Você está na página 1de 53

Constelação

Familiar para
iniciantes
Recebam as boas
vindas dos
Psicólogos e
Trainers em
Constelação
Familiar
Sonia Onuki e
João Bastos.

Sonia Onuki João Bastos


Autora do livro Constelador Facilitador
Constelação Familiar
Buzz Editora
Nós que fazemos o FOR BERND queremos que esse curso, de
Constelação Familiar Onukisan para Iniciantes, abra uma janela para que
você possa ver o que é o mundo sistêmico.

Consideramos que no processo de autoconhecimento e de uma sólida


formação profissional, a introdução é parte fundamental, pois é ela
quem motiva o iniciante a ir em frente, virar a página e se interessar pelo
trabalho como um
todo.

É um convite para ir além de e através de Bert Hellinger.


Navegaremos pela história do criador da Constelação Familiar Sistêmica.
Veremos quem foram os precursores, os primeiros passos da criação,
permeando pela teoria geral.

Complementamos falando de novos mestres e mostraremos como


funciona na prática essa dinâmica relacional.
UM FÓRUM DO NORDESTE
PARA O MUNDO
Um espaço para ensinar e aprender através do Fórum de Competências
no Nordeste do Brasil, denominado FOR BERND. Criado e idealizado
para ser reproduzido em outras regiões do Brasil e do mundo.

Este fórum vem honrar a idealização do nosso Mentor e Mestre Bernd


Isert, que nos ensinou a ir além da formação tradicional, crescer
continuamente, trabalhar orientados à solução interdisciplinar e de
forma consistentemente humanista, abrindo oportunidades e criando
multiplicadores.

O grande diferencial dos Cursos de Formação Onukisan é seu caráter


prático e aplicativo conforme nos foi orientado por Bernd Isert e
implementado pela orientadora pedagógica Sonia Onuki. A teoria vem
acompanhada da prática imediata.
Estávamos em Outubro de 2016 e a despeito de todos os avisos e
conselhos em contrário decidimos fazer o impensável para muitos,
trazer para o Nordeste um evento Internacional num formato
diferenciado e exclusivo, o MINI CAMP do METAFORUM do alemão
Bernd Isert.

Devo dizer, fomos muito ousados, foram muitos desafios. Até as últimas
semanas estávamos em campanha para que o evento desse certo para
honrar a amizade e o compromisso de sociedade dessa empreitada que
Sonia Onuki e Anne K de João Pessoa, fizeram com o visionário Bernd.

Foi preciso arregaçar as mangas, respirar fundo e ir em busca


dos parceiros que tem laços de confiança na prestação de
serviços ofertados pelo Instituto Onukisan ao longo da sua
existência.
Bernd trazia consigo além do seu fantástico trabalho sobre a LINGUAGEM
DA MUDANÇA, o PENSAMENTO SISTÊMICO COMPLEXO com a
Internacional Cornélia Benesch Bonenkamp. Nossa responsabilidade ficou
gigantesca, mas não iríamos desistir.

O sonho se tornou realidade.


Nos dias 26 e 27 de novembro de 2016, Maceió foi contemplada com uma
presença ilustre e Internacional, o Alemão Bernd Isert. Carismático,
Inteligente, Desafiador e Grande Mestre, pai do Coaching Sistêmico
Integrativo, das Constelações com bonecos e amigo pessoal de Sonia
Onuki.

Percebam que incrível sintonia!


 Nós quatro chegamos ao evento
com a camiseta rosa!

João Bastos, Anne K., Sonia Onuki e Bernd Isert.


Quis o destino que o mestre Bernd Isert tivesse essa jornada como sua
última iniciativa nesse plano da existência e indo para a África, de lá nos
deixou.  Foi, realmente, um “baque” para nós.

O plano de desenvolvimento dos eventos Internacionais no Nordeste que o


mestre Bernd traçou com Sonia Onuki e Anne K., ele não poderia realizar.  

Eu e Sonia nos olhamos e parecia que podíamos ver no olhar um do outro


qual seria a nossa decisão, o sonho de Bernd não poderia morrer, seu
legado seria levado adiante. Fomos visitar seu túmulo na Alemanha e lá nós
prometemos isso a ele.

