Você está na página 1de 23

São Paulo, 7 de Julho de 2020

Ano 3 - Edição nº 00263

! High Yield
Qual o racional da última recomendação de
investimento para a carteira HY - Trading?

Luiz Eric
Rogé, Matsuda,
Autor Assistente

Resumo da publicação

Nesta publicação, detalhamos o racional de venda de Kinea Infra e


compra simultânea de Perfin Apollo Energia recomendado
recentemente na série. Você também terá a oportunidade de ouvir o
áudio com nossos comentários e conclusões a respeito dos principais
acontecimentos da semana que passou. Por fim, descrevemos o
comportamento do mercado na semana.
Próximo plantão de dúvidas:

15 de julho, às 10h.

Você é novo por aqui?

Curso Joias do Tesouro

Empiricus Responde PRO

Mande suas dúvidas para o nosso e-mail:

highyield@empiricus.com.br

Boa leitura!

Convite para o Telegram


Não se esqueça de participar do canal da série High Yield no Telegram
e receba as notificações no app da Empiricus. Caso você ainda não
tenha o aplicativo, baixe agora. Ele está disponível para IOS e
Android.

Índice:

1. Acontecimentos da semana
2. Racional das recomendações de 30/06/2020

3. Comportamento do mercado na semana

4. Carteira HY – Renda Fixa

5. Carteira HY - Trading

6. Carteira HY – Renda Programada

7. Carteira HY – Títulos Públicos

Acontecimentos da semana

Caro assinante,

Segue abaixo o áudio gravado na tarde de segunda-feira (06), referente aos


principais acontecimentos da semana. Para sua facilidade, segue a
minutagem do áudio, que indica os principais tópicos abordados por ele.
01:40 - Conjuntura internacional (tensão entre EUA x China, pandemia
etc.).

04:55 - Política local (taxação de dividendos, reforma tributária,


prorrogação do auxílio emergencial etc.).

10:52 - Os impactos da pandemia na economia.

15:09 - Economia local (revisão do relatório Focus, IPCA de junho, dívida


pública etc.)

20:35 - Expectativa para as taxas de juros.

[⇑ Voltar para o índice]

Racional das recomendações de


30/06/2020

Venda de Kinea Infra e compra simultânea de Perfin Apollo Energia

Recomendamos a venda de cotas do Kinea Infra em 30/06, basicamente,


porque era mais interessante ao assinante se apropriar imediatamente do
rendimento líquido (nominal) de 3,13% no período da aplicação vendendo
as cotas a R$ 132,80, do que manter o investimento por mais tempo.
Vale lembrar que, conforme explicamos naquela publicação, “quem seguiu a
recomendação original de compra do dia 10/03, recebeu como
dividendos/outros um valor de R$5,23/cota. Nesse sentido, o seu preço de
custo após o recebimento desses R$5,23 resultou em um valor de aquisição
de R$128,77/cota”. O que, comparado com o preço de venda recomendado
(R$ 132,80/cota) em 30/06, gerou a rentabilidade de 3,13% mencionada.

Caso permanecêssemos no investimento, teoricamente, teríamos naquele


mesmo período um rendimento negativo de cerca de 0,58%, referente ao
IPCA-15 (conforme tabela) do trimestre, além do juro real anual de 3,9% ao
ano, conforme estimado na recomendação de compra das cotas do fundo, na
publicação de 10 de março.

Tabela do IPCA-15 no trimestre

Fonte: Empiricus

Vale ressaltar que o IPCA-15 mede a inflação ocorrida no período do dia 15


do mês anterior ao dia 15 do mês de referência, enquanto o IPCA regular
mede a inflação do mês de referência (do dia 1º ao último dia do mês).
Dessa forma, apesar de o fundo render a inflação mensal dada pelo IPCA de
cada mês, utilizei o IPCA-15 para estimar o seu rendimento porque esse
índice é uma medida que antecipa a inflação que acontece no mês fechado
(de 1 a 30). Assim, ele estaria mais próximo de medir a inflação entre a data
de aplicação (10/3) e a de venda das cotas (30/6), ao pegar o trimestre inteiro,
conforme a tabela de IPCA-15 acima.

