Você está na página 1de 6

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA –

CURSO DE REVISÃO ATRAVÉS DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESTILO CESPE


Direitos Humanos
Prof. Rafael Barretto
rafaelconstitucional@terra.com.br

CONCURSO PÚBLICO DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO 22 Incorporação dos tratados internacionais de proteção
DA BAHIA dos Direitos Humanos ao Direito brasileiro.
EDITAL Nº 1 – DPE/BA, 22 DE SETEMBRO DE 2010 23 A execução de decisões oriundas de Tribunais
Internacionais de Direitos Humanos no Brasil.
24 Instituições públicas nacionais de defesa e promoção
PROGRAMA DIREITOS HUMANOS dos Direitos Humanos. Política Nacional de Direitos
1 Desenvolvimento histórico dos Direitos Humanos e seus Humanos.
marcos fundamentais. 25 Apoio às Pessoas Portadoras de Deficiências.
2 O fundamento e as concepções dos Direitos Humanos em 26 Violência Doméstica e Familiar contra a mulher (Lei
face do princípio da dignidade humana. 11.340/2006).
3 Classificação e características dos Direitos Humanos. 27 Sistema Único de Saúde. Crimes de remoção ilegal de
4 Teoria Geral do Direito Internacional dos Direitos órgão, tecidos e partes do corpo humano. 28 Crimes
Humanos. resultantes de preconceito de raça ou cor
5 Estrutura normativa do Direito Internacional dos Direitos
Humanos: sistema global (ONU), sistema regional QUESTÕES
americano (OEA).
6 Mecanismos internacionais de proteção e monitoramento DPU 2010 Cespe
dos Direitos Humanos: competência, composição e 1) Com relação à proteção internacional dos direitos
funcionamento. humanos, julgue os itens a seguir.
7 Sistema Global (ONU) e sistema regional americano
(OEA). A Declaração Universal dos Direitos Humanos, de
8 Declaração Universal dos Direitos Humanos (1948). 9 1948, apesar de ter natureza de resolução, não
Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e apresenta instrumentos ou órgãos próprios
Culturais e seu respectivo Protocolo Facultativo (1966). destinados a tornar compulsória sua aplicação.
Pacto dos Direitos Civis e Políticos e seu respectivo Entre os diversos órgãos especializados que tratam
Protocolo Facultativo (1966). da proteção dos direitos humanos, inclui-se a
10 Convenção suplementar sobre a Abolição da Corte Internacional de Justiça, órgão das Nações
Escravatura, do Tráfico de Escravos e das Instituições e Unidas cuja competência alcança não só os
práticas análogas à escravatura. Estados, mas também quaisquer pessoas físicas e
11 Convenção sobre a eliminação de todas as formas de jurídicas, as quais podem encaminhar suas
discriminação racial. 12 Convenção sobre eliminação de demandas diretamente à Corte.
todas as formas de discriminação contra a mulher e Os direitos humanos são indivisíveis, como
respectivo protocolo facultativo. expresso na Declaração Universal dos Direitos
13 Convenção sobre a tortura e outros tratamentos ou Humanos, a qual englobou os direitos civis,
penas cruéis desumanos ou degradantes e protocolo políticos, econômicos, sociais e culturais.
facultativo.
14 Convenção sobre os direitos da criança e Protocolo 2) No que concerne ao sistema interamericano de direitos
Facultativo à Convenção sobre os direitos da criança humanos, julgue os itens que se seguem
referente à venda de crianças, à prostituição infantil e à
pornografia infantil. Qualquer pessoa ou grupo de pessoas, ou entidade
15 Declaração americana dos direitos e deveres do homem. não governamental legalmente reconhecida em
16 Convenção americana de Direitos Humanos (Pacto de um ou mais Estados-membros da Organização dos
San José da Costa Rica). 17 Protocolo adicional à Convenção Estados Americanos (OEA) podem apresentar à
Americana sobre Direitos Humanos (Protocolo de San Comissão Interamericana de Direitos Humanos
Salvador). 18 Convenção interamericana para prevenir e petições que contenham denúncias ou queixas de
punir a tortura. 19 Convenção interamericana para violação à Convenção Americana de Direitos
prevenir, punir e erradicar a violência contra a mulher. Humanos por um Estado-parte.
20 Declaração para eliminação de todas as formas de Embora sem competência contenciosa, de caráter
Intolerância e a Discriminação baseada em Religião ou jurisdicional, a Corte Interamericana de Direitos
Crença. Humanos tem competência consultiva, relativa à
21 Declaração de Princípios sobre a Tolerância (Paris 1995). interpretação das disposições da Convenção

