Você está na página 1de 5

Como uma família pode influenciar seus filhos a amar a Jesus?

O Clube de Aventureiros existe com um dos seus propósitos sendo apoiar os pais ou
responsáveis na tarefa de educar as crianças para Jesus. Essa é uma tarefa de cada pai e
responsável e não pode transferir a nenhuma outra pessoa ou organização.
Por isso o Clube considera os pais como parte integrante e importante no seu
programa, uma vez que os pais são as pessoas que tem maior interesse no sucesso de
seus filhos.
Hoje a definição de família esta sendo alterada pela sociedade, pois o que era
considerado família tornou-se obsoleto e uma nova teoria surgiu. Mas será que essa
mudança esta correta? E isso esta fazendo bem a nossas crianças?
A família correta, aquela projeta por Deus, a qual tem origem na Bíblia, é composta de
um pai (homem) e uma mãe (mulher), os quais devem juntos, arduamente, trabalhar em
prol da educação dos filhos.
Nesta fase, aproximadamente dos 6 aos 10 anos, para o menino ele tem como
referencia de seu herói como sendo seu pai, um ser masculino e referencia para todos os
aspectos;. Já as meninas, na mesma idade, tem como referencia sua mãe, na mesma
proporção.
Também nesta idade, como estudiosos da psicologia infantil afirmam e comprovam
com muitos estudos sobre e com crianças, as mesmas, estão totalmente receptíveis a
ensinamentos, logo, os pais devem aproveitar essa época e ensinar tudo o que podem
para proporcionar uma ótima qualidade aos filhos.
A seguir veremos alguns exemplos práticos, sugerido por uma escritora norte
americana, a senhora White, que escreveu muitos livros, sobre este tema também, como
seguem:
 Em todos os ensinamentos, usar do amor e este proveniente diretamente de Deus;
 Variar o método de ensino;
 Ensinar muito ao ar livre, usar espaços abertos, gramados, parques, natureza,
envolvendo a criança e demostrando a obra da criação;
 Tem que ser lições curtas e objetivas. As crianças prendem atenção por pouco tempo e
somente naquilo que lhe é interessante;
 Devem ser simples, praticas e objetivas. Não adianta enfeitar muito, pois quanto mais
simples, será de maior assimilação para as crianças;
 Proporcionar situações que induzam a criança a sua independência; deixar que elas
comecem a caminhar com os próprios pés;
 Não reprimir suas atividades e não deixar totalmente livres, mas devem dirigir,
monitorar e gerenciar de maneira correta e adequada;
 A prestatividade deve ser ensinada desde essa idade; toda pessoa deve ser prestativa
e saber colaborar e ajudar a outros;
 Pequenas atenções, frequentemente repetidas, devem ser as ações para a educação
dos filhos, sem se cansar e com muito amor. Exemplo do jardineiro e suas flores;
 Atenção a pequenas coisas; sendo positivas ou negativas, devem os pais estarem
atentos a tudo. É um grande erro, favorecer, transigir e mima-los; tornam-se egoístas e
pessoas arrogante, mas também não devemos reprimir, oprimir, sufocar, tornam-se
fechados, retraídos, tímidos e insociáveis;
 Devem os pais lerem para seus filhos, sempre, e uma boa leitura;
 Instruir e não ordenar, usando de amor e não castigos;
 Os pais devem ter domino próprio, e quando faltar, devem pedir a Deus, e Este dará
com certeza;
 O primeiro manual da criança e nesta idade também, deve ser a bíblia e tudo que nela
contem, sendo assim, a boa educação ocorrerá naturalmente;
 A família ira influenciar através do exemplo, por isso deve pedir orientação a Deus e
trabalhar arduamente em prol disso.
A criança sempre será influenciada, seja em coisas boas, ou más; cabe à família
buscar diariamente o poder de Deus para conseguir isso.
Você começou de forma positiva, pois seu filho (a) é um Aventureiro, logo, isso
demonstra a preocupação que você tem na vida dele (a); continue nesse caminho e Deus
sempre te capacitará como pais e também a nós, como líderes dos Aventureiros.
Após a palestra, realizamos uma discussão sobre o tema bem como um debate.
Foi muito gratificante, uma vez que a colaboração de todos contribuiu
significativamente para o tema e minha experiência pessoal.
Acreditamos que todos saíram desta reunião, mais convictos e animados em
sempre ser uma boa experiência para nossos filhos.

Dê Um Bom Exemplo

“Os pais não podem esperar exercer, sobre uma criança, uma influência que seja
superior ao seu próprio caráter. Os seus filhos verão muito além do seu disfarce. Eles o
conhecem como você é. Eles seguirão o seu exemplo real. Será impossível esconder o
seu ego. crenças e convicções reais e verdadeiras. O treinamento da criança deve
começar com o seu próprio treinamento…”
Palavras mais verdadeiras do que estas nunca foram escritas e nem foi dado
conselho melhor. Pai cristão, você está realmente falando sério sobre o desejo de seus
filhos serem salvos” você quer mesmo que eles conheçam o Senhor e cumpram a Sua
vontade? Então ouça isto novamente:
“Os pais não podem esperar exercer, sobre uma criança, uma influência que seja
superior ao seu próprio caráter…O treinamento da criança deve começar com o seu
próprio treinamento.”