Recebemos de herança a missão


de sermos formadores. Bernd, sua
grandeza não será esquecida,
como você dizia:
“As soluções estão a espreita em
todos os lugares"
Ao voltar criamos o FORBERND® Internacional de Competências em sua
homenagem e para mantermos sua chama viva, sempre honrando o mestre
entre nossos alunos.

O Instituto Onukisan lançou oficialmente entre os dias 29, 30 e 31 de maio de


2017 no Bistrô Petit Sucré, o Fórum de Desenvolvimento de Competências
FORBERND®, uma formação intensiva de nível internacional.

Sonia Onuki e João Bastos, diretores do Instituto, receberam membros da


imprensa, formadores de opinião, psicólogos, advogados, empresários e
parceiros, com o propósito de apresentar o evento e difundir a metodologia de
Imersão com um projeto pioneiro de Educação Continuada que inclui aulas em
Ead, Oficinas Sistêmicas, Supervisão online e um programa de Trainées,
direcionada para as mais diversas áreas do ensino e conhecimento.
Estavam presentes no FORBERND®  a imprensa,
trainers, parceiros, convidados do Instituto Onukisan.
Desde então temos multiplicado seu conhecimento contando hoje com
nossos formandos, em Especial em Constelação Familiar e Pensamento
Sistêmico Complexo, ministrado pela nossa mestre Cornélia
Bonenkamp, com nosso apoio e experiência da Psicologia, com os
Magistrados Claudio Lopes e Yulli Roter especialistas em Justiça
Sistêmica e a presença de Hilário Seara, que sempre acompanhou o
Mestre Bernd Isert e traz muitas de suas técnicas num trabalho de
Coaching Sistêmico Integrativo.

Acrescentei a Fenomenologia Sistêmica ao programa original e Sonia


Onuki além de formatar o modelo pedagógico do FORBERND®,
aprimorou a Técnica de Constelações Individuais, ensinando seu
modelo de Constelação com Bonecos, Ancoras de Solo, Estandartes e o
principal a Constelação Online.
SOBRE O INSTITUTO ONUKISAN
“Entendemos que nossa missão é instrumentalizar a pessoa para realizar
seu propósito de vida, através de processos de aprendizagem, da prática
vivencial e da educação continuada. Utilizar seus potenciais criativos na
transformação positiva do ambiente em que interage. Possibilitar o seu
desenvolvimento para que se responsabilize pela própria vida para tornar-
se livre, satisfeita e feliz nos seus diversos sistemas.”

A história do Instituto Onukisan se entrelaça com o início da vida


profissional da psicóloga Sonia Onuki, quando em 1979 abre um
consultório de psicologia localizado a rua Graúna em Moema São Paulo,
com o propósito de atender pessoas, nas demandas das áreas educacional,
empresarial e atendimentos psicológicos.

Início de vida e história profissional próspera, abundante e com


resultados satisfatórios para clientes fidelizados desde o tempo de
estágiopré-profissional, como acadêmica de psicologia.
No portfólio de serviços, além dos contratos firmados de prestação de
serviços, com a OSEC Organização Santamarense de educação e Cultura,
hoje “Universidade Santo Amaro”, para fornecer supervisão de clínica
psicológica aos alunos da faculdade, onde Sonia iniciou como assistente de
psicologia, psicóloga assistente e por fim psicóloga.

Com a empresa CAQ – Casa da Química, hoje “Quimis Aparelhos Científicos”


para realizar treinamentos e avaliação de desempenho dos funcionários,
acompanhamento gestores e diretores; era também oferecer os trabalhos
de atendimentos psicológicos através da técnica de psicodrama e
sociodrama.

Seguimos crescendo com novos contratos e serviços, assim foi necessário


em 17 de OUTUBRO de 2008 formalizar a empresa, passamos a ter o CNPJ
10.422.117/ 0001-17 ganhamos o sócio João Onuki.
Continuamos crescendo, buscando credenciamentos, selos de qualidade e
em 2013 fomos buscar a Associação Brasileira de Terapeutas Holísticos,
com a finalidade de registro dos nossos cursos, metodologias e validação
com selo da associação.

Conhecemos o Presidente da ABRATH Prof. João Bastos que nos orientou


sobre o amparo dessas novas áreas de práticas holísticas no Instituto, em
separado da área dos atendimentos psicológicos, amparada pelo CRP -
Conselho de Psicologia.

