Você está na página 1de 54

Curso: Contabilidade

Resumo + Questões comentadas


Prof. Feliphe Araújo
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Aula 00 – Aula Demonstrativa


Prof. Feliphe Araújo Curso: Resumo + Questões comentadas – 1 de 54
Contabilidade Geral – ISS Manaus
www.exponencialconcursos.com.br (Auditor)
Professor: Feliphe Araújo
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

APRESENTAÇÃO

Olá queridos alunos e alunas,


É um prazer fazer parte da equipe de professores
do Exponencial Concursos, que tem como uma de suas
metodologias, facilitar e acelerar as etapas de seu
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

estudo, economizando seu tempo e aumentando


EXPONENCIALMENTE suas chances de passar em um
concurso público.
Sejam bem-vindos ao curso de Contabilidade Geral em questões para
Auditor Fiscal do Município de Manaus (ISS Manaus). Para diferenciar você
dos demais candidatos, iremos trazer um resumo dos principais pontos que a
FCC cobra, facilitando a resolução das questões e as suas revisões.
O edital já foi publicado e a prova objetiva será realizada no dia
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

19/05/2019. Tempo suficiente para uma boa preparação. Temos 10


vagas para o cargo do nosso curso mais o cadastro de reserva. É uma
excelente oportunidade.
Este curso é composto por material escrito (formato PDF) e fórum tira-
dúvidas. As aulas deste curso estão 100% atualizadas com todas as normas de
Contabilidade.
Agora, deixem eu me apresentar, meu nome é Feliphe Araújo, sou
graduado em Ciências Contábeis pela Universidade Federal do Piauí e pós-
graduado em Direito Tributário pela Universidade Anhanguera. Atualmente
ocupo o cargo de Auditor-Fiscal da SEFAZ-PI, tendo sido nomeado em 1º
lugar.
Iniciei minha carreira na Receita Federal em 2010, ocupando o cargo de
Analista Tributário. Em 2014, após ter sido aprovado em 9º lugar, passei a
exercer as minhas atribuições no cargo de Auditor-Fiscal da Receita Federal
do Brasil (AFRFB). Além disto, sou professor de Contabilidade Geral,
Avançada e de Custos e Análise de Balanços do Exponencial Concursos.

• Concursos em que fui aprovado:


✓ Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil (2009/2010) - 23 anos;
✓ 2º lugar - Auditor Fiscal de Controle Externo do Tribunal de Contas do
Estado do Piauí (2014);
✓ 9º lugar - Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil (2014);
✓ 2º lugar - Auditor Fiscal da Fazenda do Estado do Piauí (2015);

Prof. Feliphe Araújo 2 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Com a experiência adquirida nas aprovações que acabei de mencionar,


principalmente dos concursos de Auditor do TCE – PI e Auditor da SEFAZ – PI,
realizado pela FCC, quero ajudá-lo a enfrentar as provas de Contabilidade desta
banca, transmitindo a você os conhecimentos e macetes necessários para a sua
aprovação.
O nosso curso é totalmente direcionado para o concurso de Auditor
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Fiscal ISS Manaus, pois tomamos como base o EDITAL Nº 01/2019 - SEMEF
DE ABERTURA DE INSCRIÇÕES, de 20 de fevereiro de 2019.
A matéria de Contabilidade Geral será cobrada na prova objetiva
juntamente com outras matérias em um total de 100 questões. Pela nossa
experiência, devemos ter de 10 a 15 questões da nossa disciplina.
Este curso é direcionado para aqueles alunos que já possuem um
conhecimento adequado da parte teórica da disciplina de Contabilidade,
e somente deseja se exercitar em questões já cobradas pela banca. Se
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

você for um aluno novato, recomendamos algum dos nossos cursos de


teoria e questões comentadas. Veja nossos cursos aqui.
Para ser aprovado, o candidato precisa conhecer como a banca costuma
cobrar os assuntos e como ela os aborda nas suas provas. Para isso, você tem
que treinar muito, fazendo questões de concursos anteriores.
Por isso, irei comentar mais de 650 exercícios da banca FCC,
esgotando todas as questões de Contabilidade Geral recentes desta banca
(anos de 2017, 2018 e 2019), para uma melhor absorção do conteúdo e para
você conhecer como a banca aborda os assuntos em suas provas de
Contabilidade. Ainda, na última aula, farei três simulados com 10 questões da
FCC. No simulado, colocarei as questões mais cobradas pela banca e as que
podem vir a serem cobradas.

Comentarei também todas as questões dos mais recentes concursos


fiscais (SEFAZ GO, SEFAZ SC, SABESP e outros).
O objetivo deste curso é treiná-los para acertar o número de questões
necessários para sua aprovação. E quero mais: que você possa consolidar seus
conhecimentos nesta disciplina para gabaritar as provas da FCC, melhorando
sua classificação, diferenciando-se dos outros candidatos.
Meus amigos, a FCC vem abordando, nos últimos concursos, uma
verdadeira receita de bolo para resolução das questões. Por isso, irei preparar
vocês para responder as questões da banca, uma vez que há um padrão adotado
nas últimas provas aplicadas pela FCC.
A nossa metodologia de ensino tem como meta acelerar os seus
estudos de forma clara e objetiva. Por isso, em muitas questões, vou
ensinar um método de resolução detalhado (para quem tem mais
dificuldade na disciplina) e um método turbo de resolução para o dia da

Prof. Feliphe Araújo 3 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

prova (para aqueles que já estejam mais familiarizado com a


disciplina).
DICA IMPORTANTE: refaça todos os exercícios que errar ao término da aula
e antes do início da próxima aula. Com esta dica, você não vai mais cair nas
pegadinhas da FCC e vai gabaritar a prova de Contabilidade Geral.
Qualquer dúvida e/ou esclarecimentos, estarei à disposição no Fórum.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Não deixe de nos procurar, tirando suas dúvidas, e nos ajudando a aprimorar o
nosso curso.

DEPOIMENTO DE ALUNOS

Caros alunos, a maior satisfação de um professor é perceber que o seu


trabalho está sendo bem recebido pelo seu público-alvo, que está fazendo a
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

diferença na vida deles e tornando o aprendizado da sua matéria bem mais fácil.
Nesse sentido, trago alguns dos depoimentos e feedbacks dos nossos
alunos em relação aos cursos que já lançamos. O meu objetivo ao compartilhar
essas informações é deixar claro para você que qualquer pessoa pode ter
sucesso na disciplina de Contabilidade, com a condição de que o aluno faça a
sua parte, esforçando-se a estudar com disciplina o conteúdo ministrado.
É importante neste processo também que o professor seja acessível e
disponibilize a vocês um material de qualidade, com teoria adequada e numa
linguagem simples, e que que possibilite o aprendizado e a memorização do
conteúdo, além de responder diversas questões minuciosamente comentadas e
com métodos para resolução rápida no dia da prova.
Mensagem de alunos dos muitos que temos e sempre nos elogiam pelos
fóruns dos nossos cursos:

Prof. Feliphe Araújo 4 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Depoimento de alunos dos muitos que já foram aprovados estudando pelos


nossos cursos:
https://www.exponencialconcursos.com.br/aprovacao-auditor-fiscal-icms-sc/
https://www.exponencialconcursos.com.br/aprovacao-auditor-fiscal-sefin-ro/
https://www.exponencialconcursos.com.br/aprovacao-auditor-fiscal-iss-sao-
luis/
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

https://goo.gl/YxueRi

Confesso que fico muito feliz com tais palavras dos nossos alunos. No
entanto, fico mais feliz ainda por saber que já ajudamos muitos alunos a
mudarem de vida com a aprovação em vários concursos e que o nosso material
é indicado por vários coachs e consultores de concursos públicos por todo o
Brasil.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Histórico e análise das provas


Contabilidade Geral

Para traçar o perfil da banca examinadora, fizemos a análise de mais de


30 provas aplicadas pela FCC entre 2014 e 2018 referente às provas de
Contabilidade Geral, incluindo Análise de Balanços (SEFAZ SC, SEFAZ GO,
ISS São Luís, SABESP, SEFAZ MA, ISS Teresina, SEFAZ PI, SEFAZ PE, TCM GO,
SEFAZ RJ etc.), com o objetivo de ajudar na orientação de seu estudo.
Observa-se no quadro abaixo que a banca gosta muito das questões de
Investimentos (MEP, Custo e Goodwill), Demonstração dos Fluxos de
Caixa, Operações com Mercadorias e Patrimônio Líquido (reservas,
cálculo do PL etc). Então, vamos ter muita atenção nesses quatro assuntos,
pois eles são de extrema importância e provavelmente estarão na sua prova.
Além dos assuntos acima, a FCC gosta de cobrar com frequência os
seguintes tópicos dos editais: Depreciação, Amortização e Exaustão,
Provisões e Redução ao Valor Recuperável de Ativos.
Não podemos esquecer dos assuntos que são novidades e daqueles já
cobrados com frequência pelas bancas: Instrumentos Financeiros, Balanço
Patrimonial, Demonstração do Resultado do Exercício, Demonstração do Valor
Adicionado, Passivo (Empréstimos e Debêntures), Dividendos e Ajuste a Valor
Presente (CPC 12).
Observem também que a banca cobra com frequência os
pronunciamentos contábeis do CPC.

Prof. Feliphe Araújo 5 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo
PROVAS (2012 a 2018)
ASSUNTO
Questões Percentual

Investimentos (Custo, MEP, Goodwill) 36 10,08%


Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC) - CPC 03 31 8,68%
Operações com mercadorias (Inventários, fatos que
modificam compras e vendas) 27 7,56%
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Patrimônio Líquido (Incluindo Reservas de Lucros e de


Capital e Ações em Tesouraria) 21 5,88%
Depreciação, Amortização e Exaustão 19 5,32%
Redução ao valor recuperável de ativos (CPC 01) 19 5,32%
Provisões, Passivos e ativos contingentes (CPC 25) 19 5,32%
Instrumentos financeiros (CPC 48) 16 4,48%
Balanço Patrimonial / Classificação de Contas (inclui Ativo,
Passivo e PL) 14 3,92%
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Análise das Demonstrações Contábeis* 14 3,92%


Ajuste a Valor Presente (CPC 12) 12 3,36%
Demonstração do resultado do exercício (DRE) 11 3,08%
Demonstração do Valor Adicionado (DVA) - CPC 09 11 3,08%
Empréstimos e financiamentos (inclui custos de transação) 11 3,08%
Arrendamento mercantil (financeiro e operacional) - CPC 06 11 3,08%
Debêntures e títulos de dívida (inclui custos de transação) 10 2,80%
Dividendos 9 2,52%
Resultado na venda de imobilizado e de intangível 8 2,24%
Efeitos das mudanças nas taxas de câmbio em investimentos
no exterior; Conversão de demonstrações - CPC 02 7 1,96%
EPCLD 6 1,68%
Estoques: mensuração, reconhecimento como despesa e
divulgação (CPC 16) 6 1,68%
Ativos intangíveis (CPC 04) 6 1,68%
Critérios de Avaliação do Ativo e do Passivo 5 1,40%
Receitas e Despesas antecipadas 4 1,12%
Subvenção e Assistência Governamentais (CPC 07) 3 0,84%
Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido (DMPL) 3 0,84%
Ativo imobilizado (CPC 27) 2 0,56%
Estrutura Conceitual Básica da Contabilidade (CPC 00) 2 0,56%
Demonstração Contábil Consolidada 2 0,56%
Demonstração do Resultado Abrangente - DRA 2 0,56%
Propriedade para Investimentos - CPC 28 2 0,56%
CPC 26 - Apresentação das Demonstrações Contábeis 1 0,28%
Princípios Contábeis 1 0,28%

Prof. Feliphe Araújo 6 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo
Regimes Contábeis (competência, caixa e misto) 1 0,28%
Notas Explicativas 1 0,28%
Fatos contábeis e respectivas variações patrimoniais 1 0,28%
Juros Sobre o Capital Próprio 1 0,28%
Políticas Contábeis, Mudança de Estimativa e Retificação de
Erro. CPC 23. 1 0,28%
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Combinação de negócios, fusão, incorporação e cisão 1 0,28%


Total 357 100,00%

* Assunto cobrado com frequência quando previsto no edital.


Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Aula Conteúdo
00 Apresentação e Resolução de 20 questões de assuntos variados da
FCC.
01 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
02 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
03 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
04 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
05 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
06 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
07 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
08 Resumo + Resolução de Questões da FCC divididos por assuntos.
09 Arquivo compilado com os resumos de cada aula.
10 3 Simulados com 10 questões cada. Foco nas questões mais cobradas
pela banca.
Extra Resolução das seguintes provas de Contabilidade da FCC em vídeo:
Contador – SEGEP MA – 2018; Analista Judiciário – Contabilidade -
TRT 2ª SP – 2018. Auditor Fiscal de Tributos ISS São Luís – 2018.

*Confira o cronograma com as datas de disponibilização das aulas no


site do Exponencial, na página do curso.

Prof. Feliphe Araújo 7 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Siga o Professor Feliphe Araújo nas redes sociais e tenha acesso a dicas
de Contabilidade e de concursos:
Facebook: https://www.facebook.com/professorfeliphearaujo/
Instagram: @feliphearaujoprofessor
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCKx9aiOXSGhZdXikaIzDEnQ
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Prof. Feliphe Araújo 8 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Aula 00 – Apresentação e Resolução de 20 questões de assuntos


variados da FCC.

Sumário
1 – Resumo ........................................................................................ 10
2 – Questões comentadas .................................................................. 13
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

3 – Lista de exercícios ....................................................................... 43


4 - GABARITO .................................................................................... 54

Conte comigo e Firmeza nos Estudo (FÉ)!


Vamos começar a nossa aula!
Abraço, Feliphe Araújo.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

As questões respondidas pelo método turbo nessa aula inicial serão


explicadas de forma detalhada na aula do assunto. Com isso, o aluno
entende a forma de resolução e depois aplica o método turbo para
ganhar tempo no dia da prova.

Prof. Feliphe Araújo 9 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

1 – Resumo

Trago para vocês apenas um exemplo de resumo que iremos utilizar nas
nossas aulas. Neste caso, escolhi um assunto de uma questão da lista desta
aula. Porém, o resumo estará dividido por assunto junto com as questões.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

1.1 – Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes

PROVISÃO É um passivo de prazo ou de valor incertos.

uma obrigação possível que resulta de eventos passados e


cuja existência será confirmada apenas pela ocorrência ou
não de um ou mais eventos futuros incertos não totalmente
sob controle da entidade;

PASSIVO
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

CONTIGENTE não é provável que uma saída


É de recursos que incorporam
benefícios econômicos seja
ou uma obrigação exigida para liquidar a
presente que resulta de obrigação;
eventos passados, mas
que não é reconhecida
porque:
o valor da obrigação não pode
ser mensurado com suficiente
confiabilidade.

a entidade tem uma obrigação presente


(legal ou não formalizada) como
resultado de evento passado;

Uma provisão deve seja provável que será necessária uma


ser reconhecida saída de recursos que incorporam
quando benefícios econômicos para liquidar a
obrigação; e

possa ser feita uma estimativa confiável


do valor da obrigação.

Se essas condições não forem satisfeitas, nenhuma provisão deve ser


reconhecida.

Prof. Feliphe Araújo 10 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Tratamento contábil das


Provisões e do Passivos
Contingentes

Possível (não
Provável Remota
provável)
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Não contabiliza a
Contabiliza e divulga Não contabiliza e não
Provisão, mas divulga
em notas explicativas a divulga em notas o
em notas o Passivo
Provisão Passivo Contingente
Contingente

1. Constituição da Provisão:
D – Despesa com Provisão (Resultado)
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

C – Provisão (Passivo)

2. Reversão de Provisão:
D – Provisão (Passivo)
C – Reversão de provisão (Receita --> Resultado)

Ativo contingente é um ativo possível que resulta de eventos passados e


cuja existência será confirmada apenas pela ocorrência ou não de um ou mais
eventos futuros incertos não totalmente sob controle da entidade.
Os ativos contingentes surgem normalmente de evento não planejado ou de
outros não esperados que dão origem à possibilidade de entrada de benefícios
econômicos para a entidade. Um exemplo é uma reivindicação que a entidade
esteja reclamando por meio de processos legais, em que o desfecho seja
incerto.

Tratamento contábil dos Ativos Contingentes

Possível (não
Praticamente certa Provável
provável)

O ativo não é
Não contabiliza, mas Não contabiliza e não
contigente;
divulga em notas o divulga em notas;
Deve ser considerado Ativo Contingente; Não é Ativo;
um Ativo;

Prof. Feliphe Araújo 11 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Portanto, temos a seguinte conclusão:

Deve, necessariamente, ser reconhecida no patrimônio por


PROVISÃO meio de um lançamento, se os critérios de reconhecimento
forem atendidos.

ATIVOS E Não devem ser reconhecidos por meio de lançamentos, mas


PASSIVOS apenas evidenciados em notas explicativas*, se os critérios
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

CONTINGENTES para divulgação do CPC 25 forem satisfeitos.

* Passivo Contingente divulgado em notas explicativas: possível.


* Ativo Contingente divulgado em notas explicativas: provável.

➢ Diferenças entre Reservas para contingências e Provisões para


contingências:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

1. Reserva para Contingências: A assembleia-geral poderá, por proposta dos


órgãos da administração, destinar parte do lucro líquido à formação de
reserva com a finalidade de compensar, em exercício futuro, a diminuição
do lucro decorrente de perda julgada provável, cujo valor possa ser
estimado (Lei das S/A, art. 195).
Reserva de Contingências: conta do Patrimônio Líquido.
Reserva de Contingências: refere-se a eventos futuros.

2. Provisões para contingências: Tem por finalidade dar cobertura a perdas


ou despesas, cujo fato gerador já ocorreu, mas não houve, ainda, o
correspondente desembolso ou perda. Em atenção ao regime de
competência, esse fato precisa ser contabilizado, mediante constituição
de uma provisão. Exemplos: indenizações contratuais, contingências fiscais
ou trabalhistas, etc.
Provisões para Contingências: É uma obrigação presente da
empresa classificada no passivo.
Provisões para Contingências: refere-se a eventos passados.

Prof. Feliphe Araújo 12 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

2 – Questões comentadas

01. (FCC/Auditor Fiscal – SEFAZ SC/2018) A Cia. Produtos Naturais


apresentou no Balanço Patrimonial publicado em 31/12/2016 o saldo total de
R$ 470.000,00 na conta de Provisões, cuja composição era a seguinte:
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

No final de 2017, a empresa reavaliou a situação dos processos a que estava


respondendo em 2016 e identificou quatro novos processos judiciais surgidos
em 2017. As informações sobre os diversos processos, em 31/12/2017, são
apresentadas na tabela a seguir:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Com base nas informações fornecidas, o saldo apresentado como Provisões, no


Balanço Patrimonial da Cia. Produtos Naturais de 31/12/2017, foi, em reais,
(A) 500.000,00.
(B) 780.000,00.
(C) 530.000,00.
(D) 520.000,00.
(E) 550.000,00.
Resolução:
Esquematizando:

Prof. Feliphe Araújo 13 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Tratamento contábil das


Provisões e do Passivos
Contingentes

Possível (não
Provável Remota
provável)
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Não contabiliza a
Contabiliza e divulga Não contabiliza e não
Provisão, mas divulga
em notas explicativas a divulga em notas o
em notas o Passivo
Provisão Passivo Contingente
Contingente

Assim, deverá ser constituída provisão no passivo referente aos processos


com probabilidade de perda provável no valor de R$ 520.000,00.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Provisões em 2017 = 210.000 + 170.000 + 140.000 = 520.000


Gabarito: D.

02. (FCC/Analista em Gestão – Ciências Contábeis – DPE AM/2018) A


Cia. Bana & Lara apresentava, em 31/12/2016, os seguintes saldos em algumas
contas contábeis, com valores em reais:
Compras de mercadorias ........................................................... 15.000,00
Estoque inicial de mercadorias .................................................... 35.000,00
Receita de vendas .................................................................... 64.000,00
Devolução de vendas .................................................................. 4.500,00
Estoque final de mercadorias ...................................................... 20.500,00
Comissões de vendas ................................................................. 7.000,00
Devolução de compras ................................................................ 4.000,00
Despesas financeiras ................................................................... 2.000,00
Impostos sobre vendas ................................................................ 9.000,00
Frete sobre vendas ..................................................................... 3.000,00
Com base nestas informações, o custo das mercadorias vendidas e o lucro bruto
foram, respectivamente, em reais,
(A) 28.500,00 e 18.000,00.
(B) 25.500,00 e 15.000,00.
(C) 25.500,00 e 18.000,00.
(D) 25.500,00 e 25.000,00.
(E) 28.500,00 e 25.000,00.
Resolução:
Inicialmente, vamos calcular o custo das mercadorias vendidas (CMV):

Prof. Feliphe Araújo 14 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Estoque inicial de mercadorias .............35.000,00


+ Compras de mercadorias ................ 15.000,00
(-) Devolução de compras ................. (4.000,00)
(-) Estoque final de mercadorias ....... (20.500,00)
= CMV ............................................ 25.500,00
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Com isso, eliminamos as letras A e E.


Agora, vamos calcular o valor do lucro bruto:
Receita de vendas ......................... 64.000,00
(-) Devolução de vendas ................ (4.500,00)
(-) Impostos sobre vendas ............. (9.000,00)
(-) CMV ..................................... (25.500,00)
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

= Lucro Bruto .............................. 25.000,00


As demais despesas listadas no enunciado da questão não entram no cálculo,
porque são despesas operacionais, que vêm após o lucro bruto.
Gabarito: D.

03. (FCC/Auditor Fiscal – SEFAZ-GO /2018) A Cia. Renovável adquiriu um


equipamento, em 01/01/2016, por R$ 5.000.000,00 à vista. Na data da
aquisição, a Cia. estimou a vida útil do equipamento em 8 anos e valor residual,
no final do prazo de utilização, de R$ 800.000,00. O equipamento é utilizado de
forma contínua e a Cia. utiliza o método das cotas constantes para o cálculo da
depreciação. Em 01/01/2017, a Cia. Renovável reavaliou a vida útil
remanescente do equipamento para 5 anos e o valor residual para R$
500.000,00.
Em 31/12/2017, a Cia. Renovável vendeu este equipamento por R$
3.100.000,00 à vista. O resultado apurado em 2017 com a venda do
equipamento foi, em reais,
(A) 100.000,00, positivo.
(B) 560.000,00, negativo.
(C) 400.000,00, negativo.
(D) 580.000,00, negativo.
(E) 80.000,00, negativo.
Resolução:
Método turbo para resolução no dia da prova:
Depreciação antes da reavaliação

Prof. Feliphe Araújo 15 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Depreciação Acumulada em 2016 = (5.000.000 - 800.000) / 8 = 525.000


Valor Contábil em 2016 = 5.000.000 - 525.000 = 4.475.000
Depreciação depois da reavaliação
Depreciação 2017 = (4.475.000 - 500.000) / 5 anos = 795.000
Valor contábil em 31/12/2017 = 4.475.000 - 795.000 = 3.680.000
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Resultado na venda = 3.100.000 - 3.680.000 = 580.000, negativo


Gabarito: D.

