Você está na página 1de 2

Súplica em Oração

Filipenses 4: 6

"Não se preocupe com nada, mas em tudo, através da oração e súplica com ação
de graças, deixe seus pedidos serem conhecidos por Deus."

Ao examinarmos o que as Escrituras dizem sobre a oração, descobrimos que a


oração tem quatro componentes principais que podem ser resumidos nos ATOS
acrósticos: adoração, confissão, ação de graças e súplica. Tendo considerado
adoração, confissão e ação de graças, hoje olharemos a súplica. Súplica é tornar
nossos pedidos conhecidos por Deus. Quer estejamos fazendo solicitações
conhecidas por nós mesmos ou por outras pessoas, estamos envolvidos em
súplicas.

Você pode notar que a súplica vem por último em nosso acróstico, o que
provavelmente difere da prática de muitos de nós. Afinal, muitas de nossas orações
consistem apenas ou principalmente em súplicas. Pedimos ao Senhor muitas
coisas, às vezes esquecendo de adorá-Lo, agradecê-lo e confessar nossos
pecados a Ele. Isto não deveria ser. Certamente, devemos apresentar nossos
pedidos ao Senhor. Paulo nos diz na passagem de hoje para divulgar nossos
“pedidos a Deus” ( Filipenses 4: 6 ). Jesus nos diz na parábola da viúva persistente
que continuemos a tornar conhecidas nossas necessidades para Deus ( Lucas 18:
1–8) Portanto, é correto e bom pedir coisas ao nosso Criador. Precisamos apenas
cuidar para que nossa vida de oração não se torne desequilibrada, para que
passemos uma quantidade excessiva de tempo pedindo coisas ao Senhor e pouco
tempo adorando-o, agradecendo-o e confessando nossos pecados a ele.

Quando se trata de nossa súplica, as Escrituras têm algumas coisas encorajadoras


para nos dizer. Primeiro, Hebreus 7:25 indica que Jesus vive para fazer intercessão
por nós. Ao orarmos ao Pai, tornando conhecidas nossas necessidades e desejos,
não estamos orando sozinhos. Jesus está orando conosco e por nós. Ele recebe
nossos pedidos e os apresenta ao Pai, pois só chegamos ao Pai por meio do Filho (
João 14: 6 ; Rom. 8:34 ). De fato, a obra mediadora de Jesus como Aquele que
intercede por nós nos lembra que o Pai tem uma disposição favorável em relação a
nós e quer ouvir e responder às nossas orações. Ele nos ama em e através de
Cristo, e chegamos a Ele em nome de Cristo como Seus filhos favoritos ( João
17:23 ).
Segundo, Romanos 8: 26–27 diz que o Espírito Santo também intercede por nós
"com gemidos profundos demais para palavras". Nem sempre sabemos o que orar,
por isso o Espírito aceita nossos pedidos e os molda para que se conformem com a
vontade de Deus. Ele limpa nossas orações e nos ajuda a orar de maneira altruísta.

CORAM DEO Viver diante da face de Deus

Podemos ter certeza de que o Espírito Santo toma nossas orações e as torna
aceitáveis para Deus. Também vemos o Espírito trabalhando em nossas vidas para
tornar nossas orações menos sobre nós e mais sobre o reino de Deus e sobre
outras pessoas. Peçamos a ajuda do Espírito quando oramos, para que possamos
orar de acordo com a vontade de Deus e pelas prioridades de Deus.

Você também pode gostar