Você está na página 1de 31

Curso de MicroStation

1ª Módulo – Exercícios de Microstation

Curso de MicroStation 1
Exercício 1
&5,$d­2'(80),&+(,52'('(6(1+2

CONCEITOS :

• A instalação do software Microstation por sistemas operativos, é normalmente a


seguinte :
- /usr/ip32/mstation ( Unix ).
- c:\win32app\ingr\ustation ( Windows NT ).
- c:\ustation ( Dos/Windows ).

• A área de trabalho do Microstation permite a utilização de 8 vistas independentes. A


mesma área corresponde a uma grelha de 4.294.967.296 divisões. Cada divisão é
denominada “Positional Unit” ( PU ) ou “Unit Of Resolution” (UOR)

• “Working Units” - Unidades de trabalho do Microstation, definidas no menu Settings -


Design File - Working Units. A “Master Unit” é a unidade principal de trabalho (MU),
tendo por sub-múltiplo a “Sub Unit” (SU). A resolução para um dado elemento gráfico
é dada pelas relações :

- número de SU por MU.


- número de PU por SU.

• O ficheiro de trabalho em Microstation tem a extensão (*.dgn). Cada ficheiro permite


63 níveis (“Levels” ), 256 cores (“Colors”), n estilos de linha (“Line Style”) e 32
possíveis espessuras (“Line Weight”).

• “Seed File” - Ficheiro de extensão *.dgn (seed2d.dgn, seed3d.dgn) que armazena a


informação correspondente à parametrização do ambiente de trabalho.

• “Grid” - Denominação da grelha existente no écran. O nº de divisões (“Grid


Reference”) e as unidades da grelha (“Grid Units”) são parametrizáveis a partir do
menu Settings - Design File - Grid.

Curso de MicroStation 2
Este exercício pretende criar e parametrizar um ficheiro de desenho de forma a permitir a
utilização de algumas ferramentas básicas de desenho.

1. Login ( se necessário ).

2. Entre no MicroStation seleccionando o ícone apropriado no interface do Windows


(grupo MicroStation, ícone MicroStation) ou através da prompt do sistema operativo
(digitando ustation) . Fica assim posicionado na caixa de diálogo Microstation Manager.

3. A partir do menu File seleccione New. Crie um novo ficheiro de desenho exercício1
(extensão por omissão *.dgn) na directoria CURSO. O ficheiro “seed” deverá ser
seed2d.dgn .

4. Após a criação do ficheiro de trabalho, seleccione o mesmo. Neste momento entra no


ambiente de trabalho do Microstation.

No menu Settings - Design File - Working Units.

- Digite M em Master Units.

- Digite MM em Sub Units.

- Digite 1000 em MM PER M.


- Digite 10 em Pos Units PER MM.
- Seleccione OK . Aparecerá uma caixa de diálogo, informando da alteração do
tamanho dos elementos existentes. Seleccione OK .

5. No menu Settings - Design File - Grid coloque a Grid Master em 0.10 e a Grid
Reference em 10.

6. No menu File, seleccione Save Settings, para gravar a configuração entretanto criada.

7. Desenhe a Fig. 1. Para elaboração da


mesma, utilize as várias combinações dos
comandos Place Block, Place Line e Place
Circle .

Figura 1

Curso de MicroStation 3
8. No menu File, seleccione Exit para sair do Microstation.

9. Crie um novo ficheiro, chamado Classe.dgn . Este ficheiro servirá para desenhar os
vários exercícios propostos.

Curso de MicroStation 4
Exercício 2

(175$'$'('$'26(9,68$/,=$d­2

CONCEITOS :

• O menu Window do Microstation permite a escolha de praticamente todos os


comandos de manipulação de Views. O controlo de abertura/fecho das 8 vistas
(Window - Open/Close), a disposição das mesmas (Tile, Cascade, ...) e o guardar de
determinada View (Saved View), são algumas das operações existentes sobre vistas.

• No menu Settings - View Attributes é controlada a visualização de vários elementos.

• Os níveis de trabalho de um dgn podem ser manipulados através do menu Settings -


Level - Display.

• “Global Origin” - Origem global das coordenadas de um dado ficheiro. Normalmente o


ponto XY =0,0, que se encontra no centro do ecran, é a “Global Origin”.

• As coordenadas do ficheiro dgn podem ser implícitas (datapoint), explícitas de modo


absoluto (XY=X,Y,Z) e explícitas de modo relativo (DX=∆X, ∆Y, ∆Z DL=∆X, ∆Y, ∆Z
DI=R,θ). Existem ainda coordenadas cilíndricas e esféricas.

