Você está na página 1de 41

Avaliação do estado nutricional

Medidas antropométricas

Profa. Ms. Letícia Veríssimo Dutra


Disciplina Avaliação Nutricional
Antropometria
A antropometria - estudo das medidas de tamanho e proporções do corpo humano

As medidas antropométricas são utilizadas:

• Diagnóstico do estado nutricional


• Avaliação dos riscos para algumas doenças
• Crianças, adultos, gestantes e idosos
(Araújo, 2015)

ANTROPOMETRIA ATITUDE DE VIGILÂNCIA


Peso
O peso - dimensão da massa ou volume corporal: soma de células do corpo, tecidos,
órgãos, músculos e água.

A mensuração do peso e feito através de uma


balança calibrada, preferencialmente com a
bexiga vazia, utilizando o mínimo de roupa
com o paciente permanecendo estático em pé
ou deitado.
Classificação do peso

Atual Habitual Ideal


É o peso que o individuo É obtido com cálculo a partir
refere, com base na sua do IMC
memoria IMC= peso(kg)/altura(m)2
É o peso obtido no
momento da avaliação
É considerado na avaliação
de mudanças recentes de Feminino: ≤ 60a -> 21 Kg/m2
peso ou quando não ha Masculino: ≤ 60a-> 22 Kg/m2
condições de aferir o peso >60a -> 24,5 Kg/m2
atual
(LIPSCHITZ, 1994)
Percentual de peso perdido não intencionalmente
• Maior acurácia
• Relacionando o % de peso perdido e o tempo com o que ocorreu
• Classificação: perda ponderal* significativa
*Toda perda ponderal significativa deve ter sua etiologia investigada e algum tipo de terapia nutricional instituída.

Araújo, 2015
Classificação do peso
Calculo da porcentagem de adequação do peso (%)
Peso ajustado

É uma correção de peso, feita para


determinar a necessidade energética e
nutricional de um indivíduo, quando a
adequação do peso for menor que 90% ou
maior que 110%.

Peso ajustado (PA)

PA = (peso atual - peso ideal) × 0,25 + peso ideal


Classificação do peso
Ajustado para amputados

O peso corporal para amputados deve ser corrigido subtraindo-se do peso ideal a
porcentagem correspondente ao segmento do corpo que foi amputado
Estatura

Definida como o tamanho ou altura de um ser humano

Sua medida deve ser feita, preferencialmente, através


de um estadiômetro
Aferição da Estatura
1. O indivíduo deve ficar em pé, ereto, com os braços estendidos ao
longo do corpo, com as palmas das mãos voltadas para as coxas,
cabeça erguida, com a cabeça no plano de Frankfurt (estabelecido por
uma linha lateral imaginaria, que passa no corno superior do maxilar e
na borda do malar e, frontalmente, nos ângulos inferiores do orbital) e
olhar voltado para o horizonte

2. Manter calcanhares, ombros e nádegas em contato com o


antropômetro ou a parede

3. Os pés devem estar próximos, em ângulo reto com as pernas

4. O profissional deve abaixar a parte móvel do estadiômetro ate a


cabeça, comprimindo o cabelo (presilhas e demais adereços devem
ser retirados antes da aferição)

5. O individuo deve ser retirado do local e a leitura da altura deve ser


realizada sem que movimente a parte móvel do equipamento
Índice de massa corpórea (IMC) - Índice de Quetelet

Criado por Lambert Quetelet, no século XIX.

• Utilizado para a avaliação do estado nutricional


• Correlação com mortalidade
• Razão de proporcionalidade
• Não distingue a gordura corporal da massa muscular
e não considera o gênero do avaliado Não considera a composição corporal
• Não deve ser utilizado de forma isolada para
diagnostico do estado nutricional
Relação entre IMC e mortalidade

Araújo et al, 2015


Classificação IMC
Adultos Idosos
IMC
Exemplo: Qual e o valor do IMC de um individuo adulto que tem peso corporal de
65 kg e altura de 1,65 m?

