Barbie um brinquedo que se destina as camadas
infanto-juvenis da sociedade contemporânea. Veicula valores impregnados do imperialismo
econômico e cultural, não só quanto ao consumo mas também estéticos.
4. Na divisão das tarefas da educação dos filhos e dos trabalhos domésticos, no mercado de
trabalho, na competição eleitoral, entre outros.
5. A dominação consiste na subordinação da mulher ao homem sob a alegação de certas
características tidas como da “natureza da mulher” (afetividade, fragilidade, tolerância, abnegação e
outros), particularmente em contraposição às “características masculinas” de inteligência e força. Tal
dominação pode ser vista no trabalho (os salários das mulheres são menores do que dos homens;
mulheres ocupam menos cargos de direção do que homens); na política (as mulheres são pouco
representadas nas esferas decisórias, predominantemente masculinas) e mesmo dentro de casa,
onde mulheres trabalhadoras precisam se submeter à segunda jornada.
7

ENCONTRO 21 – A QUESTÃO DO RACISMO NO BRASIL:


1. C
2. A
3. D
4. D

ENCONTRO 22 – O CONCEITO DE ESTADO

1. E

ENCONTRO 23 – GOVERNO, POLÍTICA E PODER

1. D
2. E
3. A
4. A
5. A
6. O candidato deve considerar que o poder está associado ao uso legítimo da força e a autoridade.
Capacidade de uma instituição ou mesmo um indivíduo em exigir de outras instituições ou mesmo
indivíduos que cumpram uma ordem.
7. Citar conceitos como dominação, uso da força física, legitimidade.
8. Para a existência do Estado é necessário que um conjunto de pessoas obedeça à autoridade dos
detentores do poder. Para que os dominados obedeçam é necessário que os detentores do poder
possuam uma autoridade reconhecida como legítima. As fontes de legitimidade: Carismática,
racional-legal, tradicional. (Respostas que não necessariamente correspondam à teoria de Weber
também devem ser consideradas).

ENCONTRO 24 – O ESTADO NACIONAL NO MUNDO CONTEMPORÂNEO


1. D
2. D

ENCONTRO 25 – A DEMOCRACIA
1. E
2. A
3. B
4. C
8

5. A internet ultrapassa as fronteiras nacionais e culturais, facilitando de maneira rápida a difusão de


ideias e o compartilhamento de opiniões no ciberespaço. Ademais, a liberdade de expressão
incentivada pela dificuldade de controle e censura também dificulta o controle dos governos.

ENCONTRO 26 – DIREITOS CIVIS, HUMANOS, POLÍTICOS E SOCIAIS


1. E
2. D
3. D

ENCONTRO 27 – IDEOLOGIA. O TOTALITARISMO


1. E
2. Marx define ideologia predominantemente como “falsa consciência”. Trata-se de um conjunto de
crenças determinado socialmente e que tem por objetivo estabilizar a ordem social vigente, em favor
das classes dominantes e em detrimento do proletariado.

ENCONTRO 28 – MOVIMENTOS SOCIAIS


1. B
2. A
3. B
4. B
5. Os movimentos sociais visam estimular mudanças sobre uma questão pública, a fim de expandir os
direitos civis para um segmento da população, trata-se também de um canal para o exercício da
cidadania. Movimento feminista, que luta por mais direito para as mulheres; movimento ecológico,
que busca a conservação do meio ambiente através do desenvolvimento sustentável; movimento
homossexual, que visa mais igualdade de tratamento e oportunidades para os homossexuais.

ENCONTRO 29 – CULTURA E ETNOCENTRISMO


1. E
2. B
3. B
4. E
5. C
6. C
7. A
8. Determinantes naturais/biológicos/genéticos associados aos determinantes culturais refletem na
conduta humana. Na sociedade contemporânea, a sociologia passa a se preocupar em como
aspectos culturais influenciam a maior degradação ou conservação da natureza e a necessidade de
revisar parte dos mesmos em nome da sustentabilidade.
9

9. Nos últimos anos, muitas sociedades vêm se tornando menos tradicionais e mais plurais, abolindo
paradigmas e costumes anteriormente tidos como muito consolidados e rígidos. Assim, percebe-se
mais diversificação cultural, étnica e linguística no interior de muitas sociedades. Tal mudança vem se
dando em decorrência da integração das sociedades através dos meios de comunicação e da
mobilidade, decorrentes do processo de globalização.

ENCONTRO 30 – CULTURA E DIVERSIDADE CULTURAL


1. A
2. A
3. Sotaques, religião, costumes, gastronomia; que refletem a história e a influência da miscigenação.

ENCONTRO 31 – OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DE MASSA


1. B
2. C
3. Informar os cidadãos sobre os fatos que acontecem nas esferas de decisão do poder de modo a
lhes subsidiar conhecimento para avaliação do cenário político de maneira mais geral. E ainda levar
até às esferas de poder, as demandas e opiniões da população. Ela serve como um elo entre
representantes e representados, pressionando os primeiros a prestarem conta aos segundos.
4. Citar o papel da imprensa enquanto uma instância que articula a opinião pública e as esferas de
tomada de decisão.
5. O candidato deve apontar o fato dos conglomerados de mídia obedecerem a mesma lógica de
qualquer empresa multinacional, com interesses econômicos que ultrapassam os limites das nações.
Citar ainda a mídia e a indústria cultural como integrantes do imperialismo contemporâneo e causa da
homogeneização cultural.