Você está na página 1de 6

TEIA INFINITA DA EXPANSAO HUMANA ALEXANDRE WAHBE

GISLAINE REGIS WAHBE

DOUTRINA DA ASCENSÃO INTEGRANTE DOS 18 CÓDIGOS DA


ASCENSÃO® E DOS 44 CÓDIGOS DA MATRIX EXISTENCIAL®

CÓDIGO ASCENSIONAL 2

SINTONIZAÇÃO COM O RAIO CÓSMICO DA PESSOA E COM O


EXEMPLO DOS MESTRES, SANTOS, MAHATMAS E MÁRTIRES

O homem é como uma mina de pedras preciosas


bastando apenas ser explorada para expressar as
qualidades divinas. O discípulo perfeito será como o
seu mestre.
Somos unidade com a Fonte, que possui diversos nomes: Deus, Alláh, Deus Pai,
Deus Mãe, deusa, Fonte que Tudo é. A nova ciência o denomina de Vácuo
Quântico. Independente de nomes somos seres unos com essa Fonte.
Essa Fonte possui a dimensão feminina e masculina em si e é todo potente e
autogeradora.
Na dualidade, base da nossa matrix terrena, somos acometidos pelo
fenômeno da ilusão da separação e da polarização do negativo e positivo.
Assim, quando somos jorrados da Fonte e caímos nessa matrix somos
divididos: uma parte positiva e outra negativa, o que caracteriza a
verdadeira e mais legítima alma gêmea, na verdade a chama gêmea, nossa
outra metade de fato. Todos somos seres de duas polaridades, no afã de
reconectar-se e voltar para Fonte um dia.
Então vamos “descendo” vibracionalmente desde a Fonte até a encarnação
terrena, conforme o esquema e quadro abaixo.
Existe um nascimento fundamental para cada
um de nós, que ocorre antes dos processos
encarnatórios, que se trata de quando somos
unos com a Fonte que Tudo É/Deus:
“Descida” humana da Fonte até a
materialidade. Somos:
a) Exalados de DEUS/FONTE QUE TUDO
É;
a) Acoplados a um Elohim (potência
criadora e mega bloco energético acoplado ao
Criador, o pulso que determina o raio cósmico
de cada um);
b) Fracionados em Supra-Mônadas, que
são compostas por verdadeiras Chispas
Divinas, Raios Absolutos de Luz;
c) Ligados as Mônadas, que são outra
forma de fracionamento das almas nas
estruturas energéticas as quais ficamos
acometidos por afinidade, na continuação da
ordem de desdobramento rumo à
materialidade;
d) Acondicionados junto a uma estrutura energética Eu Sou, que é onde
estão as almas gêmeas, guias e mentores espirituais ou como são
popularmente conhecidos, os anjos da guarda de cada pessoa,
geralmente do mesmo Eu Sou;
e) Alma de cada um de nós, que pela intuição conecta-se com o Todo ou o
potencial de todas as 5 (cinco) estruturas acima citadas.
Todos nós representamos padrões de vibração de uma
energia/Elohins/Potencias criadoras de Deus, do mesmo Raio Cósmico ou pulso
original, que são cada vez dissociados em desdobramentos menores por
ressonância e similaridade, porém integrados num eixo divinal que possui
mecanismos de reintegração à Fonte original, pelo esforço de cada alma.
Assim, encontramos realmente muitas vezes diversas almas gêmeas numa vida,
porém não do modo romântico como comumente é exposto, e sim como almas
afins em missões com muitas similaridades, principalmente se são do mesmo
conjunto energético Eu Sou. Nossos mentores da Linha Branca dos Seres
Ascensionados na verdade expõem que os seres humanos são como que um
grande Arco-Íris composto pela união de todas as cores, todos almas-
gêmeas num conceito maior de Deus como o Pai e criador de todas as
cores e atributos cósmicos que representamos na Terra como humanos-
pingentes de Deus, joias supremas da criação.
Segundo as mais progressistas visões da criação e cosmologia do universo,
antes das encarnações, neste ou noutros 11 Universos dentro do nosso Grande
Superuniverso que seria denominado Orvoton, a emanação de vida (nossa
alma) já trazia em si, como característica inerente, um dos raios cósmicos,
ligados diretamente a um Elohim. A pessoa deve saber a que raio pertence,
o que se consegue fazendo o Mapa Ascensional, pois essas características e
vibrações são permanentes em nossa manifestação e irão determinar vários
aspectos das nossas diversas vidas/encarnações, e até mesmo após nossa
Ascensão na luz/unidade.
Temos em função dos atributos do nosso raio cósmico o verdadeiro “DNA
da Alma”, nossa parcela de conhecimento mais íntima, sagrada e importante
para que alcancemos importantes chaves para o entendimento das
tendências da alma, que desembocam em decisões e possibilidades nas
diversas vidas como encarnados na terceira dimensão e fisicalidade. O raio
cósmico é um verdadeiro porto seguro e manancial infinito de originalidade, auto-
geração, Omnisciência e Omnipresença existente de forma única em cada ser
humano propiciando muitos dons e atributos (vide código ascensional da
ampliação das mediunidades e a tabela da página 13). Mesmo pertencendo a
um raio cósmico e tendo sua influência, irradiação e guia de modo perpétuo
por todas as encarnações, é importante ressaltar que as questões astrológicas
da vida atual ou questões cármicas desta e de outras vidas, que manifestam-se
em faixas de carma e destino, determinarão influências fortes como se fosse
energias de outros “raios” sobre a pessoa.

