Você está na página 1de 61

Antropoceno e o

colapso sistêmico
global
José Eustáquio Diniz Alves
Pesquisador independente

27/06/2020
Sumário
• Emergência climática e Terra Inabitável;
• Aumento do CO2 e da Temperatura global no longo prazo;
• Temperatura e CO2 no longo prazo;
• Crescimento demoeconômico global;
• Pegada ecológica, biocapacidade e déficit ambiental;
• Fronteiras Planetárias;
• Emissões de Gases de Efeito Estufa;
• Aquecimento global e seus impactos;
• Acordo de Paris;
• Roadmap para reduzir as emissões;
• Colapso Sistêmico Global;
• Considerações finais.
“Quero que vocês ajam como se a casa
estivesse pegando fogo, porque está!”
Greta Thunberg (janeiro 2019)

“Nossa casa ainda está pegando fogo e


vocês estão jogando gasolina nas chamas!”
Greta Thunberg (janeiro 2020)
Estamos caminhando para
uma Terra Inabitável?
David Wallace-Wells (2019)

A Terra inabitável”

"É pior, muito pior do que você pensa"

Uma avaliação horripilante do que poderíamos


esperar como resultado da mudança climática, se
não mudarmos o padrão de produção e consumo,
num cenário de crescimento econômico e
populacional.
ALVES, JED. A dinâmica demográfica global em uma “Terra inabitável”,
Revista Latinoamericana de Población, Vol. 14 Núm. 26, 12/2019
https://revistarelap.org/index.php/relap/article/view/239
Hoje, 27/06/20: 10 milhões de infectados e 500 mil mortes

A emergência sanitária
vai passar....
Mas a emergência
climática vai continuar...
Demografia
mundial
• Nascem 140 milhões de bebês por ano;
• Morrem 60 milhões de pessoas por ano;
• A população mundial cresce em 80
milhões de habitantes ano
A emergência climática será mais devastadora no
longo prazo do que a emergência sanitária

Maior temperatura e maior concentração de CO2


em 5 milhões de anos

A humanidade nunca viveu algo assim


Maior concentração de CO2 em 800 mil anos

https://climate.nasa.gov/climate_resources/24/graphic-the-relentless-rise-of-carbon-dioxide/
Concentração de CO2 é a mais alta em 10 milhões de anos
Temperatura da Terra - 600 milhões de anos

Hominídeos
v Homo
v
Sapiens
Homo
v

Fonte: https://en.wikipedia.org/wiki/Geologic_temperature_record Fim


Neandertais
CO2
e
Temperatura
Emergência Climática no Antropoceno
Maior temperatura em 5 milhões de anos

Antropoceno
A temperatura global tem se acelerado nas últimas décadas

ALVES, JED. O ano de 2020 está a caminho de ser o mais quente do Antropoceno, Ecodebate, 16/03/2020
https://www.ecodebate.com.br/2020/03/16/o-ano-de-2020-esta-a-caminho-de-ser-o-mais-quente-do-antropoceno-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/
A temperatura acelera mesmo com a pandemia....

ALVES, JED. A temperatura global em 2020 pode ser recorde, Ecodebate, 22/06/2020
https://www.ecodebate.com.br/2020/06/22/a-temperatura-global-em-2020-pode-ser-recorde-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves//
O crescimento demoeconômico
e
A grande aceleração
Crescimento demoeconômico global

• A humanidade nunca
experimentou um
crescimento demoeconômico
tão grande como nos últimos
250 anos;
• Houve um grande avanço das
condições de vida das
populações;
• Mas o impacto ambiental foi
enorme e ameaça as bases
ecológicas do Planeta.
A explosão de consumo no mundo no século XX

Fonte: New Scientist, October 18, 2008, p. 40; Disponível em: http://dowbor.org/ar/ns.doc
A humanidade ultrapassou
a
capacidade de carga da Terra

Emergência climática e ambiental


Desde a década de 1970 a humanidade vive
em déficit ambiental (que aumenta a cada ano)
• A Pegada Ecológica
permite avaliar a
demanda humana por
recursos naturais;
• A Biocapacidade avalia o
montante de terra e água
biologicamente
produtivos, para prover
bens e serviços do
ecossistema à demanda
humana por consumo;
• Em 2016, o mundo tinha
um déficit ambiental de
70% (estava consumindo
1,7 Planeta).
O mundo teria
déficit ambiental
mesmo
eliminando os
países ricos
O imperativo do crescimento demoeconômico global
leva à degradação ambiental

