Você está na página 1de 11

Calton Abel Pires

Obtenção laboratorial do Amoníaco (NH3)

(Licenciatura em Ensino de Química)

Universidade Rovuma

Nampula

2020
1

Calton Abel Pires

Obtenção laboratorial do Amoníaco (NH3)

Relatório individual de carácter avaliativo da


cadeira de Laboratório de Química II do curso
de Química 2o ano, leccionada pelo:
dr. Adélio Joaquim Cônsula

Universidade Rovuma

Nampula

2020
2

Índice
1. Objectivo ............................................................................................................................. 3

2. Resumo Teórico .................................................................................................................. 3

3. Parte Experimental .............................................................................................................. 4

3.1. Materiais .............................................................................................................................. 4

3.2. Reagentes ............................................................................................................................. 4

3.3. Procedimentos ..................................................................................................................... 4

4. Resultados e Discussão ....................................................................................................... 5

5. Conclusão ............................................................................................................................ 6

6. Referências Bibliográficas .................................................................................................. 7

Anexos ........................................................................................................................................ 8

Figura 1. Montagem da aparelhagem para a produção laboratorial do NH3. ............................. 9

Figura 2. Borbulhar da água devido a presença do NH3. ........................................................... 9

Figura 3. Fumaça produzida no contacto entre o NH3 e o HCℓ concentrado. .......................... 10

Figura 4. Presença da cor azul no papel de tornassol quando em contacto com o NH3. .......... 10
3

1. Objectivo

Este relatório tem por objectivo, descrever o método laboratorial de obtenção do


amoníaco (NH3) a partir da reacção entre o óxido de cálcio e o cloreto de amónio.

2. Resumo Teórico

Neste relatório que tem como enfoque falar da “obtenção laboratorial do amoníaco
(NH3), estão vinculados os métodos e procedimentos laboratoriais de sua obtenção, a
discrição da aparelhagem e esquemas, observações e discussão dos resultados e o sustentado
bibliográfico com base nalgumas fontes literárias.

“A amónia é um gás incolor (ponto de ebulição normal – 33,4°C) com um odor pungente
característico. Não é muito tóxica, embora a inalação do gás em altas concentrações cause
sérios problemas respiratórios.” (RUSSEL, 1994, p. 420).

“A amónia é um gás pungente, tóxico, que condensa para formar um líquido a -33oC.”
(ATKINS & JONES, 2012, p. 642).

A nível de laboratorial, um dos métodos fácil de obtenção do amoníaco, consiste na


reacção entre o cloreto de amónio (NH4Cℓ) e o óxido de cálcio (CaO), de acordo com a
equação:

2NH4Cℓ (aq) + CaO (s) CaCℓ2 (aq) + H2O (ℓ) + 2NH3 (g)
4

3. Parte Experimental

1 Suporte universal e garras

1 Balão de fundo redondo

1 Placa de Petri e espátula

3.1. Materiais 1 Lamparina, Rolha e Tripé

1 Tubo de ensaio e fósforos

1 Mangueira, Água destilada e funil

1 Cuba de vidro, Pisseta e pau de vidro

HCℓ(concentrado) e papel de tornassol

Óxido de cálcio (CaO)


3.2. Reagentes
Cloreto de amónio (NH4Cℓ)
3.3. Procedimentos

 Com o aparelho já completamente montado como mostra a figura 1 dos anexos e, com
uma espátula colocou-se o CaO na placa de Petri;

 Jogou-se para dentro do balão de fundo redondo o CaO, assim como o NH4Cℓ com o
auxílio do funil e fechou-se o balão com uma rolha;

 Com a chama de um palito de fósforo esquentou-se a lamparina e assim com o


decorrer do tempo foi aquecendo o balão;

 Mergulhou-se o pau de vidro na solução de HCℓ (conce) e pôs-se em contacto com NH3
produzido (contido no tubo de ensaio);

 Molhou-se o papel de tornassol com uma gota de água e pôs-se em contacto com NH3
produzido;
5

4. Resultados e Discussão

Durante a reacção química entre o óxido de cálcio e cloreto de amónio, observou-se


que quando estes entram em contacto (o óxido de cálcio com o cloreto de amónio), reagem
formando cloreto de cálcio, água e amoníaco (borbulhando a água, como mostra a figura 2
dos anexos). No entanto, para que essa reacção aconteça é necessário que um pouco de
energia seja introduzida ao sistema. Por isso foi usado a chama do fósforo liberando energia
suficiente para iniciar a reacção entre o cloreto de amónio e o óxido de cálcio.

2NH4Cℓ (aq) + CaO (s) CaCℓ2 (aq) + H2O (ℓ) + 2NH3 (g)

Ao pôr-se em contacto o NH3 produzido (contido no tubo de ensaio) com o pau de


vidro mergulhado na solução de HCℓ concentrado, observou-se a libertação de fumaça
branca, veja figura 3 dos anexos.

Da mesma forma ao colocar-se em contacto o NH3 produzido com o papel de


tornassol, observou-se a presença da cor azul no papel de tornassol. Notando-se que, quando a
reacção do cloreto de amónio com o óxido de cálcio começa, acontece a liberação do
amoníaco gasoso. O amoníaco tem carácter básico e suas soluções apresentam pH acima de 8.
Ao entrar em contacto com o papel de tornassol se colora de azul. Veja figura 4 dos anexos.

O papel de tornassol pode se apresentar em três diferentes cores: vermelha, azul ou


neutra. O papel tornassol muda de cor ao entrar em contacto com uma determinada solução.

Exemplo: O papel tornassol azul, em presença de uma solução ácida, muda da cor azul para a
vermelha. Isso ocorre porque os iões reagem mudando o arranjo dos átomos presentes no
indicador.

Tornassol vermelho é usado para testar bases, tornassol azul para testar ácidos e tornassol
neutro para testar os dois. O papel tornassol vermelho, em contacto com uma base, muda da
cor vermelha para a azul. O papel neutro, em contacto com ácidos, torna-se vermelho; em
contacto com bases, torna-se azul.1

1
http://www.uece.br/eventos/semanafeclesc2/anais/resumos/3228.html. Acesso em 06 de Junho de 2020.
6

5. Conclusão

Para que a reacção entre o óxido de cálcio e o cloreto de amónio aconteça, é


necessário que um pouco de energia seja introduzida ao sistema, e ao reagirem formam
cloreto de cálcio, água e amónia.

Quando colocado o amoníaco entra em contacto produzido com uma solução de HCℓ
concentrado, observa-se a libertação de fumaça branca. E ao pôr-se em contacto com o papel
de tornassol vermelho ou neutro, é notório a presença da cor azul no mesmo papel de
tornassol.
7

6. Referências Bibliográficas

RUSSELL, B. John. Química Geral volume 2. 1a ed., São Paulo: Makron Books, 1994.

ATKINS, Peter; JONES, Loretta. Princípios de química: questionando a vida moderna e o


meio ambiente. 5a ed. Porto Alegre: Bookman, 2012.

http://www.uece.br/eventos/semanafeclesc2/anais/resumos/3228.html. Acesso em 06 de
Junho de 2020.
8

Anexos
9

Figura 1. Montagem da aparelhagem para a produção laboratorial do NH3.

Figura 2. Borbulhar da água devido a presença do NH3.


10

Figura 3. Fumaça produzida no contacto entre o NH3 e o HCℓ concentrado.

Figura 4. Presença da cor azul no papel de tornassol quando em contacto com o NH3.