Você está na página 1de 6

TEMAS DE OCULTISMO TRADICIONAL

Reflexão do texto: Irmão Fernando Reis

É um Manual Martinista (título original: Temas de Ocultismo Tradicional - Percival com

156 páginas.

INTRODUÇÃO

O porquê do nome “Temas” em seu título. Devido aos diversos assuntos que,

apesar de estarem relacionados entre si, não formam um todo contínuo e uno.

Começa em seu texto introdutório dando uma explicação do termo Ocultismo ou

Esoterismo, termo bem abrangente para nosso tempo. Explica o termo como a

“CIÊNCIA DO OCULTO”, identificando que tal ciência não está ao alcance de todas as

pessoas de um modo geral,(para aquela época) designando como um movimento

cultural e filosófico devido preocupação do homem pelo lado oculto das coisas e dos

fatos, pela razão oculta que move o próprio Universo, o que tem levado civilizações e

culturas a busca de uma DIVINDADE.

Para que esse conhecimento torna-se mais amplo e de fácil transmissão surgiu

os movimentos ocultistas, e com o passar dos séculos vieram a chamar-se de Ordens

Ocultas que estavam em sintonia com a “KABALAH” de Israel, e que em seus

ensinamentos estavam absolutamente harmônicos entre as diversas Ordens Ocultas,

porém diferentes apenas na forma e nos aspectos exteriores da Doutrina.

Durante a introdução o autor se apresenta ao leitor e faz uma citação:

“Nada dura eternamente, meu irmão, e é necessária uma longa pausa para
que a música alcance sua perfeição.

“O Jardineiro de Amor” (Rabindranath Tagore)


O autor começa a relatar seu nascimento em terras da Espanha, na “Catalunha”

no final do século passado (não informa com detalhes), localizada às margens do

Mediterrâneo a leste, e as montanhas filhas do Fogo, e os Pirineus.

Obs: (A Catalunha atualmente fica na região no nordeste da Espanha, cuja capital é

Barcelona).

O autor informa aos seus leitores caso estejam familiarizados com a Astrologia,

que ficarão supressos que seu nome PERSIVAL tem o sol no signo de Áries, situado na

terceira casa, indicando um personalidade investigativa, com o firme propósito de não

obedecer a nenhuma outra lei que não seja seu próprio critério e sentido comum, como

também um espírito autodidata, muito atraído pelo Ocultismo escrito, o qual teve

influência em sua formação Intelectual leituras teosóficas de Blavatsky, Annie Besant,

Boehme, Paracelso, Louis Claude de Saint Martin, Mc Gregor Mathers, Dion Fortune,

Stanislas de Guaita, assim como a influência de Papus, e assim informar aos leitores o

método de pensamento do PERSIVAL.

O autor começa informando que teve uma revelação quando meditava sobre o

propósito da vida, após ter visto um acidente de carro na sua varanda, após um tempo

teve uma visão de um ser de expressão de grande dignidade e energia que começou

ensinar a criação do mundo e dos seres e suas hierarquias até o cristo ressuscitado e

assim compreendeu o sentido da vida.

Após o relato da revelação começa a discorrer a diversos temas conforme o

título desta obra. Aborda várias questões que serão apresentadas como conforme

abaixo:

 QUESTÃO DE BIOLOGIA OCULTA – Esse tópico se refere ao estudo sobre

Tantra Yoga publicadas no ocidente pelo orientalista britânico Sir John George

Woodroffe (1865–1936), também conhecido por seu pseudônimo “Arthur Avalon”.


Nessa obra estuda-se com todos os detalhes a manifestação no homem de

uma força que mediante certas meditações e concentrações mentais, essa força é

suscetível de ser despertada, desenvolvida e dirigida em sentido ascendente até chegar

ao cérebro, onde despertará as glândulas cranianas denominadas hipófises e pineal.

 SANTIAGO DE COMPOSTELA – Nesse tema fala-se da A lenda de Santiago

de Compostela, oriunda do cristianismo onde conta-se sua história e simbolismos

como santo, misturando-se com lendas místicas esotéricas daqueles tempos com

seus ensinamentos sob determinados simbolismos como a Alquimia, onde alquimista

deveria ser santo com o propósito de converter a matéria em ouro.

Em sequência o autor dá tema aos (4) QUATROS ELEMENTOS cuja

expressão é utilizada para referir-se aos elementos naturais: Água, Terra, Fogo e Ar,

cuja expressão refere-se ao que seria essencial à vida humana no planeta e

associando esses Elementos a Astrologia.

