Você está na página 1de 6

Interbits – SuperPro ® Web

TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:


Nas questões com respostas numéricas, considere o módulo da aceleração da gravidade como
g  10,0 m s2 , o módulo da carga do elétron como e  1,6  1019 C, o módulo da velocidade
8
da luz como c  3,0  10 m s e utilize π  3.

1. As fibras ópticas são feitas de vidro óptico extremamente puro. Costumamos achar que
uma janela de vidro é transparente. Entretanto, quanto mais espesso for o vidro, menos
transparente ele será em razão das impurezas nele contidas. O vidro de uma fibra óptica
possui, porém, menos impurezas que o vidro usado em janelas. Segue a descrição da
qualidade do vidro produzido por uma companhia: se você estivesse sobre um oceano feito de
quilômetros de núcleo sólido de fibra de vidro, poderia ver claramente o fundo. Fazer fibras
ópticas requer as seguintes etapas: elaborar um cilindro de vidro pré-formado; estirar as fibras
a partir da pré-forma; e testar as fibras.

Fonte: http://tecnologia.hsw.uol.com.br/fibras-opticas5.htm, acessado em:14 de julho de 2016.

Durante a fase de estiramento das fibras, é necessário haver um controle da espessura dos
fios de fibra óptica fabricados. Para isso, suponha que uma montagem experimental é
configurada, utilizando-se um laser com comprimento de onda de 650 nm que incide sobre o
fio de fibra óptica, com um revestimento opaco, conforme ilustra a Figura 1. Após passar pelo
fio, o feixe de laser forma um padrão de difração em um anteparo instalado a 2,0 m de
distância do fio. A representação esquemática desse padrão está mostrada na Figura 2.

Sabendo-se que a separação entre os máximos de intensidade luminosa, Δx, é 1,0 cm, qual é
o valor do diâmetro do fio?
a) 65 μm
b) 130 μm
c) 260 μm
d) 390 μm

Página 1 de 6
Interbits – SuperPro ® Web

e) 520 μm

2. Analise a figura a seguir.

Considere duas fontes sonoras puntiformes, F1 e F2 , que estão separadas por uma pequena
distância d, conforme mostra a figura acima. As fontes estão inicialmente em fase e produzem
ondas de comprimento de onda λ . As ondas provenientes das fontes F1 e F2 percorrem,
respectivamente, os caminhos L1 e L2 até o ponto afastado P, onde há superposição das
L  L1  L2
ondas. Sabendo que é a diferença de caminho entre as fontes e o ponto P, o
gráfico que pode representar a variação da intensidade da onda resultante das duas fontes, I,
em função da diferença de caminho L é

a)

b)

c)

d)

e)

3. Um feixe luminoso vertical, de 500 nm de comprimento de onda, incide sobre uma lente
plano-convexa apoiada numa lâmina horizontal de vidro, como mostra a figura.

Página 2 de 6
Interbits – SuperPro ® Web

Devido à variação da espessura da camada de ar existente entre a lente e a lâmina, torna-se


visível sobre a lente uma sucessão de anéis claros e escuros, chamados de anéis de Newton.
Sabendo-se que o diâmetro do menor anel escuro mede 2 mm, a superfície convexa da lente
deve ter um raio de

a) 1,0 m.
b) 1,6 m.
c) 2,0 m.
d) 4,0 m.
e) 8,0 m.

Página 3 de 6
Interbits – SuperPro ® Web

Gabarito:

Resposta da questão 1:
[B]

A partir do padrão de interferência (figura 2), a distância de separação entre dois máximos de
intensidade luminosa Δx pode ser relacionada com o diâmetro da fibra d, a distância entre o
anteparo e a fibra óptica D e o comprimento de onda do laser λ usado na medida através da
equação ajustada para interferência construtiva:
λ D
d
Δx

Substituindo os valores fornecidos no problema, temos:


650  109 m  2 m
d  d  130  10 6 m  130 μm
2
1 10 m

Resposta da questão 2:
[C]

Questão relacionada à Superposição de ondas com a possibilidade de ocorrer Interferência


Construtiva ou Destrutiva.

Quando a Interferência é Construtiva temos a intensidade máxima da onda, pois as suas


intensidades se somam e a diferença de caminho entre as duas ondas representa um múltiplo
natural do comprimento de onda.
ΔL  nλ (n  )

E quando a Interferência for Destrutiva, as intensidades se anulam na soma das ondas


acontecendo nos casos em que a diferença de caminho entre as duas ondas seja um múltiplo
natural da metade do comprimento de onda.
λ
ΔL  (2n  1) (n  * )
2

Sendo assim, o único gráfico que se encaixa nestas descrições é o da alternativa [C].

Resposta da questão 3:
[C]

Na figura acima:
AB: superfície plana sobre a qual se apoia anel;
OPDQ: secção da esfera que contém a lente. O raio da esfera é CO = R
SQ: raio de um dos anéis. SQ = r;

Página 4 de 6
Interbits – SuperPro ® Web

RQ: espessura da lâmina de ar. RQ = e.

Pela propriedade geométrica das cordas secantes podemos escrever:


(PS) (SQ) = (OS) (SD)  r2 = e (2R – e)  r2 = 2 e R – e2
Como nos casos de interferência, e é muito menor que R, o termo e2 pode ser desprezado.
Então:
r2
e
r2 = 2eR  2R (equação 1)

Os pontos de interferência destrutiva (anéis escuros) ocorrem para:


   2k 
2e   2  k  1  2e    
2 2 2 2 2

ek
2 . (equação 2)
Igualando (1) e (2), e fazendo k = 1 (anel de menor raio), temos:
r2  r2
 R
2R 2  .
Com os dados fornecidos:  = 500 nm = 510–7 m e r = 1 mm = 110–3 m, vem:

 1 10 
2
3

R= 5  107  R = 2 m.

Página 5 de 6
Interbits – SuperPro ® Web

Resumo das questões selecionadas nesta atividade

Data de elaboração: 06/07/2020 às 22:45


Nome do arquivo: Questões Ondulatória - Extra

Legenda:
Q/Prova = número da questão na prova
Q/DB = número da questão no banco de dados do SuperPro®

Q/prova Q/DB Grau/Dif. Matéria Fonte Tipo

1.............168355.....Média.............Física.............Upe-ssa 3/2017....................Múltipla escolha

2.............133585.....Média.............Física.............Esc. Naval/2013...................Múltipla escolha

3.............90280.......Média.............Física.............Ita/2010................................Múltipla escolha

Página 6 de 6

Você também pode gostar