Você está na página 1de 27

Ministério da Educação

Secretaria de Ensino Superior/SESu


Diretoria de Desenvolvimento da Educação em Saúde
Coordenação Geral de Residências em Saúde

Programas de Residência em
Saúde : Importância e Situação
Atual

Março de 2015
Quem somos ?
Ministério
Ministério da Educação
da Educação

Consultoria Jurídica Gabinete do Ministro Conselho Nacional de


Educação- CNE

Secretaria de Secretaria de Educação Secretaria de Secretaria de


Educação continuada, Alfabetização, Secretaria de Educação Secretaria de Articulação com os Regulação e Supervisão
profissional e Diversidade e Inclusão Superior/SESu Educação Básica Sistemas de ensino da Educação Superior
tecnológica

Diretoria de
Desenvolvimento da
Educação em Saúde

Programa Mais Médicos


Coordenação Geral de Coordenação Geral de
Expansão e Gestão da Residência em Saúde
Expansão de Cursos de Medicina Educação em Saúde

CNRM CNRMS
Marco Regulatório

• Lei nº 11.129/06/2005

2005 “Institui o Programa Nacional de Inclusão de Jovens –


ProJovem; cria o Conselho Nacional da Juventude – CNJ e a Secretaria
Nacional de Juventude; altera as Leis nos 10.683, de 28 de maio de
2003, e 10.429, de 24 de abril de 2002; e dá outras providências.”

• Publicação da Portaria Interministerial n º 2.538 que instituí o Grupo


de Trabalho da Residência Multiprofissional em Saúde.
2006 • MS- criação da SEGTES( Secretaria de Gestão do Trabalho e da
Educação em Saúde) e da DEGES( Diretoria de Gestão do Ensino
em Saúde).
• MEC – criação, na SESu ( Secretaria de Educação Superior) da
DHR ( Diretoria de Hospitais e Residências em Saúde).
Marco Regulatório
• Lei nº 11.129/06/2005  Institui o Programa Nacional de
Inclusão de
•Publicação Jovens Interministerial
da Portaria – ProJovem; cria o Conselho
nº 45 que instituiNacional da
os Programas
deJuventude – CNJ
Áreaedaa Secretaria Nacional de Juventude; altera
2007 Residência na
as Leis noda
•Publicação
de abril
CNRMS
s 10.683,
Portaria de
Saúde.
28 de maio nº
Interministerial de698
. de 2002; e dá outras providências.
2003,
queenomeia
10.429, de 24 a 1ª
e instala

• Publicação da Portaria Interministerial MEC/MS nº 1077.


“Dispõe sobre a Residência Multiprofissional em
2009 Saúde e a Residência em Área da Saúde, e institui o Programa
Nacional de Bolsas para Residências Multiprofissionais(PRM) e
em Área Profissional de Saúde(APS) e a Comissão Nacional de
Residência Multiprofissional em Saúde.”
Marco Regulatório
• Lei nº 11.129/06/2005  Institui o Programa Nacional de
2010 • Publicação
Inclusão deda
Juventude
dispõe
Portaria
Jovens
sobre– CNJ
Interministerial
– ProJovem;
e a Secretaria
a estrutura,
MEC/MSNacional
cria o Conselho nº 1320da
Nacional edefuncionamento
organização
que
Juventude; alterada
as Leis nos 10.683, de 28 de maio de 2003, e 10.429, de 24 de
CNRMS.
abril de 2002; e dá outras

• Publicação da Portaria Interministerial MEC/MS nº 1.224 que

2012 altera as Portarias Interministeriais de nº 1077/2009 e nº


1320/2010.
• Julho - última reunião da CNRMS por extinção do mandato
dos membros participantes.