Em 2016 a empresa ganha um novo sócio o Prof. João Bastos e com a vinda
dele a empresa passa a implementar um sonho cujo planejamento teve
início em 2011.

Em 2017 ampliamos a prestação de serviços, implementamos o


atendimento para o EAD, além do presencial e expandimos o território de
atuação empresarial para o mundo, continuando a sede da empresa em
Maceió Alagoas.
Em 2018 nossa fundadora Sonia Onuki
precisou deixar as atividades do
Instituto Onukisan devido a fortes
dores e limitações físicas.
Depositou toda sua expertise na
metodologia do Instituto Onukisan e
deixou um legado de profundo
conhecimento com os quais seguimos
em frente, utilizando as orientações
pedagógicas implementadas por ela.
Sonia Onuki lança em setembro de
2019 o livro “constelação familiar –
Desfaça os emaranhados da sua vida
para criar laços” pela BUZZ editora
com o propósito de levar seu universo
de conhecimento para muitas famílias. Sonia costuma dizer
“Agora só irei aparecer para ficar
bonita na foto e para entregar a
cereja do bolo”.
Acrescentamos ao evento Internacional o Dr. Guillermo Echegaray
representante de Mathias Varga Von Kibed e sua esposa Insa Sparrer,
trouxemos então para o Nordeste do Brasil, diretamente da Espanha, a
técnica das CONSTELAÇÕES ESTRUTURAIS que trouxe uma nova visão
ao universo sistêmico.

O trainer internacional Guillermo Echegaray,


representante das Constelações Estruturais de Mathias Varga no mundo.
O Instituto Onukisan e a Geiser da Espanha, se uniram ao Tribunal de
Justiça de Alagoas, a pedido do Desembargador Tutmés Airan, e foi
elaborado o evento JUSTIÇA DE OLHOS ABERTOS, o primeiro curso de
CONSTELAÇÃO ESTRUTURAL JURÍDICA do país e possivelmente do
mundo, com um público de magistrados, operadores do direito e
advogados. O módulo de COMUNICAÇÃO NÃO VIOLENTA foi ministrado
pelo PHD. Marcelo Pellizoli.
O Direito se faz presente, com Dr. João Onuki advogado, filho da Dra.
Sonia Onuki; Marcelo Pellizoli representante maior da CNV Comunicação
Não Violenta, PHD.; Dr. Marcel Gameleira advogado; Guillermo Echegaray
e Dr. Glauber Rocha advogado.
PROGRAMA DE TRAINERS
Criando multiplicadores
Com o objetivo de sempre multiplicar o conhecimento e criar
novos parceiros, desenvolvemos o programa de trainées para
alunos com potencial para se tornarem trainers. Os trainées nos
honram a cada dia por suas conquistas e inovações, legítimos
representantes de Bernd Isert. Merecedores de serem
agraciados com o SELO DE ACREDITAÇÃO FORBERND®.
Uma parceria de
amor, entre ambos
e ao mundo.
Esperamos que você se sinta
chamado para ser também
um multiplicador do
FORBERND®. Nosso lema é
que SOMOS JUNTOS,
aprendemos isso com
Cornélia, pois se
permanecemos Juntos somos
um sistema perfeito. Gratidão.
Bernd, por antes de ir, nos
deixar esse legado.
2016 MINI CAMP COM BERND ISERT
Marco zero da nossa
jornada  de Formadores

2017 JULHO  FORBERND 1


CONSTELAÇÃO FAMILIAR

2018 MAIO FORBERND 2
CONSTELAÇÃO FAMILIAR
2018 SETEMBRO FORBERND 3
CONSTELAÇÃO FAMILIAR

2019 FEVEREIRO - FORBERND 4


CONSTELAÇÃO ESTRUTURAL

2019 MAIO FORBERND 5


CONSTELAÇÃO FAMILIAR
2019 FEVEREIRO - FORBERND 6
CONSTELAÇÃO ESTRUTURAL JURÍDICA

Aula de Apresentação da
Formação em Constelação
Familiar e Pensamento
Sistêmico FORBERND 2020.

Agora é a sua vez!


