Você está na página 1de 13

DIREITO CONSTITUCIONAL

TEORIA GERAL

# CLASSIFICAÇÃO DAS CONSTITUIÇÕES

MATERIAL (NORMAS COM CONTEÚDO TIPICAMENTE CONSTITUCIONAL) E FORMAL (NORMAS


DOTADAS DE SUPERIORIDADE HIERÁRQUICA).

ESCRITAS (CONSTITUIÇÃO FORMADA POR NORMAS POSITIVADAS) E NÃO ESCRITA


(CONSTITUIÇÃO INTEGRADA POR COSTUMES, ATOS NORMATIVOS, PRECEDENTES).

SUPERÍGIDA (CLÁSULAS PÉTRAS E PROCEDIMENTO MAIS DIFICULTOSO PARA ALTERAÇÃO DA


CONSTITUIÇÃO), RÍGIDA (PROCESSO DE ALTERAÇÃO DA CONSTITUÇÃO MAIS DIFICULTOSO),
SEMIRÍGIDA (PARTE DAS NORMAS ALTERÁVEIS APENAS POR PROCESSO LEGISLATIVO MAIS
DIFICULTOSO), FLEXÍVEL (NORMAS ALTERÁVEIS PELO MESMO PROCESSO LEGISLATIVO DAS
LEIS ORDINÁRIAS)

LIBERAL E SOCIAL

ORTODÓXICA E ECLÉTICA

OUTORGADA, CESARISTA, PROMULGADA, PACTUADA

GARANTIA, BALANÇO, DIRIGENTE

HISTÓRICA OU DOGMÁTICA

SINTÉTICA, ANALÍTICA

NORMATIVA, NOMINATIVA, SEMÂNTICA


OBS: CONSTITUIÇÕES PLÁSTICAS, DÚCTIAS: ADAPTAÇÃO

# ELEMENTOS DAS CONSTITUIÇÕES

ELEMENTOS FORMAIS DE APLICABILIDADE, LIMITADORES, SOCIOIDEOLÓGICOS,


ESTABILIZAÇÃO CONSTITUCIONAL E ORGÂNICOS

# CONCEPÇÕES

JURÍDICA: NORMA HIPOTÉTICA-FUNDAMENTAL E CONSTITUIÇÃO POSITIVA JURÍDICA


(SUPREMACIA)

SOCIOLÓGICA: FATORES REAIS DE PODER

POLÍTICA: DECISÃO POLÍTICA FUNDAMENTAL: NORMAS CONSTITUCIONAIS E LEIS


CONSTITUCIONAIS

CULTURAL: TOTAL
EVOLUÇÃO DO CONSTITUCIONALISMO

GRÉCIA: DEMOCRACIA DIRETA, VISÃO ORGANICISTA.

ROMA: DIREITOS CIVIS E LIMITAÇÃO INCIPIENTE DO PODER

FEUDALISMO: PLURALIDADE DE FONTES NORMATIVAS, DESCENTRALIZAÇÃO POLÍTICA,


PACTOS (RESTRIÇÃO AO PODER PELA FRAGMENTAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO POLÍTICA)

INGLATERRA: TRADICIONALISMO (COSTUMES E PRECEDENTES): BILL OF RIGHT (IMPÉRIO DA


LEI), HC ACT, PETITION OF RIGHT

FRANÇA/EUA: CONSTITUIÇÕES ESCRITAS, DIREITOS INDIVIDUAIS E SEPARAÇÃO DOS PODERES.

OBS: EUA: PRESIDENCIALISMO, FEDERALISMO, CONTROLE DE CONSTITUCIONALIDADE X


FRANÇA: SUPREMACIA DO PARLAMENTO.

ALEMANHA E MÉXICO: FUNÇÃO SOCIAL, JUSTIÇA SOCIAL, DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA.

