Você está na página 1de 128

Universidade Federal de Santa Catarina

Pós-Graduação em Agroecossistemas

Gênese, Morfologia e
Classificação de Solos

Professor: Arcângelo Loss


arcangeloloss@yahoo.com.br
arcangelo.loss@ufsc.br
Fatores e processos
pedogenéticos
(múltiplos e específicos)
de formação do solo
Assim, tem-se que:
Solo = ƒ (m, cl, r, o, t)

Mantendo-se quatro variáveis constantes e variando somente


uma, então o efeito desta variável pode ser examinado:

S = f (m, cl, r, o, t) - litofunção


S = f (m, cl, r, o, t) - climofunção
S = f (m, cl, r, o, t) - topofunção
S = f (m, cl, r, o, t) - biofunção
S = f (m, cl, r, o, t) - cronofunção
Ação dos fatores e pedogênse
Fatores de Formação do Solo
Material de origem :
• Matéria-prima para a formação do solo
Rochas

Ígneas, Sedimentares, Metamórficas

http://www.infoescola.com/geografia/tip
http://www.infoescola.com/rochas- http://professoralexeinowatzki.webnode.
os-de-rochas-e-minerais/
e-minerais/basalto/ com.br/geologia/rochas/metamorficas/

Ígneas ou
Sedimentares Metamórficas
magmáticas
• Sedimentos:

• Aluviais

• Coluviais ou Colúvio-Aluviais

• Orgânicos
Sedimentos Colúvio-Aluviais Sedimentos
Aluviais

Sedimentos
Orgânicos
Solos autoctones / Alóctones
Efeitos do Material de Origem na
Formação do Solo

.Grau de consolidação, granulometria e composição

Material consolidado Não consolidado


Efeitos do Material de Origem na
Formação do Solo

. Granulometria e composição

• Textura do Solo (Arenosa ou Argilosa)

• Cor (Negra, Vermelha ou Amarela)

• Capacidade de troca catiônica (Argilas de alta ou baixa


atividade)

• Capacidade de armazenamento de água.


Fatores de Formação dos Solos
 Clima: fator que isoladamente mais afeta o
intemperismo
Fatores de Formação do Solo

• Clima – Conjunto de fenômenos


meteorológicos que caracterizam o estado
médio da atmosfera.

• Aspectos do clima:
• Precipitação
• Evaporação e evapotranspiração
• Temperatura
• Precipitação

Resultando em lixiviação e promovendo maior


intemperismo dos solos.

Reações de hidratação, hidrólise, aliadas a


dissolução, redução e oxidação.

Percolação e transporte de produtos do


intemperismo que podem ser acumulados em
outras posições da paisagem e resultar na
neoformação de minerais secundários.
Fatores de Formação dos Solos
 Clima
• Evaporação e
evapotranspiração

• Adição e translocação
de sais, precipitação de
solutos

• Salinização e
alcalinização
• Temperatura

• Influência na velocidade com que as reações


químicas ocorrem;

• Altas temperaturas e precipitação elevadas


favorecendo a transformação e lixiviação intensas.
• Temperatura

• Baixas temperaturas e umidade constante ao


longo do ano favorecem acúmulo de matéria
orgânica no horizonte superficial.
• Temperatura

• Altas temperaturas e precipitação baixa


desfavorecendo as transformações. Solos mais
rasos com argilas de alta atividade, eutróficos e
maior presença de minerais primários.
Dados dos perfis da climosseqüência na região do Planalto.

Al3+ CTC
Solos Altitude C (%) Cor do Hz A
(cmolc kg-1) (cmolc kg-1)

Santo Ângelo 300 1,75 1,5 11,73 2,5 YR

Erechim 700 2,08 3,9 13,30 2,5 YR

Vacaria 900 2,52 3,9 16,77 7,5 YR

Bom Jesus 940 2,79 5,2 20,04 10 YR


Fatores de Formação do Solo

• Relevo – Formas do terreno que compõem


a paisagem

• Efeito do fator relevo na formação dos solos:


Dinâmica da água
Divisor de águas : convexa a plana
convexa: segmento erosional

segmento erosional

Concava: segmento erosional-deposicional

Sopé coluvial

plana: segmento deposicional

Linhas de fluxo na Catena

Linear Convexo Côncavo


Relevo
Distribuição de solos em uma
toposseqüência
• Relação entre a precipitação e percolação da água
no solo.
• Declividade e infiltração da água de chuva
• Perda em superfície e acúmulo nas depressões
Solos orgânicos: Organossolo
• Relação entre a precipitação e percolação da
água no solo.

