Você está na página 1de 17

Administração Globalizada da Tecnologia da Informaçãos

Administrando Recursos e Tecnologias da Informação

Introdução
Existe uma necessidade real de os usuários finais entenderem e saberem como planejar e gerenciar os sistemas e
a tecnologia da informação em uma organização. A tecnologia da informação permite que gerentes administrem a
interdependência organizacional para atender as necessidades empresariais. A tecnologia da informação como
telecomunicações, redes, poderosos PCs e recursos de informação são agora mais prontamente disponíveis a mais
gerentes do que nunca.

Gerentes e a Tecnologia da Informação:

Pressões Empresariais Base de Tecnologia

Integração
Interfuncional

Fornecedor Cliente
Gerenciando
a Tecnologia
da Informação
Produtores Super Ágeis

A tecnologia da informação apresenta aos gerentes um desafio gerencial significativo. As pressões competitivas
do ambiente de negócios e tecnológico do final dos anos 90 estão forçando as principais empresas a repensarem
seu uso e administração da tecnologia da informação. Muitos executivos de empresas agora encaram a tecnologia
da informação como uma tecnologia que possibilita a administração de processos interfuncionais e
interorganizacionais de que as unidades de negócios devem dispor para enfrentar com sucesso a competição que
elas enfrentam.

Uma diversidade de forças que parecem estar causando uma mudança significativa na estrutura e distribuição de
gerentes em organizações nas quais a tecnologia da informação desempenha um papel principal inclui:
• As organizações estão se tornando empresas mais baseadas no conhecimento, “amplamente formadas por
especialistas que controlam e disciplinam seu próprio desempenho por meio de um feedback organizado de
colegas, clientes e sedes”.
• A Internet, intranets, extranets, hardware e software mais eficientes e econômicos estão possibilitando que
indivíduos, equipes, grupos de trabalho, unidades de negócios e organizações sejam “ligadas” em estreitas
relações comerciais que podem fornecer a comunicação e coordenação necessárias no mercado competitivo e
globalizado de hoje.
• A capacidade de apoio à decisão fornecida pela tecnologia dos sistemas de informação está mudando o foco
da tomada de decisão gerencial.
• A administração de recursos dos sistemas de informação de uma empresa não é mais o campo exclusivo dos
especialistas em sistemas de informação. Em vez disso, a administração de recursos de informação tornou-
se uma responsabilidade de todos os gerentes.

Desempenho Deficiente dos SI


A função de sistemas de informação possui problemas de desempenho em muitas organizações. A tecnologia da
informação, por exemplo, não está sendo utilizada de modo eficaz, eficiente ou econômico por muitas
organizações. A tecnologia da informação não está sendo utilizada:

• Eficazmente – ela é utilizada principalmente para informatizar processos empresariais tradicionais em lugar
de ser utilizada para apoio à decisão e a processos e produtos inovadores para obter vantagens competitivas.

• Eficientemente – pelos grupos de serviços de informação que fornecem tempos de resposta deficientes,
paradas freqüentes, sistemas incompatíveis, dados desintegrados e acúmulo de pedidos [backlogs] de
desenvolvimento de aplicações.

• Economicamente – caso os custos da tecnologia da informação se elevaram mais depressa do que outros
custos, ainda que o custo de processamento de cada unidade de dados esteja decrescendo devido às reduções
radicais no preço e aprimoramentos na tecnologia de hardware e software.

Comitê
Executivo
de Tecnologia
da Informação

Comitê
de Direção
da Administração

Administração
da Tecnologia
da Informação
pelo Usuário Final

As experiências de organizações bem-sucedidas revelam que o extenso e significativo envolvimento da


administração e do usuário final é o ingrediente fundamental do desempenho de alta qualidade dos sistemas de
informação.

O envolvimento adequado de gerentes na administração da TI exige o desenvolvimento de estruturas de


comando que incentivem a participação ativa dos usuários finais gerenciais no planejamento e controle dos usos
empresariais da TI. Estando envolvidos nas decisões de TI que afetam suas unidades de negócios, os gerentes
evitam os problemas de desempenho dos SI. Sem este alto grau de envolvimento, os gerentes não podem
melhorar o valor da tecnologia da informação para os negócios. Diversos níveis de envolvimento e controle da
tecnologia da informação incluem:

• Comitê Executivo da Tecnologia da Informação


- Comitê composto por altos executivos que realizam o planejamento estratégico dos sistemas de informação e
coordenam o desenvolvimento de projetos importantes de sistemas de informação.

• Comitê de Direção da TI
- Comitê composto por gerentes de unidades de negócios, gerentes operacionais e pessoal administrativo do
departamento de serviços de informação que supervisionam o andamento de projetos de desenvolvimento de
sistemas.
• Administração pelo Usuário Final.
- Administração direta pelo usuário final da tecnologia da informação em unidades de negócios e grupos de
trabalho, incluindo a participação no desenvolvimento de sistemas de informação importantes.

Pessoas

Estrutura Atividades

Cultura Tecnologia

Para melhor compreender o impacto organizacional da tecnologia da informação, é útil encarar uma organização
como um sistema sócio-técnico. O conceito de sistemas sócio-técnicos enfatiza que, para melhorar o desempenho
de uma organização, os gerentes devem:

• Mudar um ou mais desses componentes


• Levar em conta as relações entre esses componentes interdependentes.

Os componentes básicos de um sistema sócio-técnico incluem:

• Pessoal: - os gerentes são indivíduos com uma diversidade de preferências por informações e capacidades
diversificadas para utilizar efetivamente as informações que lhes são fornecidas. Os sistemas de informação
devem gerar produtos de informação sob medida para atender as necessidades de cada gerente.

• Tarefas: - As tarefas de muitas organizações se tornaram bastante complexas e ineficientes no curso do


tempo. A tecnologia da informação pode desempenhar um papel importante no combate à complexidade
organizacional por meio do apoio à reengenharia de processos empresariais.

• Tecnologia: - A tecnologia dos sistemas de informação computadorizados continua a se tornar mais


sofisticada e complexa. Entretanto, essa tecnologia não deve determinar as necessidades de informação dos
usuários finais no desempenho de suas tarefas organizacionais. Ela deve acomodar a cultura e estrutura
administrativa de cada organização.

• Cultura: - As organizações e suas sub-unidades possuem uma cultura que é compartilhada pelos gerentes e
demais funcionários. Elas possuem um conjunto único de valores e estilos organizacionais que podem variar
do informal ao muito formal. O projeto de sistemas de informação e produtos de informação deve acomodar
essas diferenças.
• Estrutura: - As organizações estruturam sua administração, funcionários e tarefas de trabalho em uma
multiplicidade de sub-unidades organizacionais. A função dos SI não pode mais ser uma estrutura
hierárquica, centralizada e organizacional que se suporta por meio da centralização do poder de
processamento, bancos de dados e desenvolvimento de sistemas ao nível do escritório central da empresa.
Este tipo de estrutura enfatiza a coleta de dados em bancos de dados centralizados e a produção de relatórios
para atender as necessidades de informação de executivos funcionais.
Em vez disso, a TI deve ser capaz de apoiar tipos mais descentralizados e colaboradores de estrutura
organizacional, que necessitam de intranets ou redes cliente/servidor mais interconectadas, bancos de dados
distribuídos, computadores enxutos [downsized] e recursos de desenvolvimento de sistemas distribuídos entre os
níveis de unidade e grupos de trabalho da empresa. Dessa maneira, a tecnologia da informação deve enfatizar a
comunicação e colaboração rápida e fácil entre indivíduos, unidades de negócios e outros grupos de trabalho da
organização, utilizando eletrônica em vez de papel.

Administração
de Recursos
de Informação

Administração Administração Administração Administração Administração


Estratégica Funcional de Recursos da Tecnologia Distribuída

A administração de recursos de informação tornou-se uma maneira popular de enfatizar uma mudança maior na
administração e missão da função de sistemas de informação em muitas organizações. Nessas organizações, a
IRM pode ser vista como algo que possui cinco dimensões principais:

• Administração Estratégica
- a tecnologia da informação deve ser administrada para contribuir com os objetivos estratégicos e vantagens
competitivas de uma empresa, não apenas para a eficiência operacional ou tomada de decisão.

• Administração Operacional
- a tecnologia da informação e os sistemas de informação podem ser administrados por estruturas
organizacionais funcionais e técnicas gerenciais comumente utilizadas em todas as outras unidades da
empresa.

• Administração de Recursos
- dados e informações, hardware e software, redes de telecomunicações e pessoal de SI são recursos
organizacionais decisivos que devem ser administrados como os demais recursos da empresa.

• Administração da Tecnologia
- todas as tecnologias que processam, armazenam e comunicam dados e informações por toda a empresa
devem ser administradas como sistemas integrados de recursos organizacionais.
• Administração Distribuída
- administrar o uso da tecnologia da informação e dos recursos de sistemas de informação nas unidades de
negócios ou grupos de trabalho é uma responsabilidade chave de seus gerentes, seja qual for a sua função ou
nível na organização.

Administração Estratégica:

A função de SI deve administrar a tecnologia da informação de forma a dar contribuições importantes para a
lucratividade e objetivos estratégicos da empresa. Dessa forma, a função dos sistemas de informação deve deixar
de ser uma prestadora de serviços de informação concentrada apenas em atender necessidades de processamento
de transações ou de apoio à decisão de uma empresa. Em vez disso, ela deve se tornar uma geradora ou
empacotadora de produtos de informação ou capacitadora de estruturas organizacionais e processos empresariais
que possam dar a uma empresa uma vantagem comparativa em relação a seus concorrentes.

O Diretor-Executivo de Informações
Muitas empresas têm criado um cargo de administração sênior, o diretor-executivo de informações (CIO), para
supervisionar o uso da TI. O CIO possui três responsabilidades principais:

• Supervisionar os serviços de apoio de serviços convencionais de computação, telecomunicações, sistemas de


automação do escritório e outros serviços de apoio da tecnologia dos SI.
• Concentrar-se no planejamento e estratégia de longo prazo. O CIO não controla atividades cotidianas de
serviços de informação.
• Trabalhar com outros altos executivos para desenvolver sistemas de informação estratégicos que ajudem a
tornar a empresa mais competitiva no mercado.

O professor deve mencionar para os alunos que muitas empresas têm preenchido o cargo de CIO com executivos
externos ao campo de SI para enfatizar o principal papel da tecnologia da informação nos negócios.

Planejamento Estratégico de Sistemas de Informação

Projetar
Criar Determinar Fazer Desenvolver Desenvolver
Arquitetura
Visão Direcionadores Avaliações Estratégias Táticas
de TI

Oportunidades Arquitetura de TI
Melhores
Práticas Estratégicas

Plataforma
Tecnológica
Re-
engenharia
Planos de
Recursos Implementação
de Dados da Tecnologia
Necessidades
Específicas Estratégias
Visão Avaliação
de Negócios
Empresarial de Lacunas Portfólio
e de TI
de Planos de
Capacidades Aplicações Investimento
Existentes

Organização
Planos de
Necessidades de TI
Necessidades Transformação
dos Clientes de da Organização
Posicionamento
de Longo
Necessidades Alcance
dos Parceiros

A administração de SI estratégicos exige o planejamento estratégico de SI . As empresas realizam essa tarefa


tendo em vista quatro objetivos principais:
• Alinhamento Empresarial
Compatibilizar o investimento em tecnologia da informação com uma visão e metas estratégicas da empresa.

• Vantagem Competitiva
Aproveitar a tecnologia da informação para criar sistemas de informação estratégicos e inovadores para alcançar
vantagem competitiva.

• Administração de Recursos
Desenvolver planos para a administração eficiente e eficaz dos recursos de sistemas de informação de uma
empresa, incluindo pessoal de SI, recursos de hardware, software, dados e rede.

• Arquitetura Tecnológica
Desenvolver políticas tecnológicas e projetar uma arquitetura de tecnologia da informação para a organização.

Arquitetura de Tecnologia da Informação


Mencione para os alunos que a arquitetura de TI criada pelo processo de planejamento estratégico é um projeto
ou planta conceitual que inclui os seguintes componentes principais:

• Plataforma Tecnológica
Sistemas de computadores, software de sistemas e aplicações e redes de telecomunicações fornecem uma infra-
estrutura ou plataforma de computação e comunicações que apoia o uso da tecnologia da informação na empresa.

• Recursos de Dados
Diversos tipos de bancos de dados operacionais e especializados, incluindo data warehouse e bancos de dados
Internet/intranet armazenam e fornecem dados e informações para os processos empresariais e apoio à decisão
gerencial.

• Portfólio de Aplicações
Aplicações da tecnologia da informação são projetadas como um portfólio diversificado de sistemas de
informação que apoiam funções organizacionais chaves bem como processos empresariais interfuncionais. Além
disso, um portfólio de aplicações deve incluir apoio para vínculos comerciais interorganizacionais, tomada de
decisões gerenciais, computação e colaboração pelos usuários finais e iniciativas estratégicas para alcançar
vantagem competitiva.

• Organização da TI
A estrutura organizacional da função dos SI dentro de uma empresa e a distribuição dos especialistas de SI entre
a sede da empresa e as unidades de negócios podem ser projetadas ou reformuladas para atender a mudanças nas
estratégias de uma empresa. A forma de organização da TI depende da filosofia gerencial, visão empresarial e
estratégias de negócios e de TI formuladas durante o processo de planejamento estratégico.

Administração Operacional

O conceito de administraçãode recursos da informação enfatiza que as funções e técnicas gerenciais e as


estruturas organizacionais comuns à maioria das empresas podem ser utilizadas para gerenciar a tecnologia da
informação. Gerentes comerciais e de SI podem utilizar técnicas gerenciais (como modelos de planejamento,
orçamentos financeiros e administração de projeto) e uma combinação de grupos de trabalho e unidades de
negócios funcionais e baseados no processo, tal como fazem em outras áreas importantes da empresa.

Trata-se a função dos sistemas de informação como outras funções e espera-se que ela utilize as técnicas
gerenciais empregadas por outras unidades de negócios para administrar seus recursos e atividades. Os
departamentos de serviços de informação desempenham diversas funções e atividades básicas. Estas podem ser
agrupadas em três funções dos SI básicas:
• Desenvolvimento de sistemas
• Operações
• Serviços técnicos
Centralização versus Descentralização
Os modernos sistemas de informação computadorizados podem apoiar tanto a centralização como a
descentralização dos sistemas de informação, das operações e do processo de tomada de decisões dentro de
organizações usuárias de computadores.

Instalações de computador centralizadas


• Podem conectar todas as partes de uma organização por meio de redes de telecomunicações para permitir à
alta administração centralizar a tomada de decisões anteriormente executada por níveis inferiores da
administração.
• Podem promover a centralização de operações, o que reduz o número de filiais, instalações de fabricação,
depósitos e outros locais de trabalho necessitados pela empresa.

Instalações de computador descentralizadas


• Redes distribuídas de computadores em múltiplos locais de trabalho podem permitir que a alta administração
delegue mais a tomada de decisões aos gerentes de níveis médios.
• A administração pode descentralizar as operações aumentando o número de filiais embora ainda mantendo
acesso ao potencial de informações e comunicações de que ela necessita para controlar a direção geral da
organização.

A tecnologia da informação pode incentivar tanto a centralização como a descentralização dos sistemas de
informação, operações empresariais e administração.

A estrutura organizacional e a arquitetura de sistemas de informação de uma empresa são influenciadas pela:
• Filosofia da alta administração
• Cultura da organização
• Necessidade de reprojetar suas operações
• Utilização de estratégias competitivas agressivas ou conservadoras

Mudanças nas Tendências


As empresas continuar a utilizar uma diversidade de combinações organizacionais para a distribuição de serviços
de informação. Algumas das mudanças nas tendências incluem:
• Nos primeiros anos da computação, quando os computadores mal podiam cumprir uma única carga de
trabalho do departamento, a descentralização era a única opção.
• O desenvolvimento de grandes mainframes, telecomunicações e terminais levaram a uma centralização do
hardware e software , bancos de dados e especialistas em SI ao nível geral das organizações.
• O desenvolvimento de mini- e microcomputadores acelerou uma tendência de downsizing um passo atrás
rumo à descentralização. Passaram a existir as redes cliente/servidor distribuídas aos níveis de empresa,
departamento, grupo de trabalho e equipe. Isto promoveu uma mudança de bancos de dados e especialistas
da informação para alguns departamentos e a criação de centros de informação para apoiar a computação
pelo usuário final.
• Ultimamente, a tendência é a de estabelecer controle mais rígido sobre os recursos de informação de uma
organização, embora ainda atendendo as necessidades estratégicas de suas unidades de negócios. Isto tem
resultado em uma tendência de centralização em algumas organizações e o desenvolvimento de estruturas
híbridas dotadas de componentes centralizados e descentralizados em outras organizações.
• Algumas empresas têm desmembrado suas funções de SI em subsidiárias de SI que oferecem serviços de
processamento de informações para organizações externas, além da empresa matriz.
• Algumas organizações têm recorrido à terceirização, isto é, passado a totalidade ou parte de suas operações
de SI para contratados de fora conhecidos como integradores de sistemas ou empresas de administração de
instalações.