Complexo de Ensino Renato Saraiva | www.renatosaraiva.com.br | (81) 3035.0105 1


DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA –
CURSO DE REVISÃO ATRAVÉS DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESTILO CESPE
Direitos Humanos
Prof. Rafael Barretto
rafaelconstitucional@terra.com.br

Americana e das disposições de tratados C É característica marcante o fato de os direitos


concernentes à proteção dos direitos humanos. fundamentais serem absolutos, no sentido de que eles
devem sempre prevalecer, independentemente da
3) Acerca da proteção internacional às mulheres, às existência de outros direitos, segundo a máxima do “tudo
crianças e aos adolescentes, julgue os itens subsequentes. ou nada”.
D A imprescritibilidade dos direitos fundamentais vincula-se
Os documentos das Nações Unidas que tratam dos à sua proteção contra o decurso do tempo.
direitos políticos das mulheres determinam que E A inviolabilidade evita o desrespeito dos direitos
elas devem ter, em condições de igualdade, o fundamentais por autoridades públicas, entretanto permite
mesmo direito que os homens de ocupar e exercer o desrespeito por particulares.
todos os postos e todas as funções públicas,
admitidas as restrições que a cultura e a legislação 6) Atualmente, os direitos e garantias fundamentais estão
nacionais imponham. inseridos em distintos textos constitucionais de diferentes
No direito à liberdade de expressão, um dos países. Tal presença é uma conquista histórica ocorrida
direitos previstos na Convenção sobre os Direitos por ações concretas realizadas no passado. A Carta das
da Criança, de 1990, inclui-se a liberdade de Nações Unidas de 1945, exemplo de uma dessas ações
procurar, receber e divulgar, independentemente concretas, consolidou, junto com a UDHR, o movimento
de fronteiras, informações e ideias de todo tipo, de internacionalização dos direitos humanos. Tendo em
de forma oral, escrita ou impressa, por meio das vista essa institucionalização, assinale a opção correta a
artes ou por qualquer outro meio escolhido pela respeito da estrutura normativa do direito internacional
criança. protetivo dos direitos humanos.

A A estrutura de proteção do direito internacional é


DPE /PI 2009 Cespe concentrada na ONU.
B A proteção internacional pode ser vista, entre outros, em
dois planos: sistema global (ONU) e sistema regional (OEA).
4) A respeito do desenvolvimento histórico dos direitos C A UDHR pertence ao sistema regional de proteção dos
humanos e seus marcos fundamentais, assinale a opção direitos humanos.
correta. D O Pacto Internacional dos Direitos Civis e Políticos
pertence ao sistema regional de proteção dos direitos
A Os direitos fundamentais surgem todos de uma vez, não humanos.
se originam de processo histórico paulatino. E O Pacto Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e
B Não há uma correlação entre o surgimento do Culturais pertence ao sistema regional de proteção dos
cristianismo e o respeito à dignidade da pessoa humana. direitos humanos.
C As gerações de direitos humanos mais recentes
substituem as gerações de direitos fundamentais mais 7) Com relação aos mecanismos internacionais de
antigas. proteção e monitoramento dos direitos humanos, assinale
D A proteção dos direitos fundamentais é objeto também a opção correta.
do direito internacional.
E A ONU é o órgão responsável pela UDHR e pela A O Tribunal de Nuremberg não teve nenhum papel
Declaração Americana de Direitos. histórico na internacionalização dos direitos humanos.
B A ONU nasceu com diversos objetivos, como a
5) Os direitos fundamentais possuem determinadas manutenção da paz e segurança internacionais, entretanto
características que foram objeto de detalhado estudo da a proteção internacional dos direitos humanos não estava
doutrina nacional e internacional. A respeito dessas incluído entre eles.
características, assinale a opção correta. C Quando foi adotada e proclamada por resolução da
Assembleia Geral das Nações Unidas, a UDHR, por não ter
A O princípio da universalidade impede que determinados sido aceito por todos os países, não teve importância
valores sejam protegidos em documentos internacionais histórica.
dirigidos a todos os países. D Além da UDHR de 1948 não há outros documentos
B A irrenunciabilidade dos direitos fundamentais não relevantes no âmbito da proteção internacional global dos
destaca o fato de que estes se vinculam ao gênero humano. direitos humanos.
Complexo de Ensino Renato Saraiva | www.renatosaraiva.com.br | (81) 3035.0105 2
DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA –
CURSO DE REVISÃO ATRAVÉS DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESTILO CESPE
Direitos Humanos
Prof. Rafael Barretto
rafaelconstitucional@terra.com.br

