Você está na página 1de 10

O que é BIM?

Introdução ao Processo BIM


O BIM (Building Information Model, ou Modelo de informação da construção) é um processo de elaboração
e coordenação de projetos, onde um modelo 3D da edificação é desenvolvido com todas as informações
técnicas e construtivas agregadas a ele. Utilizando o BIM é possível modelar a edificação no computador
fielmente como é construída, isso agrega muito mais precisão ao projeto, fazendo com que seja mais fácil
detectar erros ou inconformidades.

Desse modo, como as informações relativas à construção da edificação já fazem parte do modelo, pode-se
extrair desse modelo inumeras informações importantes para o desenvolvimento do projeto, e com isso,
gerar relatórios, quantitativos de elementos e materiais, procurar por inconformidades no projeto com
muito mais precisão e rapidez.

O processo BIM abrange todo o ciclo de vida de uma edificação, dentre suas inúmeras funcionalidades e
recursos, utilizando o BIM é possível:

 Desenvolver os estudos preliminares e de viabilidade;


 Desenvolver modelos analíticos e fazer estudos de insolação, ventos e análises energéticas;
 Desenvolver projetos executivos de todas as disciplinas (Arquitetura, Estrutura e Complementares);
 Extrair tabelas de quantitativos e custos de modo que essas tabelas sejam vinculadas ao modelo
BIM e se atualizem automaticamente conforme o projeto muda;
 Fazer a compatibilização de projetos em um modelo integrado, gerando relatórios detalhados de
conflitos entre as disciplinas;
 Vincular o modelo 3D com o cronograma de execução da obra, para que o andamento da mesma
seja acompanhado ao longo de suas etapas;
 Vincular o custo da obra ao cronograma;
 Fazer o gerenciamento da edificação pós-construção utilizando o modelo BIM.

Na metodologia BIM pode-se utilizar diversos softwares para projeto, gerenciamento, coordenação,
compatibilização, análises, elaboração de cronogramas e etc.

O Revit no contexto BIM


O Revit é uma das principais ferramentas utilizadas dentro do processo BIM, e muitas vezes é nele que o
processo se inicia, no Revit você poderá desenvolver projetos completos, desde estudos preliminares de
arquitetura ao projeto executivo detalhado, e em meio a esse processo, será possível gerar tabelas de
quantitativos de elementos e materiais, fazer análises energéticas da edificação, estudos de insolação
precisos, compatiblização entre a arquitetura e outras disciplinas, detalhamentos completos, bem como
qualquer outro projeto ou desenho que se faça necessário no desenvolvimento de um projeto.

Além da arquitetura, no Revit é possível desenvolver projetos de todas as outras disciplinas de projetos
complementares, podendo integra-las e gerar compatibilizações de projeto com muito mais eficiencia se
comparado aos processos tradicionais, além de ter uma excelente plataforma de integração entre
softwares BIM de outros fabricantes, todos esses diferenciais fazem do Revit uma das mais poderosas
ferramentas BIM existentes no mercado atualmente.

EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE


ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
O Revit trabalha com alguns elementos essenciais para seu funcionamento, e é importante que seus
usuários compreendam a utilização do mesmo, todos os elementos no Revit são paramétricos e muitas
ferramentas têm sua base na utilização de famílias paramétricas, nos tópicos a seguir desenvolveremos
mais os estudos sobre famílias e parametrizações.

O que são Famílias no Revit


Todos os elementos (componentes) do Revit são Famílias, é importante entender o conceito de Famílias
antes de aprofundar os estudos.

Tipos de Famílias criadas no Revit


O Revit trabalha com três tipos de famílias, são eles: Famílias de sistema, Famílias de Componente (ou
famílias carregáveis) e Famílias criadas no local (in-loco).

Antes de detalhar cada tipo de família, é necessário entender como o Revit organiza as famílias e as
tipologias, para isso, será utilizado o exemplo de uma família de Porta:

Imagem 1.01 – Janela de tipologias de uma família da ferramenta Door (Porta)

Nessa imagem, é possível observar a organização de Famílias e Tipologias utilizada no Revit.

Abaixo, o mesmo exemplo, mas utilizando uma parede, que é uma Família de Sistema:

EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE


ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
Imagem 1.02 – Janela de tipologias de uma família da ferramenta Wall (Parede)

Imagem 1.03 – Exemplo de diferentes tipos de famílias

Famílias de Sistema:
As Famílias de Sistema são, por exemplo: Paredes, Pisos, Escadas, Telhados, etc. Essas famílias não podem
ser salvas em arquivos externos e não é possível criar novas Famílias além das que já existem no Revit. Só é
possível criar novas Tipologias dessas Famílias, sendo necessário que estejam carregadas em algum projeto
ou template (arquivo modelo) para que sejam utilizadas.

