Você está na página 1de 23

INSTITUTO SUPERIOR DE CIÊNCIAS E EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

CURSO DE ADMINISTRAҪÂO PÚBLICA

Relatório de Estágio Supervisionado

Aluna: Anatércia Alfiado Nhamutambe

Código: 21150410

Maxixe,

Novembro de 2018
Anatércia Alfiado Nhamutambe

Relatório de Estágio Supervisionado

Relatório apresentado ao Departamento de


Economia e Gestão do Instituto Superior de
Ciências e Educação a Distancia (ISCED)
como conclusão do Estágio Profissional do
Curso de Administração Pública

Supervisor:

dr. Anderson Samissone Hembe Guilamba


(Empresa Acolhedora)

Dr. Victor Nuvunga (ISCED)

Período: Julho a Outubro de 2018

Maxixe

2018
AGRADECIMENTOS

Agradeço a Deus primeiramente pelo dom da vida

A minha família pela compreensão de me ter sempre ausente

A todos que contribuíram para a realização deste trabalho, principalmente aos funcionários do
Centro de Mediação e Arbitragem Laboral de Inhambane sou lhes muito grata.
Índic

e
Identificação do campo de estágio...................................................................................................5
Sumário.............................................................................................................................................6
1 Introdução......................................................................................................................................6
1.1 Objectivos...................................................................................................................................7
1.1.1 Objectivo Geral.......................................................................................................................7
1.1.2 Objectivos específicos.............................................................................................................7
2 Actividades desenvolvidas............................................................................................................8
2.1 Actividades desenvolvidas na Repartição de Aquisição, Planificação e Estatística..................8
2.2 Actividades desenvolvidas na Repartição de Administração e Finanças...................................9
2.3 Actividades realizadas na Repartição de Mediação, Gestão e Resolução de Conflitos
Laborais..........................................................................................................................................11
3 Constatações gerais do estágio....................................................................................................13
4 Auto-avaliação.............................................................................................................................14
5 Conclusão....................................................................................................................................16
6 Referencias Bibliográficas...........................................................................................................17
Apêndices
Identificação do campo de estágio
Identificação da Empresa:

Nome: Centro de Mediação e Arbitragem Laboral de Inhambane

Bairro: Balane 1,

Endereço: Av. da Independência email: cemal.ibane@gmail.com

Cidade: Inhambane

Telefone: +258 29 320 203.cell + 258 84 244 4460

Área de realização de Estagio:

Repartição de Aquisições, Planificação e Estatística,

Repartição de Administração e Finanças,

Departamento de Prevenção, Mediação e Resolução de Conflitos Laborais.

Data de início: 02 de Julho

Data de término: 31 de Outubro de 2018

Duração em horas: 250 Horas

Nome do profissional responsável pelo estágio: Anatércia Alfiado Nhamutambe

Apresentação da Empresa

O Centro de Mediação e Arbitragem Laboral de Inhambane é uma instituição que dedica-se a


gestão, prevenção de conflitos laborais, a assistência técnica, a promoção de diálogo através de
negociação colectiva e a divulgação de instrumentos normativos de matéria laboral.

Esta organização tem uma duração de atendimento de 30 dias contados a partir do início da
mediação, salvo indicação contraída das partes. O horário de execução das suas actividades é das
7:30 horas as 15:30 horas da segunda-feira a sexta-feira.
Sumário
O presente relatório descreve as actividades desenvolvidas no estágio curricular, integrado na
Licenciatura em Administração Publica, que foi realizado no Centro de Mediação e Arbitragem
Laboral de Inhambane.
O estágio realizado iniciou a 02 de Julho e terminou a 31 de Outubro, representou uma
experiencia enriquecedora e entusiasmante para mim, visto que permitiu uma aproximação com o
ambiente organizacional.
Assim, o presente relatório apresenta a seguinte estrutura: a introdução onde é abordado sobre o
relatório de forma generalizada e breve; os objectivos tanto gerais como específicos que servem
para esclarecer e direccionar o foco central do estagio de maneira ampla bem como definir os
diferentes pontos a ser abordos; as actividades desenvolvidas que visam expor de maneira clara,
objectiva e com detalhes básicos, as principais actividades desenvolvidas no âmbito do estágio;
as constatações gerais do estado, onde enunciarei os aspectos positivos e negativos verificados
durante o estágio; a auto-avaliação, onde atribuirei classificações a alguns aspectos encontrados
no Centro de Mediação e Arbitragem Laboral -Ibane; a conclusão onde farei a reflexão sobre o
estágio no seu todo; as referências bibliografias onde serão mencionados os autores e as
respectivas obras consultada para a composição do relatório; e por fim os apêndices onde são
ilustradas algumas fotografias para melhor entendimento do que foi abordado na redacção.
6