E O Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos de 1966 B Após a EC n.o 45, todos os tratados internacionais
previu novas espécies de direitos humanos além daquelas passaram a possuir status de norma constitucional.
previstas expressamente na UDHR de 1948. C Após a EC n.º 45, foi dado nova abordagem aos tratados
internacionais sobre direitos humanos.
8) A Convenção Americana de Direitos Humanos de 1969 D Os tratados internacionais sobre direitos humanos não
(Pacto de San José da Costa Rica): necessitam de aprovação pelo Congresso Nacional.
E O STF sempre considerou o tratado internacional sobre
A reproduziu a maior parte das declarações de direitos direitos humanos como norma constitucional
constantes do Pacto Internacional de Direitos Econômicos, superveniente.
Sociais e Culturais.
B foi adotada sem ressalvas pelo Brasil desde o seu início. 11) A UDHR foi redigida à luz das atrocidades cometidas
C proíbe o restabelecimento da pena capital nos países que durante a 2.ª Guerra Mundial. Nesse documento, marco
a tenham abolido. da proteção internacional dos direitos humanos, foi
D não tratou do direito ao nome. afirmado que:
E indica a possibilidade de asilo no caso do cometimento de
crimes comuns não vinculados à atividade política. A o meio ambiente é um direito das presentes e futuras
gerações.
9) Considere as situações hipotéticas abaixo apresentadas. B o Fundo Monetário Internacional não deve conceder
empréstimos para países que usem mão de obra infantil.
I João agrediu fisicamente sua secretária, ex-companheira, C liberdade, igualdade e fraternidade são os três princípios
machucando-a com um soco no rosto por se recusar a sair axiológicos fundamentais em matéria de direitos humanos.
com ele. D sanções econômicas deverão ser aplicadas pela ONU às
nações que não adotarem as recomendações da UDHR.
II Sebastião forçou sua esposa a prática de atos E deverá ocorrer intervenção humanitária pela ONU caso as
libidinosos, causando-lhe enorme dor psicológica. nações não adotem as recomendações da UDHR.
À luz da Convenção Interamericana para Prevenir, Punir e
Erradicar a Violência contra a Mulher, Convenção de
Belém do Pará, importante ferramenta de promoção da DPE/PA 2009 FCC
emancipação das mulheres, assinale a opção correta a
respeito das situações descritas.
12) A Declaração Universal de Direitos Humanos de 1948
A Ambas as situações enquadram-se na definição de inova a concepção de direitos humanos porque
violência contra a mulher. universaliza os direitos:
B Na situação I, não ficou caracterizada violência contra a
mulher, pois a agressão se deu dentro do lar. (A) civis, políticos, econômicos, sociais e culturais,
C Na situação II, não se caracterizou violência contra a conferindo-lhes paridade hierárquica.
mulher, pois a esposa tem obrigação conjugal de (B) enunciados na Declaração francesa de direitos
coabitação. humanos, assegurando globalmente direitos civis e políticos
D Nenhuma das situações caracteriza violência contra a e conferindo-lhes supremacia.
mulher. (C) enunciados na Declaração do Povo Trabalhador e
E Na situação I, não há violência de gênero contra a mulher, Explorado, assegurando globalmente direitos econômicos,
mas, sim, uma violência comum prevista na legislação penal sociais e culturais, conferindo-lhes supremacia.
nacional (D) civis, políticos, econômicos, sociais e culturais,
conferindo maior hierarquia aos direitos civis e políticos.
10) A respeito da incorporação dos tratados internacionais (E) enunciados na Declaração americana de direitos
de proteção dos direitos humanos ao direito brasileiro, humanos, assegurando globalmente direitos de
assinale a opção correta. solidariedade e conferindo-lhes supremacia.

