Você está na página 1de 2

Nos doentes com úlcera gástrica ou duodenal pouco

omeprazol
Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999.
responsivos e em pacientes com esofagite de refluxo
grave, recomenda-se a dose diária de 40mg, em dose
única, por um período de 4 semanas para aqueles com
úlcera duodenal e de 8 semanas para os casos de úlcera
FORMA FARMACÊUTICA E APRESENTAÇÕES gástrica ou esofagite de refluxo grave, dentro dos quais,
Cápsula 10mg usualmente ocorre a cicatrização.
Embalagem contendo 1 frasco com 7, 14, 28 e 56 Tratamento de Manutenção: Para prevenir a recidiva em
cápsulas. pacientes com úlcera gástrica pouco responsivos,
Cápsula 20mg recomenda-se a administração diária de 20mg de
Embalagens contendo 1 frasco com 7, 14, 28, 56 e 100 omeprazol. Se necessário, a dose pode ser aumentada
cápsulas. para 40mg, uma vez ao dia. Para prevenção de recidiva
_____________________________________________ em pacientes com úlcera duodenal e para o tratamento de
manutenção em pacientes com esofagite de refluxo
USO ADULTO E PEDIÁTRICO cicatrizada, a dose recomendada é de 10mg, uma vez ao
USO ORAL dia. Se necessário, a dose pode ser aumentada para 20 a
_____________________________________________ 40mg uma vez ao dia.
COMPOSIÇÃO Síndrome de Zollinger-Ellison: Recomenda-se uma dose
Cada cápsula de 10mg contém: inicial de 60mg, uma vez ao dia, que deverá ser ajustada
omeprazol pellets (equivalente a 10mg de individualmente e por um período de tempo determinado
omeprazol).........................................................117,65mg pela evolução clínica do paciente. Todos os casos com
Excipiente q.s.p...................................................1 cápsula doença grave e resposta inadequada a outros tratamentos
Cada cápsula de 20mg contém: foram efetivamente controlados em mais de 90% dos
omeprazol pellets (equivalente a 20mg de pacientes, com doses entre 20 e 120mg diários. Doses
omeprazol)...........................................................235,3mg acima de 80mg diários devem ser divididas em duas
Excipiente q.s.p...................................................1 cápsula tomadas.
Excipientes: manitol, sacarose, fosfato de sódio dibásico, Erradicação do H. pylori associada à úlcera péptica:
laurilsulfato de sódio, carbonato de cálcio, hipromelose, Tratamento com esquema triplo: dose de 20mg de
copolímero do ácido metacrílico, dietilftalato, dióxido de omeprazol com 1g de amoxicilina e 500mg de
335

335
titânio, talco e água de osmose reversa. claritromicina duas vezes ao dia por 1 semana ou 20mg de
_____________________________________________ omeprazol com 250mg de claritromicina com 400mg de
INFORMAÇÕES AO PACIENTE metronidazol (ou tinidazol 500mg) duas vezes ao dia por 1
Ação do medicamento: O omeprazol reduz a acidez semana; ou dose de 40mg de omeprazol uma vez ao dia
estomacal. com 500mg de amoxicilina e 400mg de metronidazol,
Indicações do medicamento: O omeprazol está indicado ambos três vezes ao dia por 1 semana. Tratamento com
para o tratamento de doenças causadas pelo ácido esquema duplo: dose de 40-80mg/dia de omeprazol,
estomacal. associado com 1,5g/dia de amoxicilina em doses divididas
Riscos do medicamento: durante duas semanas; ou 40mg/dia de omeprazol
CONTRAINDICAÇÕES: ESTE MEDICAMENTO NÃO associado a 500mg de claritromicina três vezes ao dia por
DEVE SER UTILIZADO EM INDIVÍDUOS QUE duas semanas.
APRESENTAM HIPERSENSIBILIDADE CONHECIDA AO Para assegurar a cicatrização em pacientes com úlcera
OMEPRAZOL OU A QUALQUER OUTRO péptica ativa, vide recomendações de dosagem para
COMPONENTE DA FÓRMULA. úlcera duodenal e gástrica.
ADVERTÊNCIAS E PRECAUÇÕES: QUANDO HÁ Profilaxia de aspiração ácida: Recomenda-se a
SUSPEITA DE ÚLCERA GÁSTRICA, A POSSIBILIDADE administração de 40mg de omeprazol, na noite anterior a
DE MALIGNIDADE DA LESÃO DEVE SER cirurgia, e de mais 40mg na manhã do dia da cirurgia.