Rentabilidades comparadas

Em termos simplificados, ao vender suas cotas do Kinea Infra ao preço


assinalado em nossa recomendação (R$ 132,80/cota), o assinante obteve um
rendimento de 3,13%, conforme já mencionado e explicado no próprio
alerta de venda.

Por outro lado, caso permanecesse na aplicação ele teria sido remunerado
no mesmo período em cerca de 0,57% apenas, equivalente a uma correção
negativa de 0,58% do IPCA (vide tabela IPCA-15) mais os juros equivalentes
de 3,90% ao ano estimados para o período de sua aplicação original (1,16%).

Dessa forma, ao sair da posição, o assinante obteve um ganho superior em


cerca de 2,56% (3,13% - 0,57% = 2,56%) em sua aplicação, frente ao que
teoricamente deveria ter direito a receber por ficar com a aplicação
rendendo (-0,58% referente ao IPCA e 1,16% referente aos juros) para um
período de pouco mais de três meses.
Além disso, ainda sugerimos a troca simultânea das cotas do fundo Kinea
Infra por cotas do fundo Perfin Apollo Energia (PFIN11) a R$ 109,00/cota em
30/6.

Portanto, o assinante que fez a troca terá seus recursos aplicados, a partir de
agora, com uma rentabilidade extra de cerca de 1,25% ao ano (5,28% -
4,03%) por um período de tempo próximo a oito anos. Um belo aumento de
rentabilidade!

Tabela de preços e rentabilidades estimadas

Fonte: Empiricus

Como se pode ver na tabela de rentabilidades acima, ao tomar os dois


fundos para comparação na data da troca, o Kinea Infra ao preço de R$
132,80/cota remunerava a uma taxa líquida de 4,03% ao ano (por 8,3 anos),
enquanto o PFIN11 ao preço de R$ 109,00/cota remunerava a uma taxa
líquida anual estimada de 5,28% ao ano (por 8,9 anos).
Ainda, para complementar a comparação, em 2 /07 o Kinea Infra negociava a
um preço de R$ 131,00/cota e remunerava a uma taxa líquida de 4,34% ao
ano, enquanto o PFIN11 negociava R$ 108,50/cota e remunerava a uma taxa
líquida anual estimada de 5,33% ao ano.

Perspectivas para o fundo Perfin Apollo Energia (PFIN11)

Apenas para mostrar como o mercado entende que o PFIN11 é um fundo


com perspectivas de rentabilidade excelentes, veja no gráfico a seguir como
ele desempenhou melhor do que a média do retorno dos preços das ações do
setor elétrico (que inclui companhias distribuidoras, geradoras e
transmissoras de eletricidade e é medido pelo índice IEE) na B3 desde o
início da negociação de suas cotas em Bolsa, em 20/1, até 2/7. Vale notar o
desempenho superior do PFIN11 (linha branca) frente ao IEE (linha verde)
nesse período.
Percebe-se que ao longo de todo o primeiro semestre de 2020 o PFIN11
acusou uma perda aproximada de apenas 2,25%, enquanto o IEE teve queda
de 11,80%.

Esse comportamento do Perfin pode ser corroborado pelo fato de que,


conforme já mencionado, ele é um fundo de investimentos em participações
em empresas de infraestrutura (FIP-IE).

Vale mencionar que seu retorno difere do de um fundo de debêntures de


infraestrutura, como o Kinea, que remunera o cotista baseado em seu
portfólio de debêntures.
O Kinea pode até prover uma ótima rentabilidade dependendo do preço de
suas cotas em Bolsa. Já o PFIN11 investe em um portfólio de empresas do
setor elétrico (em sua maioria de transmissão de energia). E aí que está a
diferença entre eles.

O Perfin, apesar de correr mais risco (na execução e gerenciamento dos


projetos) e, por conseguinte, ter maior volatilidade no preço de suas cotas
negociadas em Bolsa, tem negócios com perspectivas mais interessantes no
médio e longo prazos.