Eutrófico
Índice de Adiposidade Corpórea (IAC)
• Método utilizado para estimar a quantidade de
gordura corporal CQ
• Não considera o peso do indivíduo (diferencia do Usar uma fita inelástica a medida deve ser
feita ao nível da extensão máxima posterior
IMC)
• As variáveis utilizadas são: circunferência do quadril
(CQ) e altura

CQ: cm; Altura: m

Índice foi validado nas populações de afro americanos e mexicanos-americanos


Necessário mais estudo!!
Circunferências
Realizar sempre
duas medidas

Evitar dar pressão Marcar


excessiva ou corretamente o
deixar a fita ponto de medida
frouxa

Evitar deixar o
Não usar fita
dedo entre a pele
elástica
e a fita

Mensurar sobre a
pele nua
Circunferência do braço
• Flexionar o cotovelo a 90 graus
• Utilizar o ponto médio entre o final da escápula e início do acrômio (região do
ombro) até o olecrano (região do cotovelo).
• Relaxar o braço deixando estendido ao longo do corpo
• Fazer a aferição da circunferência do braço no ponto médio
(LOHMAN et al., 1988)
Circunferência do antebraço

• Braços estendidos ao longo do corpo, com as


palmas das mãos voltadas para a frente

• Aferir o ponto de maior perímetro, ou seja,


maior massa muscular
(CARNAVAL, 1997)
Circunferência do punho

• Braços ao longo do corpo, palma da mão


voltada para a frente e relaxada, colocar a fita
métrica ao redor da menor circunferência do
punho nos processos estilóides radial e ulnar.

• Estimativa da compleição óssea ou estrutura


corporal
Circunferência do tórax
• Manter os braços um pouco
afastados, de modo a ter a fita
passada em plano horizontal,
sobre os mamilos.
• Em seguida, abaixar os braços e
se manter em posição
ortostática.
• A medida deve ser feita após a
expiração normal.
• Nas mulheres, o posicionamento
da fita métrica deve ser feito
sobre a linha subaxilar.
Circunferência do abdômen
• Na altura da cicatriz umbilical

Indicador de adiposidade visceral e subcutânea


(OMS, 1997)

Circunferência abdominal e risco de complicações metabólicas

(OMS, 2017)
Circunferência da Cintura
• Braços estendidos ao longo do corpo e as
pernas fechadas
• Medir o ponto médio entre a última
costela fixa e a crista ilíaca superior
(cintura natural), aproximadamente dois
dedos acima da cicatriz umbilical
• A medida é feita ao final da expiração

Reflete a adiposidade central

• Crianças e adolescentes
Circunferência do quadril
• Aferir a máxima extensão glútea

• A fita inelástica deve ser passada ao redor


do quadril em toda a sua extensão
• Risco Cardiovascular
• Tem sido inutilizada e substituída CC (mais
fidedigna)
(LOHMAN et al., 1988)

Relação cintura – quadril (RCQ)

𝐶 ≤ 0,90 em homens
𝑄 ≤ 0,85 em mulheres
(OMS, 2017)
Circunferência da coxa

• Aferir no ponto médio entre a


linha inguinal e a borda superior
da patela

• Os pés devem estar levemente


afastados e o peso corporal
devera ser distribuído de forma
igual entre os mesmos
(FARIA, 2011)
Circunferência da panturrilha
• Perna dobrada formando um angulo de 90
graus com o joelho (sentado)
• Aferir a circunferência máxima da
panturrilha

Medida mais sensível da massa muscular em idosos


Pacientes acamados
(OMS)
Circunferência do Pescoço
• Relação com o sobrepeso, obesidade e doenças crônicas tanto em adultos, quanto
em gestantes e crianças

