Você está na página 1de 15

CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014

PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

1ª PARTE: Língua Portuguesa

A solidão amiga
(Rubem Alves)

A noite chegou, o trabalho acabou, é hora de voltar para casa. Lar, doce lar? Mas a casa está
escura, a televisão apagada e tudo é silêncio. Ninguém para abrir a porta, ninguém à espera. Você está só.
Vem a tristeza da solidão... O que mais você deseja é não estar em solidão...
Mas deixa que eu lhe diga: sua tristeza não vem da solidão. Vem das fantasias que surgem na
solidão. Lembro-me de um jovem que amava a solidão: ficar sozinho, ler, ouvir música... Assim, aos
sábados, ele se preparava para uma noite de solidão feliz. Mas bastava que ele se assentasse para que as
fantasias surgissem. Cenas. De um lado, amigos em festas felizes, em meio ao falatório, os risos, a
cervejinha. Aí a cena se alterava: ele, sozinho naquela sala. Com certeza ninguém estava se lembrando
dele. Naquela festa feliz, quem se lembraria dele? E aí a tristeza entrava e ele não mais podia curtir a sua
amiga solidão. O remédio era sair, encontrar-se com a turma para encontrar a alegria da festa. Vestia-se,
saía, ia para a festa... Mas na festa ele percebia que festas reais não são iguais às festas imaginadas. Era
um desencontro, uma impossibilidade de compartilhar as coisas da sua solidão... A noite estava perdida.
Faço-lhe uma sugestão: leia um livro a chama de uma vela, de Bachelard. É um dos livros mais
solitários e mais bonitos que jamais li. A chama de uma vela, por oposição às luzes das lâmpadas elétricas,
é sempre solitária. A chama de uma vela cria, ao seu redor, um círculo de claridade mansa que se perde
nas sombras. Bachelard medita diante da chama solitária de uma vela. Ao seu redor, as sombras e o
silêncio. Nenhum falatório bobo ou riso fácil para perturbar a verdade da sua alma. Lendo o livro solitário de
Bachelard eu encontrei comunhão. Sempre encontro comunhão quando o leio. As grandes comunhões não
acontecem em meio aos risos da festa. Elas acontecem, paradoxalmente, na ausência do outro. Quem ama
sabe disso. É precisamente na ausência que a proximidade é maior. Bachelard, ausente: eu o abracei
agradecido por ele assim me entender tão bem. Como ele observa, "parece que há em nós cantos sombrios
que toleram apenas uma luz bruxuleante. Um coração sensível gosta de valores frágeis".
A vela solitária de Bachelard iluminou meus cantos sombrios, fez-me ver os objetos que se
escondem quando há mais gente na cena. E ele faz uma pergunta que julgo fundamental e que proponho a
você, como motivo de meditação: "Como se comporta a Sua Solidão?" Minha solidão? Há uma solidão que
é minha, diferente das solidões dos outros? A solidão se comporta? Se a minha solidão se comporta, ela
não é apenas uma realidade bruta e morta. Ela tem vida.
Entre as muitas coisas profundas que Sartre disse, essa é a que mais amo: "Não importa o que
fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você." Pare. Leia de novo. E
pense. Você lamenta essa maldade que a vida está fazendo com você, a solidão. Se Sartre está certo, essa
maldade pode ser o lugar onde você vai plantar o seu jardim.
Como é que a sua solidão se comporta? Ou, talvez, dando um giro na pergunta: Como você se
comporta com a sua solidão? O que é que você está fazendo com a sua solidão? Quando você a lamenta,
você está dizendo que gostaria de se livrar dela, que ela é um sofrimento, uma doença, uma inimiga...
Aprenda isso: as coisas são os nomes que lhe damos. Se chamo minha solidão de inimiga, ela será minha
inimiga. Mas será possível chamá-la de amiga? Drummond acha que sim: "Por muito tempo achei que a
ausência é falta./ E lastimava, ignorante, a falta./ Hoje não a lastimo./ Não há falta na ausência. A ausência
é um estar em mim./ E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,/ que rio e danço e
invento exclamações alegres,/ porque a ausência, essa ausência assimilada,/ ninguém a rouba mais de
mim.!"

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
1
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