Assim, a pessoa pode ser originalmente, pela ligação com o “seu” Elohim, um
ser do raio azul em todas as suas vidas, que possui em si o poder, fé e
iniciativa, mas que terá ampla ligação com caminhos correlacionados, por
exemplo, ao amor, docilidade e abertura do feminino universal, ligando-a nessa
vida, assim, indiretamente, ao raio rosa, do atributo amor. Importante ressaltar
que a irradiação de todos os raios provém de Deus Pai Todo Poderoso, que é a
Fonte de todos os raios cósmicos, que são a Manifestação de seus Atributos.
Assim, cada pessoa é literalmente a Manifestação perpétua de um Atributo
de Deus.
Arquetipicamente a estruturação de cada raio, pessoa ou atributo universal tem
paralelos diretos com as 7 cores do Arco Iris, 16 (1+6 =7) Orixás Maiores, os
7dons do Espírito Santo, enfim, também com o “fator 7” encontrado em diversas
fontes e tradições. Genericamente esse é um fator básico, falar das 7 radiações
principais de Deus que desembocam nessas 7 estruturas, que variam
conforme o tempo da revelação à humanidade e o canal/médium que nos
trouxe a informação.

Desde aproximadamente 1888, a Terra tem recebido grandes influxos


incomuns de luzes como as revelações em cadeia por canais como
Blavatsky, Leadbeater, mestra Rowena, Conde Saint Germain, além de
Manifestantes como Báb, Bahá´u´lláh e grandes canais como Allan Kardec, Sai
Baba, Tia Neiva e Chico Xavier. Hoje temos muitos canais ativados nesse
movimento por todo o planeta, todos alcançando a informação integral, que é
decodificada pela visão e elementos parciais do médium/canal, seja qual for.
Como ensina Alan Kardec, pela lógica, quantidade e natureza das revelações,
vai se criando uma tendência mais concreta e uma doutrina universalmente
aceita.

