Você está na página 1de 9

NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

SUMÁRIO

1 OBJETIVO

2 ESCOPO

3 INSUMOS

4 CONCLUSÃO

1/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

1 OBJETIVO
Esta Nota Técnica tem o objetivo de descrever os insumos utilizados e resultados alcançados
na geração do arquivo de pessoas e famílias, elegíveis ou não elegíveis, a receber o auxílio
emergencial criado pela Lei 13.982 de 2 de abril de 2020, para o público do cadastro único
que recebe o bolsa família.

2 ESCOPO
1. Todas as famílias tratadas para o serviço de reconhecimento de direito ao Auxílio
Emergencial referente ao público do Bolsa Família constante na folha de pagamento
do PBF de julho/2020 que não possuem pessoas encontradas nos arquivos de
achados da CGU e TCU enviados pelo Ministério da Cidadania e não estão na lista
de decisões judiciais.
2. Pessoas que:
a. Estavam na folha de pagamento do auxílio emergencial em abril e não foram
encontradas na folha do bolsa família de maio;
b. Estavam na folha de pagamento do auxílio emergencial em maio e não foram
encontradas na folha do bolsa família de junho; e
c. Estavam na folha de pagamento do auxílio emergencial em junho e não
foram encontradas na folha do bolsa família de julho.

3 INSUMOS
Para alcance do objetivo supracitado, foram utilizados os seguintes insumos:
• Bases de Dados
a) Cadastro Único – Referência: 11/04/2020
b) Folha de beneficiários do Bolsa Família – Referência: julho/2020 – Data de
recebimento pela Dataprev: 06/07/2020
c) CNIS
i) Base de CPF: Referência 15/06/2020;
ii) GFIP: Abril/2020 extraído em 27/05/2020;
iii) eSocial: Abril/2020 extraído em 28/05/2020;
iv) GPS: Abril/2020 extraído em 25/05/2020;
v) Intermitentes: Junho/2020 extraído em 09/06/2020;
vi) Benefícios Previdenciários e LOAS: Maciça de Maio/2020;
vii) Seguro Desemprego: Maio/2020 extraído em 10/06/2020;

2/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

viii) SIRC: Junho/2020 recebida em 16/06/2020;


ix) SISOBI: Junho/2020 recebida em 08/06/2020.

d) RAIS – Ano 2019;


e) SIAPE – Competência: Maio/2020 recebido em 01/07/2020;
f) Arquivo do Microempreendedor Individual – MEI da Receita Federal do Brasil –
Competência: Março/2020 recebido em 03/04/2020;
g) Arquivo do IRPF 2018 da Receita Federal do Brasil: Referência 2018 recebido em
02/04/2020;
h) Mandatos Eletivos do TSE:
i) Referência 2014 – Senadores;
ii) Referência 2016 – Prefeitos e Vereadores;
iii) Referência 2018 – Presidente e Vice-Presidente, Deputados Federais, Estaduais
e Distritais e Governadores;
iv) Excluídos para a versão atual os suplentes eleitos, considerados na versão
anterior;
i) DEPEN/MJ – Base de Presidiários – Recebidas em 12/05/2020;
j) DEPEN/MJ – Base de Presidiários – Retorno de regime – Recebido em 05/06/2020 e
atualizada com arquivo recebido em 17/06/2020;
k) Base de Presidiários de SP (Regime Fechado) – Recebidas em 12/05/2020;
l) Base de Defesa - Militares – Competência: Abril/2020 recebidas em 12/05/2020;
m) Base de Defesa – Militares – Renda de requerentes com membros militares -
Recebidas em 08/06/2020;
n) Base de Brasileiros no Exterior – Ministério da Justiça – Recebida em 12/05/2020;
o) Base dos Politicamente Expostos – Recebida em 04/06/2020.
p) Base do Bem – Extraída em 01/07/2020
• Regras de Negócio determinadas pela legislação e pelo cliente
a) Cruzamento de Informações
i) Para a identificação das informações cadastrais relativas à família do PBF, o
cruzamento da base do Cadastro Único com a Folha de Pagamentos do PBF será
realizado através do “Código Familiar” e do “NIS RF”.
ii) Após a identificação da família, devem ser consideradas as pessoas que estão
cadastradas (estado cadastral 3, 5 e 6) e que possuam CPF ou NIS.

