Você está na página 1de 35

Revalidação de Diploma de Médico

Graduado no Exterior – 2016


Caderno de Prova A
 
Nome do candidato

Código do candidato Estabelecimento Sala

Documento de identidade Assinatura do candidato

 

Universidade Federal de Mato Grosso


Secretaria de Articulação e Relações Institucionais
Gerência de Exames e Concursos
Instruções
LEIA COM ATENÇÃO
1. Este Caderno de Prova, com páginas numeradas de 1 a 33, é composto de duas partes:
 PARTE I: constituída de 50 (cinquenta) questões objetivas de múltipla escolha, cada uma com
quatro alternativas, assim distribuídas:
 01 a 10 – Clínica Cirúrgica
 11 a 20 – Clínica Médica
 21 a 30 – Ginecologia e Obstetrícia
 31 a 40 – Pediatria
 41 a 50 – Saúde Coletiva
 PARTE II: constituída de 10 (dez) questões discursivas, assim distribuídas:
 01 e 02 – Clínica Cirúrgica
 03 e 04 – Clínica Médica
 05 e 06 – Ginecologia e Obstetrícia
 07 e 08 – Pediatria
 09 e 10 – Saúde Coletiva

2. Caso o Caderno de Prova esteja incompleto ou tenha qualquer defeito de impressão, solicite ao fiscal que o substitua.
3. Sobre a Marcação do Cartão de Respostas da Parte I – Questões Objetivas
As respostas das questões objetivas devem ser, obrigatoriamente, transcritas com caneta esferográfica de tinta azul ou preta não
porosa para o Cartão de Respostas, que será o único documento válido para correção. Não haverá substituição do Cartão de
Respostas por erro do candidato.

3.1. Para cada questão existe apenas uma alternativa que a responde acertadamente. Para a marcação da alternativa
escolhida no CARTÃO DE RESPOSTAS, pinte completamente o círculo correspondente.
Exemplo: Suponha que para determinada questão a alternativa C seja a escolhida.
N.º da
Questão

3.2. Será invalidada a questão em que houver mais de uma marcação, marcação rasurada ou emendada, ou não houver
marcação.
4. Para responder às Questões Discursivas, poderão ser usados os espaços para rascunho neste caderno disponíveis logo
após cada questão, mas as respostas definitivas deverão ser transcritas nas FOLHAS DE RESPOSTAS DEFINITIVAS das
questões discursivas. Use caneta esferográfica de tinta azul ou preta não porosa.
5. Não haverá substituição de FOLHAS DE RESPOSTAS DEFINITIVAS das questões discursivas por erro do candidato.
6. A duração da Prova Escrita é 5 (cinco) horas, já incluído o tempo destinado ao preenchimento do CARTÃO DE
RESPOSTAS das questões objetivas e das FOLHAS DE RESPOSTAS DEFINITIVAS das discursivas.
7. Será permitida a saída de candidatos da sala de prova somente após decorridas 2 (duas) horas do início da Prova Escrita.
8. Na página 33 deste Caderno de Prova, encontra-se a Folha de Anotação do Candidato, a qual poderá ser utilizada para a
transcrição das respostas das questões objetivas. Essa folha poderá ser levada pelo candidato para posterior conferência
com o gabarito somente após decorridas 2 (duas) horas do início da prova.
9. Antes de se retirar da sala de prova, o candidato deverá, obrigatoriamente, entregar ao fiscal este Caderno de Prova e o
CARTÃO DE RESPOSTAS das questões objetivas e as FOLHAS DE RESPOSTAS DEFINITIVAS das discursivas. Este
Caderno de Prova poderá ser levado pelo candidato somente na última meia hora de prova.
PARTE I – QUESTÕES OBJETIVAS

Clínica Cirúrgica
QUESTÃO 01
As lesões apresentadas nas figuras I e II abaixo são originadas de um processo de cicatrização patológica, em
ambos os casos por deposição excessiva versus degradação diminuída do colágeno.

I II

O conhecimento e a diferenciação clínica de tais lesões são extremamente importantes uma vez que elas
possuem comportamentos clínicos diferentes. Com base nessas informações, é correto afirmar:
(A) Ambas as lesões são mais prevalentes em pacientes melanodérmicos, parecendo haver predisposição
genética, com dificuldade em preveni-las e tratá-las, na medida que, além de não haver relatos de
regressão espontânea, as mesmas respondem mal à intervenção médica e cirúrgica.
(B) Essas lesões também diferem histologicamente das cicatrizes normais. O centro da lesão I caracteriza-se
pela escassez de células, comparado com o da lesão II que possui ilhas compostas de agregados de
fibroblastos, pequenos vasos e fibras de colágeno em toda a derme.
(C) A lesão I representa um fenótipo hiperproliferativo que se desenvolve a partir de múltiplos efeitos
estimuladores, enquanto a lesão II trata-se de um fenótipo singular, que parece ser geneticamente
predisposto à alteração na produção da matriz extracelular, desviado de modo irreversível por fatores
como o TGF-β.
(D) A tensão excessiva aplicada nas bordas da ferida em cicatrização sinaliza para a formação de macrófagos
ativados, aumentando a deposição de colágeno e formando um tecido conjuntivo exuberante, que
ultrapassa, tanto na lesão I como na II, os limites da ferida original.

QUESTÃO 02
Sobre a conjuntiva do globo ocular, analise as afirmativas abaixo.
I - Constitui um tecido liso, flexível e avascularizado, que tem como função principal servir de barreira
contra agressões exógenas, inclusive microrganismos.
II - É uma membrana mucosa que reveste o globo ocular em sua superfície anterior e as pálpebras, superior
e inferior, nas suas superfícies posteriores.
III - É um reservatório da secreção lacrimal e permite movimentação do globo ocular sem que o atrito entre
sua superfície lisa e a córnea cause dano para a mesma.
IV - Nas conjuntivites virais, o infiltrado celular é tipicamente de polimorfonucleares neutrófilos.
Está correto o que se afirma em
(A) I, II, III e IV.
(B) II, III e IV, apenas.
(C) II e III, apenas.
(D) I, apenas.

1 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 03
L. A. C., gênero masculino, 32 anos, vítima de acidente automobilístico, dá entrada na unidade de emergência
trazido pelo SAMU. Esteve preso em ferragens por cerca de 1h. É trazido imobilizado em prancha, com
proteção cervical. O socorrista passa as seguintes informações:

 Tempo transcorrido da lesão: cerca de 1h;


 Mecanismo da lesão: acidente automobilístico com capotamento, paciente preso em ferragens, sem
outras vítimas envolvidas;
 Lesões aparentes: sangramento nasal, dentes quebrados, equimoses em tórax, fratura exposta de fêmur
esquerdo;
 Sinais clínicos: palidez, taquicardia, sudorese profusa, com pulso de 110 b.p.m. e pressão arterial de
10040 mmHg, Frequência Respiratória (FR) de 34 i.r.p.m., inconsciente;
 Tratamento já realizado até o momento (pré-hospital): imobilização, controle de sangramentos externos,
intubação orotraqueal, fornecido oxigênio a 100% com dispositivo de balão, infusão venosa de 2,5 litros de
solução cristaloide em acesso venoso periférico.