Curso de MicroStation 5
O propósito deste exercício é dar ao formando alguma prática no uso de ferramentas
básicas de manipulação de elementos gráficos e introduzir os conceitos de entrada de
dados por modos relativo e absoluto.

1. Crie na directoria CURSO um novo ficheiro, exercício2 .Coloque as “Working Units”


em :

- Digite M em Master Units.

- Digite MM em Sub Units.

- Digite 1000 em MM Per M.

- Digite 10 em Pos Units Per MM.

- Seleccione OK . Aparecerá uma caixa de diálogo, informando da alteração do


tamanho dos elementos existentes. Seleccione OK .

2. No menu Settings - Design File - Grid coloque na Grid Master 0.10 e na Grid
Reference 10.

3. No menu File, seleccione Save Settings, para gravar a configuração entretanto criada.

4. Seleccione Place Line e dê um “datapoint” como início do desenho. Este ponto é o


canto inferior esquerdo da Fig.1.

5. Utilize a área da “Command Window” para digitar os restantes pontos (não faça reset
até que termine o desenho) :
NOTA: se a “Command Window” não estiver visível, pode ir buscá-la ao menu

Utilities - Key-in

- DI=3,90
- DI=1,45
- DI=1,315
- DX=0,-3

6. No último ponto faça um “tentative point” para o ponto inicial. Se a localização estiver
“highlight”, aceite esse ponto com “datapoint”.

7. Desenhe a Fig.2 . Use as ferramentas Place Shape, Place Line e Place Circle
Diameter . Use como complemento as coordenadas em modo relativo.

8. Seleccione Fit e identifique a View 1 . Agora pode visualizar todos os elementos na


mesma vista.

9. Faça várias manipulações de Views.

Curso de MicroStation 6
10. Guarde o ficheiro com File - Save Settings e Exit.

Figura 1

Figura 2

Curso de MicroStation 7
Exercício 3
)(55$0(17$6'(9,68$/,=$d­2(0$1,38/$d­2

CONCEITOS :

• Os elementos gráficos têm associados vários atributos (cor, espessura , estilo, nível,
...). No menu Tools - Main existem ainda alguns outros sub-menus. Entre os quais
está o menu Change Attributes que permite alterar os atributos dos elementos.

• Um outro sub-menu do Main é o Manipulate. Permite entre outras operações copiar,


mover, rodar e escalar os elementos gráficos.

• Fence - É uma estrutura temporária que permite seleccionar vários elementos por
vários processos. Só pode existir uma “fence” em cada momento.

• Existem 2 comandos de teclado que permitem, através de uma “fence”, guardar a


informação correspondente digitando na “Command Window”:

ff= nome do novo ficheiro (file fence - copia)

sf= nome do novo ficheiro (separate fence - move)

Curso de MicroStation 8
O propósito deste exercício é dar, ao formando, prática de trabalho em ferramentas que
permitem a visualização e manipulação de múltiplos elementos. Vai trabalhar no ficheiro
exercício1 .

1. Abra o ficheiro exercício1, usando o comando RD= exercício1.

2. Após a abertura do ficheiro, use o comando Fit para visualizar a totalidade do


desenho.

3. Use o menu Change Attributes para modificar os blocos para :

CO= 7
WT= 4
LC= 4

4. Use o menu Change Attributes para modificar os círculos para :

CO= 4
WT= 2
LC= 3
LV= 2

5. Use o menu Change Attributes para modificar as linhas para :

CO= 4
WT= 3
LC= 2
LV= 3

6. Use Fence Copy para copiar a secção média do diagrama, para a base do círculo do
canto inferior esquerdo ( Fig. 1).

Figura 1

Curso de MicroStation 9
7. Use a caixa de diálogo View Attributes (CTRL + B), para colocar em off o display de
Line Weights na vista 1 .

8. Abra as vistas 3 e 4 .

9. Use o comando Fit para visualização total do desenho na vista 4. Coloque uma fence
à volta da Fig. 1 e escale o desenho para o dobro.

10. Use o comando Window Area para fazer um “zoom” à volta da Fig.1. Use o comando
Save View, guardando a vista como Dobro.