1 Introdução
O estágio desenvolvido no Centro de Mediação e Arbitragem Laboral -Inhambane, foi muito
importante pois permitiu a obtenção de conhecimentos no que concerne ao processo de
implantação, coordenação, desenvolvimento e dinamização dos mecanismos extrajudiciais de
resolução de conflitos laborais.
A organização onde realizei o estágio, é uma Instituição de direito público, dotada de
personalidade jurídica e autonomia administrativa, independência técnica e funcional, tutelada
pelo Ministro que superintende a área do Trabalho. A sua composição é tripartida, sendo dois
membros indicados pelo Governo, dois pelos Empregadores e dois pelos Sindicatos e tem a sua
sede na cidade de Maputo.
Esta localizada em uma área de fácil acesso, na praça da independência, na cidade de Inhambane.
Foi criada em 2010, e conta com instalações amplas e apropriadas para a mediação de conflitos
laborais e adequadas para a execução das actividades normais1.
A organização esta em busca de uma perfeita harmonia no domínio laboral, lutando a cada dia
para a estabilidade económica.
O Centro de Mediação e Arbitragem laboral de Inhambane apresenta a seguinte estrutura:

Gabinete do Directordo Centro

Secretario
Executivo

Repartição da Repartição de
Repartição dos Repartição de Mediação
Administração e Aquisções,
Recursos Gestão e Resolução de
Finacas Planificacaoo e
Humanos Conflitos
Estatisfica

Secretaria Geral

Fonte: CEMAL- Ibane

1
Veja nos Apêndices
7

O CEMAL- Ibane, tem como visão - ser uma Instituição pública de referência na prevenção
gestão e resolução de conflitos e missão -promover o diálogo, a paz e justiça social no sector
laboral, contribuindo para o desenvolvimento económico do país e para a criação da confiança
nos nossos serviços.
É uma instituição que tem um objectivo social, a resolução de conflitos laborais pelos
profissionais qualificados actuando com independência e imparcialidade, rigor e
profissionalismo, de modo a garantir a equidade e justiça através da gestão e prevenção de
conflitos laborais, promoção do diálogo através da negociação colectiva e a divulgação dos
instrumentos normativos em matéria laboral.

1.1 Objectivos
1.1.1 Objectivo Geral
 Aperfeiçoar os conhecimentos teóricos e práticos adquiridos durante a formação.

1.1.2 Objectivos específicos


 Auxiliar na análise e arquivamento de diversos documentos;
 Acompanhar no processo planeamento programas de incorporação de novos
colaboradores da organização;
 Observar o processo de gestão de património das organizações públicas;
8

2 Actividades desenvolvidas
Aqui serão evidenciadas as actividades realizadas por mim nos diversos departamentos ou
repartições por onde estive, no âmbito da realização do estágio no Centro de Mediação e
Arbitragem Laboral- Inhambane.

2.1 Actividades desenvolvidas na Repartição de Aquisição, Planificação e Estatística


Esta foi a primeira repartição onde comecei a desempenhar as actividades de estágio. O ambiente
agradável de trabalho é a principal constatação que tiro desta repartição muito importante para o
alcance dos objectivos do CEMAL-Ibane.
Neste departamento fazia o levantamento dos dados de diferentes sectores do CEMAL-Ibane para
posterior compilação e realização de relatórios ou informes diários, semanais e mensais. Cada
sector era responsável por realizar um relatório ou informe próprio, no entanto competia a
repartição em que fazia parte, reunir esses dados e elaborar um relatório ou então um informe
geral do Centro de Mediação.
Esse trabalho era realizado com a utilização da Lei 11/99, de 12 de Julho- Lei da Arbitragem,
bem como Lei 23/2007, de 01 de Agosto - Lei do Trabalho, de forma a garantir que não
houvessem irregularidades na elaboração dos relatórios e informes.
Trabalhei na preparação do plano económico e social (PES), onde procedia com a elaboração de
circulares para a convocatória de reunião dos membros direccionais, mais especificamente dos
chefes das áreas de recursos humanos, administração e finanças, da própria área de estatística e
aquisição. Feita a convocatória e já durante a durante a reunião, cabia a mim anotar as
contribuições de cada membro da direcção, sobre o seus pontos de vista das actividades que
devem ser executados no ano de 2019.
Feitas as anotações em papéis era necessária a digitação dessas informações no sistema da
organização, algo que não era realizado por mim, já que somente os colaboradores autorizados
têm acesso ao sistema.
Durante a minha estadia nesta repartição, realizava pedidos de cotação para a aquisição de bens
de bens para a instituição, onde primeiramente elaborava a proposta ao dirigente máximo da
organização, neste caso o director, que lhe competia consentir ou recusar a instauração de
processo de aquisição de novos bens.
9

