Você está na página 1de 9

ORTOGRAFIA OFICIAL

Regra geral: escreve-se com “s” derivados de palavras em “s”, e com “z” de “z”

S
 Adjetivos pátrios (exs: francês, inglês) ÇÃO
 Verbos em “isar”, cujo radical termine em “s”  Substantivos derivados de verbo (ex: intuir =
(exs: analisar, alisar) *Exceção: catequese = intuição)
catequizar
 Derivados de pôr, querer e usar (pusesse, G
quiser, usou)  Substantivos em “agem”, “igem” e “ugem”
 Adjetivos em “oso” (exs: prazeroso, gostoso) (exs: libertinagem, vertigem)
 Derivados de verbos em “erter” (exs: reverter =  Palavras terminadas em “gio” (exs: pedágio,
reversão, converter = conversão) litígio, refúgio)

ÊS Z
 Adjetivos, derivados de substantivos (ex:  Derivados em “zal”, “zinho” e “zito” (exs:
cortês) irmãozinho, cafezal, cafezinho)
 Derivados de palavras com “z” (exs: cruzeiro,
ESA enraizar)
 Substantivos derivados de verbos em “ender”  Verbos em “izar” (exs: fertilizar, civilizar)
(exs: defesa, despesa)  Palavras em “triz” (ex: bissetriz)
 Substantivos nobiliárquicos (exs: baronesa,
duquesa, princesa) EZ
 Adjetivos femininos de “ês” (exs: burquesa,  Substantivos abstratos femininos, derivados de
frequesa) adjetivos (exs: aridez, acidez, estupidez)

EZA J
 Abstratos (exs: avareza, leveza)  Derivados de “ja” (ex: laranja = laranjada)
 Quando a base é adjetivo, denotando qualidade  Verbos em “jar” (exs: viajar, arranjar)
física (ex: belo = beleza)  Palavras indígenas, africanas ou populares
(exs: jequitibá, pajé)
SS  Palavras terminadas em “aje” (exs: viaje, traje)
 Derivados de verbos em “tir” (ex: discutir =
discussão, repercutir = repercussão)
X
SC  Após ditongo (exs: caixa, ameixa, frouxo)
 Palavras latinas  “Geralmente”, após “en” (enxame, enxada)
 Palavras indígenas, africanas ou traduzidas do
Ç inglês (exs: abacaxi, xavante, caxanbú, xampu)
 Palavras árabes, indígenas ou africanas (exs:  Após “me” (exs: mexer, mexerica) *Exceção:
miçanga, paçoca, açaí, jaçanã) mecha
Obs: batismo = batizar, deslize = deslizar
charco = encharcar ressuscitar, pêssego, carrossel
rabo = rabicho pus, muçulmano
cochilo = cochilar trás = traseiro
pechincha = pechinchar obséquio, irrequieto
cochicho = cochichar brasa, balsa
fuxico = fuxicar esplêndido, espontâneo, misto, escasso,
sucesso / suceder = sucessão displicência, obceno, maciço, sumiço
faisão erva, úmido, ágil
tigela, gengiva, ojeriza, gorjeta, berinjela bueiro, bujão, curinga, cutia
empecilho, privilégio, incipiente, disenteria, crânio, viaje (verbo) / viagem (substantivo)
periquito, requisito, digladiar seção (departamento) / sessão (da assembléia) /
discrição (discreto) cessão (doação)
iminente (prestes a acontecer) / eminente (célebre) cassada (“licença”)
dicente (alunos) / docente (professores) censo (Ibge) / senso (consciência)
ele possui, ele distribui, ele conclui, ele constitui afim (relacionado) / a fim (em iminência de)
flecha / encher / mexer (importante)
talvez / através infrigir (deserespeitar) / infligir (impor)
xingar cela (prisão) / sela (de cavalo)
agito = agitar flagrante (no flagra)

ACENTUAÇÃO

 Monossílabos tônicos em “a(s)”, “e(s)”, “o(s)” (exs: lá, fé, Jó)


 Oxítonas em “a(s)”, “e(s)”, “o(s)”, “em(ns)” (exs: Pará, caetés, socó, também)
 Paroxítonas em ditongo crescente, “r”, “l”, “n”, “x”, “ps”, “ã(s)”, “ão(s)”, “i(s)”, “us”, “um(ns)” (exs:
ginásio, revólver, útil, hífen, tórax, bíceps, ímã, órfãs, órgão, táxi, lápis, vírus, álbum)
 Proparoxítonas (ex: pêssego)
 Ditongos abertos em “éu”, “éi”, “ói” (exs: chapéu, Elói, herói)
 Hiato decrescente em “i(s)”, “u(s)” *Exceção : seguidos de “l”, “n”, “r”, “z”, “m” (exs: reúne, juíza)