• Erosão e acúmulo de
sedimentos

• Solos rasos e pouco


desenvolvidos
- Neossolos Litólicos,
Cambissolos
- Neossolos Flúvicos e
Neossolos Regolíticos.
Fatores de Formação do Solo
• Organismos (Fauna e Flora)

- Atuação dos organismos na formação do solo:

. Fonte e transformadores (decompositores) de


matéria orgânica;

. Agregação e ciclagem de nutrientes


Organismos: vegetação
Organismos
Organismos
• Redução das perdas por erosão;

• Pedoturbação – Formigas e Cupins

• Homem
• Organismos como variável dependente
de outros fatores de formação:

• Relação ao clima

• Clima árido – Caatinga hiperxerófila


• Clima úmido – Floresta Amazônica
• Organismos como variável dependente
de outros fatores de formação:

• Relação com a topografia

• Várzeas mal drenadas – Brejos,


gramíneas vegetação higrófila

• Campos de altitude – Vegetação rupestre


Fator Homem
Fatores de Formação do Solo
Tempo
Tempo
• Idade (Cronologia)
• Maturidade (Evolução)

• Idade – Tempo transcorrido desde o


início de sua formação até um
determinado momento.

• Maturidade - Evolução apresentada pelo


solo.
Evolução do solo

intemperismo ou idade do solo


Solo Jovem Solo Velho

Horizontes bem
Horizontes pouco definidos
definidos
Baixo Grau de
Elevado grau de
Intemperismo
intemperismo
Lixiviação limitada
Lixiviação intensa
Sólum raso
Sólum espesso

http://www.mo15.nrcs.usda.gov/features/gallery/
Processos de Formação do solo:

Processos Múltiplos e versus


Processos Específicos
Processos Múltiplos ou Gerais
Simonson (1959): as propriedades do solo representam o efeito
a longo prazo desses processos atuando em material que está
aberto p/trocas de matéria e energia com o ambiente.
Processos gerais de formação
• Adição – Entrada de material e energia do
meio externo no perfil.
• Superficial / Subsuperficial / Lateral
Processos gerais de formação
• Perdas - Saída de material do perfil para o meio
externo.
• Superficial / Subsuperficial / Lateral
Processos gerais de formação
• Transformação : Modificações de Ordem
Física e Química nos constituintes do solo.
Transformações
de Minerais

Minerais
Primários

Intemperismo
intemperismo dissolução
químico
físico
intemperismo
alteração
químico

K+ HCO3- -
Ca+2 Cl
SO4-2 Na+
K+
areia e silte íons em
solução

minerais secundários
Processos gerais de formação
• Translocação: Mudança de posição do
material dentro do perfil.
Precipitação

Adições
mais solutos,
aerosóis e
particulados

Processos Gerias de Formação


do Solo
Capillary
E(i)luviação aumento de
de íons
argila dissolvidos
CaCO3
Íons dissolvidos
MO dissolvida

Adições
Capillary
Lixiviação de aumento de
Perdas

Íons sais
dissolvidos
e MO
Adaptado de Stewart (1990)
Processos Pedogenéticos
Específicos
• Interação entre os fatores de formação do
solo e os processos gerais, cujas as ações
estão registradas nas feições morfológicas e
na composição do solo.

• A cada um destes processos pedogenéticos


correspondem pedons característicos, identificados
pela presença de um ou mais horizontes
diagnósticos, que estão na base dos sistemas de
classificação.
Sequência de apresentação

PPEs= processos pedogenéticos especificos


Subprocesso ou reação
Fatores de formação do solo

PMs= processos múltiplos ou gerais

Descrição resumida do PPEs

Exemplos de solos, horizontes e atributos


diagnósticos
PPEs = Melanização
Subprocesso = Complexação
Fatores = Organismos, clima e material de
origem
PMs = Adição, transformação e translocação
Descrição = escurecimento de material
mineral por mistura com MOS, produzindo
horizonte A espesso e, ou, horizonte B
escurecido.
Fotos: Ademir Fontana
ácidos fúlvicos ácidos húmicos humina
castanho-escuro e insolúvel e ligada a
amarelo-pardo e
solúvel em meio matriz mineral do
solúvel em qualquer
alcalino e insolúvel em solo.
valor de pH da
meio ácido diluído.
solução.

495 anos 1425 anos 1140 anos

Tempo médio de residência no solo


(Stevenson, 1982)
PPEs = Melanização
A chernozêmico, A proeminente,
Carater ebânico
PPEs = Leucinização
Subprocesso = Oxidação e erosão

Fatores = clima e relevo

PMs = Perdas e translocação

Descrição = empalidecimento de horizontes


por desaparecimento de MOS por remoção
ou transformação.
PPEs = Leucinização
Horizontes A moderado e A fraco, E álbico
PPEs = Latolização ou Ferralitização
Subprocesso = Dessilicação, oxidação

Fatores = relevo, clima e tempo

PMs = Perdas e transformação

Descrição = intensa perda de bases e sílica


coloidal, com aumento relativo das
concentrações do óxidos de Fe e Al.
PPEs = Latolização ou Ferralitização
Descrição = mecanismos
- Mobilização: Maior solubilidade da sílica que
do Al;
- Transporte: Lixiviação favorecida por
ambientes com precipitação e temperaturas
elevadas e boa drenagem do material de origem
em decomposição.
PPEs = Latolização ou Ferralitização
PPEs = Latolização ou Ferralitização
Horizonte Bw, caráter ácrico
PPEs = Lessivagem ou Argiluviação

Subprocesso = Eluviação, Iluviação

Fatores = relevo e clima

PMs = translocação

Eluviação = Translocação de material de solo.


