Você está na página 1de 41

WBA0562_V1.

0
A Cosmetologia na Estética
Facial e Corporal
Tema 08 – Abordagem toxicológica
de produtos cosméticos
Bloco 1

Ana Carla Comune de Oliveira


Objetivos

• Conhecer a legislação cosmética;


• Compreender os principais agentes tóxicos
dos produtos cosméticos;
• Conhecer os possíveis agentes alérgenos
presentes nos cosméticos.
Introdução

• Vários são os tipos de reações adversas


causadas por cosméticos, que podem ser
uma irritação ou reações alérgicas até
casos mais graves, podendo levar a
certos tipos de câncer.
• O efeito mais grave causado são as
reações sistêmicas, que são causados
pelas matérias primas dos produtos
já acabados.
Introdução

• Importante ter conhecimento das


formulações dos produtos, para que
assim sejam feitos testes toxicológicos,
que visem aumentar a segurança do
produto, assim levando mais conforto e
segurança às pessoas que farão uso.
Introdução

• Substâncias utilizadas em concentrações


permitidas, normalmente não causam
nenhuma reação adversa. Porém, para
apresentaram grau de toxicidade, muitas
vezes as concentrações limites de certas
substâncias das formulações não são
respeitadas ou algum tipo de fraude é
realizada nos produtos.
Introdução

• A segurança de cosméticos define-se


como a probabilidade de que um produto
não provoque danos significativos em
seus usuários.
• Nenhuma substância química é 100%
segura, sempre haverá um risco de
efeitos adversos em pessoas que
apresentam predisposição a
certa substância.
Introdução

• Testes de toxicidades são realizados para


avaliar a segurança dos cosméticos.
Introdução

• Os testes podem ser realizados in


vivo ou in vitro e são eles:
Introdução

• teste de irritação ocular primária, testes


de toxicidade aguda dérmica, irritação
cutânea, fotos sensibilidade e foto
toxicidade, testes de sensibilização
cutânea, acneigênese, toxicidade oral e
percutânea, potencial mutagênico,
potencial carcinogênico,
potencial teratogênico.
Legislação Cosmética

• De acordo com a ANVISA, cosméticos são:


Legislação Cosmética

Preparações constituídas por substâncias


naturais ou sintéticas, de uso externo nas
diversas partes do corpo humano, pele,
sistema capilar, unhas, lábios, órgãos genitais
externos, dentes e membranas mucosas da
cavidade oral, com o objetivo exclusivo ou
principal de limpá-los, perfumá-los, alterar sua
aparência e/ou corrigir odores corporais e/ou
protegê-los ou mantê-los em bom estado.
Classificação de Produtos Cosméticos

• De acordo com a ANVISA os cosméticos


são classificados em:
 Produtos de Grau 1.
 Produtos de Grau 2.
Produtos de Grau 1

São produtos de higiene pessoal cosméticos


e perfumes que se caracterizam por
possuírem propriedades básicas ou
elementares, cuja comprovação não seja
inicialmente necessária e não requeiram
informações detalhadas quanto seu modo
de uso e suas restrições de uso, devido as
características intrínsecas do produto.
Produtos de Grau 2

São produtos de higiene pessoal,


cosméticos e perfumes, que possuem
indicações específicas, cujas características
exigem comprovação de segurança e/ou
eficácia, bem como informações e cuidados,
modo e restrições de uso.
Consequências Possíveis da
Aplicação de Produtos Cosméticos
sobre a Pele Sadia
• Diversas são as consequências que podem
ocorrer na aplicação de produtos
cosméticos sobre a pele sadia.
Dermatite de Contato

• São reações cutâneas decorrentes do


contato de um agente nocivo:
 Uma irritação quase imediata e que
atinge todos os indivíduos (efeito
coletivo);
 Uma localização limitada no ponto
de contato;
Dermatite de Contato

 Uma sensação de calor e queimadura;


 Lesões eritematosas, escamosas
e bolhosas;
 Uma evolução proporcional a
concentração e no tempo de aplicação
do agente irritante.
Dermatite de Contato –
Agentes Irritantes
• Agentes químicos:
 Ácidos, bases fortes;
 Álcoois;
 Solventes;
 Fósforo;
 Certos óleos;
 Xampus, sabonetes, cremes
depilatórios.
Dermatite de Contato –
Agentes Irritantes
• Agentes físicos:
 Raios UV;
 Radiações ionizantes;
 Calor;
 Frio;
 Fricções, os roçamentos, as coceiras
repetidas.
Dermatites Alérgicas ou Eczema
de Contato
• A alergia de contato é uma intolerância da
pele em face das substâncias não-tóxicas.
É uma reação individual e adquirida.
 Uma reação pruriginosa que não
é imediata;
 Uma localização quase sempre limitada
no ponto de contato;
Dermatites Alérgicas ou Eczema
de Contato
 Lesões do tipo eczema, urticária, às
vezes edematosas;
 A evolução não é proporcional à
concentração nem ao tempo de
aplicação;
 O mecanismo da reação é imunológico.
Imunologia – Reações Alérgicas