Wiedmann, T., Lenzen, M., Keyßer, L.T. et al. Scientists’ warning on affluence. Nat Commun 11, 3107 (2020) https://doi.org/10.1038/s41467-020-16941-y
O estado atual das variáveis de controle para sete das nove Fronteiras Planetárias

Artigo da Revista Science


(01/2015), mostra que
quatro das nove fronteiras
planetárias foram
ultrapassadas:
• Mudanças climáticas;
• Perda da integridade da
biosfera;
• Mudança no uso da terra;
• Fluxos biogeoquímicos
(fósforo e nitrogênio);
As duas primeiras são o que
os cientistas chamam de
"limites fundamentais" e,
ultrapassadas, podem gerar
um colapso ambiental;

Planetary Boundaries 2.0 http://www.stockholmresilience.org/21/research/research-news/1-15-2015-planetary-boundaries-2.0---new-and-improved.html


PERDA DE BIODIVERSIDADE e ECOCÍDIO
A parte não pode ser maior do que o todo
A economia atual tem que decrescer para caber nos ecossistemas
“Não tem mais mundo para todo mundo”

ALVES, JED. Mundo cheio e decrescimento, Ecodebate, 03/06/2016 (com base em Herman Daly)
https://www.ecodebate.com.br/2016/06/03/mundo-cheio-e-decrescimento-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/
DANOWSKI, Déborah. “Não tem mais mundo pra todo mundo”, Entrevista Pública, 05/06/2020
https://apublica.org/2020/06/nao-tem-mais-mundo-pra-todo-mundo-diz-deborah-danowski/
Emergência climática e ambiental
• Perda de biodiversidade e Ecocídio (6ª extinção em massa das espécies);
• Inseticídio (Síndrome do Colapso das Colmeias, etc.);
• Ondas letais de calor;
• Incêndios e queimadas;
• Furacões e inundações;
• Degelo do Ártico, Antártida, Groenlândia e glaciares;
• Elevação do nível do mar e naufrágio dos deltas dos rios;
• Desmatamento e desertificação;
• Erosão dos solos;
• Acidificação dos oceanos;
• Crise hídrica;
• Insegurança alimentar;
• Pandemias.
As mudanças climáticas
podem trazer múltiplos
desastres simultâneos

No total, os pesquisadores identificaram


467 maneiras distintas em que a
sociedade já está sendo impactada pelo
aumento dos extremos climáticos e, em
seguida, expuseram como essas
ameaças provavelmente se acumularão
umas nas outras nas próximas décadas.

https://www.ecodebate.com.br/2018/12/19/as-
mudancas-climaticas-podem-trazer-multiplos-desastres-
simultaneos-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/
O crescimento demoeconômico
e
As emissões de CO2
Emissões de gases de efeito estufa
“Eficiência energética do petróleo: três colheres
contêm o equivalente à energia média de oito horas
de trabalho humano”

O uso de combustíveis fósseis foi o principal gerador de gases de efeito estufa e fez elevar a “curva de
Keeling” de cerca de 315 partes por milhão (ppm) em 1960 para mais de 418 ppm em 01/06/2020. O
nível seguro para evitar um desastre é 350 ppm.
Emissões e Temperatura
População e Temperatura
População e Emissões de CO2
Economia e Temperatura
Economia e Emissões de CO2
Países de renda baixa e média aumentam as emissões
Países pobres
e de renda
média
aumentam a
participação
nas emissões
globais
As emissões crescem mais rápido nos países de renda média
O Acordo de Paris
e
A redução das emissões de CO2
Maior concentração de CO2 da história humana

418,3 PPM
01/06/2020
XX

https://350.org/pt/about/science/
Maior concentração de CO2 da história humana
Concentração de CO2 cresce a 2,5 ppm ao ano
O aquecimento global atual é 10 vezes mais rápido
do que os eventos anteriores

56 milhões anos
5º C
5 mil anos

201 milhões anos


4º C
10 mil anos

252 milhões anos


8º C
60 mil anos
1,5º C
O mundo tem 10 anos para reduzir as emissões em 50%
Mas a queda que teve durante a pandemia não foi suficiente e praticamente
já retornou para o “velho normal
2º C
O Colapso Sistêmico Global

ALVES, JED. Colapso sistêmico global, Ecodebate, 12/02/2020


https://www.ecodebate.com.br/2020/02/12/colapso-sistemico-global-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/
Future Earth. Our Future on Earth 2020.
www.futureearth.org/publications/our-future-on-earth
Havia 6 trilhões de árvores no mundo no
passado. A humanidade destruiu a
metade das florestas. Hoje há 3 trilhões,
mas derruba 15 bilhões de árvores,
recupera 5 bilhões = -10 bilhões de
árvores por ano!
Ondas letais de calor

https://insideclimatenews.org/news/19062017/heat-waves-world-population-risk-endangered-climate-change-study

https://www.dw.com/en/deadly-heat-waves-set-to-surge-due-to-climate-change/a-39326267
Ciclone deixa 23 mortos e 500 mil
deslocados em Bangladesh
Temperatura chega a 51 graus em
cidade na Índia

