Você está na página 1de 60

Cód.

LPE23
Apostila versão 1.7

O&M da Plataforma LightPad i6400G


Capítulo 6 – Amplificação Óptica

Treinamento
treinamento@padtec.com.br
T +55 19 3579-4009
Conteúdo - Módulos

• Módulos LPE23:

- Tecnologia DWDM
- Descrição dos produtos da plataforma DWDM da Padtec
- Topologia da rede de gerência
- Configuração do supervisor SPVL-91
- Optical Transport Network (OTN) - G.709 ITU-T
- Controle automático de ganho para amplificadores ópticos
- Gerência Local da Padtec
- Avaliação de treinamento

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 2
Tópicos
• Conceitos de amplificação óptica;
• Amplificadores ópticos EDFA;
• Relação Sinal-Ruído Óptico;
• Figura de Ruído;
• Span;
• Cálculo de Potência;

• Controle automático de Ganho para amplificadores ópticos EDFA;

• Amplificadores com GFF e VOA

• Amplificadores sem GFF e VOA

• Amplificadores ópticos de Raman.

• Amplificadores Híbridos

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 3
Conceitos de Amplifcação Óptica
Amplificação Óptica
• Para compensar as perdas de potência óptica ao longo do caminho,
utilizamos módulos de amplificação óptica.

• Com o uso de amplificadores ópticos é possível construir sistemas de


transporte ao longo de grandes distâncias.

• As técnicas utilizadas para fazer amplificação óptica são:

• EDFA (Erbium Doped Fiber Amplifier);


• Raman.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 5
Amplificação Óptica - EDFA
• Os amplificadores ópticos irão atuar na região do espectro onde estão
localizados os canais DWDM do ITU – G.694.1.

• Os sistemas de transporte óptico DWDM usam as faixas "C" e "L" do


espectro de frequência.
Coefficient of Attenuation (dB/Km)

Band Band Band Band Band Band


O E S C L U (nm)
1.0
1260 1360 1460 1530 1565 1625 1675

0.75

0.5

Band C + L

0.25 DWDM
Graphic: Channels
Coefficient of Attenuation of the fiber (dB / Km) X Wavelength (nm)

nm
700 900 1100 1300 1500 1600

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 6
Amplificação Óptica - EDFA
• Essencialmente, um amplificador EDFA é constituído de uma fibra óptica
(alguns metros) com seu núcleo ligeiramente dopado com elementos
denominados de “Terras- Raras”, como o “Érbio” (Er), “Itérbio” (Yb),
“Túlio” (Tm) o “Praseodímio” (Pr). O material básico de uma fibra pode ser
a “sílica” padrão, um vidro baseado em “Fluoruro” o um vidro de
“Teluretos”.

• Para iniciar os processos que geram a energia óptica utilizada pelo sinal
para sua amplificação, utilizamos um laser de alta potência, chamado de
“laser de bombeio”, com um comprimento de onda diferente do
comprimento de onda do sinal óptico de entrada.

Optical Doped fiber


Optical isolator With Erbium (Er +) Optical
Optical
coupling isolator
99% coupling
Signal
Acopl. out 99% Signal
input Filtro Acopl.
output
WDM
1%
1%
(1530 – 1565) nm
PUMP
laser

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 7
Amplificação Óptica - EDFA
• Olhando a figura do diagrama de blocos simplificado do amplificador EDFA,
podemos compreender como é o processo completo de amplificação:

• Ao entrar, o sinal óptico passa por um “acoplador óptico” que separa


1% do sinal total na entrada (divisor de potência) e o envia a um
fotodetector para monitorar a potência de entrada;

• O filtro WDM (Wavelength Division Multiplexing) junta o sinal óptico da


banda C (1530 – 1565 nm) com o laser de bombeio (980 nm);

• Os dois sinais entram juntos e passam por alguns metros de fibra


dopada com Érbio (Er+) onde ocorre o processo de amplificação
óptica.
Optical Doped fiber
Optical isolator With Erbium (Er +) Optical
Optical
coupling isolator
99% coupling
Signal
Acopl. out 99% Signal
input Filtro Acopl.
output
WDM
1%
1%
(1530 – 1565) nm
PUMP
laser

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 8
Amplificação Óptica - EDFA
• O segundo acoplador óptico, envia o sinal ao fotodetector que faz a
monitoração do limiar de potência óptica da saída do amplificador;

• Os “isoladores ópticos” impedem a passagem do sinal óptico


amplificado no sentido contrário ao caminho da luz;

• É possível também, utilizar uma montagem um pouco distinta dessa,


utilizando o laser de bombeio posicionado depois da fibra de Érbio e
seguindo no sentido contrário do sinal óptico. Nesse caso, chamamos
de laser de bombeio “contra - direcional”;
- Em alguns casos, é necessário utilizar dois lasers de bombeio (980 nm + 1480 nm).