11. Abra a Saved View entretanto criada na vista 3.

12. A partir do menu File, seleccione Save Settings e Exit .

Curso de MicroStation 10
Exercício 4

&2/2&$d­2(0$1,38/$d­2'((/(0(1726

CONCEITOS :

• A colocação e manipulação de elementos gráficos, neste exercício, assenta


essencialmente em 2 sub-menus do menu Main : Modify e Manipulate .

• O menu Modify compreende funções de modificar, apagar, prolongar, inserir vértices


entre outros.

• O menu Manipulate permite-nos copiar, mover, rodar, etc

O propósito deste exercício é permitir ao formando, a familiarização com a manipulação


de elementos mais complexos. O formando obterá mais experiência com operações de
Command Window e Fence.

Este exercício será o inicio do projecto que servirá de base ao curso.

1. Crie um novo ficheiro, exercício4. O ficheiro servirá de base aos futuros exercícios.

2. Preencha as Working Units, Grid Reference, etc.,como nos exemplos anteriores.

3. Faça o save do ficheiro.

4. Use Place Line para desenhar uma linha horizontal com 330 m, com origem na Global
Origin (a GO está localizada no ponto 0,0. Use XY=0,0 para ponto inicial).

5. Faça Zoom Out ou Fit de forma a ver toda a linha.

6. Use Rotate Copy para rodar a linha de 90° a partir do centro. Após a selecção do
comando com “datapoint”, identifique a linha, posteriormente com auxilio do “snap” e
dando um “tentative point” identifique o centro da linha inicial, aceitando-a.
Veja a Fig. 1. Coloque novamente o ângulo em 0.

Figura 1

Curso de MicroStation 11
7. Use Copy Parallel para obter linhas paralelas de ambos os lados das linhas existentes.
A ideia é criar uma rua com 22 m de largura, com 11 m de cada lado da linha. Veja a Fig.
2.

Figura 2

8. Use Window Area para fazer um “zoom” na zona de intersecção das linhas. Use
Delete Partial para fazer um “clip” de parte das linhas, com mostra a Fig. 3.

Figura 3

9. Coloque arcos em cada canto das ruas, usando o menu Modify - Construct Circular
Fillet. Use um raio de 30 m. Veja a Fig.4.

Figura 4

Curso de MicroStation 12
10. Altere os atributos das linhas centrais.

CO= 4
LC= 4
WT= 0
Use Change Attributes para mudar o display das linhas.
11. Coloque novamente os atributos atrás referidos em 0.

12. Use Extend Line para encurtar em 30 m cada uma das linhas. Veja a Fig. 5.

Figura 5

13. Crie ruas adjacentes às existentes, conforme a Fig. 6.

14. Seleccione Fence Mirror Copy Horizontal e identifique a extremidade de uma das
linhas como linha imaginária de “mirror”.

15. Coloque uma nova “fence” à volta dos elementos então criados. Use Fence Mirror
Copy Vertical para obter o “mirror” dessas ruas.

Figura 6

Curso de MicroStation 13
16. Coloque uma fence à volta do canto superior direito da grelha de ruas então criada.
Use Rotate Copy para fazer um copy das ruas com um ângulo de 150°. Os eixos das
ruas devem ficar ligados. Veja Fig.7.

Figura 7

17. Use Extend Two Elements To Intersection para unir as restantes artérias como
mostra a Fig. 8.

Figura 8

18. Use Construct Circular Fillet para colocar um “fillet” nas uniões de ruas. Use 60 m
como raio do “fillet”.

19. Desenhe uma área no interior do bloco de ruas, usando Place Curve. Veja Fig.9.

Curso de MicroStation 14
Figura 9

20. Use Copy Parallel para copiar os lados externos das ruas (veja Fig. 10). As linhas
resultantes serão os limites dos prédios. Use uma distância de 124 m.

Figura 10

21. Use as ferramentas de Extend para unir as linhas entretanto criadas às linhas das
ruas. Use Copy Parallel para fazer lotes espaçados de 50 m. Nem todos os lotes são
iguais.

22. Use as ferramentas de Extend para obter lotes iguais aos da Fig. 11.

Curso de MicroStation 15
Figura 11

23. Modifique os atributos das linhas de lotes.

Estilo de linha 6
Cor verde
Espessura 1

24. Desenhe um campo de golfe no interior do bloco de ruas, usando Place Tool .
Coloque 2 lagos no campo, conforme a Fig. 12. Use os seguintes atributos para o campo
de golfe :

LC= 1
WT= 2
CO= 6
LV= 60

Para os lagos :
CO= 1
LC= 0
WT= 1

Curso de MicroStation 16
Figura 12

Curso de MicroStation 17
Exercício 5

1Ë9(,6

CONCEITOS :

• Existem 63 níveis de informação por dgn. A manipulação da informação por níveis,


permite-nos :
- Digitando na Command Window :

ON=1-14 (fazer o display dos níveis compreendidos entre 1 e 14).