A onda de calor na Índia quebrou o recorde de


temperaturas no país. No dia 19/05/16, foram
registrados 51 graus Celsius na cidade de Phalodi, no
estado desértico do Rajastão.
Cidades mais sujeitas
às inundações costeiras
2010 e 2070

Coastal Flooding Will Hit World’s Biggest Polluters


Hardest Ryan Grenoble 05/16/2016
http://www.huffingtonpost.com/entry/biggest-polluters-climate-change-
flooding_us_573a007ee4b08f96c183b311?ir=Green&section=us_green&
utm_hp_ref=green
https://www.theatlantic.com/photo/2019/09/hurricane-dorian-damage-bahamas-photos/597463/

Furacão Dorian – 09/2019


Terra Estufa!
Efeito dominó: "As emissões antropogênicas de gases de efeito estufa não são o único determinante da temperatura na
Terra. Nosso estudo sugere que o aquecimento global de 2° C induzido pelas atividades antrópicas podem desencadear
outros processos do sistema terrestre, frequentemente chamados de ‘feedbacks’, que podem impulsionar ainda mais o
aquecimento - mesmo se paramos de emitir gases de efeito estufa“.

Will Steffen et al. Trajectories of the Earth System in the Anthropocene, PNAS, 2018 https://www.pnas.org/content/pnas/115/33/8252.full.pdf
Alerta dos cientistas sobre emergência climática
“Para garantir um futuro sustentável, precisamos mudar a forma como
vivemos, de maneira a melhorar os sinais vitais do Planeta. O crescimento
econômico e populacional estão entre os fatores mais importantes para o
aumento das emissões de CO2 provenientes da combustão de combustíveis
fósseis; portanto, precisamos de transformações ousadas e drásticas em
relação às políticas econômicas e populacionais.

Sugerimos seis etapas críticas e inter-relacionadas (em nenhuma ordem


específica) que governos, empresas e o resto da humanidade podem tomar
para diminuir os piores efeitos das mudanças climáticas. Essas são etapas
importantes, mas não são as únicas ações necessárias ou possíveis: Energia,
Poluentes de vida curta, Natureza, Alimento, Economia e População”

ALVES, JED. Cientistas alertam para a emergência climática e o crescimento populacional, Ecodebate,
15/11/2019
https://www.ecodebate.com.br/2019/11/15/cientistas-alertam-para-a-emergencia-climatica-e-o-crescimento-
populacional-artigo-de-jose-eustaquio-diniz-alves/
Múltiplas eco-crises podem provocar colapso sistêmico

• 1) Mudanças climáticas; 2) eventos climáticos extremos, de furacões a


ondas de calor; 3) declínio de ecossistemas que sustentam a vida; 4)
segurança alimentar; 5) diminuição da quantidade de água potável -
cada um representa um desafio monumental para a humanidade no
século XXI.

• Dos 30 riscos em escala global, esses cinco estão no topo da lista em


termos de probabilidade e impacto, de acordo com cientistas
pesquisados ​pela Future Earth
Para evitar o “Colapso Sistêmico Global”
• Reduzir drasticamente o consumo de combustíveis fósseis e fazer a transição
energética para fontes renováveis e a transição na indústria automobilística
para carros elétricos e compartilhados; Investir no transporte coletivo;
• Decrescer os gastos militares e reduzir a produção e uso de instrumentos de
guerra;
• Decrescer a produção e o consumo de fertilizantes químicos e agrotóxicos e
aumentar os investimentos na agricultura orgânica, na permacultura, etc.
• Decrescer as áreas de pastagem e a produção e o consumo de proteína
animal, promovendo a transição para uma dieta vegetariana ou vegana;
• Aumentar as áreas de florestas, de vegetação nativa e a biodiversidade;
• Decrescer as desigualdades, o consumo conspícuo, os bens de luxo, etc.;
• Garantir os direitos sexuais e reprodutivos e taxas de fecundidade abaixo do
nível de reposição.
• Garantir o decrescimento demoeconômico (reduzindo a Pegada Ecológica),
com qualidade de vida humana e ambiental.
FIM

OBRIGADO!

jed_alves@yahoo.com.br

Você também pode gostar