3/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

iii) Para a Folha do Auxílio Emergencial de abril, será usada a extração do Cadastro
Único ocorrida em 02 de abril de 2020. Para as Folhas de Pagamento do Auxílio
Emergencial dos meses subsequentes, deverá ser usada a extração do Cadastro
Único de 11 de abril.
iv) O cálculo de idade das pessoas deverá levar em consideração a data de 13 de
junho (data de extração do cadastro de junho) para as famílias do Auxílio
Emergencial da Folha de julho.
b) Verificação de elegibilidade e concessão do Auxílio Emergencial
i) Análise da Pessoa: somente será verificada a elegibilidade das pessoas que
possuam as seguintes características:
(1) IN_AGENTE_PUBLICO_RAIS (pessoa com condição de agente público
declarada na RAIS);
(2) IN_OBITO_SIRC (pessoa com óbito encontrado no SIRC);
(3) IN_OBITO_SISOBI (pessoa com óbito encontrado no SISOBI);
(4) IN_POLITICOS_ELEITOS (pessoa com mandato eletivo)
(5) IN_INTERMITENTE_ATIVO (pessoa é trabalhador intermitente ativo)
(6) IN_IDADE_MENOR_18 (pessoa menor de 18 anos)
(7) Esta verificação somente será realizada para as pessoas acima que estejam
em famílias que:
(a) Estavam presentes nas Folhas do Programa Bolsa Família de abril, maio,
junho, julho; e
(b) Possuam a mesma composição familiar e o mesmo RF entre o cadastro
de 02 de abril e 11 de abril (utilizando a tabela de ELOS).
(8) As pessoas não beneficiárias do Auxílio Emergencial que se enquadrarem
nas regras acima terão a sua elegibilidade verificada, ainda que esta
elegibilidade já tenha sido verificada em momento anterior.
(9) Caso a pessoa cumpra as regras de elegibilidade, ela se torna elegível ao
Auxílio Emergencial.
(10) A pessoa não beneficiária que não estiver inelegível pelas marcações dos
itens (1) a (6) e não se enquadrar nas regras (a) e (b) do item (7) acima não
terá sua elegibilidade verificada pelo processo automático mensal e será
tratada em público específico, via app, tornando-se CONTESTACAO.
(11) As pessoas já beneficiárias do Auxílio Emergencial do PBF com as
marcações abaixo terão o benefício do Auxílio Emergencial encerrado (não
são enviadas para pagamento) e serão consideradas inelegíveis ao Auxílio:

4/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

(a) IN_5_PARC_RECEBIDAS (pessoa já recebeu as cinco parcelas do


Auxílio Emergencial que tem direito);
(b) IN_ORIGEM_CAD (pessoa possui benefício do Auxílio Emergencial
oriundo do público CAD);
(c) IN_ORIGEM_EXTRACAD (pessoa possui benefício do Auxílio
Emergencial oriundo do público EXTRACAD);
(d) IN_CGU (família identificada pela Controladoria-Geral da União);
(e) IN_MONITORAMENTO (pessoa foi identificada como
ORIGEM_MONITORAMENTO no público enviado pela SENARC);
(f) IN_DEVOLUCAO (pessoa foi identificada como ORIGEM_DEVOLUCAO
no público enviado pela SENARC);
(g) IN_DETENTO (pessoa está na condição de detento, identificada a partir
da base do MJ);
(h) IN_DETENTO_SP (pessoa está na condição de detento de regime
fechado de SP);
(i) IN_DETENTO_CNJ (pessoa está na condição de detento de regime
fechado, identificada a partir de base do CNJ);
(j) IN_MILITAR (pessoa é servidor(a) público(a), vinculado ao Ministério da
Defesa);
(k) IN_BRASILEIRO_EXTERIOR (pessoa reside no exterior);
(l) IN_BEM (pessoa possui o Benefício Emergencial de Preservação do
Emprego e da Renda (BEM));
(m) IN_OBITO_SIRC (pessoa com óbito encontrado no SIRC); e
(n) IN_OBITO_SISOBI (pessoa com óbito encontrado no SISOBI).
(o) IN_TCU (família identificada pelo Tribunal de Contas da União)
(12) Terá o Auxílio Emergencial concedido a pessoa beneficiária elegível, desde
que tenha vaga para a concessão, respeitando o limite de 2 auxílios por
família, independente do público de origem (PBF, CAD e EXTRACAD).
(13) A pessoa beneficiária do Auxílio Emergencial, para a qual já tiver sido
gerado o limite de 5 parcelas, não poderá ter nova concessão do Auxílio
Emergencial em nenhum dos públicos (PBF, CAD e EXTRACAD), sendo seu
auxílio encerrado.
ii) Análise da Família
(1) No momento da realização da concessão, havendo pessoas elegíveis, só
poderão ser concedidos até 2 auxílios por família.