PRECOCEMENTE AFASTADA, UMA VEZ QUE O A dose recomendada na esofagite de refluxo para crianças
TRATAMENTO COM OMEPRAZOL PODE ALIVIAR OS com idade superior a 1 ano é de 10mg em dose única,
SINTOMAS E RETARDAR O DIAGNÓSTICO DESTA administrada pela manhã com auxílio de líquido. Para
PATOLOGIA. INDIVÍDUOS PORTADORES DE crianças acima de 20kg utilizar 20mg. Se necessário, a
INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA OU RENAL CRÔNICA dose poderá ser aumentada, a critério médico, até, no
DEVEM SER MONITORADOS DURANTE O máximo, 40mg/dia. Não é necessário o ajuste das doses
TRATAMENTO COM OMEPRAZOL. em pacientes idosos ou pacientes com função renal ou
ATENÇÃO DIABÉTICOS: CONTÉM AÇÚCAR. hepática comprometidas. No entanto, estes pacientes
Interações medicamentosas: Cetoconazol: Pode ter sua devem ser monitorados.
absorção alterada devido à redução da acidez Siga a orientação de seu médico, respeitando sempre
intragástrica. Diazepam, varfarina e fenitoína: Como o os horários, as doses e a duração do tratamento.
omeprazol é metabolizado pelo fígado, através do Não interrompa o tratamento sem o conhecimento do
citocromo P450, pode prolongar a eliminação desses seu médico.
fármacos, que também são metabolizados por esta via. Os Este medicamento não pode ser partido ou mastigado.
doentes sob tratamento com varfarina ou fenitoína devem Prazo de validade: 24 meses a partir da data de
ser monitorados, podendo ser necessária uma redução na fabricação (VIDE CARTUCHO).
dose destes fármacos. Entretanto, em pacientes sob Não use o medicamento com prazo de validade
tratamento contínuo com fenitoína, o uso concomitante vencido. Antes de usar observe o aspecto do
com omeprazol na dosagem de 20mg/dia não alterou a medicamento.
concentração sanguínea de fenitoína. Da mesma forma, REAÇÕES ADVERSAS: O OMEPRAZOL É BEM
pacientes em tratamento contínuo com varfarina TOLERADO E AS REAÇÕES ADVERSAS SÃO
concomitantemente com 20mg/dia de omeprazol não GERALMENTE LEVES E REVERSÍVEIS COMO:
apresentaram alterações no tempo de coagulação. É DIARREIA, CONSTIPAÇÃO, DOR ABDOMINAL,
necessário vigiar possíveis interações com teofilina. NÁUSEA, VÔMITOS, GASES, ALÉM DE RELATOS
Claritromicina: Pode haver aumento nas concentrações ISOLADOS DE BOCA SECA, ESTOMATITE E
plasmáticas de ambos os medicamentos. Outros CANDIDÍASE, COCEIRA NA PELE E EM CASOS
fármacos: Estudos de interações medicamentosas com ISOLADOS, FOTOSSENSIBILIDADE, VERMELHIDÃO,
omeprazol e outros fármacos indicam que 20mg de FRAQUEZA E DOR MUSCULAR, DOR DE CABEÇA,
omeprazol administrados repetidas vezes não tem TONTURA, SONOLÊNCIA, INSÔNIA, VERTIGEM. EM
influência sobre outros medicamentos como cafeína, CASOS ISOLADOS OCORRERAM CONFUSÃO
fenacetina, piroxicam, diclofenaco, naproxeno, M E N TA L , D E P R E S S Ã O , A L U C I N A Ç Õ E S ,
metoprolol, propranolol, etanol, ciclosporina, lidocaína, PRINCIPALMENTE EM PACIENTE EM ESTADO GRAVE.
quinidina e estradiol. Não foram observadas interações na Conduta em caso de superdose: Em caso de
administração concomitante de omeprazol com antiácidos superdose, procure emergência médica imediatamente.
tópicos gastrintestinais ou alimentos. Se necessário, Cuidados de conservação e uso: DURANTE O
administrar antiácidos no mínimo 2 horas após a CONSUMO ESTE PRODUTO DEVE SER MANTIDO NO
administração de omeprazol. CARTUCHO DE CARTOLINA, CONSERVADO EM
Uso durante a Gravidez e Amamentação: O omeprazol TEMPERATURA AMBIENTE (15 A 30°C). PROTEGER
só deve ser indicado durante a gravidez e lactação quando DA LUZ E UMIDADE.
os benefícios esperados à mãe justificarem os potenciais TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO
riscos sobre o feto ou lactente. Doses de até 80mg durante ALCANCE DAS CRIANÇAS.
