Você está na página 1de 17

Ele está sempre contigo

André Prim
 Não deixes passar despercebido o que está à tua frente,
nem que ele passe ao lado na tua vida.

 Nós lideramos pelo exemplo que damos!

 Quando tu inicias a tua relação e começas a decidir


com base no que ele diz e não no que tu queres, por
muito difícil que isso seja por vezes, a tua vida muda e
sentes-te completo com uma esperança que é
inabalável.

 Onde não és influência, és influenciado.

 As pessoas passam a vida a fingir em vez de tomarem


decisões que as levem para mais perto daquilo que
querem.

1-ACREDITA PARA VER

 A vida não é apenas o que nós vemos e vivemos, é um


pouco mais, ou muito mais.

 Só porque nós não percebemos nem estamos


contextualizados para a realidade de ter Deus na nossa vida,
não quer dizer que ele não esteja a gritar aos nossos ouvidos
para olharmos para ele.

 Deus escreve direito por linhas tortas.


 Na maior parte das vezes, não valorizamos o que temos na
nossa vida e não reconhecemos o seu verdadeiro valor até o
perdermos.

 Tu tens dons, ainda que não os vejas, e a razão pela qual os


tens, é para os usares para as outras pessoas.

 Deus não desiste de falar connosco.

 Às vezes temos de abdicar de alguma coisa, senão não


prosperamos.

 Sempre que tomares uma decisão, toma-a para ficares mais


perto de Deus.

 Acredito mesmo que a voz de uma pessoa pode levar-nos à


presença de Deus através da fala, mas principalmente
através da música e do canto.

 Quando cantamos na igreja não é apenas porque o amamos,


é para nos ligarmos a ele.

 Deus adora jogar com as improbabilidades e gosta de fazer


as coisas ao contrário do que estamos à espera. Ele é
imprevisível, e isso obriga-nos a confiar através da fé.

 Se me perguntarem se a igreja é fixe e não é uma grande


seca, vou dizer: vem e vê.

 Ele não está preocupado com o que nós achamos ou


deixamos de achar, ele está a dizer-nos que não interessa de
onde vens ou quem és. Não te julgues a ti próprio nem te
vanglories de nada, a não ser do que Deus vê em ti.
 A nossa melhor arma contra alguém que duvide de nós ou
pense alguma coisa errada é: elogiar. Elogia e vê o melhor
que está nessa pessoa, não vejas o pior.

 Um momento com Jesus muda a tua vida para sempre.

2-PARA DE SER FAKE

 “Porque é que estou a pensar em coisas de que deveria falar


para que toda a gente perceba que ando a ler bué a Bíblia,
em vez de ser real e dizer aquilo que me está no coração?”

 Quantas vezes é que já fizeste fretes para sair à noite porque


sabias que aquele amigo ficava chateado se não fosses?
Quantas vezes não fazemos coisas que nos apetece só para
sermos aceites ou simplesmente não arranjarmos chatices?
Às vezes gostava de não papar tantos grupos e fazer
simplesmente o que quero.

 A mentira é só uma consequência da falsidade. Na maior


parte das vezes não é propositada nem maldosa.

 “Não faço o bem que quero, mas faço o mal que não quero”
- Romanos 7:19

 Sê verdadeiro contigo e com os outros e, mesmo que não o


sejas, deixa-me lembrar-te que há um Deus que sabe todas
as coisas e tem poder para fazer tudo, por isso com ele não
precisas de ser faker.

 Existem dois tipos de fakers:


- Real faker: consegue passar para os outros o sentimento de
que está mesmo tudo bem. As coisas estão sempre bem e
não há arrependimento em nada do que diga ou faça.

- Lame faker: é aquele que se engana a si próprio, mas não


consegue enganar os outros.

 Se fores falso, isso vai levar-te a tomar decisões erradas.


Acabas por te perder na mentira e já nem sabes se estás a ser
verdadeiro contigo ou com os outros. Já não sabes o que está
na tua cabeça nem o que disseste aos teus amigos. De
repente, olhas para ti e perdeste a credibilidade, o respeito e
a confiança…

 Porque fingimos?