Nietzsche também tinha a solidão como sua companheira. Sozinho, doente, tinha enxaquecas
terríveis que duravam três dias e o deixavam cego. Ele tirava suas alegrias de longas caminhadas pelas
montanhas, da música e de uns poucos livros que ele amava. Eis aí três companheiras maravilhosas! Vejo,
frequentemente, pessoas que caminham por razões da saúde. Incapazes de caminhar sozinhas, vão aos
pares, aos bandos. E vão falando, falando, sem ver o mundo maravilhoso que as cerca. Falam porque não
suportariam caminhar sozinhas. E, por isso mesmo, perdem a maior alegria das caminhadas, que é a
alegria de estar em comunhão com a natureza. Elas não veem as árvores, nem as flores, nem as nuvens e
nem sentem o vento. Que troca infeliz! Trocam as vozes do silêncio pelo falatório vulgar. Se estivessem a
sós com a natureza, em silêncio, sua solidão tornaria possível que elas ouvissem o que a natureza tem a
dizer. O estar juntos não quer dizer comunhão. O estar juntos, frequentemente, é uma forma terrível de
solidão, um artifício para evitar o contato conosco mesmos. Sartre chegou ao ponto de dizer que "o inferno
é o outro." Sobre isso, quem sabe, conversaremos outro dia... Mas, voltando a Nietzsche, eis o que ele
escreveu sobre a sua solidão:
"Ó solidão! Solidão, meu lar!... Tua voz - ela me fala com ternura e felicidade!
Não discutimos, não queixamos e muitas vezes caminhamos juntos através de portas abertas.
Pois onde quer que estás, ali as coisas são abertas e luminosas. E até mesmo as horas caminham
com pés saltitantes.
Ali as palavras e os tempos/poemas de todo o ser se abrem diante de mim. Ali todo ser deseja
transformar-se em palavra, e toda mudança pede para aprender de mim a falar."
E o Vinícius? Você se lembra do seu poema O operário em construção? Vivia o operário em meio a
muita gente, trabalhando, falando. E enquanto ele trabalhava e falava ele nada via, nada compreendia. Mas
aconteceu que, "certo dia, à mesa, ao cortar o pão, o operário foi tomado de uma súbita emoção ao
constatar assombrado que tudo naquela casa - garrafa, prato, facão - era ele que os fazia, ele, um humilde
operário, um operário em construção (...) Ah! Homens de pensamento, não sabereis nunca o quando aquele
humilde operário soube naquele momento! Naquela casa vazia que ele mesmo levantara, um mundo novo
nascia de que nem sequer suspeitava. O operário emocionado olhou sua própria mão, sua rude mão de
operário, e olhando bem para ela teve um segundo a impressão de que não havia no mundo coisa que
fosse mais bela. Foi dentro da compreensão desse instante solitário que, tal sua construção, cresceu
também o operário. (...) E o operário adquiriu uma nova dimensão: a dimensão da poesia."
Rainer Maria Rilke, um dos poetas mais solitários e densos que conheço, disse o seguinte: "As
obras de arte são de uma solidão infinita." É na solidão que elas são geradas. Foi na casa vazia, num
momento solitário, que o operário viu o mundo pela primeira vez e se transformou em poeta.
E me lembro também de Cecília Meireles, tão lindamente descrita por Drummond:
"...Não me parecia criatura inquestionavelmente real; e por mais que aferisse os traços positivos de
sua presença entre nós, marcada por gestos de cortesia e sociabilidade, restava-me a impressão de que ela
não estava onde nós a víamos... Distância, exílio e viagem transpareciam no seu sorriso benevolente? Por
onde erraria a verdadeira Cecília..."
Sim, lá estava ela delicadamente entre os outros, participando de um jogo de relações gregárias
que a delicadeza a obrigava a jogar. Mas a verdadeira Cecília estava longe, muito longe, num lugar onde
ela estava irremediavelmente sozinha.
O primeiro filósofo que li, o dinamarquês Soeren Kiekeggard, um solitário que me faz companhia até
hoje, observou que o início da infelicidade humana se encontra na comparação. Experimentei isso em
minha própria carne. Foi quando eu, menino caipira de uma cidadezinha do interior de Minas, me mudei
para o Rio de Janeiro, que conheci a infelicidade. Comparei-me com eles: cariocas, espertos, bem falantes,
ricos. Eu diferente, sotaque ridículo, gaguejando de vergonha, pobre: entre eles eu não passava de um
patinho feio que os outros se compraziam em bicar. Nunca fui convidado a ir à casa de qualquer um deles.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
2
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

Nunca convidei nenhum deles a ir à minha casa. Eu não me atreveria. Conheci, então, a solidão. A solidão
de ser diferente. E sofri muito. E nem sequer me atrevi a compartilhar com meus pais esse meu sofrimento.
Seria inútil. Eles não compreenderiam. E mesmo que compreendessem, eles nada podiam fazer. Assim, tive
de sofrer a minha solidão duas vezes sozinho. Mas foi nela que se formou aquele que sou hoje. As
caminhadas pelo deserto me fizeram forte. Aprendi a cuidar de mim mesmo. E aprendi a buscar as coisas
que, para mim, solitário, faziam sentido. Como, por exemplo, a música clássica, a beleza que torna alegre a
minha solidão...
A sua infelicidade com a solidão: não se deriva ela, em parte, das comparações? Você compara a
cena de você, só, na casa vazia, com a cena (fantasiada) dos outros, em celebrações cheias de risos...
Essa comparação é destrutiva porque nasce da inveja. Sofra a dor real da solidão porque a solidão dói. Dói
uma dor da qual pode nascer a beleza. Mas não sofra a dor da comparação. Ela não é verdadeira.
Mas essa conversa não acabou: vou falar depois sobre os companheiros que fazem minha solidão
feliz.

01. Uma leitura geral do texto nos permite inferir:


a) O autor reflete sobre o fato de se estar só, mostra a necessidade do autoconhecimento e leva o seu
interlocutor a uma redefinição de valores que se encontram, muitas vezes, cristalizados na mente
humana;
b) O mundo informatizado supre as carências, a solidão e o vazio que permeiam o ser humano, fato que
torna o homem contemporâneo tranquilo e bem relacionado e faz o texto aqui em foco cair no obsoleto;
c) O autor fala da solidão e mostra que apenas alguns são capazes de utilizá-la para transformar em algo
de útil para si e para os outros;
d) Todo a texto enaltece e prestigia a solidão, pois segundo o autor, nada mais construtivo, prazeroso e
eficaz do que está só.

