Você está na página 1de 6

Letramentos

e Alfabetização Aula 2

Práticas de linguagem
na perspectiva do letramento

1 2

Resumo Convite ao estudo


Unidade de Ensino: 2
Esta unidade de ensino, denominada práticas
Práticas de linguagem na perspectiva do letramento,
Competência da discute conceitos como fundamentos teóricos de linguagem na perspectiva do letramento,
Unidade de Ensino: do letramento, letramento na educação básica discute conceitos como fundamentos teóricos
e letramentos e seus principais aspectos.
do letramento, letramento na educação básica
Nesta unidade o aluno deverá compreender sobre
o ensino da língua, reconhecendo a necessidade e letramentos e seus principais aspectos.
Resumo: de cada etapa e modalidade da Educação Básica,
considerando as políticas públicas e seus impactos
nas práticas educativas.
Letramento. Fundamentos
Palavras-chave:
legais do Letramento.
Práticas de linguagem
Título da teleaula:
na perspectiva
do letramento.
Teleaula nº: 2

3 4

Conhecimentos prévios
VA Caminho de Aprendizagem
Linguagem
• É a capacidade que os seres humanos têm para produzir,
desenvolver e compreender a língua e outras manifestações, como
a pintura, a música e a dança. Já a língua é um conjunto organizado
de elementos (sons e gestos) que possibilitam a comunicação. Ela
surge em sociedade e todos os grupos humanos desenvolvem
sistemas com esse fim.

Letramento
• É o resultado da ação de ensinar
ou de aprender a ler e escrever, o estado
ou condição que adquire um grupo social
ou um indivíduo como consequência
de ter-se apropriado da escrita."

5 6

1
Pensando a aula:
Cápsula 1 “Iniciando o estudo”
Situação Geradora de Aprendizagem

Escola Municipal – interior do Paraná

Duas salas de 6º ano

Alunos que apenas sabem codificar/


decodificar – não apresentam
leitura fluente

Grupo de trabalho com professores

7 8

Problematizando a Situação-Problema 1 Problematizando a Situação-Problema 1


Avaliação diagnóstica
É possível ler/escrever, mas
O que é ler e escrever? ▪ Tendo em vista os conceitos de alfabetização
não compreender?
e de letramento, que tipos de atividades
de leitura e escrita deveriam ser propostas para
Qual a função da leitura
e da escrita? dar condições aos professores de avaliar
a competência comunicativa (leitura e escrita).
Como identificar quais já estão alfabetizadas?
Um aluno pode estar Como saber quais já são
alfabetizado sem estar letrado?
O que significa adotar uma capazes de utilizar a língua
perspectiva que considera o como prática social situada?
texto como unidade de ensino?

9 10

Problematizando a Situação-Problema 1 Problematizando a Situação-Problema 1


“A leitura do mundo precede a leitura da palavra” Vygotsky (1988) entende a aprendizagem como
(Freire, 1988, p. 9). resultante das interações do indivíduo com o meio.
Ler o mundo significa compreender os diversos sinais,
os inúmeros significados, as possíveis variantes contextuais
Tal aprendizagem não se constitui de forma
em um determinado grupo social. mecânica e direta, mas, sim, a partir das operações
A competência leitora e escritora perpassa outras nuances para mentais que se concebem na interação
além da codificação/decodificação, construindo possibilidades do indivíduo com o seu espaço/ambiente.
de contextos leitores diversos a partir dos significados e funções
de cada objeto/situação/fenômeno.

11 12

2
Problematizando a Situação-Problema 1 Problematizando a Situação-Problema 1

De acordo com Soares (2014), o termo letramento aparece Como são muito variados os contextos,
no discurso de especialistas das áreas de educação e linguagem as comunidades, as culturas, são também muito
a partir da segunda metade década de 1980, mais especificamente variadas as práticas e os eventos letrados que
nos Estados Unidos, com a palavra “literacy”, que se traduz como
a condição de ser letrado, isto é, ser capaz de ler e escrever. neles circulam. Assim é que o conceito
de letramento passa ao plural: deixamos de falar
O letramento pode ser definido,
em “letramento” e passamos a falar
portanto, como “resultado da ação de em “letramentos” (RANGEL e ROJO, 2010, p. 27).
ensinar ou de aprender a ler e escrever:
o estado ou a condição que adquire
um grupo social ou um indivíduo como
consequência de ter-se apropriado
da escrita” (SOARES, 2014, p. 17).

13 14

Problematizando a Situação-Problema 1 Situação-Problema 1


De acordo com a BNCC, no componente Língua Portuguesa, deve-
se proporcionar aos estudantes experiências que contribuam
para a ampliação dos letramentos, “de forma a possibilitar LETRAMENTO MULTILETRAMENTO
a participação significativa e crítica nas diversas práticas sociais
permeadas/constituídas pela oralidade, pela escrita e por outras
linguagens” (BRASIL, 2017, p. 65-66), levando em consideração,
tanto na leitura quanto na produção e publicação na Internet
de conteúdos como vídeos, podcasts, vlogs, etc., os aspectos
éticos, estéticos e políticos desse uso.