Sem acento: avaro, filantropo, ibero, pudico, rubrica, gratuito, libido, fluido, fortuito, arcaico, judaico, bauru,
pitu, peru, tabu, umbu, urubu, abençoa, doa, pessoa, voa, perdoe, voe

FLEXÃO NOMINAL (plural)

 Em vogal ou ditongo: “+s” (exs: asas, táxis)


 Derivados em “r”, “z”: “+es” (exs: colheres, colares)
 Em “al”, “el”, “ol”, “ul”: l = “is” (exs: jornais, anéis) *Exceções: males, meles, cônsules
 Oxítonos em “il”: il = “is” (exs:barris, funis)
 Paroxítonos em “il”: il = “eis” (exs: fósseis, répteis)
 Em “m”: m = “ns” (ex: nuvens, jovens, fins)
 Monossílabos ou oxítonos em “s”: “+es” (exs: ingleses, lilases, gases)
 Em “x”, paroxítonos ou proparoxítonos em “s”: invariáveis (ex: lápis, tórax)
FLEXÃO DOS SUBSTANTIVOS COMPOSTOS

Regra geral: subs. e adj. variam, verbo não

OS DOIS
 Subst + Subst (ex: couves-flores) SÓ O SEGUNDO
 Subst + Adj (ex: amores-perfeitos)  Verbo + Subst (ex: guarda-roupas)
 Adj + Subst (ex: bons-dias)  Invariável/Prefixo + Variável (exs: sempre-
 Numeral + Subst (exs: segundas-feiras, vivas, ex-chefes)
primeiros-ministros)  Repetidos (ex: reco-recos) *Exceção: corres-
corres
SÓ O PRIMEIRO
 Com preposição (ex: pés-de-moleque) NENHUM
 O segundo é finalidade ou semelhança (exs:  Verbo + Advérbio (ex: bota-fora)
sofás-cama, peixes-boi)  Verbo + Subst Plural (ex: saca-rolha)

Obs: mangas-rosa, meios-fios, os leva-e-traz

FLEXÃO DOS ADJETIVOS COMPOSTOS

SÓ O ÚLTIMO NENHUM
 Adj + Adj (ex: verde-claros) *Exceção: surdos-  Adj + Subst (exs: verde-oliva, amarelo-limão)
mudos  Cor + de + Subst (ex: cor-de-rosa)
 Invariável + Adj (ex: mal-educados)  Azul-celeste, azul-marinho

FLEXÃO DOS DIMINUTIVOS

 Em “zinho”, “zito”: “+s” (limãozitos, papeizinhos)


 Em “r”: 2 formas (exs: florezinhas, florzinhas)
*Invariável: bem-te-vi, arco-íris

FLEXÃO DOS SUBSTANTIVOS

VARIAM EM NÚMERO VARIAM EM NÚMERO E GÊNERO


 Numerais (exs: milhão, bilhão)  Ordinais (exs: primeiro, segundo)

VARIAM GÊNERO NENHUM


 Cardinais: um, dois e > Duzentos  Multilicativos (ex: triplo, dobro)
 “Ambos” substituindo “os dois”
CRASE

NÃO, ANTES DE SIM, ANTES DE


 Pronomes relativos (ex: eis a mulher a cuja  Locuções adverbiais femininas (exs: às vezes,
empregada ajudamos) à noite)
 Verbos (ex: a fazer)  Locuções conjuntivas femininas (ex: à medida
 Artigo indefinido (ex: a uma) que)
 Pronome pessoal (exs: a ela, a V.a)  Locuções prepositivas femininas (exs: em
 Pronome indefinido (a cada, a toda, a alguma, frente à grade, à procura de)
a nenhuma, a essa, a esta, a certa)  Pronomes demonstrativos (ex: àquele, àquilo)
 Pronome interrogativo (ex: A qual?)  Conjunção proporcional (à medida que, à
 Locuções repetidas (ex: gota a gota) proporção que)
 Preposição (ex: ante a comissão)  Horas (ex: às 13:00 horas)
 Terra # bordo (ex: o navio voltou a terra)  “À moda” (ex: à inglesa)
 Casa = residência (ex: voltei a casa)  Nome de lugar (ex: fui à Bahia)
Obs: voltei à casa dos sonhos (com complemento = Obs: vou a Roma (venho de Roma), vou à Itália
determinada) (venho da Itália)
às sete horas / refiro-me às três candidatas resposta igual à que dei (determinada)
(numeral determinado)
não vejo bem a distância / ele estava à OPCIONAL
distância de dez metros (com complemento)  Pronomes possessivos (ex: a/à sua, a/à dela)
 Substantivos próprios (ex: a/à Sônia)