Caso o director aprovasse era meu dever enviar as cartas para as empresas que demonstrassem
interesse em concorrer. Assim, elaborava também uma proposta ao director indicando os
colaboradores que irão fazer parte do júri da escolha da empresa que fornecera os bens ao
CEMAL.

2.2 Actividades desenvolvidas na Repartição de Administração e Finanças


A repartição de administração e finanças foi a segunda repartição por onde realizei as minhas
actividades de estágio, tendo iniciado na sétima semana. Tal como área de aquisição, planificação
e estática, as condições de trabalhos oferecidas nesta repartição são excelentes, dispondo de todos
os meios necessários para o conforto dos colaboradores 2. Nesta repartição faz-se a gestão do
conjunto de recursos monetários disponíveis que serão utilizados para a prossecução das
actividades do CEMAL.
Trata -se de uma repartição cujas suas actividades concentram-se da gestão, controle, e
planeamento dos recursos financeiros disponíveis, garantindo como a compra ou aquisições de
bens necessários para uma profícua execução das actividades por parte dos colaboradores da
empresa. Cabe também a esta repartição analisar os resultados da empresa a fim de ser exposto a
real situação económica e financeira dos fundos da organização.
Essa área assim como outras e essencial para a empresa, pois é devido a ela que é possível
realizar todas as actividades necessárias propostas pela organização, ou seja, cumprir a sua
missão.
Nesta repartição auxiliava no esclarecimento de dúvidas dos clientes, no que diz respeito a
resolução de conflitos laborais, como também nos esclarecimentos quanto aos procedimentos a
realizar em casos de litígios entre as partes, esse esclarecimento está relacionado com o
departamento da secretaria. Competia a mim também dar entrada de documentos e proceder com
a classificação de documentos no arquivo do estado mediante o uso do classificador económico
do estado.
Em geral o atendimento a clientes envolve todas as actividades de uma empresa, ou seja, significa
mais que atender reclamações, ou sorrir para os utentes. Significa recebe-lo de boas formas,
fazendo todo o possível para satisfazê-los e tomando decisões que os beneficiem como conduzi-
lo ao respectivo departamento (repartições) ou colocá-lo em espera de boas maneiras.

2
Veja nos apêndices
10

Igualmente expedia documentos administrativos aos departamentos de convénios, sob orientação


de um colaborador efectivo da instituição, bem como procedia com a identificação das
necessidades dos utentes com os serviços prestados pela organização, ou seja, através do contacto
com os clientes procurava entender junto deles os seus desejos de satisfação, para assim atender
as suas expectativas, a fim de satisfazê-los.
Neste departamento preparava e desenvolvia expedientes administrativos que eram necessários
ao sector, sob orientação e supervisão de funcionários da repartição.
Ainda na repartição de administração, finanças e secretaria-geral fazia também o levantamento
das necessidades/despesas de material e espaço físico. O levantamento das necessidades de
material destinava-se a apurar o grau de défice no que concerne instrumentos usados para a
operacionalização das actividades (papel para impressão, produtos de limpeza, material de
escritório, etc.), sendo que o levantamento das necessidades do espaço físico era feito listando
todas as despesas indispensáveis para suprir os problemas existentes em cada espaço da
instituição, como o portão quebrado. Era igualmente da minha competência classificar essas
despesas ou necessidades mediante o uso classificador económico da despesa.
Depois desse processo e embora não fosse minha tarefa, eram executadas da despesas via
SISTAF (sistema de financiamento do Estado), em conformidade com o controle interno, uma
vez que caso houvessem os materiais no armazém eram buscados mediante um controlo e caso
não houvessem era necessário formular os seguintes documentos de modo a adquiri-los:
Informação proposta que submetida a aprovação da despesa pelos superiores hierárquicos,
Requisição interna e externa (no Ministério de Economia e Finanças de modo a obter a
dotação disponível)
Nota de cabimentação,
Nota de liquidação,
Ordem de pagamento
Juntamente com os respectivos anexos (factura/cotação, e o recibo)
De modo a formar os processos de contas eram realizados os seguintes documentos3:
Termo de abertura,
Designação de verbas,
Relação das facturas, e

