Você está na página 1de 12

Discipulado

Sustentável
SUPORTE EDITORIAL DE PUBLICAÇÃO EDITORA da Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil

Aula 1

IDENTIDADE
RENOVADA
Fundamentos bíblicos,
históricos e teológicos

A serviço do
Crescimento
Sustentável da
Igreja
www.iprb.org.br
IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

AULA 01

IDENTIDADE RENOVADA:
RAÍZES HISTÓRICAS

Texto Bíblico: Conhecer a história e os postulados de


Mateus 16.15-18 fé da Igreja Presbiteriana Renovada do
Brasil (IPRB).

CONTEXTUALIZANDO

I) IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL: LEGADOS HISTÓRICOS.

A) Um legado da Reforma Protestante.


Sola scriptura (somente a Escritura)
Sola gratia (Somente a Graça)
Sola fide (somente a fé)
Solus Christus (somente Cristo)
Soli Deo gloria (somente a Deus a glória)

B) Um legado da Renovação Espiritual

II) IGREJA PRESBITERIANA RENOVADA DO BRASIL: ORGANOGRAMA INSTITUCIONAL

A) Local
B) Regional
C) Nacional
D) Instituições auxiliares:
1) MISPA (Missão Priscila e Áquila)
2) Seminários
3) Editora Renovada
4) Associações beneficentes
5) Secretaria Central
6) Funprev
7) PESC (Planejamento Estratégico de Crescimento Integral Sustentável)

2 Identidade Renovada: raízes históricas


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

PARA INÍCIO DE CONVERSA...

• Por que é importante conhecer a história da sua igreja?


• O que você sabe sobre a história da Igreja Presbiteriana Renovada?

CONTEXTUALIZANDO A história e os fundamentos doutri-


A Igreja Presbiteriana Renovada é nários da Igreja Presbiteriana Reno-
uma denominação cujo perfil teológi- vada, apontam para uma comunidade
co e doutrinal é caracterizado por uma cristã histórica, comprometida com a
Teologia da Renovação. Embora seja pregação do evangelho e determina-
uma instituição herdeira da tradição da a viver os ensinamentos de Jesus. A
histórica vinculada ao presbiterianis- história da denominação e seu corpus
mo, em suas práticas pastorais, a IPRB doutrinal estão claramente alinhados a
tem características do movimento dois importantes movimentos históri-
pentecostal. Sua nominação como cos: a Reforma Protestante do século
igreja Renovada, implica na consti- 16 e o movimento de Renovação Es-
tuição de um corpus doutrinal que de- piritual ocorrida no Brasil nas décadas
fende a crença nas doutrinas do pen- de 1960/70.
tecostalismo, mas, ao mesmo tempo
mantém um sistema de governo pres- A) UM LEGADO DA REFORMA
biteriano. Atualmente a denominação PROTESTANTE.
está presente em todos os Estados da
Federação e em outras 25 nações e tem “[...] o justo viverá pela fé”. (Romanos
mais de 150 mil membros. Possui tam- 1:17).
bém instituições de formação teológi-
ca, agência missionária e editora pró- Historicamente, a Igreja Presbite-
pria. Na aula de hoje vamos estudar a riana Renovada do Brasil inscreve-se
história do surgimento da IPRB e sua no grupo de igrejas denominadas de
organização institucional. protestantes, cuja origem está ligada
a Reforma Protestante, ocorrida na
I) IGREJA PRESBITERIANA RE- Alemanha em 1517. O movimento
NOVADA DO BRASIL: LEGA- da Reforma foi liderado por Martinho
DOS HISTÓRICOS (Atos 2:17-18) Lutero, um padre católico, que, ao