Alguns temas principais da obra:

 ESTUDO DA SEMÂNTICA OCULTA

Está baseada “Ciência do Verbo” (conhecimento oculto) essas chaves

habituais da Ciência Oculta são principalmente:

a) A Cabala Hebraica; b) O Taro; c) A Astrologia; d) A Alquimia; e) A

Mitologia das diferentes religiões; f) A Semântica profana.

Em seguida o autor Breve Comentário sobre as Escritas Hebraica, Sânscrito,

Chinês, Hebreu, Grego. Línguas modernas.


 HISTÓRIA ASTROLÓGICA DO PLANETA TERRA DAS FORÇAS

CÓSMICAS À APARIÇÃO DO HOMEM

O tema tem como estudo a roda zodiacal, utilizando o zodíaco que de

acordo com a astronomia, é uma ciência natural que estuda os astros e corpos

celestes com paralelo com astrologia - pseudociência que alega ter os corpos

celestes influência sobre a personalidade e vida das pessoas na Terra - divide a

mesma zona da esfera cósmica em doze partes, conhecidas por "signos do

zodíaco". Logo o autor faz um paralelo de como surgiu o planeta Terra e a

criação do homem, dos animais, diluvio, da rebelião celestial e superficialmente

da morte e ressureição de Jesus o Cristo.

Dentro do mesmo tema vai abordar vários assuntos como:

I. Da energia física à realização espiritual;

II. A estrela dos magos;

III. Mundo físico;

IV. Cronologia oculta;

V. Esoterismo religioso;

VI. O equilíbrio social; e

VII. Os deuses da mitologia clássica.

 AS PERMUTA ÇÕES DO TETRAGRAMA

O autor explica estudo pela leitura do livro de Enel “A trilogia da Rota” em que o

autor do livro usa pseudônimo de ENEL.

Este estudo, baseia-se no estudo da Cabala. Passando informações sobre o

Triangulo de Pitagórico, Triangulo Equilátero, O Triangulo de Pitágoras e a Tradição

Cabalísticas e outros temas relevantes.


 HORIZONATIS / ÁRVORE DAS SEPHIROTS / ÁRVORE DA VIDA

(CABALA)

O autor começa a ensinar seus pontos de vista em paralelo dos escritos de P.

Kircher autor do livro “Árvore Sephirótica” sem desmerecer seus conhecimentos.

Porém o que seria a “Árvore Sephirótica ou Árvore da Vida” - É um

SISTEMA CABALÍSTICO hierárquico em forma de árvore, que é dividida em dez

partes, ou dez frutos.

A Árvore da Vida tanto pode ser usada para explicar a criação do Universo,

como para hierarquizar o processo evolutivo do homem, por isso, a Árvore da Vida é

usada como referência em várias ordens de magia, para classificar seus graus.

A sequência das sephiroth na Árvore:

1. Kether - Coroa, 2. Chokmah - Sabedoria, 3. Binah - Entendimento, 4. Chesed -

Misericórdia, 5. Geburah - Julgamento. 6. Tipareth - Beleza, 7. Netzach – Vitória, 8. Hod

- Esplendor, 9. Yesod - Fundamento, 10. Mal'hut - Reino.

Obs: Daath - Conhecimento (situa abaixo e entre Chokmah e Binah), em seguida o

autor dá vários conceitos em relação ao tema.

 OUTROS TEMAS

Em sequências o autor aborda e explica os seguintes temas:

I. Algumas ideias sobre o tarô;

II. As bases da astrologia onomântica;

III. O candelabro de sete braços;

IV. A conquista da yoga; e

V. Valor metafísico do zero.


CONCLUSÃO

Ao analisar essa obra de Percival, cheguei à conclusão que esses Temas e

muitos outros que se seguirá, serão de grande importância ao iniciado na teosofia,

tendo em vista que tenho muito a aprender.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
 https://sca.org.br/temas-de-ocultismo-tradicional-percival/
 https://pt.wikipedia.org/wiki/Catalunha
 https://www.shri-yoga-devi.org/download-tantras
 https://pt.wikipedia.org/wiki/Elementos_cl%C3%A1ssicos#:~:text=Vis%C3%A3o%20Natural,
%C3%A0%20vida%20humana%20no%20planeta.
 https://www.significados.com.br/zodiaco/
 https://pt.wikipedia.org/wiki/%C3%81rvore_da_Vida_(Cabala)

Você também pode gostar