3
Competia exclusivamente aos funcionários do CEMAL- Ibane
11

Balancete.
Fazia a actualização de arquivos, ocorrências e outros documentos, para possibilitar controlo e
novas consultas, os arquivos actualizados eram feitas de acordo a quantidade de despesas
realizadas e agendadas durante o mês, onde eram descritas o total de cada especialidade/rubrica,
ocorrido sem todas as actividades desenvolvidas por todos os funcionários.
Apoiava o sector financeiro onde ajudava as actividades financeiras da empresa, como a
realização de palmilhas de compras e pagamentos bem como a realização do controle orçamental.
Fazia a emissão de notas fiscais (NC,NL, OP) via electrónica, através de um sistema de
financiamento do Estado (SISTAF), referentes ás despesas realizadas na instituição de todos os
departamentos4.
Redigia documentos empresariais, internos como a cobertura orçamental e externos como cartas
de envio de actualização de dados ao ministério de economia e finanças.
Elaborava relatórios e planilhas, sendo que o relatório é relatado a execução das despesas mensais
durante as actividades mensais, sendo acompanhados de documentos demonstrativos tais como
planilhas, tabelas, entre outros. A elaboração da planilha é feita sob orientação do supervisor
-técnico, como por exemplo, elaborar uma planilha de guia de marcha e de relatório de
constatações e sugestões.

2.3 Actividades realizadas na Repartição de Mediação, Gestão e Resolução de Conflitos


Laborais.
Esta representa a última repartição onde realizei as minhas actividades de estágio no Centro de
Mediação e Arbitragem Laboral, tendo iniciando as actividades já na semana 13 mais
concretamente no dia 24 de Setembro do ano em curso.
Sem desvalorizar nas anteriores repartições que configuram-se de extrema importância, esta é no
entanto, a repartição que trata de assuntos que são objecto da existência da organização.
Aqui, tinha como actividades atender ao público que procura os serviços prestados pela
instituição, mais especificamente das queixas apresentadas pelos utentes, sempre com o máximo
de simpatia de forma a criar o ambiente mais agradável possível.

4
Com supervisão dos colaboradores
12

Tal como nos outros departamentos, neste também realizava trabalhos de arquivamento de
documentos, mas com o diferencial de que estes documentos debruçavam sobre a mediação de
conflitos.
Devido o nível de complexidade e delicadeza do processo de mediação de conflitos laborais,
apenas limita-me a assistir o desenrolar esses processos. Estava nos encontros dos utentes com os
mediadores do CEMAL, ouvindo as suas reclamações laborais e prestava muita atenção na
maneira como os mediadores realizavam esse processo que é extrema importância visto que
promove o diálogo, a paz e justiça social no sector laboral.
13

3 Constatações gerais do estágio


Durante o estágio realizado no CEMAL-Ibane pude verificar alguns pontos positivos e negativos.
Os pontos fortes constituem a grande maioria destacando desde logo, a questão do espaço físico
que a organização dispõe. Esse espaço físico foi inaugurado em 2010 e beneficia de uma
manutenção contínua, o que explica a razão de apresentar-se em óptimas condições5.
O ambiente de trabalho é outro aspecto positivo a considerar, tendo durante a realização do
estágio verificado que o director da instituição, que é o máximo dirigente pode ser facilmente
confundido com um funcionário de nível operacional devido ao elevado grau de solidariedade,
empatia e humildade que este apresenta, facto que torna o ambiente de trabalho muito agradável e
eficiente.
Igualmente foi constatado que a organização dispõe de meios materiais e circulantes suficientes
para a execução das actividades pelos seus colaboradores, facto que ajudou-me bastante no
cumprimento das actividades que me eram incumbidas em tempo oportuno.
Cabe ainda ressaltar que os colaboradores desta organização são maioritariamente jovens, o que
faz com que as actividades desenvolvidas nesta instituição apresentem uma dinâmica muito
grande.
Um aspecto que pode e deve ser melhorado no CEMAL-Ibane, tem haver com o acolhimento das
ideias dos funcionários de nível mais baixo. Isso não significa que as suas ideias devam ser
implementadas, no entanto é preciso que os dirigentes considerem as suas ideias para que estes
sintam-se relevantes para a concretização dos objectivos da organização.

