Você está na página 1de 3

DIREITO ADMINISTRATIVO

ANO LETIVO 2018/2019


ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO ADMINISTRAÇÃO E TURISMO

Época Normal (01.02.2019)


Administração Autárquica (2º CICLO –1º ANO)

Duração: 2h

GRUPO I
(8 Valores - 1/ questão)
Responda às seguintes questões, justificando as mesmas

1 – O Ministério da Cultura proferiu um ato administrativo do seguinte teor:


“Nas licenciaturas de 60 créditos, a cada Unidade Curricular deve ser atribuído
um determinado número de créditos em função do seu grau de dificuldade.
Qual o vício e qual a sanção?
2 – No procedimento administrativo o órgão decisor é também o órgão que
conduz a instrução?
3 – O ato definitivo e executório é condição para o exercício de que poder da
Administração Pública?
4 – O acto discricionário será totalmente discricionário?
5 – Explique em que medida o princípio da separação de poderes está na
génese do direito administrativo?
6 – A legitimidade processual administrativa depende de ser parte da relação
material controvertida?
7 – Porque é que a não notificação de um ato administrativo torna-o ineficaz e
não inválido?
8 – O Regulamento administrativo é sempre de iniciativa oficiosa?

GRUPO II
(7 valores)

Artigo 4º
“A competência para a atribuição dos lugares aos feirantes é
do Presidente da Câmara, que já delegou tal competência na
Vereadora da Cultura, cabendo sempre recurso da decisão desta
para o Presidente da Câmara.”

Página 1 de 3
DIREITO ADMINISTRATIVO
ANO LETIVO 2018/2019
ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO ADMINISTRAÇÃO E TURISMO

Época Normal (01.02.2019)


Administração Autárquica (2º CICLO –1º ANO)

Duração: 2h

Bernardo feirante de fruta há mais de 6 anos, viu indeferida a sua


candidatura, por já haver mais feirantes de fruta no Mercado.
Carlos feirante de materiais em couro há 18 meses viu indeferida
a sua candidatura por a mesma não trazer qualquer dinamização ao
Mercado de Mirandela.

1) Bernardo pretender recorrer graciosamente da decisão de


indeferimento.
a) De que meios dispõe? Caracterize cada um deles. (2)
b) Suponha que Bernardo viu o seu recurso gracioso indeferido, a
partir de quando deverá ser contado prazo para interpor recurso
contencioso? Do 1º ou do 2º ato de indeferimento? Justifique.
(1,5)
2) Carlos pretende desde logo recorrer para os tribunais.
a) Pode fazê-lo de imediato? (1)
b) Segundo o CPTA que tipo de ação deverá interpor? (1)
c) Tendo em conta os poderes utilizado pela Câmara para indeferir
a pretensão de Carlos, poderá o TAF apreciar tal questão?
Fundamente devidamente a sua resposta (1,5).

GRUPO III
(5 valores)
Responda fundamentadamente às seguintes questões.

1 – Tendo em conta o disposto no artigo 250º da Constituição da República


Portuguesa (Orgãos dos Municípios – “Os órgãos representativos do município são a
assembleia municipal e a câmara municipal”) , poder-se-à afirmar que o Presidente da
Câmara não é um órgão do município? (1,5)

2 – Qual o ou os objetivos a alcançar com a atribuição de Poder


Regulamentar às Autarquias Locais? (1.5).

3 – Sendo certo que as autarquias locais são eleitas por sufrágio livre e
universal, porquê a tutela? (2)

Página 2 de 3
DIREITO ADMINISTRATIVO
ANO LETIVO 2018/2019
ESCOLA SUPERIOR DE COMUNICAÇÃO ADMINISTRAÇÃO E TURISMO

Época Normal (01.02.2019)


Administração Autárquica (2º CICLO –1º ANO)

Duração: 2h

Bom Trabalho.

Página 3 de 3

Você também pode gostar