02. O processo de argumentação utilizado na construção do texto é classificado como:


a) Epígrafe;
b) Paráfrase;
c) Citação;
d) Intertextualidade.

03. Observe o fragmento: “Não me parecia criatura inquestionavelmente real”. O termo em destaque
é formado por:
a) Parassíntese;
b) Derivação imprópria;
c) Prefixação e sufixação;
d) Justaposição.

04. "Como se comporta a Sua Solidão?" Minha solidão? Há uma solidão que é minha, diferente das
solidões dos outros? A solidão se comporta? Se a minha solidão se comporta, ela não é apenas
uma realidade bruta e morta. Ela tem vida.” O fragmento acima se caracteriza por estabelecer
uma figura de linguagem chamada de:
a) Prosopopeia;
b) Zeugma;
c) Hipérbato;
d) Anáfora.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
3
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

05. “As caminhadas pelo deserto me fizeram forte. Aprendi a cuidar de mim mesmo. E aprendi a
buscar as coisas que, para mim, solitário, faziam sentido. Como, por exemplo, a música
clássica, a beleza que torna alegre a minha solidão...” O termo em destaque refere-se a:
a) Caminhadas;
b) Coisas;
c) Música clássica e beleza;
d) Meus pais.

2ª PARTE: Didática e Legislação

06. A Resolução do Conselho Nacional de Educação, CNE/CP Nº 1, de 15 de maio de 2006, que


institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Graduação em Pedagogia,
licenciatura, determina, entre outras competências, que o egresso do curso de Pedagogia
deverá estar apto a:
a) Trabalhar na promoção da aprendizagem de sujeitos em diferentes fases do desenvolvimento, em
diversos níveis e modalidades educativas, não pertencendo ao seu campo de atuação reconhecer as
manifestações e necessidades físicas, cognitivas, emocionais, afetivas dos educandos nas suas
relações individuais e coletivas, haja vista que esse trabalho compete ao educador físico e ao psicólogo
da instituição.
b) Ensinar Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, História, Geografia, Artes, Educação Física,
Filosofia, Sociologia e Psicologia; relacionar as linguagens dos meios de comunicação à educação, nos
processos didático-pedagógicos, sem a necessidade de demonstrar domínio das tecnologias de
informação e comunicação, pois essa área cabe ao professor de informática.
c) Promover e facilitar relações de cooperação entre a escola, a família e a comunidade, somente no que
diz respeito às questões da escola, cabendo ao assistente social a função de identificar problemas
socioculturais com postura investigativa, integrativa e propositiva, objetivando contribuir para a
superação de exclusões sociais, étnico-raciais, econômicas, culturais, religiosas e políticas.
d) Participar da gestão das instituições contribuindo para elaboração, implementação, coordenação,
acompanhamento e avaliação do projeto pedagógico; participar da gestão das instituições planejando,
executando, acompanhando e avaliando projetos e programas educacionais, em ambientes escolares e
não-escolares.

07. Segundo a Resolução do Conselho Nacional de Educação, CNE/CP Nº 1, de 15 de maio de 2006,


o Curso de Graduação em Pedagogia, licenciatura, destina-se à:
a) Formação de professores para exercer funções de magistério exclusivamente na Educação Infantil e
nos anos iniciais do Ensino Fundamental, não competindo ao licenciado em Pedagogia atuar no Ensino
Médio, na modalidade Normal, de Educação Profissional na área de serviços e apoio escolar.
b) Formação de professores para exercer funções de magistério na Educação Infantil e nos anos iniciais
do Ensino Fundamental, não competindo ao licenciado em Pedagogia desenvolver atividades que
compreendem participação na organização e gestão de sistemas e instituições de ensino.
c) Formação de professores para exercer funções de magistério na Educação Infantil e nos anos iniciais
do Ensino Fundamental e em outras áreas profissionais nas quais sejam previstos conhecimentos
pedagógicos. As atividades de organização e gestão de sistemas e instituições de ensino competem
aos profissionais com, no mínimo, Mestrado em Educação.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
4
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

d) Formação de professores para exercer funções de magistério na Educação Infantil e nos anos iniciais
do Ensino Fundamental, nos cursos de Ensino Médio, na modalidade Normal, de Educação Profissional
na área de serviços e apoio escolar e em outras áreas nas quais sejam previstos conhecimentos
pedagógicos. As atividades docentes também compreendem participação na organização e gestão de
sistemas e instituições de ensino.

08. O trabalho docente implica e pressupõe o conjunto das relações sociais que ocorrem na
sociedade e que também se realizam no espaço educacional, notadamente o escolar, que é onde
se realizam institucionalmente as relações de ensinar e aprender, em múltiplas dimensões:
técnica, política e humana, neste sentido a Didática:
a) Apresenta uma perspectiva modernizadora em que o aperfeiçoamento dos meios é desvinculado do
“para que” e do “porque” da própria atividade educacional.
b) Tem por objetivo o “como fazer” a prática pedagógica, mas este só tem sentido quando articulada ao
“para que fazer” e ao “por que fazer”.
c) Apresenta desarticulação entre teoria e prática.
d) Tem como pressuposto implícito a afirmação da neutralidade científica e técnica da prática de trabalho
docente.