A História de Bert Hellinger
Bert Hellinger, psicoterapeuta alemão, nascido em 1925, em
Leimen, foi antinazista na juventude, mas foi obrigado a fazer parte
do serviço militar alemão. Ordenou-se sacerdote católico, mas
desistiu dos votos depois de estudar a psicologia da Gestalt e
tornar-se psicoterapeuta. Descobriu que a consciência não é juiz
para determinar o certo e o errado, mas sim, ligadas a ordens pré-
definidas, batizadas de "ordens do amor" e "ordens de origem".

Criou uma dinâmica psicoterapêutica denominada de constelações


familiares, que, mais tarde, ampliou sua abrangência, no chamado
"movimentos da alma".
Sua abordagem busca a clareza sobre os laços de amor que unem a
família, descortinando soluções inusitadas e simples para os
problemas e conflitos psíquicos dos pacientes.
A CONSCIÊNCIA
A CONSCIÊNCIA

Devemos saber que:


Para Bert Hellinger ver é mais que intuir.
A intuição é um relâmpago de compreensão e nos
mostra para onde caminhar, nos orienta rumo ao futuro.
Ver significa abrir-se completamente às conexões
complexas e permitir que estas operem em você.

Foi assim que  Bert Hellinger  chegou a um  conceito de


consciência  que para ele é a instancia que percebe o equilíbrio
sistêmico e se estamos ou não em harmonia com o sistema de
referência.
Então vamos exercitar:

1. Olhe para o que te chamar a atenção e feche seus olhos para


sentir
2. Perceba sua intuição sobre esse algo que te chamou atenção
3. Faça isso de maneira mais ampla possível
4. Agora volte o olhe amplamente para cada detalhe, tudo que é
esse algo.

Vamos compartilhar nossas descobertas


no forum da Universith?

O link do forum segue nos anexos.


Consciência boa e má
A boa consciência e a má consciência, como inocência e culpa
tem a ver com o vínculo à família e com a separação dela.
Cada um de nós sabe, intuitivamente, com a ajuda de sua
consciência, o que deve ser feito para fazer parte da família.
Uma criança sabe, intuitivamente, o que deve fazer para pertencer
à família. Caso se comporte de maneira a corresponder às regras
familiares ela está em uma boa consciência, porém se agir de modo
contrário a isso estará na má consciência.
Sentimos a boa e a má consciência de formas diferentes em
diferentes grupos, até as sentimos de forma diferente, conforme
cada pessoa.
Temos, por exemplo, em relação ao pai uma consciência diferente
da que temos em relação à mãe e na profissão uma outra
consciência diferente da que temos em casa.
A consciência muda continuamente, temos de grupo a grupo e de
pessoa a pessoa uma outra percepção, o que devemos fazer ou
deixar de fazer diferente de acordo com os grupos ou pessoas,
para podermos pertencer.
Com a ajuda da consciência também diferenciamos aqueles que
nos pertencem daqueles que não nos pertencem.
Na medida em que a consciência nos vincula à nossa família, ela
nos separa de outros grupos ou pessoas e exige de nós que nos
separemos deles.
Devido à nossa consciência temos frequentemente sensação de
rejeição e até de inimizade em relação a outras pessoas e a outros
grupos. Essa rejeição tem a ver com a necessidade de
pertencimento.
Portanto, essa consciência é uma consciência que sentimos.
Com a ajuda dessa consciência, diferenciamos entre o bom e o
mau, mas sempre apenas em relação a um determinado grupo.
Se observarmos cuidadosamente o que faz as pessoas terem uma
consciência inocente ou culpada, perceberemos que a consciência
não é o que pensamos que é.
Uma consciência inocente ou culpada pouco tem que ver com bem
e mal; as piores atrocidades e injustiças são cometidas sem peso de
consciência, ao passo que nos sentimos extremamente culpados ao
fazer o bem quando isso não condiz com o que os outros esperam
de nós.
O que é a boa e a
má consciência?
Consciência leve ou boa consciência - sentimento de que estou
habilitado a continuar pertencendo ao sistema.
Uma boa consciência significa então: eu sinto que tenho o direito
de pertencer.
Se nós nos desviamos disso, temos medo de perder o
pertencimento.