5
Veja nos apêndices
14

4 Auto-avaliação
Aqui farei uma avaliação do meu ponto de vista das constatações que fiz durante o estagio em
assuntos como o espaço físico da organização, material de trabalho disponibilizado, equipe de
apoio com o qual trabalhava dentre outros aspectos que merecem atenção.
É importante ressaltar que as notas variam de 1a 4, sendo: 1= inadequado; 2= regular; 3= bom;
4=excelente.
Avaliação Comentário
1 Espaço físico para a realização do estagio 4 Trata-se de um espaço físico que
oferece todas as condições de
trabalho, como pode observar nos
apêndices.
2 Material disponibilizado para a execução 3 O CEMAL durante o estagio
das tarefas executadas disponibilizou todos os materiais
necessários para a realização das
actividade desde Lei 11/99, de 12
de Julho _ Lei da Arbitragem; Lei
23/2007, de 01 de Agosto- Lei do
Trabalho; Diploma Ministerial
75/2008, de 13 de Agosto;
Despacho Ministerial de 05 de
Dezembro de 2008 e outros
materiais.

3 Equipe de apoio com o qual trabalhava 3 Não é perfeita, mas havia muita
solidariedade entre os colabores.
4 Oportunidades para aprendizagem na Aprendi muita coisa relevante
minha área de estudo para o curso de Administração
Publica como: a análise e
arquivamento de diversos
documentos; a elaboração do
processo planeamento programas
de incorporação de novos
15

colaboradores da organização;
bem como gestão de património
das organização publicas;

5 Abertura e disposição da empresa em 2 Uma vez que não fazia sugestões


ouvir as minhas ideias é difícil avaliar sobre este
assunto, no entanto pelas
observações das sugestões que
alguns funcionários faziam a
direcção, posso afirmar que é
regular.
6 Relação das actividades executadas no 4 Possuem total cumplicidade entre
estágio com o curso de Administração o curso de Administração Publica
Publica e as actividades realizadas
durante o estágio.
7 Relacionamento com os meus superiores 3 Num primeiro momento havia
alguma desconfiança mútua mas
o clima de trabalho melhorou
consideravelmente com o tempo.
8 Relacionamento com os colegas 3 Agradável e muito solidário
9 Relacionamento com o supervisor de 4 Excelente
estágio

5 Conclusão
Com a realização do estágio supervisionado, tive a oportunidade aprender a executar varias
actividades que são de grande importância para o curso de Administração Pública.
16

Durante o estágio verifiquei alguns pontos fortes e fracos da organização, sendo que os aspectos
fortes do CEMAL- Ibane representam a maioria. Esse estágio permitiu que obtivesse um novo
paradigma quanto a importância do processo de mediação, visto que antes encarava como um
processo muito simplista e dispensável.

Mediante esse estágio foi possível a aplicação de conhecimentos adquiridos no âmbito da


formação em Administração Publica, o que evidencia a relevância do curso para uma correcta
gestão das actividades desenvolvidas pelas organizações públicas.

Desta forma torna-se imperioso da minha parte o enriquecimento continuo do conhecimento


adquirido neste estagio para que possa aplicar em eventos futuros, que se configurem importante
para o desenvolvimento social e económico do país.

6 Referencias Bibliográficas
 Decreto n°55/2009. (2009). Aprova o SIGEDAP.
17

 Decreto n°50/2009. (2009). Cria a COMAL e aprova o respectivo regulamento. Boletim


da Republica I Serie. Nᵒ 36.
 Despacho Ministerial de 05 de Dezembro de 2008. (2008). Aprova a designação dos
membros das Comissões de Resolução Extrajudicial de Conflitos Laborais com
composição Tripartida. Boletim da Republica, I Série Nᵒ09.
 Diploma Ministerial 75/2008. (2008). Aprova as Comissões de Resolução Extrajudicial
de Conflitos Laborais. Boletim da Republica, I Série. Nᵒ33.
 Lei 11/99, de 12 de Julho. (1999). Aprova a Lei da Arbitragem.
 Lei 23/2007, de 01 de Agosto. (2007). Aprova a Lei do Trabalho.
APÊNDICES
Imagem 1: Edifício do CEMAL

Imagem 2: Repartição de Administração e Finanças


Imagem 3: Repartição de Aquisição, Planificação e Estatística

Imagem 4: Repartição de Mediação, Gestão e Resolução de Conflitos Laborais.


Imagem 5: Sala de reuniões