Você está na página 1de 5

Tema de Redação ENEM

Tema 11

Economia colaborativa:
novas perspectivas para
demandas correntes
Proposta de redação
Com base na leitura dos textos motivadores a seguir e nos conhecimentos construídos ao
longo de sua formação, redija um texto dissertativo-argumentativo na modalidade escrita
formal da Língua Portuguesa sobre o tema “Economia colaborativa: novas perspectivas
para demandas correntes”, apresentando proposta de intervenção que respeite os direitos
humanos. Selecione, organize e relacione, de forma coerente e coesa, argumentos e fatos
para a defesa de seu ponto de vista.

Texto 1

Conheça as vantagens da economia colaborativa


[…]
O que é
A economia colaborativa (compartilhada ou em rede, como também é conhecida) é um
movimento de concretização de uma nova percepção de mundo. Ela representa o entendimento
de que, diante de problemas sociais e ambientais que se agravam cada vez mais, a divisão deve
necessariamente substituir o acúmulo. Trata-se, assim, de uma força que impacta a forma como
vivemos e, principalmente, fazemos negócio.
Como exemplo de empresas que facilitam o compartilhamento e a troca de serviços e objetos,
podemos citar Uber e Airbnb, que fazem muito sucesso. É uma prova de como a adesão a essa
tendência global está longe de atingir um ápice, sendo muito versátil.
Como ela pode mudar vidas
A vida compartilhada
Seja para poupar, seja para levantar alguma renda extra, hoje praticamente não há limites
para o compartilhamento. O fotógrafo paranaense Gustavo Benke, mencionado na Exame, é um
exemplo disso.
O profissional consegue uma renda de até R$ 2,9 mil ao compartilhar a casa e oferecer trabalho
em troca de serviços de outras pessoas. Acostumado a receber parentes, amigos e amigos dos
amigos em sua casa de Curitiba, decidiu adotar o mesmo estilo de vida no espaço que aluga em
Florianópolis, onde estuda.
A divisão do espaço traz benefícios para todo mundo: os hóspedes economizam com a estadia
e a alimentação, e Gustavo recebe ajuda nas despesas. Ele também mantém o hábito de trocar
serviços fotográficos por bens ou serviços de que necessita.
[…]

Tema de Redação – Enem | 2019  1


Tema de Redação ENEM

Poder social sem precedentes


Desde então, a Internet 2.0 vem permitindo que a população global assuma um “poder social”
como jamais visto antes. Graças à força da colaboração, transformações importantes ocorreram e
vêm ocorrendo.
A Primavera Árabe é um exemplo disso. Assim como Gustavo Benke escolheu compartilhar sua
casa, o egípcio Mahmoud Sharif resolveu se levantar contra o longevo e repressivo regime de Hosni
Mubarak. Graças a uma imensa rede de compartilhamento, juntou-se a milhares de pessoas na
Praça Tahrir, e os resultados são conhecidos mundialmente.
[…]
SEBRAE. Conheça as vantagens da economia colaborativa. Disponível em: <www.sebrae.com.br/sites/
PortalSebrae/artigos/economia-colaborativa-a-tendencia-que-esta-mudando-o-mercado,49115f4cc443b510VgnVCM1
000004c00210aRCRD?origem=tema&codTema=1>. Acesso em: 28 fev. 2019.

Texto 2

Economia colaborativa: mais um pilar do livre mercado


A emergência da economia colaborativa levou alguns analistas a ponderarem que a permuta e
o compartilhamento de recursos poderiam ser um empecilho ao desenvolvimento da economia de
mercado, vez que tenderiam a desincentivar a aquisição de ativos pelo consumidor final, que se
traduziriam em redução de recursos investidos em bens de capital e de bens de consumo.
Ao contrário, a economia do compartilhamento tem demonstrado que é um elemento de
ativação do consumo e do mercado. Com crescimento exponencial nos últimos anos, a economia
compartilhada tornou-se objeto de considerável interesse não só para empreendedores em busca
de oportunidades, prestadores de serviço e usuários do sistema, mas também de investidores de
risco e formuladores de políticas públicas.
Embora sempre tenha existido como uma alternativa à propriedade, a expansão do modelo se
viabilizou pela reconfiguração do seu modus operandi, em um novo modelo de negócios apoiado
nas plataformas digitais que conectam capacidade e demanda de reposição. Estas permitem
uma medição mais precisa e em tempo real da oferta disponível com a necessidade daqueles que
precisam dela, o que gerou uma facilidade de uso sem precedentes graças ao crescente número de
dispositivos digitais que conectam instantaneamente as partes interessadas.
[…]
GHOBRIL, Alexandre Nabil. Economia colaborativa: mais um pilar do livre mercado. Estadão,
7 jul. 2018. Disponível em: <https://politica.estadao.com.br/blogs/
fausto-macedo/economia-colaborativa-mais-um-pilar-do-livre-mercado/>. Acesso em: 28 fev. 2019.