- Medo- de desapontar, trair


- É mais fácil
- Porque pensamos que é o melhor para nós- as pessoas
deixam-se levar pelos seus sentimentos egoístas em vez de
viverem relações verdadeiramente genuínas que se superam
todos os dias, nos aproximam uns dos outros e nos fazem
amar mais.
- Necessitamos de aprovação- necessitamos que as pessoas
gostem de nós, e às vezes fazemos isso a qualquer custo.

 Deus vê em ti quem tu és genuinamente, não precisas de


fingir nada. Sabe quem tu és, porque ele criou-te e fez-te
com um propósito.
 A mentira não traz amor verdadeiro, pelo contrário, só traz
ilusão. Todos precisamos de amor verdadeiro nas nossas
vidas!

 “O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se


vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura
interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor
não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade.
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.” - Coríntios
13:4-7

 Seguir Jesus é acerca de ser verdadeiro e reconhecer as


nossas limitações e aceitar que não somos perfeitos e que
precisamos de alguém que nos salve da confusão da nossa
própria vida. Não conseguimos atravessar o caminho
sozinhos, estamos fartos de tropeçar, mesmo quando parece
que estamos a fazer tudo bem.

O que ele te pede é que o procures sinceramente, porque ele


já está ao teu lado. Ele ama-te incondicionalmente, quer
acredites nele ou não, e isso não é algo que possas mudar,
porque ainda que faças toda a porcaria do mundo, ele amou-
te tanto que esteve disposto a dar a sua vida, mesmo
sabendo que tu o podias negar. Isso é amor real.

 Tanto o bem como o mal estão sempre a um passo de nós e


é fácil nós vacilarmos e esticarmos a perna na direção
errada.

 Se achas que já viste tudo e experimentas-te tudo, estás


mesmo muito enganado, porque o amor de Deus é superior a
qualquer coisa que já tenhas experimentado.
 Ou somos vencedores ou somos vencidos. Não precisamos
de ficar chateados quando perdemos, não temos de ficar
convencidos quando vencemos, mas é importante sabermos
em que patamar estamos.

 Se não vais à igreja, se não tens um relacionamento com


Deus, como é que estás à espera de ver a tua vida e os teus
hábitos a mudar? Eles não vão desaparecer de um dia para o
outro só porque te lembras te de te esforçar mais, durante
uma semana.

 Deus aproveita a tua disponibilidade para se tornar forte em


ti. Quando não aguentares correr mais e tiveres de parar, ele
correrá por ti e dar-te-á a força que pensas que já não tens.

 A salvação não é algo que procuramos constantemente. Mas


a verdadeira salvação para a nossa vida é um presente que
Deus nos dá e por isso não pode ser ganha pelo que
fazemos.

 Quando pomos a nossa fé em Deus, pelo trabalho que Deus


fez através de Jesus, somos salvos do nosso passado, livres
no presente, e é-nos dada esperança para o futuro.

 Estamos sempre insatisfeitos, porque queremos sempre mais


do que temos e isso nunca vai parar, a não ser que
percebamos que a vida não tem nada a ver com isso.

 Para de te focar nas pessoas como o teu refúgio, porque elas


estão sempre a desiludir-te. Renova-te totalmente e começa
por Deus!

3-VALES MAIS DO QUE PENSAS


 Se sentes e reconheces que talvez não tenhas tomado as
melhores decisões na tua vida, não tenhas medo nem receio
de avançar para um caminho diferente.

 Quando decidires que algo tem de mudar e olhares para o


caminho que ele tem preparado para ti, vais perceber que ele
esteve, e está, sempre contigo.

 Quando começares a conhecê-lo realmente, vais ter uma


nova perspetiva e vão começar a acontecer coisas que nunca
esperarias.

 Quanto mais Jesus vive e age em nós, menos a vida é acerca


de nós mesmos.

 O orgulho leva-nos a sermos mais egoístas na forma como


encaramos a nossa vida, mas deixa-me dizer-te uma coisa:
tu vales mais do que pensas, não por causa da tua autoestima
e confiança, mas pela submissão e obediência a Deus para
que o teu orgulho desapareça.