24 horas foram administradas a mulheres grávidas em _____________________________________________
trabalho de parto, não revelando qualquer efeito adverso INFORMAÇÕES TÉCNICAS AOS PROFISSIONAIS DE
para a criança. SAÚDE
Não deve ser utilizado durante a gravidez e a Características farmacológicas: Características
amamentação, exceto sob orientação médica. químicas: O omeprazol é um inibidor da secreção gástrica
335

Informe a seu médico ou cirurgião-dentista se ocorrer pertencente à família dos benzimidazois.


335

gravidez ou iniciar amamentação durante o uso deste Propriedades Farmacodinâmicas: O omeprazol reduz a
medicamento. secreção ácida gástrica através de mecanismo de ação
Este medicamento é contraindicado na faixa etária de altamente seletivo. Produz inibição específica da enzima
0 a 1 ano. H+K+ATPase ("bomba de prótons") nas células parietais.
Informe ao médico ou cirurgião-dentista o Esta ação farmacológica dose-dependente inibe a etapa
aparecimento de reações indesejáveis. final da formação de ácido no estômago, proporcionando,
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você assim, uma inibição altamente efetiva tanto da secreção
está fazendo uso de algum outro medicamento. ácida basal quanto da estimulada (independentemente do
Atenção diabéticos: contém açúcar. estímulo). Atua de forma específica exclusivamente nas
NÃO USE MEDICAMENTO SEM O CONHECIMENTO células parietais, não possuindo ação sobre receptores de
DO SEU MÉDICO. PODE SER PERIGOSO PARA A SUA acetilcolina ou histamina.
SAÚDE. O Helicobacter pylori está associado à doença cloridro-
Modo de uso: Recomenda-se a administração da cápsula péptica incluindo úlceras duodenal e gástrica nas quais
antes do café da manhã. cerca de 95% e 70% dos pacientes, respectivamente,
Aspecto físico: estão infectados com esta bactéria. O H. pylori é o principal
Cápsula 10mg: Cápsula de cor vinho. fator no desenvolvimento da gastrite. O ácido gástrico e o
Cápsula 20mg: Cápsula de cor branca e roxa. H. pylori agem conjuntamente como principais fatores no
Características Organolépticas: As cápsulas de desenvolvimento da úlcera péptica. A erradicação do H.
omeprazol não apresentam características organolépticas pylori com omeprazol e antimicrobianos está associada a
marcantes que permitam sua diferenciação em relação a um rápido alívio nos sintomas, altos índices de
outras cápsulas. cicatrização das lesões mucosas e remissão a longo prazo
Posologia: A dose oral usual para adultos é de 20mg da doença ulcerosa péptica.
administrada durante 2 a 4 semanas em casos de úlcera Propriedades Farmacocinéticas:
duodenal, e durante 4 a 8 semanas para úlcera gástrica ou Absorção: Após administração oral, a absorção ocorre no
esofagite de refluxo. Nos pacientes com úlcera duodenal o intestino delgado e é geralmente completada entre 3 e 6
alívio dos sintomas é rápido e a cicatrização ocorre no horas. A ingestão concomitante com alimentos não influi
prazo de 2 semanas, na maioria dos casos. Quando a na sua biodisponibilidade. O início de ação do omeprazol é
cicatrização não ocorrer neste período, recomenda-se um rápido e o controle reversível da secreção ácida é obtido
período adicional de 2 semanas, dentro do qual com uma única administração diária. Dose diária única de
geralmente ocorre cicatrização. omeprazol oferece uma rápida e efetiva inibição da
secreção ácida gástrica com efeito máximo atingido dentro Uso em idosos, crianças e outros grupos de risco:
dos primeiros 4 dias de tratamento. Pacientes idosos não apresentaram divergências quanto
Distribuição: A taxa de ligação proteica é de às reações adversas e posologia em relação aos
aproximadamente 95%. O omeprazol distribui-se pelos pacientes mais jovens. Portanto, não há necessidade de
tecidos, principalmente nas células gástricas parietais. ajuste de dose para pacientes idosos com funções renal e
Metabolismo: O omeprazol é completamente hepática normais.
