Você está na página 1de 5

22/06/2020 Conversor de arco - Wikipedia

Conversor de arco
O conversor de arco , às vezes chamado de transmissor de
arco , ou arco de Poulsen, em homenagem ao engenheiro
dinamarquês Valdemar Poulsen, que o inventou em 1903, [1] [2]
era uma variedade de transmissor de faísca usado na telegrafia
sem fio inicial . O conversor de arco usou um arco elétrico para
converter eletricidade em corrente contínua em corrente
alternada por radiofrequência . Foi usado como transmissor de
rádio de 1903 até a década de 1920, quando foi substituído por
transmissores de tubo de vácuo . Um dos primeiros Transmissor de arco Poulsen de 1
transmissores que poderiam gerarondas sinusoidais contínuas , megawatt usado pela Marinha dos
foi uma das primeiras tecnologias usadas para transmitir som ( EUA por volta de 1918 em estações
de rádio em terra para se comunicar
modulação de amplitude ) por rádio. Ele está na lista de marcos
com sua frota em todo o mundo, um
do IEEE como uma conquista histórica em engenharia elétrica .
[3] dos maiores transmissores de arco
já construídos.

Conteúdo
História
Descrição
Keying
Veja também
Referências
Leitura adicional
links externos

História
Elihu Thomson descobriu que um arco de carbono desviado com
um circuito sintonizado em série "cantaria". Esse "arco de canto"
provavelmente estava limitado às frequências de áudio. [4] O
Bureau of Standards credita William Duddell ao circuito
ressonante de derivação por volta de 1900. [5]

O engenheiro inglês William Duddell descobriu como fazer um


circuito ressonante usando uma lâmpada de arco de carbono . O
"arco musical" de Duddell operava em frequências de áudio , e o
próprio Duddell concluiu que era impossível fazer o arco oscilar
nas frequências de rádio .

Valdemar Poulsen conseguiu aumentar a eficiência e a frequência


para o nível desejado. O arco de Poulsen poderia gerar O primeiro conversor de arco de
frequências de até 200 kilohertz e foi patenteado em 1903. Poulsen, de 1903

https://en.wikipedia.org/wiki/Arc_converter 1/5
22/06/2020 Conversor de arco - Wikipedia

Após alguns anos de desenvolvimento, a tecnologia de arco foi transferida para a Alemanha e a Grã-
Bretanha em 1906 por Poulsen, seu colaborador Peder Oluf Pedersen e seus financiadores. Em 1909,
as patentes americanas, bem como alguns conversores de arco, foram comprados por Cyril Frank
Elwell . O desenvolvimento subsequente na Europa e nos Estados Unidos foi bastante diferente, pois
na Europa houve sérias dificuldades por muitos anos implementando a tecnologia Poulsen, enquanto
nos Estados Unidos um sistema comercial de radiotelégrafo comercial foi logo estabelecido com a
Federal Telegraph Company . Mais tarde, oA Marinha dos EUA também adotou o sistema Poulsen.
Somente o conversor de arco com conversão passiva de frequência foi adequado para uso portátil e
marítimo. Isso o tornou o sistema de rádio móvel mais importante por cerca de uma década, até que
foi substituído pelos sistemas de tubos de vácuo .

Em 1922, o Bureau of Standards declarou: "o arco é o aparelho transmissor mais utilizado para
trabalhos de longa distância e alta potência. Estima-se que o arco seja agora responsável por 80% de
toda a energia realmente irradiada no espaço para fins de rádio durante um determinado período,
deixando em consideração as estações amadoras ". [6]

Descrição
Esse novo método, mais refinado para gerar sinais de rádio de ondas contínuas, foi desenvolvido
inicialmente pelo inventor dinamarquês Valdemar Poulsen . Os transmissores de centelhadores em
uso na época produziam ondas amortecidas que desperdiçavam grande parte de sua potência
irradiada, transmitindo fortes harmônicos em várias frequências que enchiam o espectro de RF com
interferência. O conversor de arco de Poulsen produziu ondas não atenuadas ou contínuas (CW) em
uma única frequência.

Existem três tipos para um oscilador de arco: [7]

Arco de Duddell (e outros tipos iniciais)


No primeiro tipo de oscilador de arco, a corrente CA no condensador i é muito menor que a
0
corrente de alimentação CC i e o arco nunca é extinto durante um ciclo de saída. O arco de
1
Duddell é um exemplo do primeiro tipo, mas o primeiro tipo não é prático para transmissores
de RF.