09. O Capítulo V da LDB (9.394/96), Art. 58, trata especificamente do conceito de Educação Especial;
marque a opção que descreve corretamente o que está no texto desta Lei.
a) Entende-se por educação especial para os efeitos desta Lei, a modalidade de educação escolar,
oferecida preferencialmente na rede regular de ensino, para educandos portadores de necessidades
especiais.
b) Entende-se por educação especial para os efeitos desta Lei, a modalidade de educação escolar,
oferecida obrigatoriamente na rede regular de ensino, para educandos portadores de necessidades
especiais.
c) Entende-se por educação especial para os efeitos desta Lei, a modalidade de educação escolar,
oferecida preferencialmente nas redes públicas e privadas de ensino, para educandos portadores de
necessidades especiais.
d) Entende-se por educação especial para os efeitos desta Lei, a modalidade de educação escolar,
oferecida obrigatoriamente nas redes públicas e privadas de ensino, para educandos portadores de
necessidades especiais.

10. Segundo Selma Garrido Pimenta (2003), na Didática existem temas que são concebidos como
temas clássicos da Didática, marque a opção que identifica corretamente alguns destes temas:
a) Saberes docentes, carreira e politização docente.
b) Saberes docentes, objetivos e finalidades do ensino, projeto pedagógico e avaliação da aprendizagem.
c) Inovações escolares, carreira e sindicalização docente.
d) Gênero, etnia e práticas escolares.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
5
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

3ª PARTE: Conhecimentos Específicos

11. Sobre os Pressupostos e Origens da Ciência Geográfica, assinale V para as afirmativas


verdadeiras e F para as afirmativas falsas e indique a opção correta:
( ) O conhecimento da dimensão e da forma real dos continentes era a base para a ideia de conjunto
terrestre, concepção basilar para a reflexão geográfica.
( ) O aprimoramento das técnicas cartográficas possibilitou a representação dos fenômenos observados
e da localização dos territórios.
( ) O levantamento de realidades locais e uma pesquisa de informações e conhecimentos específicos
sobre os mais variados lugares da Terra se tornou desnecessário como fundamento de uma reflexão
geográfica.
( ) O Evolucionismo de Darwin e Lamarck destacaram o papel desempenhado pelas condições
ambientais na evolução das espécies e na adaptação ao meio, o que, em nenhum sentido, contribuiu
para os estudos geográficos.
a) F; V; V; V.
b) V; V; F; F.
c) V; F; V; V.
d) F; V; V; F.

12. Leia com atenção o texto abaixo e assinale a opção correta:


“A outra grande corrente do pensamento geográfico que se poderia denominar com certa
impropriedade Geografia Racionalista, vinculou-se aos nomes de A. Hettner e R. Hartshorne.”
(MORAES: 1999; págs. 87 e 88).

Para Hartshorne, Geografia seria:


a) Um estudo sobre “antropogeografia”.
b) Um estudo sobre “possibilismo”.
c) Um estudo de “variação de área”.
d) Um estudo sobre “ecologia humana”.

13. Sobre Paisagem assinale a opção incorreta:


a) Paisagem é um conjunto heterogêneo de formas naturais e artificiais; é formada por frações de ambas,
seja quanto ao tamanho, volume, cor, utilidade ou por qualquer outro critério.
b) Cada tipo de paisagem é a reprodução de níveis diferentes de forças produtivas, materiais e imateriais,
pois o conhecimento também faz parte do rol das forças produtivas.
c) A paisagem não se cria de uma só vez, mas por acréscimos, substituições; a lógica pela qual se fez um
objeto no passado era a lógica da produção daquele momento. É um conjunto de objetos que têm
idades diferentes, é uma herança de muitos diferentes momentos.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
6
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

d) Entre paisagem e produção a relação é inexistente, cada forma produtiva necessita de um tipo de
instrumento de trabalho estando ligado diretamente ao processo de circulação, distribuição e consumo.

14. Leia com atenção e assinale a opção que preenche corretamente a lacuna no texto abaixo:
“É, na verdade, o locus de determinadas funções da sociedade total, em um momento dado. A cada
momento histórico, pois, o que se convencionou chamar de ____________, isto é, um subespaço do
espaço nacional total, aparece como o melhor lugar para a realização de um certo número de
atividades”. (SANTOS: 1985; págs. 66 e 67).
a) Região.
b) Espaço.
c) Conurbação.
d) Sociedade.

15. Sobre Cidades, é incorreto afirmar:


a) O crescimento das cidades esteve correlacionado, ao longo da história, com o desenvolvimento dos
meios de transporte e armazenamento dos bens necessários para abastecer populações crescentes
em qualquer estação do ano.
b) A existência das cidades pressupõe uma independência da divisão técnica, social e espacial da
produção na qual a sociedade não retira da natureza a matéria prima para seus bens de manufaturados
(artesãos); simbólicos (religiosos, artistas); o poder e a proteção (guerreiros).
c) As formas das cidades, sejam projetadas, sejam resultantes mais ou menos espontaneamente de
dinâmicas diversas, cristalizam e refletem as lógicas das sociedades que as acolhem.
d) A história das cidades foi assim marcada pela história das técnicas de transporte e estocagem de bens,
de informações e de pessoas (...) desde a escrita à internet, passando pela roda, a imprensa, a
ferrovia, (...) etc. O crescimento horizontal e vertical das cidades tornou-se possível graças à invenção
e utilização dessas técnicas.