Obs: há = passado
a = futuro

COLOCAÇÃO PRONOMINAL  “Em” + verbo no gerúndio = (ex: em se


tratando de conversar, você é mestre)
 Advérbios (agora, já, ali, aqui, amanhã, pouco,
muito, sempre, mais, menos)
Regra geral: ênclise (após o verbo), se não houver *Exceção: aqui se arruma / aqui, arruma-se
palavra atrativa
MESÓCLISE
PRÓCLISE  Futuro do presente, futuro do pretérito (exs:
 Conjunções subordinativas = que, o qual, se, entregarei, estudaria. convencê-lo-ia a aceitar. dar-
pois, etc (ex: irei se me chamarem) te-ei um abraço)
 Pronomes relativos = quem, cujo, de quem, em
que, qual, quando, etc (ex: há pessoas que nos ÊNCLISE
querem bem)  Início de oração (ex: Levantei-me cedo)
 Pronomes interrogativos (exs: quando,  Imperativas afirmativas (ex: João, sente-se)
quantos)  Gerúndio (ex: recusou, fazendo-se de
 Orações optativas (ex: Deus o guarde) desentendido)
 Orações exclamativas (ex: Os céus te  Infinitivo precedido de “a” (ex: corriam a ouvi-
favoreçam!) lo)
 Advérbios preverbiais (exs: também, quase,  Orações coordenadas sindética (ex: eles
por que, como, onde, conforme) chegaram e fizeram-se alheios. Estudam ou
 Negação (exs: nada, nunca, não, sem, divertem-se)
ninguém)
 Particípio (ex: ele nos falaria) LOCUÇÕES
 Pronomes indefinidos (ex: tudo, alguém,  Verbo principal no infinitivo ou gerúndio
ninguém, poucos, muitos, a maioria, a minoria)
Com palavra atrativa = “nas extremidades” Com palavra atrativa = antes do auxiliar (ex:
(exs: não lhe devo dizer o contrário / não devo não me tinham avisado)
dizer-lhe o contrário) Sem palavra atrativa = após auxiliar (eles tinha-
Sem palavra atrativa = após o principal ou me avisado)
após o auxiliar (ex: eu devo dizer-lhe o contrário /
eu devo-lhe dizer o contrário)  Verbo principal no futuro do presente ou futuro
do pretérito = mesóclise (ex: ter-e-ia
 Verbo principal no particípio discutido o problema)

USO DA VÍRGULA
Regra geral:  Elipse do verbo (ex: Eu estudo informática;
 Inversões da oração você, biologia)
 Intercalações da oração (ex: não podemos,  Vocativo, aposto, explicações, correções (ex:
dizia ele, aceitar isso) Vá, filho. Ele, um gênio, deve saber. Vou, isto
 Omissão de termos é, se não chover.)
 Coordenadas assindéticas e sindéticas (ex:
USA-SE Penso, logo existo.)
 Conjunção (ex: portanto, contudo, logo) *Exceções: aditivas com “e”, mesmo sujeito
 Adjunto adverbial no início (ex: Por cautela, (ex: eu fui, e ele veio / eu fui e voltei)
vou embora)
USO DO HÍFEM  Ante/anti, arqui, sobre antes de “h”, “r” ou “s”
(exs: ante-sala/anti-higiênico, arqui-rabino,
sobre-humano)
 Inter, super antes de “h” ou “r” (exs: inter-
Regra geral: para evitar erro de pronúncia racial, super-homem)
 Ab, ad, ob, sob/sub antes de “r” (exs: sub-
USA-SE roda/sub-raça)
 Com prefixo tônico, de evidência semântica:  Mal, pan antes de vogal ou “h” (exs: mal-
além, có, ex, grã/grão, pós/pré/pós, sem, vice, educado, mal-humorado, pan-americano)
sota, nuper (exs: além-túmulo, có-fundador,
 Circum antes de vogal
ex-presidente, grã-fino/grão-mestre, pós-
 Bem com vida própria ou pronúncia requerida
escolar/pré-nupcial/pró-alfabetização, sem-
(exs: bem-querer, bem-vindo, bem-estar, bem-
cerimônia, vice-reitor, sota-piloto, nuper-
amado, bem-aventurado)
escolar)
 Sem-vergonha, sem-par, rio-grandense, à-toa
 Auto, contra, extra, infra, intra, neo, proto,
(adjetivo - advérbio = à toa), mão-cheia, vice-
pseudo, semi, supra, ultra: antes de vogal, “h”,
versa, meia-tigela, tão-somente
“r” ou “s” (exs: auto-ônibus, contra-almirante,
extra-oficial, infra-som, intra-ocular, neo-
NÃO SE USA
republicano, proto-árico, pseudo-sábio, semi-
selvagem, supra-renal, ultra-sensível)  Um a um, de quando em quando, a fim de,
ajudante de ordens, café com leite, estrada de
ferro, farinha de trigo