metabolizado, principalmente no fígado, no sistema Interações medicamentosas: Cetoconazol: Pode ter sua
citocromo P450, sendo seus metabólitos desprovidos de absorção alterada devido à redução da acidez
ação significante na secreção ácida. Apresenta uma meia- intragástrica. Diazepam, varfarina e fenitoína: Como o
vida de 30 minutos à 1 hora em pacientes com função omeprazol é metabolizado pelo fígado, através do
hepática normal, e em torno de 3 horas em pacientes com citocromo P450, pode prolongar a eliminação desses
insuficiência hepática crônica. fármacos, que também são metabolizados por esta via. Os
Excreção: Aproximadamente 80% da dose administrada é doentes sob tratamento com varfarina ou fenitoína devem
excretada como metabólitos na urina e o restante é ser monitorados, podendo ser necessária uma redução na
encontrado nas fezes. dose destes fármacos. Entretanto, em pacientes sob
Indicações: O omeprazol está indicado para tratamento tratamento contínuo com fenitoína, o uso concomitante
das úlceras benignas gástrica e duodenal; tratamento de com omeprazol na dosagem de 20mg/dia não alterou a
esofagite de refluxo; tratamento da Síndrome de Zollinger- concentração sanguínea de fenitoína. Da mesma forma,
Ellison; tratamento de manutenção para prevenção de pacientes em tratamento contínuo com varfarina
recidiva em pacientes com úlcera duodenal, pacientes concomitantemente com 20mg/dia de omeprazol não
com úlcera gástrica pouco responsivos e tratamento de apresentaram alterações no tempo de coagulação. É
manutenção para pacientes com esofagite de refluxo necessário vigiar possíveis interações com teofilina.
cicatrizada; tratamento de pacientes que apresentam risco Claritromicina: Pode haver aumento nas concentrações
de aspiração de conteúdo gástrico durante anestesia geral plasmáticas de ambos os medicamentos. Outros
(profilaxia de aspiração ácida); tratamento da erradicação fármacos: Estudos de interações medicamentosas com
do Helicobacter pylori associado à úlcera péptica. omeprazol e outros fármacos indicam que 20mg de
CONTRAINDICAÇÕES: O OMEPRAZOL É omeprazol administrados repetidas vezes não tem
C O N T R A I N D I C A D O A PA C I E N T E S C O M influência sobre outros medicamentos como cafeína,
HIPERSENSIBILIDADE CONHECIDA AO FÁRMACO OU fenacetina, piroxicam, diclofenaco, naproxeno,
A QUALQUER OUTRO COMPONENTE DA FÓRMULA. metoprolol, propranolol, etanol, ciclosporina, lidocaína,
VISTO QUE NÃO HÁ ESTUDOS SOBRE O USO DE quinidina e estradiol. Não foram observadas interações na
OMEPRAZOL NOS PERÍODOS DE GRAVIDEZ E administração concomitante de omeprazol com antiácidos
LACTAÇÃO, SEU USO NÃO É RECOMENDADO. tópicos gastrintestinais ou alimentos. Se necessário,
Modo de usar e cuidados de conservação depois de administrar antiácidos no mínimo 2 horas após a
aberto: A dose oral usual deve ser administrada uma vez administração de omeprazol.
ao dia, antes do café da manhã. Mantenha o frasco bem REAÇÕES ADVERSAS A MEDICAMENTOS: O
fechado após a utilização do produto. OMEPRAZOL É BEM TOLERADO E AS REAÇÕES
DURANTE O CONSUMO ESTE PRODUTO DEVE SER ADVERSAS SÃO GERALMENTE LEVES E
M A N T I D O N O C A RT U C H O D E C A RTO L I N A , REVERSÍVEIS. AS SEGUINTES REAÇÕES FORAM
CONSERVADO EM TEMPERATURA AMBIENTE (15 A RELATADAS, ENTRETANTO, EM MUITOS CASOS NÃO
30°C). PROTEGER DA LUZ E UMIDADE. F O I P O S S Í V E L E S TA B E L E C E R R E L A Ç Ã O
Posologia: A dose oral usual para adultos é de 20mg CONSISTENTE COM O TRATAMENTO.