04. (FCC/Analista Judiciário – Contabilidade – TRT 24ª/2017) A empresa


Pássaro Azul S.A. foi constituída em 1 janeiro de 2017 para comercialização de
cereais pela internet. A sociedade é formada por quatro acionistas que se
comprometeram a integralizar sua parcela de capital social, da seguinte forma:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Na empresa Pássaro Azul S.A., o


(A) imóvel do Acionista 1 foi contabilizado como propriedade para investimento
e o valor entregue pelo Acionista 2 foi contabilizado no caixa.
(B) compromisso de integralização do Acionista 4 foi contabilizado no passivo
circulante e o imóvel do Acionista 3 foi contabilizado no imobilizado.
(C) imóvel do Acionista 3 foi contabilizado no imobilizado e o imóvel do Acionista
1 foi contabilizado como propriedade para investimento.
(D) valor entregue pelo Acionista 2 foi contabilizado no caixa e o compromisso
de integralização do Acionista 4 foi contabilizado como passivo não circulante.
(E) compromisso assumido pelo Acionista 4 foi contabilizado no patrimônio
líquido e o imóvel entregue pelo Acionista 1 foi contabilizado no ativo
imobilizado.
Resolução:
Vamos analisar como cada parcela de integralização dos acionistas deve ser
classificada no balanço da empresa Pássaro Azul S.A.:
Imóvel do Acionista 1: classificado no Ativo Imobilizado, pois o imóvel foi
utilizado para desempenho das atividades da empresa.
Portanto, a letra A está incorreta.

Prof. Feliphe Araújo 16 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Imóvel do Acionista 2: o dinheiro entregue pelo sócio foi contabilizado no


caixa, conta utilizada para controle da entrada e saída de numerários da
empresa.
Imóvel do Acionista 3: classificado no Ativo Investimento como
propriedade para investimento, pois o imóvel será vendido no futuro.
Portanto, as letras B e C estão incorretas.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Imóvel do Acionista 4: a parcela não integralizada pelo sócio foi classificada


no patrimônio líquido, conta capital a integralizar.
Com isso, a letra D está incorreta.
Gabarito: Letra E.

05. (FCC/Analista – Contabilidade – ManausPrev/2015) Sobre as


características qualitativas fundamentais da informação contábil-financeira,
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

considere:
I. Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença
nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários.
II. Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e materialidade são
características qualitativas que melhoram a utilidade da informação que é
relevante e que é representada com fidedignidade.
III. Comparabilidade refere-se ao uso dos mesmos métodos para os mesmos
itens, tanto de um período para outro considerando a mesma entidade que
reporta a informação, quanto para um único período entre entidades.
IV. Verificabilidade significa que diferentes observadores, cônscios e
independentes, podem chegar a um consenso, embora não cheguem
necessariamente a um completo acordo, quanto ao retrato de uma realidade
econômica em particular ser uma representação fidedigna.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) III e IV.
(B) I, III e IV.
(C) I e II.
(D) II e III.
(E) I e IV.
Resolução:
A questão cobrou conceitos inseridos no CPC 00 - Estrutura Conceitual Básica.
Vamos analisar cada afirmativa:
I. Correta. Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer
diferença nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários. A informação

Prof. Feliphe Araújo 17 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

pode ser capaz de fazer diferença em uma decisão mesmo no caso de alguns
usuários decidirem não a levar em consideração, ou já tiver tomado ciência de
sua existência por outras fontes.
II. Incorreta. São características qualitativas de melhoria: comparabilidade,
verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade.
Para facilitar a fixação, recomendo memorizar as silabas iniciais de cada
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

característica de melhoria: TV COCO.

Características qualitativas de
TV COCO
melhoria:
III. Incorreta. A comparabilidade é a característica qualitativa que permite
que os usuários identifiquem e compreendam similaridades dos itens e
diferenças entre eles. Diferentemente de outras características qualitativas, a
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

comparabilidade não está relacionada com um único item. A comparação


requer no mínimo dois itens.
Consistência, embora esteja relacionada com a comparabilidade, não significa
o mesmo. Consistência refere-se ao uso dos mesmos métodos para os
mesmos itens, tanto de um período para outro considerando a mesma
entidade que reporta a informação, quanto para um único período entre
entidades. Comparabilidade é o objetivo; a consistência auxilia a alcançar
esse objetivo.
Esquematização:

Comparabilidade Consistência

Uso dos mesmos métodos


Requer no mínimo dois itens
para os mesmos itens

A afirmativa constante no item III refere-se ao conceito de consistência.


IV. Correta. A verificabilidade ajuda a assegurar aos usuários que a
informação representa fidedignamente o fenômeno econômico que se propõe
representar. A verificabilidade significa que diferentes observadores, cônscios e
independentes, podem chegar a um consenso, embora não cheguem
necessariamente a um completo acordo, quanto ao retrato de uma realidade
econômica em particular ser uma representação fidedigna.

Esquematização que resume o assunto desta questão:

Prof. Feliphe Araújo 18 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Capaz de fazer diferença nas decisões que


possam ser tomadas pelo usuários;

Relevância

Pode ter valor preditivo, valor confirmatório ou


ambos;
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Características
Qualitativas Completa: a informação deve conter o
Fundamentais necessário para que o usuário compreenda o
fenômeno que está sendo retratado

Neutra: a informação deve estar livre de viés


Representação na seleção ou na apresentação, não podendo
Fidedigna ser distorcida para mais ou para menos.

Livre de erros: o processo para obtenção da


Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

informação deve ter sido selecionado e aplicado


livre de erros ou omissões. Lembrando que ser
livre de erros não significa total exatidão.

é a característica qualitativa que


permite que os usuários identifiquem
e compreendam similaridades dos
itens e diferenças entre eles.

Comparabilidade
a comparabilidade não está relacionada
com um único item. A comparação
requer no mínimo dois itens.
Não significa o mesmo que
Consistência e Uniformidade.

assegurar aos usuários que a


informação representa
Verificabilidade fidedignamente o fenômeno
Características econômico que se propõe
Qualitativas de representar.
Melhoria
significa ter informação disponível
para tomadores de decisão a tempo
Tempestividade de poder influenciá-los em suas
decisões.

Classificar, caracterizar e apresentar a


informação com clareza e concisão

Compreensibilidade
A exclusão de informações complexas
faz com que os relatórios sejam
considerados incompletos e
potencialmente distorcidos

Gabarito: Letra E.

Prof. Feliphe Araújo 19 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

06. (FCC/Analista Executivo – Contador – SEGEP MA/2018) A Cia. Sem


Caixa apresentou a seguinte Demonstração do Resultado referente ao ano de
2017:
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Com base nos valores apresentados acima, para a elaboração da Demonstração


dos Fluxos de Caixa pelo Método Indireto, o valor do Lucro Líquido Ajustado
para determinação do Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais, sem
considerar os efeitos das variações do capital circulante, é, em reais,
(A) 105.000,00.
(B) 110.000,00.
(C) 125.000,00.
(D) 100.000,00.
(E) 85.000,00.
Resolução:
Método turbo para resolução no dia da prova:
Para encontrar o valor do Lucro Líquido Ajustado do Fluxo de Caixa das
Atividades Operacionais, precisamos fazer somente o primeiro ajuste pelo
método indireto da DFC.
Lucro Líquido .................................................................... R$ 90.000,00
(-) Lucro na Venda de Terrenos ......................................... (R$ 25.000,00)
+ Resultado de Equivalência Patrimonial .............................. R$ 15.000,00
+ Despesa com Depreciação ............................................... R$ 20.000,00
(=) Lucro Ajustado ..................................................... R$ 100.000,00
Portanto, o gabarito é a letra D.

Método detalhado de resolução:

Prof. Feliphe Araújo 20 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

De acordo com o método indireto, o fluxo de caixa líquido advindo das


atividades operacionais é determinado ajustando o lucro líquido ou
prejuízo quanto aos efeitos de:
(a) variações ocorridas no período nos estoques e nas contas operacionais a
receber e a pagar;
(b) itens que não afetam o caixa, tais como depreciação, provisões, tributos
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

diferidos, ganhos e perdas cambiais não realizados e resultado de


equivalência patrimonial quando aplicável; e
(c) todos os outros itens tratados como fluxos de caixa advindos das
atividades de investimento e de financiamento.

Para encontrar o valor do Lucro Líquido Ajustado do Fluxo de Caixa das


Atividades Operacionais, precisamos fazer somente o primeiro ajuste pelo
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

método indireto da DFC.

Lucro Líquido .................................................................... R$ 90.000,00


(-) Lucro na Venda de Terrenos¹ ....................................... (R$ 25.000,00)
+ Resultado de Equivalência Patrimonial² .............................. R$ 15.000,00
+ Despesa com Depreciação³ .............................................. R$ 20.000,00
(=) Lucro Ajustado ..................................................... R$ 100.000,00
1. O lucro na venda de terrenos aumenta o lucro da entidade e o Caixa. Porém,
como não pertencem às atividades operacionais, devem ser subtraídos do lucro
líquido.
2. O resultado negativo de equivalência patrimonial diminui o lucro, mas não
diminui o caixa. Por isso, deve ser somado ao lucro líquido.

3. Despesas de depreciação reduzem o lucro, mas não reduzem o caixa.


Portanto, devem ser revertidas (somadas) ao lucro líquido.
Gabarito: D

07. (FCC/Analista - Contadoria – TRF 3ª Região/2016) A empresa Tiro


Certo S.A. realizou, no dia 01/12/2013, vendas de mercadorias no valor total
de R$ 2.331.000,00, sendo que R$ 1.000.000,00 foram recebidos à vista e o
restante para ser recebido integralmente em 01/12/2015. Na data da venda a
empresa estava praticando, para as suas vendas a prazo, a taxa de juros de
0,797% ao mês que corresponde a 10% ao ano e a 21% em 2 (dois) anos.
Na Demonstração do Resultado do ano de 2013 a empresa reconheceu,
exclusivamente em relação às vendas efetuadas em 01/12/2013:

Prof. Feliphe Araújo 21 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(A) Receita de Vendas no valor de R$ 2.331.000,00, apenas.


(B) Receita de Vendas no valor de R$ 2.100.000,00, apenas.
(C) Receita de Vendas no valor de R$ 2.100.000,00 e Receita Financeira no
valor de R$ 16.737,00.
(D) Receita de Vendas no valor de R$ 2.331.000,00 e Receita Financeira no
valor de R$ 18.578,00.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

(E) Receita de Vendas no valor de R$ 2.100.000,00 e Receita Financeira no valor


de R$ 8.767,00.
Resolução:
As vendas, quando feitas a prazo, inserem no valor da operação juros e
encargos financeiros referentes à remuneração de um capital no futuro.
O valor registrado na DRE como receita bruta de vendas deve ser o valor
presente da transação, ou seja, o valor que a empresa receberia se a venda
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

fosse realizada à vista.


O valor que ultrapassar o valor de venda à vista das mercadorias deve ser
reconhecido como Receita Financeira a Apropriar ou Ajuste a Valor Presente a
Apropriar sobre Clientes (contas retificadoras do ativo). Vamos fazer os
lançamentos:
1. Venda à vista:
D – Caixa
C – Receita de Vendas ..................................... 1.000.000,00

2. Venda a Prazo:
D – Clientes ....................................... R$ 1.331.000,00 (valor a receber)
C - Receita de Vendas¹ ........................ R$ 1.100.000,00 (valor presente)
C - Receita de Juros a Apropriar² ............. R$ 231.000,00 (Ret. do ativo)

3. Dados para resolução:


Valor futuro das vendas = valor a receber = R$ 1.331.000,00
Taxa = 21% em 2 (dois) anos
O valor presente da receita de vendas é igual a:
Receita de Vendas = 1.331.000/1,21 = R$ 1.100.000,00

4. Valor da receita financeira a apropriar:


Receita de Juros a Apropriar = 1.331.000 – 1.100.000 = R$ 231.000,00

Prof. Feliphe Araújo 22 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Assim, a receita de vendas é igual a R$ 2.100.000,00 (1.000.000 + 1.100.000)


Como a Demonstração do Resultado do Exercício é elaborada em 31/12/2013,
a empresa deve reconhecer a receita financeira referente a um mês (dezembro
de 2013) mediante a multiplicação da taxa de juros de 0,797% pelo valor à
vista das vendas que foram realizadas a prazo. Assim, a receita financeira é
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

igual a R$ 8.767,00 (0,797% x 1.100.000,00).


