Você está na página 1de 1

ras t o m a m o s encomenda p a r a C r $

1.500,00 de Marcha da Civilização.


Êle está fazendo u m a e n t r e g a de
Cr$ 10.000,000, t r a b a l h o de u m
mês apenas. Teve esta expressão:
" D e u s a i n d a apoia o t r a b a l h o d a
colportagem."
I n i c i e i o r e c r u t a José P. N a s c i -
m e n t o , e e m poucas horas t o m a -
mos encomenda de C r $ 1.200,00 do
Jogo H o r a . Está agora fazendo
entregas de quase C r $ 9.000,00, t r a -
b a l h o de u m mês. E m nossa últi-
ma visita já t i n h a j u n t o u m outro,
t r e i n a n d o - o p a r a ser u m c o l p o r -
t o r , e está j á c o l p o r t a n d o como
c o l p o r t o r a s p i r a n t e . Todos os o u -
t r o s estão fazendo progresso t a m -
bém. Este sucesso, creio, é o r e s u l -
t a d o d u m a consagração genuína,
desejosa de m e l h o r servir ao nosso
querido Mestre.
Somos m u i t o poucos; precisamos
m u i t o s mais. Vós, que estais i n d e c i -
sos, que d i a n t e desses fatos c o n -
cretos, o Espírito S a n t o i n f l a m e
o vosso coração c o m o desejo de
t r a b a l h a r pelo nosso q u e r i d o B r a -
sil.

Sua, o que Êle e n x e r g o u n o p r o - zelo e c a p r i c h o , o S e n h o r v a l o r i z a - "...Terão Visões Vossos