• Nomeação da nova Comissão Nacional de Residência


2014 Multiprofissional em Saúde;
• Publicação da Portaria Interministerial MEC/MS nº 16 que
altera a Portaria Interministerial nº 1077/2009.
COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MULTIPROFISSIONAL EM SAÚDE

CNRMS

MS
Departamento de
Planejamento e
MEC Regulação da Provisão
Secretaria de de Profissionais de CONASS Organizações
Residentes e Representantes da
Educação Superior Saúde da Secretaria CONASEMS
Coordenadores de Área de Saúde:
Diretoria de de Gestão do ABRUEM
Programas:.
Desenvolvimento de Trabalho e Educação Associações de Ensino
na Saúde ANDIFES
Educação em Saúde Conselhos
Diretoria do futuro: (Instituições que Profissionais
Coordenação Geral de ofertam programas de
Departamento de tutor/preceptor
Residências em Saúde Residência) Entidades Sindicais
Gestão do Trabalho e
Educação na Saúde

Assessorada 06 Câmaras Técnicas Temáticas

Banco Público de Avaliadores


Atribuições da CNRMS

 Dispor sobre o processo de Regulação, Avaliação e Supervisão dos programas


em todo território nacional;
 Estabelecer normas para os programas (duração, carga horária, curriculum
mínimo, dentre outros);
 Constituir Banco de Avaliadores para visita in loco aos programas;
 Garantir a certificação dos Residentes;
 Propor e adotar medidas, objetivando o diálogo entre a Residência
Multiprofissional em Saúde e a graduação e outras formas de pós-graduação;
 Propor políticas educacionais para a Residência e articular-se com outras
Instituições para fins de aprimoramento dos programas
 Criar Câmaras Técnicas para fins de assessoramento nos processos de
autorização, reconhecimento e renovação de reconhecimento dos programas.
Câmaras Técnicas
CNMRS é assessorada por 06 Câmara Técnicas – composta pela representação
dos Conselhos Profissionais e Associações de Ensino das 13 profissões.

 Atualmente subdividem-se em seis (6) grandes áreas temáticas:


(1) Apoio Diagnóstico e Terapêutico, Especialidades Clínicas, Especialidades
cirúrgicas;
(2) Intensivismo, Urgência e Emergência;
(3) Atenção Básica/Saúde da Família e Comunidades, Saúde Coletiva;
(4) Saúde Mental;
(5) Saúde Funcional;
(6) Saúde Animal e Ambiental.

Portaria Interministerial nº 1.320, de 11 de Novembro de 2010


Concepção Pedagógica dos Programas de
Residências em Saúde

Modalidade Multiprofissional

Modalidade Uni profissional


REQUISITOS DOS PROGRAMAS DE RESIDÊNCIAS EM SAÚDE

Residência em Área Profissional da Saúde


CH Mínima: 5.760hs/02 anos
60 hs/semanais
Dedicação Exclusiva
Bolsa: Valor: R$ 2.976,26
Contribuição INSS
Isenção de Imposto de Renda
Vinculada a uma IES
Cadastro no SisCNRMS

Somente podem receber a denominação de Residência os cursos que


cumprirem TODOS os requisitos
Projeto Político Pedagógico dos PR

 Necessária integração Academia – Serviço: docentes das universidades devem estar


articulados com os profissionais preceptores dos hospitais e vice versa (AP);

 Articulação com os gestores Estadual e Municipal (M/AP);

 Priorização das políticas de Estado para Saúde, definidas pelo Ministério da Saúde,
como foco para a escolha das áreas de concentração/especialidades a serem ofertadas
para qualificação do atendimento pelo SUS (M/AP);

 Definição das áreas de concentração/especialidades dos programas segundo as


demandas locorregionais de profissionais e a capacidade operacional das instituições
(AP);
Projeto Político Pedagógico dos PR
 R1: estágios em diferentes serviços do hospital/Rede de Atenção Básica,
possibilitando ao residente vivenciar e adquirir experiências diversas, sempre
sob supervisão direta de um preceptor(AP);
 R2: prática na área de concentração/especialidade escolhida, sob
supervisão direta de um preceptor. A supervisão deverá ser presencial na
maior parte do tempo, e ocasionalmente poderá ser à distância (porém por
profissional presente na instituição de saúde) ( M/AP);
 Tanto no R1 como no R2, deverá ter incluído na grade, a prática obrigatória
na rede básica, em unidade que disponham de equipes de Saúde da Família,
preferencialmente aquelas onde funcionar também um Programa de
Residência Multiprofissional em SF, de forma a propiciar a troca de
experiências; ( AP);
Os Programas Multiprofissionais devem ser constituído por no
mínimo três profissões da área da saúde ( AP).
Conteúdos Obrigatórios do Programa de Residências em Áreas da Saúde
(Multip. e Uni Profissional)

Conteúdo Teórico Obrigatório: Resolução CNRMS nº 05/2014

 Politicas Públicas de Saúde/Sistema Único de Saúde.