A estimativa da rentabilidade dos seus projetos é similar, em certo sentido, à


da rentabilidade de uma aplicação em um título indexado ao IPCA, como se
fosse uma aplicação em uma debênture (ou portfólio de debêntures) que
remunera o investidor com base em IPCA acrescido de juros reais.

Essa avaliação é feita com base em uma taxa interna de retorno (TIR) “real”
dos seus projetos, garantida pela correção em termos reais de suas tarifas
definida pelo órgão regulador do setor elétrico brasileiro (Aneel).

Fato é que, como em todo negócio, tanto a lucratividade quanto a


rentabilidade dos acionistas (no caso, os cotistas do Perfin) podem aumentar
consideravelmente e transformar-se em recebimento de bons dividendos
com uma gestão, conclusão e operacionalização eficientes de todos os
projetos do fundo, que são conduzidos de maneira muito profissional pela
Alupar Investimento.
A expectativa é de que cerca de 70% da receita anual permitida (RAP) do
PFIN11 já se concretize a partir de agosto deste ano, e cerca de 85% aconteça
ainda em 2020, totalizando algo como R$ 220 milhões de receita (conforme
relatório do Banco BTG S.A. de 26/5). De forma que é possível que o PFIN11
comece a pagar dividendos ainda este ano ou, o mais tardar, a partir de
2021.

Um abraço e bons investimentos,

Luiz Rogé

[⇑ Voltar para o índice]

Comportamento do mercado na
semana
A seguir, o assinante encontra uma tabela representativa da variação
semanal das cotações e das taxas de juros (à vista e futuras) das principais
referências para ativos de renda fixa negociados do mercado brasileiro. Por
meio dela o assinante pode perceber, facilmente, quanto cada ativo variou e
em que direção ocorreu o movimento de preços/taxas de juros ao longo da
semana anterior.
[⇑ Voltar para o índice]

Lembrete:

O plantão de dúvidas do Empiricus High Yield acontece de forma quinzenal.


Em caso de dúvidas ou sugestões, nos envie um e-mail para o endereço o
highyield@empiricus.com.br.

Não respondemos e-mails de forma individual. Caso não possa participar do


Plantão de Dúvidas no horário predeterminado, as questões serão
respondidas durante o encontro, e a gravação ficará disponível na sua Área
do Assinante (na aba Perguntas e Respostas).

Contamos muito com a sua participação!

[⇑ Voltar para o índice]

Carteiras de referência do High


Yield
3.

Taxa
Taxa-alvo
mínima /
/ cotação
Taxa/cotação cotação Entrada Peso na Aplica
Ativo/título Emissor Vencimento mínima
atual máxima válida?¹ carteira mínim
para
para
venda
compra

Tesouro

Selic 2025 Tesouro Qualquer


01/03/2025 0,02% - SIM 40% R$ 8.0
ou Fundos Nacional uma

DI

Banco 106% do
LCI ou LCA 27/01/2021 106% do CDI - SIM 10% R$ 2.0
Daycoval CDI

Banco 106% do
LCI ou LCA⁴ 03/04/2021 106% do CDI - SIM 5% R$ 1.0
Daycoval CDI

Banco 100% do
LCA 22/02/2021 100% do CDI - SIM 10% R$ 2.0
ABC CDI

Banco
2,10%
LCI BTG 22/12/2020 2,10% a.a. - SIM 5% R$ 1.0
a.a.
Pactual

Tesouro Tesouro
Tesouro Tesouro
15/05/2035 3,88% 4,00% 3,55% NÃO 17,5% R$ 3.5
IPCA+2035 Nacional

Tesouro Tesouro
15/05/2045 3,88% 4,00% 3,55% NÃO 7,5% R$ 1.5
IPCA+2045 Nacional

Tesouro

IPCA+2055 Tesouro
15/05/2055 3,99% 4,05% 3,65% NÃO 5% RS 1.0
com juros Nacional

semestrais

¹ Não = quando a taxa atual está abaixo da considerada mínima para compra; Sim = taxa atual

acima da taxa mínima.