A Antes da EC n.o 45, não havia, na doutrina brasileira, 13) A Declaração Universal de Direitos Humanos:
menção ao fato de que os tratados internacionais sobre
direitos humanos deveriam ter o status de norma (A) apresenta força jurídica vinculante, seja por constituir
constitucional. uma interpretação autorizada do artigo 55 da Carta das
Complexo de Ensino Renato Saraiva | www.renatosaraiva.com.br | (81) 3035.0105 3
DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA –
CURSO DE REVISÃO ATRAVÉS DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESTILO CESPE
Direitos Humanos
Prof. Rafael Barretto
rafaelconstitucional@terra.com.br

Nações Unidas, seja por constituir direito costumeiro (C) imediata, devendo os Estados dispor do máximo dos
internacional, conforme sustenta parte considerável da recursos disponíveis para a sua realização, permitido o
doutrina, consagrando ainda a ideia de que, para ser titular retrocesso social com base na reserva do possível.
de direitos, basta ser nacional de qualquer Estado. (D) progressiva, devendo os Estados dispor do máximo dos
(B) não apresenta qualquer força jurídica vinculante, recursos disponíveis para a sua realização, vedado o
consagrando a ideia de que, para ser titular de direitos, retrocesso social.
basta ser nacional de um Estado. (E) imediata, devendo ser implementados pelos Estados-
(C) apresenta força jurídica vinculante, seja por constituir partes no prazo de cinco anos a contar da ratificação dos
uma interpretação autorizada do artigo 55 da Carta das aludidos tratados.
Nações Unidas, seja por constituir direito costumeiro
internacional, conforme sustenta parte considerável da 16) O acesso à Corte Interamericana de Direitos Humanos,
doutrina, consagrando ainda a ideia de que, para ser titular órgão jurisdicional do sistema interamericano, é
de direitos, basta ser pessoa. assegurado:
(D) não apresenta qualquer força jurídica vinculante,
consagrando a ideia de que, para ser titular de direitos, (A) apenas aos Estados-partes e à Comissão
basta ser nacional de um Estado membro da ONU. Interamericana, sendo sua competência contenciosa
(E) apresenta força jurídica vinculante, por constituir uma prevista mediante cláusula facultativa.
interpretação autorizada das modernas Declarações de (B) a todo e qualquer indivíduo, grupo de indivíduos e
direito, conforme sustenta parte considerável da doutrina, organização não-governamental, sendo sua compe tência
consagrando ainda a idéia de que, para ser titular de contenciosa prevista mediante cláusula facultativa.
direitos, basta ser nacional de um Estado membro da ONU. (C) apenas aos Estados-partes e à Comissão Interamericana,
sendo sua competência contenciosa prevista mediante
14) O Pacto Internacional de Direitos Civis e Políticos cláusula obrigatória.
estabelece a aplicação: (D) a todo e qualquer indivíduo, grupo de indivíduos e
organização não-governamental, sendo sua competên Cia
(A) progressiva de direitos civis e políticos, contemplando contenciosa prevista mediante cláusula obrigatória.
os mecanismos de relatórios e, mediante Protocolo (E) apenas às organizações não-governamentais legalmente
Facultativo, a sistemática de petições individuais e constituídas em um ou mais Estados membros da OEA,
comunicações interestatais. sendo sua competência contenciosa prevista mediante
(B) progressiva de direitos civis e políticos, contemplando cláusula facultativa.
apenas o mecanismo de relatórios.
(C) imediata de direitos civis e políticos, contemplando os
mecanismos de relatórios, comunicações interestatais, DPE/SP 2009 FCC
petições individuais e investigações in loco.
(D) imediata de direitos civis e políticos, contemplando
apenas o mecanismo de relatórios. 17) As decisões proferidas pela Corte Interamericana de
(E) imediata de direitos civis e políticos, contemplando os Direitos Humanos, quando não implementadas pelo
mecanismos de relatórios e comunicações interestatais e, Estado brasileiro,
mediante Protocolo Facultativo, a sistemática de petições
individuais (A) podem ser executadas como título executivo judicial
perante a vara federal competente territorialmente.
15) O Pacto Internacional de Direitos Econômicos, Sociais (B) podem ser executadas como título executivo judicial
e Culturais e o Protocolo de San Salvador em matéria de perante o Supremo Tribunal Federal.
direitos econômicos, sociais e culturais prevêem que estes (C) servirão para que a Assembléia Anual da Organização
direitos têm aplicação: das Nações Unidas advirta o Estado brasileiro pelo
descumprimento da Convenção Americana de Direitos
(A) imediata, devendo ser implementados pelos Estados- Humanos.
partes no prazo de dois anos a contar da ratificação dos (D) podem ser executadas como título executivo judicial
aludidos tratados. perante a vara federal competente territorialmente, desde
(B) progressiva, estando condicionados à prévia que homologadas pelo Supremo Tribunal Federal.
implementação dos direitos civis e políticos, vedado o
retrocesso social.
Complexo de Ensino Renato Saraiva | www.renatosaraiva.com.br | (81) 3035.0105 4
DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA –
CURSO DE REVISÃO ATRAVÉS DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESTILO CESPE
Direitos Humanos
Prof. Rafael Barretto
rafaelconstitucional@terra.com.br