Identidade Renovada: raízes históricas 3


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

verificar as práticas da Igreja Católica toda a autoridade da Igreja deve estar


que estavam em desacordo com a Bí- centrada na Bíblia Sagrada, a única re-
blia Sagrada, propôs uma restauração gra de fé e prática dos cristãos. (2 Ti-
interna na Igreja; porém, suas propos- móteo 3:16; 2 Pedro 1:2-21; Isaías
tas de reforma foram rejeitadas pela 4:8; Jeremias 1:12).
Cúria Romana, provocando assim,
uma cisão no cristianismo. A partir de B) SOLA GRATIA (SOMENTE A
Lutero, a Igreja Católica deixou de ser GRAÇA):
a única igreja cristã, dando espaço para A graça comum é comunicada a to-
o surgimento de novas denominações, dos os homens, indistintamente. Mas,
conhecidas como igrejas protestan- graça especial é soteriológica (salva-
tes. No Brasil, essas denominações são dora) e por meio dela que o homem
chamadas também de igrejas evangé- é salvo, quando há a comunicação da
licas. O que distingue os evangélicos salvação de Deus ao pecador. Sola gra-
dos católicos romanos é a aceitação tia diz respeito a tudo que o homem
da autoridade da Bíblia Sagrada como possui (graça comum) e, em especial, à
única regra de fé e prática e a fé em Je- salvação que é dada pela graça somen-
sus Cristo é como o único é suficiente te. Graça especial somente, por meio
Senhor e Salvador. (I Timóteo 2:5). da qual o homem é escolhido, rege-
As igrejas evangélicas elaboram seu nerado, justificado, santificado, glori-
corpus doutrinal com base nos cinco ficado, recebe dons espirituais, talen-
pilares teológicos da Reforma, conhe- tos para o serviço cristão e as bênçãos
cidos pelas expressões latinas, chama- de Deus. A salvação só é possível por
das de as cinco solas. meio da Graça e mediante a Fé na obra
redentora de Cristo. (Efésios 2:8; Ro-
A) SOLA SCRIPTURA (SOMENTE manos 5:7-8; Gálatas 2:21).
A ESCRITURA):
A Escritura é a única regra de fé e C) SOLA FIDE (SOMENTE A FÉ):
prática. A tradição protestante aceita Este princípio afirma que o homem é
a inspiração, autoridade, inerrância, justificado única e exclusivamente pela
necessidade e suficiência das Sagra- fé, sem o acréscimo das obras do mé-
das Escrituras como o fundamento de rito humano e, por meio dele. A fé foi
todo seu arcabouço teológico. Assim, apresentada pela teologia protestante

4 Identidade Renovada: raízes históricas


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

PARA REFLETIR
Leia Atos 2.1-4 e faça um debate sobre a ação contínua do Espírito Santo nos mo-
vimentos de renovação espiritual ao longo da história da Igreja.

Você conhece alguém que vivenciou o movimento de renovação espiritual? Co-


nhece pessoas que pertenceram a primeira geração de membros da Igreja Pres-
biteriana Renovada?

como elemento essencial no processo afirma que o homem foi criado para a
de justificação. A salvação depende so- glória de Deus e que tudo que ele fizer
mente a fé. (Romanos 5:1; Hebreus deve destinar a glorificar a Deus. Para
10:38; Hebreus 11:1,6; 2 Coríntios os reformadores, toda glória somente
5:7). para Deus tinha a ver com a oposi-
ção à nulidade dos ídolos, enfatizando
D) SOLUS CHRISTUS (SOMENTE que somente Deus merece adoração,
CRISTO): refletindo, assim, o ensinamento da
Como forma de reação dos protes- singularidade de Deus. (Êxodo 20:3;
tantes contra a Igreja Católica secu- Isaías 42:8; Salmos 115:1; Habacu-
larizada e contra os sacerdotes que que 2:14). A Igreja Presbiteriana Re-
afirmavam ter uma posição especial e novada do Brasil é tributária de uma
serem mediadores da graça e do per- teologia da Reforma, adota em sua
dão por meio dos sacramentos que Confissão de Fé e prática pastoral as
ministravam; a reforma defendeu que cinco solas defendidas pelos reforma-
a mediação entre o homem e Deus é dores protestantes.
feita somente por Cristo, único capaz
de salvar a humanidade. Para a teolo- B) UM LEGADO DA RENOVA-
gia protestante, Jesus ocupa o lugar de ÇÃO ESPIRITUAL.
proeminência na história da salvação.
Sem Cristo a Igreja não subsiste. (João “Aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos
14:6; Atos 4:12; Colossenses 1:12- anos, no meio dos anos faze-a conheci-
20; Romanos 11:36). da; na tua ira lembra-te da misericórdia”.
(Habacuque 3:2).
E) SOLI DEO GLORIA (SOMEN-
TE A DEUS A GLÓRIA): A identidade da Igreja Presbiteriana
Este pilar da teologia da Reforma Renovada está diretamente ligada ao