Arco de Poulsen
No segundo tipo de oscilador de arco, a corrente de descarga CA do condensador é grande o
suficiente para extinguir o arco, mas não grande o suficiente para reiniciar o arco na direção
oposta. Este segundo tipo é o arco de Poulsen.

Falha de centelha extinta


No terceiro tipo de oscilador de arco, o arco se extingue, mas pode reacender quando a
corrente do condensador reverte. O terceiro caso é uma brecha de faísca extinta e produz
oscilações amortecidas.

Ondas contínuas ou "não amortecidas" (CW) eram uma característica importante, pois o uso de
ondas amortecidas de transmissores de faísca resultou em menor eficiência do transmissor e eficácia
das comunicações, poluindo o espectro de RF com interferência.

O conversor de arco de Poulsen tinha um circuito sintonizado conectado através do arco. O conversor
de arco consistia em uma câmara na qual o arco queimava em gás hidrogênio entre um cátodo de
carbono e um ânodo de cobre resfriado a água . Acima e abaixo desta câmara, havia duas bobinas de
campo em série circundando e energizando os dois pólos do circuito magnético. Esses polos se
projetavam na câmara, um de cada lado do arco para fornecer um campo magnético .

https://en.wikipedia.org/wiki/Arc_converter 2/5
22/06/2020 Conversor de arco - Wikipedia

Foi mais bem-sucedido quando operado na faixa de frequências de alguns


quilohertz a algumas dezenas de quilohertz. O ajuste da antena tinha que
ser seletivo o suficiente para suprimir os harmônicos do conversor de arco .

Chaveamento
Como o arco demorou algum tempo para atacar e operar de maneira
estável, o chaveamento on-off normal não pôde ser usado. Em vez disso, foi
utilizada uma forma de digitação de mudança de frequência . [8] Nesse
método de onda de compensação , o arco operava continuamente e a tecla
alterava a frequência do arco em um a cinco por cento. O sinal na
frequência indesejada foi chamado de onda de compensação . Em
transmissores de arco de até 70 kW, a chave normalmente fazia algumas
voltas na bobina da antena. [9] Para arcos maiores, a saída do arco seria
acoplada ao indutor da antena, e a chave diminuiria algumas voltas Circuito do conversor
inferiores do secundário aterrado. [10]Portanto, a "marca" (tecla fechada) básico de arco, do papel
foi enviada em uma frequência e o "espaço" (tecla aberta) em outra de Poulsen de 1904
(etiquetas adicionadas).
frequência. Se essas frequências estivessem afastadas o suficiente e o
receptor da estação receptora tivesse uma seletividade adequada , a estação
receptora ouviria CW padrão quando sintonizada na frequência "mark".

O método de onda de compensação usou muita largura de banda do espectro. Não apenas transmitiu
nas duas frequências pretendidas, mas também nos harmônicos dessas frequências. Conversores de
arco são ricos em harmônicos. Por volta de 1921, a Conferência Internacional Preliminar de
Comunicações [11] proibiu o método das ondas de compensação porque causou muita interferência.
[4]

A necessidade de emissão de sinais em duas frequências diferentes foi eliminada pelo


desenvolvimento de métodos uniwave . [12] Em um método uniwave, chamado método de ignição , a
digitação iniciaria e interromperia o arco. A câmara do arco teria uma haste de ataque que colocava
os dois eletrodos em curto através de um resistor e extinguia o arco. A chave energizaria um
eletroímã que moveria o atacante e reacenderia o arco. Para que esse método funcionasse, a câmara
do arco precisava estar quente. O método era viável para conversores de arco de até 5 kW.

O segundo método da uniwave é o método de absorção , e envolve dois circuitos sintonizados e uma
chave de polo único, lançamento duplo e make-before-break. Quando a tecla está pressionada, o arco
é conectado à bobina da antena sintonizada e à antena. Quando a tecla é pressionada, o arco é
conectado a uma antena fictícia sintonizada chamada shunt de volta . A derivação traseira era um
segundo circuito sintonizado que consistia em um indutor, um capacitor e resistor de carga em série.
[13] [14] Este segundo circuito é ajustado para aproximadamente a mesma frequência que a frequência
transmitida; mantém o arco funcionando e absorve a energia do transmissor. O método de absorção é
aparentemente devido ao WA Eaton. [4]