Em relação ao atendimento inicial a ser prestado a esse paciente na unidade de emergência, cabe ao médico
assistente estar particularmente atento à seguinte condição:
(A) No paciente inconsciente, quando se torna necessário proceder à intubação e ventilação, esses
procedimentos podem revelar ou agravar um pneumotórax. Portanto, o tórax do doente deve ser
reavaliado periodicamente. A radiografia de tórax deve ser realizada tão logo seja possível, depois da
intubação e do início da ventilação.
(B) Hemorragias devem ser rapidamente abordadas e controladas, uma vez que o paciente apresenta sinais
de choque. Como há fratura exposta, é importante que, durante a avaliação primária, hemorragia externa
no sítio da lesão seja prontamente investigada e tratada com aplicação de torniquete, uso de pinças
hemostáticas e ligadura de vasos.
(C) É importante analisar o mecanismo do trauma, atendimento prestado e a evolução do paciente ao longo
da primeira hora de lesão. Habitualmente, hemotórax ou pneumotórax simples, as fraturas de arcos
costais e a contusão pulmonar podem comprometer rápida e gravemente a ventilação, devendo ser
imediatamente, na avaliação primária, diagnosticados e tratados.
(D) Hipoglicemia, álcool, narcóticos, ou outras drogas são causas frequentes de déficits neurológicos em
pacientes como este. Assim, até que se prove o contrário, os problemas mencionados devem ser
considerados prontamente como causadores da alteração do nível de consciência. Afastada essa
possibilidade, cabe ao médico partir à procura de trauma envolvendo o sistema nervoso central.

QUESTÃO 04
T. T., 34 anos, chega ao Pronto Socorro Municipal de Cuiabá, queixando-se de dor em queimação excruciante
em sua mão esquerda. O sintoma iniciou seis meses antes, após imobilização prolongada da mão devido
tratamento para tendinite de punho. Os sintomas dolorosos vêm piorando progressivamente desde então.
Trouxe a eletroneuromiografia de membro superior que está normal. Ao exame físico, mão esquerda
edemaciada, com vermelhidão excessiva, ausência de sudorese e baixa temperatura em comparação ao
membro contralateral. A dor foi refratária aos analgésicos comuns e opioides fracos. Foi iniciada a
gabapentina há dois dias, sem resposta clínica até o momento. Qual é o diagnóstico?
(A) Neuropatia de fibras finas
(B) Simulação
(C) Plexopatia traumática
(D) Dor regional complexa do tipo I

2 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 05
As hérnias da parede abdominal e da região inguinocrural são problemas cirúrgicos extremamente comuns.
Cabe ao médico generalista estar apto em reconhecer as principais características dessas doenças. Sobre o
assunto, numere a coluna da direita de acordo com a da esquerda.

1 - Hérnia inguinal indireta ( ) Interparietal, em geral pequena, se desenvolve entre


a quarta e a sétima década de vida, sendo a dor um
2 - Hérnia femoral sintoma comum.
( ) Mais comum em indivíduos com uma única
3 - Hérnia de Spiegel decussação aponeurótica, pode ser múltipla em até
20% dos casos, presente em 3% a 5% da população,
4 - Hérnia epigástrica sendo comum o encarceramento de gordura pré-
peritonial.
( ) Hérnia de mais elevado risco de estrangulamento
visceral, deve ser operada o mais rapidamente
possível logo que diagnosticada, pode ser de
pequeno tamanho e difícil palpação.
( ) Embora 25 vezes mais comum em homens, é o tipo
de hérnia que mais acomete mulheres, sua
prevalência aumenta com a idade, com índices de
estrangulamento de 1% a 3%.
Marque a sequência correta.
(A) 4, 3, 1, 2
(B) 3, 4, 2, 1
(C) 3, 4, 1, 2
(D) 4, 3, 2, 1

QUESTÃO 06
Qual é o nervo que inerva a região deltoide?
(A) Mediano
(B) Musculocutâneo
(C) Axilar
(D) Cutâneo medial do braço

QUESTÃO 07
J. A., masculino, 49 anos, profissional liberal, índice de massa corporal (IMC) 46, tem cirurgia bariátrica via
laparoscópica agendada para esta semana. Na visita pré-anestésica, o mesmo se encontra muito ansioso e
preocupado com o procedimento. Relata apneia obstrutiva do sono, tratada com CPAP (Continuous Positive
Airway Pressure) nasal, hipertensão arterial sistêmica controlada com betabloqueador e diurético.
A partir dessas informações, assinale a afirmativa correta.
(A) Está contraindicada a prescrição de medicação sedativa pré-anestésica.
(B) Deve-se suspender apenas o betabloqueador.
(C) O hemograma do paciente deve estar com baixo índice de hematócrito e hemoglobina.
(D) Pode-se prescrever a medicação pré-anestésica, desde que o CPAP (Continuous Positive Airway Pressure)
nasal tenha sido instalado.

3 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 08
H. V. B., gênero masculino, 47 anos, pedreiro, natural e procedente de Cuiabá-MT, procura atendimento na
atenção básica referindo que nos últimos 8 meses passou a apresentar inapetência e perda de peso (peso
habitual 92 kg, peso atual 80 kg). Há 30 dias, vem tendo episódios cíclicos de febre com calafrios. Relatou
ainda tosse improdutiva e dor torácica, relaciona esta última com consumo de álcool, abstendo-se de bebidas
por esse motivo (costumava consumir destilados diariamente). Acreditando estar com uma “virose”, vem
fazendo uso de dipirona sódica. O quadro vem evoluindo progressivamente e, há uma semana, iniciou
dispneia e rouquidão. Recentemente vem tendo fortes acessos de tosse, em uma das ocasiões, de tamanha
intensidade que chegou a desmaiar (SIC). Ao exame, observa-se edema e pletora facial, além de turgência
venosa cervical. É solicitada avaliação por raio-X simples do tórax, o qual pode ser visto abaixo.

Assinale a alternativa que apresenta, respectivamente, o mais correto diagnóstico sindrômico, nosológico e
conduta para o caso.
(A) Síndrome da veia cava superior, câncer de pulmão, broncoscopia com biópsia.
(B) Síndrome do desfiladeiro torácico, timoma, endoscopia digestiva alta com biópsia.
(C) Síndrome do desfiladeiro torácico, leiomioma gigante do esôfago, ultrassom endoscópico.
(D) Síndrome da veia cava superior, linfoma, biópsia guiada por tomografia computadorizada.