D – Receita de Juros a Apropriar
C – Receita Financeira ............................. 8.767,00

Assim, o gabarito é a letra E.


Método turbo de resolução para o dia da prova:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

O valor registrado na DRE como receita bruta de vendas deve ser o valor de
venda à vista das mercadorias.
Receita de Vendas = 1.000.000 + (1.331.000/1,21)
Receita de Vendas = 1.000.000 + 1.100.000 = R$ 2.100.000,00

O valor da receita financeira do primeiro mês é calculado mediante a


multiplicação da taxa de juros de 0,797% pelo valor à vista das vendas que
foram realizadas a prazo.
Valor à vista das vendas a prazo = vendas a prazo / (1+i)n
Valor à vista das vendas a prazo = 1.331.000 / 1,21 = 1.100.000,00
Receita Financeira = 1.100.000 x 0,797% = R$ 8.767,00
Gabarito: Letra E.

08. (FCC/Auditor Fiscal – ISS Teresina/2016) No dia 30/04/2015, a


empresa Sempre Comprando S.A. adquiriu 80% das ações da empresa
Perspectiva S.A. por R$ 80.000.000,00 e passou a deter controle sobre esta. O
valor pago corresponde a 80% do valor justo líquido dos ativos e passivos
adquiridos pela empresa Sempre Comprando S.A. No ano de 2015, a empresa
Perspectiva S.A. apurou um lucro líquido de R$ 24.000.000,00. Os valores
evidenciados no Balanço Patrimonial de 31/12/2015 e na Demonstração do
Resultado do ano de 2015, nas demonstrações contábeis individuais da empresa
Sempre Comprando S.A., foram, respectivamente, em reais,
(A) Investimentos = 80.000.000,00 e Resultado de Participação Societária = 0.
(B) Dividendos a Receber = 19.200.000,00 e Resultado de Participação
Societária = 19.200.000,00.

Prof. Feliphe Araújo 23 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(C) Investimentos = 99.200.000,00 e Resultado de Participação Societária =


19.200.000,00.
(D) Dividendos a Receber = 24.000.000,00 e Resultado de Participação
Societária = 24.000.000,00.
(E) Investimentos = 104.000.000,00 e Resultado de Participação Societária =
24.000.000,00.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Resolução:
Investidora: empresa Sempre Comprando S.A.
Investida: empresa Perspectiva S.A.
Valor pago = R$ 80.000.000,00
Valor Justo do Investimento = 80% x Valor justo líquido dos ativos e passivos
Valor Justo do Investimento 80% x 100.000.000,00¹ = R$ 80.000.000,00
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

1. Valor justo líquido dos ativos e passivos adquiridos:


80% x Valor justo líquido dos ativos e passivos adquiridos = 80.000.000,00
Valor justo líquido dos ativos e passivos adquiridos = 100.000.000,00
A empresa pagou pelo investimento um valor igual ao valor justo do
investimento. Assim, não há goodwill ou ganho por compra vantajosa.
Lançamento da aquisição do investimento:
D – Investimento MEP (AÑC Investimentos) ....................80.000.000,00
C – Bancos ou caixa (ativo circulante) ............................80.000.000,00
Lucro Líquido = R$ 24.000.000,00
Resultado de Equivalência Patrimonial = 19.200.000,00 (80% x 24.000.000,00)
Lançamento dos ganhos pelo investimento pelo MEP:
D – Investimento MEP (AÑC Investimentos)
C – Resultado de Equivalência Patrimonial (Resultado) .............. 19.200.000,00

Investimentos = 80.000.000,00 + 19.200.000,00 = 99.200.000,00.


Resultado de Participação Societária = 19.200.000,00.
Gabarito: Letra C.

09. (FCC/Analista Judiciário - Contabilidade – TRE - SP/2017) A empresa


Manequim Challenger S.A. fez uma aplicação financeira em 30/11/2016,
adquirindo um título no mercado financeiro no valor de R$ 5.000,00, que
remunera à taxa de 10% ao mês. Este título, conforme orientação da
controladoria da empresa, foi classificado na data da aquisição como “mantido

Prof. Feliphe Araújo 24 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

até o vencimento” e o seu valor de mercado 30 dias após a sua aquisição era
R$ 5.450,00. De acordo com estas informações, em 30/12/2016, a empresa
reconheceu
(A) receita financeira no valor de R$ 450,00 e ajustes de avaliação patrimonial,
no patrimônio líquido, no valor de R$ 50,00 (saldo credor).
(B) no patrimônio líquido, em ajustes de avaliação patrimonial, o valor de R$
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

500,00.
(C) receita financeira no valor de R$ 500,00.
(D) receita financeira no valor de R$ 450,00.
(E) receita financeira no valor de R$ 500,00 e ajustes de avaliação patrimonial,
no patrimônio líquido, no valor de R$ 50,00 (saldo devedor).
Resolução:
Método turbo para resolução no dia da prova:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Meus amigos, só há reconhecimento de ajuste de avaliação patrimonial


quando o título for disponível para venda futura. Como não temos este título no
enunciado, já podemos eliminar as alternativas A, B e E.
Título “mantido até o vencimento”: só reconhece a receita financeira, pois
ele não é avaliado a valor justo.
Período: 1 mês (31/11/2016 à 30/12/2016)
Receita Financeira = 10% x 5.000 = R$ 500,00
Com base nestas informações, em 30/12/2016, a empresa reconheceu receita
financeira no valor de R$ 500,00.
Gabarito: Letra C.

10. (FCC/Contador – ARSETE – Prefeitura de Teresina/2016) A Cia.


Investidora possuía, em 31/12/2015, em seu Balanço Patrimonial, um ativo
intangível com vida útil indefinida (ágio derivado de expectativa de rentabilidade
futura), cujo valor contábil era R$ 250.000,00, composto por:
− Valor de custo: R$ 350.000,00.
− Perda por desvalorização reconhecida (em 2014): R$ 100.000,00
Antes de encerrar o exercício social de 2015, a empresa realizou o Teste de
Recuperabilidade do Ativo e obteve as seguintes informações:
− Valor em uso: R$ 280.000,00.
− Valor justo líquido das despesas de venda: R$ 240.000,00.
Com base nas informações acima, o valor contábil apresentado no Balanço
Patrimonial da Cia. Investidora, em 31/12/2015, para este ativo foi, em reais,

Prof. Feliphe Araújo 25 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(A) 210.000,00.
(B) 250.000,00.
(C) 280.000,00.
(D) 240.000,00.
(E) 350.000,00.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Resolução:
O enunciado afirma que o ativo intangível corresponde ao ágio derivado da
expectativa de rentabilidade futura (goodwill).
Segundo o CPC 01 – Redução ao Valor Recuperável de Ativos, a perda por
desvalorização reconhecida para o ágio por expectativa de rentabilidade futura
(goodwill) não deve ser revertida em período subsequente.
Meus amigos, o valor recuperável (R$ 280.000,00) é maior do que o valor
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

contábil (R$ 250.000,00) e há perdas registradas no balanço da empresa. Neste


caso, a regra seria fazer uma reversão, porém, como se trata do goodwill, não
deve ser realizada a reversão de perdas estimadas.
Com base nas informações acima, a Cia. Investidora, em 31/12/15, não fez a
reversão. Ou seja, o valor contábil apresentado no Balanço Patrimonial da Cia.
Investidora, em 31/12/2015, para este ativo foi, em reais, 250.000,00.
Portanto, a letra B é a alternativa correta.
De acordo com o CPC 04 – Ativo Intangível, qualquer aumento no valor
recuperável do goodwill nos períodos subsequentes ao reconhecimento de perda
por desvalorização para este mesmo ativo refere-se ao reconhecimento de
ágio por expectativa de rentabilidade futura gerado internamente
(goodwill gerado internamente) e não reversão de perda por desvalorização
reconhecida para o ágio pago por expectativa de rentabilidade futura (goodwill).
O ágio derivado da expectativa de rentabilidade futura (goodwill) gerado
internamente não deve ser reconhecido como ativo.
Gabarito: Letra B.

11. (FCC/Auditor Fiscal - SEFAZ - PI/2015) Uma empresa, sociedade de


capital aberto, apurou lucro líquido de R$ 80.000.000,00 referente ao ano de
2013 e a seguinte distribuição foi realizada no final daquele ano:
− valor correspondente a 5% do Lucro Líquido foi destinado à constituição
da Reserva Legal.
− o valor de R$ 6.000.000,00 foi destinado à constituição da Reserva
Estatutária.
− o valor de R$ 20.000.000,00 foi destinado à constituição da Reserva
para Expansão.

Prof. Feliphe Araújo 26 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

− o saldo remanescente do Lucro Líquido de 2013 não tem destinação


específica e o estatuto da empresa estabelece que o valor dos dividendos
mínimos obrigatórios corresponde a 20% do Lucro Líquido de cada período
deduzido dos valores correspondentes à Reserva Legal e à Reserva Estatutária
constituídas.

Sabendo-se que não ocorreu nenhum outro evento que tenha afetado o
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Patrimônio Líquido da empresa em 2013, a variação positiva no valor total do


Patrimônio Líquido da empresa de 31/12/2012 para 31/12/2013 foi, em reais,
(A) 30.000.000,00.
(B) 0,00 (zero).
(C) 80.000.000,00.
(D) 50.000.000,00.
(E) 66.000.000,00.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Resolução:
O enunciado quer saber qual é a variação positiva ocorrida no valor total do
Patrimônio Líquido da empresa durante o ano de 2013. A principal variação
ocorrida deu-se em virtude do Lucro Líquido do período no valor de R$ 80
milhões.
Porém, nem todo lucro ficará no PL. Vamos analisar cada fato apresentado:
1. Valor correspondente a 5% do Lucro Líquido foi destinado à
constituição da Reserva Legal.
Não altera o PL, pois trata-se de fato permutativo entre elementos do PL.
Lançamento:
D – Lucros Acumulados ............... R$ 4.000.000,00 (diminui o PL)
C – Reserva Legal ....................... R$ 4.000.000,00 (aumenta o PL)

2. O valor de R$ 6.000.000,00 foi destinado à constituição da Reserva


Estatutária.
Não altera o PL, pois trata-se de fato permutativo entre elementos do PL.
Lançamento:
D – Lucros Acumulados ............... R$ 6.000.000,00 (diminui o PL)
C – Reserva Estatutária ............... R$ 6.000.000,00 (aumenta o PL)

3. O valor de R$ 20.000.000,00 foi destinado à constituição da Reserva


para Expansão.
Não altera o PL, pois trata-se de fato permutativo entre elementos do PL.