5/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

(2) O Auxílio Emergencial será concedido à família beneficiária do PBF quando o


valor do auxílio for maior que o do PBF. Caso a família já possua Auxílio
Emergencial, essa verificação não é realizada.
(3) Nos casos em que o benefício do PBF for igual ou maior que o do Auxílio
Emergencial, a família permanece com o benefício PBF, não recebendo o
benefício do Auxílio Emergencial.
(4) No caso de família PBF que já possua pessoa beneficiária do Auxílio
Emergencial (concessões de folhas anteriores ou de pessoas beneficiárias do
Auxílio Emergencial transferidas para a família), o pagamento do Auxílio
Emergencial será mantido independentemente do valor do PBF da família.
Nestes casos, não há a verificação se o valor do PBF é superior ao do Auxílio
Emergencial.
iii) Mães adolescentes
(1) Pessoas do sexo feminino, Responsáveis Familiares, de 16 e 17 anos, com
pelo menos um filho na família, que seja mais novo do que a mãe.
(2) Ela poderá ser considerada Monoparental, caso cumpra as regras de família
monoparental.
(3) Somente será concedido o Auxílio Emergencial para as mães adolescentes
que se enquadrarem nos itens (1) a (6) e nas regras (a) e (b) do item (7) da
avaliação da pessoa.
iv) Alteração Cadastral
(1) A pessoa beneficiária do Auxílio Emergencial (CAD e EXTRACAD) que for
identificada em família PBF levará seu pagamento do Auxílio Emergencial
para a família, independentemente da quantidade de pessoas que já recebam
o Auxílio Emergencial na família.
v) Suspensão do Bolsa Família
(1) A suspensão do benefício do PBF ocorrerá para a família que tiver pessoa
beneficiária do Auxílio Emergencial, independente do público de origem (PBF,
CAD e EXTRACAD).
(2) Uma família poderá ficar suspensa por mais de 5 meses no PBF,
independentemente do valor mensal do Auxílio Emergencial em pagamento,
dado que pode haver concessões do Auxílio geradas em momentos distintos
para uma mesma família.
(3) As famílias do PBF que deixem de possuir beneficiários do Auxílio
Emergencial terão a sua suspensão revertida.
vi) Lista de pessoas impedidas de acessar o Auxílio Emergencial
(1) A Secretaria Nacional de Renda de Cidadania (SENARC) encaminhará à
DATAPREV listagens de pessoas que deverão se tornar inelegíveis e que

6/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

terão o benefício encerrado do Auxílio Emergencial (não são enviadas para


pagamento). Essas listagens contém os seguintes públicos:
(a) ORIGEM_CAD: Indica se a pessoa recebe o Auxílio Emergencial pela
modalidade do público do Cadastro Único não-PBF;
(b) ORIGEM_EXTRACAD: Indica se a pessoa recebe o Auxílio Emergencial
pela modalidade do público do Aplicativo Caixa Auxílio Emergencial;
(c) ORIGEM_CGU: indica que a pessoa possui marcação de público CGU
(d) ORIGEM_TCU: indica que a pessoa possui marcação de público TCU
(e) ORIGEM_MONITORAMENTO: indica que a pessoa possui indícios de
inclusões ou alterações cadastrais indevidas; e
(f) ORIGEM_5_PARCELAS: indica que a pessoa já recebeu as cinco
parcelas do Auxílio Emergencial que tem direito.
(g) ORIGEM_DEVOLUCAO: indica que a pessoa solicitou devolução do
Auxílio; e
vii) Decisão Judicial
(1) Pessoas que foram encontradas com decisão judicial para pagamento do
auxílio emergencial de acordo com a planilha enviada pelo
DEBEN/SENARC/MC.
(2) Estas pessoas não são escopo deste 1º lote.
viii) Folha Complementar – JULHO
(1) A pessoa beneficiária do Auxílio Emergencial de família PBF de junho que
tiver sido cancelada do PBF em julho terá o seu pagamento do Auxílio
Emergencial realizado em plataforma social, por folha complementar gerada
pela Dataprev.
(2) As pessoas beneficiárias das Folhas Complementares de maio e junho
receberão as 2ª, 3ª, 4ª e 5ª parcelas, respectivamente, do Auxílio
Emergencial na Folha Complementar de julho.
(3) As pessoas já beneficiárias do Auxílio Emergencial das Folhas
Complementares de maio e junho com as marcações abaixo terão o benefício
do Auxílio Emergencial encerrado (não são enviadas para pagamento) e
serão consideradas inelegíveis ao Auxílio:
(a) IN_5_PARC_RECEBIDAS (pessoa já recebeu as cinco parcelas do
Auxílio Emergencial que tem direito);
(b) IN_ORIGEM_CAD (pessoa possui benefício do Auxílio Emergencial
oriundo do público CAD);