O design do circuito de comutação para o método de absorção é significativo. Como está alternando
um arco de alta tensão, os contatos do comutador devem ter alguma forma de supressão de arco. A
Eaton possuía os eletroímãs de acionamento de chave telegráfica que operavam um relé. Esse relé
utilizou quatro conjuntos de contatos do comutador em série para cada um dos dois caminhos (um
para a antena e outro para o desvio traseiro). Cada contato do relé foi conectado por um resistor.
Conseqüentemente, o interruptor nunca foi completamente aberto, mas houve muita atenuação. [15]

Veja também
História do rádio

https://en.wikipedia.org/wiki/Arc_converter 3/5
22/06/2020 Conversor de arco - Wikipedia

Transmissor
Válvula de arco de mercúrio
Tikker

Referências
1. US 789449 (https://worldwide.espacenet.com/textdoc?DB=EPODOC&IDX=US789449) , Poulsen,
Valdemar , "Método de produção de correntes alternadas com um número alto de vibrações",
publicado em 10 de junho de 1903, publicado em 9 de maio de 1905.
2. Poulsen, Valdemar (12 de setembro de 1904). "Sistema para produção de oscilações elétricas
contínuas" (https://books.google.com/books?id=JHgSAAAAYAAJ&pg=PA963) . Transações do
International Electrical Congress, St. Louis, 1904, vol. 2 . JR Lyon Co. pp. 963–971 . Consultado
em 22 de setembro de 2013 .
3. "Marcos: Transmissor de rádio do arco de Poulsen, 1902" (http://www.ieeeghn.org/wiki/index.php/
Milestones:Poulsen-Arc_Radio_Transmitter,_1902) . Rede de História Global do IEEE . IEEE .
Consultado em 29 de julho de 2011 .
4. Little 1921 , p. 125
5. Bureau of Standards 1922 , p. 404
6. Bureau of Standards 1922 , p. 400
7. Bureau of Standards 1922 , pp. 404–405
8. Bureau of Standards 1922 , pp. 415–416
9. Bureau of Standards 1922 , figura 228. O circuito sintonizado por ressonância seria a bobina da
antena em série com a antena.
10. Bureau of Standards 1922 , figura 229
11. Possivelmente a Conferência Internacional Preliminar sobre Comunicações Elétricas, 1920;
consulte https://www.archives.gov/research/guide-fed-records/groups/043.html em 43.2.11
12. Bureau of Standards 1922 , pp. 416–419
13. Departamento dos padrões 1922 , figura 229-A
14. Eaton 1921
15. Eaton 1921 , p. 115

Bureau of Standards (1922), Os princípios subjacentes à radiocomunicação (https://books.googl


e.com/books?id=TsTZCjhSG2EC&printsec=frontcover&source=gbs_ge_summary_r&cad=0#v=on
epage&q&f=false) (segunda edição), US Army Signal Corps, Folheto de radiocomunicação.
Revisado para 24 de abril de 1921. http://www.forgottenbooks.org
Eaton, WA (abril de 1921), "Descrição de um sistema de sinalização uni-onda para transmissores
de arco" (https://archive.org/details/electricjournal18elecuoft) , Electric Journal , 18 : 114–115
Little, DG (abril de 1921), "Comunicação de rádio por ondas contínuas" (https://archive.org/detail
s/electricjournal18elecuoft) , Electric Journal , 18 : 124–129. Elihu Thomson fez arco de canto
antes de Duddell, p. 125

Leitura adicional
Elwell, CF (1923), O gerador de arco de Poulsen , Londres: Ernest Benn Limited
Howeth, Linwood S. (1963), História da Comunicação-Eletrônica na Marinha dos Estados Unidos
, Governo dos EUA. Escritório de impressão
Morecroft, JH; Pinto, A .; Curry, WA (1921), Principles of Radio Communication , Nova York: John
Wiley & Sons Inc.
Morse, AH (1925), Rádio: Beam and Broadcast (https://archive.org/details/radiobeamandbroa029
214mbp) , Londres: Ernest Benn Limited. História do rádio em 1925. Página 25: "O professor
Elihu Thomson, da América, solicitou uma patente de um método de arco para produzir correntes
de alta frequência. Sua invenção incorporou uma explosão magnética e outras características
https://en.wikipedia.org/wiki/Arc_converter 4/5
22/06/2020 Conversor de arco - Wikipedia