Certas células do organismo são


especializadas para a resposta imunitária.
Podemos citar:
1. Os plasmócitos (variedade de célula
linfoide), que sintetizam e secretam
anticorpos ou imunoglobulinas;
Imunologia – Reações Alérgicas

2. Os linfócitos T. helper, que liberam


produtos de ativação ou linfoquininas;
3. Os linfócitos T citotóxicos, que matam
as células alvo.
Tipos de Reações Alérgicas

1. Anafilaxia;
2. Fenômeno de Arthus;
3. Reação citotóxica;
4. Hipersensibilidade retardada
à mediação celular.
A Cosmetologia na Estética
Facial e Corporal
Tema 08 – Abordagem toxicológica
de produtos cosméticos
Bloco 2

Ana Carla Comune de Oliveira


Reações Alérgicas – Batons

Podem produzir: vermelhidão, secura,


fissura, descamação das mucosas labiais,
prurido, vesículas periorbitais. Esta reação é
chamada de queilite .
Alérgenos:
• Corantes como a eosina, eritrosina;
• Perfumes;
• Conservantes;
• Excipientes.
Reações Alérgicas – Sombra
para os Olhos
Podem produzir um eczema sobre
toda a pálpebra.
Alérgenos:
• Conservantes;
• Corantes.
Reações Alérgicas –
Delineador e Rímel
Pode produzir uma dermatite ao longo da
borda livre da pálpebra.
Alérgenos:
• Corantes;
• Conservantes.
Reações Alérgicas – Blush

Pode produzir uma dermatite sobre a maçã


do rosto.
Alérgenos:
• Conservantes;
• Corantes;
• Perfumes.
Reações Alérgicas – Leite,
Cremes e Pós
Reações sobre todo o rosto e o pescoço.

Alérgenos:
• Perfumes;
• Conservantes;
• Lanolina.
Reações Alérgicas – Esmalte

Pode provocar um eczema de ângulo


interno da pálpebra, sobre a região
peribucal, sobre o sulco nasogeniano, sobre
o queixo, sobre o pescoço, toda a região em
contato com as unhas, raramente em torno
das unhas. É uma reação à distância.
Alérgenos:
• Resinas sintéticas.
Reações Alérgicas – Dentrifícios

• Queilite bucal e peribucal.


 Sabonetes – alérgenos: antissépticos
e perfumes;
 Produtos depilatórios – alérgenos:
sais de alumínio;
Reações Alérgicas – Dentrifícios

 Desodorantes: alérgenos: sulfato


de alumínio.
As reações localizam-se sobre as regiões do
corpo em contato com estes
diferentes produtos.
Reações Alérgicas – Tinturas

• Prurido, edema, eczema ressumante


sobre o couro cabeludo, sobre a testa, as
orelhas, o pescoço.
• Alérgenos: os derivados do
paratoluenediamita (teste obrigatório 48
horas antes da aplicação).
Reações Alérgicas – Shampoos

Irritação, secura, prurido, raramente eczema


sobre o couro cabeludo.
Alérgenos:
• Produtos detergentes;
• Perfumes.
Reações Alérgicas – Líquidos
de Permanente
• Dermatite sobre a nuca e a região
occipital.
• Alérgenos: sulfatos, amoníaco,
tioglicolato, sulfato de amônia.
Reações Alérgicas – Fixadores

• Reações eczematiformes sobre o rosto e


as pálpebras.
• Alérgenos: as resinas naturais.
Reações Alérgicas –
Loções Capilares
As dermatites estão situadas no
couro cabeludo.
Reações Alérgicas – Perfumes

• Reações eritematosas que tornam-se


pigmentadas por fotos
sensibilização (manchas).
• Alérgenos – essências aromáticas como a
bergamota e lavanda.
Reações por Fotossenssibilização

São lesões eritematosas do tipo eczema ou


pigmentares, que localizam-se sobre as
regiões em contato com cosméticos
expostos a luz.

Você também pode gostar