Por exemplo, a Família Basic Wall é fixa, mas dentro dela é possível criar diversas tipologias, como: Parede
com pintura branca, Parede com pintura azul, Parede com cerâmica e etc.

Todas as famílias de sistema sempre estarão disponíveis em todos os projetos, mesmo que seja dado um
Purge, ferramenta usada para deletar elementos não utilizados, o Revit sempre manterá no mínimo uma
tipologia de cada família de sistema no projeto.

Famílias de Componente (Famílias carregáveis):


As famílias de componente são, por exemplo, Portas, Janelas, Mobiliários, Simbologias de anotação, etc.
São todos os elementos adicionais que comtemplam o projeto. Tem como principal característica a

EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE


ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
possibilidade de serem salvas em arquivos externos (na extensão .rfa) e carregadas nos projetos onde
sejam necessárias.

É possível criar novas Famílias de componentes (Arquivos com extensão .rfa) utilizando os Templates
(Arquivos com extensão .rfe) específicos para cada família.

Famílias Modeladas no Local (in-loco):


São famílias modeladas dentro do próprio projeto, se enquadram em uma categoria diferente, pois não são
salvas como arquivos externos. São normalmente criadas durante o desenvolvimento do projeto para
atender necessidades específicas desse projeto.

Categorias de Elementos
Cada elemento no Revit possui uma categoria específica. Por exemplo, existem as categorias: Doors
(Portas), Windows (Janelas), Walls (Paredes), Floors (Pisos) e etc. É fundamental que os elementos
utilizados estejam bem categorizados, pois a partir das categorias o Revit define diversas especificações e
representações gráficas dos elementos. Por exemplo, as espessuras de linhas de cada elemento são
definidas em função da categoria na qual ele se encontra. Também é possível ocultar ou isolar a
visualização de categorias específicas, dentre diversas outras ferramentas que utilizam as categorias como
base para seu funcionamento. Ao criar e inserir famílias, é importante que elas estejam nas categorias para
as quais foram criadas.

Introdução à Parametrização

Imagem 1.04 – Exemplo de uma família de mobiliário

Parametrização é a predefinição de variáveis, para especificações, dimensões ou quaisquer parâmetros de


informações que possam ser agregados à arquivos, famílias, anotações ou modelagens 3D.

Por exemplo: Se você cria um móvel, você pode parametrizar suas dimensões (comprimento, largura ou
altura). Desse modo, ao utilizar esse móvel em projetos diferentes, é possível especificar suas dimensões
EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE
ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
antes mesmo de inseri-lo no projeto, de modo que ele se adapte à sua necessidade, sem que seja
necessário editar o arquivo original.

Tipos de parâmetros utilizados no Revit


System Parameters (Parâmetros de sistema)
Não podem ser alterados e não é possível criar novos, mas estão sempre disponíveis. Aparecem em
tabelas, famílias, tags, projetos e pranchas e estão sempre disponíveis.

Project Parameters (Parâmetros de projeto)


Permite criar parâmetros personalizados a um arquivo de projeto, ao criá-lo será necessário associá-lo a
uma categoria do projeto e isso permitirá que esse novo parâmetro esteja disponível para os elementos
dessa categoria.

Family Parameters (Parâmetros de família)


São todos os novos parâmetros que surgem a partir da criação ou edição de uma família, esses parâmetros
não aparecerão em tags, tabelas, projetos ou dentro de outras famílias. Para que apareçam será necessário
transformá-los em Shared Parameters (Parâmetros compartilhados).

Ao criar um parâmetro de família, é necessário especificar se é um Type Parameter (Parâmetro de tipo) ou


um Instance Parameter (Parâmetro de instância). Parâmetros de tipo, quando alterados, modificam todos
os elementos daquela tipologia, enquanto parâmetros de instância, modificam somente os elementos (as
instâncias) selecionados naquele momento, por exemplo:

Imagem 1.05 – Janela de propriedades com os três elementos selecionados

Se colocarmos três janelas do tipo J01 no projeto, poderemos alterar a altura do peitoril de uma delas, sem
modificar as demais, pois o Sill Height (Altura do peitoril), é um parâmetro de instância.

Imagem 1.06 – Exemplo de modificação de parâmetro de instância


EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE
ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
Mas para alterar a dimensão de uma das janelas, é necessário modificar um parâmetro de tipo, clicando em
Edit Type (Editar tipo).

