Você está na página 1de 2

ANEXO

Simulação dos procedimentos contábeis para a transferência dos ativos de iluminação


pública para os municípios após a análise das contribuições da AP 54.

1. Adotou-se para esta simulação a depreciação relativa a uma taxa média de 4,00% para os
ativos de iluminação pública. A concessionária deverá adotar a taxa média de depreciação conforme o
mix de bens de iluminação pública constante nos seus registros contábeis. Também foi considerado como
ano de partida ativos de IP imobilizados 5 anos antes da revisão do 2º ciclo.

2. Na data da revisão do 2º ciclo tem-se a seguinte configuração para os ativos de IP na conta de


imobilizado em serviço e sua contrapartida nas OEs (que não amortizavam).

Ativos de IP Obrigações Especiais


VOC TAXA TEMPO DEPREC SALDO OE TAXA TEMPO AMORTIZ SALDO
Data da 2ª
CRTP 50.000,00 4,00% 5 10.000,00 40.000,00 50.000,00 0,00% 0 0 50.000,00

50.000,00 10.000,00 40.000,00 50.000,00 50.000,00

3. Para os valores registrados quando da transferência dos ativos para os municípios,


acrescentando-se R$ 10.000,00 de investimentos em IP no período após a 2ª revisão, para este caso
hipotético, temos os valores exemplificados abaixo:

Data da 2ª Ativos de IP Obrigações Especiais - Iluminação Pública


RTP + Cotas VOC TAXA TEMPO DEPREC SALDO VOC TAXA TEMPO DEPREC SALDO
atual
Adições
50.000,00 4,00% 8 16.000,00 34.000,00 50.000,00 4,00% 3 6.000,00 44.000,00
após
homologaçã 10.000,00 4,00% 2 800,00 9.200,00 10.000,00 4,00% 2 800,00 9.200,00
o do 2º 60.000,00 16.800,00 43.200,00 60.000,00 6.800,00 53.200,00

4. Quando da transferência dos ativos de Iluminação Pública para os municípios os valores de


baixa para o caso hipotético se dará conforme quadro abaixo.

VALORES DA BAIXA AIS/OE DE IP


Baixa do AIS Baixa das Obrigações Especiais
VOC TAXA TEMPO DEPREC SALDO OE TAXA TEMPO AMORTIZ SALDO
6.000,00 6.000,00
Total
34.000,00 0,00 34.000,00
10.000,00 800,00 9.200,00
60.000,00 16.800,00 43.200,00 50.000,00 6.800,00 43.200,00

5. Ressalte-se que o valor de R$ 34.000,00 das OE’s a ser baixado corresponde ao valor
residual dos ativos de IP na época da 2ª revisão cujo VOC é R$ 50.000,00 obtidos subtraindo-se 3 anos de
amortização destas OEs a partir do 2º ciclo e também subtraindo-se mais 5 anos correspondente ao
período anterior quando não havia amortização das OEs mas a empresa obteve recursos via despesa
operacional destes ativos totalizando os 8 anos desde o início da imobilização.
6. Desta forma a simulação acima é representada pelos seguintes lançamentos contábeis:

Baixa do AIS - VOC


D - 112.91 (ODD) 60.000,00
C - 132.03.1.1.05 60.000,00
Baixa do AIS - DAC
D - 132.03.1.5.05 16.800,00
C - 112.91 (ODD) 16.800,00
Baixa de OE - VOC
D - 223.03.1.1.0X 50.000,00
C - 112.91 (ODD) 50.000,00
Baixa de OE - Amortização
D - 112.91 (ODD) 6.800,00
C - 223.03.1.5.0X 6.800,00

Ainda quanto aos ativos de Iluminação que estiverem em obra, deverá ser dado baixa em
contrapartida das Obrigações Especiais em obras correspondentes, pelos valores de custo, sem impactos
na tarifa segundo as disposições estabelecidas no Manual de Contabilidade do Setor Elétrico – MCSE.