USO PORQUE

POR QUE  Antes de pontuação (ex: fui, por quê?)


 Perguntas (ex: por que foi?)
 Finalidade/motivo = “pelo qual”, “por qual” PORQUE
(ex: não sei por que ele fez isso, por que os  Resposta = “pois”, “visto que”, “para que”:
sinos dobram, por que haja menos fome) (ex: fiz porque quis)

POR QUÊ PORQUÊ


 Final de frase  “O porquê” (ex: não sei o porquê disso tudo)

AUXÍLIO À MEMORIZAÇÃO
ORTOGRAFIA OFICIAL
S pátrios, isar, por/querer/usar, oso, erter (exceção: catequizar)
ÊS adj. deriv. subst.
ESA ender, nobiliárquicos, adj. Femininos
SS Tir
SC Latinas
Ç árabes/indígenas/africanos
ÇÃO subst. deriv. verbo
G agem/igem/ugem, gio
Z zal/zinho/zito, z, izar, triz
EZ Abstratos
J já, jar, indígenas/africanos/populares, aje
X ditongo, en, indígenas/africanos/ingleses, me (exceção: mecha)
ACENTUAÇÃO
Monossílabos tônicos a(s), e(s), o(s)
Oxítonas a(s), e(s), o(s), em(ns)
Paroxítonas ditongo crescente, r, l, n, x, ps, ã(s), ão(s), i(s), us, um(ns)
Proparoxítonas
Ditongos abertos éu, éi, oi
Hiato decrescente i(s), u(s) (exceção : seguidos de l, n, r, z, m)

FLEXÃO DOS SUBSTANTIVOS COMPOSTOS


OS DOIS SÓ O PRIMEIRO SÓ O SEGUNDO NENHUM
subst + subst preposição verbo + subst verbo + advérbio
subst + adj segundo finalidade ou semelhança invariável/prefixo + variável verbo + subst plural
adj + subst repetidos
numeral + subst. (exceção: corres-corres)

FLEXÃO DOS ADJETIVOS COMPOSTOS


SÓ O ÚLTIMO NENHUM
adj + adj (exceção: surdos-mudos) adj + subst
invariável + adj cor + de + subst
azul-celeste, azul-marinho

FLEXÃO DOS SUBSTANTIVOS


VARIAM EM VARIAM GÊNERO VARIAM EM NÚMERO E GÊNERO NENHUM
NÚMERO
numerais cardinais: um, dois e > duzentos ordinais multilicativos
“ambos” substituindo “os dois”

CONCORDÂNCIA NOMINAL
SINGULA MASCULINO MAIS VARIAM EM MAIS VÁRI VARIAM INVARIÁVEIS
R OU PLURAL OU MAIS PRÓXIM GÊNERO E PRÓXIMO AS
PLURAL PRÓXIMO O OU NÚMERO FOR
PLURAL MAS
mesmo gen.dif.,sing. e pos. ou mesmo sinônimos artigo o mais... possível adv.de modo
gênero, gen.dif.,plu. e pos. ordinais próprio só alerta
sing. e gen/num.dif. e pos. só obrigado menos (qtd)
posposto anexo outro
incluso a sós
junto em mão
nenhum
dado
visto