Iluviação = Acúmulo de material eluviado,
formação de horizonte iluvial.
PPEs = Lessivagem ou Argiluviação
• Descrição = Três Mecanismos: Dispersão,
Transporte e Deposição

• Dispersão – Favorecida pela remoção dos


agentes floculantes (Ca, Mg), que são
substituídos por cátions dispersantes (Na,
H), pela desagregação (mecânica) do solo e
pela interação com compostos orgânicos
(Ácidos orgânicos de baixo peso molecular)
PPEs = Lessivagem ou Argiluviação

• Transporte – Translocação de material


fino em suspensão ao longo dos
macroporos.

• Deposição :
- Redução do tamanho dos poros do B;
- Acompanha a frente de molhamento;e
- Mudança do complexo sortivo.
Cerosidade
PPEs = Lessivagem ou Argiluviação
Solos que apresentam um horizonte de acúmulo de
argila (Bt) e Horizonte E álbico
Outras formas de ter-se aumento/acúmulo de argila:

- Formação de argila “in situ”

PPEs = Lessivagem ou Argiluviação

- Remoção de argila do Horizonte superficial

- Aumento absoluto versus aumento relativo de argila

PPEs = Elutriação
Subprocesso = erosão seletiva
PMs = Perdas ou remoção
PPEs = Podzolização
Subprocesso = Complexação
Fatores = organismos, relevo e material de
origem
PMs = translocação e transformação
Descrição: translocação de Fe e Al
complexados e, ou, MO produzindo
horizonte eluvial (E) com concentração de
quartzo e secundariamente de sílica e
horizonte iluvial (Bhs) com acumulação de
Fe, Al e MO.
PPEs = Podzolização
Mecanismos:

Mobilização – Quelação de Al e Fe por ácidos


orgânicos e polifenóis.

Transporte – Translocação de complexos


oragano-metálicos solúveis.

Deposição -
• Camadas com pH mais elevado (Bem drenado
e mal drenado;
• Saturação do complexo de troca (Fe e Al) :
Metal:Carbono (6 Fe:1C);
PPEs = Podzolização
PPEs= Gleização

Subprocesso = Redução

Fatores = relevo, clima e material de origem

PMs = Todos
Descrição = Formação de solos em
ambiente de redução, resultando em
matriz de solo com cores cinzentas (valor
alto e croma baixo), com ou sem
mosqueados ou concreções de Fe e Mn.
PPEs= Gleização
Mecanismos
Redução do ferro, que migra para os
horizontes subsuperficiais ou é removido
do perfil.
• Formação de áreas de cor cinzenta e
áreas de cores amarelas, avermelhadas
ou marrons (mosqueadas).
• Grau de gleização: Variável com o grau de
hidromorfismo da área ou de flutuação do
lençol freático.
PPEs= Gleização
> MOS = > redução
Sempre mal drenado Alternância de drenagem
PPEs= Gleização
Exemplo, Fe
+ Mn em
solo glei
Depósito argiloso,
Alora, Espanha.
Mn

Fe reduzido
PPEs= Plintitização
Subprocesso = Redução e oxidação

Fatores = relevo, clima e material de origem

PMs = translocação e transformação

Presença de plintita
PPEs= Plintitização
• Descrição = Segregação de Fe causada por
alternância de redução e oxidação. Em
ambiente redutor o ferro é reduzido
adquirindo elevada mobilidade, o que
permite sua translocação para camadas mais
profundas do perfil. Com o abaixamento do
lençol freático, o ferro precipita como óxido, o
qual não se redissolve ou se dissolve na
próxima estação chuvosa.
Plintita
• Plintita – É uma formação constituída de
mistura de argila com quartzo e outros
minerais, pobre em carbono orgânico e
rica em ferro, que sob ciclos alternados de
umedecimento e secagem consolida-se
irreversivelmente em petroplintita.
Petroplintita

Plintita
PPEs= Salinização
Subprocesso = Evaporação > ppt; ineficaz
lixiviação de sais
Fatores = relevo, clima e material de origem

PMs = Adição, translocação e transformação


Descrição = Acumulação de sais solúveis
(cloretos, sulfatos, bicarbonatos) na ou
próximo da superfície do solo por evaporação
da água.
CE > 4 dsm-1; PST <15%
PPEs= Salinização

