Você está na página 1de 11

São Paulo, 6 de Julho de 2020

Ano 4 - Edição nº 00016

! Edição especial - IPOs


Tese de Investimento para o IPO da Ambipar
(AMBP3)

Max Guilherme
Danilo
Bohm, Ebaid, Silva,
Autor Autor Autor

Na publicação de hoje...

1. Sustentabilidade é o nome do jogo

2. Dados da oferta pública

3. Grupo Ambipar

4. Tudo tem um preço

Caro assinante,

Nos últimos anos, sustentabilidade se tornou um dos temas mais


comentados nas rodas de conversas, uma preocupação com o meio ambiente
que está muito associada a uma visão de longo prazo.

Não há um processo sequer que não gere resíduos. O lixo, que tempos atrás
era descartado sem grandes preocupações, vem mostrando, cada vez mais,
que pode se tornar um negócio rentável para investidores.
Materiais recicláveis já são empregados em diversos segmentos. Desde a
utilização de papel reaproveitado até a fabricação de adubos para o
agronegócio com resíduos orgânicos.

A logística reversa — retorno dos materiais já utilizados para o processo


produtivo — é uma das tendências mais relevantes no mundo atual.

Com base nesses tópicos, decidimos analisar a oferta pública inicial do


Grupo Ambipar, empresa especializada no gerenciamento de resíduos e na
atuação em grandes desastres ambientais.

Apesar de o negócio ser interessante, por ora, os múltiplos se mostram


acima daqueles de empresas semelhantes negociadas em outros países.
Dessa forma, sugerimos ficar de fora da oferta pública de Ambipar.

Ainda assim, se, mais adiante, nos depararmos com um ponto de entrada
mais atrativo, podemos ter um outro olhar para a ação.

Dados da oferta pública

Essa é uma oferta que se divide em 83,3% primária (38 milhões de ações) e
16,7% secundária (7,6 milhões de ações), totalizando R$ 992,6 milhões, com
um valor de mercado de R$ 2,3 bilhões para a companhia — ambos os
números no ponto médio da faixa indicativa de preço.
Vale ressaltar que a empresa ainda pode recorrer à venda de ações
adicionais (7,6 milhões de ações) e de um lote suplementar (5,7 milhões de
ações), caso a demanda supere o esperado.

O principal acionista vendedor é fundador da companhia Tercio Borlenghi.


Além disso, outros membros da família também optaram por reduzir as suas
participações. Dessa forma, o free float (ações em circulação no mercado) da
Ambipar (AMBP3) deve atingir 35,5% da sua composição acionária após a
conclusão da oferta.

Os recursos serão utilizados para:


Potenciais aquisições (70% – R$ 541,5 milhões);

Expansão (15% – R$ 116 milhões);

Amortização ou renegociação de empréstimos (15% – R$ 116 milhões).

Segundo o cronograma da oferta, o período de reserva se encerra em 8 de


julho, com o início das negociações no dia seguinte. Vale lembrar que o valor
mínimo para participar da oferta pública inicial da Ambipar é de R$ 3.000.

Grupo Ambipar

Fundada em 1995, a companhia adotou uma estratégia de crescimento


através de diversas aquisições. Inicialmente focada apenas no
gerenciamento de resíduos, em 2008 passou a atuar no atendimento a
emergências ambientais.

A partir de então, empreendeu um processo de expansão até atingir uma


estrutura presente em mais de 15 países, com mais de 150 bases
operacionais ao redor do mundo.
Assim, o Grupo Ambipar (AMBP3) atua em duas vertentes: (i) gerenciamento
de resíduos de grandes empresas (environment) e (ii) atendimento a
emergências ambientais (response).

No segmento “environment”, a companhia fornece soluções para coleta e


tratamento de lixo. São diversos campos de atuação, como prestação de
consultoria para o desenvolvimento de produtos sustentáveis, economia
circular e disposição final dos resíduos sem viabilidade econômica.

Cadeia de atendimento do segmento environment

Fonte: Ambipar
Em “response”, a companhia é uma das principais atuantes no país no
atendimento emergencial a acidentes com produtos químicos e poluentes.
São 124 bases distribuídas ao redor do mundo que oferecem atendimento 24
horas por dia e uma equipe altamente capacidade.