Optical Doped fiber


Optical isolator With Erbium (Er +) Optical
Optical
coupling isolator
99% coupling
Signal
Acopl. out 99% Signal
input Filtro Acopl.
output
WDM
1%
1%
(1530 – 1565) nm
PUMP
laser

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 9
Relação Sinal-Ruído Óptico
• A Relação Sinal-Ruído é um parâmetro que mede a qualidade de um sinal
modulado, ou seja, que carrega uma informação, durante o seu caminho
na transmissão.

• No caso da Relação Sinal-Ruído Óptico (do inglês OSNR - Optical Signal to


Noise Ratio), podemos medir este parâmetro utilizando o seguinte critério:

dBm

a SIGNAL

OSNR (dB) = SIGNAL(dBm) – NOISE(dBm)

b NOISE

nm
λC = central wavelength -0.10 λC +0.10

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 10
Figura de Ruído
• A Figura de Ruído, caracteriza um dispositivo com respeito a correlação
entre a OSNR de entrada e a OSNR de saída deste dispositivo, para um
mesmo sinal de informação.

OSNRIN (dB) OSNROUT (dB)

DEVICE

Figura de Ruído (dB) = (OSNR)IN (dB) - (OSNR)OUT (dB)

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 11
Figura de Ruído
• Com relação a comparação dos resultados possíveis para a Figura de
Ruído, podemos obter:
• Figura de Ruído igual a zero OSNRIN = OSNROUT
- Exemplo: Acoplador Óptico
• Figura de Ruído Maior que zero OSNRIN > OSNROUT
- Exemplo: Amplificador EDFA
• Figura de Ruído Menor que zero OSNRIN < OSNROUT
- Exemplo: Transponder

OSNRIN (dB) OSNROUT (dB)

DEVICE

Figura de Ruído (dB) = (OSNR)IN (dB) - (OSNR)OUT (dB)

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 12
Conceitos de Span
• Amplificadores Ópticos EDFA degradam a OSNR devido à geração de ruído
ASE (Amplified Spontaneous Emission);

• Com essa degradação do sinal transmitido é necessário garantir o valor de


OSNR na recepção seja maior que o valor mínimo suportado;

span span span span


OA OA OA OA OA

+ Noise

• Consequentemente em uma rede óptica o número de “spans” será


limitado pelo acúmulo de ruído ASE.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 13
Potência Óptica
• Potência óptica por canal em sistema com N canais:

P1 CANAL = PTOTAL – 3 x log N (dBm)


2

Tr.
C.xy
MUX ÓPTICO

N canais DWDM amplificados.

Qual é a potência de saída de cada


canal, dentre N canais?
Amplificador
EDFA
Tr.
C.xz

• Obs.: devemos considerar que todos os canais no sistema estão “equalizados”.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 14
Potência Óptica - Exemplo
• Exemplo de aplicação da fórmula anterior em uma estação de terminação:

P1 CANAL = PTOTAL – 3 x log N (dBm)


2

(dBm) (dBm) (dB)

Tr.
C.xy
MUX 40 CANAIS

P1 CANAL = PTOTAL – 3 x log N


2

18dBm P1 CANAL = +18 dBm – 3 x log2 (40)

P1 CANAL = +18 dBm – 16 dB = +2 dBm


Amplificador
Tr.
EDFA com potência
C.xz máxima de saída
P1 CANAL = +2 dBm
de 18dBm

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 15
Controle automático de Ganho
Controle Automático de Ganho - Conceito
• O Controle Automático de Ganho (AGC – Automatic Gain Control)é uma
função inserida nos amplificadores EDFA que tem por objetivo
proporcionar a variação da potência de saída de acordo com a variação da
potência de entrada, proporcionando um ganho (dado em dB) de potência
por canal constante;

Ganho (dB) = Potência de Entrada (dBm) – Potência de Saída (dBm)

Power increase

+8 dBm

-2 dBm

AO
EDFA
IN OUT

Gain (dB) = +8 dBm – (-2 dBm) = 10 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 17
Amplificador sem AGC
• O canal DWDM inserido na entrada do amplificador EDFA, com a potência
do laser de bombeio fixa visto no OSA (Optical Spectrum Analyzer).

1 canal DWDM
inserido no x dBm
amplificador Amplificador OSA
EDFA

2 canais DWDM y dBm; y<x


inseridos no
amplificador Amplificador OSA
EDFA

4 canais DWDM z dBm; z<y


inseridos no
amplificador Amplificador OSA
EDFA

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 18
Amplificador com AGC
• O canal DWDM inserido na entrada do amplificador EDFA, com a potência
do laser de bombeio variando visto no OSA.