• Estudos demonstraram que a CP foi a melhor medida de gordura da região superior


do corpo para rastreio de risco cardiovascular em adultos

• Maiores consequências cardiometabólicas quando comprada a circunferência


abdominal (associada ao excesso de peso, fatores de risco cardiovascular,
componentes da síndrome metabólica, espessura das camadas íntima e média da
artéria carótida e resistência à insulina)

Região superior do corpo ser responsável por uma maior liberação de ácidos graxos
livres do que a região central, principalmente em indivíduos obesos .
(Souza, 2016)
Circunferência do Pescoço

• Posição em pé e ereto, com a cabeça


posicionada no plano horizontal de
Frankfurt

• Fita inelástica posicionada no ponto médio


da altura do pescoço, no ponto médio da
espinha cervical e do pescoço anterior
(Silva et al, 2018)
Adultos

(Lima et al, 2018)

Crianças e adolescentes  sem parâmetros de pontos de corte


Mais estudos!!!!
Dobras ou pregas cutâneas
Medidas da espessura de duas camadas de pele e gordura subcutânea adjacente

Adipômetro

Orientações de aferição :
1. Identificar e marcar o local no qual será aferida a prega cutânea.
2. Pegar e segurar a prega formada pela pele e tecido adiposo com os dedos polegar e indicador da
mão esquerda, como uma pinça, a 1 cm do ponto marcado.
3. Pinçar a prega com o adipômetro exatamente no local marcado e mantê-la entre os dedos ate
finalizar a aferição.
4. Realizar a leitura no milímetro mais próximo por cerca de 2 a 3 segundos.
5. Realizar três aferições e utilizar a média destas.
(adaptado de KAMIMURA et al., 2014)
Prega cutânea tricipital (PCT)
Forte correlação com o percentual de gordura corporal e gordura total

Referência anatômica:
• Face posterior do braço
• Ponto médio entre o processo acromial da
escápula e o processo do olécrano da ulna

Posição do avaliado:
• Em pé, posição ereta
• Braços relaxados rentes ao corpo
Prega cutânea bicipital (PCB)
Referência anatômica:
• Face anterior do braço
• Ponto médio entre o processo acromial da
escápula e o processo do olécrano da ulna

Posição do avaliado:
• Em pé, posição ereta
• Braços relaxados levemente afastados do
corpo
Prega cutânea subescapular (PCSE)
Referência anatômica:
• 2 cm abaixo do ângulo inferior da escápula.
• O avaliado deve dobrar o braço para trás
para a visualização do ângulo

Posição do avaliado:
• Em pé, posição ereta
• Braços relaxados rentes ao corpo
Prega cutânea supra-ilíaca (PCSI)

Referência anatômica:
• Linha axilar média, imediatamente superior
a crista ilíaca

Posição do avaliado:
• Em pé, posição ereta
• Braços ligeiramente recuados como para
tomada da dobra axilar média
Bioimpedância elétrica (BIA)
Princípio do método: Passagem de uma corrente de baixo nível (500 - 800 kHz à uma
frequência de 50 kHz) através do corpo do indivíduo e a oposição à essa corrente (impedância)
é medida com um analisador computadorizado

Compartimentos com maior teor de água promovem menos resistência à passagem da corrente
elétrica

Compartimentos com maior teor de gordura oferecem mais resistência à corrente

Para conhecer a impedância no meio intracelular é necessário a passagem de uma corrente com
uma frequência maior (500 a 800 kHz).

A impedância sofre influência de dois componentes:


• Resistência: oposição à corrente oferecida pelos próprios tecidos;
• Reactância: oposição adicional causada pela capacidade de isolamento à passagem da
corrente elétrica apresentada pelas membranas celulares
Equipamentos
BioDynamic´s Omron

Balança Tanita

Profa. Mariana Rezende


Aplicação do teste

• O indivíduo é colocado deitado em decúbito dorsal;