Consciência pesada ou má consciência - inquietação de deixar de


pertencer ao sistema.
Sentimos esse medo como uma má consciência. Uma má
consciência significa, portanto: tenho medo de ter colocado em
jogo o meu direito de pertencer.
A três Consciências

Hellinger aponta ainda para três campos de consciência: a


pessoal, consciência do grupo (clã) e consciência
universal.  Cada consciência com seu alcance, funcionamento
e ordens, que servem a três condições ou necessidades
preestabelecidas para os relacionamentos humanos que dão
força ou fraqueza a alma e se completam na consciência
maior, a consciência universal do amor do espírito.
- A Consciência Pessoal: É regida pela dinâmica de culpa ou
inocência, uma contabilidade particular onde o indivíduo se baseia
em uma consciência moral, certo ou errado a qual está diretamente
ligada a valores familiares e a educação recebida.

-  Consciência do Grupo ou Clã: É maior do que a consciência


pessoal e está ligada ao grupo, é uma consciência sistêmica. Nós
não sentimos nem ouvimos essa consciência, mas notamos seus
efeitos quando o dano passa de uma geração a outra.
Nessa consciência se faz  presente um poder de atuação
inconsciente, o poder da alma do grupo. Esse poder cobra qualquer
desrespeito para com o grupo, em relação às forças conforme
ordens próprias e com justiça própria.
Na justiça da consciência do clã, quem veio depois, o inocente
permanece a serviço das forças anímicas da vinculação.
Está a serviço das forças do vínculo e do pertencimento,
independente da vontade ou compreensão.
Este destino já está presente na família quando um novo membro
chega. Assim, o membro familiar posterior que vive agora responde
pelos membros anteriores, que já morreram.

Se um membro do grupo é excluído ou expulso ou mesmo


esquecido, porque não se fala mais dele, a consciência do grupo faz
com que algum outro membro do grupo venha a representar o
excluído, assim, compensando a exclusão.
A consciência do grupo é uma consciência arcaica a serviço do
sistema, sua sobrevivência é baseada tão somente no equilíbrio
compensatório do grupo.
Bert Hellinger explica: “A consciência de grupo contrapõe-se a
consciência pessoal e dá todos os mesmos direitos de pertencer.
Vela para que esse direito seja reconhecido por todos os que fazem
parte do grupo. Julgamentos deixam de existir em prol de uma
aceitação maior, incondicional, baseada no amor.

Vela pelo vínculo num sentido mais amplo do que a consciência


pessoal. A consciência nos vincula tão poderosamente a nossa
família e a outros grupos que mesmo inconscientes sentimos como
exigência e obrigação para nós o que os outros membros sofreram
ou ficaram devendo ao grupo.

Assim, a consciência nos leva a nos emaranhar cegamente na culpa


alheia e na inocência alheia, em pensamentos alheios,
preocupações alheias e sentimentos alheios, em brigas alheias e
suas consequências, em metas alheias e num desfecho alheio”.
- A Consciência Universal: É a consciência Sistêmica da Totalidade
Suprema, um movimento que leva à união e aceitação. Bom e mau,
agressor ou vítima,  quaisquer interpretações separatistas por
conceitos de valores perdem qualquer significado junto ao amor do
espírito.
Para Bert, o amor do espírito é uma atitude. Aceita tudo tal como é,
simplesmente porque existe. Esse amor desconhece o julgamento,
que decide se algo deve existir ou não, pois só o fato de que algo
existe significa que foi pensado por um espírito criador, tal como é.
E assim é amado.
É baseado nesta filosofia que Bert Hellinger estrutura sua
Constelação Sistema familiar.
A aceitação incondicional do outro e das coisas como elas são, se
baseando no amor que tudo une, sem preconceitos, julgamentos e
controle.“O amor do espírito quando nos abarca se alegra de tudo
o que existe e de como existe”  Para o amor do espírito, não existe
mais ou menos pertencimento, nenhum direito maior ou menor de
pertencer, para ele, nada vai mais além do existir presente e
quando nos encontramos na inquietude não estamos em sincronia
com este amor.
A PRESENÇA E O
PENSAMENTO
SISTÊMICO
A presença

Estar presente, significa muito mais do que estar próximo. É,


perfeitamente, possível que você esteja a centímetros de distância de
alguém, porém,e ao mesmo tempo, estar a quilômetros dali.
Se puder, observe seus pensamentos nesse exato instante, no que
você estava pensando?
Acredito que existe uma chance muito grande, de você perceber que
estava lendo e ao mesmo tempo pensando em algo que não tinha
nada a ver com a situação presente ou com esse texto. Isso nos mostra
o quando estamos enredados em pensamentos que parecem ter vida
própria, e quantas vezes escutamos de dentro de nós, vozes,
sentimentos, emoções até contraditórias, uma ou outra em conflito.
A primeira atitude terapêutica é cuidar de seu físico, emocional, mental
e sutil de modo a conseguir esse equilíbrio.