 Duas dicas para te ajudar a tornar numa pessoa mais


humilde:

- obediência imediata: começa por obedecer ao que Deus te


diz e não àquilo que tu pensas que está certo e ao que os
outros te dizem.
- mantém-te humilde aos teus relacionamentos

 Vão sempre surgir ameaças e contratempos ao teu propósito


e vão ser cada vez maiores.
 Tens de decidir se queres que a tua vida seja definida pelos
outros ou por Deus.

 Quando decidires seguir o caminho da fé, pouca gente vai


entender e vai ser fácil mandarem-te ao chão. Mas não te
esqueças de que as tuas falhas podem tornar-se
oportunidades para conheceres Deus e estares mais perto
dele do que alguma vez pensaste.

 Não caias no erro de procurar a perfeição humana. A


perfeição está em Deus, por isso é que ele é a nossa âncora e
não qualquer outra coisa.

 Mantém-te fiel ao plano que ele tem para ti e vais conseguir.

 A palavra de Deus é uma chamada para vermos aquilo que


não conseguimos ver. É por isso que a Bíblia é tão
importante. Porque é a direção que procuramos. Porque nela
estão pessoas como tu e eu, que passaram exatamente pelo
que estamos a passar, e vemos o que Deus fez nas suas vidas
e pode também fazer connosco.

 “Se eu estiver errado em relação à minha fé, desperdicei a


minha vida. Se tu estiveres em relação à tua, desperdiçaste a
tua eternidade.”

 Sei que Jesus está vivo porque tenho uma relação com ele,
assim como qualquer cristão tem ou deveria ter.

 Como é que podes ter uma relação com alguém que não
vês?

Quando sabes que podes descansar, quando percebes que ele


cumpre as promessas que faz na tua vida e que nunca falha,
a tua vida ganha um significado diferente. É por isso que
tens de o pôr à prova. Deus adora isso, porque ele é capaz de
fazer todas as coisas, portanto nada do que lhe peças vai ser
difícil para ele realizar.

 Qual é a tua razão para o teu coração continuar a bater?


Porque estás a respirar? Deixa-me repetir: porque a tua
história ainda não acabou!

 Nós não estamos cá para concretizar os nossos sonhos, pois


os sonhos mudam, mas Jesus não!

 Acredito que o mal surge de várias formas. Não tenho


dúvidas de que a maior parte das coisas que nos acontecem
são fruto daquilo que semeámos.

 Quando temos um talento e o pomos à disposição de Deus,


ele prospera sempre!

 Independentemente do que faças, gostes ou não gostes, leva


até ao fim. Não te habitues a desistir. Esse é o pior hábito
que podes ter. Quando alguma coisa começa a correr mal, tu
paras e desistes, porque não estás disposto a seguir em
frente com o que te comprometeste.

 Deus é atraído pelo movimento! Então não pares! Não


deixes a indecisão tomar conta da tua vida nem vivas na
frustração de chegares ao ponto de já não gostares de ti e
pensares que não tens jeito para nada! Isso não é verdade,
mas se não nos rodearmos de pessoas que nos puxem e nos
fazem ver a verdade, provavelmente vamos afundar-nos.

 Não adianta estar constantemente a tentar decifrar


problemas que não têm “decifração” possível.
 Se as coisas acontecem, acontecem porque Deus tem um
plano para ti.

4-PRECISAS DE UMA ÂNCORA NA


TUA VIDA

 A tua fé não pode estar apenas no teu sonho se ele não tiver
uma base bem forte.

 A fé é-nos dada por Jesus como um presente quando cremos


nele.

 Quanto maior for a tua fé, maior será o teu crescimento. Se


queres avançar e sair de onde estás, tens de ter direções
diferentes na tua vida, direções que não vais conseguir ver e
que ninguém te pode indicar.

 Não penses que Deus olha para ti como tu olhas e como os


outros olham para ti. Tu não és aquilo que pensas, nem
aquilo que os outros dizem que és. Tu és aquilo que Deus vê
em ti!

 Sem Jesus não há fé, porque não há credibilidade.

 Os resultados das nossas expetativas são quase sempre


inferiores àquilo de que estamos à espera. Não penses que a
solução disso é baixares os padrões e entrares numa onda
conformista. Isso é o mais fácil e o que, se calhar, a maior
parte das pessoas faz. Mas não tens de ser assim, sabendo
que tens algo dentro de ti que pode mudar o resto da tua
vida e da de quem está à tua volta.

