Você está na página 1de 5

UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB

CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS MULTIDISCIPLINARES - CEAM


PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA –
PPGDH EDITAL N. 01/2020

Universidade de Brasília – UnB


Centro de Estudos Avançados Multidisciplinares – CEAM
Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos e Cidadania - PPGDH

2.1.1 Área de Concentração: Direitos Humanos e Cidadania

2.1.1.1. Linha de Pesquisa 1 – Educação em e para Direitos Humanos e Cidadania terá 4


(quatro) vagas, sendo 2 (duas) vagas para o Sistema Universal, 1 (uma) vaga para o Sistema
de Cotas para Negros/as e 1 (uma) vaga para indígenas;

2.4.1.2 Linha de Pesquisa 2 – Políticas Públicas, Movimentos Sociais, Diversidade Sexual e de


Gênero, Raça e Etnia terá 8 (oito) vagas, sendo 5 (cinco) vagas para o Sistema Universal, 2
(duas) vagas para o Sistema de Cotas para Negros/as e 1 (uma) vaga para indígenas;

1. DAS ETAPAS DO PROCESSO DE SELEÇÃO

7.1.1 Projeto de Pesquisa.


7.1.2 O Projeto de Pesquisa deverá ser apresentado com até 15 páginas (fonte Times New Roman,
tamanho 12, espaçamento entre linhas 1,5) e de acordo com as regras da ABNT (Associação
Brasileira de Normas Técnicas) – sobretudo no que diz respeito às normas aplicadas à citação
de autores/as consultados/as.

O Projeto de Pesquisa deve apresentar a seguinte estrutura:


i. Tema: caracterização do(s) problema(s) específico(s) a ser(em) pesquisado(s) e do caráter
interdisciplinar da abordagem;
ii. ii. Justificativa: vinculação do pré- projeto ao Projeto de Pesquisa e relevância da pesquisa no
campo de estudos de direitos humanos;
iii. iii. Objetivo(s) da investigação;
iv. iv. Fundamentação teórica: base teórica que fundamenta a proposta do projeto;
v. v. Metodologia;
vi. vi. Referências bibliográficas.
Os critérios de avaliação desta etapa estão explicitados no item 8.2.1 deste Edital.

2. DA FORMA DE AVALIAÇÃO

8.1.1 Prova Escrita.

Esta etapa é eliminatória e classificatória, sendo 70 (setenta) a nota mínima para aprovação.
A prova escrita tem como objetivo avaliar a capacidade da/o candidata/o em
1
UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA – UnB
CENTRO DE ESTUDOS AVANÇADOS MULTIDISCIPLINARES - CEAM
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS E CIDADANIA –
PPGDH EDITAL N. 01/2020

compreender e articular argumentos dos temas e da literatura nacional e estrangeira


indicadas na bibliografia geral e específica de cada linha de pesquisa, conforme Anexo V.
Os aspectos avaliados serão: construção e estrutura do texto, intelecção na interpretação de
conceitos, ideias inovadoras, capacidade de síntese, domínio da norma padrão da língua
portuguesa, compreensão de língua estrangeira.

8.1.2 Prova Oral.

Esta etapa é eliminatória e classificatória, sendo 70 (setenta) a nota mínima para aprovação.
A prova oral consistirá na arguição do/a candidato/a pela Comissão de Seleção quanto ao
item

4.13.2, tendo em vista a intenção de pesquisa do/a candidato/a e a experiência vivencial que
o/a conduziu a buscar o ingresso na Linha de Pesquisa do Programa. Serão avaliados o
conhecimento e a capacidade do/a candidato/a de organizar e expor suas ideias, de
argumentar sobre seus interesses de pesquisa e a sua exequibilidade; as expectativas
profissionais e acadêmicas do/a candidato/a em relação ao curso; os compromissos e as
perspectivas em nível pessoal/profissional/institucional; e a capacidade de sustentação dos
seus argumentos com intelecção, objetividade e conteúdo.