7/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

(c) IN_ORIGEM_EXTRACAD (pessoa possui benefício do Auxílio


Emergencial oriundo do público EXTRACAD);
(d) IN_CGU (família identificada pela Controladoria-Geral da União);
(e) IN_TCU (família identificada pelo Tribunal de Contas União);
(f) IN_MONITORAMENTO (pessoa foi identificada como
ORIGEM_MONITORAMENTO no público enviado pela SENARC);
(g) IN_DETENTO (pessoa está na condição de detento, identificada a partir
da base do MJ);
(h) IN_DEVOLUCAO (pessoa foi identificada como ORIGEM_DEVOLUCAO
no público enviado pela SENARC);
(i) IN_DETENTO_SP (pessoa está na condição de detento de regime
fechado de SP);
(j) IN_DETENTO_CNJ (pessoa está na condição de detento de regime
fechado, identificada a partir de base do CNJ);
(k) IN_MILITAR (pessoa é servidor(a) público(a), vinculado ao Ministério da
Defesa);
(l) IN_BRASILEIRO_EXTERIOR (pessoa reside no exterior);
(m) IN_BEM (pessoa possui o Benefício Emergencial de Preservação do
Emprego e da Renda (BEM));
(n) IN_OBITO_SIRC (pessoa com óbito encontrado no SIRC); e
(o) IN_OBITO_SISOBI (pessoa com óbito encontrado no SISOBI).

5 CONCLUSÃO
O universo de famílias tratadas no escopo deste 1º lote da folha de pagamento do Bolsa
Família de Julho/2020 foi de 13.889.905 (42.452.822 pessoas) e, após a aplicação das regras
para verificação das famílias elegíveis e inelegíveis ao Auxílio Emergencial, os números
consolidados são os seguintes:
• 653.789 famílias inelegíveis; e
• 13.236.116 famílias elegíveis, onde:
o 2.890.848 famílias receberão R$ 600,00 totalizando R$ 1.734.508.800,00.
o 9.260.831 famílias receberão R$ 1.200,00 totalizando R$ 11.112.997.200,00.
o 1.083.208 famílias receberão R$ 1.800,00 totalizando R$ 1.949.774.400,00.
o 196 famílias receberão R$ 2.400,00 totalizando R$ 470.400,00.

8/9
NOTA TÉCNICA – NT30

AUXÍLIO EMERGENCIAL – GRUPO CADASTRO ÚNICO PBF – 4º Processamento

o 34 famílias receberão R$ 3.000,00 totalizando R$ 102.000,00.


o 999 famílias estão com valor do auxílio emergencial zerado (0) devido a terem
sido pagas a maior na folha de maio/2020.
• TOTALIZANDO um desembolso de R$ 14.797.852.800,00.

Assinado de forma digital por PEDRO AUGUSTO DA


SILVA:01553358716
DN: c=BR, o=ICP-Brasil, ou=Autoridade Certificadora Raiz
Brasileira v2, ou=AC SOLUTI, ou=AC SOLUTI Multipla,
ou=Certificado PF A3, cn=PEDRO AUGUSTO DA
SILVA:01553358716
Dados: 2020.07.13 11:53:52 -03'00'

Assinado de forma digital por


RIGAN ANDRE CAMPOS
GONZALEZ:00428887783
Dados: 2020.07.13 12:04:47 -03'00'

PAULO HENRIQUE Assinado de forma digital


por PAULO HENRIQUE
COELHO:7033388 COELHO:70333882172
Dados: 2020.07.13 12:16:37
2172 -03'00'

9/9