Você está na página 1de 4

JUROS COMPOSTOS – MAT. FINANCEIRA – PROF.

EDMAR JUNIOR

Você sabia que o poder dos juros compostos pode multiplicar o seu dinheiro? Muitas
pessoas não sabem o que são juros compostos e muito menos como utilizá-los para investir de
forma consciente e rentável.
Elas cometem erros graves por causa disso e deixam de aproveitar todo o potencial do seu
dinheiro aplicado.
Talvez você já tenha aprendido algo sobre juros compostos e matemática financeira na
escola, mas você sabe utilizar esse conhecimento? Por isso, os juros compostos são um tema
importantíssimo para todo investidor que está começando a aplicar.
Provavelmente, a sua vida já seja impactada com os juros compostos, ainda que você não
tenha se dado conta. Por exemplo, você possui um empréstimo consignado, financiamento de
carro/casa ou dinheiro aplicado na caderneta de poupança?
Todos esses exemplos são sujeitos à ação dos juros compostos.
Veja, então, como é fundamental entender como eles agem na sua vida, para utilizá-los de forma
positiva.
Neste texto, vamos mostrar para você como usar os juros compostos para ganhar
dinheiro investindo.

O que são juros compostos?

Depois dessa explicação sobre o que são juros compostos, você não terá mais dúvidas.
Juros compostos são a aplicação de juros sobre juros.
Imagine uma pessoa desorganizada financeiramente, que não conseguiu pagar as suas contas
e, todo mês, a dívida aumenta porque os juros começam a incidir sobre os juros já existentes.
Essa bola de neve se chama juros compostos.
Então, é importante que você tenha educação financeira para não estar do lado errado dela.
Afinal, investir é muito parecido com emprestar dinheiro, como o banco faz com as pessoas.
É por isso que a maioria dos investimentos são chamados de títulos de dívida.
Um emissor (empresa, governo ou banco) precisa captar dinheiro e, então, emite uma
espécie de contrato de dívida, regulamentado pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).
Quem compra uma cota desse contrato, empresta dinheiro ao emissor, automaticamente,
tornando-se credor. Ao fim do período estipulado no contrato, ou quando o investidor quiser, ele
recebe o seu capital acrescido de juros.
Os investimentos, normalmente, rendem mensalmente. Então, quando você permanece com seu
dinheiro investido por mais de um mês, os novos rendimentos ocorrerão também sobre os seus
lucros passados.
Veja como é simples entender o que são juros compostos com este exemplo prático:
Imagine que você emprestou R$ 1.000 para um amigo para ele devolver em 6 meses, e cobrou 10%
ao mês de juros. Você não receberá apenas R$ 1.600 de volta (retorno de 60%).
No primeiro mês, o seu dinheiro aplicado será de R$ 1.100 com o primeiro rendimento. No
segundo mês, os 10% vão incidir sobre o valor de R$ 1.100 e assim por diante.
Veja como será o rendimento no final do período:

Capital aplicado com


Mês ação dos juros Juros no mês Juros acumulados
compostos (10% a.m.)
0 R$ 1000 0 0
1º R$ 1100 R$ 100 R$ 100
2º R$ 1210 R$ 110 R$ 210
3º R$ 1331 R$ 121 R$ 331
4º R$ 1464,10 R$ 133,10 R$ 464,10
5º R$ 1626,24 R$ 146,41 R$ 610,51
6º R$ 1778,86 R$ 161,05 R$ 771,56

Percebeu como é simples? Em vez de ganhar apenas R$ 100 por mês de juros, você receberá
de acordo com o tempo aplicado. Graças aos juros compostos, você obteve R$ 171,56 a mais.
Por isso, ser um investidor é, antes de tudo, uma tarefa de paciência e organização. Paciência
para esperar o efeito do tempo e organização para não precisar mexer nesse dinheiro durante o
tempo de espera.
Você nunca terá um super rendimento resgatando investimentos e aplicando sem parar.
Investir é como pescar: você estuda o melhor local para estacionar o seu barco e fica lá por quanto
tempo for preciso. É através dos anos que você construirá um ótimo patrimônio.
As aplicações dificilmente rendem como no exemplo, então, você precisará de alguns anos para ter
uma rentabilidade realmente matadora. Mesmo com a Selic (taxa básica de juros) em baixa, você
pode ter retornos incríveis.

Como Calcular os Juros Compostos


Como dissemos, você não precisa ter a fórmula dos juros compostos na sua cabeça. Isso porque
existem muitas ferramentas disponíveis na internet que você pode usar para fazer os cálculos.
Mas se quiser realizar o processo manual, acompanhe os tópicos a partir de agora, pois vamos
ensinar passo a passo.
Fórmula dos Juros Compostos
Para calcular os juros compostos, você vai usar a seguinte fórmula:

M = C.(1+i)t

Em que:
 M = Montante final
 C = Capital aplicado
 i = Taxa fixa
 t = Período de tempo.