QUESTÃO 09
Em relação ao exame clínico ortopédico, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.
( ) O tronco inferior do plexo braquial e a artéria subclávia passam entre os músculos escalenos anterior
e médio e sobre a primeira costela; a compressão dessas estruturas pode resultar de uma costela
cervical.
( ) Quando uma radiografia é solicitada, em uma minoria dos casos ela será realizada na incidência
padrão, englobando uma projeção anteroposterior (AP) e uma projeção em perfil.
( ) O cotovelo do tenista é a causa mais comum de dor no cotovelo em pacientes que procuram clínicas
ortopédicas.
( ) Na doença de Perthes, há um distúrbio da irrigação sanguínea para a epífese da cabeça femoral, de
modo que uma parte de tamanho variável sofre uma forma de necrose avascular.
Assinale a sequência correta.
(A) V, V, F, F
(B) V, F, V, V
(C) F, F, V, F
(D) F, V, F, V

4 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 10
V. V. M., 38 anos, gênero feminino, secretária, apresentou há 10 anos quadro de colecistite aguda, tendo sido
submetida a colecistectomia em caráter de urgência. Há cerca de 30 dias, tem sentido fortes crises de dor em
abdome superior, notadamente em epigástrio e hipocôndrio direito, relacionadas principalmente com a
alimentação. Procurou facultativo que solicitou uma endoscopia digestiva alta, com achado de pangastrite
enantematosa em grau moderado, tendo iniciado tratamento com pantoprazol na dose de 40 mg ao dia.
Embora tenha tido uma discreta melhora, as crises continuam, de modo que a paciente retorna ao médico
com desejo de realizar nova endoscopia. Sobre esse caso, assinale a assertiva correta.
(A) Neste momento, uma nova endoscopia é dispensável. Deve-se proceder a um estudo mais
pormenorizado do abdome superior e, considerando o status pós-operatório, a tomografia
computadorizada é um exame que pode dar maiores informações para o diagnóstico.
(B) Uma vez que o tratamento inicial trouxe pouca melhora, uma nova endoscopia deve ser realizada a fim
de verificar se houve evolução da doença. É pertinente se fazer um ultrassom de abdome superior,
sobretudo por ser esse o melhor método para avaliar a via biliar principal.
(C) Caso sejam encontrados sinais sugestivos de dilatação e/ou obstrução da via biliar, o diagnóstico que se
impõe é o de coledocolitíase residual e dever-se-á solicitar uma colangioressonância já que este é um
procedimento com finalidade propedêutica e terapêutica.
(D) Deve-se dobrar a dose do inibidor de bomba de prótons em uso (de 40 mg para 80 mg dia), solicitar
ultrassonografia de abdome total para avaliar vísceras maciças e sobretudo a via biliar (melhor método
para esse fim) e colonoscopia, haja vista o histórico da paciente.

Clínica Médica
QUESTÃO 11
Sobre a infecção pelo Plasmodium, é correto afirmar:
(A) A gravidade da malária depende da relação do hospedeiro (vulnerabilidade e estado imunológico) com o
Plasmodium sp (espécie infectante e densidade parasitária).
(B) A concentração elevada de lactato e amônia na circulação é responsável pelos sintomas neurológicos na
malária grave.
(C) A forma grave da doença está relacionada somente à infecção pelo Plasmodium Falciparum e independe
da densidade parasitária.
(D) A citoaderência e o processo de formação de rosetas são fenômenos presentes na infecção pelo
Plasmodium Falciparum, porém não estão relacionados às formas graves da infecção.

QUESTÃO 12
Numere os sinais semiológicos à direita de acordo com as patologias apresentadas à esquerda.
1 - Psoríase ( ) Sinal de Cullens (hematoma periumbilical por
hemorragia retroperitoneal).
2 - Pênfigo foliáceo ( ) Sinal de Auspitz (pontos hemorrágicos na pele pela
remoção de placas ou escamas cutâneas).
3 - Ptiríase versicolor ( ) Sinal de Zileri (descamação fina da pele pelo
estiramento da lesão).
4 - Prenhez tubária ( ) Sinal de Nikolsky (descolamento epidérmico da pele
sadia pela digitopressão).
Assinale a sequência correta.
(A) 1, 2, 3, 4
(B) 4, 1, 3, 2
(C) 3, 1, 2, 4
(D) 1, 2, 4, 3
5 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 13
Sobre abordagem do paciente com doença progressiva crônica do fígado compensada, é correto afirmar:
(A) O tratamento etiológico, nessa fase, é de pouca importância por não interferir na evolução da doença.
(B) O tratamento dos sintomas e complicações não interfere na elegibilidade para o transplante hepático.
(C) A avaliação da elegibilidade para o transplante hepático é de pouca importância, nessa fase da doença,
pelo paciente estar compensado.
(D) São necessários a investigação etiológica e o rastreamento das complicações para traçar condutas
preventivas e terapêuticas.

QUESTÃO 14
Mulher de 28 anos, refere três episódios de dor cervical nos últimos dois anos, com sinais flogísticos e
aumento do volume do pescoço, tratada com sintomáticos. Atualmente apresenta aumento da tireoide, de
consistência endurecida e algo lobulada, referindo sintomas de hipofunção glandular nos últimos meses.
Qual o diagnóstico provável?
(A) Doença de Graves
(B) Tireoidite de D Quervain
(C) Bócio multinodular atóxico
(D) Tireoidite de Hashimoto

QUESTÃO 15
Em relação à rinossinusite aguda, assinale a afirmativa correta.
(A) A ressonância nuclear magnética é o exame ouro para o diagnóstico das sinusopatias, porém não fornece
bons resultados no diagnóstico das complicações periorbitárias.
(B) A tomografia computadorizada confirma o diagnóstico das sinusopatias, porém não fornece bons
resultados no diagnóstico das complicações ósseas.
(C) A rinoscopia, com detecção de secreção mucopurulenta ou serossanguinolenta proveniente do meato
médio, confirma o diagnóstico clínico da doença.
(D) A videolaringoscopia dispensa a utilização de outros métodos diagnósticos na avaliação das sinusopatias e
suas complicações.

QUESTÃO 16
Paciente com tumor cerebral e sinais de hipertensão intracraniana, relata diplopia, turvação visual e
impossibilidade de desviar os olhos lateralmente. Quais nervos cranianos estão comprometidos?
(A) Óptico e abducente
(B) Motor ocular comum e facial
(C) Óptico e facial
(D) Motor ocular comum e abducente

QUESTÃO 17
Homem jovem, previamente hígido, usuário de drogas ilícitas, apresenta febre alta, taquicardia, taquipneia,
hipotensão, sopro cardíaco nos focos mitral e aórtico, manchas avermelhadas nas palmas das mãos e nódulos
hemorrágicos e dolorosos nas pontas dos dedos. Diante do diagnóstico clínico de endocardite, à luz das
informações fornecidas, qual o provável agente etiológico envolvido?
(A) Estreptococos beta hemolítico
(B) Estafilococos aureus
(C) Cândida albicans
(D) Pseudomonas aeruginosa

6 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 18
A falência aguda das suprarrenais, classicamente conhecida como síndrome de Waterhouse Friderichsen, é
observada na
(A) Meningococcemia.
(B) Tuberculose miliar.
(C) Paracoccidioidomicose disseminada.
(D) Endocardite bacteriana subaguda.

QUESTÃO 19
Deformidades osteoarticulares das mãos identificadas ao exame físico, pela inspeção, desaparecendo com o
posicionamento das mesmas em uma superfície plana e não apresentando correspondência anatômica ao
estudo radiológico (mãos de Jaccoud), sugerem:
(A) Artrite reumatoide.
(B) Hanseníase.
(C) Febre reumática.
(D) Porfíria cutânea.

QUESTÃO 20
A presença de sacroileíte e sindesmófitos na coluna lombar (aspecto em “bambu”) em um estudo radiológico
da coluna lombossacra em AP e perfil sugere o diagnóstico de:
(A) Artrite reumatoide juvenil.
(B) Espondilite anquilosante.
(C) Doença mista do colágeno.
(D) Sarcoidose.