CONCORDÂNCIA VERBAL
SINGULAR 3ªª DO MAIS PRÓXIMO ANTECED PLURAL SINGULAR OU
SINGULAR OU PLURAL ENTE DO PLURAL
SUJEITO
nem um nem outro quem/qual posposto que anteposto um e outro
um ou outro verbo + se não só... mas pron.pessoais dif. a maioria
é muito verbos imp. também como a maior parte de
é pouco (haver/fazer - não só... como quantos de grande parte de
é mais de tempo/existir) bem como com (cooperação) alguns de
é menos de tanto... como ou (inc., antomímia, um grande número
é tanto (quantidade) tanto...quanto retificação) de
mais de um muitos de
um dos que um dos que
algum de cerca de
uma parte de mais de
coletivo porcentagem, fração
com (companhia) tudo, isso, aquilo,
ou (exc/sinomia) o que + ser + plural

CRASE
NÃO NÃO OPCIONAL
pronomes relativos locuções adverbiais femininas pronomes possessivos
verbos locuções conjuntivas femininas substantivos próprios
artigo indefinido locuções prepositivas femininas
pronome pessoal pronomes demonstrativos
pronome indefinido conjunção proporcional
pronome interrogativo horas
locuções repetidas à moda
preposição nome de lugar
terra # bordo
casa = residência

COLOCAÇÃO PRONOMINAL
PRÓCLISE MESÓCLISE ÊNCLISE LOCUÇÕES
conj. subord. futuro do pres. início de oração verbo principal no infinitivo ou gerúndio
pron. relativos futuro do pret. imperativas afirm. - com palavra atrativa = “nas extremidades”
pron. interrog. gerúndio - sem palavra atrativa = após o princ. ou após o auxiliar
orações opt. inf. prec. de “a”
orações exclam. orações coord. sind. verbo principal no particípio
adv. preverbiais - com palavra atrativa = antes do auxiliar
negação - sem palavra atrativa = após auxiliar
particípio
pron.. indef. verbo principal no fut. presente ou fut. do pretérito
“em” + gerún. - mesóclise
Advérbios
(exceção: aqui
se arruma / aqui,
arruma-se)

USO DO PORQUE
POR QUE POR QUÊ PORQUE PORQUÊ
perguntas final de frase resposta “o porquê”
finalidade/motivo antes de pontuação

CLASSES DE PALAVRAS

São dez as classes de palavras na língua portuguesa:

SUBSTANTIVO: é o nome com que NUMERAL : é o nome que indica a


designamos pessoas, animais, coisas e que quantidade (cardinais), ou a seriação
funciona como núcleo do sujeito ou (ordinais) ou a proporção dos seres
complemento em geral. Aquela bandeira é (multiplicativos e fracionários) Ele foi o sexto
tricolor. no concurso.
ADJETIVO: indica as qualidades ou PREPOSIÇÃO : é a palavra conectiva
propriedades de todos os seres, funcionando que, posta entre dois termos de função
como modificador de substantivos. diversa, indica que o segundo se subordina
As árvores são bonitas. ao primeiro. Entregamos em domicílio.
PRONOME: é a palavra que representa o INTERJEIÇÃO : é a expressão com que
ser ou ao ser se refere, considerando apenas traduzimos os nossos estados emotivos.
como pessoas do discurso (1a , 2a , 3a ) ou Caramba!
relacionando-os com elas. Ela é a razão da
minha vida.
VERBO: é a palavra que apresenta uma CONJUNÇÃO : tem por missão reunir
ação, um fenômeno, um estado ou mudança orações num mesmo enunciado e determina
de estado. É o termo, na maioria dos casos, a coordenação entre dois termos, ou entre
essencial do enunciado. O Santa Cruz é o duas orações, ou subordinação entre duas
time de maior tradição em Pernambuco. orações. Tentei ler, mas dormi.
ARTIGO : tem a função de identificar ADVÉRBIO: é a palavra que se acrescenta à
toda uma classe de palavras: os significação de um verbo, de um adjetivo, de
substantivos, determinando-os, indicando- outro advérbio, ou de toda uma frase. O dia
lhes o gênero. O homem tinha uma solução está muito frio. O homem não falava muito
para tudo. bem.

CLASSES DE PALAVRAS QUE NÃO SE FLEXIONAM


1) PREPOSIÇÃO
2) INTERJEIÇÃO
3) CONJUNÇÃO
4) ADVÉRBIO

Você também pode gostar