Quando for substituir os valores da sua conta na fórmula, lembre que a taxa deverá ser
escrita em sua forma decimal.
Por exemplo, se a taxa for de 10%, então, i será igual a 0,1.
Para achar o valor da taxa na forma decimal, basta dividir o valor por 100.
Além disso, a taxa de juros da dívida ou do investimento deve ter a mesma unidade de
tempo.
Se você vai fazer uma aplicação de 15 meses, por exemplo, deve usar a taxa de juros
mensal.
EXERCICIOS

1) Qual o montante de uma aplicação de R$ 100.000,00 aplicados por um prazo de 10 meses, à uma
taxa de 2% a.m, nos regimes de juros:
a) Simples?
b) Compostos?

2) Pedro emprestou R$ 1.000,00 a João, pelo prazo de 1 ano, nas seguintes condições:
 Nos primeiros 6 meses será cobrado juros simples à taxa de 4% a.m.
 No restante do período será cobrado juros compostos à taxa de 2% a.m.
a) Quanto deverá João pagar a Pedro ao fim de 1 ano?
b) Qual a taxa mensal de juros simples, constante durante todo o período de 1 ano, que produziria o
mesmo montante?
c) Qual a taxa mensal de juros compostos, constante durante todo o período de 1 ano, que
produziria o mesmo montante?

3) Uma carteira de investimento rende 2% ao mês. Depois de três meses, R$1500,00 aplicados
cumulativamente nesta carteira valem aproximadamente:

a) R$1550,00
b) R$1590,00
c) R$1690,00
d) R$1750,00
e) R$1900,00

04) O preço de um carro é R$.11.261,62, podendo esse valor ser pago num prazo máximo de 6
meses. Quem optar pelo pagamento à vista beneficia-se com um desconto de 11,2%. Qual a taxa de
juros cobrada nesta operação?

05) O Banco X anuncia que sua taxa de juros para empréstimo pessoal é de 2,5% a.m. O cliente
retirou $.20.000,00 e quando foi saldar sua dívida o gerente disse que esta importava em
$.31.193,17. Quanto tempo levou o cliente para restituir o empréstimo?

06) Um sítio é posto à venda por $.50.000,00 de entrada e $.100.000,00 em 1 ano. Como opção o
vendedor pede $.124.000,00 à vista. Se a taxa de juros do mercado é de 2,5% a.m, qual a melhor
alternativa, para o comprador?

07) Certa loja com política de vendas a crédito exige 30% do valor da mercadoria á vista como
entrada e o restante pode ser liquidado em até 3 meses. Neste caso o valor da mercadoria sofre um
acréscimo de 10% a título de despesas administrativas. Qual a taxa de juros anual desta loja?

08) Um investidor troca um título de $.10.000,00, vencível em 3 meses, por outro de $.13.500,00,
vencível em 1 ano. Sabendo-se que a taxa de mercado é de 3% a.m, este investidor fez bom
negócio?

09) Certa loja vende um conjunto de som por $.10.000,00, podendo o pagamento ser efetuado sem
nenhum acréscimo daqui a 4 meses. Contudo se o cliente optar pelo pagamento à vista será
bonificado com um desconto de 10%. O custo de um empréstimo pessoal é de 2,7% a.m, nestas
condições vale a pena comprar a prazo?

10) Determinar o montante de uma aplicação de R$ 13.500,00, negociada a uma taxa de 25% ao
ano, para um período de 92 dias pelo regime de juros compostos.
11) Calcular o valor futuro ou o montante de uma aplicação financeira de R$ 15.000,00, admitindo-
se uma taxa de 2,5% ao mês para um período de 17 meses.

12) Calcular o valor presente ou capital de uma aplicação de R$ 98.562,25, efetuada pelo prazo de 6
meses a uma taxa de 1,85% ao mês.

13) Durante quanto tempo uma aplicação de R$ 26.564,85 produziu um montante de R$ 45.562,45
com uma taxa de 0,98% ao mês?

14) Qual a taxa mensal de juros necessária para um capital de R$ 2.500,00 produzir um montante de
R$ 4.489,64 durante um ano?

15) Determinar os juros obtidos através de uma aplicação de R$ 580,22 com uma taxa de 4,5% ao
mês durante 7 meses.

16) Um investidor resgatou a importância de R$ 255.000,00 nos bancos Alfa e Beta. Sabe-se que o
investidor resgatou 38,55% no banco Alfa e o restante no banco Beta, com as taxas de 8% e 6%,
respectivamente. O prazo de ambas as aplicações foi de 1 mês. Quais foram os valores aplicados
nos bancos Alfa e Beta?