16. Leia as afirmativas abaixo e assinale a opção correta:


I. A essência do urbanismo está nas relações entre o espaço da cidade e a sociedade que nela vive.
II. O urbanismo é o estudo das relações entre determinada sociedade (cultura, tradição, poder, história,...)
e o espaço que a abriga (ruas, construções, limites geográficos,...) bem como das formas de sua
organização e intervenção sobre elas com determinado objetivo.
III. O urbanismo, nos seus primórdios, cuidou de dar soluções aos problemas originários dos fluxos
migratórios (campo-cidade) e da aglomeração nos grandes centros.
IV. “Urbanificação” consistiria na concretização das medidas apontadas pelo urbanismo.

a) Somente II é verdadeira.
b) Somente IV é verdadeira.
c) Somente III é verdadeira.
d) I, II, III e IV são verdadeiras.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
7
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

17. Assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas e indique a opção
correta:
( ) Devido ao caráter mundial do capital, a forma política se estabelece num plano nacional, mas dá-se
também num conjunto de países, o que implica uma referência interestatal recíproca, a partir das
mesmas formas sociais.
( ) O capital é desnecessariamente internacional e, por isso, os Estados são obrigados a manterem
relações de comércio com outros países descartando os princípios fundamentais da globalização.
( ) A forma politica capitalista faz de cada espaço delimitado pelo Estado um singular amálgama de
classes exploradoras e exploradas, intermediadas e em relação direta com a política patrocinada pelo
ente estatal.
( ) O capitalismo contemporâneo das nações ou sociedades ocidentais, através de tratados e convênios,
e incentivado pela “guerra fiscal” entre os Estados, promoveu uma igualdade de classes onde
burgueses e trabalhadores originaram uma nova relação trabalhista eliminando a diferenciação salarial.
a) V, F, V, F.
b) V, V, F, V.
c) F, F, V, V.
d) F, V, F, F.

18. Leia o texto abaixo com atenção, sobre Globalização, e indique a opção correta:
“O que hoje chamamos de “globalização” tem existido, com esta ou aquela roupagem, há muitíssimo
tempo – pelo menos desde 1492, se não antes. O fenômeno e suas consequências político-
econômicas também são há muito tempo objeto de comentários, não menos da parte de Marx e
Engels, que, no “Manifesto do Partido Comunista”, publicaram uma análise apaixonada e ao mesmo
tempo completa deles já em 1848.
Os trabalhadores do mundo inteiro teriam de se unir na luta, concluíram eles, caso quisessem vencer
as forças destrutivas do capital na arena do mundo e construir uma economia política alternativa que
pudesse atender aos próprios desejos, necessidade e vontades num mundo bem mais igualitário”.
(HARVEY; 2004, pág. 37).
a) A globalização pode ser vista como processo, como uma condição ou como um tipo específico de
projeto político.
b) A globalização é um mito, um “ajuste espacial” do materialismo histórico dialético.
c) A globalização tem uma área de abrangência imensurável que independe da internacionalização das
trocas e do comércio.
d) A globalização apresenta aspectos econômicos que entendem o capitalismo como o único responsável
pela construção da organização territorial moderna.

19. Sobre Projeção Cartográfica, relacione a 2ª coluna de acordo com a 1ª e indique a opção correta:
(I) Projeção Cilíndrica
(II) Projeção Cônica
(III) Projeção Plana

( ) Também conhecida como azimutal ou polar é feita a partir do contato sobre a superfície. É muito
utilizada em análises geopolíticas e para navegação aérea.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
8
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

( ) É produzida a partir da projeção dos paralelos e meridianos geográficos que tangencia a Terra. Trata-
se da projeção mais utilizada para produção de mapas-múndi e cartas de navegação.
( ) Meridianos e paralelos geográficos são projetados tangentes à superfície da Terra. É mais utilizada
para a representação de áreas pertencentes à zona temperada. Apenas um hemisfério é representado.

a) II, I, III.
b) I, II, III.
c) III, I, II.
d) II, III, I.

20. Sobre Escalas assinale a opção incorreta:


a) Escala é a relação entre as origens dos elementos representados em um mapa e os correspondentes
destinos na natureza.
b) Escala Numérica se expressa por uma fração ou por uma razão, onde o numerador corresponde à
unidade de distância do mapa e o denominador à unidade de distância da superfície real.
c) Escala Gráfica exprime através da representação gráfica da escala numérica, a relação entre o mapa e
a área cartografada.
d) Em uma escala representada por uma fração, quanto maior o denominador menor a escala, e quanto
menor o denominador maior a escala.

21. Leia as afirmativas abaixo e indique a opção correta:


I. Chuvas Orográficas são assim denominadas quando as massas úmidas encontram uma barreira
natural formada pelo relevo, as nuvens se elevam, se condensam e ocorre precipitação.
II. Massas de Ar são partes da atmosfera (grandes bolsões de ar) que se formam em regiões de relativa
homogeneidade e estão em constante movimento, carregando as características de temperatura e de
umidade da sua região de origem.
III. La Niña é um fenômeno climático cíclico que quando ocorre provoca um aquecimento, maior que o
normal, das águas do oceano Atlântico na costa da América Central.
IV. O Brasil possui a maior parte do seu território na zona semiárida (92% de sua área) e apenas 8% na
zona mediterrânea. Tais características são responsáveis pelas chuvas de monções que alagam
cidades como ocorreu recentemente no norte do Brasil.
a) Apenas II e IV são verdadeiras.
b) Apenas I e III são verdadeiras.
c) Apenas I e II são verdadeiras.
d) Apenas III e IV são verdadeiras.