ANEXO II

Linhas de Pesquisa do PPGDH

O PPGDH tem três Linhas de Pesquisa:

Linha de Pesquisa 1 – Educação em e para Direitos Humanos e Cidadania – Está pautada no


campo da educação em e para os direitos humanos, tendo em vista uma educação crítica
voltada para a análise das políticas educacionais e de formação de educadores,
considerando os processos de subjetivação, a interculturalidade e a diversidade cultural, os
movimentos e as redes sociais, a inclusão social, a democracia e a cidadania.

Linha de Pesquisa 2 – Políticas Públicas, Movimentos Sociais, Diversidade Sexual e de


Gênero, Raça e Etnia - Esta linha reconhece a importância histórica das políticas públicas de
direitos humanos para a garantia da cidadania e a construção de valores éticos balizadores a
cultura democrática para uma efetiva inclusão social. Trata a questão da democracia
participativa e representativa como elemento fundamental para garantir os direitos
humanos, além do reconhecimento das identidades/diversidades de indivíduos e grupos
sociais e o papel dos movimentos sociais na conquista de direitos.

2
ANEXO V

Bibliografia Geral e por Linha de Pesquisa

Seleção de Mestrado e Doutorado PPGDH/UnB: Edital 01/2020

1) Bibliografia Geral para todas as linhas de pesquisa

ALVES, Lindgren. Direitos humanos como tema global. São Paulo: Perspectiva, 1995.

CARVALHO, José Murilo de. Cidadania no Brasil: o longo caminho. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 2001.

ESCRIVÃO FILHO, Antônio; SOUSA JUNIOR, José Geraldo de. Para um debate teórico-
conceitual e político sobre os direitos humanos. Belo Horizonte: Editora D’Placido, 2016.

GALLARDO, Hélio. Teoria Crítica: matriz e possibilidade de direitos humanos. São Paulo:
Editora UNESP, 2014.

HUNT, Lynn. Inventig Human Rights: a History. London: W.W. Norton & Company, 2008.

HERRERA FLORES, Joaquín. La reinvención de los derechos humanos. Ed. Atrapasueños.

2008.

SANTOS, Boaventura de Sousa. Human Rights: A Fragile Hegemony. In: CRÉPEAU, François;
SHEPPARD, Colleen. Human Rights and Diverse Societies: Challenges and Possibilities.
Newcastle: Cambridge Scholars Publishing, 17-25.

2) Bibliografia por Linha de Pesquisa

Linha de Pesquisa 1 – Educação em e para Direitos Humanos e Cidadania

CABEZUDO, Alicia. Educación para la paz: una construcción de la memória, la verdad y la


justicia. Desafio pedagógico de nuestro tiempo em América Latina. In: RODINO, Ana M.;
TOSI, Giuseppe; FERNANDEZ, Mônica B.; ZENAIDE, Maria Nazaré (Orgs.) Cultura e Educação
em Direitos Humanos na América Latina. João Pessoa: Ed. Universitária da UFPB, 2014.

CANDAU, Vera M. F. e SACAVINO, Susana. Educação em direitos humanos: concepções e


metodologias. In: FERREIRA, Lúcia de F. G; ZENAIDE, Maria de Nazaré; DIAS, Adelaide A.
(Orgs.) Direitos Humanos na Educação Superior: subsídios para a educação em direitos
humanos na Pedagogia. João Pessoa: Ed. Universitária da UFPB, 2010.
CARBONARI, Paulo C. Sujeito de direitos humanos: questões abertas em construção. In:
SILVEIRA, Rosa G. et al. Educação em Direitos Humanos: fundamentos teórico-
metodológicos. João Pessoa: Ed. Universitária da UFPB, 2010.

DEMO, Pedro. Aprender como autor. São Paulo: Atlas, 2015.

DEMO, Pedro. Atividades de aprendizagem - Sair da mania do ensino para comprometer-se


com a aprendizagem dos estudantes. SED/Gov. MS, Campo Grande, 2018. (ebook - acesso
livre) - https://drive.google.com/file/d/1FKskDCxNB422PVhrjrDjD48S4cjsb77-/view

FLOWERS, Nancy and al. The Human Rights Education Handbook: Effective Practices for
Learning, Action and Change. Minneapolis, USA: Human Rights Resource Center, 2000.

