Você está na página 1de 4

Também conhecido como transportador de parafuso, é um dos mais

antigos e versáteis tipos de mecanismos para transportar materiais.


Como parafuso de Arquimedes, era na antigüidade, utilizado na
elevação de água.
Consiste num helicóide (hélice, parafuso, etc), isto é, uma barra chata
de aço enrolada ao modo de um parafuso,

montada sobre um eixo que gira numa calha semicilíndrica ou


cilíndrica. ( Fig. 1)

A potência motriz é transmitida através do eixo e está limitada pelo


tamanho da hélice.

A capacidade é, em geral, restrita ao máximo de uns 250m31h.

COMO FUNCIONA:

O material é movimentado através de compartimentos formados por


cada passo da hélice e a carcaça. O atrito produzido é muito grande na
superfície da hélice, o que limita o grau de enchimento em função do
tipo e granulométrica cio material. (Tabela 1)

ONDE É APLICADO:

Além da capacidade de transportar materiais, pode ser adaptado a uma


grande variedade de operações de processo.

1) Pode-se conseguir quase que qualquer grau de misturação mediante


cortes, ou cortes e dobras, no helicóide. ( Fig. 8

e 9), ou pela substituição do helicóide por pás (Fig., 12), ou intercalar


pás num helicóide normal (Fig. 10).

2) Com o helicóide na forma de fita ( Fig. 7), é possível manipular


material pegajoso ou pequento

3) Com passo variável, quer em crescendo ou diminuendo ( Fig. 4.),


consegue-se controle da alimentação e da

velocidade de transporte nos sistemas que exigem taxas bem definidas.

4) O passo longo (Fig. 5), é utilizado para aumentar a vazão com


materiais de fácil escoamento

5) Para transporte de em inclinações superiores a 200, ou mesmo até


na vertical, usam-se helicóide de passo curto
P < D ( Fig. 11), ou de duplo passo curto (Fig. 6), que impedem
eficazmente a ação de retorno do material.

6) O helicóide mais utilizado tem o passo igual ao diâmetro, D = P (Fig.


1).

7) Os helicóides cônicos ( Fig. 2 ), ou escalonados (Fig. 3), são utilizados


na descarga de silos ou tremonhas, onde a

seção que fica abaixo destes, têm grau de enchimento de 100% e que,
através da conicidade ou do escalonamento

crescente até a seção de transporte, obtém-se o grau de enchimento


adequado.

8) Com o eixo oco e tubos para circulação de fluidos quentes ou frios, o


transportador pode ser usado para

aquecimento, resfriamento ou secagem

9) Como é relativamente fácil selar o transportador e isolá-lo da


atmosfera ambiente, é possível operá-lo no relento sem

proteção especial.

10) Podem ser carregados e descarregados em diversos pontos.

11) Podem transportar em direções opostas a partir de um ponto de


carga central.

12) Os sentidos de rotação e fluxo, são dados na figura 13.

O QUE DETERMINA SEU DIMENSIONAMENTO:

Grau de enchimento: determinado em função da classe de material


quanto a abrasividade, granulometria, fluidez e densidade solta (PN -
peso por volume).

Diâmetro e rotapão: são determinados pela classe e quantidade de


material.

Posição de trabalho: quando instalado em posição inclinada, e


dependendo do grau de inclinação, sua capacidade de transporte é
reduzida em até 80 % em relação à posição horizontal. (Tabela 2)

Potência: a exigência em potência se desdobra em duas parcelas: a


necessária para impulsionar o transportador vazio e a necessária para
movimentar a carga. A primeira é função do comprimento, da
velocidade e atrito nos suportes. A segunda depende da quantidade de
material transportado em uma unidade de tempo, da distância, da
inclinação e do grau de enchimento. Esta última parcela, por sua vez, é
função do atrito interno do material movimentado e do atrito entre este
e o metal do transportador.