 A nossa âncora pode estar em muitos sítios e onde ela


estiver vai ser onde vão estar o nosso propósito e o nosso
foco.

 Um ser humano, por mais incrível que seja, não pode ser
uma âncora. Nós somos seres finitos, com limites físicos,
mentais e espirituais e não estamos capacitados para
corresponder às expetativas que impomos uns aos outros
diariamente.

 Confundimos muitas vezes o amor que temos uns pelos


outros e deixamos que isso atinja níveis de dependência que
depois trazem consequências muito graves quando a
separação acontece. E a separação irá sempre acontecer, seja
por nossa vontade ou não. Estamos a limitar-nos e isso não
tem nada a ver com amor, apenas com dependência.

 Quando estamos confortáveis, é fácil ficarmos preguiçosos e


estagnarmos. Devemos sempre ter algo que nos motive a
fazer mais.

 Não tens de fazer o que quer que seja porque a cultura assim
o exige ou as pessoas o dizem, tens de marcar a diferença
exatamente pelo contrário.

 Precisamos de um motivo que nos faça levantar da cama e ir


lutar para chegarmos onde queremos e evoluirmos.

 “Temos de reconhecer os nossos limites”. Temos de nos


focar e ser o melhor que conseguimos e esforçar-nos muito
para que aconteça o que queremos.
 Se tiveres um sonho que não esteja no plano que Deus tem
para ti, ele não vai resultar.

 O facto de nós sermos genuinamente bons a fazer coisas não


é mérito nosso, por isso é que se chamam dons. São
características que nascem connosco. Esses dons são-nos
dados por Deus e só ele sabe por que nos dá esses dons.

 Quanto maior é o propósito, maior é a dificuldade.

 “Tenho sempre o senhor diante dos meus olhos; com ele à


minha direita, jamais vacilarei.” - Salmos 16: 7-8

 A nossa vida é como um parque de diversões, a diferença é


que, quer queiramos quer não, temos de andar em todo o
tipo de “diversões”. A minha pergunta é: Qual é a diversão
em que andamos regularmente no parque da nossa vida?

 O carrossel da tua vida faz-te andar limitado no teu


potencial.

 O carrossel é bom para descansar, mas não para vivermos


nele. Vais acabar por ficar dentro de uma rotina que
escolheste, mas não sabias que estavas lá dentro. Estavas
apenas confortável a deixar que o carrossel te adormecesse.

 A casa do terror é das poucas diversões onde escolhes o


caminho que queres. O que normalmente acontece lá dentro
quando vamos em grupo é que nos separamos e nos
perdemos.
 Vamos sempre viver com as consequências daquilo que
decidimos, por isso é melhor pensarmos duas vezes sobre
onde nos estamos a meter.

 Aprender com a nossa experiência é normalmente o


resultado do nosso orgulho a falar mais alto, e quase sempre
acaba ferido porque não somos humildes para aceitar o
caminho que já nos foi traçado por quem tem poder para o
fazer.

 Deixa-o ser a tua luz ao fundo do túnel até ele se tornar a luz
que ilumina o caminho todo.

 Na montanha russa não há regras, ela simplesmente não vai


parar, nem que vomites no banco para cima dos amigos que
estão atrás de ti. Há um caminho definido, apesar de não
sabermos qual é devido à velocidade com que o carro anda.
Não sabes para onde vais, mas estás seguro, e vai ser uma
viagem bem intensa.

 Quero estar consciente de que a minha vida vai ter altos e


baixos, mas também de que não vou ficar estagnado às
voltas no mesmo sítio. Quero saber que há um final já
reservado para mim e que, mesmo que não o consiga ver,
estou na direção certa para lá chegar e nada me vai impedir
porque ele já está traçado. Quero confiar em Deus sempre e
deixar as decisões do lado dele.

5-Tu mereces

 As nossas expetativas são quase sempre demasiado altas. As


expetativas podem ser as nossas melhores amigas ou
inimigas. Se, por um lado, nos custa ter expetativas
demasiado baixas porque não nos sentimos motivados para
fazer alguma coisa, as expetativas altas podem, por outro
lado, levar-nos a uma frustração extrema.