22. Leia com atenção o texto abaixo e indique a opção correta:


“É rica, latifoliada, perene e menos densa que a Floresta Amazônica. Ocupava uma faixa que ia do
litoral do Rio Grande do Sul, além de áreas interiores de São Paulo, Minas Gerais e Paraná. Foi sendo
devastada desde os tempos coloniais e hoje resta muito pouco da mata nativa (...). As áreas
devastadas encontram-se em regiões de difícil acesso ou áreas de pouco interesse econômico no
passado. A biodiversidade é gigantesca e possui ecossistemas variados.” (MORAES: 2003; pág. 148).

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
9
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

O texto acima se refere à:


a) Floresta Subtropical – Mata das Araucárias ou dos Pinhais.
b) Floresta Tropical – Mata Atlântica.
c) Floresta de Transição – Mata dos Cocais.
d) Floresta Amazônica – Mata Equatorial.

23. Dentre as características básicas dos Domínios Morfoclimáticos Brasileiros, relacione a 2ª


coluna de acordo com a 1ª, e indique a opção correta:
(I) Domínio do Cerrado
(II) Domínio das Araucárias
(III) Domínio da Caatinga
(IV) Domínio das Pradarias

( ) Planaltos e Depressões com predominância de clima semiárido. Solos pobres em matéria orgânica e
pedregosos. Sertão nordestino e norte de Minas Gerais. O rio São Francisco atravessa esse domínio
embora haja área com risco de desertificação.
( ) Extensos planaltos, chapadas sedimentares e depressões; clima tropical alternadamente úmido e
seco. Solos ácidos que necessitam de correção para a agricultura. Região Centro-Oeste, sul do
Maranhão, oeste da Bahia e de Minas Gerais, sul de Rondônia.
( ) Predomínio de baixas altitudes com colinas ou ondulações do terreno denominado “coxilhas”.
Vegetação herbácea. A pecuária com suas estâncias e a agricultura marcam a presença humana.
Situa-se, principalmente, na porção meridional do Estado do Rio Grande do Sul.
( ) Planaltos arenito-basálticos da Bacia do Paraná; clima subtropical. Aparecem manchas de terra roxa,
no Paraná. Ocupa regiões de médias altitudes da Região Sul.

a) IV; III; II; I.


b) I; II; III; IV.
c) II; IV; I; III.
d) III; I; IV; II.

24. Leia com atenção o texto abaixo e indique a opção correta:


“Também chamada “ígneas” podem se formar lentamente no interior da crosta sendo chamada, nesta
caso, “intrusivas” (ou plutônicas, ou abissais). São exemplos o granito, o sienito e o gabro. Quando se
consolidam na superfície são chamadas “extrusivas” (ou vulcânica, ou efusivas). Chegam em estado de
fusão à superfície através de vulcões ou de fendas na litosfera. São exemplos o basalto e o riólito.”
(TERRA: 2008; p. 159)

O texto acima se refere à:


a) Rochas Sedimentares.
b) Rochas Magmáticas.
c) Rochas Metamórficas.
d) Rochas Detríticas ou Clásticas.

25. Assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas e indique a opção
correta:

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
10
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

( ) Forças que atuam no interior da Terra de forma lenta e contínua provocam deslocamentos de
materiais são chamados movimentos tectônicos; tectônica ou diastrofismo.
( ) Vulcão é uma montanha com camadas de rochas de maior plasticidade que tende a se “dobrar”
quando submetida a pressões orogenéticas, podendo ser sinclinal (côncava) ou anticlinal (convexa).
( ) Os tremores de terra que ocorrem no fundo dos oceanos são chamados “Tsunamis”.
( ) A intensidade do terremoto depende também da distância entre o local de origem dentro da crosta –
epicentro e o local onde se manifesta na superfície – hipocentro.
a) V; F; V; V.
b) F; F; V; F.
c) F; V; V; V.
d) V; F; F; F.

26. Leia com atenção e indique a opção incorreta:


a) O Índice de Desenvolvimento Humano – IDH é construído com base em três grandes indicadores: a
expectativa de vida ao nascer; o nível de instrução e o PIB per capita.
b) O Índice de Pobreza Humana – IPH revela a parcela de pessoas que sofrem carências em quatro
dimensões básicas: a longevidade; o conhecimento; a provisão econômica e a inclusão social.
c) O Índice de mortalidade infantil; Índice de analfabetos funcionais e Taxa de escolarização são
indicadores do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – PNUD, que revelam o capital
físico (poder de compra de moeda estrangeira) dos países desenvolvidos.
d) O termo “Exclusão Social”, originalmente, não está associado à ideia de pobreza, mas chegou ao Brasil
em 1980, vinculado ao mapeamento das condições de vida da população urbana como instrumento de
novas políticas de planejamento municipal. Dessa forma, por aqui, assim, como em outros países
periféricos, foi associado à pobreza.