administrada durante 2 a 4 semanas em casos de úlcera CUTÂNEAS: RARAMENTE OCORRERAM ERUPÇÕES
duodenal, e durante 4 a 8 semanas para úlcera gástrica ou E/OU PRURIDO E EM CASOS ISOLADOS,
esofagite de refluxo. Nos pacientes com úlcera duodenal o FOTOSSENSIBILIDADE, ERITEMA MULTIFORME E
alívio dos sintomas é rápido e a cicatrização ocorre no ALOPECIA.
prazo de 2 semanas, na maioria dos casos. Quando a MUSCULOESQUELÉTICAS: CASOS ISOLADOS DE
cicatrização não ocorrer neste período, recomenda-se um ARTRALGIA, FRAQUEZA MUSCULAR E MIALGIA.
período adicional de 2 semanas, dentro do qual SISTEMA NERVOSO CENTRAL E PERIFÉRICO:
geralmente ocorre cicatrização. CEFALEIA E RARAMENTE TONTURA, PARESTESIA,
Nos doentes com úlcera gástrica ou duodenal pouco SONOLÊNCIA, INSÔNIA E VERTIGEM. EM CASOS
responsivos e em pacientes com esofagite de refluxo ISOLADOS OCORRERAM CONFUSÃO MENTAL
grave, recomenda-se a dose diária de 40mg, em dose R E V E R S Í V E L , A G I TA Ç Ã O , D E P R E S S Ã O E
única, por um período de 4 semanas para aqueles com ALUCINAÇÕES, PRINCIPALMENTE EM PACIENTES
úlcera duodenal e de 8 semanas para os casos de úlcera EM ESTADO GRAVE.
gástrica ou esofagite de refluxo grave, dentro dos quais, GASTRINTESTINAIS: DIARREIA, CONSTIPAÇÃO, DOR
usualmente ocorre a cicatrização. ABDOMINAL, NÁUSEA, VÔMITOS E FLATULÊNCIA,
Tratamento de Manutenção: Para prevenir a recidiva em ALÉM DE RELATOS ISOLADOS DE BOCA SECA,
pacientes com úlcera gástrica pouco responsivos, ESTOMATITE E CANDIDÍASE GASTRINTESTINAL.
recomenda-se a administração diária de 20mg de HEPÁTICAS: RARAMENTE OCORRE AUMENTO DAS
omeprazol. Se necessário, a dose pode ser aumentada CONCENTRAÇÕES DAS ENZIMAS HEPÁTICAS. EM
para 40mg, uma vez ao dia. Para prevenção de recidiva CASOS ISOLADOS PODEM OCORRER
em pacientes com úlcera duodenal e para o tratamento de E N C E FA L O PAT I A E M PA C I E N T E S C O M
manutenção em pacientes com esofagite de refluxo INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA GRAVE PREEXISTENTE,
cicatrizada, a dose recomendada é de 10mg, uma vez ao H E PAT I T E C O M O U S E M I C T E R Í C I A O U
dia. Se necessário, a dose pode ser aumentada para 20 a INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA.
40mg uma vez ao dia. E N D Ó C R I N A S : R E L AT O S I S O L A D O S D E
Síndrome de Zollinger-Ellison: Recomenda-se uma dose GINECOMASTIA.
inicial de 60mg, uma vez ao dia, que deverá ser ajustada HEMATOLÓGICAS: RELATOS ISOLADOS DE
individualmente e por um período de tempo determinado LEUCOPENIA, TROMBOCITOPENIA,
pela evolução clínica do paciente. Todos os casos com AGRANULOCITOSE E PANCITOPENIA.