1 canal DWDM
inserido no x dBm
amplificador Amplificador OSA
EDFA

2 canais DWDM x dBm


inseridos no
amplificador Amplificador OSA
EDFA

4 canais DWDM x dBm


inseridos no
amplificador Amplificador OSA
Não há alteração significativa no nível
EDFA de potência de cada canal!
Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.
LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 19
Como trabalham os Amplificadores?

• Os amplificadores da Plataforma LightPad i6400G (modelos com o código


começando por “EOA”), que contém o dispositivo “VOA” na entrada da
placa, trabalham dentro de uma faixa de “Ganhos ótimos”.

• Para trabalhar com estes amplificadores, devemos configurar


primeiramente o Ganho da placa que obedeça a algumas regras de
engenharia. Para entendermos melhor o funcionamento dos
amplificadores, precisamos pensar e analisar de forma sistêmica.

• Há dois tipos de amplificadores com VOA:


• Amplificadores de Alto Ganho (“High Gain”)
• Amplificadores de Baixo Ganho (“Low Gain”).

• Os amplificadores foram desenvolvidos para compensar as perdas dos


enlaces de baixa e de alta perda.

• Vamos entender como funcionam e a suas utilizações em um sistema


DWDM.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 20
Amplificadores com VOA
• Amplificadores com VOA - Baixo Ganho (“Low Gain”).
Low Gain

Os amplificadores irão
OAs Gain
Link Loss compensar as perdas do (5 to 18)
(5 to 18)
dB enlace, utilizando o valor dB
do Ganho (dB) similar. Gain =
(5 to 18) dB

Terminal Terminal Terminal Terminal


Site A Site B Site A Site B

“Point – to – Point” System

Link Loss Link Loss


(5 to 18) (5 to 18)
dB dB

Gain = (5 to 18) dB

Terminal Gain = Terminal Os amplificadores irão


Site A (5 to 18) dB Site B compensar as perdas de cada
trecho do enlace, utilizando o
“Long-haul” System valor do Ganho (dB) similar.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 21
Amplificadores com VOA
• Amplificadores com VOA - Alto Ganho (“High Gain”).
High Gain

Os amplificadores irão
OAs Gain
Link Loss compensar as perdas do (10 to 25)
(10 to 25)
dB enlace, utilizando o valor dB
do Ganho (dB) similar. Gain =
(10 to 25) dB

Terminal Terminal Terminal Terminal


Site A Site B Site A Site B

“Point – to – Point” System

Link Loss Link Loss


(10 to 25) (10 to 25)
dB dB

Gain = (10 to 25) dB

Terminal Gain = Terminal Os amplificadores irão


Site A (10 to 25) dB Site B compensar as perdas de cada
trecho do enlace, utilizando o
“Long-haul” System valor do Ganho (dB) similar.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 22
Amplificadores com VOA
• Amplificadores com VOA – Combinação de Alto Ganho (“High Gain”) e
Baixo Ganho (“Low Gain”).

High Gain

Low Gain “Long-haul” System

Link Loss Link Loss Link Loss


(5 to 18) (10 to 25) (10 to 25)
dB dB dB
Gain =
(10 to 25) dB
Terminal Gain = Gain = Gain = Terminal
Site A (5 to 18) dB (10 to 25) dB (10 to 25) dB Site B

OA Dual = OA Dual = OA Dual = OA Dual =


Low Gain / Low Gain / High Gain / Low Gain /
Low Gain High Gain High Gain High Gain

Neste exemplo, repare que há uma combinação de modelos de amplificadores com


estágios independentes, chamados de “Duais”. O valor do Ganho de cada estágio pode
ser combinado de maneira à formar vários tipos de amplificadores.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 23
Amplificadores com VOA
• Amplificadores com VOA – o Ganho Alvo (Nominal) pode variar entre o
valor de máximo (GMAX) e mínimo (GMIN) dentro da “máscara de Ganho”.

POUT (dBm)
Amplificador
GMAX GMIN
G1
Estágio 1
a dBm b dBm
Por canal Por canal
(variando FIXO
dentro dos
limites)
G2 Estágio 2

GALVO (NOMINAL) = G1 PIN (dBm)


G1 (dB) = b - a GTARGET (NOMINAL) = G1

Alto Ganho (“High Gain”) => (GMIN = 10 dB a GMAX = 25 dB)


G1 Baixo Ganho (“Low Gain”) => (GMIN = 5 dB a GMAX = 18 dB)

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 24
Amplificadores com VOA
• Baixo Ganho (“Low Gain”) => (GMIN = 5 dB a GMAX = 18 dB)

POUT (dBm)
Amplificador 18 dB 5 dB
Rx Tx GMAX GMIN

-10 dBm 40 CANAIS ATIVOS


Por canal
0
Estágio 1 2

-10 G1 -8

-20 -18

+ 18 dBm
+2 dBm
Por canal
G2
Estágio 2 PIN (dBm)
GALVO (NOMINAL) = G1 = +12 dB
G1 (dB) = (+2 dBm) – (-10 dBm)
G1 (dB) = + 12 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 25
Amplificadores com VOA
• Alto Ganho (“High Gain”) => (GMIN = 10 dB a GMAX = 25 dB)