essenciais do arco de hoje, mas os eletrodos eram de metal e não estavam fechados em uma
câmara de gás ". Cita a patente US 500630. Páginas 30–31 (1900): "William Du Bois Duddell, de
Londres, solicitou uma patente sobre um método estático de gerar correntes alternadas a partir
de um suprimento de corrente contínua, cujo método seguiu muito de perto as linhas do de Elihu
Thomson de 1892. Duddell sugeriu eletrodos de carbono, mas ele não propôs uma explosão
magnética. Ele afirmou que sua invenção poderia ser usada para produzir oscilações de alta
frequência e amplitude constante que poderiam " ser usado com vantagem na telegrafia sem fio
", especialmente onde era necessário" sintonizar o transmissor na sintonia ". A invenção de
Duddell (Br. Pat. 21.629 / 00) tornou-se a base do Arco de Poulsen e também de um transmissor
interessante desenvolvido por Von Lepel. " Página 31 (1903): "Valdemar Poulsen, de
Copenhague, solicitou com sucesso uma patente de um gerador, conforme divulgada por
Duddell em 1900, além de blow-out magnético proposto por Thomson em 1892 e um vapor de
hidrogênio para imergir o arco (Pat. 15.599 / 03; Pat. US 789.449.) "Também Ch. IV, pp 75-77,
"The Poulsen Arc". Refinamentos por CF Elwell. e também de um transmissor interessante
desenvolvido por Von Lepel. "Página 31 (1903):" Valdemar Poulsen, de Copenhague, solicitou
com sucesso uma patente de um gerador, conforme divulgado por Duddell em 1900, além de
blow-out magnético proposto por Thomson em 1892, e um vapor de hidrogênio no qual
mergulhar o arco. (Br. Pate 15.599 / 03; Patente US 789.449.) "Também Ch. IV, pp 75-77," The
Poulsen Arc ". Refinamentos de CF Elwell. e também de um transmissor interessante
desenvolvido por Von Lepel. "Página 31 (1903):" Valdemar Poulsen, de Copenhague, solicitou
com sucesso uma patente de um gerador, conforme divulgado por Duddell em 1900, além de
blow-out magnético proposto por Thomson em 1892, e um vapor de hidrogênio no qual
mergulhar o arco. (Br. Pate 15.599 / 03; Patente US 789.449.) "Também Ch. IV, pp 75-77," The
Poulsen Arc ". Refinamentos de CF Elwell.
Pedersen, PO (agosto de 1917), "No arco de Poulsen e sua teoria" (https://books.google.com/bo
oks?id=bh0B93CuXnkC&pg=PA255&lpg=PA255&hl=en&f=false) , Proceedings of Institute of
Radio Engineers , 5 (4): 255-319. "Uma teoria realmente satisfatória da operação do arco de
Poulsen não existe em presente, sendo uma teoria satisfatória que permitirá o cálculo dos
resultados, sendo fornecidos os dados necessários."
Cyril Frank Elwell - Pioneiro das comunicações sem fio americanas e europeias, Talking Pictures
e fundador da CF Elwell Limited, 1922-1925 por Ian L. Sanders. Publicado por Castle Ridge
Press, 2013. (detalha o desenvolvimento do gerador de arco nos Estados Unidos e na Europa
por Elwell.)

Links externos
http://oz6gh.byethost33.com/poulsenarc.htm, Modulation of the Poulsen arc, from the book Radio
Telephony, 1918 by Alfred N. Goldsmith.
https://web.archive.org/web/20120210081832/http://www.stenomuseet.dk/person/hb.ukref.htm,
English summary of the Danish Ph.D. dissertation, The Arc Transmitter - a Comparative Study of
the Invention, Development and Innovation of the Poulsen System in Denmark, England and the
United States, by Hans Buhl, 1995
http://pe2bz.philpem.me.uk/Comm/-%20ELF-VLF/-%20Info/-
%20History/PoulsenArcOscillator/poulsen1.htm
https://www.gukit.ru/sites/default/files/ogpage_files/2017/09/Dugovoy_peredatchik.pdf - From the
electric arc of Petrov to the radio broadcast of speech.

Obtido em " https://en.wikipedia.org/w/index.php?title=Arc_converter&oldid=898691601 "

Esta página foi editada pela última vez em 25 de maio de 2019 às 09:03 (UTC) .

O texto está disponível sob a licença Creative Commons Attribution-ShareAlike ; termos adicionais podem ser aplicados.
Ao usar este site, você concorda com os Termos de uso e a Política de privacidade . Wikipedia® é uma marca registrada
da Wikimedia Foundation, Inc. , uma organização sem fins lucrativos.

https://en.wikipedia.org/wiki/Arc_converter 5/5

Você também pode gostar