MAGENDZO, Abraham; Pavéz Bravo, Jorge Manuel. Educación en derechos humanos: una
propuesta para educar desde la perspectiva controversial. Comisión de Derechos Humanos
del Distrito Federal, México/DF, 2015. Disponível em: http://cdhdfbeta.cdhdf.org.mx/wp-
content/uploads/2015/10/Educaci%C3%B3n-en-derechos-humanos_Magendzo_Pav%C3%A9z.pdf

Linha de Pesquisa 2 – Políticas Públicas, Movimentos Sociais, Diversidade Sexual e de


Gênero, Raça e Etnia

CARNEIRO, Sueli. Racismo, Sexismo e Desigualdade no Brasil. São Paulo: Editora Loyola, 2011.

KEELEY, Brian. Icome Inequality – TheGap Between Rich and Poor. OCDE, December 2015.
Disponível em www.ocde.org

SANTOS, Boaventura, de Sousa. A difícil democracia: reinventar as esquerdas. São Paulo:


Boitempo, 2016.

SEGATO, Rita Laura. Antropologia e Direitos Humanos: alteridade e ética no movimento de


expansão dos direitos universais. Mana, Rio de Janeiro, v. 12, n. 1, 2006. p. 207-236.

SOUZA, Pedro H. G. F.; MEDEIROS, Marcelo. Top Income Shares and Inequality in Brazil,
1928- 2012. Journal of the Brazilian Sociological Society, v. 1. N.1. p. 119-132. Disponível em
http://diagramaeditorial.com.br/sid/index.php/sid/article/view/2/23

QUIJANO, Anibal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. In: A


colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas.
Buenos Aires, Clacso, 2005.
ANEXO X
Orientação para Elaboração do
Texto de Apresentação da Candidatura e Proposta de Projeto de

Pesquisa Seleção de Mestrado PPGDH/UnB: Edital 01/2020

O texto de apresentação de candidatura e a proposta de projeto de pesquisa, que não


deverão conter a identificação nominal do proponente, tem como objetivo conhecer a sua
proposta de pesquisa e perspectiva de formação e atuação profissional futura. Esse texto
deverá ser em formato A4 com espaçamento 1,5 linhas, com fonte Arial 12 e ter, no máximo,
9 (nove) páginas
- com as referências.

Parte I

1. Descreva sua trajetória acadêmica e qual motivação o fez escolher o curso de Mestrado
em Direitos Humanos e Cidadania da Universidade de Brasília e como tomou
conhecimento do Programa.

2. Discorra sobre a relação entre a sua formação acadêmica e/ou experiência profissional e
a proposta do Programa de Pós-Graduação em Direitos Humanos e Cidadania,
destacando a Linha de Pesquisa escolhida.

3. Dentre os possíveis docentes orientadores quais trabalham com o tema da sua proposta
de pesquisa?

4. Dentre os possíveis docentes orientadores da Linha de Pesquisa da sua candidatura qual


você sugere para orientar a sua proposta de pesquisa?

5. Quais são as suas expectativas em relação ao PPGDH/UnB e à sua formação?

6. Discorra sobre a sua disponibilidade e possibilidade de dedicação ao PPGDH/UnB.

7. Justifique a aderência da sua proposta de pesquisa à Linha de Pesquisa escolhida,


considerando a atuação e trajetória acadêmicas dos/as docentes orientadores da Linha
de Pesquisa em questão (Anexo III).

Parte II

8. Descreva a sua proposta de pesquisa (vedada identificação nominal) contendo: (a) Título
do projeto; (b) problemática da pesquisa; (c) justificativa e motivação; (d) objeto de
estudo; (e) pergunta de pesquisa ou hipótese; (f) objetivo geral e objetivos específicos;
(g) abordagem metodológica; (h) marco/referencial teórico da pesquisa e (i) referências.