OF= 1-5 (esconder os níveis compreendidos entre 1 e 5).
LV=4 (tornar o nível 4, nível activo ).

- Ou visualizar todos os níveis e agrupá-los por nomes (ex. LV=1 ou LV= ‘ruas’ ),
através de View Levels.

• “Snap Mode” - Comando que permite seleccionar um elemento de um determinado


modo. Existem vários modos em função do elemento a seleccionar. Por exemplo, o
círculo pode ser seleccionado pelo seu centro ou tangente, a linha pode ser
seleccionada pelas extremidades ou centro, etc.

• O menu Measure (Tools - Main - Measure) permite-nos medir distâncias, ângulos,


raios, áreas e volumes.

O propósito deste exercício é permitir ao formando prática de trabalho com níveis e ainda
desenho de elementos.

1. Entre no ficheiro criado em exercício4 (exercício4.dgn).

2. Coloque uma cor, diferente de vermelho, activa.

3. Faça um zoom de uma parte exterior ao desenho. Usando Place Shape desenhe os
contornos exteriores das seguintes casas. Use LC=0, CO= vermelho, WT=2 e LV=5.
Veja Figura 1.

Figura 1

Curso de MicroStation 18
4. Mova os eixos de rua para o nível 3. Seleccione Change Element . Mude o nível activo
para 3. Tenha a certeza que não altera outros atributos.

5. Identifique os eixos de rua a amarelo e mova-os para o nível activo.

6. Coloque novamente o nível activo em 1.

7. Coloque em “off” o nível 3. Assim deixará de ver os eixos de rua.

8. Use Place Curve para desenhar um rio, como mostra a Figura 2. Desenhe o rio a azul
no nível 19.

9. Desenhe uma curva no centro do bloco de ruas, a verde e no nível 57. Veja Figura 2.

10. Desenhe uma linha, indicando o Norte, no canto superior direito do desenho.
Desenhe no nível 1 e na cor 0. Veja Figura 2.

11. Faça Exit do ficheiro.

Figura 2

Curso de MicroStation 19
Exercício 6
7(;72

CONCEITOS :

• Os textos são configurados (tamanho, espaço, tipo de letra, etc. ) no menu Element
Text.
Existe um outro sub-menu de texto, incluido no menu Main.Aqui são definidos os
modos de colocação de texto
“match”, cópia, edição, “text node”, “data field”, etc. ).

• “Text Node” - Textos com um identificador especial que permitem a sua identificação e
manipulação por várias formas.

• “Data Field” - Espaços codificados reservados para futuras colocações e


manipulações de texto.

• A fonte de texto 32 permite a edição de caracteres portugueses.

O propósito deste exercício é fornecer, ao formando, prática de edição com texto.

1. Abra o ficheiro exercício4.dgn. Coloque o nível activo em 12, a cor a 0 e a espessura a


0.

2. Use Place Text Above, para colocar nomes nas ruas, conforme a Figura 1. Use para
tamanho de texto 12, fonte 3 e espaço entre linhas 5.

3. Use Place Text Along, para colocar o texto do rio. Use tamanho de texto 15, espaço
entre linhas 5 e espaço entre caracteres 5. Veja Figura 1.

4. Coloque o espaço entre caracteres em 0.

5. Use Place Text para colocar nomes no parque, charco e na linha curva (área de
floresta), como mostra a Figura 1. Use fonte 23 e tamanho de texto 15.

6. Coloque um “label”na linha indicadora de Norte, usando uma fonte tipo 10 e tamanho
de texto 12.

7. Coloque um nome no desenho, usando fonte 42 e tamanho de texto 30.

8. Use Change Text para alterar o texto do “norte” para fonte 7 e tamanho de texto 20.

9. Use Edit Text para alterar o texto do charco.

Curso de MicroStation 20
Figura 1

Curso de MicroStation 21
Exercício 7
&e/8/$6

CONCEITOS :

• “Cell” - Elemento ou conjunto de elementos reunidos como um elemento complexo,


guardado numa biblioteca (library).

• “Shared Cell” - Célula especial que torna o desenho mais leve e permite a
manipulação da mesma em grupo.