Prof. Feliphe Araújo 27 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Lançamento:
D – Lucros Acumulados ............. R$ 20.000.000,00 (diminui o PL)
C – Reserva p/ Expansão ........... R$ 20.000.000,00 (aumenta o PL)

4. O saldo remanescente do Lucro Líquido de 2013 não tem destinação


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

específica e o estatuto da empresa estabelece que o valor dos


dividendos mínimos obrigatórios corresponde a 20% do Lucro Líquido
de cada período deduzido dos valores correspondentes à Reserva Legal
e à Reserva Estatutária constituídas.
A distribuição dos dividendos altera o PL, pois são contabilizados no Passivo
Exigível. Cálculo dos dividendos:
Dividendos = 20% X (Lucro Líquido - Reserva Legal - Reserva Estatutária)
Dividendos = 20% X (80.000.000 - 4.000.000 - 6.000.000)
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Dividendos = 20% X 70.000.000


Dividendos = R$ 14.000.000,00
Lançamento:
D – Lucros Acumulados ...... R$ 14.000.000,00 (diminui o PL)
C – Dividendos a Pagar ...... R$ 14.000.000,00 (aumenta o Passivo Circulante)
Após as destinações calculadas acima, ainda resta na conta “Lucros
Acumulados” o valor de R$ 36 milhões, conforme abaixo:
Lucro Líquido ......................................... R$ 80.000.000,00
(–) Res. Legal ........................................ (R$ 4.000.000,00)
(–) Res. Estatutária ................................ (R$ 6.000.000,00)
(–) Res. p/ Expansão ............................ (R$ 20.000.000,00)
(–) Dividendos Mínimos Obrigatórios ....... (R$ 14.000.000,00)
(=) Lucros Não Destinados ................. R$ 36.000.000,00

Segundo o § 6° do artigo 202 da Lei n° 6.404/76, os lucros não destinados


deverão ser distribuídos como dividendos. Portanto, haverá a distribuição dos
lucros não destinados, no valor de R$ 36 milhões, como dividendos
complementares (ou adicionais). Estes dividendos são contabilizados no
Patrimônio Líquido, em conta específica, até a deliberação definitiva a ser
tomada pelos sócios.
Com isso, o valor final do Patrimônio Líquido sofrerá uma variação positiva de
R$ 66.000.000,00 (lucro do exercício – dividendos mínimos obrigatórios).

Prof. Feliphe Araújo 28 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Método de resolução turbo para o dia da prova:


Do valor do lucro líquido, o único fato que altera o PL é a distribuição de
dividendos. Portanto, basta encontrarmos o valor dos dividendos e, depois,
reduzir este valor do lucro. Vamos aos cálculos:
Lucro líquido = R$ 80.000.000,00
Reserva Legal = 80.000.000 X 5% = R$ 4.000.000,00
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Reserva Estatutária = R$ 6.000.000,00


Reserva para Expansão = R$ 20.000.000,00
Dividendos = 20% X (Lucro Líquido - Reserva Legal - Reserva Estatutária)
Dividendos = 20% X (80.000.000 - 4.000.000 - 6.000.000)
Dividendos = 20% X 70.000.000
Dividendos = R$ 14.000.000,00
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

O patrimônio líquido aumento no valor de R$ 66.000.000,00


PL = Lucro – Dividendos = 80.000.000 - 14.000.000 = R$ 66.000.000,00
Gabarito: Letra E.

12. (FCC/Julgador Administrativo Tributário - SEFAZ-PE/2015) A


empresa Patentes & Cia. possuía, em 31/12/2014, um ativo intangível com vida
útil indefinida, cujo valor contábil de R$ 420.000,00 apresentava a seguinte
composição:
− Custo de aquisição: R$ 480.000,00.
− Perda por desvalorização reconhecida em 2013: R$ 60.000,00
Em 31/12/2014, antes de encerrar o exercício social do ano, a empresa realizou
o Teste de Recuperabilidade do Ativo (Impairment) e obteve as seguintes
informações:
− Valor em uso: R$ 370.000,00.
− Valor justo líquido de despesas de venda: R$ 400.000,00.
Com base nestas informações, o valor contábil apresentado no Balanço
Patrimonial da empresa Patentes & Cia., em 31/12/2014, foi, em reais,
(A) 420.000,00.
(B) 400.000,00.
(C) 370.000,00.
(D) 480.000,00.
(E) 390.000,00.
Resolução:

Prof. Feliphe Araújo 29 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

1º Passo: Determinação do Valor Recuperável: É o maior valor entre o valor


líquido de venda e o seu valor em uso.
- Valor em uso = R$ 370.000,00.
- Valor justo líquido de despesas de venda = R$ 400.000,00.
- Valor Recuperável = R$ 400.000,00
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

2º Passo: Determinação do Valor Contábil Líquido (VCL)


VCL = Custo de Aquisição - Depreciação Acumulada - Perdas Estimadas
Valor Contábil Líquido = 480.000 - 60.000 = 420.000,00

3º Passo: Comparação do valor recuperável com o valor contábil líquido


Como Valor Contábil Líquido > Valor Recuperável, temos Perdas Estimadas
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Perdas estimadas = Valor Contábil Líquido - Valor Recuperável


Perdas estimadas = 420.000,00 - 400.000,00 = 20.000,00
3) Registro das perdas por desvalorização:
Despesa - perda de Perdas por
valor recuperável desvalorização
(3) 20.000 60.000 SI
20.000 (3)
80.000

Valor Contábil apresentado no balanço patrimonial:


AÑC Intangível ............................................... 480.000,00
(-) Perdas por desvalorização ........................ 80.000,00
= Valor Contábil ............................................. 400.000,00
Gabarito: Letra B.

13. (FCC/Analista de Controle Externo – TCE – CE/2015) A empresa Tudo


Novo S.A. apresentava, em 31/12/2013, os seguintes saldos para as contas
que compõem seu Patrimônio Líquido, antes da incorporação do lucro líquido
do ano de 2013 e da sua distribuição:
Conta R$
Capital Social 2.850.000,00
Reservas de Capital 300.000,00
Reserva Legal 510.000,00

Prof. Feliphe Araújo 30 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Reservas para Expansão 300.000,00


Reservas de Lucros a Realizar 120.000,00
Total 4.080.000,00
O resultado obtido pela empresa em 2013, antes da dedução dos impostos,
foi R$ 1.500.000,00 e o lucro líquido foi R$ 1.140.000,00.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

A empresa adota como política constituir a Reserva Legal até o menor dos
limites permitidos pela Lei n° 6.404/1976 e alterações posteriores.
O valor acrescido à conta Reserva Legal no final de 2013 foi, em reais,
(A) 75.000,00.
(B) 57.000,00.
(C) 60.000,00.
(D) 0,00.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

(E) 45.000,00.
Resolução:
Pessoal, esta é uma questão bem interessante.
Como a questão nos solicita o valor acrescido a conta reserva legal com base
no menor dos limites permitidos pela Lei n° 6.404/1976 e alterações
posteriores, vamos ter que calcular o limite obrigatório e o limite facultativo da
reserva legal.
1. Limite obrigatório da Reserva Legal: a reserva legal será constituída
obrigatoriamente, pela companhia, até que seu limite atinja 20% do capital
realizado, quando então deixará de ser acrescida.
Limite obrigatório da Reserva Legal = 20% do Capital Social
Limite obrigatório da Reserva Legal = 2.850.000,00 * 20% = R$ 570.000,00

1.1. Cálculo da Reserva Legal = 5% X Lucro Líquido do Exercício


Reserva Legal = 5% X Lucro Líquido do Exercício = 5% X 1.140.000
Reserva Legal = R$ 57.000,00 (valor que poderia ser constituído)

Como já temos R$ 510.000,00 de reserva legal, somando os R$ 57.000,00,


teríamos R$ 567.000,00. Este valor é inferior ao limite obrigatório de R$
570.000,00, ou seja, ao constituir R$ 57.000,00 de reserva legal estaríamos
dentro do limite.
Portanto, o valor que poderia ser destinado a Reserva Legal, com base no limite
obrigatório, é de R$ 57.000,00.

Prof. Feliphe Araújo 31 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Porém, precisamos ainda calcular o limite facultativo, pois a questão diz que a
empresa adota o menor dos limites para constituição da reserva legal.

2. Limite facultativo da Reserva Legal: a reserva legal poderá deixar de ser


constituída, pela companhia, quando a reserva legal do exercício acrescido do
montante das reservas de capital, exceder de 30% (trinta por cento) do capital
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

social.
Limite facultativo da Reserva Legal = 30% do Capital Social
Limite facultativo da Reserva Legal = 30% x 2.850.000 = R$ 855.000,00
Já temos constituído de reservas:
Reserva Legal + Reservas de capital = 510.000 + 300.000 = R$ 810.000,00
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Portanto, com base no limite facultativo, o valor que poderia ser destinado
a Reserva Legal é de R$ 45.000,00 (855.000,00 - 810.000,00).

Comparando os dois valores possíveis de constituição (57.000,00 e 45.000,00),


o valor a ser acrescido de reserva legal é de 45.000,00, pois é o menor dos
limites possíveis.
Gabarito: Letra E.

14. (FCC/Julgador Administrativo Tributário - SEFAZ PE/2015) A Cia.


Ferro & Aço adquiriu, em 31/12/2012, um equipamento por R$ 600.000,00, à
vista. Na data de aquisição, a vida útil estimada desse equipamento foi 10 anos
e o valor residual estimado em R$ 40.000,00. Em 01/01/2014, a Cia. reavaliou
que a vida útil remanescente era 6 anos e o valor residual reestimado era R$
34.000,00.
Com base nestas informações e sabendo-se que a empresa adota o método das
quotas constantes para o cálculo da depreciação, o valor contábil apresentado
no Balanço Patrimonial da Cia. Ferro & Aço, em 31/12/2014, foi, em reais,
(A) 600.000,00.
(B) 425.000,00.
(C) 440.000,00.
(D) 420.000,00.
(E) 459.000,00.
Resolução:
Método para resolução no dia da prova:

Prof. Feliphe Araújo 32 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

1. Cálculo do valor contábil do equipamento em 31/12/2013:


Custo de aquisição do equipamento em 31/12/2012 = R$ 600.000,00.
Valor residual = R$ 40.000,00.
Valor depreciável = Custo de aquisição – Valor residual
Valor depreciável = 600.000 – 40.000 = R$ 560.000,00.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Vida útil estimada do equipamento = 10 anos


Tempo utilizado = 1 anos (referente ao período de 01/01/13 a 31/12/13)
Depreciação acumulada em 31/12/13 = valor depreciável x tempo utilizado
Prazo de utilização
Depreciação acumulada em 31/12/13 = 560.000 x 1 anos = R$ 56.000,00
10 anos
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

1.1. Valor Contábil apresentado no balanço patrimonial em 31/12/2013:


Valor Contábil Bruto ..........................................600.000,00
(-) Depreciação Acumulada................................(56.000,00)
(-) Perdas estimadas por valor não recuperável....(00.000,00)
= Valor Contábil ...........................................544.000,00

2. Cálculo do valor contábil do equipamento em 31/12/2014:


De acordo com o CPC 26, item 63: Depois do reconhecimento da perda por
desvalorização, a despesa de depreciação, amortização ou exaustão do ativo
deve ser ajustada em períodos futuros para alocar o valor contábil revisado
do ativo, menos seu valor residual (se houver), em base sistemática ao longo
de sua vida útil remanescente.
Pessoal, o valor contábil revisado do ativo é igual ao valor contábil que está
registrado no balanço fechado no final do ano anterior (31/12/2013). Portanto,
o valor contábil revisado do ativo em, 31/12/2013, é igual a 544.000,00.
Valor residual reestimado = R$ 34.000,00
Valor depreciável = Valor contábil revisado – valor residual
Valor depreciável = 544.000 – 34.000 = R$ 510.000,00
Vida útil remanescente = 6 anos
Tempo utilizado = 1 anos (referente ao período de 01/01/14 a 31/12/14)
Despesa de Depreciação em 31/12/14 = valor depreciável x tempo utilizado
Vida útil remanescente

Prof. Feliphe Araújo 33 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Despesa de Depreciação em 31/12/14 = 510.000 x 1 = R$ 85.000,00


6
Depreciação acumulada em 31/12/13 ...............56.000,00
+ Despesa de depreciação em 31/12/14 ...........85.000,00
Depreciação acumulada em 31/12/14 .............141.000,00
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Valor Contábil apresentado no balanço patrimonial, em 31/12/2014:


Valor Contábil Bruto ..........................................600.000,00
(-) Depreciação Acumulada................................(141.000,00)
= Valor Contábil ............................................459.000,00
Gabarito: Letra E.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