POUT (dBm)
Amplificador 25 dB 10 dB
Rx Tx GMAX GMIN

-20 dBm 40 CANAIS ATIVOS


Por canal
-10
Estágio 1 2

-20 G1 -8

-30 -18

+ 18 dBm
+2 dBm -7

Por canal
G2
-32
Estágio 2 PIN (dBm)
GALVO (NOMINAL) = G1 = +22 dB
G1 (dB) = (+2 dBm) – (-20 dBm)
G1 (dB) = + 22 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 26
Amplificadores com VOA
• Exemplo de um sistema DWDM com amplificadores de Alto e Baixo Ganho.

High Gain
N = 40 DWDM channels for 100 Gbps
Low Gain
Compensa perda
Alta!
A transmissão não precisa
de Ganho Alto!

D
T1 M E T1
U M
X U
OADM X
16 dB 21 dB 23 dB
D
E DCFM M
M U
T40 U X T40
X

Compensa perda Compensa perda


Baixa! Alta!

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 27
Como configurar os Amplificadores?
• Vamos ver agora, passo a passo, como fazemos para configurar os
amplificadores ópticos EDFA em um sistema.

• A partir do ponto de transmissão até a última estação do sistema DWDM,


vamos aprender a configurar e trabalhar com os amplificadores EDFA.

• Nas estações de transmissão dos canais DWDM, que podem ser as


estações “Terminais” de tráfego ou as estações no meio da rota que fazem
algum nível de “ADD / DROP” dos canais DWDM do sistema, teremos de
nos preocupar com o processo chamado de “equalização de canais”.

• Podemos trabalhar com dois modelos de amplificadores EDFA:


amplificadores com VOA (Variable Optical Attenuator) na entrada e GFF
(Gain Flattening Filter) e modelos com a construção mais simples para
redes metropolitanas, sem estes componentes.

• Vamos iniciar aprendendo a trabalhar com os modelos de amplificadores


EDFA com VOA e GFF e na sequência os modelos sem estes componentes.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 28
Instalando e configurando um Amplificador EDFA
• Inicialmente, a primeira coisa que devemos realizar, são os ajustes nos
níveis de potência óptica dos “N” canais do sistema. A este procedimento
chamamos de “equalização” dos canais DWDM.

• Para realizar a equalização dos canais DWDM em um sistema, podemos


utilizar atenuadores ópticos de valores fixos, nas portas de entrada do
Multiplexador óptico (MUX) ou o que seria mais prático e preciso, utilizar
módulos Multiplexadores (MUX) com o dispositivo de “VOA – Variable
Optical Atenuator” para cada canal DWDM do dispositivo.

• O próximo passo será avaliar o valor da potência óptica “ótima” por canal,
na entrada do amplificador EDFA e caso necessário, inserir um valor
calculado de atenuação para este propósito.

• O último passo será determinar o valor de Ganho Alvo a ser configurado


no amplificador EDFA.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 29
Instalando e configurando um Amplificador EDFA
• Ordem das atividades de configuração:

1) Equalização dos canais DWDM do sistema;

2) Verificação do valor de atenuação a ser inserido para todos os canais


do sistema;

3) Cálculo do Ganho do amplificador;

4) Ajustes.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 30
Equalização
1) Equalização dos canais DWDM do sistema:

• Veja a figura a seguir. Cada Transponder poderá possuir um valor diferente


da potência de saída (lado “rede” ou “OTN”*). É preciso trabalhar para que
todos os canais inseridos no Multiplexador óptico (MUX), saiam dele com
valores de potência similares.

Attenuation

+1.9 dBm
C21 C21

+0.6 dBm

MUX 40 Channels
MUX 40 Channels

C22 C22
0
+0.8 dBm 0

C23 -5
C23 -5

-10
OA
-10

C24
+1.5 dBm OA C24

Reference
+0.5 dBm +0.5 dBm
C60 C60
*OTN – Optical Transport Networking

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 31
Equalização
• Para conhecermos os valores de potência de saída de cada canal, podemos
ler o valor de potência na Gerência LightPad ou ao inserirmos um
Analisador de Espectro Óptico (OSA – Optical Spectrum Analyzer) na porta
de Monitoração (“Monitoring”) do Multiplexador óptico (MUX).

LightPad Management
+1.9 dBm
C21
+0.6 dBm
MUX 40 Channels

C22
+0.8 dBm 0

C23 -5

-10

C24
+1.5 dBm OA

OSA – Optical Spectrum Analyzer


+0.5 dBm
C60 “Monitoring”

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 32
Equalização
• O primeiro passo é verificar qual dentre os canais do sistema possui o
MENOR valor de potência de saída do Transponder. No exemplo, será o
canal “C60” com +0.5 dBm;
• Todos os demais canais deverão apresentar os valores de potência
superiores ao valor da referência.
• O segundo passo será inserir a atenuação correspondente a cada canal,
que excede o valor de potência tomado como “referência”.