Ginecologia e Obstetrícia

QUESTÃO 21
Em relação à política de prevenção do câncer de colo do útero, o Ministério da Saúde recomenda: “O
rastreamento deve ser realizado a partir de _______ anos em todas as mulheres que iniciaram atividade
sexual, a cada _______anos, se os dois primeiros exames anuais forem normais”. Os exames devem seguir até
os ______ anos de idade. Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente as lacunas.
(A) 25; 3; 64
(B) 20; 2; 70
(C) 19; 2; 60
(D) 23; 4; 75

QUESTÃO 22
M. A., 28 anos, tabagista, 25 cigarros/dia, foi à Unidade Básica de Saúde (UBS) fazer o seu colpo citológico
(CCO) de rotina. Durante a coleta, foi informada que seu exame especular estava alterado e que seria
aguardado o resultado para posterior conduta. Está correto afirmar que CCO com
(A) ASC-H, LIE ou SIL de alto grau deve-se encaminhar para colposcopia.
(B) LIE ou SIL de alto grau deve-se encaminhar para oncoginecologia.
(C) carcinoma invasor deve-se encaminhar para colposcopia.
(D) ASC-US, LIE ou SIL de baixo grau deve-se encaminhar para oncoginecologia.

7 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 23
Em relação à política de rastreamento do câncer de mama, analise as afirmativas abaixo.
I - No Brasil, a estratégia preconizada para o rastreamento de câncer de mama é a mamografia a cada dois
anos para mulheres entre 50 e 69 anos.
II - O autoexame das mamas, que foi muito estimulado no passado, provou ser benéfico para a detecção
precoce de tumores e por trazer segurança, e menor número de exames invasivos.
III - O autoexame deve ser orientado para o reconhecimento de lesões, e não recomendado para que a
mulher tenha conhecimento de seu próprio corpo.
IV - O exame clínico das mamas não tem benefício bem estabelecido como rastreamento, devendo ser
realizado no caso de queixas mamárias, como parte inicial da investigação.
Está correto o que se afirma em
(A) III e IV.
(B) II e III.
(C) I e IV.
(D) I e II.

QUESTÃO 24
M. J., 27 anos, solteira, gestação, parto e aborto zero. Tabagista. Vida sexual ativa. Usa o anticoncepcional
Depo-provera. Procurou a Unidade Básica de Saúde (UBS) para avaliar o aparecimento de lesão vulvar,
vegetante, pruriginosa há 2 semanas, que vem aumentando em número e tamanho. Após avaliação do exame
clínico, o médico diagnosticou condiloma vulvar. Para o tratamento dessa condição clínica, pode-se afirmar
que NÃO se usa:
(A) Eletrocautério.
(B) Aplicação de Ácido Acético 5%.
(C) Aplicação de Podofilina.
(D) Criocautério.

QUESTÃO 25
Conceitua-se como abortamento a interrupção da gravidez ocorrida antes da 22ª semana de gestação. O
produto da concepção eliminado no processo de abortamento é chamado aborto. O abortamento pode ser
precoce, quando ocorre até a 13ª semana, e tardio, quando entre a 13ª e a 22ª semana. Pode ser classificado
de várias formas. Sobre o assunto, numere a coluna da direita de acordo com a da esquerda.
1 - Abortamento espontâneo ( ) Cólicas, sangramento uterino com a cérvix
fechada e ultrassom com batimentos
2 - Ameaça de abortamento
cardioembrionários positivos.
3 - Abortamento inevitável ( ) É a perda involuntária da gestação.
( ) Morte silenciosa do embrião ou feto que
4 - Abortamento retido
permanece na cavidade uterina, sem ser
eliminado.
( ) Cólicas, sangramento e dilatação cervical, mas
ainda não ocorreu eliminação de conteúdo
uterino.
Marque a sequência correta.
(A) 4, 3, 2, 1
(B) 3, 1, 4, 2
(C) 1, 3, 2, 4
(D) 2, 1, 4, 3

8 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 26
Em relação ao climatério, marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.
( ) O climatério corresponde à transição da mulher do ciclo não reprodutivo para o reprodutivo,
ocorrendo habitualmente entre os 48 e 75 anos.
( ) É uma fase biológica da vida da mulher e um período de mudanças psicossociais, de ordem afetiva,
sexual, familiar, ocupacional.
( ) A menopausa é diagnosticada de forma retroativa, após 18 meses consecutivos de amenorreia,
ocorrendo geralmente entre os 38 e 60 anos, e precoce antes dos 40 anos.
( ) A confirmação do climatério e da menopausa é eminentemente clínica, sendo desnecessárias
dosagens hormonais.
Assinale a sequência correta.
(A) V, F, V, F
(B) F, V, F, V
(C) F, F, V, V
(D) V, V, F, F

QUESTÃO 27
Placenta prévia é definida como a placenta que se implanta total ou parcialmente no segmento inferior do
útero. Ela pode ser classificada de acordo com sua posição em relação ao colo do útero. Sobre essa
classificação, analise os itens.
I - Baixa: atinge o orifício interno do colo do útero, sem recobri-lo.
II - Marginal: está localizada próxima ao colo do útero, sem atingi-lo.
III - Completa ou centro-total: recobre totalmente o orifício interno do colo do útero.
Está correto o que se afirma em
(A) I, apenas.
(B) II e III, apenas.
(C) III, apenas.
(D) I e II, apenas.

QUESTÃO 28
O descolamento prematuro de placenta (DPP) é definido como a separação da placenta da parede uterina
antes do parto. Essa separação pode ser parcial ou total e é classificada em três graus, levando em conta os
achados clínicos e laboratoriais. De acordo com a classificação de Sher, marque a caracterização correta.
(A) Grau 2: Sangramento genital intenso e hipotonia uterina. Presença de taquicardia e alterações da pressão
arterial. Batimentos cardíacos fetais ausentes.
(B) Grau 3: Sangramento genital importante com hipertonia uterina. Hipertensão arterial materna e óbito
fetal.
(C) Grau 3B: Sem coagulopatia instalada.
(D) Grau 1: Sangramento genital discreto sem hipertonia uterina significativa. Vitalidade fetal preservada.
Sem repercussões hemodinâmicas e sem coagulopatia.

9 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 29
C. M. M., 35 anos, procurou a Unidade Básica de Saúde (UBS) para avaliar prurido vaginal intenso, há 2
semanas, sem odor, secreção vaginal abundante, de coloração clara e dispareunia de introito. Ao exame
clínico, edema de vulva, hiperemia de mucosas, presença de secreção vaginal abundante, grumosa, branca,
aderida à parede vaginal e teste de KOH negativo, exame a fresco com hifas. Pode-se tratar com:
(A) Secnidazol 2.000 mg / Dose única.
(B) Fluconazol 150 mg / Dose única.
(C) Azitromicina 1.000 mg / Dose única.
(D) Metronidazol 2.000 mg / Dose única.