15. (FCC/Analista em Gestão – Ciências Contábeis – DPE AM/2018) Uma


empresa obteve um empréstimo no valor de R$ 30.000.000,00 que foi
contratado com taxa de juros compostos de 0,9% ao mês. O empréstimo foi
liberado pela instituição financeira no dia 01/12/2012 e será liquidado em 10
parcelas semestrais de R$ 3.984.418,94, vencendo-se a primeira parcela no dia
01/06/2013. Para a obtenção dos recursos, a empresa incorreu em custos de
transação no valor total de R$ 884.384,29, fazendo com que o custo efetivo da
operação fosse de 1% ao mês.
O valor do saldo contábil líquido apresentado no balanço patrimonial de
31/12/2012 para o passivo relativo ao empréstimo obtido foi, em reais,
(A) 30.300.000,00.
(B) 31.193.228,13.
(C) 30.270.000,00.
(D) 29.406.771,87.
(E) 29.377.656,25.
Resolução:
Sem perder tempo, vamos aplicar o método turbo para resolução no dia da
prova:
O valor dos encargos financeiros é calculado mediante a multiplicação entre o
valor líquido recebido e a taxa de custo efetivo.
1. Assim, o Valor Líquido Recebido (VLR) é igual a:
VLR = Valor do Empréstimo – Custos de Transação
VLR = R$ 30.000.000,00 − R$ 884.384,29 = R$ 29.115.615,71

Prof. Feliphe Araújo 34 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

2. Os encargos financeiros 30 dias após o início de vigência do contrato serão


de:
Encargos Financeiros = Valor Líquido recebido x Taxa de Juros Efetiva
Encargos Financeiros = R$ 29.115.615,71 × 1% = R$ 291.156,16
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

3. O saldo líquido do Passivo (final do 1° mês) apresentado no balanço


patrimonial será igual ao valor líquido recebido adicionado dos encargos
financeiros, deduzida das parcelas pagas de juros ou do principal. Portanto,
temos que:
Valor Líquido do Passivo = Valor Líquido Recebido + Encargos Finan. – Parcela paga

Valor Líquido do Passivo = 29.115.615,71+ 291.156,16 – 0 = R$ 29.406.771,87


Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Como as parcelas do empréstimo são pagas semestralmente e a primeira será


no dia 01/06/2013, em 31/12/2012, não há pagamento de parcela.
Gabarito: D.

16. (FCC/Julgador – SEFAZ – PE/2015) A Cia. Rio Grande adquiriu, em


31/12/2013, 30% das ações da Cia. Rio Sul por R$ 3.000.000,00 à vista.
Na data da aquisição, o Patrimônio Líquido contábil da Cia. Rio Sul era R$
5.000.000,00 e o valor justo líquido dos ativos e passivos identificáveis dessa
Cia. era R$ 6.000.000,00, sendo a diferença decorrente da variação entre o
valor contabilizado pelo custo e o valor justo de um terreno.
No período de 01/01/2014 a 31/12/2014, a Cia. Rio Sul reconheceu as seguintes
mutações em seu Patrimônio Líquido:
− Lucro líquido de 2014: R$ 300.000,00
− Pagamento de dividendos: R$ 100.000,00
Com base nestas informações, o valor reconhecido em Investimentos em
Coligadas, no Balanço Patrimonial individual da Cia. Rio Grande, em
31/12/2014, foi, em reais,
(A) 3.060.000,00.
(B) 1.560.000,00.
(C) 3.090.000,00.
(D) 1.590.000,00.
(E) 1.890.000,00.
Resolução:
Investidora: Cia. Rio Grande

Prof. Feliphe Araújo 35 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Investida: Cia. Rio Sul


Em 31/12/2013:
1. Cálculo do Valor patrimonial do investimento:
PL a valor contábil ................................................. 5.000.000
(x) % de participação no capital da investida ................. x 30%
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

= Valor de patrimonial do investimento .................... 1.500.000

2. Valor pago na aquisição do investimento = R$ 3.000.000,00

3. Cálculo do Valor justo do investimento:


PL a valor justo .................................................... 6.000.000
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

(x) % de participação no capital da investida ................ x 30%


= Valor justo do investimento ................................ 1.800.000

4. Mais-Valia = Valor Justo do investimento − Valor patrimonial do investimento


Mais-Valia = 1.800.000 − 1.500.000 = R$ 300.000,00

5. Goodwill = Valor Pago na Aquisição − Valor Justo


Goodwill = 3.000.000 − 1.800.000 = R$ 1.200.000
Registro contábil:
D - Investimento em Coligada − Valor patrimonial .............. 1.500.000
D - Investimento em Coligada − Mais-valia .......................... 300.000
D - Investimento em Coligada – Goodwill .......................... 1.200.000
C – Caixa ...................................................................... 3.000.000

Pessoal, no balanço, pode aparecer apenas o valor do investimento, sem a Mais


Valia e o Goodwill:
Investimento em Coligada .......... 3.000.000,00

Reconhecimento das mutações ocorridas no PL durante o ano de 2014:


6. O cálculo do Resultado de Equivalência Patrimonial aumenta o saldo da conta
Investimento, conforme cálculo abaixo:
Lucro líquido: R$ 300.000,00

Prof. Feliphe Araújo 36 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

D - Investimento em Coligada
C - Receita de Equivalência Patrimonial .............. 90.000 (300.000 x 30%)

7. A distribuição de dividendos diminui o saldo da conta Investimento, conforme


cálculo abaixo:
Pagamento de dividendos: R$ 100.000,00
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

D - Dividendos a receber
C - Investimento em Coligada .............. 30.000 (100.000 x 30%)

Pessoal, observem que o enunciado diz pagamento de dividendos. Assim, no


lançamento acima, o débito poderia ter sido realizado na conta “caixa” ou
“bancos”.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

8. Após os registros, vamos calcular o valor evidenciado como Investimentos


em Coligadas, no Balanço Patrimonial individual da Cia. Rio Grande, em
31/12/2014:
Valor dos investimentos em Coligada em 31/12/2013 = R$ 3.000.000,00
Valor dos investimentos em Coligada em 31/12/2014 = 3.000.000,00 + 90.000
(lançamento 6) - 30.000 (lançamento 7)
Valor dos investimentos em Coligada em 31/12/2014 = R$ 3.060.000,00

Método turbo para resolução no dia da prova:


1. Valor de patrimonial do investimento = 30% x 5.000.000 = R$ 1.500.000,00
2. Valor justo do investimento = 30% x 6.000.000 = R$ 1.800.000,00
3. Valor pago na aquisição do investimento = R$ 3.000.000,00

Como o valor pago é maior que o valor justo, o valor reconhecido em


Investimentos em Coligadas é igual a R$ 3.000.000,00.
Como esse investimento é avaliado pelo método de equivalência patrimonial,
temos as seguintes informações:
4. O Lucro Líquido aumenta o saldo da conta Investimento na investidora
proporcionalmente a participação no capital social.
5. A distribuição de dividendos diminui o saldo da conta Investimento na
investidora proporcionalmente a participação no capital social.
Portanto, o valor reconhecido em Investimentos em Coligadas, no Balanço
Patrimonial individual da Cia. Rio Grande, em 31/12/2014, foi, em reais, de:
Investimentos = Custo de aquisição + 30% x (Lucro – Dividendos)

Prof. Feliphe Araújo 37 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Investimentos = 3.000.000 + 30% x (300.000 – 100.000)


Investimentos = R$ 3.060.000,00
Gabarito: Letra A.

17. (FCC/Analista Judiciário – Contabilidade – TRT 24ª/2017) A empresa


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Eficiência S.A. tem previsto em seu Estatuto dividendos obrigatórios de 25% do


lucro. A Empresa apurou R$ 1.000.000,00 de lucro base de cálculo do dividendo.
A empresa está propondo a distribuição de R$ 300.000,00. Dessa forma, deve
a empresa Eficiência S.A. registrar:
(A) R$ 300.000,00 como dividendos a pagar no passivo circulante.
(B) R$ 250.000,00 como dividendos a pagar no passivo circulante e R$
50.000,00 como dividendos a pagar no passivo exigível a longo prazo.
(C) R$ 300.000,00 como dividendos a distribuir em conta redutora da Reserva
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

de Lucros.
(D) R$ 300.000,00 como dividendos a distribuir em conta de redutora da
Reserva de Lucros a Realizar.
(E) R$ 250.000,00 como dividendos a pagar no passivo circulante e R$
50.000,00 como conta do patrimônio líquido – dividendo adicional proposto.
Resolução:
Os dividendos obrigatórios são classificados no passivo circulante como
dividendos a pagar.
Dividendos obrigatórios = 25% x 1.000.000 = R$ 250.000,00
Já eliminamos as letras A, C e D.

O valor proposto a distribuir de dividendos que ultrapassar os dividendos


obrigatórios é classificado como dividendo adicional proposto, podendo ser
contabilizados ou não:

declarados após o período contábil:


não são contabilizados, sendo apenas
divulgados em Nota Explicativa
Dividendos Adicionais
declarados antes do período contábil:
ficam no Patrimônio Líquido, até a
aprovação pela Assembleia, quando
são transferidos para o Passivo

* Os dividendos adicionais, independente se declarados antes ou após o


período contábil, não ficam contabilizados no Passivo.

Prof. Feliphe Araújo 38 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Não há informação no enunciado sobre o momento da declaração dos


dividendos adicionais. Porém, é possível resolver a questão, uma vez que os R$
50.000,00 (300.000 – 250.000) de dividendos adicionais, conforme alternativas
B e E, foi classificado no passivo ou PL. Ou seja, os dividendos adicionais foram
declarados antes do período contábil, logo, os R$ 50.000,00 são classificados
no patrimônio líquido – dividendo adicional proposto.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Portanto, o gabarito é a letra E.

Como forma de revisar, vamos verificar como fica o lançamento de cada


operação:
Lançamento dos dividendos obrigatórios:
D – Lucros Acumulados (patrimônio líquido) ................ R$ 250.000,00
C – Dividendos a Pagar (passivo circulante) ................. R$ 250.000,00
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Lançamento dos dividendos adicionais:


D – Lucros Acumulados (patrimônio líquido) ................ R$ 50.000,00
C – Dividendos Adicionais (patrimônio líquido) ............. R$ 50.000,00
Gabarito: Letra E.

18. (FCC/Analista Judiciário - Contabilidade – TRE - SP/2017) Um dos


mais importantes títulos do mercado financeiro são as debêntures. Com elas,
as empresas podem se financiar de acordo com o fluxo de caixa que melhor se
adeque à sua estratégia de financiamento. As empresas podem emitir
debêntures com prêmio, ou seja, valores recebidos na emissão de debêntures
acima do valor nominal determinado para a liquidação desses valores
mobiliários. De acordo com a legislação vigente, esse prêmio é tratado como
(A) Prêmio a amortizar, no patrimônio líquido.
(B) Receita financeira, no resultado do período.
(C) Reserva de capital, no patrimônio líquido.
(D) Prêmio a amortizar, no passivo.
(E) Custos a amortizar, como redutora de passivo.
Resolução:
Com o advento da Lei n° 11.638/07 e 11.941/09, o prêmio recebido na emissão
de debêntures passou a ser registrado como um resultado não realizado
(receitas diferidas), no grupo passivo não circulante, para ser apropriado
como receita, conforme o regime de competência, na mesma base em que são
apropriados os juros (despesas) das debêntures.

Prof. Feliphe Araújo 39 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Assim, de acordo com a legislação vigente, esse prêmio é tratado como Prêmio
a amortizar, no passivo.
Gabarito: Letra D.