Para o canal C21:


+1.9 dBm Atenuar = 1.4 dB (a diferença de potência entre o canal C21 e
C21 o canal de referencia, C60).
+0.6 dBm
MUX 40 Channels

C22 Para o canal C22:


+0.8 dBm 0
Atenuar = 0.1dB (a diferença de potência entre o canal C22 e o
C23 -5
canal de referencia, C60).
-10

C24
+1.5 dBm OA Para o canal C23:
Atenuar = 0.3dB (a diferença de potência entre o canal C23 e o
canal de referencia, C60).
E assim por adiante...

+0.5 dBm Menor Valor => Será a Referencia


C60

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 33
Equalização
• A atenuação inserida para cada canal pode ser feita com o emprego de
atenuadores fixos ou se utilizando no projeto, módulos Multiplexadores
(MUX) com VOA.
• Note que o canal utilizado como referencia não sofrerá nenhuma
atenuação.
• O terceiro passo será avaliar o valor de potência máxima de entrada no
Amplificador, quando o sistema estiver à plena capacidade, ou seja, com
TODOS os canais ATIVOS.
Attenuation

+1.9 dBm
C21 1.4 dB

+0.6 dBm
Equalized channels

MUX 40 Channels
C22 0.1 dB

+0.8 dBm 0

C23 0.3 dB
-5

-10

C24
+1.5 dBm
1.0 dB
OA

Reference
+0.5 dBm
C60

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 34
Potência de entrada do amplificador EDFA
• Mantendo somente o canal de referência ligado no sistema, podemos
avaliar qual será a potência óptica na entrada do amplificador, quando
TODOS OS CANAIS DO SISTEMA ESTIVEREM ATIVOS (LIGADOS).
• Lembrando da fórmula: P1CANAL = PTOTAL -3 x Log2(N), onde “N” é o número
total de canais no sistema.
• Devemos verificar se o valor de potência Total encontrado (para o número
máximo de canais no sistema) não irá ultrapassar o valor de “máxima
potência” no amplificador.

+1.9 dBm
C21 1.4 dB 1 CANAL ATIVO
-6.5 dBm
+0.6 dBm 40 CANAIS ATIVOS
MUX 40 Channels

C22 0.1 dB
Vamos guardar!
+0.8 dBm 0 0

C23 0.3 dB
-5 -5 P1 CANAL PTOTAL
-10 -10

C24
+1.5 dBm
1.0 dB
OA OA -6.5 dBm +9.5 dBm
+9.5 dBm

Reference Pentrada = (+0.5 dBm – 7 dB) + 3 x Log2(40)


C60
+0.5 dBm
Pentrada = -6.5 dBm + 16 dB = + 9.5 dBm
Insertion Loss ≈ 7 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 35
Ganho Alvo do Amplificador EDFA
Modelo: com VOA na entrada e GFF
Ganho do amplificador

• Os amplificadores de 4.5 U’ s irão trabalhar com valores de Ganho “ótimo”.


Como vimos na descrição de produto, os amplificadores podem ser do tipo
de “Alto Ganho” (“High Gain”) ou de “Baixo Ganho” (“Low Gain”). Desta
forma, devemos utilizar o Ganho “ótimo” ou “ideal” do amplificador.

• “Baixo Ganho” (“Low Gain”) = 17 dB – 18 dB

• “Alto Ganho” (“High Gain”) = 24 dB a 25 dB

• Se o amplificador for do modelo Dual, terá dois estágios de amplificação.


Neste caso, os amplificadores Duais irão combinar estágios de Alto e Baixo
Ganho ou de apenas um tipo (verifique o código do produto para saber
com que modelo está trabalhando).

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 37
Ganho do amplificador
• Modelo de “Baixo Ganho” (Low Gain):
Flatness Controlado
Parâmetros do Amplificador Valores
Ganho Máximo 17,00 dB DUAL STAGE:
Ganho Mínimo 5,00 dB EOA2-HA-18181-LW
Potência de saída Máxima 18,00 dBm
Low Gain
Potência de saída Mínima -8,00 dBm
SINGLE STAGE:
Potência de entrada Mínima -25,00 dBm
EOA1-HA-18001-LV
Potência de entrada Máxima 13,00 dBm
Faixa Dinâmica 26,00 dB

• Modelo de “Alto Ganho” (High Gain):

Flatness Controlado
Parâmetros do Amplificador Valores DUAL STAGE:
Ganho Máximo 24,00 dB EOA2-HA-18181-ZW
Ganho Mínimo 10,00 dB EOA2-HA-18181-GW
Potência de saída Máxima 18,00 dBm
High Gain
Potência de saída Mínima -8,00 dBm
SINGLE STAGE:
Potência de entrada Mínima -32,00 dBm
EOA1-HA-18001-GV
Potência de entrada Máxima 8,00 dBm
Faixa Dinâmica 26,00 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 38
Ganho do amplificador
• Como exemplo, vamos utilizar um amplificador de 18dBm de potência
máxima de saída com um estágio de “Baixo Ganho”.

