Você está na página 1de 5

1

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO


ESCOLA DE ARTES CIENCIAS E HUMANIDADES
BACHARELADO EM SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

Glaucia Pamponet Sobrinho


Giovanna Arana Paganotti
Karina Duran Munhoz

ANALISE QUANTITATIVA: QUAL A DISTRIBUIÇÃO DE TURMAS ESCOLARES


EM FUNCIONAMENTO PELA CIDADE DE SÃO PAULO?

SÂO PAULO
ABRIL/2019
2

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO ................................................................................................. 3

OBJETIVOS ..................................................................................................... 3

MATERIAIS E MÉTODOS ............................................................................... 4

RESULTADOS .................................................................................................

REFERENCIAS ................................................................................................
3

INTRODUÇÃO

Nos dias atuais, a educação é de suma importância para todos os pilares de


uma sociedade bem estruturada, seja em quaisquer âmbitos (político, econômico,
social), pois a mesma é responsável por toda a evolução, transformação e
manutenção de um povo, e esta ainda tem que repassar o conhecimento à outras
gerações. Assim, em toda parte de um corpo social, será examinado sobre este
assunto.

Ademais, a educação, como um direito universal e fundamental, visa


desenvolver o indivíduo intelectualmente, desenvolve o pensamento crítico e a
autonomia. Segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), na educação
básica os jovens devem receber a formação comum indispensável para o exercício
da cidadania e fornecer-lhes um meio de progredir no trabalho e em estudos
posteriores.

Desse modo, esta pesquisa na cidade de São Paulo, a qual é considerada


uma das principais cidades do país e que se mostra imprescindível para o
conhecimento de sua estrutura será apresentada neste projeto de forma objetiva aos
dados e clara em sua analise e tratamento dos mesmos.

OBJETIVOS

Esta pesquisa visa analisar a distribuição de turmas em vigor nas escolas


e centros de educação pública da cidade de São Paulo. A partir disso, serão
estudadas todas as divisões e proporções que os números tomam a cada distrito do
município, para assim ter uma noção da distribuição de turmas ativas a cada região
da cidade.
Como o objeto de analise coletado tem grande influencia da carga
populacional, com este estudo, é esperado que seja possível ter uma visão
quantitativa do tema proposto a cada um dos 92 distritos municipais, uma vez que os
dados coletados trazem uma amostra regional, dentro de um espaço urbano. Dessa
forma, é esperado que a pesquisa em questão descreva, com os dados coletados, a
dispersão das turmas abertas no ano de 2018 ao em todas os níveis de ensino da
capital paulista. É esperado também que este documento libere uma visão descritiva
4

orientadora sobre esta questão, produzindo assim, o devido conhecimento sobre o


assunto.

MATERIAIS E MÉTODOS

Trata-se de uma pesquisa descritiva de análise de proporção e


quantidade. O objeto de estudo em questão são registros de arquivos do tipo
estatísticos. Foram usados dados brutos da Pesquisa de Perfil das Turmas e
Unidades Educacionais em Funcionamento, realizado pela Secretaria Municipal de
Educação (SME) da cidade de São Paulo, órgão do governo municipal. Esta é uma
coleta feita pela secretaria periodicamente, que investiga o número de turmas nas
instituições educacionais, além de detalhar atividades complementares das redes de
ensino. Tal junta de dados é realizada dentre as mais de noventa regiões existentes
em São Paulo, separados por zonas municipais e disponibilizados no portal do órgão
na internet. A partir disso, foi selecionado o grupo de turmas formadas e em
funcionamento durante todo o ano em questão, para se fazer este estudo. Uma vez
que os dados brutos trazem cada turma por escola e suas especificações, os dados
foram reunidos considerando seu distrito municipal, de forma que a organização
possibilitasse maior clareza dos dados para a realização do tratamento dos mesmos.
Assim, foram realizadas etapas de tratamento e análise de dados a partir de uma
tabela posta em rol (Figura 1). Esta análise é composta por percepção de frequência
absoluta, relativa e acumulada dos dados, realizada a partir da distribuição de dados
em classes calculadas e medidas de tendência central (Figura 2) para obter um
discernimento eficiente do comportamento dos dados ali armazenados e a
proporção tomada para cada situação proposta durante a pesquisa.
5

Figura 1: Dados contabilizados e organizados em rol

Figura 2: Tabela de frequências dos dados obtidos.

Você também pode gostar