QUESTÃO 30
Em relação às circunstâncias clínicas em que é indicada a indução do parto, quando a continuação da gravidez
não é mais aconselhável, marque V para as verdadeiras e F para as falsas.
( ) Síndromes hipertensivas da gravidez descompensadas.
( ) Rotura prematura de membranas a partir de 36 semanas completas.
( ) Intercorrências clínicas maternas descompensadas (ex.: diabetes insulinodependente, doença renal
etc.).
( ) Gestação acima de 41 semanas.
Assinale a sequência correta.
(A) F, F, V, V
(B) V, F, V, F
(C) V, V, V, V
(D) F, V, F, F

Pediatria

QUESTÃO 31
Na patogênese da síndrome diarreica na infância, vários mecanismos podem estar presentes:

I - Osmótico: por adesão à mucosa, causa lesão dos enterócitos da superfície, com redução da produção
das dissacaridases (lactase) e retenção de líquidos dentro do lúmen intestinal devido à presença de
solutos (açúcares) osmoticamente ativos não absorvidos, que carreiam a água para dentro da alça
intestinal e são metabolizados via anaeróbica, resultando na produção de radicais ácidos.
II - Secretor: a liberação de enterotoxina bloqueia o transporte ativo de água e eletrólitos do enterócito,
ocasionando o aumento da secreção intestinal, principalmente de ânions cloreto e bicarbonato.
III - Invasor: a lesão da célula epitelial do intestino impede a absorção de nutrientes. Pode ocorrer invasão
da mucosa causando diarreia com muco, pus e sangue nas fezes ou invasão da lâmina própria com
disseminação hematogênica e sintomas sistêmicos.

Assinale os patógenos que têm a invasão como mecanismo principal de ação para causar a síndrome
diarreica.
(A) Shiguela e Rotavírus
(B) Rotavírus e Vibrião colérico
(C) Salmonella e Shiguela
(D) Escherichia coli enterotoxigênica e Rotavirus

10 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 32
Das artrites que acometem crianças, a mais comum é a artrite idiopática juvenil (AIJ). A doença acomete
qualquer raça e qualquer idade antes dos 16 anos, mas os picos de maior incidência estão de 1 a 5 e de 10 a
14 anos de idade. Além das articulações, a AIJ pode afetar outras partes do corpo, como coração, olhos,
músculos, tendões, fígado e pele. É uma doença que pode durar anos, com períodos eventuais de remissão e
atividade, quando o paciente tem dores e febre. Não é fatal, mas sem tratamento adequado pode levar a
complicações para a vida da criança, como deixar de utilizar normalmente um membro do corpo, como um
braço ou uma perna, ou ainda deixar de andar, tornando-se dependente da família. Sua prevalência no sexo
feminino é de:
(A) 7:1
(B) 10:1
(C) 5:1
(D) 3:1

QUESTÃO 33
Os distúrbios alimentares tornaram-se, nos últimos 15 anos, alvo de intensas pesquisas dado o grande
aumento de sua incidência na população jovem, principalmente nos adolescentes. Estudos na década de 80,
nos EUA, revelaram que a anorexia nervosa (AN) é a terceira doença crônica mais comum entre adolescentes
do sexo feminino (10 a 20 mulheres para 1 homem), só perdendo para asma e obesidade. Quanto à bulimia
nervosa (BN), afeta 1 a 5% desta população, sendo também mais frequente na mulher. A AN e a BN são
complexas do ponto de vista etiológico, crônicas, de difícil controle, sendo necessário o acompanhamento a
longo prazo, e as recaídas são frequentes. A faixa etária mais acometida está entre os 10 e 19 anos. O
diagnóstico e tratamento precoce podem fazer toda a diferença entre o fracasso e o sucesso terapêutico
(FISBERG, M et al.).
Leia atentamente os sinais e sintomas:
1- Recusa em manter o peso na proporção normal para idade e estatura.
2- Medo intenso de engordar, mesmo que com peso abaixo do normal.
3- Autoavaliação alterada do peso e forma do corpo.
4- Amenorreia.
5- Episódios recorrentes de comer-compulsivo.
6- Comportamento compensatório inadequado: Vômitos, laxantes, diuréticos, jejum.
7- Episódios com ocorrência média de ao menos 2 / semana, por 3 meses.
8- Autoestima influenciada pelo peso e forma do corpo.
Dos sinais e sintomas apresentados no quadro acima, qual está presente na Anorexia Nervosa, mas não na
Bulimia?
(A) 2
(B) 4
(C) 3
(D) 1

QUESTÃO 34
Na Atenção Humanizada do Recém-nascido, as Boas Práticas do Nascimento incluem, entre outras ações, o
clampeamento tardio do cordão umbilical. A Organização Mundial da Saúde recomenda que o clampeamento
deve ser feito, após o nascimento. Isso deve ser feito entre:
(A) 3 e 5 minutos.
(B) 1 e 3 minutos.
(C) 5 e 7 minutos.
(D) 7 e 10 minutos.
11 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 35
Atualmente o Brasil enfrenta o grande desafio de erradicar a sífilis congênita que vem aumentando
assustadoramente e, para dificultar o controle, a Penicilina Cristalina, que é o medicamento de escolha para o
tratamento da sífilis congênita, está em falta. Segundo o Protocolo do Ministério da Saúde 2015 para
tratamento da sífilis congênita, a opção é:
(A) Ceftriaxona.
(B) Cefalexina.
(C) Cefepime.
(D) Ceclor.

QUESTÃO 36
Em relação à oftalmia neonatal, estando disponível apenas o diagnóstico clínico, toda criança com oftalmia
neonatal deve receber tratamento para gonococo (principalmente) e clamídia. A conjuntivite pode ser
também um marcador de uma infecção neonatal generalizada. Deve ser excluída infecção sistêmica,
instituindo-se medidas para prevenção de infecção hospitalar. A mãe e a parceria sexual devem ser tratadas
para gonorreia e infecção por clamídia, submetidas a exame genital e testadas para sífilis, HIV e HBV. Na
suspeita de infecção pela C. trachomatis, o antibiótico de escolha para tratamento pertence ao grupo de:
(A) Quinolonas.
(B) Cefalosporinas.
(C) Aminoglicosídeos.
(D) Macrolídeos.

QUESTÃO 37
O Boletim de Silverman-Andersen tem muita utilidade na Neonatologia, servindo para avaliar graus de
dificuldade respiratória do Recém-nascido e orientar o profissional na conduta. Um Boletim de Silverman-
Andersem = 8,0 significa:
(A) Insuficiência Respiratória Grave.
(B) Insuficiência Respiratória Moderada.
(C) Insuficiência Respiratória Leve.
(D) Sem Dificuldade Respiratória.

QUESTÃO 38
A Síndrome do Desconforto Respiratório (SDR), também conhecida como Doença da Membrana Hialina
(DMH), tem como principal causa a quantidade inadequada de surfactante pulmonar em decorrência de
nascimento pré-termo, mecanismos imaturos de remoção do líquido pulmonar e baixa área de troca gasosa
(típica do pulmão imaturo). A aceleração farmacológica da maturidade do pulmão fetal, a melhoria nos
métodos de assistência ventilatória e a terapia de reposição do surfactante pulmonar têm reduzido a
morbimortalidade dos prematuros. Aliado a isso, o uso de um fármaco no período pré-natal, administrado às
gestantes com rotura prematura de membrana e idade gestacional entre 24 e 34 semanas, tem se mostrado
eficiente para a redução de até 50% da incidência da SDR em recém-nascidos prematuros (RNPT) por induzir a
maturação pulmonar, maior sobrevivência e menor incidência de hemorragia intracraniana (50%) em RNPT no
ambiente extrauterino. O fármaco citado no texto é:
(A) Betabloqueador.
(B) Corticosteroide.
(C) Prostaglandina.
(D) Indometacina.