19. (FCC/Auditor Fiscal - SEFAZ SC/2018) Sobre Ativos Intangíveis,


considere:
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

I. Os gastos incorridos com pesquisa devem ser reconhecidos como ativo em


desenvolvimento, uma vez que gerarão benefícios futuros para a entidade.
II. O ágio derivado da expectativa de rentabilidade futura gerado internamente
não deve ser reconhecido como ativo.
III. Um ativo intangível com vida útil definida deve ser reconhecido inicialmente
pelo custo, deve ser amortizado e não está sujeito ao teste de redução ao valor
recuperável, existindo ou não qualquer indicação de redução ao valor
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

recuperável. IV. Um ativo intangível com vida útil indefinida deve ser
reconhecido inicialmente pelo custo, não sofre amortização e está sujeito ao
teste de redução ao valor recuperável anualmente, existindo ou não qualquer
indicação de redução ao valor recuperável.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) I e III.
(B) I, II e III.
(C) II e IV.
(D) I, II e IV.
(E) III e IV.
Resolução:
Vamos analisar cada item:
I. Incorreto. Gastos com pesquisa são despesas.
II. Correto. Goodwill gerado internamente não pode ser contabilizado como
ativo.
III. Incorreto. O ativo intangível com vida útil definida ou indefinida está sujeito
ao teste de recuperabilidade.
IV. Correto. Ativo intangível com vida útil indefinida não deve ser amortizado,
mas está sujeito ao teste de recuperabilidade anualmente, existindo ou não
qualquer indicação de redução ao valor recuperável. A sua mensuração inicial é
pelo custo.
Gabarito: C.

Prof. Feliphe Araújo 40 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

20. (FCC/Analista Judiciário - Contabilidade – TRE - SP/2017) A Cia.


Jericoacoara S. A. apresentava os seguintes valores em seu balanço
patrimonial:
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Com base nas informações acima, o índice de


Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

(A) liquidez geral é igual a 0,85.


(B) composição do endividamento é igual 39%.
(C) endividamento em relação ao PL é igual a 100%.
(D) imobilização do PL é igual a 2.
(E) liquidez corrente é igual a 1,5.
Resolução:
Vamos calcular cada índice:
a) correto. Liquidez Geral = Ativo Circulante + AÑC Realizável a Longo Prazo
Passivo Circulante + Passivo Não Circulante
Liquidez Geral = 1.300 + 400 = 1.700 = 0,85
1.300 + 700 2.000
b) incorreto.
Composição do endividamento = Passivo Circulante = 1.300 = 0,65 = 65%
Passivo Exigível 2.000
Passivo Exigível (PE) = PC + PNC = 1.300 + 700 = 2.000
c) incorreto.
Endividamento em relação ao PL (ou Grau de Endividamento) = PE
PL
Endividamento em relação ao PL = 2.000 = 1,538 = 153,8%
1.300
d) incorreto.
Imobilização do PL = AÑC (Investimentos + Intangível + Imobilizado)
Patrimônio Líquido

Prof. Feliphe Araújo 41 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Imobilização do PL = 400 + 1.200 = 1.600 = 1,23


1.300 1.300

e) incorreto.
Liquidez Corrente = Ativo Circulante = 1.300 = 1
Passivo Circulante 1.300
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Gabarito: Letra A.

Se você foi mal nesta aula, não se preocupe. Iremos mostrar como a
FCC cobra as questões de Contabilidade Geral, incluindo as de Análise
de Balanços, de modo que, ao final do curso, você vai ter dominado
todos os assuntos cobrados pela banca.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Prof. Feliphe Araújo 42 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

3 – Lista de exercícios

01. (FCC/Auditor Fiscal – SEFAZ SC/2018) A Cia. Produtos Naturais


apresentou no Balanço Patrimonial publicado em 31/12/2016 o saldo total de
R$ 470.000,00 na conta de Provisões, cuja composição era a seguinte:
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

No final de 2017, a empresa reavaliou a situação dos processos a que estava


respondendo em 2016 e identificou quatro novos processos judiciais surgidos
em 2017. As informações sobre os diversos processos, em 31/12/2017, são
apresentadas na tabela a seguir:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Com base nas informações fornecidas, o saldo apresentado como Provisões, no


Balanço Patrimonial da Cia. Produtos Naturais de 31/12/2017, foi, em reais,
(A) 500.000,00.
(B) 780.000,00.
(C) 530.000,00.
(D) 520.000,00.
(E) 550.000,00.

02. (FCC/Analista em Gestão – Ciências Contábeis – DPE AM/2018) A


Cia. Bana & Lara apresentava, em 31/12/2016, os seguintes saldos em algumas
contas contábeis, com valores em reais:
Compras de mercadorias ........................................................... 15.000,00
Estoque inicial de mercadorias .................................................... 35.000,00
Receita de vendas .................................................................... 64.000,00
Devolução de vendas .................................................................. 4.500,00

Prof. Feliphe Araújo 43 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Estoque final de mercadorias ...................................................... 20.500,00


Comissões de vendas ................................................................. 7.000,00
Devolução de compras ................................................................ 4.000,00
Despesas financeiras ................................................................... 2.000,00
Impostos sobre vendas ................................................................ 9.000,00
Frete sobre vendas ..................................................................... 3.000,00
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Com base nestas informações, o custo das mercadorias vendidas e o lucro bruto
foram, respectivamente, em reais,
(A) 28.500,00 e 18.000,00.
(B) 25.500,00 e 15.000,00.
(C) 25.500,00 e 18.000,00.
(D) 25.500,00 e 25.000,00.
(E) 28.500,00 e 25.000,00.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

03. (FCC/Auditor Fiscal – SEFAZ-GO /2018) A Cia. Renovável adquiriu um


equipamento, em 01/01/2016, por R$ 5.000.000,00 à vista. Na data da
aquisição, a Cia. estimou a vida útil do equipamento em 8 anos e valor residual,
no final do prazo de utilização, de R$ 800.000,00. O equipamento é utilizado de
forma contínua e a Cia. utiliza o método das cotas constantes para o cálculo da
depreciação. Em 01/01/2017, a Cia. Renovável reavaliou a vida útil
remanescente do equipamento para 5 anos e o valor residual para R$
500.000,00.
Em 31/12/2017, a Cia. Renovável vendeu este equipamento por R$
3.100.000,00 à vista. O resultado apurado em 2017 com a venda do
equipamento foi, em reais,
(A) 100.000,00, positivo.
(B) 560.000,00, negativo.
(C) 400.000,00, negativo.
(D) 580.000,00, negativo.
(E) 80.000,00, negativo.

04. (FCC/Analista Judiciário – Contabilidade – TRT 24ª/2017) A empresa


Pássaro Azul S.A. foi constituída em 1 janeiro de 2017 para comercialização de
cereais pela internet. A sociedade é formada por quatro acionistas que se
comprometeram a integralizar sua parcela de capital social, da seguinte forma:

Prof. Feliphe Araújo 44 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Na empresa Pássaro Azul S.A., o


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

(A) imóvel do Acionista 1 foi contabilizado como propriedade para investimento


e o valor entregue pelo Acionista 2 foi contabilizado no caixa.
(B) compromisso de integralização do Acionista 4 foi contabilizado no passivo
circulante e o imóvel do Acionista 3 foi contabilizado no imobilizado.
(C) imóvel do Acionista 3 foi contabilizado no imobilizado e o imóvel do Acionista
1 foi contabilizado como propriedade para investimento.
(D) valor entregue pelo Acionista 2 foi contabilizado no caixa e o compromisso
de integralização do Acionista 4 foi contabilizado como passivo não circulante.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

(E) compromisso assumido pelo Acionista 4 foi contabilizado no patrimônio


líquido e o imóvel entregue pelo Acionista 1 foi contabilizado no ativo
imobilizado.

05. (FCC/Analista – Contabilidade – ManausPrev/2015) Sobre as


características qualitativas fundamentais da informação contábil-financeira,
considere:
I. Informação contábil-financeira relevante é aquela capaz de fazer diferença
nas decisões que possam ser tomadas pelos usuários.
II. Comparabilidade, verificabilidade, tempestividade e materialidade são
características qualitativas que melhoram a utilidade da informação que é
relevante e que é representada com fidedignidade.
III. Comparabilidade refere-se ao uso dos mesmos métodos para os mesmos
itens, tanto de um período para outro considerando a mesma entidade que
reporta a informação, quanto para um único período entre entidades.
IV. Verificabilidade significa que diferentes observadores, cônscios e
independentes, podem chegar a um consenso, embora não cheguem
necessariamente a um completo acordo, quanto ao retrato de uma realidade
econômica em particular ser uma representação fidedigna.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) III e IV.
(B) I, III e IV.
(C) I e II.
(D) II e III.

Prof. Feliphe Araújo 45 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(E) I e IV.

06. (FCC/Analista Executivo – Contador – SEGEP MA/2018) A Cia. Sem


Caixa apresentou a seguinte Demonstração do Resultado referente ao ano de
2017:
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Com base nos valores apresentados acima, para a elaboração da Demonstração


dos Fluxos de Caixa pelo Método Indireto, o valor do Lucro Líquido Ajustado
para determinação do Fluxo de Caixa das Atividades Operacionais, sem
considerar os efeitos das variações do capital circulante, é, em reais,
(A) 105.000,00.
(B) 110.000,00.
(C) 125.000,00.
(D) 100.000,00.
(E) 85.000,00.

07. (FCC/Analista - Contadoria – TRF 3ª Região/2016) A empresa Tiro


Certo S.A. realizou, no dia 01/12/2013, vendas de mercadorias no valor total
de R$ 2.331.000,00, sendo que R$ 1.000.000,00 foram recebidos à vista e o
restante para ser recebido integralmente em 01/12/2015. Na data da venda a
empresa estava praticando, para as suas vendas a prazo, a taxa de juros de
0,797% ao mês que corresponde a 10% ao ano e a 21% em 2 (dois) anos.
Na Demonstração do Resultado do ano de 2013 a empresa reconheceu,
exclusivamente em relação às vendas efetuadas em 01/12/2013:
(A) Receita de Vendas no valor de R$ 2.331.000,00, apenas.
(B) Receita de Vendas no valor de R$ 2.100.000,00, apenas.
(C) Receita de Vendas no valor de R$ 2.100.000,00 e Receita Financeira no
valor de R$ 16.737,00.

Prof. Feliphe Araújo 46 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(D) Receita de Vendas no valor de R$ 2.331.000,00 e Receita Financeira no


valor de R$ 18.578,00.
(E) Receita de Vendas no valor de R$ 2.100.000,00 e Receita Financeira no valor
de R$ 8.767,00.

08. (FCC/Auditor Fiscal – ISS Teresina/2016) No dia 30/04/2015, a


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

empresa Sempre Comprando S.A. adquiriu 80% das ações da empresa


Perspectiva S.A. por R$ 80.000.000,00 e passou a deter controle sobre esta. O
valor pago corresponde a 80% do valor justo líquido dos ativos e passivos
adquiridos pela empresa Sempre Comprando S.A. No ano de 2015, a empresa
Perspectiva S.A. apurou um lucro líquido de R$ 24.000.000,00. Os valores
evidenciados no Balanço Patrimonial de 31/12/2015 e na Demonstração do
Resultado do ano de 2015, nas demonstrações contábeis individuais da empresa
Sempre Comprando S.A., foram, respectivamente, em reais,
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

(A) Investimentos = 80.000.000,00 e Resultado de Participação Societária = 0.


(B) Dividendos a Receber = 19.200.000,00 e Resultado de Participação
Societária = 19.200.000,00.
(C) Investimentos = 99.200.000,00 e Resultado de Participação Societária =
19.200.000,00.
(D) Dividendos a Receber = 24.000.000,00 e Resultado de Participação
Societária = 24.000.000,00.
(E) Investimentos = 104.000.000,00 e Resultado de Participação Societária =
24.000.000,00.

09. (FCC/Analista Judiciário - Contabilidade – TRE - SP/2017) A empresa


Manequim Challenger S.A. fez uma aplicação financeira em 30/11/2016,
adquirindo um título no mercado financeiro no valor de R$ 5.000,00, que
remunera à taxa de 10% ao mês. Este título, conforme orientação da
controladoria da empresa, foi classificado na data da aquisição como “mantido
até o vencimento” e o seu valor de mercado 30 dias após a sua aquisição era
R$ 5.450,00. De acordo com estas informações, em 30/12/2016, a empresa
reconheceu
(A) receita financeira no valor de R$ 450,00 e ajustes de avaliação patrimonial,
no patrimônio líquido, no valor de R$ 50,00 (saldo credor).
(B) no patrimônio líquido, em ajustes de avaliação patrimonial, o valor de R$
500,00.
(C) receita financeira no valor de R$ 500,00.
(D) receita financeira no valor de R$ 450,00.