CONSTITUCIONALISMO CONTEMPORÂNEO: TOTALITARISMO CONSTITUCIONAL


(CONSTITUÇÕES ANALÍTICAS: CONCENTRAÇÃO DE PODERES NO JUDICIÁRIO, PEQUENO
ESPAÇO DE CONFORMAÇÃO DO LEGISLADOR: DÉFICIT DEMOCRÁTICO)

CONSTITUCIONALISMO DO FUTURO: VERDADE, INTEGRAÇÃO, CONTINUIDADE,


SOLIDARIEDADE.

NEOCONSTITUCIONALISMO: VIRADA KANTIANA, FORÇA NORMATIVA DA CONSTITUIÇÃO,


JURISDIÇÃO CONSTITUCIONAL, SUPERIORIDADE E CENTRALIDADE, NOVOS MÉTODOS
HERMENÊUTICOS)
TRANSCONSTITUCIONALISMO: VÁRIAS CONSTITUÇÕES REGULAMENTANDO A MESMA
MATÉRIA: EXIGÊNCIA DE DIÁLOGOS

INTERCONSTITUCIONALISMO: MAIS DE UMA CONSTITUIÇÃO NO MESMO ESPAÇO


GEOGRÁFICO

CONSTITUCIONALISMO PLURINACIONAL: PLURALIDADE NORMATIVA, PARTICIPAÇÃO DE


GRUPOS NACIONAIS NA FORMAÇÃO DA VONTADE POLÍTICA.
PODER CONSTITUINTE

1) ORIGINÁRIO:

INSTITUI A CONSTITUIÇÃO

TITULARIDADE: POVO

NATUREZA: PODER DE FATO

CARACTERÍSTICAS: ILIMITADO; INICIAL; INCONDICIONADO; LATENTE; INSTANTÂNEO,


ESPECÍFICO.

LIMITES: IDEOLÓGICOS (comunismo ou liberalismo puro), INSTITUCIONAIS (monarquia


absolutista), SUBSTANCIAIS (Transcendentes: dignidade; Imanentes (Ideia de Direito):
limitação do poder; Heterônomos: tratados e compromissos internacionais)

MANIFESTAÇÃO: RUPTURAS FÁTICAS (Revoluções ou Golpes de Estado); RUPTURAS JURÍDICAS


(Transição Pacífica); HETOCONSTITUIÇÕES; CONSTITUIÇÕES SUPRANACIONAIS.

OBS: SARMENTO: Grave crise; Colapso; Golpe de Estado; Revolução; Emancipação; Agregação;
Transição Pacífica; Poder Constituinte Sem Constituição.

OBS: NÃO SE ADMITE A TESE DE INCONSTITUCIONALIDADE DE NORMAS CONSTITUCIONAIS


ORIGINÁRIAS (OTTO BACHOF)

2) DERIVADO

A) REFORMADOR: ALTERAÇÃO FORMAL DA CF: EMENDAS OU REVISÕES / LIMITADO /


CONDICIONADO / NÃO INICIAL
Obs: LIMITES FORMAIS, MATERIAIS, CIRCUNSTANCIAIS E IMPLÍCITOS (TITULARIDADE DO
PODER CONSTITUINTE E DUPLA REFORMA)

Obs: EMENDAS PODEM SER DECLARADAS INCONSTITUCIONAIS SE VIOLAREM CLÁUSULAS


PÉTREAS

B) DECORRENTE: INSTITUCIONALIZADOR OU REFORMADOR

Obs: PRINCÍPIOS SENSÍVEIS, ESTABELECIDOS OU EXTENSÍVEIS.

Obs: MUNICÍPIO NÃO EXERCE PODER CONSTITUINTE DECORRENTE, POR ESTAR VINCULANDO
A CONSTITUIÇÃO FEDERAL E ESTADUAL.

3) DIFUSO: MODIFICAÇÃO DO SENTIDO SEM ALTERAÇÃO DO TEXTO / INFORMAL /


INTERPRETAÇÃO PROGRESSIVA / LIMITE NA PLASTICIDADE SEMÂNTICA DO TEXTO, NOS
VALORES CONSTITUCIONAIS E NA FORÇA NORMATIVA DA CONSTITUIÇÃO
NORMAS CONSTITUCIONAIS

A) Preâmbulo (caráter político), Parte Permanente, ADCT e Emendas.