• Mecanismos : Acumulação de sais na superfície


dos solos, provenientes de fluxo superficial e
adição lateral de sais da parte mais elevada da
paisagem ou adição a partir do lençol freático.
PPEs= Salinização
Gleissolo Sálico = CE> 7ds/m

Salino >CE > 4 ds/m


PPEs=Solonização (Sodificação)
Subprocesso = concentração de ions Na
Fatores = relevo e clima
PMs = translocação

Descrição = Acúmulo relativo de Na (lixiviação


dos outros sais) com elevação do pH.
Dispersão de colóides e argila somados ao
processo de eluviação-iluviação, formando o
horizonte com caráter sódico.
PPEs=Solonização (Sodificação)
Mecanismos:
- PST >15%
- CE < 4 ds/m
PPEs=Solodização

• Intensa lixiviação no horizonte superficial


aumentando a acidez do solo. Formação
de horizonte E e aprofundamento do
horizonte com caráter sódico.
PPEs=Solodização

Carater solódico
PPEs=Calcificação ou Carbonatação
Subprocesso = evaporação>chuvas

Fatores = relevo, clima e material de origem

PMs = translocação

Descrição = acumulação de CaCO3 em


horizontes subsuperficias , produzindo desde
nódulos a horizonte petrocalcico
PPEs=Calcificação ou Carbonatação

• Transporte – Eluviação dos sais solúveis,


remoção parcial dos carbonatos dos horizontes
superficiais.

• Deposição – Precipitação a partir da solução do


solo (super-saturada). Favorecida pela maior
concentração de dióxido de carbono e menor
teor de umidade em profundidade.
PPEs=Calcificação ou Carbonatação
• Classes de solos – Solos com horizonte cálcico
ou petrocálcico
PPEs=Ferrólise
Subprocesso = redução, oxidação e hidrólise

Fatores = relevo e clima

PMs = perdas, translocação e transformação

Descrição = destruição de argilominerais do


horizonte superficial por oxidação do ferro,
produzindo gradiente textural
PPEs=Ferrólise
• Processo que conduz a acidificação do solo pelos
ciclos de umedecimento e secagem que produzem
condições de alternância de oxidação e redução.
• Etapas

• Redução dos óxidos de ferro - Decomposição da


matéria orgânica
• Aumento da concentração de ferro reduzido –
deslocando os cátions do complexo sortivo que
são lixividados
PPEs=Ferrólise

• Retorno das condições de oxidação (período


seco) – Oxidação do ferro.

• Destruição ácida das argilas silicatadas

• Empobrecimento do horizonte – Textura mais


arenosa

• Classes de solos associadas - Planossolos


PPEs=Ferrólise
PPEs=Sulfidização e Sulfurização
Subprocesso = oxidação e acidificação

Fatores = relevo e material de origem

PMs = translocação e transformação

Descrição = acidificação do solo por


oxidaçaõ de sulfetos de ferro
PPEs=Sulfidização e Sulfurização

• Processo que consiste na formação de solos


como caráter tiomórfico.

• Dividido em duas etapas:


• Sulfidização
• Sulfurização
PPEs=Sulfidização e Sulfurização

• Sulfidização
• Etapa que consiste na formação de pirita (sulfeto de
ferro);

• Matéria prima para o desenvolvimento do processo

• Matéria orgânica
• Sulfato
• Ferro (reduzida)

• Atuação de bactérias – Desulfovibrio desulfuricans


PPEs=Sulfidização e Sulfurização

Sulfurização

Drenagem – Oxidação de pirita

Formação de Jarosita

KFe3(SO4)2(OH)6 e ácido sulfúrico


Jarosita
Organossolo Tiomórfico

Hdp1

Hdp2

Hj1

Hj2

Hj3

Figura 1. Perfil de Organossolo em Santa Cruz, RJ (Fonte: Mendonça.,1999).


Pedoturbação
• Processo que consiste na mistura e segragação
de horizontes:

PMs = translocação

• Faunopedoturbação
• Argilopedoturbação
• Sismiopedoturbação
• Antropedoturbação
• Criopedoturbação
Faunopedoturbação
Argilopedoturbação
PPEs = Argilopedoturbação ou
Vertização
Subprocesso = expansão e contração

Fatores = relevo, clima e material de origem

PMs = translocação e transformação

Descrição = formação de fendas, agregados


cuneiformes, slikensides, microrelevo gilgai
Formação de fendas
Estrutura cuneiforme ou
paralelepipédica
PPEs = Paludização

Subprocesso = anaerobiose, redução

Fatores = relevo, clima e organismos

PMs = Adição e transformação

Descrição = acumulação de MO em
ambiente anaeróbico, formando espessos
depósitos (turfas, horizonte H)