Prof. Feliphe Araújo 47 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(E) receita financeira no valor de R$ 500,00 e ajustes de avaliação patrimonial,


no patrimônio líquido, no valor de R$ 50,00 (saldo devedor).

10. (FCC/Contador – ARSETE – Prefeitura de Teresina/2016) A Cia.


Investidora possuía, em 31/12/2015, em seu Balanço Patrimonial, um ativo
intangível com vida útil indefinida (ágio derivado de expectativa de rentabilidade
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

futura), cujo valor contábil era R$ 250.000,00, composto por:


− Valor de custo: R$ 350.000,00.
− Perda por desvalorização reconhecida (em 2014): R$ 100.000,00
Antes de encerrar o exercício social de 2015, a empresa realizou o Teste de
Recuperabilidade do Ativo e obteve as seguintes informações:
− Valor em uso: R$ 280.000,00.
− Valor justo líquido das despesas de venda: R$ 240.000,00.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Com base nas informações acima, o valor contábil apresentado no Balanço


Patrimonial da Cia. Investidora, em 31/12/2015, para este ativo foi, em reais,
(A) 210.000,00.
(B) 250.000,00.
(C) 280.000,00.
(D) 240.000,00.
(E) 350.000,00.

11. (FCC/Auditor Fiscal - SEFAZ - PI/2015) Uma empresa, sociedade de


capital aberto, apurou lucro líquido de R$ 80.000.000,00 referente ao ano de
2013 e a seguinte distribuição foi realizada no final daquele ano:
− valor correspondente a 5% do Lucro Líquido foi destinado à constituição
da Reserva Legal.
− o valor de R$ 6.000.000,00 foi destinado à constituição da Reserva
Estatutária.
− o valor de R$ 20.000.000,00 foi destinado à constituição da Reserva
para Expansão.
− o saldo remanescente do Lucro Líquido de 2013 não tem destinação
específica e o estatuto da empresa estabelece que o valor dos dividendos
mínimos obrigatórios corresponde a 20% do Lucro Líquido de cada período
deduzido dos valores correspondentes à Reserva Legal e à Reserva Estatutária
constituídas.

Prof. Feliphe Araújo 48 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Sabendo-se que não ocorreu nenhum outro evento que tenha afetado o
Patrimônio Líquido da empresa em 2013, a variação positiva no valor total do
Patrimônio Líquido da empresa de 31/12/2012 para 31/12/2013 foi, em reais,
(A) 30.000.000,00.
(B) 0,00 (zero).
(C) 80.000.000,00.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

(D) 50.000.000,00.
(E) 66.000.000,00.

12. (FCC/Julgador Administrativo Tributário - SEFAZ-PE/2015) A


empresa Patentes & Cia. possuía, em 31/12/2014, um ativo intangível com vida
útil indefinida, cujo valor contábil de R$ 420.000,00 apresentava a seguinte
composição:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

− Custo de aquisição: R$ 480.000,00.


− Perda por desvalorização reconhecida em 2013: R$ 60.000,00
Em 31/12/2014, antes de encerrar o exercício social do ano, a empresa realizou
o Teste de Recuperabilidade do Ativo (Impairment) e obteve as seguintes
informações:
− Valor em uso: R$ 370.000,00.
− Valor justo líquido de despesas de venda: R$ 400.000,00.
Com base nestas informações, o valor contábil apresentado no Balanço
Patrimonial da empresa Patentes & Cia., em 31/12/2014, foi, em reais,
(A) 420.000,00.
(B) 400.000,00.
(C) 370.000,00.
(D) 480.000,00.
(E) 390.000,00.

13. (FCC/Analista de Controle Externo – TCE – CE/2015) A empresa Tudo


Novo S.A. apresentava, em 31/12/2013, os seguintes saldos para as contas
que compõem seu Patrimônio Líquido, antes da incorporação do lucro líquido
do ano de 2013 e da sua distribuição:
Conta R$
Capital Social 2.850.000,00
Reservas de Capital 300.000,00
Reserva Legal 510.000,00

Prof. Feliphe Araújo 49 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

Reservas para Expansão 300.000,00


Reservas de Lucros a Realizar 120.000,00
Total 4.080.000,00

O resultado obtido pela empresa em 2013, antes da dedução dos impostos,


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

foi R$ 1.500.000,00 e o lucro líquido foi R$ 1.140.000,00.


A empresa adota como política constituir a Reserva Legal até o menor dos
limites permitidos pela Lei n° 6.404/1976 e alterações posteriores.
O valor acrescido à conta Reserva Legal no final de 2013 foi, em reais,
(A) 75.000,00.
(B) 57.000,00.
(C) 60.000,00.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

(D) 0,00.
(E) 45.000,00.

14. (FCC/Julgador Administrativo Tributário - SEFAZ PE/2015) A Cia.


Ferro & Aço adquiriu, em 31/12/2012, um equipamento por R$ 600.000,00, à
vista. Na data de aquisição, a vida útil estimada desse equipamento foi 10 anos
e o valor residual estimado em R$ 40.000,00. Em 01/01/2014, a Cia. reavaliou
que a vida útil remanescente era 6 anos e o valor residual reestimado era R$
34.000,00.
Com base nestas informações e sabendo-se que a empresa adota o método das
quotas constantes para o cálculo da depreciação, o valor contábil apresentado
no Balanço Patrimonial da Cia. Ferro & Aço, em 31/12/2014, foi, em reais,
(A) 600.000,00.
(B) 425.000,00.
(C) 440.000,00.
(D) 420.000,00.
(E) 459.000,00.

15. (FCC/Analista em Gestão – Ciências Contábeis – DPE AM/2018) Uma


empresa obteve um empréstimo no valor de R$ 30.000.000,00 que foi
contratado com taxa de juros compostos de 0,9% ao mês. O empréstimo foi
liberado pela instituição financeira no dia 01/12/2012 e será liquidado em 10
parcelas semestrais de R$ 3.984.418,94, vencendo-se a primeira parcela no dia
01/06/2013. Para a obtenção dos recursos, a empresa incorreu em custos de

Prof. Feliphe Araújo 50 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

transação no valor total de R$ 884.384,29, fazendo com que o custo efetivo da


operação fosse de 1% ao mês.
O valor do saldo contábil líquido apresentado no balanço patrimonial de
31/12/2012 para o passivo relativo ao empréstimo obtido foi, em reais,
(A) 30.300.000,00.
(B) 31.193.228,13.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

(C) 30.270.000,00.
(D) 29.406.771,87.
(E) 29.377.656,25.

16. (FCC/Julgador – SEFAZ – PE/2015) A Cia. Rio Grande adquiriu, em


31/12/2013, 30% das ações da Cia. Rio Sul por R$ 3.000.000,00 à vista.
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Na data da aquisição, o Patrimônio Líquido contábil da Cia. Rio Sul era R$


5.000.000,00 e o valor justo líquido dos ativos e passivos identificáveis dessa
Cia. era R$ 6.000.000,00, sendo a diferença decorrente da variação entre o
valor contabilizado pelo custo e o valor justo de um terreno.
No período de 01/01/2014 a 31/12/2014, a Cia. Rio Sul reconheceu as seguintes
mutações em seu Patrimônio Líquido:
− Lucro líquido de 2014: R$ 300.000,00
− Pagamento de dividendos: R$ 100.000,00
Com base nestas informações, o valor reconhecido em Investimentos em
Coligadas, no Balanço Patrimonial individual da Cia. Rio Grande, em
31/12/2014, foi, em reais,
(A) 3.060.000,00.
(B) 1.560.000,00.
(C) 3.090.000,00.
(D) 1.590.000,00.
(E) 1.890.000,00.

17. (FCC/Analista Judiciário – Contabilidade – TRT 24ª/2017) A empresa


Eficiência S.A. tem previsto em seu Estatuto dividendos obrigatórios de 25% do
lucro. A Empresa apurou R$ 1.000.000,00 de lucro base de cálculo do dividendo.
A empresa está propondo a distribuição de R$ 300.000,00. Dessa forma, deve
a empresa Eficiência S.A. registrar:
(A) R$ 300.000,00 como dividendos a pagar no passivo circulante.

Prof. Feliphe Araújo 51 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(B) R$ 250.000,00 como dividendos a pagar no passivo circulante e R$


50.000,00 como dividendos a pagar no passivo exigível a longo prazo.
(C) R$ 300.000,00 como dividendos a distribuir em conta redutora da Reserva
de Lucros.
(D) R$ 300.000,00 como dividendos a distribuir em conta de redutora da
Reserva de Lucros a Realizar.
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

(E) R$ 250.000,00 como dividendos a pagar no passivo circulante e R$


50.000,00 como conta do patrimônio líquido – dividendo adicional proposto.

18. (FCC/Analista Judiciário - Contabilidade – TRE - SP/2017) Um dos


mais importantes títulos do mercado financeiro são as debêntures. Com elas,
as empresas podem se financiar de acordo com o fluxo de caixa que melhor se
adeque à sua estratégia de financiamento. As empresas podem emitir
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

debêntures com prêmio, ou seja, valores recebidos na emissão de debêntures


acima do valor nominal determinado para a liquidação desses valores
mobiliários. De acordo com a legislação vigente, esse prêmio é tratado como
(A) Prêmio a amortizar, no patrimônio líquido.
(B) Receita financeira, no resultado do período.
(C) Reserva de capital, no patrimônio líquido.
(D) Prêmio a amortizar, no passivo.
(E) Custos a amortizar, como redutora de passivo.

19. (FCC/Auditor Fiscal - SEFAZ SC/2018) Sobre Ativos Intangíveis,


considere:
I. Os gastos incorridos com pesquisa devem ser reconhecidos como ativo em
desenvolvimento, uma vez que gerarão benefícios futuros para a entidade.
II. O ágio derivado da expectativa de rentabilidade futura gerado internamente
não deve ser reconhecido como ativo.
III. Um ativo intangível com vida útil definida deve ser reconhecido inicialmente
pelo custo, deve ser amortizado e não está sujeito ao teste de redução ao valor
recuperável, existindo ou não qualquer indicação de redução ao valor
recuperável. IV. Um ativo intangível com vida útil indefinida deve ser
reconhecido inicialmente pelo custo, não sofre amortização e está sujeito ao
teste de redução ao valor recuperável anualmente, existindo ou não qualquer
indicação de redução ao valor recuperável.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) I e III.
(B) I, II e III.

Prof. Feliphe Araújo 52 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

(C) II e IV.
(D) I, II e IV.
(E) III e IV.

20. (FCC/Analista Judiciário - Contabilidade – TRE - SP/2017) A Cia.


Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

Jericoacoara S. A. apresentava os seguintes valores em seu balanço


patrimonial:
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Com base nas informações acima, o índice de


(A) liquidez geral é igual a 0,85.
(B) composição do endividamento é igual 39%.
(C) endividamento em relação ao PL é igual a 100%.
(D) imobilização do PL é igual a 2.
(E) liquidez corrente é igual a 1,5.

Prof. Feliphe Araújo 53 de 54


www.exponencialconcursos.com.br
Curso: Contabilidade
Resumo + Questões comentadas
Prof. Feliphe Araújo

4 - GABARITO

1 D 6 D 11 E 16 A
2 D 7 E 12 B 17 E
3 D 8 C 13 E 18 D
Direitos autorais reservados (Lei 9610/98). Proibida a reprodução, venda ou compartilhamento deste arquivo. Uso individual.

4 E 9 C 14 E 19 C
5 E 10 B 15 D 20 A
Cópia registrada para Samuel Wolf (CPF: 029.693.303-18)

Prof. Feliphe Araújo 54 de 54


www.exponencialconcursos.com.br