12 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 39
Um lactente jovem de sete meses de idade, nascido de Parto Normal a termo com peso de 3 kg, 50 cm de
comprimento, com 36 cm de perímetro cefálico, foi diagnosticado como tendo Meningoencefalite tuberculosa
e tratado com Rifampicina, Isoniazida, Etambutol e durante dois meses recebeu também Dexametasona.
Ainda em tratamento, sua mãe procura a Unidade de Saúde, preocupada porque acha que seu filho não está
enxergando. O profissional de saúde examina a criança e verifica que ela não responde ao estímulo visual. A
mãe informa que até os três meses de idade, antes do início do tratamento, a criança já apresentava sorriso
social, interagia com ela, fazendo barulhos com a boca (arrulhos, sons guturais) e até olhava para ela, o que já
não faz mais. Diante desse quadro, foi encaminhada ao Oftalmologista que constatou que a criança
apresentava amaurose. Segundo o especialista, essa amaurose era um efeito colateral da medicação utilizada
no tratamento da tuberculose. Qual desses medicamentos utilizados pela criança pode ser responsabilizado
pela amaurose?
(A) Dexametasona
(B) Isoniazida
(C) Etambutol
(D) Rifampicina

QUESTÃO 40
As tumorações abdominais na infância apresentam as mais variadas etiologias, geralmente são doenças
benignas, como hidronefrose, rim multicístico, hepatoesplenomegalia infecciosa, bezoar, malformação
intestinal ou cistos. Os tumores malignos nessa faixa etária são raros, mas a elucidação diagnóstica precoce é
imprescindível para garantir possibilidades de cura para o paciente. A estratégia para o diagnóstico do tumor
abdominal inclui história clínica, exame físico, exames laboratoriais e de imagem. Entre as crianças de 0 a 2
anos, o tumor maligno abdominal retroperitoneal mais frequente é:
(A) Neuroblastoma.
(B) Nefroblastoma.
(C) Hepatoblastoma.
(D) Rabdomiossarcoma.

Saúde Coletiva

QUESTÃO 41
Durante a investigação epidemiológica de um surto de doença, as seguintes etapas são necessárias:
1) Análise dos dados de acordo com o tempo, lugar e pessoa.
2) Condução de um estudo tipo caso-controle.
3) Estabelecimento de hipóteses causais.
4) Atividades de vigilância epidemiológica para a identificação de casos adicionais.
5) Definição diagnóstica de casos.
6) Confirmação de que o número de casos identificados excede o número esperado para o local e período de
tempo.
7) Designação dos responsáveis pela divulgação acerca da investigação do surto.
Qual é a ordem correta de realização das etapas acima?
(A) 1, 3, 7, 4, 5, 6, 2
(B) 5, 6, 3, 1, 2, 4, 7
(C) 7, 6, 5, 4, 1, 3, 2
(D) 5, 6, 1, 3, 2, 4, 7

13 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 42
Um comitê de especialistas se reúne para escolher um ponto de corte para um teste de triagem de uma
doença. As curvas no diagrama abaixo representam a distribuição de pontos do resultado do teste de rastreio
para as pessoas com (direita) e sem (esquerda) a doença.

Número de
pessoas

Esquerda Direita

A respeito das consequências nos parâmetros de validade do teste, decorrentes do movimento do ponto de
corte (indicado pela seta e linha pontilhada), marque V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.
( ) Para a esquerda, aumenta o valor preditivo positivo.
( ) Para a direita, aumenta a especificidade.
( ) Para a esquerda, reduz a sensibilidade.
( ) Para a direita, aumenta a proporção de resultados falsos-positivos.
( ) Para a esquerda, reduz a proporção de resultados falsos-negativos.
Assinale a sequência correta.
(A) V, F, F, V, V
(B) F, V, F, F, V
(C) F, V, V, F, F
(D) V, F, V, V, F

QUESTÃO 43
Tem-se o conjunto de dados sobre o peso ao nascer das crianças do Estado de Mato Grosso nos últimos 10
anos. Qual característica espera-se encontrar após a análise dos dados, se assumir que o peso ao nascimento
é uma variável aleatória normalmente distribuída?
(A) 95% dos dados estarão entre a média ± 1 desvio-padrão.
(B) A curva de distribuição do peso mostrará assimetria positiva.
(C) A distribuição do peso será bimodal, isto é, meninos mais pesados que meninas.
(D) A média, a mediana e a moda serão coincidentes.

QUESTÃO 44
O resultado de um estudo longitudinal mostrou que a incidência absoluta de uma doença entre tabagistas foi
de 10/1000 em 10 anos e que entre os não tabagistas foi de 1/1000 em 10 anos. Portanto, o risco relativo e o
risco atribuível da doença associado ao tabagismo foram, respectivamente, de:
(A) 10/1000 e 9/1000.
(B) 9/1000 e 10.
(C) 10 e 9/1000.
(D) 10 e 9.

14 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 45
Qual polígono de frequência epidemiológica de uma doença foi construído de forma correta em relação ao
tempo (eixo horizontal)?
(A) (B)

Número de casos
Número de casos

Tempo (em dias) Tempo (em dias)

(C) (D)

Número de casos
Número de casos

Tempo (em dias) Tempo (em dias)

QUESTÃO 46
Sobre a validade dos testes de diagnóstico de uma determinada doença, considere as seguintes afirmativas:
I- A probabilidade pré-teste da doença é igual à acurácia do teste.
II - A sensibilidade de um teste varia com a prevalência da doença na população.
III - Um teste altamente específico é adequado para confirmar o diagnóstico da doença.
IV - O valor preditivo positivo de um teste tem relação direta com a prevalência da doença.
Estão corretas as afirmativas
(A) I e II, apenas.
(B) I, II e III, apenas.
(C) III e IV, apenas.
(D) I, III e IV, apenas.

QUESTÃO 47
Uma pesquisa foi realizada para analisar a relação entre o nível de exposição a agrotóxicos e o risco de
leucemia entre trabalhadores da agricultura extensiva. Foi feita a comparação da incidência de leucemia entre
os trabalhadores de fazendas que utilizam alta e baixa concentração dos agrotóxicos. O estudo mostrou que o
risco relativo de desenvolvimento de leucemia foi de 2,0 para exposição à alta concentração de agrotóxicos,
com valor de p = 0,03. Qual é o significado do valor de p nesse estudo?
(A) Há uma diferença de 3% nas taxas de incidência de leucemia entre os dois grupos de trabalhadores.
(B) A probabilidade de que o risco relativo encontrado no estudo tenha sido devido ao acaso é de 3%.
(C) O poder estatístico associado ao estudo foi de 3%.
(D) O resultado do estudo não atende à significância estatística ao nível de 5%.

15 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 48
Analise a tabela que apresenta o número de mortes devido a diabetes melito e doença hepática crônica em
um país X no período de 2010-2015.