 “Às vezes perco-me na minha própria vontade de querer


fazer mais e não saborear as vitórias”.

 O facto de as nossas expetativas serem quase sempre altas e


acharmos que merecemos mais do que temos leva-nos a
ficar viciados em receber em vez de dar.

 O propósito de Deus é sempre gigante aos nossos olhos.

 Viver sem fé é uma coisa quando nunca se teve ou se pôs


em prática, mas, quando já viveste pela fé e desististe a meio
do caminho, vais perceber como era boa a vida de fé que
tinhas. Só damos valor ao que temos quando o perdemos.

 Vamos ter sempre a tendência de fazer o contrário do que


ele fez. Vamos sempre rejeitar, excluir, desrespeitar.

 A palavra dele é sempre a melhor conselheira, ainda que não


percebamos isso.

 Deus olha para nós como filhos. Quando descobrirmos isso,


o dia mais importante da nossa vida deixa de ser o nosso dia
de aniversário e passa a ser esse dia.

 Quanto maior for o teu destino, maior vai ser o teu


sofrimento.

 Sabemos que ele está cá, mas não o reconhecemos na nossa


vida pelos comportamentos que temos, pela ausência da
nossa relação com ele e pela ausência da nossa fé também.
 Para construirmos uma fé audaz, precisamos de acreditar
que Deus pode e vai fazer o impossível. Temos de nos pôr
nas batalhas da vida e chegar a um ponto em que só a
presença de Deus e as suas ações nos podem salvar.

 O que ele tem preparado para nós vai muito além das nossas
expetativas, mas, para além disso, o mais importante é
perceber que com o poder de Deus em nós o impossível
pode tornar-se possível.

 Se pensas que a fé aparece de um dia para o outro, esquece.


Temos de a construir, é como uma relação. Tens de
alimentar a relação, senão ela vai morrendo aos poucos.

 Temos de construir tudo o que queremos na nossa vida,


poucas são as coisas que vão aparecer já feitas.

 Se não começares a mudar os teus hábitos, a tua vida nunca


irá mudar, por mais que tentes.

 Ele não quer que vivamos uma religião, mas sim que o
conheçamos e que tenhamos uma relação com ele.

 Se o conheceres, vais ter uma relação como nunca tiveste,


um amor que nunca sentiste, e isso vai mudar-te e vai mudar
a maneira como vives a tua vida.

 “O melhor que uma pessoa tem é comer, beber e saborear os


frutos do seu trabalho. E quanto a isto, já cheguei à
conclusão de que é um dom de Deus.” - Eclesiastes 2: 24

 A única coisa que ele pede é que tenham fé nele.


 Deus está a convidar-te para o conheceres, ele promete que
não te vai desapontar, ele não é como as pessoas.

Notas finais:
 A nossa missão é mostrar a Jesus a quem nunca o conheceu.

 A igreja deve ser um reflexo de Deus. Nós somos a igreja.

 No nosso movimento as pessoas reais encontram realmente


jesus. Não por causa de uma religião, de regras ou de algo
que digamos ou façamos, mas simplesmente porque
procuramos. E a bíblia diz que se o procurarmos de todo o
coração, vamos encontra-lo.

 A igreja devia ser a primeira a inovar e a criar, não ser


levada por uma tendência, mas ser ela a ditar as tendências.
Não com base em autoridade ou em poder, mas em amor.

 Nós lutamos por uma cultura inclusiva onde toda a gente


tem um lugar. Não interessa o teu passado, mas sim o teu
futuro.

 Deus não faz distinção entre pessoas.

 A igreja não é algo humano, mas sim sobrenatural, e o nosso


desejo é que Deus exista no nosso movimento, de tal
maneira que seja impossível negar a sua presença e o seu
amor.

 Cada pessoa tem um lugar que ninguém pode preencher,


porque cada indivíduo tem dons e características únicos.
 A nossa paixão é ir onde Deus nos chama para ir.

 Excelência para Deus não é sinónimo de perfeição, mas de


humildade, de amor, de compromisso, de pureza.

 O nosso compromisso é honrar todos os que vierem ter


connosco.