² É o valor mínimo de investimento em cada título para que você obtenha exatamente a alocação

sugerida pela carteira.

³ Fundos DI sugeridos, somente, para reserva de emergência.Fundos sugeridos: BTG Pactual

Digital, Órama e Pi Investimentos. Para detalhes, clique aqui.

⁴ A nova LCI/LCA da Daycoval possui líquidez diária após 90 dias.

* Taxa mínima / cotação máxima de compra. Atualizado em: 06/07


A carteira High Yield – Renda Fixa é a carteira principal da nossa
série. Sugerimos esta carteira para o investidor de perfil
conservador ou moderado que deseja investir em um cardápio de títulos de
excelente qualidade de crédito (públicos e privados) para o médio e o longo
prazo, com rentabilidade atrativa e que visa superar o CDI.

Ela será gerida de forma dinâmica e ativa, procurando aproveitar as boas


oportunidades existentes no mercado de renda fixa brasileiro.

[⇑ Voltar para o índice]

Demais carteiras

Como dito, a HY – Renda Fixa será a nossa carteira de referência (e a


sugerimos para aqueles que pretendem obter elevados retornos financeiros
ao longo do tempo balanceando sempre a relação risco x retorno de seus
investimentos).

No entanto, sabemos que cada assinante possui a sua particularidade no que


se refere ao objetivo pessoal com os investimentos. Seja por questões de
perfil (conservador, moderado ou arrojado), seja por restrição de liquidez
ou, ainda, por pura preferência.

Nesse sentido, optamos por elaborar, além da nossa carteira principal,


carteiras opcionais para investidores que se identificarem com o propósito
que cada uma visa atender!
Entrada
Cotação
Cotação / Taxa Taxa de na
Data da máxima Peso na
Ativo Característica de juros da juros operação
recomendação para carteir
recomendação mínima* é
compra*
válida?¹

Fundos Qualquer
- - - - SIM 50%
DI² uma

Tesouro

IPCA+

2055 com Título Público 23/06/2020 4,26% - 4,26% SIM 25%

Juros

Semestrais

R$
PFIN11 FIP-IE 24/06/2020 R$ 109,50 - SIM 25%
110,00

¹ Sim = quando sugerimos a entrada na operação; Não = quando não sugerimos a entrada na

operação.

² Fundos DI com liquidez diária (D+0) da própria corretora onde o assinante for operar os

ETFs.

*Atualizado em: 25/06


Sugerimos a carteira High Yield – Trading para investidores que possuam
perfil arrojado, e que tenham como objetivo altos retornos em renda fixa.
Ela é uma ótima oportunidade de curto prazo e opera com ETFs e Títulos
Públicos.

[⇑ Voltar para o índice]

4.
Taxa
Taxa-alvo
Taxa mínima Entrada Peso na Pagamento
Ativo/título Emissor Vencimento para
atual para válida?¹ carteira de juro
venda
compra*

Tesouro

Selic 2025 Tesouro Qualquer


01/03/25 0,02% - SIM 20% Não tem
ou Fundos Nacional uma

DI²

Tesouro

IPCA+com
Tesouro Fevereiro e
Juros 15/08/30 3,01% 3,50% 3,10% NÃO 30%
Nacional agosto
Semestrais

2030

Tesouro

IPCA+com
Tesouro Fevereiro e
Juros 15/08/40 3,84% 3,90% 3,50% NÃO 30%
Nacional agosto
Semestrais

2040

Tesouro

IPCA+ com
Tesouro Maio e
Juros 15/05/55 3,99% 4,05% 3,65% NÃO 20%
Nacional novembro
Semestrais

2055

¹ Não = quando a taxa atual está abaixo da considerada mínima para compra; Sim = taxa atual acima

mínima.

² Fundos DI sugeridos, somente, para reserva de emergência. Fundos sugeridos: BTG Pactual Digital, Óra

Investimentos. Para detalhes, clique aqui. * Taxa mínima de compra. Atualizado em: 06/07
Sugerimos a carteira HY – Renda Programada para os assinantes que se
interessam por uma aplicação exclusivamente de longo prazo, com um
enfoque no recebimento de juros periódicos para complemento de renda.

