Você está na página 1de 23

Gêneros jornalísticos e digitais:

cartum, charge e meme


Os diferentes textos dos jornais

Todo o jornal, seja ele impresso,


digital ou televisivo, apresenta-nos
uma série de informações. Para
isso, é preciso que haja uma
organização dos assuntos de
acordo com seus temas, que
variam entre economia, mundo,
esportes, cultura, cotidiano etc.
Os diferentes textos dos jornais

Os jornais apresentam diversas


formas para apresentar os fatos:
podem noticiá-los, podem publicar
opiniões, críticas ou uma análise
sobre eles; enfim, o jornal é, sem
dúvida, uma leitura bastante
variável.
1 Cartum
Cartum
Um cartoon é um desenho humorístico ou caricatural, acompanhado ou não
de legenda, de caráter extremamente crítico, retratando, de uma forma
bastante sintetizada, algo que envolve o dia a dia de uma sociedade.
Linguagem visual

A palavra Cartum tem origem no inglês cartoon e significa “esboço ou modelo desenhado
em cartão”.

André Dahmer

O cartum é um texto multissemiótico de temática geralmente universal, isto é, discute


questões que não se restringem a cultura ou local específicos.
Grandes cartunistas brasileiros

No Brasil estamos repletos de bons cartunistas, então fizemos uma lista com os grandes
nomes do cenário nacional, desde os que fazem duras críticas a sociedade até aqueles que
fazem críticas sociais leves e bem humoradas.

Alexandre Beck Laerte Coutinho


2 Charge
Charge
Charge é um desenho humorístico, com ou sem texto, que, veiculado
geralmente pela imprensa, critica um fato de conhecimento público.
Linguagem visual

A palavra charge tem origem no francês


charger e significa “carga”. Provavelmente
foi adotada porque, na charge, em geral,
exagera-se na caracterização de alguém ou
de algo para torná-lo cômico.
Como gênero textual, a charge compõe-se
de dois tipos de linguagem: a verbal (o
texto) e a não verbal (o desenho). Por
vezes, pode ser composta apenas pela
linguagem não verbal.
A charge está entre os gêneros opinativos da esfera jornalística: é
eminentemente interpretativa e crítica.
Tem por objetivo fazer uma crítica (social ou política) de fatos do
cotidiano e costuma apresentar como tema uma ideia, uma pessoa
ou uma situação.
Tem vida efêmera, pois sua interpretação está vinculada à situação
e ao contexto histórico-social.
Atualização novos gêneros

A charge tem sofrido transformações em


seu modo de composição e em sua forma
de veiculação. Na tevê e internet, já
aparece em versões eletrônicas (ou
animadas) utilizando recursos de som e
movimento.
Análise contextualizada

★ Para análise de charges, é preciso


levar em consideração os aspectos
verbais (títulos, falas) e os não-verbais
(as imagens). Deve-se identificar o
tema para depois relacioná-lo com os
aspectos mais relevantes.
★ É preciso explicar os elementos que
compõe esse tipo de texto sempre
buscando associá-los ao tema.
★ Na análise busca-se a intenção das
escolhas do chargista e explicar os
pressupostos e subentendidos,
quando houverem.
3 Meme
Meme
Gênero textual multissemiótico marcado pelo humor e crítica. É considerado
uma expressão cultural de ideia, comportamento e estilo que é propagado de
uma pessoa ou grupo para outra pessoa ou grupo.
Linguagem virtual

Meme é um termo grego que significa


imitação. O termo é bastante conhecido e
utilizado no "mundo da internet", referindo-
se ao fenômeno de "viralização" de uma
informação, ou seja,qualquer vídeo,
imagem, frase, ideia, música e etc, que se
espalhe entre vários usuários rapidamente,
alcançando muita popularidade.
Uma característica do texto verbal no meme é o uso de fonte de tamanho grande,
letras maiúsculas e em cor contrastante à imagem para facilitar a leitura.
A linguagem nos memes é essencialmente informal, popular e repleta de gírias,
não obedecendo aos padrões da gramática normativa.
As temáticas nos memes pertencem ao domínio da vida cotidiana, assim como os
cartuns e charges.
A efemeridade da informação está ligada à ideia de conhecimento de mundo.
Não se “explica” um meme, pois ele tem a concepção de algo passageiro.
Aula Digital

Fique à vontade para


capturar esta aula!
Prof Marina Ferreira