Número de mortes devido a diabetes melito e


doença hepática crônica registrados no país X,
2010-2015.
Grupo etário Diabetes Doença hepática
(anos) melito crônica
<5 10 20
5 – 14 31 10
15 – 24 119 71
25 – 34 618 1140
35 – 44 1203 3422
45 – 54 2258 4618
55 - 64 5914 7078
65 – 74 10789 6202
75 – 84 11470 3034
≥ 85 6118 598
Total 38530 26193

Que medida de frequência epidemiológica pode ser calculada usando apenas os dados mostrados na tabela?
(A) Anos potenciais de vida perdidos.
(B) Taxa de mortalidade proporcional.
(C) Taxa de mortalidade específica por idade.
(D) Taxa de mortalidade específica por causa.

QUESTÃO 49
Leia o seguinte resumo de um estudo científico.

O principal fator de risco (FR) para a ocorrência do câncer de mama (CM) é a idade avançada, porém fatores
hormonais endógenos e exógenos, hereditariedade, fatores dietéticos e sociodemográficos se interagem na
etiologia do CM. O objetivo do estudo foi analisar os fatores de risco para CM em mulheres da região. Foram
entrevistadas 80 mulheres com câncer de mama e 156 mulheres do ambulatório de climatério, sem câncer de
mama, pareadas por idade, no período de setembro de 2000 a maio de 2001. Os dados obtidos foram
analisados pelo teste do qui-quadrado e posteriormente pelo modelo de regressão logística. Morar em zona
rural foi a variável de risco mais significativa (p = 0,0016) e ter tido quatro ou mais filhos mostrou-se como um
fator de proteção (p = 0,0094). Conclui-se que, entre as mulheres da região do estudo, o fato de morar em
zona rural está associado a maior risco de desenvolvimento de CM. Ter tido quatro ou mais filhos, por outro
lado, é um fator de proteção.
[PAIVA CE, RIBEIRO BS, GODINHO AA, MEIRELLES RSP, GUZELLA-SILVA,
EV, MARQUES GD, ROSSINI-JUNIOR O. Fatores de Risco para Câncer de
Mama em Juiz de Fora (MG). RevistaBrasileira de Cancerologia, 2002,
48(2): 231-237].

Qual foi o desenho de estudo epidemiológico utilizado?


(A) Coorte
(B) Corte transversal
(C) Ecológico
(D) Caso-controle

16 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 50
Em relação ao Programa Telessaúde do Sistema Único de Saúde, criado pela Portaria MS 2546/2011, marque
V para as afirmativas verdadeiras e F para as falsas.
( ) Um dos grandes objetivos do Programa é avaliar a pertinência dos encaminhamentos, evitando as
internações por condições sensíveis à atenção primária.
( ) A teleconsultoria é uma consulta realizada pelo paciente com o médico por meio da internet.
( ) As teleconsultorias têm como característica fundamental o apoio assistencial, com menor ênfase no
caráter educacional.
( ) A solicitação de teleconsultoria é permitida somente para médicos e enfermeiros.
( ) Telediagnóstico e tele-educação são outros componentes do Programa Telessaúde.
Assinale a sequência correta.
(A) V, F, F, F, V
(B) V, V, F, V, F
(C) F, F, V, V, V
(D) F, F, V, F, F

17 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
PARTE II – QUESTÕES DISCURSIVAS

Clínica Cirúrgica
QUESTÃO 01
M. A. C., sexo feminino, 32 anos, do lar, refere que há um ano vem apresentando dores constantes nos
braços, pernas, quadris e região dorsal, que a impedem de realizar suas atividades diárias, precisando ficar a
maior parte do tempo deitada. Refere que as dores vão desde o “fio de cabelo até as pontas dos pés”. Por
conta disso, está dormindo mal, sente-se muito desanimada, apática e sem paciência com as pessoas e para
cumprir suas obrigações. Ao exame físico, não apresenta alterações neurológicas, apenas dor à palpação nos
locais que já informara durante a anamnese. Traz exames de ressonância da coluna cervical e lombar;
screening metabólico, infeccioso e reumatológico e tomografias de tórax e abdômen, todos normais. Refere
que já passou por vários médicos, que a orientaram a conviver com a dor.
A partir das informações dadas, responda aos itens a seguir.
I - Qual é o diagnóstico dessa paciente? (Valor: 1,0 ponto)
II - Cite 2 diagnósticos diferenciais. (Valor: 2,0 pontos)
III - Cite 2 fármacos (princípio ativo) para o tratamento dessa patologia. (Valor: 2,0 pontos)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

18 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
19

20

21

22

23

24

25

QUESTÃO 02
L. M. S., 72 anos, gênero masculino, natural e procedente de Barra do Bugres-MT, aposentado. Procurou há 4 dias
pronto atendimento em sua cidade de origem, com queixa de dor abdominal, localizada em região epigástrica, em
forte intensidade, irradiada para hipocôndrios, acompanhada de vômitos e hiporexia. Relatou antecedentes de
hipertensão arterial sistêmica e epilepsia. Vem fazendo uso de enalapril 20 mg/dia, sinvastatina 40 mg/dia e
valproato de sódio 1,5 g/dia. A dor teve início após libação alimentar e ingestão de bebida alcoólica, cerveja, a qual
referiu fazer uso diariamente. Foi feito diagnóstico de intoxicação alimentar e liberado para seu domicílio com
prescrição de medicações sintomáticas. Cerca de 24 horas depois, retornou à mesma unidade, com piora dos
sintomas, tendo sido internado com quadro de desidratação aguda e iniciada reposição de líquidos e eletrólitos via
endovenosa. Evoluiu com manutenção do quadro de dor, vômitos, distensão abdominal, e confusão mental. Foi
encaminhado para Cuiabá-MT em busca de maiores recursos terapêuticos, dando entrada no Pronto Socorro
Municipal em mal estado geral, rebaixamento do nível de consciência, hipocorado ++/4+, ictérico +/4+, cianose
labial +/4+ e edema de membros inferiores ++/4+. Sinais vitais: pressão arterial 9040 mmHg, 110 b.p.m, 32
i.r.p.m., temperatura de 38 C, saturação de oxigênio de 91%. Abdome distendido, hipertimpânico, com dor difusa
à palpação profunda, sem sinais de irritação peritonial e com ruídos hidroaéreos diminuídos. Ao exame do
abdome, chamou atenção ainda do médico a presença da equimose observada na imagem abaixo.

Com base no caso apresentado, responda aos itens:


I - Qual o diagnóstico? (Valor: 1,0 ponto)
II - Cite três prováveis etiologias relacionadas ao diagnóstico, justificando as mesmas com achados presentes no
caso clínico. (Valor: 1,0 ponto)
III - A que se deve a ocorrência do sinal clínico observado na imagem destacada no exame clínico? (Valor: 1,0
ponto)
IV - Considerando que esse paciente foi submetido a tratamento adequado e no quinto dia de internação
apresentava-se clinicamente estável e com parâmetros laboratoriais de melhora, é possível que seja iniciada
alimentação por meio de sonda nasojejunal? Justifique sua resposta. (Valor: 2,0 pontos)

19 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

20 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
Clínica Médica
QUESTÃO 03
Homem negro, 50 anos, cobrador de transporte coletivo, tabagista de 2 maços/dia por 30 anos, refere início
do quadro há 90 dias, com astenia, anorexia, sudorese noturna e emagrecimento de 10 kg no período. Evoluiu
com tosse seca e chiado na porção superior direita do tórax. Há uma semana apresentou hemoptoicos e
evoluiu com tosse produtiva, expectoração amarelada, dispneia aos médios esforços e febre alta com
calafrios, tendo realizado RX do tórax (abaixo). Refere dois episódios de processo pneumônico anteriores no
último ano.