- “Baixo Ganho” (“Low Gain”) = 17 dB – 18 dB

• Desta forma teríamos o seguinte cálculo do Ganho (dB):


G (dB) = POUT - PIN 40 CANAIS ATIVOS
POUT = +18 dBm
PIN = ? 0

-5

-10
OA +18 dBm
• Então: +9.5 dBm
G (dB) = POUT – PIN
17 dB = +18 dBm – PIN
PIN = 1 dBm G (dB) = 17 dB

• Como a potência de entrada com 40 canais ativos é de +9.5 dBm e para


que o amplificador trabalhe na sua melhor região deve-se trabalhar com
um ganho entre 17 e 18dB será necessário atenuar a potência de entrada;
+9.5 dBm – At dB = +1 dBm
At (dB) = 8.5 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 39
Ganho do amplificador
• Finalmente vamos realizar a atenuação na entrada do amplificador para
obter a potência de entrada que irá proporcionar um Ganho de 17 dB
(ganho ideal).

A atenuação pode ser inserida


através do VOA do MUX ou
com um atenuador fixo.
+1.9 dBm
1.4 dB
C21
+0.6 dBm 40 CANAIS ATIVOS
MUX 40 Channels

0.1 dB
C22
+0.8 dBm 0 2

C23 0.3 dB
-5 -8

8.5 -10 -18 +18 dBm


C24
+1.5 dBm
1.0 dB dB OA
+1 dBm

GIDEAL (dB) = 17 dB
Reference
+0.5 dBm
C60

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 40
Ganho do amplificador (AGC)
• Apenas para observar, que também podemos trabalhar considerando a
potência de um único canal na entrada e na saída do amplificador.

• Considerando TODOS os canais equalizados, desta forma teríamos:

PIN de 1 Canal = (+0.5 dBm – 7 dB) POUT de 1 Canal = PTotal – 3xLog2(N)


PIN de 1 Canal = -6.5 dBm POUT de 1 Canal = + 18 dBm -16 dB
POUT de 1 Canal = + 2 dBm

+1.9 dBm
C21 1.4 dB GIDEAL (dB) = 17 dB
+0.6 dBm
PIN 1 CANAL 40 CANAIS ATIVOS
MUX 40 Channels

C22 0.1 dB -6.5 dBm


+0.8 dBm 10 10

C23 0.3 dB
5 5
Para mantermos o Ganho = 17 dB
0 0

C24
+1.5 dBm
1.0 dB
OA 17 dB = POUT – PIN
+ 18 dBm
17 dB = + 2 dBm – Pin
PIN 1 Canal = -15 dBm

Reference
+0.5 dBm
Para obter esta potência, a
C60 atenuação na entrada do AO
deverá ser de 8.5 dB;
Insertion Loss ≈ 7 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 41
Ganho do amplificador (AGC)
• Como esses amplificadores contém atenuadores ópticos variáveis na
entrada dos seus estágios de amplificação que variam de 0 a 15dB,
podemos transferir essa função de atenuação para o próprio amplificador;

• Novo parâmetro para estes amplificadores chamado “Ganho Global”;

GGLOBAL = GIDEAL – AtVOA GGLOBAL = POUT – PIN


GGLOBAL = 17 – 8.5 GGLOBAL = 2 – (-6.5)
GGLOBAL = 8.5dB GGLOBAL = 8.5dB
+1.9 dBm
C21 1.4 dB

+0.6 dBm
PIN 1 CANAL 40 CANAIS ATIVOS POUT 1 CANAL
MUX 40 Channels

C22 0.1 dB -6.5 dBm 2.0 dBm


+0.8 dBm 0 2

C23 0.3 dB
-5 -8

-10 -18

C24
+1.5 dBm
1.0 dB
VOA OA
+ 18 dBm

GIDEAL (dB) = 17 dB
Reference
+0.5 dBm
C60

Insertion Loss ≈ 7 dB GGLOBAL(dB) = 8.5 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 42
Ganho Alvo do Amplificador EDFA
Modelo: SEM VOA e SEM GFF
Ganho do amplificador (AGC)

• Para os modelos SEM VOA na entrada e SEM o GFF, devemos calcular


primeiro a potência de entrada para um canal (realizando o ajuste da
potência, se necessário) e na sequência a potência de saída (para um
canal). Ao subtrairmos os dois valores, teremos encontrado o valor do
Ganho Alvo.