Identidade Renovada: raízes históricas 5


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

movimento de renovação espiritual (ICP e IPIR), iniciaram uma aproxi-


que ocorreu no Brasil nas décadas de mação institucional e espiritual, que
1960/70 em algumas igrejas presbite- resultou na criação de uma nova de-
rianas históricas, nomeadamente na nominação: Igreja Presbiteriana Re-
Igreja Presbiteriana do Brasil e tam- novada do Brasil (IPRB), organizada
bém na Igreja Presbiteriana Indepen- em 08 de janeiro de 1975, em Marin-
dente. A história do presbiterianismo gá, PR, com 59 pastores, 29 evange-
no Brasil teve início propriamente listas, 84 igrejas e 8.335 membros. Os
em 1859, com a chegada da missão principais elementos doutrinários que
norteamericana chefiada por Ashbel impulsionaram o surgimento da de-
Green Simonton (1833-1867). Na dé- nominação, foram: o batismo com o
cada de 1960, sob a influência de pas- Espírito Santo e a convicção da con-
tores norteamericanos que vinham ao temporaneidade dos dons espirituais;
Brasil para promover campanhas, com valores teológicos próprios da espiri-
ênfase em curas divinas e batismo com tualidade pentecostal. (Atos 2:39; Joel
o Espírito Santo, teve início um movi- 2:28-32; Atos 1:8; Lucas 24:49). A
mento que ficou conhecido como re- IPRB testemunha com muita alegria
novação espiritual, ou pentecostaliza- a presença de todos os do Espírito em
ção, que alcançou importantes setores ação na vida da Igreja. Seus membros
das igrejas evangélicas históricas e deu buscam os dons com muito cuidado,
origem a várias outras denominações tal como orientam as Escrituras. (1
autônomas. No caso da Igreja Presbi- Coríntios 12:31; Romanos 12:5-6;
teriana do Brasil, como consequência Ezequiel 36:25-27).
desse movimento, surgiu em 1969,
uma denominação chamada Igreja II) IGREJA PRESBITERIANA RE-
Cristã Presbiteriana (ICP). Já a Igreja NOVADA DO BRASIL: ORGA-
Presbiteriana Independente, em 1972, NOGRAMA INSTITUCIONAL
passou por uma cisão que resultou na
saída de vários líderes em diversos es- A Igreja Presbiteriana Renovada do
tados do país, dando origem à Igreja Brasil tem um modelo presbiteriano
Presbiteriana Independente Renovada de governo, isso implica dizer que sua
(IPIR). Na primeira metade da déca- estrutura organizacional é orientada
da de 1970, essas duas denominações por um sistema representativo, em

6 Identidade Renovada: raízes históricas


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

PARA REFLETIR
Leia Atos 15.6-21 e debata sobre a importância da participação comunitária nas
decisões que resultam no bom andamento da obra de Deus.

Como foi a experiência de conhecer um pouco da história da sua igreja?