Leia A Bíblia Para Seus Filhos

A Bíblia é a única semente que, com certeza, produz o “fruto do Espírito”, se


plantada adequadamente no coração humano.
A Palavra deve ser lida em voz alta para as crianças desde cedo na vida delas e
numa base diária.
Deus disse: “Ensina a criança no caminho em que deve andar e ainda quando for
velho não se desviará dele” (Pv 22:6). “Uma criança.” isto é, ensinar seus filhos desde
cedo, enquanto eles ainda são impressionáveis, despoluídas de filosofia, psicologia,
crenças populares ou falsas religiões. Jesus disse: “Deixai vir a mim os pequeninos…” (Mc
10:14). “Pequeninos”, da infância até a adolescência, beneficiam-se imensamente só de
ouvir a Palavra de Deus.
As criancinhas podem ser acalmadas e abençoadas simplesmente por ouvir as
Escrituras, mesmo que seja através de fitas cassete. Muitas crianças (de 3 a 5 anos)
podem ouvir a leitura das Escrituras enquanto brincam em silêncio em seus quartos;
mesmo quando elas derem a impressão de não estar prestando atenção, as poderosas
palavras de Deus terão um bom efeito sobre os seus espíritos. Quando elas ficarem mais
velhas, a leitura deve ser acompanhada de explicações perguntas e respostas. É
importante nessa fase que elas não somente ouçam a Palavra mas entendam o seu
significado.
Esta leitura bíblica deve ser feita durante um curto período de tempo todo dia (10 a
20 minutos) Os cristãos em geral erroneamente subestimam a força espiritual por detrás
da leitura da Bíblia. A Bíblia é sobrenatural no seu poder e eterna na sua influência. Ela
gera vida e produz interesse em Jesus Cristo. Através dela o Criador decreta: “Haja…”,
causando uma “gênese” espiritual nas almas dos homens.
Se nós lermos a Palavra de Deus diariamente para os nossos filhos, Deus fará com
que, no devido tempo, cada semente preciosa da palavra germine e produza fruto, fruto
eterno. Para os olhos naturais, esta leitura, este “trabalho de amor” pode parecer ser uma
completa perda de tempo. Mas é só esperar. Dê tempo para a semente de Deus funcionar.
Um fazendeiro sábio dá tempo para a semente germinar. Devemos fazer o mesmo. “…O
reino de Deus é assim como se um homem lançasse a semente à terra, depois dormisse e
se levantasse, de noite e de dia. e a semente germinasse e crescesse, não sabendo ele
como…”(Mc 4:26-27).

Mostre Autoridade e Amor

A mistura apropriada da chuva e dos raios solares torna as plantas saudáveis, e a


mistura apropriada da autoridade e do amor dos pais torna as crianças saudáveis; “Que
nossos filhos sejam, na sua mocidade, como plantas viçosas…” (SI 144:12). Devemos ser
firmes e amáveis. A nossa autoridade de pais deve refletir a autoridade de Deus. e o
nosso amor, o Seu amor. “…Como Ele é, também nós somos neste mundo”, e “como Ele
é” nós também devemos ser em nossos lares (I Jo 4:17).
Deus é firme mas terno. Devemos tanto comandar como confortar. Quando for
necessário, devemos “exigir o cumprimento das regras” e decretar um imutável “não”, e,
pacientemente, aceitar a desaprovação temporária dos nossos filhos, porém, sempre que
for possível, devemos abrir exceções, compartilhar alegrias e interesses, e gastar tempo e
dinheiro mais livremente. Eles devem ver que não nos prostramos diante dos malfeitores
poderosos e nem comprometemos as nossas convicções visando vantagem própria: e ao
mesmo tempo eles devem ver que nós perdoamos os nossos ofensores e que não
guardamos rancores, preconceitos ou mágoas.

Espere Pacientemente

Este é o ponto onde muitos pais fracassam. Eles vão bem por algum tempo mas
simplesmente desistem por causa da quantidade de tempo envolvido neste processo.
Ficam impacientes e, ou convencem seus filhos a fazerem um compromisso prematuro
com Cristo, o qual é temporário e sem sentido, ou eles desistem completamente e param
de orar e esperar pela conversão dos seus filhos.
Outros pais. entretanto, permanecem firmes na fé. Através de amor, fé e paciência,
eles se agarram em Deus e em seus filhos até que um genuíno nascimento espiritual
ocorra, “…daqueles que. pela fé e longanimidade, herdam as promessas” (Hb 6:10-12).
Sua recompensa é “o precioso fruto da terra”, isto é, um filho ou uma filha profundamente
conv ertido, de agora em diante seu amigo espiritual e ajudador na fé (comparar com SI
127:3-5).
Pai, acredite, se você fizer estas coisas, você será um trabalhador sábio, e um
servo inteligente e sensível ao Senhor. “Medita estas coisas, e nelas sê diligente…tem
cuidado…porque fazendo assim, salvarás tanto a ti mesmo como aos teus ouvintes” (1 Tm
4.15-16). E lembre- se: “…o que ganha almas é sábio” (Pv 11:30): isto é, aquele que
ganha almas à maneira de Deus é verdadeiramente sábio. Você terá. sabiamente,
colaborado com o Espírito Santo neste processo poderoso e misterioso de atrair as almas
a Deus. E no fim. Deus será glorificado, você ficará satisfeito e seu filho será eternamente
abençoado.

Você também pode gostar