B) Características: Plasticidade, Caráter Político e Superioridade.

C) Conteúdo: MATERIALMENTE CONSTITUCIONAIS (organização do estado e dos poderes e


direitos fundamentais) e FORMALMENTE CONSTITUCIONAIS

OBS: BARROSO: NORMAS MATERIALMENTE CONSTITUCIONAIS: DEFINIDORAS DE DIREITOS,


NORMAS ORGANIZACIONAIS E NORMAS PROGRAMÁTICAS

D) Eficácia: ABSOLUTA (cláusulas pétreas), PLENA, CONTIDA, LIMITADA (Princípios Institutivos


e Programáticas), EXAURIDAS.

Obs: normas autoaplicáveis e não autoaplicáveis

Obs: Bipolaridade Eficacial: Positiva e Negativa

E) Estrutura: Princípios (comandos VALORATIVOS, com ALTA ABSTRAÇÃO, aplicáveis sob a


lógica da RAZOABILIDADE) X Regras (comandos DESCRITIVOS, com ALTA DETERMINAÇÃO,
aplicáveis sob a lógica da VALIDADE)

F) MECANISMOS DE EFETIVIDADE: sanções, justiciabilidade, clareza, razoabilidiade

Obs: Complicadores à efetividade: separação dos poderes, reserva do possível fática e jurídica,
interesse público, princípio da isonomia, indeterminabilidade do direito: tensão com o mínimo
existencial.
INTERPRETAÇÃO CONSTITUCIONAL

1. CONCEITOS BÁSICOS

- INTERPRETAÇÃO: ATRIBUIÇÃO DE SENTIDO

OBS: A INTERPRETAÇÃO CONSTITUCIONAL, QUANTO A SUA METODOLOGIA,


PARTE DO TEXTO, MAS NÃO SE LIMITA A ELE, TOMANDO EM CONTA O
CONTEXTO FÁTICO, O CASO CONCRETO, OS VALORES EM JOGO.