Imagem 1.07 – Edição dos parâmetros de tipo

Imagem 1.08 – Edição do parâmetro Height (Altura)

Caso seja feita uma alteração em um parâmetro de tipo, sem criar uma nova tipologia da família (J02 por
exemplo), essa alteração vai se refletir em todos os elementos daquele tipo:

EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE


ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
Imagem 1.09 – Exemplo da alteração se repetindo em todos os elementos

Para que isso não aconteça, é necessário clicar em Edit Type (editar tipo) e duplicar essa tipologia, criando
(em nosso exemplo) a J02:

Imagem 1.10 – Duplicando tipologias

Fazendo isso, somente o objeto selecionado irá mudar para tipologia J02, enquanto os outros
permanecerão na tipologia J01:
EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE
ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
Imagem 1.11 – Modificação de tipologia de um elemento

Shared Parameters (Parâmetros compartilhados)


São criados em um arquivo de texto (.txt) externo, salvo em outro local do seu computador ou rede. Dentro
desse arquivo externo é possível criar todos os parâmetros que sejam necessários, e utilizá-los para
trabalhar com os mesmos parâmetros em famílias, projetos e até computadores diferentes.

Ao criar um parâmetro compartilhado e utilizá-lo em uma família, é possível carregá-lo para o projeto, de
modo que esse parâmetro apareça nas tabelas do projeto e seja possível contabilizá-lo.

Global Parameters (Parâmetros globais)


Os parâmetros globais foram introduzidos no Revit na versão 2017, e permitem a criação de parâmetros
internos aos projetos, mas que não sejam obrigatoriamente relacionados a categorias de elementos
específicas, como é o caso dos Project Parameters.

Ele pode ser utilizado para criar padrões de medidas específicas dentro do projeto, de modo que as cotas
associadas à um parâmetro global possam se modificar simultaneamente ao modificarmos o valor desse
parâmetro.

Existe também a possibilidade de criar parâmetros com Report (Reportar), que permitem utilizar as
dimensões contidas naquele parâmetro para criação de fórmulas.

O gerenciador de parâmetros globais pode ser acessado pela aba Manage (gerenciar), clicando em seguida
na ferramenta Global Parameters (Parâmetros Globais).

EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE


ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
Imagem 1.12 – Demonstração de parâmetros globais

Extensões de arquivos utilizados / suportados pelo Revit


O Revit trabalha com diversas extensões de arquivos, alguns ele cria e outros ele suporta para importação
ou exportação. É importante conhecer essas extensões para entender de que modo o Revit terá
interoperabilidade com outros softwares e como será possível trabalhar com outros profissionais que
utilizam softwares diferentes.

Extensões criadas no Revit:


RVT Arquivo de projeto do Revit
RFA Arquivo de famílias de componente
RTE Arquivo de template (arquivo modelo) utilizado para iniciar um projeto a partir dele
RFT Arquivo de template (arquivo modelo) utilizado para iniciar a criação de uma família a partir
dele
IFC IFC significa Industry Foundation Classes, é a extensão de arquivo que permite a
interoperabilidade entre softwares BIM de diferentes fabricantes

Extensões importadas pelo Revit


DWG Extensão utilizada pelo AutoCAD
DWF Extensão semelhante ao DWG que permite apenas visualização
DGN Extensão utilizada pela plataforma Microstation
DXF É uma extensão semelhante ao DWG que serve para interoperabilidade entre softwares CAD
SKP Extensão utilizada pelo SketchUP
IFC IFC significa Industry Foundation Classes, é a extensão de arquivo que permite a
interoperabilidade entre softwares BIM de diferentes fabricantes

Extensões em que o Revit exporta


DWG Extensão utilizada pelo AutoCAD
DWF Extensão semelhante ao DWG que permite apenas visualização
EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE
ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.
DGN Extensão utilizada pela plataforma Microstation
DXF É uma extensão semelhante ao DWG que serve para interoperabilidade entre softwares CAD
SKP Extensão utilizada pelo SketchUP
IFC IFC significa Industry Foundation Classes, é a extensão de arquivo que permite a
interoperabilidade entre softwares BIM de diferentes fabricantes
SAT Extensão de arquivos CAD de Sólidos ACIS
JPG, BMP, Extensões de arquivos de imagens
PNG, TGA,
TIF
FBX Extensão para interoperabilidade entre softwares 3D da Autodesk
ADSK Extensão universal utilizada por todos os produtos da Autodesk
gbXML Green Building XML schema - Permite a interoperabilidade entre softwares que utilizam
sistemas de análise energética e de informações.

EXPRESSAMENTE PROIBIDA A CÓPIA OU REPRODUÇÃO DE TODO OU PARTE DO CONTEÚDO DESSE


ARQUIVO. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À AXIOM PROJETOS E TREINAMENTOS EIRELI ME.

Você também pode gostar