• São colocados os eletrodos (2 nos membros inferiores e 2 nos membros superiores) no lado direito do corpo;
• Localização inferior: TORNOZELO: eletrodo vermelho entre os maléolos medial e lateral (eletrodos detectores
de voltagem) e eletrodo preto na SUPERFÍCIE DORSAL DO PÉ na altura do dedo médio (eletrodos injetores –
fonte);
• Localização superior: PUNHO: eletrodo vermelho entre o rádio e a ulna (processo estilóide) (eletrodos
detectores de voltagem) e na SUPERFÍCIE DORSAL DA MÃO na altura do dedo médio (eletrodos injetores –
fonte);
• A perna e o braço direito (com os eletrodos) devem estar abduzidos em 45º
• Os locais de colocação dos eletrodos devem ser limpos com álcool previamente
• Deve ser evitada a reutilização prolongada dos adesivos que prendem os eletrodos à pele;
• Programa-se o analisador e inicia-se;
• A duração do teste é de alguns minutos.
Profa. Mariana Rezende
Vantagens:
1.Não requer um alto grau de habilidade do avaliador
2.É mais confortável para o indivíduo e não invade sua privacidade
3.É rápido e fácil sua aplicação
4.Pode ser usada para predição de gordura em obesos
5.Traz valores de hidratação do corpo, indica lesões celulares
Desvantagens:
1.Ainda não se tem a BIA multifrequencial para que se possa medir os compartimentos
intracelulares
2.Não avalia gordura essencial
3.Existe uma série de preparos para realização do teste
4.Em relação aos métodos de campo, é mais caro
Requisitos para realização do teste
1. Não fazer uso de medicamento diurético nos últimos 7 dias

2. Manter-se em jejum por pelo menos 4 horas

3. Não ter ingerido bebidas alcoólicas nas últimas 48 horas

4. Não ter praticado atividade física nas últimas 24 horas

5. Urinar pelo menos 30 minutos antes da medida

6. Manter-se em repouso por 5 a 10 minutos em decúbito dorsal antes da realização do


teste

7. Não estar em fase pré- menstrual (recomendação) que perceba alteração de peso
Força de preensão manual
Avaliar a massa muscular, o estado funcional, a dominância lateral e a força total considerando o
gênero e a idade.

Dinamômetro:
• Hidráulico (recomendado)
• Digital
Utilizado principalmente em idosos

Objetivo: tentar aproximar as duas barras

• Individuo sentado
• Cotovelo fletido a 90°
• Aplicar o máximo de forca (realizar em ambas as mãos)
• Os resultados são expressos em quilograma/forca (kg/f)

Associação Americana de Terapeutas da Mão (ASHT)


Exercitando

1. O índice de massa corpórea (IMC), é


reconhecido cientificamente, sendo muito
utilizado em estudos clínicos e populacionais.

𝑃𝑒𝑠𝑜 (𝑘𝑔)
É obtido pela fórmula: 𝐼𝑀𝐶 = 𝐴𝑙𝑡𝑢𝑟𝑎 (𝑚)²

Qual é o valor do IMC de um adulto, 30 anos,


com 168cm de altura e 66 kg de peso corporal e
seu respectivo estado nutricional?

IMC: 23,38 kg/m² Eutrófico


Exercitando
OS, sexo feminino, 28 anos de idade, com peso
de 80 kg e estatura de 160cm. Calcule o peso
ideal.

𝑃𝑒𝑠𝑜 (𝑘𝑔)
𝐼𝑀𝐶 = IMC: 31,25 kg/m²
𝐴𝑙𝑡𝑢𝑟𝑎 (𝑚)²
Obesidade I

Peso ideal
Peso ideal Feminino: ≤ 60a -> 21 Kg/m2
Masculino: ≤ 60a-> 22 Kg/m2
𝑃𝑒𝑠𝑜 (𝑘𝑔) 𝑃𝑒𝑠𝑜 (𝑘𝑔)
𝐼𝑀𝐶 = 21= 53,76kg >60a -> 24,5 Kg/m2
𝐴𝑙𝑡𝑢𝑟𝑎 (𝑚)² (1,60)²