Para você, qual importância de fazer parte da IPRB?

todas as instâncias. Para compreender e um secretário. O pastor é necessa-


o organograma institucional da deno- riamente o presidente da Assembleia,
minação, faz-se necessário considerar sendo que, os outros membros da di-
que sua administração envolve as se- retoria também devem pertencer ao
guintes esferas: Nacional, Regional e conselho. As reuniões ordinárias da
Local. Vejamos: Assembleia da igreja local devem ser
convocadas pelo presidente, com pelo
A) LOCAL: a igreja local é uma en- menos sete dias de antecedência, e as
tidade jurídica, constituída por mem- reuniões extraordinárias com quatorze
bros regularmente arrolados. Os ór- dias de antecedência. (Atos 6:2,5). As
gãos administrativo e deliberativo da igrejas são autônomas na administra-
igreja local são: seu conselho e sua as- ção de seu patrimônio, composto de
sembleia. O Conselho é o órgão admi- templos, imóveis. A igreja local é filia-
nistrativo e representativo da igreja lo- da à denominação e jurisdicionada por
cal, composto dos seguintes membros: um Presbitério. (Atos 14:23).
pastor, pastor auxiliar e presbíteros. Os
presbíteros são membros do sexo mas- B) REGIONAL: no organograma
culinos, maiores de vinte e um anos, institucional da IPRB, o presbitério é
eleitos pela igreja para um mandato órgão regional ao qual uma igreja lo-
bienal. (1 Timóteo 3:1-6; Tito 1:5; cal deve estar filiada. A administração
1 Timóteo 5:17). As atribuições dos regional é realizada pelo Presbitério.
presbíteros são: auxiliar o pastor na Ele é constituído pelas igrejas locais
administração da igreja e no cuidado e pelos pastores que estão sob sua ju-
pastoral. A assembleia é o órgão deli- risdição territorial. É função do pres-
berativo da igreja local, sua diretoria é bitério também a questão da sucessão
a mesma do conselho; composto por pastoral, pertence a ele (presbitério) e
um presidente, um vice-presidente não a igreja local e/ou conselho local

Identidade Renovada: raízes históricas 7


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

remover seus pastores. (1 Timóteo administrar todos os trabalhos e ativi-


4:14; Atos 13:1-2). dades da denominação, tanto no Brasil
como no exterior. Reúne-se uma vez
C) NACIONAL: em nível nacional, por ano e é composta pelos membros
a IPRB possui as seguintes instâncias: da Diretoria Executiva e por todos os
Assembleia Geral; Diretoria Admi- presidentes das instituições gerais da
nistrativa e Diretoria Executiva. As- IPRB. A Diretoria Executiva, eleita
sembleia Geral constitui-se no órgão trienalmente pela Assembleia Geral,
máximo da denominação, tem caráter compõe-se de sete membros. É com-
deliberativo e administrativo. É com- posta pelo Presidente; Vice-Presiden-
posta por todos os pastores, pastores au- te; Secretário Executivo; I Secretário;
xiliares, membros das diretorias pres- II Secretário; I Tesoureiro e II Tesou-
biterais e um representante da igreja reiro, eleitos trienalmente pele Assem-
local (cada igreja local é representada bleia Geral. A Diretoria Executiva é
por um presbítero nomeado formal- quem administra a Igreja nos interva-
mente). Reúne-se trienalmente. A Di- los entre as reuniões da Diretoria Ad-
retoria Administrativa tem a função de ministrativa e das Assembleias Gerais.

É BOM SABER

CONCEITO TEOLÓGICO DE IGREJA.

No Novo Testamento, o termo grego usado para designar a Igreja é ekklesia, que significa: “chamar”,

“chamar para fora”, “convocar”. Jesus foi o primeiro a fazer uso da palavra, e Ele a aplicou ao grupo dos

que se reuniram em torno dele, Mt 16.18, reconheceram-no publicamente como seu Senhor e aceitaram

os princípios do reino de Deus. Era a ekklesia do Messias, o verdadeiro Israel. Mais tarde, como resultado

da expansão da igreja, a palavra adquiriu várias significações. Igrejas locais foram estabelecidas em toda

parte, e eram também chamadas ekklesiai, desde que eram manifestações da igreja universal de Cristo. A

palavra também é utilizada com muita frequência para designar um círculo de crentes de alguma loca-

lidade definida, uma igreja local, independentemente da questão se esses crentes estão reunidos para o

culto ou não. (BERKHOF, Louis. Teologia Sistemática. São Paulo, 2001, p. 548).