A carteira é sugerida para investidores de


perfil conservador, moderado ou arrojado.

A sugestão de alocação inicial foi realizada com títulos do Tesouro Nacional,


mas estamos atentos a oportunidades interessantes que surjam no mercado
de títulos privados – como novas emissões de debêntures, por exemplo.

Por fim, cabe algumas observações sobre esta carteira:

i) A carteira é essencialmente para geração de renda e poupança ao longo do


tempo. Por isso, os títulos sugeridos foram escolhidos com o objetivo de
serem carregados até o vencimento. Por não possuir caráter especulativo,
esta carteira não é sugerida aos assinantes que pretendam realizar o resgate
de seus investimentos antes do vencimento dos títulos;

ii) É importante ressaltar que não existe qualquer possibilidade de perda se


os títulos forem levados até a data de vencimento. Em caso de necessidade
de resgatá-los antes, poderá ocorrer algum decréscimo, a depender dos
preços de mercado dos títulos no momento da negociação.

[⇑ Voltar para o índice]

5.
Taxa
Taxa-alvo
Taxa/cotação mínima Entrada Peso na Aplica
Ativo/título Emissor Vencimento para
atual para válida?¹ carteira mínim
venda
compra*

Tesouro

Selic 2025 Tesouro Qualquer


01/03/2025 0,02% - SIM 70% R$ 7.0
ou Fundos Nacional uma

DI³

Tesouro Tesouro
15/05/2035 3,88% 4,00% 3,55% NÃO 17,5% R$ 1.7
IPCA+2035 Nacional

Tesouro Tesouro
15/05/2045 3,88% 4,00% 3,55% NÃO 7,5% R$ 75
IPCA+2045 Nacional

Tesouro

IPCA+2055 Tesouro
15/05/2055 3,99% 4,05% 3,65% SIM 5% R$ 50
com juros Nacional

semestrais

¹ Não = quando a taxa atual está abaixo da considerada mínima para compra; Sim = taxa atual acima da

² É o valor mínimo de investimento em cada título para que você obtenha exatamente a alocação sugerid

³ Fundos sugeridos, somente, para reserva de emergência. Fundos sugeridos: BTG Pactual Digital, Ó

Investimentos. Para detalhes, clique aqui. * Taxa mínima de compra. Atualizado em:
A HY - Títulos públicos foi criada para investidores de perfil conservador
e/ou moderado que preferem investir somente em títulos públicos do
Tesouro Direto.

Ela representa também uma ótima alternativa para investidores iniciantes,


pois o valor mínimo necessário para se comprar um título público do
Tesouro Nacional atualmente é a partir de R$ 35.

[⇑ Voltar para o índice]

Luiz Rogé
Autor

Eric Matsuda
Assistente

Sandra Guerreiro
Editora
Associada à: ANATEC, Instituto Palavra Aberta e Câmara Brasileira do Livro

Disclosure

Elaborado por profissionais autônomos e independentes, este conteúdo está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu
destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Empiricus, sob pena de
sanções nas esferas cível e criminal.

As informações dispostas neste conteúdo refletem exclusivamente as opiniões dos profissionais, resultantes de pesquisas fundamentadas, com
informações disponíveis ao público e consideradas confiáveis na data de sua publicação. Referido conteúdo nasce de estimativas e está sujeito a
mudanças.

Todo o nosso material está pautado na liberdade de expressão e possui caráter meramente informativo, não representando qualquer oferta de
negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros.

Portanto, referidas informações visam apenas fomentar o debate e a educação financeira de seu destinatário. O destinatário, por sua vez, deve
desenvolver as suas próprias avaliações e buscar os meios autorizados e adequados para investir o seu patrimônio, se assim desejar.

Retornos passados não são garantia de retornos futuros. Investimentos envolvem riscos e podem causar perdas ao investidor.

© 2020 Empiricus · Todos os direitos reservados


Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477 · Torre B · 10º Andar · 04538−133 São Paulo, SP