f u n d o s i g n i f i c a d o d a o f e r t a d a viú-
va pobre.
rá o nosso t r a b a l h o , p r i n c i p a l m e n -
te o d a j u v e n t u d e . Mancebos." Joel 2:28
A o volver o o l h a r p a r a o n o b r e e E a j u v e n t u d e do Educandário
s a n t o t r a b a l h o d a r e c o l t a , nosso A d v e n t i s t a de Butiá é zelosa, v a - Por G. F. EBINGER
coração sente-se cheio de e n t u - lorosa e destemida, pois t e m d e -
siasmo, pois queremos fazer t u d o
p o r C r i s t o , sendo que Êle fêz t u d o
m o n s t r a d o isto n o ótimo t r a b a l h o
da r e c o l t a n a s cidades de R i o N e -
U M A bela experiência r e l a t a - n o s
o interessado V i c e n t e
Góis, que m o r a e m P o m b a l , B a h i a ,
Assis
p o r nós. gro, M a f r a , L a p a , Itaiópolis, Três e c o m o q u a l t i v e o privilégio de
A o e n t r a r m o s nesse t r a b a l h o , t e - Barras, Canoinhas e Serra A l t a conversar pessoalmente.
m o s a feliz o p o r t u n i d a d e de t r a v a r e o u t r o s i m p o r t a n t e s lugares cujos
relações c o m ^ o r a ç õ e s diversos, v e r alvos f o r a m duplicados e u l t r a p a s - Este senhor estava e x a m i n a n d o
c o m o se a b r e m as a l g i b e i r a s d o l a - sados. as E s c r i t u r a s a f i m de conhecer o
v r a d o r e os cofres o p u l e n t o s dos c a m i n h o d a verdade, m a s como não
comerciantes e industriais, e den- p o d i a compreender certas coisas,
t r o de nós mesmos s e n t i m o s a doce a n d a v a p r o c u r a n d o saber c o m os
emoção de que há u m D e u s n o céu
que abençoa a todos c o m a m e s m a
A Colportagem na Mis- p r o t e s t a n t e s do l u g a r . P e r g u n t a -
va sobre o v e r d a d e i r o d i a de g u a r -
da, e n a t u r a l m e n t e eles todos l h e
bênção.
A p r e n d e m o s que neste m u n d o
são Rio-Minas i n d i c a v a m o d o m i n g o como d i a de
g u a r d a d a Bíblia. M a s não ficava
não há gente r u i m m a s s i m a l g u n s Por JOSÉ A U G U S T O VALADO s a t i s f e i t o c o m isso, porque a Bíblia
h o m e n s que p e n s a m não depende-
dizia diferente.
r e m d a c o l e t i v i d a d e e pouco de
Deus, e a estes n o s i m p o r t a fazer
conhecidas as verdades d a S a l v a -
P O D E M O S dizer que até a q u i nos
a j u d o u o Senhor, e apesar • de
sempre s u r g i r e m p r o b l e m a s sérios,
C o m o q u e r i a t e r t o d a a certeza
nesta questão, p a r a seguir o que
era r e t o , resolveu e n t r e g a r o caso
ção e misericórdia de Jesus C r i s t o t e m o - l o s vencido u m a u m . T e -
e S e u a m o r p a r a c o m eles. a Deus e m oração, o r a n d o desta
mos cada d i a pedido ao S e n h o r f o r m a : " S e n h o r Deus Todo-pode-
P a r a esse f i m há n o Educandá- que nos dê h o m e n s consagrados
r i o A d v e n t i s t a de Butiá jovens r e - roso, C r i a d o r dos céus e d a t e r r a ,
ao Seu serviço e Êle nos t e m a t e n - T u , Senhor, conhecedor de todas
solutos, p r o n t o s ao t r a b a l h o m i s - dido.
sionário, pois, d a d a a voz de m a r - as coisas, b e m sei que n a d a é e n -
c h a , todos estamos e m posição de Realizamos o nosso C u r s o de coberto d i a n t e de T i , peço-Te m o s -
m a r c h a r r u m o ao êxito. C o l p o r t a g e m de 20 a 28 de j u l h o t r a r - m e os T e u s c a m i n h o s , pois os
de 1945. A s instruções m i n i s t r a - homens nada entendem e f a l a m
A o serem distribuídos Os campos das n o mesmo sobre a a r t e de c o n t r a a T u a L e i . Desejo conhecer
p a r a a r e c o l t a , logo todos saímos a vender, pelos irmãos José J e r e m i a s o T e u verdadeiro caminho e o ver-
t r a b a l h a r c o m a r d e n t e ânimo e de O l i v e i r a , E. D o e h n e r t e o s i g - dadeiro d i a de repouso. Agora,
u m " só coração, certos d e q u e . D e u s natário, f o r a m recebidas c o m m u i - Senhor, escuta o m e u rogo e m a n -
i a à f r e n t e e nos a j u d a r i a , como e m to interesse p o r p a r t e dos c o l - da o T e u a n j o p a r a m e d e c l a r a r a
verdade aconteceu. portores, e m número de 14. A verdade, o u e m sonho o u e m visão,
A l u n o s e professores, e todos os p a r t e e s p i r i t u a l esteve a cargo pois desejo m u i t o conhecer o v e r -
irmãos d a redondeza, pusemos dos Pastores J . H . B o e h m e K . d a d e i r o c a m i n h o : N ã o peço p o r -
mãos à o b r a e o t r a b a l h o f o i f e i t o , Tulaszewski. N o d i a 28 todos os que mereça, pois sou i n d i g n o p e -
pois onde há bênção e cooperação colportores se r e c o n s a g r a r a m ao cador, m a s peço pela T u a bondade
t u d o é f a c i l m e n t e resolvido. S e n h o r e a Seu Serviço, p r o m e t e n - e misericórdia. Faze de m i m u m
Sob a direção de Deus o i m p o s - do ser m a i s zelosos n o t r a b a l h o p a - servo T e u , apesar de pecador, e
sível é realizado, as m a i o r e s b a r - r a t o r n a r conhecido o " H o m e m d a f a z e - m e conhecer os Teus c a m i -
r e i r a s são t r a n s p o s t a s e t u d o se Galiléia". nhos. A u m e n t a a m i n h a fé, p a r a
t o r n a vencível. A o v i s i t a r depois o c o l p o r t o r João que meus pecados s e j a m apagados,
Q u a n d o Gedeão t r a b a l h a v a m a - M a l a q u i a s , disse-nos: " T e n h o v i s - pois pela fé e m T i , Jesus, é que
l h a n d o o t r i g o de seu p a i , c u i d a n d o to a mão de Deus b e m visível, podemos ser salvos."
de u m t r a b a l h o n o b r e n u m t e m p o a p o i a n d o o m e u t r a b a l h o " . Este A s s i m êle o r o u várias vezes. N o
difícil, o a n j o do S e n h o r l h e a p a - irmão n u m mês t o m o u de enco- d i a 15 de a b r i l de 1945 f o i - l h e r e -
receu e disse: " O S e n h o r é c o n t i - m e n d a s de Jogo H o r a , C r $ 5.000,00. velada a certeza, pois o Senhor
go, varão v a l o r o s o " . Ao iniciar o trabalho c o m o l h e o u v i u o rogo e m a n d o u o Seu
Se t r a b a l h a r m o s c o m esmero, c o l p o r t o r José R. Lugão, e m 3 h o - (Continua na página 22)