 Politicas Públicas de Saúde relacionadas a área de concentração.

 Epidemiologia Geral e Loco-regional

 Ética e Bioética

 Metodologia de Pesquisa

 Segurança do Paciente

 Conteúdo Especifico da Área Profissional

 Estatística

Conteúdo Teórico: % da Carga Horaria Total (20%)


Fonte: SisCNRMS/SESu/MEC
Delineamento do Programa Multiprofissional

Eixo Transversal

Atividades Teóricas e Praticas Integradas Multiprofissionais

Enfermagem

Odontologia
Fisioterapia
Eixo
Farmácia

OUTROS
Áreas
Perpendicular Profissionais
(Conteúdo especifico)

Fonte: SisCNRMS/SESu/MEC
FÁRMACIA
ENFERMEIRA(o)
PSICOLOGO

Concepção de FONOAUDIOLOGO

Assistência Integral

Consulta  Diagnóstico  Conduta Terapêutica 


Orientação para Alta
Delineamento do Programa Uniprofissional

Eixo Áreas Profissionais


Perpendicular

Odontologia
Enfermagem

Conteúdo Geral para

Medicina
Farmácia

OUTROS
formação profissional

Conteúdos Específicos da área


de concentração/especialidade

Residência Médica Resolução nº 2/2006


Conteúdo prático e teórico 10 a 20% de Conteúdo Teórico(aulas, seminários,
prático compatível com o perfil discussão clinica, reuniões cientificas, dentre outra)
de competência definido para o
egresso.
SITUAÇÃO ATUAL DOS
PROGRAMAS
RESIDÊNCIAS EM ÁREA
PROFISSIONAL DA
SAÚDE
Situação dos PRS no Sistema de Cadastro do MEC

Programas de Residência em
Área Profissional de Saúde

2014/2015: 1. 225 Programas


: 6.575 residentes
Quantitativo de residentes por profissão cadastrados no SisCNRMS
2013/2014

1608

Enfermagem
Medicina Veterinária
Biologia
Biomedicina
Educação Física
Farmácia
543 Fisioterapia
482
440 428 436 Fonoaudiologia
384
328
Nutrição
157 132
97 Odontologia
11 23
Psicologia
Serviço Social
Terapia Ocupacional

TOTAL = 5069 RESIDENTES


Fonte: SisCNRMS/SESu/MEC
ONDE ESTAMOS ???
Resumo das atividades do 3º Colegiado da CNRMS
1. Publicação de Resolução:

 Resolução CNRNS nº 05/2014 - Dispõe sobre a duração e a carga horária dos


Programas de Residência em Área Profissional da Saúde nas modalidades
multiprofissional e uniprofissional e sobre a avaliação e frequência dos
profissionais de saúde residentes;

 Resolução CNRMS nº 06/2014 - Dá nova redação ao artigo 3º e 8º da


Resolução CNRMS nº 1, de 6 de fevereiro de 2013 que institui o banco de
avaliadores da Comissão Nacional de Residência Multiprofissional em Saúde –
CNRMS e dá outras providências;

 Resolução CNRMS nº 07/2014 - Regulamenta os processos de avaliação,


supervisão e regulação de programas de Residência em Área Profissional da
Saúde.
Resumo das atividades do 3º Colegiado da CNRMS
2. Seminários Regionais:

 Os Seminários foram realizados em Novembro e Dezembro de 2014, com o


objetivo de :
• Preparação para o V Seminário Nacional de Residência em Área Profissional da
Saúde.
• Ampliar a discussão sobre a Residência em Área Profissional da Saúde como
estratégia para a formação e o desenvolvimento de profissionais de saúde, no contexto do
Sistema Único de Saúde.
• Possibilitar o debate sobre os principais avanços e necessários para a Residência
em Área Profissional da Saúde, a partir das realidades locais levando em consideração as
necessidades de saúde, os conhecimentos e as experiências prévias.
• Rediscutir os pressupostos da Residência em Área Profissional da Saúde, no que
se refere aos conteúdos mínimos e cenários de praticas inseridos nas Redes Prioritárias do SUS.