Em relação ao caso, responda aos itens.


I - Qual a abordagem propedêutica indicada para o diagnóstico etiológico da doença de base, diante do
quadro clínico e achados radiológicos? (Valor 3,0 pontos)
II - Qual a conduta terapêutica imediata a ser adotada? (Valor 2,0 pontos)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

21 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

22 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
QUESTÃO 04
Homem, 60 anos, trabalhador rural, refere aparecimento de ferida no nariz há 60 dias, indolor, envolvendo a
porção anterior do septo nasal, associada à obstrução nasal e edema endurecido das asas nasais, com pouca
secreção. Refere duas feridas na perna direita há 2 anos, de características semelhantes, tratadas
ambulatorialmente no HUJM, por 30 dias, com resolução das lesões. Tem vários animais de estimação em
casa, não vacinados, alguns cães com problemas de pele e manqueira.
Exame físico: edema do nariz, com lesão ulcerada indolor, fundo seco e bordas elevadas, com destruição
parcial do septo nasal cartilaginoso e desabamento com fibrose da ponta do nariz (“nariz de tapir”).

A partir das informações dadas, responda aos itens.


I - Qual o diagnóstico clínico sugerido pelo quadro? Justifique. (Valor: 2,0 pontos)
II - Cite três patologias que provocam destruição do septo nasal, descrevendo a localização da lesão no
septo e sua sintomatologia. (Valor: 3,0 pontos)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

08

09

23 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

Ginecologia e Obstetrícia
QUESTÃO 05
O câncer de ovário é o quarto tumor ginecológico em frequência e o primeiro em mortalidade. Cerca de 70%
dos casos de câncer de ovário na gravidez são diagnosticados no estágio I. A partir das informações, responda
aos itens abaixo.
I - Qual a conduta nos cistos ovarianos na gestação? (Valor: 2,0 pontos)
II - Frente ao diagnóstico de câncer de ovário avançado, qual o tratamento recomendado:
a) No primeiro trimestre da gravidez? (Valor: 1,0 ponto)
b) No segundo trimestre da gravidez? (Valor: 1,0 ponto)
c) No terceiro trimestre acima da trigésima quarta semana de idade gestacional? (Valor: 1,0 ponto)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

24 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

QUESTÃO 06
A presença de dois ou mais fetos na cavidade uterina define a gestação gemelar, cuja incidência tem
aumentado graças a alguns fatores predisponentes, entre os quais a maior frequência e o melhor resultado
dos procedimentos em reprodução humana assistida e a gestação em idade mais avançada. A
ultrassonografia, idealmente realizada já no primeiro trimestre, fornece subsídios importantes para o
adequado acompanhamento da gestação gemelar. A partir das informações, responda aos itens abaixo.
I - Cite dois dados de ultrassonografia que indiquem suspeita de transfusão feto-fetal. (Valor: 1,0 ponto)
II - Qual a recomendação de parto nas apresentações:
a) Cefálico Pélvico – com o peso do segundo feto maior que 1.500 g. (Valor: 2,0 pontos)
b) Cefálico Transverso – com o peso do segundo feto maior que 1.500 g. (Valor: 2,0 pontos)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

25 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
06

07

08

09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
Pediatria
QUESTÃO 07
A OMS recomenda que o perímetro cefálico seja medido utilizando técnica e equipamentos padronizados,
entre 24 horas após o nascimento e até 6 dias e 23 horas (dentro da primeira semana de vida).

A microcefalia constitui-se em um achado clínico, de etiologia complexa e multifatorial.

A partir das informações dadas, responda aos itens a seguir.


I - Qual o parâmetro estabelecido pela Organização Mundial de Saúde para definir microcefalia? (Valor 1,0
ponto)
II - Como é classificada a microcefalia quanto ao tempo de aparecimento? (Valor 1,0 ponto)
III - Cite cinco causas principais de microcefalia. (Valor 1,0 ponto)
IV - Que sinais e sintomas estão presentes na criança com microcefalia? (Valor 1,0 ponto)
V - Que exames são necessários na condução da criança com microcefalia? (Valor 1,0 ponto)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

11

12

13

14

27 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
Espaço para rascunho

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

QUESTÃO 08
A asma é uma doença heterogênea, geralmente caracterizada por inflamação crônica das vias aéreas. O Brasil
ocupa o oitavo lugar no ranking mundial de ocorrência/prevalência de asma. Estima-se que nos grandes
centros urbanos brasileiros 20% da população pediátrica em idade escolar apresentam sintomas de asma.

A partir das informações dadas, responda aos itens a seguir.


I - Descreva o quadro clínico da asma na infância. (Valor 1,0 ponto)
II - Elabore o diagnóstico de asma na infância. (Valor 1,0 ponto)
III - Como é o tratamento da crise asmática? (Valor 1,0 ponto)
IV - O que é estado de mal asmático? (Valor 1,0 ponto)
V - Cite cinco patologias que fazem diagnóstico diferencial com a asma brônquica. (Valor 1,0 ponto)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

08

09

28 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

Saúde Coletiva
QUESTÃO 09
Sobre as segundas opiniões formativas no contexto do Programa Telessaúde do Ministério da Saúde, descreva
de forma sucinta:
I - O que significam. (Valor: 1,25 ponto)
II - De quem é a responsabilidade de elaborar. (Valor: 1,25 ponto)
III - Como são originadas. (Valor: 1,25 ponto)
IV - Para qual grupo de profissionais são destinadas. (Valor: 1,25 ponto)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

08

29 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
09

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

QUESTÃO 10
O ensaio clínico aleatorizado e controlado para avaliação da eficácia de um medicamento é considerado de
alto nível de evidência para a tomada de decisão clínica se, e somente se, for alta a validade interna de seus
resultados. Cite e explique quatro dos vários critérios que devem compor a avaliação crítica da validade
interna de um ensaio clínico aleatorizado. (Valor: 5,0 pontos)

Espaço para rascunho

01

02

03

04

05

06

07

08

09

10

30 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

31 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A
Revalidação de Diploma de Médico
Graduado no Exterior – 2016
2.ª ETAPA: PROVA ESCRITA

Nome:_____________________________________________________________

Esta folha é destinada para uso EXCLUSIVO do candidato.


FOLHA DE ANOTAÇÃO DO CANDIDATO
(PARTE I: Questões Objetivas)

CADERNO A
CLÍNICA CIRÚRGICA
01 02 03 04 05 06 07 08 09 10

CLÍNICA MÉDICA
11 12 13 14 15 16 17 18 19 20

GINECOLOGIA E OBSTETRÍCIA
21 22 23 24 25 26 27 28 29 30

PEDIATRIA
31 32 33 34 35 36 37 38 39 40

SAÚDE COLETIVA
41 42 43 44 45 46 47 48 49 50

33 de 33 – Revalidação de Diploma de Médico Graduado no Exterior 2016 – UFMT/FM – Prova Escrita – Caderno A

Você também pode gostar