Os clientes desse segmento mantêm contratos de longo prazo com receita


recorrente para que haja um suporte em momentos de acidentes
ambientais. Como exemplo, a empresa atuou no evento de Brumadinho,
após o rompimento da barragem da Vale.

Fonte: Ambipar

Atualmente, a empresa mantém uma carteira com cerca de 10 mil clientes e


seu faturamento por segmento pode ser verificado abaixo. Em paralelo, por
ser uma companhia com uso intensivo de mão de obra, grande parte dos
seus custos estão atrelados a despesas com salários.
Fonte: Ambipar

Analisando os números dos últimos anos, podemos ver que a companhia


vem mantendo patamares estáveis de margens operacionais. Entretanto, o
crescimento das despesas financeiras devido ao aumento da alavancagem
acabou pressionando o indicador de rentabilidade líquida.

Fonte: Ambipar
Deixando de lado os aspectos quantitativos da companhia e partindo para os
qualitativos, decidimos realizar uma análise SWOT — acrônimo para
“strengths, weaknesses, opportunities, and threats”, ou, em português,
“forças, fraquezas, oportunidades e ameaças”.

A análise SWOT é realizada com base no desenvolvimento de uma matriz e


tem como principal objetivo auxiliar no planejamento estratégico e na
tomada de decisão. É importante para os acionistas, uma vez que ajuda a ter
uma visão clara dos riscos e oportunidades — internos e externos — que
rondam o investimento.

As forças e fraquezas fazem parte de uma visão interna da empresa.


Enquanto aquelas apontam as vantagens competitivas da companhia, estas
identificam as características que a colocam em desvantagem perante os
concorrentes.

Em paralelo, as oportunidades e as ameaças mostram onde há espaço para a


expansão ou riscos de contração de performance (resultado, rentabilidade,
produtividade, eficiência) respectivamente. Aqui, podemos apontar tanto os
aspectos internos como externos.
Tudo tem um preço
Separamos alguns números da Ambipar e chegamos aos seguintes múltiplos:

Ao compararmos os resultados da Ambipar com os de empresas do mesmo


setor, chegamos à conclusão de que os preços da oferta não se traduzem em
múltiplos muito atrativos, tornando o valuation da companhia esticado.

Por esse motivo, a nossa recomendação é não participar da oferta.


Todavia, por ser uma empresa de um setor novo na Bolsa, e caso ela tenha
sucesso em sua oferta, não deixaremos de acompanhar os seus próximos
resultados.

Se, mais adiante, nos depararmos com múltiplos mais atrativos, podemos ter
um outro olhar para AMBP3.

Max Bohm
Autor

Guilherme Ebaid
Autor

Danilo Silva
Autor

Rafael Brandimarti
Editor
Associada à: ANATEC, Instituto Palavra Aberta e Câmara Brasileira do Livro

Disclosure

Elaborado por profissionais autônomos e independentes, este conteúdo está protegido pela Lei de Direitos Autorais e é de uso exclusivo de seu
destinatário, sendo vedada a sua reprodução ou distribuição, seja no todo ou em parte, sem prévia e expressa autorização da Empiricus, sob pena de
sanções nas esferas cível e criminal.

As informações dispostas neste conteúdo refletem exclusivamente as opiniões dos profissionais, resultantes de pesquisas fundamentadas, com
informações disponíveis ao público e consideradas confiáveis na data de sua publicação. Referido conteúdo nasce de estimativas e está sujeito a
mudanças.

Todo o nosso material está pautado na liberdade de expressão e possui caráter meramente informativo, não representando qualquer oferta de
negociação de valores mobiliários e/ou outros instrumentos financeiros.

Portanto, referidas informações visam apenas fomentar o debate e a educação financeira de seu destinatário. O destinatário, por sua vez, deve
desenvolver as suas próprias avaliações e buscar os meios autorizados e adequados para investir o seu patrimônio, se assim desejar.

Retornos passados não são garantia de retornos futuros. Investimentos envolvem riscos e podem causar perdas ao investidor.

© 2020 Empiricus · Todos os direitos reservados


Av. Brigadeiro Faria Lima, 3.477 · Torre B · 10º Andar · 04538−133 São Paulo, SP

Você também pode gostar