Tema de Redação – Enem | 2019  2


Tema de Redação ENEM

Instruções:
• O texto deve ser escrito à tinta e conter até 30 linhas.
• A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação terá o
número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção.
Receberá nota zero, em qualquer das situações expressas a seguir, a
redação que:
• tiver até 7 (sete) linhas escritas, sendo considerada “insuficiente”;
• fugir ao tema ou não atender ao tipo dissertativo-argumentativo;
• apresentar parte do texto deliberadamente desconectada do tema proposto.

Dica de redação nota 1000


Procure pesquisar a respeito da quantidade de pessoas em situação de rua em sua cidade
ou Estado. Verifique quais são as políticas públicas empreendidas visando solucionar o
problema e forme sua opinião a respeito do assunto, a fim de refletir acerca de uma proposta
de intervenção que possa contribuir também para transformar essa questão.

Tema de Redação – Enem | 2019  3


Tema de Redação ENEM
Economia colaborativa:
novas perspectivas para demandas correntes
Nome: Nota:

Turma: Número: Data:   /   /

1 

2 

3 

4 

5 

6 

7 

8 

9 

10 

11 

12 

13 

14 

15 

16 

17 

18 

19 

20 

21 

22 

23 

24 

25 

26 

27 

28 

29 

30 

Tema de Redação – Enem | 2019  4


Tema de Redação ENEM
Economia colaborativa:
novas perspectivas para demandas correntes

GRADE SUGESTIVA DE CORREÇÃO

Nota
Critério/Competência Observar
(de 0 a 200)

1. Demonstrar domínio da Desvios ortográficos (o que inclui adequação à Nova Or-


modalidade escrita formal tografia da Língua Portuguesa), adequações gramaticais
da Língua Portuguesa. e repertório lexical variado e adequado ao tema.

2. Compreender a proposta de Adequação ao tema proposto e à estrutura do texto


redação e aplicar conceitos dissertativo-argumentativo. Presença de recorte temá-
das várias áreas de conhe- tico significativo que contemple aspectos da economia
cimento para desenvolver o colaborativa, como aumento na oferta de serviços e
tema, dentro dos limites es- na concorrência.
Obs.: Redações que tangenciem o tema – que não
truturais do texto dissertati-
tratem, por exemplo, da necessidade de fiscalização
vo-argumentativo em prosa.
e regulamentação dos serviços, da precarização das
relações de trabalho – devem ter desconto na pontua­
ção, ainda que apresentem estrutura adequada do
texto dissertativo-argumentativo.

3. Selecionar, relacionar, or- Uso de argumentos válidos, que defendam um ponto


ganizar e interpretar infor- de vista, e organizados de forma coerente, resultando
mações, fatos, opiniões e no desenvolvimento claro de ideias ao longo do texto.
argumentos em defesa de
um ponto de vista.

4. Demonstrar conhecimento Ênfase no uso adequado dos instrumentos coesivos ao


dos mecanismos linguísticos longo da construção da argumentação. Encadeamento
necessários para a constru- de ideias de forma coerente evitando redundâncias, con-
ção da argumentação. tradições, discursos vazios, paráfrases e textos prolixos.
Texto com introdução, desenvolvimento e conclusão.

5. Elaborar proposta de inter- Posicionamento crítico e sugestão de soluções para as


venção para o problema tra- questões propostas sem violação de leis ou desrespeito
tado, respeitando os direitos de qualquer natureza aos direitos humanos.
humanos.

Diretor de conteúdo e negócios Coordenadora de preparação e Coordenadora de ilustrações e


Ricardo Tavares de Oliveira revisão cartografia
Diretor editorial adjunto Lilian Semenichin Marcia Berne
Cayube Galas Gerente de arte
Supervisora de preparação e revisão
Gerente editorial Ricardo Borges
Júlio César D. da Silva Ibrahim Adriana Soares
Coordenadora de arte
Editora Preparadora
Daniela Máximo
Vivian Kaori Ehara Iraci Miyuki Kishi
Colaboradora Supervisor de arte
Revisora Fabiano dos Santos Mariano
Andréia Szcypula
Eliana Medina
Gerente de produção editorial Editor de arte
Mariana Milani Supervisão de iconografia e Flávio Akatuka
Coordenador de produção editorial licenciamento de textos
Marcelo Henrique Ferreira Fontes Elaine Bueno

Tema de Redação – Enem | 2019  5