27. Leia com atenção e indique opção correta:


a) Nas metrópoles brasileiras é muito comum um tipo de migração temporária: as migrações pendulares.
b) As migrações sazonais, onde trabalhadores rurais se deslocam para realizar a colheita de algum
produto somente acontece no Brasil mais especificamente no nordeste, motivado pelas precárias
condições climáticas.
c) Migrações Intrarregionais se caracterizam pelo deslocamento da população de um país
economicamente “emergente” em direção a outro país considerado economicamente “desenvolvido”.
d) As migrações urbana-urbana são características exclusivas do estado de São Paulo devido o alto
índice de industrialização que a região Sudeste apresenta.
28. Relacione a 2ª coluna de acordo com a 1ª e indique a opção correta:
(I) Estuário
(II) Delta
(III) Foz
(IV) Afluentes

( ) Denominação dada aos rios que desaguam em outros rios, também podendo despejar suas águas em
lagos, mares e oceanos.
( ) Se caracteriza pelo ponto onde termina o curso de um rio se abrir largamente, sem que haja trabalho
de acumulação de sedimentos, e existe apenas um canal de escoamento.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
11
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

( ) Denominação do ponto onde termina o curso de um rio.


( ) Se caracteriza pelo trabalho de sedimentação ser intenso ao ponto onde termina o curso de um rio,
originando grande acúmulo de detritos, que dá origem a ilhas muito próximas criando uma série de
ramais por onde as águas são escoadas.
a) III; II; IV; I.
b) IV; I; III; II.
c) I; IV; II; III.
d) IV; III; I; II.

29. Leia com atenção o texto abaixo e indique a qual opção se refere corretamente:
“É formada pelas bacias dos rios Paraguai, Paraná e Uruguai. O rio da Prata, divisa entre Uruguai e
Argentina é formado pelos três grandes rios desta Bacia. Essa Bacia tem grande importância
econômica por cortar a área mais desenvolvida e urbanizada do país, além de nos unir a alguns países
vizinhos.” (MORAES: 2003; pág. 114).
a) Hidrovia Tietê-Paraná.
b) Planícies de Aluvião.
c) Bacia Platina.
d) Usina Hidrelétrica de Tucuruí.

30. Sobre Solos assinale a opção correta:


a) Massapé: solo de cor avermelhada que recobre extensas áreas da Região Sul, oeste de São Paulo,
Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Goiás.
b) Aluviais: resultado do acúmulo de sedimentos em várzeas, vales, etc.
c) Salmorão: solo de cor escura encontrado no litoral do nordeste brasileiro, bastante fértil, resultante da
decomposição de rochas como gnaisses escuros, calcários e filitos.
d) Terra Roxa: formado pela decomposição de rochas graníticas e gnaisses claros, de granulação grossa,
é encontrado na porção centro-sul do país.

31. Leia com atenção e indique a opção incorreta:


a) No auge do capitalismo mercantilista (século VII), as potências europeias já haviam formado um vasto
império colonial, dominando grande parte do mundo. Seu poder econômico e político se estendiam até
os continentes americano, asiático e africano.
b) O século XIX, durante a Segunda Revolução Industrial, corresponde ao apogeu do império britânico
(Reino Unido) e à partilha do mundo entre as potências industrializadas.
c) No início do século XX, países capitalistas como os Estados Unidos, a Alemanha e o Japão, já haviam
consolidado seu processo de desenvolvimento industrial e iniciavam a expansão externa passando a
competir por novos mercados.
d) A partir de 1947, os Estados Unidos consolidaram sua influência no mundo por meio de estratégias
como o “Plano Marshall”, pelo qual fornecia empréstimo e assistência tecnológica aos países
destruídos pela guerra.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
12
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

32. Leia as afirmativas abaixo e indique a opção correta:


I) O Socialismo é um sistema político com objetivo de uma transformação social e econômica com base
na formação de uma sociedade sem classes, a abolição da propriedade privada e o controle da
produção estatizada pelos trabalhadores.
II) Os países socialistas procuraram formar alianças econômicas, políticas e militares, constituindo entre
outros organismos o “Pacto de Varsóvia”, organização militar comandada pela URSS.
III) Após a Segunda Guerra Mundial dois blocos antagônicos disputavam a hegemonia mundial: o
capitalista e o socialista. O bloco Socialista representado pela União das Repúblicas Socialista
Soviéticas e o capitalista pelos Estados Unidos, motivados por uma rivalidade ideológica, provocou
uma bipolarização da Europa e do Mundo.
a) Somente I é verdadeira.
b) Somente III é verdadeira.
c) Somente II é verdadeira.
d) I, II e III são verdadeiras.

33. Leia com atenção o texto abaixo e indique a opção correta:


“Em setembro de 2001 os EUA sofreram ataques em seu próprio território, que destruíram entre outros
prédios, um complexo de edifícios considerado símbolo da economia do país – o World Trade Center,
localizado em Nova York. Os atentados foram atribuídos à organização terrorista Al Qaeda e teriam
sido ordenados por seu líder Osama Bin Laden. (...) baseia-se no pressuposto de que os EUA, como
superpotência têm o papel de proteger o mundo contra possíveis ameaças.” (TERRA; (et all): 2008;
págs. 49 e 50).
Com base na argumentação de “defesa contra o terrorismo” o governo norte americano
elaborou um conjunto de diretrizes denominado:
a) Carta das Nações Unidas
b) Doutrina Bush
c) Glasnost – Perestroika
d) Tratado de Não-Proliferação Nuclear – TNP