A prática do relaxamento e da meditação é uma ótima possibilidade


para você alcançar isso. Gravei algumas práticas que devem ser
interessantes para você conseguir alcançar um estado de presença em
diferentes atividades, Ouça nesse link Escolha aquela que mais se
adéqua a você.

Pratique todos os dias e conseguirá estar mais e mais presente,


em seus encontros de Constelação Familiar e mais ainda em seus
relacionamentos.
O Pensamento Sistêmico

O Pensamento Sistêmico Complexo ausenta CERTO e ERRADO, BOM e


MAU, e olha as coisas como PERFEITAS em relação aos  componentes
do sistema e suas interações.

Do latim  systema, um sistema  um conjunto ordenado de elementos


que se encontram interligados e que interagem entre si.
O conceito é utilizado tanto para definir um conjunto de conceitos
como objetos reais dotados de organização.
Fonte wikipedia.
As Leis do
Amor
HIERARQUIA
Primeira Lei, a Hierarquia ou Ordem de Chegada, diz respeito a quem
chegou primeiro na família. Portanto, os mais velhos merecem ser
olhados com muito respeito e cuidado, pois foi através deles que a
família veio se mantendo.
Em muitas famílias eles já estão velhos e não sabem mais de tantas
coisas e mesmo assim, devem ser respeitados nas suas decisões e
necessidades. Eles chegaram primeiro!
O respeito sistêmico transcende os limites da razão individual. Isso
quer dizer que podemos reconhecer situações onde os mais velhos
apresentam comportamentos negativos e tomam decisões
inconsequentes, mas podemos, apesar disso, respeitar a pessoa sem
necessariamente concordar com ela ou acatar aquilo que quer nos
impor.
PERTENCIMENTO
Segunda Lei, a do Pertencimento ou Pertinência, diz que cada pessoa que nasce ou
é vinculada a um sistema, necessita ser reconhecida como membro integrante e
respeitada no seu lugar e papel dentro desse mesmo sistema. 

No  Sistema  Familiar  os  membros  são  únicos  e  todos  têm  o  direito  de 
pertencer.  Isso  equivale  dizer  que ninguém pode ser excluído não importando
suas características, dificuldades ou virtudes pessoais. Todos são importantes para
o Sistema. 

Quando  ocorre  uma  exclusão  no  sistema  familiar  acontece  um desequilíbrio. 


Essa  situação  passa  a  ser vivida  por  um  descendente,  sem  que 
necessariamente  ele  tenha  conhecimento  ou  afinidade  com  o antepassado
excluído. Filhos rejeitados ou não incluídos como  o que  ocorre em função de
abortos provocados  ou espontâneos, também  podem  gerar  consequências 
sistêmicas.  
Os  filhos  abortados  precisam  ser  incluídos  ao  número total de
filhos, mesmo que não tenham nascido. 
Nos casos de separação conjugal, as pessoas envolvidas têm todo o
direito de sair de um relacionamento, mas o mais importante é como
elas fazem isso. Se numa separação uma pessoa simplesmente
descarta ou excluí  a  outra,  mostrando desrespeito,  isso  pode 
provocar  desequilíbrios,  manifestando-se  através  de dificuldades
num próximo relacionamento afetivo da pessoa que excluiu ou através
do comportamento ou sintoma físico de um filho do segundo
casamento dessa pessoa.
Nas organizações, quando é contratado um novo funcionário mesmo
muito gabaritado, porém esse não respeita os que chegaram lá antes
dele, isso traz um desequilíbrio e muitas vezes uma rejeição por parte
dos outros profissionais.
Os que já estavam lá devem ser reconhecidos. Assim, a chegada do
novo membro fica muito mais harmônica e seu desempenho, terá
maior possibilidade de ser bem sucedido.
Da mesma forma uma empresa que não olha com respeito para o seu
fundador traz desestabilidades sérias para a mesma. E os seus
herdeiros e sócios não conseguem ter a tranquilidade necessária para
uma boa administração e conquista de objetivos e metas.
EQUILÍBRIO ENTRE O DAR E RECEBER

Terceira  Lei, a do  Dar  e  Receber,  também  chamada  de  Lei 


do  Equilíbrio  de  Troca,  foi  observada  nos  grupos sociais  por  Bert  Hellinger, 
como  algo  de  fundamental  importância  para  o 
funcionamento  e  manutenção dos sistemas de uma forma geral. 