• Normalmente cada utilizador cria a sua própria biblioteca de células, a partir da qual
cria e utiliza as células pretendidas para o seu projecto.

• No menu Element- Cells, acede-se ao menu de configuração das células.

• O sub-menu Cells, incluido no menu Main , permite-nos colocar, alterar, identificar,


etc. as várias células.

O propósito deste exercício é fornecer ao formando prática de trabalho com células e


bibliotecas de células. Irá criar uma biblioteca de células e várias células.

⇒ As dimensões que aparecem nas figuras seguintes são para ajudá-lo na criação de
células. Não as coloque como elemento de desenho.

1. Crie uma nova biblioteca de células com o nome XX.CEL, onde XX representam as
suas iniciais e faça “atache” da mesma ao ficheiro de trabalho.

2. Crie 3 células a partir das 3 construções anteriormente criadas. Defina para cada
origem da célula o canto inferior esquerdo. Os nomes das células virão casa1, casa2 e
casa3.

3. Coloque o nível activo em 5, espessura 1 e cor à sua escolha.

4. Crie uma célula que represente uma árvore, usando Place Curve. Use as dimensões
da Figura 1, como orientação.

Figura 1

Curso de MicroStation 22
5. Crie uma célula com forma de seta, para terminador do “Norte”. Seleccione Place Line
, dê um “datapoint” e de seguida digite :

DI= 24.5,30
DI= 24.5,150
DI= 14,300
Faça “snap” no ponto inicial, aceite-o e faça reset.

Figura 2

6. Crie uma célula que represente uma linha com uma cruz na extremidade. Use as
dimensões da Figura 3 como referência.

Figura 3

7. Crie as seguintes duas células. A 1ª representa uma rotunda e a 2ª um posto de


telefone. Use Place Circle para criar estas células, use 6 m como diâmetro. Para a
rotunda coloque linhas por cada “keypoint” do círculo. Ao desenhar o posto de telefone
coloque duas linhas de 8 m centradas no circulo, como mostra a Figura 4.

⇒ Defina o centro do círculo como origem de ambas as células.

Figura 4

8. Coloque células no desenho. Use os 3 tipos de casas criadas. Utilize o ângulo activo
para colocaçã o de certo tipo de casas. Veja a Figura 5.

9. Coloque como célula activa a árvore e desenhe algumas árvores. Nã o coloque árvores
na área do parque.

Curso de MicroStation 23
Fig.5

10. Coloque em “off” o nível 12.

11. Use Matrix Cell para colocar as primeiras 10 praças, como mostra a Figura 6. Os
parâmetros são : duas linhas, cinco colunas, 270 m entre linhas e 133 m entre colunas.
Coloque a escala activa em 1. A origem da matriz está assinalada pelo X. Ao fazer o
“snap” do ponto X, digite DI= 11,90, antes de dar o “datapoint”. Coloque outras células ao
seu gosto.

Curso de MicroStation 24
Figura 6

Curso de MicroStation 25
Exercício 8
3$'5®(6

CONCEITOS :

• “Complex Elements” - Os elementos complexos funcionam como uma unidade e são


trabalhados directamente no desenho, ao contrário das células que são armazenadas
em bibliotecas.

• Os sub-menus Chain e Drop , incluidos no menu Tools - Main - Groups, permitem criar
e apagar elementos complexos.

• “Patterns” - Padrões utilizados em diversos elementos, sendo os mais comuns “hatch”


e “cross-hatch”.

• O menu Patterns está localizado em Tools - Main - Patterns.

O propósito deste exercício é fornecer ao formando prática no uso de padrões em


Microstation. Irá durante o exercício criar uma nova célula para adicionar às já
existentes.

1. Abra o ficheiro exercício4.dgn.

2. Assegure-se de que a biblioteca de células criada no exercício anterior está ligada ao


ficheiro (na zona de comandos, digite RC= nome para verificar se está ligada ou não).

3. Prolongue o eixo de uma rua vertical de 20 m.

4. Seleccione Place Arc Radius, com um raio de 23 m . Dê o 1º e 3º “datapoints” nas


extremidades das ruas. Dê o 2º “datapoint” na extremidade do eixo da rua. Não se
esqueça de usar “tentative points”

5. Encolha de 20 m a linha anteriormente prolongada.

6. Crie uma célula a partir da construção entretanto criada. Defina como origem a
extremidade do eixo.

7. Coloque esta célula nas extremidades do restantes eixos. Veja Figura 1.

8. Use Drop para fazer o “drop” da célula criada, antes de usar Construct Circular Fillet
para arredondamento das curvas (raio de 30 m). Não se esqueça de arredondar a célula
inicial. Coloque “off” o nível 3.

