Você está na página 1de 2

ESCOLA ESTADUAL CORAÇÃO DE MARIA “A educaçã o é a arma

LÍNGUA PORTUGUESA – 3ºANO mais poderosa que


você pode usar para
PROF.º RICARDO RICALDE mudar o mundo.”
VANGUARDAS EUROPEIAS (Nelson Mandela)

ALUNO(A):_______________________________________________________________ TURMA: 3º ANO


____
Aperitivo
Neste poema, a cidade São Paulo de década de 1920 aparece em flashes cubistas.
A felicidade anda a pé
Na praça Antô nio Prado
Sã o 10 horas azuis
O café vai alto como a arranha-céus
Cigarros Tietê
Automó veis
A cidade sem mitos
(Oswald de Andrade)
QUESTÃO 1 – Leia os dois primeiros versos do poema.
a) Qual é a imagem inicial da cidade de Sã o Paulo e da “vida” que nela se movimenta?
R.:

b) Em que momento do dia se desenrola essa cena? R.:

QUESTÃO 2 – O poema foi escrito por volta de 1925, época em que o café era
responsá vel por 70% a 80% das exportaçõ es brasileiras.
a) Explique de que maneira a expressã o “o café vai alto” é a chave para compreender o
momento retratado no poema. R.:
b) Em “Sã o 10 horas azuis”, o adjetivo pode estar se referindo a quê? R.:
QUESTÃO 3 – Os três ú ltimos versos do poema apresentam outros aspectos da cidade
por meio de alguns elementos. Que elementos sã o destacados pelo eu lírico? R.:

QUESTÃO 4 – Explique por que a composiçã o desse poema é comparada a uma pintura
cubista. R.:

QUESTÃO 5 – Leia e analise os seguintes versos.


são josé del rei
Bananeiras
O sol
O cansaço da ilusão
Igrejas
O ouro da serra de pedra
A decadência
(Oswald de Andrade)
a) Sã o José del Rei é um dos nomes que, no passado, teve a atual cidade de Tiradentes,
em MG. Qual é o tema do poema? R.:

b) Há conectivos que ligam os versos? Se nã o, como é feita essa ligaçã o? R.:

c) Faça uma pesquisa do contexto histó rico do ciclo do ouro no Brasil e, depois,
explique que sentido o substantivo “decadência” tem no poema. R.:

d) Explique por que a forma desse poema o aproxima dos ideais do Cubismo.

e) O título do poema representa também um ideal defendido pelos autores


vanguardistas. Cite-o e comente. R.: