Você está na página 1de 3

Atividade Avaliativa

1. Em 1808, após chegar ao Brasil fugindo da invasão francesa, o regente D. João VI decidiu:
a) Declarar a libertação dos escravos;
b) Anistiar todos os presos das antigas rebeliões nativistas;
c) Decretar a abertura dos portos brasileiros às nações amigas;
d) Proibir a entrada de produtos ingleses na colônia;
e) Iniciar a política da imigração.

2. A vinda da família real portuguesa foi bastante significativa para o Brasil, pois possibilitou:
A) O fim do pacto colonial a partir da liberdade de comércio estabelecida em 1808.
B) Uma maior liberdade para os negros africanos de exercer seus rituais religiosos.
C) Uma alteração na cultura brasileira, que se tornou livre das influências britânicas.
D ) A perpetuação dos valores culturais portugueses que passaram a ser os únicos do Brasil. 

3. Partindo do mesmo princípio da questão anterior, comente a principal consequência da


invasão napoleônica ao território português e qual a sua relação com a História do Brasil.

_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

Dom João é o regente do Reino, quando as tropas francesas invadiram o território português,
em novembro de 1807. A invasão é resultante do acordo comercial entre Portugal e Inglaterra.
Assim, Napoleão Bonaparte decretou o bloqueio continental.

4. Na realidade, o bloqueio objetivava isolar uma nação europeia:


A) Lisboa.
B) França.
C) Holanda.
D) Inglaterra.
E) NDA.

5. A vinda da Corte para o Brasil, em 1808, acarretou grandes transformações. De um lado,


no plano geral, a Abertura dos Portos quebra os limites expressos na ideia de Sistema
Colonial; de outro lado, no que diz respeito à cidade do Rio de Janeiro, a fixação da corte deu
à cidade uma outra fisionomia, representada, naquela época:

A) Pelo momento de total liberdade e esplendor, pela criação de academias e bibliotecas e


pela livre circulação de jornais e de ideias

B) Pela chegada, juntamente com a família real portuguesa, da Missão Artística Francesa que
além de muito contribuir para o povoamento da cidade, enfraqueceu o absolutismo da coroa
lusitana

C) Pela descoberta da cidade pelos sábios, intelectuais, pintores, arquitetos e cientistas,


homens indispensáveis à vida da Corte

D) Pelo momento de esplendor da cidade, por ocasião do alargamento de suas vias, da


reformulação do escoamento das águas, da reformulação urbana e cultural iniciada pelo
prefeito Pereira Passos

E) Pela situação de uma cidade colonial elevada à sede do governo, pela rápida expansão
demográfica, e pela criação do Teatro Real, da Biblioteca Real, futura Biblioteca Nacional e do
Jardim Botânico, embora não houvesse liberdade da imprensa local.

6. A vinda da Corte portuguesa para o Brasil, ocorrida em 1808, foi provocada, sobretudo,

A) Pelo fim da ocupação francesa em Portugal e pelo projeto, defendido pelos liberais


portugueses, de iniciar a gradual descolonização do Brasil.
B) Pela pressão comercial espanhola e pela disposição, do príncipe regente, de impedir a
expansão e o sucesso dos movimentos emancipacionistas na colônia.
C) Pelo interesse de expandir as fronteiras da colônia, avançando sobre terras da América
Espanhola, para assegurar o  pleno domínio continental do Brasil.
D) Pela invasão francesa em Portugal e pela proximidade e aliança do governo português com
a política da Inglaterra.
E) Pela intenção de expandir, para a América, o projeto de  união ibérica, reunindo, sob a
mesma administração colonial, as colônias espanholas e o Brasil.

7. A transferência da Corte portuguesa para o Brasil, em 1808, alterou as relações


econômicas da colônia com a economia mundial porque:

A) Reforçou o monopólio português sobre a economia colonial.


B) Pôs fim à hegemonia inglesa no comércio com o Brasil.
C) Provocou uma alta nos preços dos produtos coloniais, em decorrência do livre-comércio.
D) Rompeu o "pacto colonial", com a Abertura dos Portos.
E) Desencadeou a política fomentista de novas culturas.

8. Na história brasileira, a representação de Tiradentes, um dos protagonistas da


Inconfidência Mineira (1788-1789), exemplifica um processo de transformação de alguns de
seus personagens em heróis nacionais. Apresente duas propostas políticas da Inconfidência
Mineira.

_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________

9. A transferência da Corte Portuguesa para o Brasil, seguida da Abertura dos Portos, em


1808, significou:
1. O fim do antigo regime colonial, em razão da transformação do Brasil numa nova metrópole;
2. A ruptura do Pacto Colonial, com a instauração do regime de livre-comércio no Brasil;
3. O início de um período de mudanças que levariam à emancipação política do Brasil.

Assinale:

a) Se apenas a afirmativa 1 está correta;


b) Se apenas as afirmativas 1 e 2 estão corretas
c) Se apenas as afirmativas 1 e 3 estão corretas;
d) Se apenas as afirmativas 2 e 3 estão corretas;
e) Se todas as afirmativas estão corretas.

10. Assinale V para verdadeiro e F para falso nas afirmações abaixo:

( ) A permanência da Corte portuguesa no Brasil entre os anos de 1808 a 1821 e as


realizações de D. João VI prepararam o Brasil para se tornar independente.

( ) Chamamos de Primeiro Reinado o período que vai da independência, em 1822, até a


proclamação da república, em 1889.

( ) A Independência do Brasil atendia aos interesses da classe dos grandes proprietários


rurais, principalmente do Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais.

( ) A Independência contou com grande participação popular, por isso o povo estava
representado no novo governo, que trouxe muitas mudanças para o Brasil.

Você também pode gostar