9. Use Trim para que os novos elementos não intersectem as linhas de prédios.

Curso de MicroStation 26
Fig. 1

10. Desenhe uma linha amarela ao longo do rio, no nível 26. Esta linha representa uma
cerca.

11. Use Construct Point Between para colocar 3 postos de telefone ao longo das ruas.

12. Coloque 10 árvores ao longo da linha do Grande Bosque, usando Construct Points
Along.

13. Apague a linha inicial do Grande Bosque.

14. Coloque a célula, com a forma de seta, na terminação do “Norte”, usando Line
Terminator. Escale a célula de 1.5.

15. Use Linear Pattern para colocar um padrão na linha que representa a cerca.

16. Use Hatch para padronizar as casas ao longo das ruas. Coloque o espaçamento em
10 m e o ângulo em 45°.
Faça a operação no nível 16. Lembre-se de utilizar Drop Complex nas casas que
padronizar. Veja Fig.2.

Fig.2

Curso de MicroStation 27
Curso de MicroStation 28
Exercício 7
),&+(,526'(5()(5Ç1&,$

CONCEITOS :

• “Dimension” - cotagem no desenho para mostrar valores de medições lineares, radiais


e angulares.

• Em Tools - Main - Dimension está localizado o menu para colocar medições no


desenho.

• “Reference Files” - Ficheiros de referência ( *.dgn ) a um ficheiro activo. Servem de


ajuda como referência ao ficheiro activo podendo ser copiados, movidos, etc.

O propósito deste exercício é fornecer ao formando prática de trabalho com ficheiros de


referência. Irá ligar e manipular ficheiros de referência.

1. Crie um novo ficheiro 2D. A partir do menu File seleccione New. Use como nome do
ficheiro XXBOR.dgn, utilizando as suas iniciais em XX.

2. No ficheiro de desenho, seleccione Settings - Design File -Working Units.

- Digite M em Master Units.

- Digite MM em Sub Units.

- Digite 1000 em MM Per M.

- Digite 10 em Pos Units Per MM.

Dê um OK. Aparecerá uma caixa de diálogo informando-o da mudança de


tamanho dos elementos do seu desenho. Dê um OK.

3. Grave a nova configuração.

4. Desenhe uma moldura. Seleccione Place Line. Comece por dar um “datapoint” na
origem global , para localizar o canto inferior esquerdo da moldura. Use as dimensões da
Fig. 1.
Fig. 1

Curso de MicroStation 29
5. Saia do ficheiro entretanto criado e abra o ficheiro exercício4.dgn.

6. Ligue o ficheiro que contém a moldura como “reference file”. Vá para o menu das
“Reference Files”: File - Reference. Nessa janela seleccione Tools - Attach.

7. Seleccione o ficheiro XXBOR.dgn. Como alternativa pode digitar na linha de


comandos RF= nome do ficheiro. Outra caixa de diálogo aparece. Esta caixa de diálogo
pede-lhe para especificar um nome lógico e descrição se desejar. Click OK.

8. A moldura pode não conter o seu desenho. Se não é visível faça Fit All.

9. Se a moldura necessitar ser movida, use Reference Move. Necessita no mínimo de 2


“datapoints”. Reveja a Fig.2 como sugestão para o posicionamento da moldura.

10. Complete o bloco de título do seu desenho. Coloque o seu nome, data e empresa na
área assinalada pela Fig.2. Use à sua escolha fonte, tamanho de texto e espaçamento
do mesmo. Coloque o seu texto no nível 12.

Fig.2

Curso de MicroStation 30
11. Use Window Area para fazer um zoom à volta de uma das casas padronizadas e
seleccione uma vista. Salve a vista criada, digitando SV= nome da “saved view”.

12. Active o nível 12.

13. Ligue o ficheiro que contém a “saved view” como “reference file”. Seleccione o nome
da “saved view” criada no passo 11, e escale-a de 8 vezes. Coloque a “saved view” no
canto superior direito, como detalhe. Veja a Fig.3.

Fig.3

14. Execute Show Reference para fazer o “display” dos ficheiros de referência.

15. Se está satisfeito com a aparência do seu desenho, então :

- Faça File - Compress Design.

- Faça “save” do mesmo.

- Faça um “backup” .

Curso de MicroStation 31