• Código dos modelos de amplificadores SEM VOA e SEM GFF:

DUAL:
EOA2-HA-C21211-RD
EOA2-HA-C21211-RA

SINGLE STAGE:
EOA1-HA-C21001-RB
EOA1-HA-C21001-RS

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 44
GFF
• Os amplificadores por fibra dopada de érbio (EDFA) tem, por natureza,
saídas irregulares para diferentes comprimentos de onda;

• Os Filtros Planificadores de Ganho ou GFF (Gain Flattening Filter) são


usados para suavizar o comportamento desigual dos amplificadores EDFA
e garantir que sua saída seja plana, isto é, proporcionando um ganho igual
a todos os canais;

EDFA Output GFF Filter


P(dBm) At(dBm)

1520 1560 λ(nm) 1520 1560 λ(nm)

• O comportamento da saída do amplificador variará com o ganho aplicado


e isto implicará em valores distintos para o filtro;

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 45
GFF
• Ao aplicar o perfil de atenuação por comprimento de onda do filtro
planificador de ganho é esperado uma saída linear, como exibido na linha
em cor preta no diagrama abaixo:

EDFA Output +GFF Filter


P(dBm)

1520 1560 λ(nm)

• Como estes modelos de amplificadores não contemplam esta


funcionalidade é necessário realizar um ajuste de potência na entrada para
compensar essa diferença na saída;

• Em sistemas que contenham módulos MUX com VOA esse perfil poderá
ser calculado e aplicado automaticamente através do sistema de gerência
de acordo com o ganho e estágio do amplificador utilizado;

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 46
Ganho do amplificador (AGC)
• Características ópticas do amplificador:

DUAL:
EOA2-HA-21211-RD
Sem GFF
SINGLE STAGE
EOA1-HA-21001-RB

• Pela ausência de GFF, o ganho na saída destes amplificadores não é linear


para cada canal.

• É importante termos um analisador de espectro óptico (OSA) na saída do


amplificador para realizarmos um ajuste de potência na entrada para
garantir uma saída equalizada.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 47
Ganho do amplificador (AGC)
• Apenas para observar, que também podemos trabalhar considerando a
potência de um único canal na entrada e na saída do amplificador.

• Neste caso, considerando TODOS os canais equalizados.

• Desta forma teríamos: GIDEAL (dB) = Pout (dBm ) – PIN (dBm)

PTOTAL = PIN 1 Canal + 3xLog2(N)


PTOTAL = -6.5 dBm + 3 x Log2(40) dB Para o Ganho:
PTOTAL = -6.5 dBm +16 dB G (dB) = POUT – PIN
+1.9 dBm PTOTAL = + 9.5 dBm G = + 5 dBm – Pin
C21
G = + 5 dBm – (-6.5 dBm)
+0.6 dBm 40 CANAIS ATIVOS G = + 5 dBm + 6.5 dBm
MUX 40 Channels

C22 G = 11.5 dB
+0.8 dBm 0 5

C23 -5 -5

-10 -15

C24
+1.5 dBm
OA POUT 1 Canal = PTOTAL – 3xLog2(N)
+ 21 dBm POUT 1 Canal = + 21 dBm -16 dB
POUT 1 Canal = + 5 dBm
PIN 1 Canal = (+0.5 dBm – 7 dB)
PIN 1 Canal = -6.5 dBm
+0.5 dBm
C60

Insertion Loss ≈ 7 dB

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 48
Amplificadores de Raman
Amplificador óptico Raman

• O amplificador óptico de “Raman” é baseado em um efeito não Linear,


chamado de “Espalhamento Estimulado de Raman” (SRS - Stimulated
Raman Scattering).

• Esse efeito é causado pela alta potência óptica na fibra.

• O fenômeno SRS ocorre quando um átomo recebe de um comprimento de


onda menor um fóton (absorve energia) e em seguida, libera um fóton
com menor energia e com um comprimento de onda maior. Essa
transferência de energia de um comprimento de onda menor para um
comprimento de onda maior ocorre em uma banda espectral muito larga
(80 nm a 100 nm). Esse fenômeno é chamado de “Stokes shift”.

• Assim, um laser de alta potência (laser de bombeio) com um comprimento


de onda em 1440 nm, pode gerar uma curva de amplificação óptica em
torno de 1540 nm.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 50
Amplificador óptico Raman

P (mW)

PUMP 1
200

PUMP 2
130
Total Gain

λ (ηm)
1440 1460
1540 1560
100 nm

• Podemos ver através da figura, que um laser de bombeio em 1440 nm,


causará uma liberação da energia com pico em 1540 nm. Do mesmo
modo, um laser de bombeio em 1460 nm, terá uma liberação de energia
com pico em 1560 nm. A soma das energias liberadas através do
Espalhamento de Raman originados pelos lasers de bombeio, irá formar
uma curva resultante que representa o ganho de potência que os sinais
ópticos receberão.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 51
Amplificador óptico Raman
• O Ganho final de um amplificador Raman irá depender do tipo de fibra
utilizada no trecho do sistema óptico.