Após a realização dos Seminários Regionais a CNRMS está trabalhando na


consolidação dos materiais produzidos nos eventos.
Resumo das atividades do 3º Colegiado da CNRMS
2. Encontro com as Câmaras Técnicas da CNRMS:

 O Encontro foi realizado em Outubro de 2014 com o objetivo de definir as


concentração, diretrizes curriculares e matrizes curriculares mínimas dentro da
perspectiva das linhas de cuidados do Ministério da Saúde.

 Esse evento reuniu titulares e suplentes das 06 Câmaras Técnicas, totalizando


120 pessoas.

Em 2015 a CNRMS dará continuação ao trabalho com a Câmaras Técnicas.


Resumo das atividades do 3º Colegiado da CNRMS
3. Publicação do Edital do Banco de Avaliadores da CNRMS:

 Foi publicado em 28/01/2015 o Processo seletivo para a composição do Banco


de Avaliadores da CNRMS.

Cronograma do Edital:
06/02/2015 Início das inscrições – primeira etapa
10/04/2015 Término das inscrições – primeira etapa
08/05/2015 Divulgação dos aprovados na primeira etapa
08/05/2015 Início das inscrições SAE/MEC – segunda etapa
22/05/2015 Término das inscrições segunda etapa
12/06/2015 Divulgação do resultado final
Resumo das atividades do 3º Colegiado da CNRMS
4. Processo de Reconhecimento dos Programas de Residência

 De acordo com a Resolução CNRMS nº 07/2014, serão reconhecidos os


programas que estiverem com o cadastro completo no SisCNRMS ate a data
da publicação da resolução.

 Possuem 1.166 programas cadastrado no SisCNRMS;

 Foi realizado, em primeiro momento, contato com as COREMUs das Regiões


Norte e Centro-Oeste, para o levantamento de dados, tais como: contatos dos
coordenadores de programas e lista dos egressos com turmas iniciadas a partir
de junho de 2005.

Após a coleta dos dados iniciaremos a emissão dos pareceres de


reconhecimentos para os programas.
Listas das atividades da CNRMS para 2015
1. AVALIAÇÃO E CERTIFICAÇÃO DOS PROGRAMAS;

2. ANÁLISE E VALIDAÇÃO DOS CURRÍCULOS PARA O BANCO DE AVALIADORES ;

3. CONSOLIDAÇÃO DAS PROPOSTAS APRESENTADAS NOS SEMINÁRIOS REGIONAIS E CONSTITUIÇÃO DO GT PARA A


ORGANIZAÇÃO DO V SEMINÁRIO NACIONAL;

4. CONCLUSÃO DAS DIRETRIZES PELAS CÂMARAS TÉCNICAS E APROVAÇÃO PELA CNRMS;

5. REAVALIAÇÃO DA RESOLUÇÃO SOBRE TRANSFERÊNCIA DE RESIDENTES;

6. PROPOSTA DE RESOLUÇÃO SOBRE ANTECIPAÇÃO DE TÉRMINO DE PROGRAMA;

7. PROPOSTA DE DESPACHO ORIENTADOR SOBRE O FLUXO DE ESTÁGIO OPCIONAL;

8. DESPACHO ORIENTADOR SOBRE A POSSIBILIDADE DE CURSAR CONCOMITANTEMENTE A RESIDÊNCIA COM OUTROS


CURSOS DE PÓSGRADUAÇÃO;

9. ALTERAÇÃO DA RESOLUÇÃO 2/2010 - INSITUIÇÃO FORMADORA/EXECUTORA, CONFORME DECISÃO DO CNE COM A


RESOLUÇÃO 07 DE 13/11/2014 (REGULAMENTA OS PROCESSOS DE AVALIAÇÃO, SUPERVISÃO E REGULAÇÃO DE
PROGRAMAS DE RESIDÊNCIA EM ÁREA PROFISSIONAL DA SAÚDE) PASSA DENOMINAR -INSTITUIÇÃO PROPONENTE
Coordenação Geral de Residências em Saúde - CGRS
o Profª Drª Sônia Regina Pereira

Equipe Técnica do MEC:

(61)2022 8044 e (61)2022 8013


residênciamultiprofissional@mec.gov.br

Obrigada!!