Todo  ser  é  dotado  da  capacidade  de  troca,  oferecendo  a  outros  seus 
dons,  capacidades  e  habilidades  e recebendo daqueles o que for importante
para satisfazer suas necessidades de sobrevivência, crescimento e
desenvolvimento. 

Uma relação é equilibrada, quando ambas as pessoas compartilham


mutuamente, dando e recebendo aquilo que cada um é capaz de oferecer, é
uma relação que promove o amadurecimento a liberdade e o bem-estar.

Entre casais cuja dinâmica compromete a Lei do Dar e  Receber, um dá mais ao 
outro do que ele  ou  ela possam  retribuir,  prejudicando  assim,  o  equilíbrio 
de  troca.
Nesse  caso  quem  deu  demais,  sente-se  no direito de cobrar e quem
recebeu demais, sente-se na dívida e tem dificuldade de permanecer
na relação. Muitas vezes, num relacionamento afetivo quem deve e
não consegue pagar, acaba indo embora. Isso diz respeito  a  tudo  que 
se  possa  dar  ou  receber:  carinho,  cuidado,  dinheiro,  atenção, 
compreensão,  tempo, proteção, tolerância, etc. 
Quem deu em excesso também é responsável por sua atitude, pois ao
dar demais acabou desrespeitando o outro na sua dignidade. Isso
acontece também quando queremos dar em excesso a algum irmão ou
mesmo aos próprios pais.
Os  pais  deram  a  vida  aos  filhos,  mesmo  que  isso  tenha
acontecido em circunstâncias materiais, emocionais ou
comportamentais desfavoráveis e mesmo que esses pais  possam 
ter  se  comportando  de  maneira  mesquinha,  infantil  e  hostil, 
ainda  sim, os  filhos  nunca poderão retribuir aos pais pelo dom da
vida que receberam deles.
AJUSTES
SISTÊMICOS
Ajustar nas Constelações Familiares significa:
- Incluir o que está excluído;
- Deixar ir o que precisa seguir;
- Honrar e agradecer a quem é necessário;
- Separar o que está misturado.
Nos ajustes sistêmicos são usadas além das imagens, as
frases de solução que são frequentemente, a parte mais
importante do processo. Essas frases revelam a
profundidade das conexões, traz alívio e libera força.
Em um sessão de constelação é pedido ao cliente que fale as
palavras apropriadas em voz alta,    imaginar ou até mesmo
fazer alguns gestos, como movimento de se curvar em
reverência ou agradecer.
APLICAÇÃO DAS CONSTELAÇÕES
Muitos acreditam que as Constelações Familiares, são uma
ferramenta a serviço da psicologia e com aplicação
unicamente em terapias.
Muitas outras áreas se beneficiam grandemente da
abordagem trazida pela constelação. A Constelação traz uma
nova postura, conhece-la nos permite estar alinhados às leis
que regem os relacionamentos entre pessoas.
Em qualquer meio em que há interação entre pessoas, ela
pode ser aplicada.  Podem utilizá-la profissionais de Recursos
Humanos, Gestores, Marketing, Terapeutas, Engenheiros,
Padres, Juízes, Conciliadores, Pedagogos, Profissionais da
Saúde, entre tantas outras profissões.
A constelação atua como suporte na hora de olhar para as
doenças, relacionamentos, conflitos, tomada de decisões,
trazendo muitos insights e mudanças profundas a quem as
utiliza.
www.onukisan.com.br
Rua Com. José Pontes de Magalhães, 70.
JTR, Edf. Espenha, sala 605, Jatiúca.
Maceió - AL.

(82) 9 9938.0063

/institutoonukisan

/institutoonukisan

/onukisan

Você também pode gostar