15 16

Resolvendo a Situação-Problema 1 Situação-Problema 1

Avaliação diagnóstica Gravar Notícia


Música Poema
um conto curta
Textos de
variados gêneros

Bilhete E-mail Receita

17 18

3
Situação-Problema 2
Cápsula 2 “Participando da aula”
4 alunos – período alfabético

Frases declarativas simples

3 alunos – silábico-alfabético

Ainda apresentam alguns “desvios”,


emitindo uma ou outra consoante ou vogal

19 20

Situação-Problema 2 Problematizando a Situação-Problema 2


Que tipos de atividades vocês proporiam aos dois As formas que utilizamos para nos comunicar não
grupos de alunos identificados, considerando são únicas e, além disso, podem combinar entre si;
as especificidades das competências comunicativas Considerar a realidade da expressão da linguagem
esperadas para as séries finais por diversos meios necessariamente nos leva
do Ensino Fundamental? a refletir sobre a questão dos multiletramentos,
Como deve ser o trabalho diário uma vez que existem várias possibilidades
em sala de aula para propiciar de organização e combinação do verbal,
a apropriação da leitura do não verbal e do sonoro para
e da escrita pelos alunos como expressar sentidos em nossas
prática social? interações diárias.

21 22

Problematizando a Situação-Problema 2 Problematizando a Situação-Problema 2

Gêneros Textuais ▪ Os gêneros são:


• dinâmicos;
• possuem complexidade variável;
• compõem uma lista aberta;
De acordo com • apresentam conteúdo temático, estilo,
Bakthin (1992) forma composicional próprios;
• estão sujeitos a mudança.

Primários Secundários

23 24

4
Problematizando a Situação-Problema 2 Problematizando a Situação-Problema 2
Se os gêneros textuais representam a forma como nos
comunicamos, é por meio deles que devem se dar as práticas de
letramento na escola.
Letramento digital Hábitos de leitura
Ao trabalhar conteúdos relativos à
língua materna em seus diferentes eixos
– análise linguística, oralidade, leitura e
escuta, produção de textos (BNCC,
2017), incluindo-se nestes eixos as
diferentes linguagens existentes
(multimodalidade da linguagem)
e a cultura digital, você, como futuro
professor, deverá sempre ter como
ponto de partida e de chegada os
gêneros textuais.

25 26

Problematizando a Situação-Problema 2 Resolvendo a Situação-Problema 2


É interessante montar duplas colaborativas, juntando
alunos de níveis próximos, para que um auxilie
Programa Nacional Programa Nacional o outro ao mesmo tempo em que “aquele que sabe
do Livro Didático - Biblioteca da Escola - mais” solidifica seus conhecimentos.
PNLD PNBE Atividades de leitura na biblioteca em que um ou mais
alunos compartilham sobre um livro que leram.
Exercícios de reescrita coletiva,
exploração dos diferentes suportes
textuais e como os significados são
construídos em função de vários
fatores intra e extradiscursivos.

27 28

Resolvendo a Situação-Problema 2
Cápsula 3 “Participando da aula”
É preciso lembrar que os alunos devem realizar
atividades com significado, isto é, escrever textos
que serão lidos por alguém, em função
de um determinado objetivo (carta, e-mail,
comentário em blogs ou outras redes sociais).

29 30

5
Provocando novas situações Diálogo do professor com alunos

▪ Uma turma de alfabetização é formada


por alunos e alunas em diferentes níveis
de conhecimento.
▪ A professora acredita ser muito difícil
“alfabetizar letrando”.

Que possibilidades didático -


metodológicas poderiam auxiliar
a professora diante desse dilema?
Fonte: https://goo.gl/JphR3W.

31 32

Referências:
VE Caminho de Aprendizagem
BRASIL. Base Nacional Comum. Brasília: MEC,
2017.
FERREIRO, Emilia. Reflexões Sobre a Alfabetização.
26. ed. São Paulo: Cortez, 2011.
PINTO, Rosangela de Oliveira. SILVA, Andreia
Corrêa. Letramentos e Alfabetização.
Fundamentos Teóricos e Metodológicos
dos processos de Alfabetização
e Letramento. Londrina: Editora
e Distribuidora Educacional
S/A, 2018.

33 34

Referências:
SOARES, Magda. Linguagem e Escola.
Uma perspectiva social. Contexto,2017.
VIGOTSKII, L. S. LURIA, A.R. LEONTIEV, N.
Linguagem e Desenvolvimento da Aprendizagem.
15 ed. São Paulo: Ícone,2017.

35