Você está na página 1de 3

Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Graduação em Biomedicina
2º Período / Matutino
Questionário de Anatomia Humana II
Profª: Carla Alcântara Ferreira de Queiroz
Acadêmico: Edivan de Souza Lima

SALIVA

Definição

A saliva é um fluido aquoso, transparente, que contém proteínas e glicoproteínas que é


secretado pelas glândulas salivares diretamente na cavidade bucal.

Componentes da saliva

A saliva tem como principais componentes químicos: água (99,5%), ptialina (0,1%),
nitrogênio, enxofre, potássio, sódio, cloro, cálcio, magnésio, ácido úrico e ácido cítrico.
Possuem proteínas estruturais: mucinas, estaterrina, aglutininas, lactoferrina, gustina e
sialina. Proteínas enzimáticas: amilase, fosfatase ácida, estearase, lisozima, peroxidase,
anidrase carbônica e calicreína. E imunológicas: imunoglobulinas, IgA salivar ou
imunoglobulinas secretoras: SigA.
Essa composição varia de acordo com a taxa de secreção, que é baixa durante o sono e alta
(± 1 ml por minuto) durante a estimulação.

Glândulas maiores

As glândulas salivares maiores são constituídas por três pares de glândulas, são


considerados como as principais responsáveis pela secreção da saliva. São elas: as
parótidas, as submanibulares e as subliguais.
As glândulas parótidas são as maiores dos três pares de glândulas, estão localizadas uma de
cada lado da face, na frente e abaixo das orelhas. Secretam saliva serosa através dos ductos
de Stenon, que medem 5 cm de comprimento por 5 mm de diâmetro .
As glândulas submandibulares estão localizadas medialmente ao ângulo mandibular ficando
protegidas pelo corpo da mandíbula.Cada uma dessas glândulas apresenta o formato de 'U" e
tem aproximadamente o tamanho de um polegar.
As glândulas sublinguais são as menores dos três pares de glândulas salivares. Situadas
mais profundamente, encontram-se no soalho da cavidade oral e inferiormente à língua.
Secretam saliva do tipo mista (mucoserosa) através dos ductos de Bartholin.

Tipos de saliva

Serosa: é a saliva rica em albuminóides, sendo por isso também chamada


de saliva albuminosa. Atua preponderantemente na mastigação dos alimentos. É secretada
pelas glândulas de secreção serosa: glândulas parótidas e glândulas de Ebner.

Mucosa: é a saliva rica em glicoproteínas tais como mucina. Atua preponderantemente na


gustação e deglutição. É secretada pelas glândulas de secreção mucosa: acessórias
palatinas, glossopalatinas, do coxim retromolar, da raiz da língua e as do palato mole e úvula.

Mista: é a saliva que ou tem mais albumina do que mucina (seromucosa) ou mais mucina do
que albuminóides (mucosserosa). Tem ação importante tanto na mastigação dos alimentos
como na gustação e deglutição. É secretada pelas glândulas de secreção mista:
submandibular, sublinguais maiores, glândulas de Rivinus, glândulas de Blandin e Nuhn,
acessórias labiais e acessórias conjugais.

Função

A principal função da saliva é a umidificação e a lubrificação da mucosa orofaríngea


(impedindo o seu ressecamento)  e dos alimentos, o que facilita a mastigação e a
transformação do bolo alimentar a ser deglutido. Diminui a acidez bucal; favorece
sensibilidade gustativa; neutraliza o conteúdo do esôfago; dilui o suco gástrico; ajuda a formar
o bolo alimentar e, devido ao seu conteúdo de amilase, quebra o amido.

CURIOSIDADE: muitos grupos sociais primitivos e indígenas, por não terem hábitos
perniciosos, como o fumo, consumo excessivos de álcool e açúcar têm uma saliva de melhor
qualidade e menor acidez, por isso menos cáries e problemas gastrointestinais.
Recentemente foi comprovado, através de pesquisas, que quando ratos tinham as glândulas
salivares extraídas, adoeciam mais de infecções e intoxicações, o que justifica plenamente o
hábito de "lamber as feridas" mantido pela maioria dos animais.

Patologias

Patologia induzida por radiação:


Reação decorrente da Quimioterapia e Radioterapia, além do alcoolismo. Provoca alterações
na saliva: volume (xerostomia: falta de produção de saliva); viscosidade; concentração iônica
e ph.

Condições Infecciosas (oriundos de vírus e bactérias): Caxumba:


-Origem viral, endêmica
- Parótida, geralmente bilateral
- Mal-estar, dor de cabeça, febre, dor auricular
- Transmissão: gotículas de saliva
- Complicações: orquite (esterilidade)

Parotidite Aguda:
Está relacionada à infecção da glândula parótida e consequente diminuição da saliva.
Característica Clínica: dor, febre, secreção purulenta.
Bibliografia

Histologia bucal, Desenvolvimento, Estrutura e função; A. R. Ten Cate; Quinta edição;


Guanabara Koogan; 1998.
Bioquímica odontológica; Aranha, Fávio leite ; São Paulo: Savier, 2 ed.; Revista e ampliada.,
2002.
http://www.nossodentista.com/saliva.htm
http://estudonto.blogspot.com.br/2012/11/patologia-das-glandulas-salivares.html