34. Assinale V para as afirmativas verdadeiras e F para as afirmativas falsas e indique a opção
correta:
( ) Zona de Livre Comércio tem como objetivo a eliminação ou redução de taxas alfandegárias entre os
países.
( ) União Aduaneira propõe, além dos benefícios da área de livre comércio, a criação de regras comuns
de comércio com países exteriores ao bloco e a abertura de mercados internos.
( ) União Monetária inclui a disseminação das políticas econômicas e o desarmamento das defesas de
fronteira bem como o uso de várias moedas no território.
( ) Mercado Comum, entre outras ações, também libera o fluxo comercial; de capitais; de mão de obra e
de serviços entre os países do bloco.
a) V; V; F; V.
b) V; F; F; V.
c) F; F; V; F.
d) F; V; V; F.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
13
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

35. Sobre Mercado Comum Europeu é correto afirmar:


a) Originado do Tratado de Maastricht deu origem a União Europeia objetivando promover relações
econômicas privilegiadas entre países-membros.
b) Seu objetivo maior é promover o desenvolvimento da economia da região da Ásia e do Pacífico por
meio do incremento do comércio e da redução de barreiras alfandegárias.
c) Em 1945 a Europa, velho continente, estabeleceu uma moeda única, o “EURO”, e os estados-membros
desse bloco também são considerados parte da “zona do euro”.
d) A União Europeia tem nas economias dos Estados Unidos e Canadá, aliadas ao do México, o principal
caráter geopolítico no combate à imigração ilegal na fronteira entre EUA e México.

36. Sobre a Divisão Política atual do território brasileiro, indique a opção incorreta:
a) Os Estados são unidades de maior hierarquia na organização político-administrativa do país e a
localidade que abriga a sede do governo denomina-se “capital”.
b) O Distrito Federal é a unidade federativa autônoma onde fica a sede do governo federal e seus poderes
– Executivo; Legislativo e Judiciário.
c) Além das áreas urbanas, existem as áreas rurais que são onde se desenvolvem as atividades
agropecuárias.
d) As faixas de fronteiras entre países vizinhos estão sujeitas a regras especiais de uso do solo; de
propriedade; de circulação de pessoas e mercadorias, mas devido à imensa extensão de suas
fronteiras, o Brasil abdicou desse direito.

37. Sobre Fontes de Energia indique a opção incorreta:


a) Com a Revolução Industrial, o carvão mineral passou a ser utilizado em larga escala, tendo sido sua
força-motriz, movendo máquinas a vapor.
b) A Biomassa caracteriza todo material de origem orgânica que pode ser diretamente queimado ou
convertido em combustível.
c) No século XX outras fontes de energia foram sendo utilizadas, entre elas, o petróleo que disputou com
o carvão a primazia de ser a fonte de energia mais consumida do planeta.
d) A energia hidráulica (ventos) e eólica (águas) bem como os moinhos são fontes de energia mais
utilizadas desde os primórdios da humanidade.

38. No que se refere ao Setor Energético, no Brasil, é correto afirmar:


a) O crescimento populacional; o aumento do consumo de produtos industrializados e a expansão de
áreas urbanas e agrícolas não significam uma crescente demanda no consumo de energia.
b) No Brasil encontramos os três principais tipos de usinas geradoras de eletricidade: as hidrelétricas; as
termelétricas convencionais e as termonucleares.
c) Ao longo do século XVIII as fontes de energia derivadas do carvão mineral, petróleo e eletricidade de
origem hidráulica foram destaques do início da Revolução Comercial.
d) As fontes de energia tradicionais como a lenha e o carvão vegetal deram grande impulso à indústria
brasileira, após a crise do petróleo em 2005, no sudeste brasileiro.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
14
CONCURSO PÚBLICO DO MUNICÍPIO DE CEDRO/CE - 2014
PROFESSOR DE GEOGRAFIA (NÍVEL SUPERIOR)

39. Sobre Planejamento Territorial Brasileiro indique a opção incorreta:


a) O Brasil promove políticas de desenvolvimento regional objetivando promover a desconcentração da
economia, atraindo investimentos e ampliando a oferta de empregos nas regiões menos desenvolvidas.
b) Dentre as agências de desenvolvimento regional podemos citar a SUDENE e a SUDAM –
Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia e Superintendência do Desenvolvimento do
Nordeste, respectivamente, objetivando implantar políticas econômicas.
c) A construção de Brasília, cidade planejada visava, além do deslocamento do centro político do país
para fora do eixo Rio-São Paulo, o incentivo ao povoamento do interior do país.
d) Através de Brasília, pretendia-se integrar não apenas o Centro-Oeste, mas também a Amazônia,
detentora de imensas potencialidades naturais.

40. Sobre Cedro é correto afirmar:


a) Faz fronteira com os municípios de Lavras da Mangabeira; Várzea Alegre; Farias Brito e Iguatu.
b) Seu clima é Equatorial Quente Árido devido sua altitude de 280,0 m, aproximadamente e por estar, em
linha reta, distante 325,0 Km da capital Fortaleza.
c) O relevo cedrense é parte das elevações sertanejas e sedimentos residuais provenientes dos Solos
Aluviais (Podzólico Vermelho-Amarelo) e Solos Litólicos (Bruno não-Cálcico).
d) A vegetação predominante é Caatinga Arbustiva Densa e Floresta Mista Dicotilo-Palmácea e sua
hidrografia está ligada à Bacia do Salgado.

Comissão Executiva do Vestibular – CEV/URCA                                                            DATA: 25/05/2014
15

Você também pode gostar