- HERMENÊUTICA: CIÊNCIA DAS TÉCNICAS INTERPRETATIVAS

- CONCRETIZAÇÃO: APLICAÇÃO DAS NORMAS

2. CARACTERÍSTICAS DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS

- SUPERIORIDADE

- PLASTICIDADE: TEXTO ABERTO E PLURISSIGNIFICATIVO

- CONTEÚDO POLÍTICO

3. DIFICULDADES METODOLÓGICAS:

- PLASTICIDADE: ALTA ABSTRAÇÃO

- CONTEÚDO POLÍTICO: PAIXÕES


- TEORETICISMO: DESCONEXÃO COM OS FATOS

- EPIGONISMO: REPETIÇÃO DE SOLUÇÕES ULTRAPASSADAS

3. ESPÉCIES NORMATIVAS

- REGRAS: MAIOR DENSIDADE NORMATIVA, CARÁTER PRESCRITIVO, MANDAMENTOS


DE PROIBIÇÃO OU PERMISSÃO, APLICAÇÃO POR SUBSUNÇÃO, CONFLITOS RESOLVIDOS
POR EXCLUSÃO

- PRINCÍPIOS: MENOR DENSIDADE NORMATIVA, MANDAMENTOS DE OTIMIZAÇÃO,


APLICAÇÃO POR MEIO DE PONDERAÇÃO

OBS: OS PRINCÍPIOS NÃO PERMITEM UM COMPLETO DESCOLAMENTO DOS


VALORES CONSTITUCIONAIS EM PROL DE UMA LIBERDADE ABSOLUTA DO
INTÉRPRETE

4. VETORES DE INTERPRETAÇÃO NAS LEIS

- SUPREMACIA DA CONSTITUIÇÃO

- PRESUNÇÃO DE CONSTITUCIONALIDADE

- INTERPRETAÇÃO CONFORME

OBS: LIMITAÇÃO NO TEXTO + IMPOSSIBILIDADE DE ATUAÇÃO COMO


LEGISLADOR POSITIVO

5. VETORES DE INTERPRETAÇÃO DAS NORMAS CONSTITUCIONAIS


FORÇA NORMATIVA

UNIDADE: INTERPRETAÇÃO SISTEMÁTICA, COERÊNCIA, COMPATIBILIZAÇÃO ENTRE AS


NORMAS

CONCORDÂNCIA PRÁTICA: BALANCEAMENTO DE DIREITOS FUNDAMENTAIS, SEM


SACRIFÍCIOS ABSOLUTOS.

MÁXIMA EFETIVIDADE: APLICAÇÃO IMEDIATA, OPÇÃO PELO SENTIDO QUE MAIS


CONCRETIZE OS VALORES CONSTITUCIONAIS.

JUSTEZA: OPÇÃO PELO SENTIDO QUE NÃO CONTRARIE O DESENHO INSTITUCIONAL


ESTABELECIDO PELA CONSTITUIÇÃO.

EFEITO INTEGRADOR: SENTIDO QUE MAIS FORTALEÇA A UNIDADE POLÍTICA

PROPORCIONALIDADE: OBSERVÂNCIA DA ADEQUAÇÃO, DA RAZOABILIDADE E DA


JUSTIÇA MATERIAL NA APLICAÇÃO DA CONSTITUIÇÃO.
PRINCÍPIOS, REGRAS E PONDERAÇÃO

1. REGRAS: DENSIDADE NORMATIVA, PRESCRIÇÕES, MANDADOS DE DETERMINAÇÃO,


(PERMISSÕES/PROIBIÇÕES), SUBSUNÇÃO, EXCLUSÃO (HIERARQUIA, CRONOLOGIA,
ESPECIFICIDADE)

2. PRINCÍPIOS: ABSTRAÇÃO, VALORES, MANDADOS DE OTIMIZAÇÃO, GRAUS DE


EFETIVAÇÃO, PONDERAÇÃO, CONCORDÂNCIA PRÁTICA.

3. PRINCÍPIO X REGRA

1ª CORRENTE: A REGRA PREVALECE PELA SUA ESPECIFICIDADE DECORRENTE


DE PONDERAÇÃO "EX ANTE"

2ª CORRENTE: A REGRA PODE SER MITIGA POR UM PRINCÍPIO QUANDO SUA


INCIDÊNCIA AFRONTAR VALORES CONSTITUCIONAIS (DERROTABILIDADE)

4. PRINCÍPIO DA PROPORCIONALIDADE: VIABILIZA A PONDERAÇÃO ENTRE PRINCÍPIOS:


LIMITE DAS RESTRIÇÕES AOS DIREITOS FUNDAMENTAIS

- ADEQUAÇÃO: APTIDÃO DA MEDIDA RESTRITIVA PARA PROMOVER A


FINALIDADE INTENTADA

- NECESSIDADE: INTERVENÇÃO MENOS GRAVOSA POSSÍVEL

- PROPORCIONALIDADE: MENOR RELEVÂNCIA DA RESTRIÇÃO FRENTE AO FIM


PROMOVIDO

OBS: VEDA INTERVENÇÃO EXCESSIVA (GARANTISMO NEGATIVO) E A PROTEÇÃO


DEFICIENTE (GARANTISMO POSITIVO) DOS DIREITOS FUNDAMENTAIS
OBS: PROPORCIONALIDADE: ALEMANHA, ESTRUTURA DE PENSAMENTO TRIFÁSICO,
ESTADO DEMOCRÁTICO (VERSUS) RAZOABILIDADE: EUA, AFERIÇÃO DE SITUAÇÕES
ESPECÍFICAS A LUZ DA IDEIA DE JUSTIÇA MATERIAL, DEVIDO PROCESSO MATERIAL