(E) servirão para que o Estado brasileiro sofra sanções definitivo destinadas a acelerar a igualdade de fato entre
internacionais, como a vedação à obtenção de mulheres e homens.
financiamentos externos. (B) trouxe, quando de sua adoção pela ONU, um completo
sistema de monitoramento, permitindo, inclusive,
18) A incorporação, no Brasil, de um tratado internacional denúncias individuais por mulheres em casos de violação.
de direitos humanos exige a: (C) a adoção pelo Brasil do Protocolo Facultativo à
Convenção, em 2002, aperfeiçoou a sistemática de
(A) ratificação pelo presidente da República e a edição de monitoramento da Convenção, com a possibilidade de
um decreto de execução. apresentação de denúncias por mulheres, individualmente
(B) assinatura do tratado, sua aprovação pelo Poder ou em grupos, em casos de violação.
Legislativo, sua ratificação pelo presidente da República e a (D) respeitou as diferenças culturais e a diversidade étnica
edição de um decreto de execução. ao permitir diferentes direitos e responsabilidades durante
(C) ratificação pelo presidente da República. o casamento e por ocasião da sua dissolução, permitindo
(D) assinatura do tratado, sua aprovação pelo Poder que cada Estado faça sua regulamentação interna.
Legislativo e sua ratificação pelo presidente da República. (E) ao evitar impor muitas obrigações aos Estados-partes
(E) aprovação pelo Poder Legislativo e a ratificação pelo que significassem ruptura imediata com padrões
presidente da República. estereotipados de educação de meninas e meninos, logrou
obter o maior número de ratificações de uma Convenção
19) No tocante aos mecanismos de monitoramento e da ONU.
implementação dos direitos que contemplam, o Pacto
Internacional dos Direitos Civis e Políticos e o Pacto 22) De acordo com o Direito Internacional dos Direitos
Internacional dos Direitos Econômicos, Sociais e Culturais Humanos, no tocante à interpretação, em caso de conflito,
têm em comum: das normas definidoras de direitos e garantias,