8 Identidade Renovada: raízes históricas


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

Para saber mais sobre o organograma


institucional da IPRB, consultar o sítio
eletrônico:<http://iprb.org.br/home/
secretaria-central/administracao/sis-
tema-administrativo>. (Atos 20:28;
Efésios 2:21; Atos 12:5; Efésios 4:12;
Hebreus 10:25). CONECTANDO
A Igreja Presbiteriana Reno-
D) INSTITUIÇÕES AUXILIA- vada, em suas ações e práticas
RES: Os órgãos auxiliares da Igreja
pastorais, adota uma teolo-
Presbiteriana Renovada do Brasil, são
gia da Reforma. Somos uma
os seguintes:
Igreja que tem construído seu
1) MISPA (Missão Priscila e Áqui-
edifício teológico/ doutrinal
la). Este é o órgão oficial de missões
da denominação. Tem sua sede na ci- fundamento exclusivamente
dade de Assis, SP, e é responsável pelos nas Escrituras Sagradas. Em
campos missionários no Brasil e no ex- sua prática eclesiástica e pas-
terior. No organograma institucional toral, a denominação privile-
da Igreja, a Mispa tem status de Pres- gia uma perspectiva pneuma-
bitério. Para saber mais sobre a histó- tológica. Acreditamos na ação
ria desta instituição, consultar a página do Espírito Santo. Estamos
eletrônica: <https://www.mispa.org.
conectados ao movimento
br>.
de avivamento e cremos na
contemporaneidade dos dons
2) Seminários: a IPRB possui dois
espirituais. Somos uma igre-
seminários, sendo um em Cianorte,
PR, e outro em Anápolis, GO, ambos ja herdeira de um legado do
com instalações próprias. Para saber protestantismo histórico e,
sobre a história, visão e valores dos Se- estamos diretamente ligados
minários da denominação, consultar ao movimento de renovação
os seguintes sítios eletrônicos: <http:// espiritual, tendo participado
www.seminariopresbiteriano.com.br> efetivamente dele.
e <http://www.sprbc.com>.

Identidade Renovada: raízes históricas 9


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

3) Editora Renovada: a denomina- de ação social. Para saber mais sobre a


ção possui uma Editora com sede na história, propostas e diretoria da AEE-
cidade de Maringá, PR. Essa institui- B-BC, consultar <http://aeebbc.com.
ção é responsável pela produção de br/novospr/index.php/institucional/
todo seu material didático/pedagógi- mantenedora>. A Associação Evan-
co, a saber: Revistas para Escola Bíblica gélica Educacional Beneficente de
Dominical para as todas as faixas etá- Cianorte (AEEB-CNT), atua como
rias; Jornal Renovado, uma publicação instituição mantenedora do Seminário
bimestral, em versão digital. Em sua Presbiteriano Renovado de Cianorte.
loja virtual, a Editora Renovada dis- É uma organização sem fins lucrativos,
ponibilizará materiais diversos para o que tem o propósito de manter obras
consumo interno das igrejas locais, tais educacionais e assistenciais. Para mais
como: envelopes de dízimos, certifica- detalhes acerca da instituição, verificar
dos de batismo, cartões para aniver- em: <https://www.seminariopresbite-
sariantes, certificados de apresentação riano.com.br>.
de crianças, entre outros. Sobre a his-
tória, proposta didático/pedagógicas 5) Secretaria Central: é a prestadora
e políticas de publicação da Editora, de serviços da denominação. A Secre-
consultar a página eletrônica: <http:// taria Central controla toda documen-
iprb.org.br/crescimento-sustentavel/ tação da denominação, dos pastores e
07-suporte-editorial-de-publicacao>. das igrejas locais. Faz a estatística e a
divulgação dos eventos de caráter na-
4) Associações beneficentes: As- cional. Está sob sua responsabilidade
sociação Evangélica Educacional Be- a guarda dos arquivos institucionais.
neficente Brasil Central (AEEB-BC), Ela cuida da correspondência e presta
fundada em 1992, é a mantenedora assessoria à presidência. A Secretaria
do SPRBC. É uma organização sem Central está sediada em Maringá, PR.
fins lucrativos, filiada à Igreja Pres- Sítio eletrônico: <http://iprb.org.br/
biteriana Renovada do Brasil, com- home/secretaria-central>.
posta por membros dos presbitérios
do Brasil Central, Goiânia, Planalto 6) Funprev: é Fundo de Previdên-
Central, Triângulo Mineiro, Centro cia da Igreja Presbiteriana Renovada
Oeste. Tem o objetivo de criar esco- do Brasil. Está sediado na Secretaria
las, orfanatos, asilos, hospitais e obras Central e tem o propósito de controlar