doença grave e resposta inadequada a outros tratamentos OUTRAS: RARAMENTE MAL ESTAR. PODEM
foram efetivamente controlados em mais de 90% dos OCORRER REAÇÕES DE HIPERSENSIBILIDADE, POR
pacientes, com doses entre 20 e 120mg diários. Doses EXEMPLO, URTICÁRIA (RARO) OU, EM CASOS
acima de 80mg diários devem ser divididas em duas ISOLADOS, ANGIOEDEMA, FEBRE,
tomadas. BRONCOESPASMO, NEFRITE INTERSTICIAL OU
Erradicação do H. pylori associada à úlcera péptica: CHOQUE ANAFILÁTICO. CASOS ISOLADOS DE
Tratamento com esquema triplo: dose de 20mg de AUMENTO DA TRANSPIRAÇÃO, EDEMA PERIFÉRICO,
omeprazol com 1g de amoxicilina e 500mg de TURVAÇÃO DA VISÃO E ALTERAÇÃO DO PALADAR
claritromicina duas vezes ao dia por 1 semana ou 20mg de FORAM RELATADOS. DURANTE TRATAMENTO
omeprazol com 250mg de claritromicina com 400mg de PROLONGADO TEM SIDO OBSERVADO, COM ALTA
metronidazol (ou tinidazol 500mg) duas vezes ao dia por 1 FREQUÊNCIA, O APARECIMENTO DE CISTOS
semana; ou dose de 40mg de omeprazol uma vez ao dia GLANDULARES GÁSTRICOS. ESSAS ALTERAÇÕES
com 500mg de amoxicilina e 400mg de metronidazol, SÃO UMA CONSEQUÊNCIA FISIOLÓGICA DA
ambos três vezes ao dia por 1 semana. Tratamento com PRONUNCIADA INIBIÇÃO DE ÁCIDO, SENDO
esquema duplo: dose de 40-80mg/dia de omeprazol, BENIGNAS E APARENTEMENTE REVERSÍVEIS.
associado com 1,5g/dia de amoxicilina em doses divididas Superdose: Não existem informações disponíveis sobre
durante duas semanas; ou 40mg/dia de omeprazol os efeitos de doses excessivas de omeprazol em seres
associado a 500mg de claritromicina três vezes ao dia por humanos, e não há recomendações específicas para o
duas semanas. tratamento de superdose. Dose oral única de até 160mg e
Para assegurar a cicatrização em pacientes com úlcera doses totais diárias de 360mg têm sido bem toleradas.
péptica ativa, vide recomendações de dosagem para Numa eventual superdosagem, o tratamento deve ser
úlcera duodenal e gástrica. sintomático e de suporte.
Profilaxia de aspiração ácida: Recomenda-se a Armazenagem: DURANTE O CONSUMO ESTE
administração de 40mg de omeprazol, na noite anterior a PRODUTO DEVE SER MANTIDO NO CARTUCHO DE
cirurgia, e de mais 40mg na manhã do dia da cirurgia. CARTOLINA, CONSERVADO EM TEMPERATURA
A dose recomendada na esofagite de refluxo para crianças AMBIENTE (15 A 30°C). PROTEGER DA LUZ E
com idade superior a 1 ano é de 10mg em dose única, UMIDADE.
administrada pela manhã com auxílio de líquido. Para
crianças acima de 20kg utilizar 20mg. Se necessário, a
dose poderá ser aumentada, a critério médico, até, no Nº do lote e data de fabricação:
máximo, 40mg/dia. VIDE CARTUCHO
Não é necessário o ajuste das doses em pacientes idosos VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA
ou pacientes com função renal ou hepática
comprometidas. No entanto, estes pacientes devem ser
monitorados.
ADVERTÊNCIAS: QUANDO HÁ SUSPEITA DE ÚLCERA
403670/09

GÁSTRICA, A POSSIBILIDADE DE MALIGNIDADE DA


LESÃO DEVE SER PRECOCEMENTE AFASTADA, UMA Farm. Resp.: Andreia Cavalcante Silva
VEZ QUE O TRATAMENTO COM OMEPRAZOL PODE CRF-GO nº 2.659
A L I V I A R O S S I N T O M A S E R E TA R D A R O
DIAGNÓSTICO DESTA PATOLOGIA. INDIVÍDUOS M.S. Nº 1.0370.0357
PORTADORES DE INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA OU
RENAL CRÔNICA DEVEM SER MONITORADOS
DURANTE O TRATAMENTO COM OMEPRAZOL.
ATENÇÃO DIABÉTICOS: CONTÉM AÇÚCAR.
Uso durante a Gravidez e Amamentação: O omeprazol
só deve ser indicado durante a gravidez e lactação quando
os benefícios esperados à mãe justificarem os potenciais
riscos sobre o feto ou lactente. Doses de até 80mg durante CNPJ - 17.159.229/0001-76
24 horas foram administradas a mulheres grávidas em VP 7-D Módulo 11 Qd. 13 - DAIA
trabalho de parto, não revelando qualquer efeito adverso CEP 75132-140 Anápolis - GO
para a criança. Indústria Brasileira