Atributos e egrégoras de cada raio cósmico

Atributos Desenvolve Arcanjos e Mestres e Membros da Teia Cor


Elohins Mahatmas Universal
Poder, Fé e Ação, proteção, Miguel e El Morya e Shorany, Jurastenda, Azul
Iniciativa, poder, força Fé Miriam Mãe Maria Benedita,
equilíbrio, paz e interior, coragem, Antônio Shairon,
criação cósmica perseverança, Arraion Trovão,
liderança e Hércules e Abraham Lincoln Ashtar Sheran,
pioneirismo Amazon e Nelson Mandela Erbarama e
Fada Cristalrem
Sabedoria, Sabedoria, Jofiel e Lanto e Kuan Yin, Souto Dado, Ranason, Dourado
inteligência, equilíbrio, Constância Kuthumi e Kalunga, Madalena
conhecimento, iluminação, Metatrom Mashamrama,
ciência, intuição e compreensão Raio Maior dos Índios
força mental intuição, força Cassiopéia Chico Xavier, Sábios e
mental, mestria a e Minerva Gandhi e Fritjof Caboclo Bumerangue
educadores Capra
Amor, pureza, Amor divino, Anael e Lady Rowena e Shanân, Rosa
beleza, opulência tolerância, beleza, Samuel Paulo Veneziano Irmã Paulina,
e coesão fraternidade, Pe. Cícero,
adoração, Orion e Charles Chaplin Guardião Erbarama,
amabilidade e Angelica Pai Azulino e
compassividade Frei Damião
Espiritualidade, Artes, música, Gabriel e Seraphys Bey e Oastak (Zeus), Branco
ascensão, pintura, Claridade Lis, Cristalêm,
conhecimento, suprema Paulo Veneziano Guanapará
disciplina, mestria espiritualidade, e Harmonia (Feiticeiro das Matas)
cósmica e perseverança, e
proteção iluminação e Claridade e Sidarta Gautama, Pe. Pelágio
conexão cósmica Astréa Krishna e
Aknaton
Cura, ciência e Ciências em geral Rafael e Hilarion e Matilde Ranofaiá, Verde
harmonização ou específicas, Mãe Maria (Palas Atena), Pena Branca,
verdade e Dascalos e Urso Maior e
precisão da lei, Esmeralda Bem-te-vi das Matas
medicina e
terapias, irmãos Vista e Ayrton Senna,
de caridade e Cyclope Jung e Napoleon
curadores Hill
Paz, fé interior, Culto devocional, Uriel e Nada e Tudo, Fada Saronny, Rubi
graça, sacerdócio, Graça Jesus Sananda Mãe Pequena
providência, serenidade e
adoração, paciência,
colaboração e harmonia e
dedicação à vida, fraternidade no Paz e Deepak Chopra e
serenidade e serviço à Pacífica Zilda Arns
paciência humanidade
Ascensão, Misericórdia, Ezequiel e Saint Germain, Merlin (ou Saint Violeta
conhecimento, transformação, Ametista Pórtia e Kuan Yin Germain),
disciplina, mestria cultura, Cabocolo das 7
cósmica, alta refinamento, Encruzilhadas e
magia, diplomacia, Walt Disney e Sai Baba
purificação, prudência e Arctuturus Monteiro Lobato
transmutação, liberdade e Ritmica
misericórdia,
libertação e
perdão

Falar de um raio cósmico como se fosse apenas a expressão de uma cor,


quando se explica sobre vibrações cósmicas estruturantes, é uma forma
simplificada que os mestres ascensionados escolheram para o ser humano
entender essas energias de modo elementar. É um caso concreto a utilização
da cromoterapia mental (visualização ou respiração das cores) com as
bases e atributos conforme apresentamos acima. Assim também como a
irradiação/acoplamento/canalização e abertura para todos os mestres, arcanjos
e elohins de cada raio são ferramentas potencializadoras da ativação vibracional,
inspiracional e de proteção às pessoas, como é ensinado e detalhado no tópico
das metodologias do Alta Frequência Tro Han ou Reiki Han Universal.

Nesse caso dentro do Mapa Ascensional aferimos os seres celestiais ligados ao


raio cósmico da pessoa, que no momento, pela energia desse raio e dos mestres
desses Raios, estão em melhor posicionamento para conexões e expansões na
luz e no conhecimento. São seres ligados à força ancestral original da alma, que
não muda de encarnação a encarnação, conforme já dissemos anteriormente.
Importante ressaltar que além do que já apresentamos, pode-se, como meta
ascensional balizada por esse código, focar atenção e respeito ao exemplo de
todos os santos e iluminados das diversas religiões e formas de
espiritualidade da Terra, além dos mártires, mahatmas e gênios da
humanidade; pois não somente os mestres ascensionados são exemplos de
rompimento com as formas de aprisionamento espiritual e consciencial da matrix
e da teia da vida, além de modelos na manifestação dos Códigos da Ascensão
no dia-a-dia.

Alexandre Wahbe