10 Identidade Renovada: raízes históricas


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

o serviço de assistência aos pastores e


suas famílias. Mais informações sobre
o Funprev, acessar o site: <http://iprb.
org.br/legislacao/funprev>.

7) PESC (Planejamento Estraté-


gico de Crescimento Integral Sus- APLICANDO A
tentável): O PESC é um programa de AULA EM MINHA VIDA:
orientação, treinamento e incentivo
aos pastores, visando ao crescimento O que o Espírito Santo está me
das igrejas locais de forma sustentável. dizendo?
Mais informações e materiais para a
implantação do PESC na igreja local,
consultar a página eletrônica: <http://
iprb.org.br/pesc>. A denominação
abrange e exerce jurisdição eclesiástica
e doutrinária sobre todos os Presbité-
rios e igrejas locais a ela filiados, bem
como sobre as Instituições e Órgãos O que eu vou fazer a respeito?
Gerais de que se constitui, no Brasil e
no Exterior.

SITES CITADOS
NESTA EDIÇÃO
www.iprb.org.br
www.mispa.org.br
www.seminariopresbiteriano.com.br
www.sprbc.com
iprb.org.br/crescimento-sustentavel/07-
suporte-editorial-de-publicacao
www.seminariopresbiteriano.com.br
iprb.org.br/home/secretaria-central
iprb.org.br/legislacao/funprev
www.iprb.org.br/pesc

Identidade Renovada: raízes históricas 11


IPRB - Fundamentos bíblicos, históricos e teológicos

CONSULTE TODA A NOSSA COLEÇÃO

Igreja Presbiteriana Renovada do Brasil

DIRETORIA EXECUTIVA DA IPRB - Triênio 2019-2021 O processo de reestruturação e inovação editorial da IPRB implica
Presidente: Pr. Advanir Alves Ferreria - Vice-presidente: Pr. Marcos P. dois importantes e indissociáveis aspectos, quais sejam: 1) Produção
de Andrade - Sec. Executivo: Pr. Antônio Carlos Paiva - 1º Secretário: de novos materiais didático-pedagógicos que equacione adequada-
Pr. Marcos Antônio C. Zengo - 2º Secretário: Pr. Jair da Cruz Lara - 1º mente solidez teórica, conteúdo relevante, designer gráfico contex-
Tesoureiro: Pr. Sebastião Ap. D. Guerra - 2º Tesoureiro: Pr. Anairton de tualizado e claro alinhamento aos pressupostos doutrinais, litúrgicos
Souza Pereira e pastorais da espiritualidade Renovada. 2) Investimento em capital
humano: treinamento e atualização de professores de EBD, por meio
SUPORTE EDITORIAL DE PUBLICAÇÃO EDITORA RENOVADA de materiais especializados e ministração de minicursos presenciais
Relator: Rodrigo Pinto de Andrade - João Ferreira de Freitas Filho - oferecidos pela Editora Renovada sobre dinamização da EBD na Igreja
Carlos de Pina Ferreira dos Santos - José Gomes de Freitas - Valdir Local. Disponibilizar cursos on-line por meio da Plataforma Virtual da
da Silva - Assessoria: Wendel Antônio Porto. Projeto Gráfico: Carlos Editora, com certificação, visando à capacitação e o aperfeiçoamento
Alexandre Venancio. Diagramação: Andrea Tragueta. dos professores de EBD.

12 Identidade Renovada: raízes históricas

Você também pode gostar