• Podemos utilizar os amplificadores Raman na parte inicial do sistema


(transmissão) ou na parte final (recepção).

• A figura seguinte mostra as duas aplicações para o Raman:

Transmission Station Raman transmission Reception Station


Raman
Amplification curve

Pumping the Raman


Rx (EDFA)
Fiber (link transmission cable)

Transmission Station Reception Station


Reception Raman
Raman

Pumping the Raman


Booster (EDFA)

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 52
Amplificador óptico Raman
• Na figura a seguir, podemos ver um amplificador Raman posicionado na
estação de recepção de um sistema óptico.

• Os lasers de bombeio do Raman irão criar uma amplificação de potência


óptica desde a origem até cerca de uns 20 km a 50 km de distância da
estação de recepção.

Fiber (link transmission cable)


Transmission Station Reception Station
Canales DWDM Raman

Pumping the Raman


Booster (EDFA)
20 Km to 50 Km

Reception Raman

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 53
Amplificadores Híbridos
Amplificadores Híbridos

• Os amplificadores híbridos agregam as funcionalidades de um amplificador


EDFA acrescido de um amplificador RAMAN em uma só mecânica.

• Este modelo também contém em sua arquitetura GFF e VOA no estágio


intermediário para que tenhamos baixa figura de ruído e o controle do tilt
da curva de amplificação.

• Temos dois modelos de amplificadores:

• Com um estágio de Amplificação:


- HOA1-HA-E21001-HC

• Com dois estágios de Amplificação:


- HOA1-HA-E21211-HA

• Estes modelos, proporcionam uma potência máxima de saída de 21dBm.


• O Raman incluído no amplificador híbrido é de 28dBm;

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 55
Amplificadores Híbridos

• Estes amplificadores são indicados para enlaces com perdas de até 35dB e
consequentemente apresentam alto ganho;
• Apenas o primeiro estágio, implementado do “Line In” para o “Data
Out”, contem o amplificador RAMAN;
• O segundo estágio, implementado do “Data In” para o “Line Out”,
terá apenas amplificação EDFA;

Estágio 2 SC IN

LINE OUT DATA IN


EOA VOA EOA

LINE IN DATA OUT


ROA EOA VOA EOA

SC OUT
Estágio 1

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 56
Teste de Integridade (Segurança)

• Dentre as suas funcionalidades, este amplificador apresenta uma nova


função chamada de “Teste de Integridade”.

• O objetivo desta nova funcionalidade é garantir a segurança do operador e


a integridade do produto.

• O “Teste de Integridade” é realizado sob demanda ou ao ligar os lasers do


amplificador (no denominado “Estagio 1” com amplificação Raman).

• O que faz o “Teste de Integridade”:

• Ao ligar o Laser, o próprio amplificador verifica, para diferentes valores


de potência de bombeio (baixa potência), se existe ganho por efeito
Raman, comparando com valores de calibração. Isso impedirá que
eventos que poderiam danificar o módulo ou colocar em risco a
segurança do operador, possam ocorrer quando temos alta potência na
saída do amplificador. Em caso de falha os lasers de bombeio do
Raman são ligados em potência mínima, com valor de 50mW.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 57
Modos de Operação

• Existem dois modos de configuração do amplificador:

• AGC
- No modo AGC, o amplificador Raman + EDFA é tratado como uma única
caixa, sendo necessário apenas definir o ganho global do amplificador
(diferença entre a potência de saída e a potência de entrada). O controle do
ganho do Raman e do EDFA são feitos internamente pelo Firmware da placa,
através de medidas dos fotodetectores internos;
- Este é o modo de operação recomendado.

• Manual
- No modo Manual, temos o controle independente do laser de bombeio do
amplificador Raman e o ganho em AGC do amplificador EDFA controlado
pelo usuário.

• Em ambos os modos não há controle do VOA disponível entre os estágios


de amplificação.

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 58
Ganho

• Para o ganho no modo AGC temos:

Fotodetectores

LINE IN DATA OUT


ROA EOA VOA EOA

SC OUT

Ganho Global

Máscara de Potência
Ganho Global = Ganho Raman On/Off + Ganho EDFA GMAX 35 dB

GMIN 20 dB
Ganho Raman On/Off: Definido pelo Teste de Integridade
POUT MAX 21 dBm

Ganho EDFA = Ganho Nominal EDFA – VOA PIN MIN -43 dBm

Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.


LPE23 - O&M da Plataforma LightPad i6400G Cap. 6 - 59
Padtec S/A © 2017 Todos os direitos reservados.