(A) o envio de relatórios, a comunicação interestatal e a (A) prevalece sempre a norma interna.
sistemática de petições. (B) norma posterior derroga a anterior.
(B) o envio de relatórios. (C) norma especial derroga a geral no que apresenta de
(C) o envio de relatórios, a comunicação interestatal e a específico.
sistemática de petições, mediante adesão à protocolo (D) prevalece sempre a norma mais benéfica à pessoa
facultativo. humana.
(D) o envio de relatórios e a comunicação interestatal. (E) prevalece sempre a norma internacional
(E) a sistemática de petições.
23) No Sistema Interamericano de Direitos Humanos,
20) No Protocolo de San Salvador está reconhecido o pessoas e organizações não-governamentais podem
direito de petição ao Sistema Interamericano de Direitos peticionar diretamente:
Humanos nos casos de violação:
(A) à Comissão Interamericana de Direitos Humanos e à
(A) do direito ao trabalho. Corte Interamericana de Direitos Humanos, a esta última
(B) dos direitos econômicos, sociais e culturais. somente para solicitar medidas provisórias em casos que já
(C) dos direitos à saúde e à educação. estejam sob sua análise.
(D) dos direitos à saúde e à moradia digna. (B) somente à Comissão Interamericana de Direitos
(E) dos direitos à livre associação sindical e à educação. Humanos.
(C) à Comissão Interamericana de Direitos Humanos e à
21) No sistema global, a Convenção sobre Eliminação de Corte Interamericana de Direitos Humanos, a esta última
Todas as Formas de Discriminação contra a Mulher, somente para solicitar medidas provisórias.
ratificada pelo Brasil em 1984, é um marco no tocante ao (D) à Comissão Interamericana de Direitos Humanos e à
combate da discriminação contra a mulher e na afirmação Corte Interamericana de Direitos Humanos.
de sua cidadania. Sobre essa Convenção é correto afirmar (E) à Comissão Interamericana de Direitos Humanos e à
que: Corte Interamericana de Direitos Humanos, a esta última
somente como instância recursal das decisões proferidas
(A) consagrou a possibilidade de adoção de “ações pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos.
afirmativas”, ou seja, de medidas especiais de caráter
Complexo de Ensino Renato Saraiva | www.renatosaraiva.com.br | (81) 3035.0105 5
DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA –
CURSO DE REVISÃO ATRAVÉS DE RESOLUÇÃO DE QUESTÕES ESTILO CESPE
Direitos Humanos
Prof. Rafael Barretto
rafaelconstitucional@terra.com.br

24) O denominado “Sistema ONU” de proteção dos


direitos humanos inclui:

(A) o Conselho de Direitos Humanos e o Tribunal Penal


Internacional.
(B) o Conselho de Direitos Humanos, os altos comissários,
os relatores especiais, os comitês criados pelos tratados
internacionais e o Tribunal Penal Internacional.
(C) a Corte Interamericana de Direitos Humanos, a Corte
Européia de Direitos Humanos e a Corte Africana de
Direitos Humanos.
(D) o Conselho de Direitos Humanos, os altos comissários,
os relatores especiais, os comitês criados pelos tratados
internacionais e a Corte Internacional de Justiça.
(E) o Conselho de Direitos Humanos, Corte Internacional de
Justiça e o Tribunal Penal Internacional.

25) O Tribunal Penal Internacional tem competência para


julgar pessoas:

(A) acusadas de crimes de guerra, contra a humanidade e


genocídio, ocorridos a partir da entrada em vigor do GABARITO
Estatuto de Roma, em 2002.
(B) acusadas de crimes de guerra, contra a humanidade e 1. C, E, C
genocídio, ocorridos a partir da entrada em vigor do 2. C, E
Estatuto de Roma, em 1998. 3. E, C
(C) acusadas de crimes de guerra, contra a humanidade, 4. D
genocídio e terrorismo. 5. D
(D) e Estados acusados de crimes de guerra, contra a 6. B
humanidade, genocídio e terrorismo. 7. E
(E) e Estados acusados de crimes de guerra, contra a 8. C
humanidade e genocídio. 9. A
10. C
11. C
12. A
13. C
14. E
15. D
16. A
17. A
18. D (discordo!)
19. B
20. B
21. C
22. D
23. A
24. B
25. A

Complexo de Ensino Renato Saraiva | www.renatosaraiva.com.br | (81) 3035.0105 6