Administrando o Desenvolvimento de Sistemas


Administração do desenvolvimento de sistemas significa gerenciar atividades como as de análise e projeto de
sistemas, prototipagem, programação de aplicações, administração de projetos, garantia de qualidade e
manutenção de sistemas para todos os principais projetos de desenvolvimento empresarial ou de TI. Planejar,
organizar e controlar a função de desenvolvimento de sistemas de um departamento de serviços de informação é
uma das principais responsabilidades gerenciais. Ela exige a administração das atividades de equipes de analistas
de sistemas, programadores e usuários finais trabalhando em uma diversidade de projetos de desenvolvimento de
sistemas de informação. Além disso, alguns grupos de desenvolvimento de sistemas têm criado centros de
desenvolvimento dotados de consultores para os programadores e analistas de sistemas em suas organizações.

Administrando as Operações de SI
A administração das operações de SI diz respeito ao uso de recursos de hardware, software, rede e pessoal nos
centros de dados (centros de computação) da empresa ou unidade de uma organização. As atividades
operacionais que devem ser administradas incluem entrada de dados, operações de equipamentos, controle da
produção e suporte à produção.

Muitas atividades de administração das operações estão sendo automatizadas pelo uso de pacotes de software
para a administração do desempenho dos sistemas de computação. Esses monitores de desempenho de sistemas:
• Acompanham o processamento de tarefas de computação.
• Ajudam a desenvolver um horário planejado de operações do computador que possa otimizar o desempenho
do sistema
• Produzem estatísticas detalhadas de valor inestimável para o planejamento e controle eficaz da capacidade
do computador
• Fornecem informações necessitadas pelos sistemas de cobrança [chargeback systems] que alocam custos
para os usuários com base nos serviços de informação prestados.
• Possuem capacidades para controle de processos que monitoram e controlam operações de computadores em
grandes centros de dados.

Administração de Recursos

Os dados e informações, hardware e software, redes de telecomunicações e pessoal de SI são recursos valiosos
que devem ser administrados para benefício de toda a organização.

A Administração de Recursos Humanos na TI


O sucesso ou fracasso de uma organização de serviços de informação reside fortemente na qualidade de seu
pessoal. Administrar funções de serviços de informação envolve a administração do pessoal gerencial, técnico e
escriturário. Um dos mais importantes trabalhos dos gerentes de serviços de informação é recrutar pessoal
qualificado e desenvolver, organizar e direcionar as capacidades do pessoal existente. Por exemplo:
• Os funcionários devem ser constantemente treinados para acompanharem os últimos avanços em um campo
altamente técnico e dinâmico.
• O desempenho do funcionário no cargo deve ser continuamente avaliado e os desempenhos extraordinários
devem ser premiados com aumentos salariais ou promoções.
• Os níveis de ordenados e salários devem ser estabelecidos e os planos de carreira devem ser projetados para
que os indivíduos possam passar para novos cargos por meio de promoção e transferência à medida que
ganham tempo de casa e experiência.

Carreiras em Sistemas de Informação


Os computadores e seu uso em sistemas de informação geraram oportunidades de carreiras interessantes,
altamente remuneradas e desafiadoras para milhões de homens e mulheres. As oportunidades de emprego no
campo da computação e tecnologia da informação são excelentes à medida que as organizações continuam a
expandir seu uso da tecnologia da informação.

Administração da Tecnologia

Todas as tecnologias que processam, armazenam e liberam dados e informações por toda a empresa devem ser
administradas como sistemas integrados de recursos organizacionais. Essas tecnologias incluem a Internet,
intranets e sistemas de comércio eletrônico e colaboração, bem como o processamento tradicional de informações
com base no computador. Essas “ilhas de tecnologia” são interligadas pela administração dos recursos de
informação e se tornam responsabilidade principal do CIO, uma vez que este esteja encarregado de todos os
serviços de tecnologia da informação.

Administração de Redes
O rápido crescimento da Internet, intranets, extranets e redes cliente/servidor fizeram da administração de redes
uma das principais funções da administração da tecnologia. Esta função é responsável por administrar o acesso da
empresa à Internet, intranets e extranets e às redes de área remota e redes interconectadas de área local de
computação cliente/servidor. Essas redes exigem:
• Um envolvimento maior de recursos de hardware e software
• A criação de postos gerenciais e de assessoria para administrar seu uso.

A administração de redes é responsável por supervisionar a qualidade de todos os serviços de telecomunicações


dos quais depende hoje a maioria das empresas.

Os gerentes de rede:
• São normalmente responsáveis pela avaliação e recomendação da aquisição de provedores de serviços de
Internet, servidores de Internet e intranet e conjuntos de software de navegação e hardware e software de
comunicações para redes cliente/servidor para grupos de trabalho e empresas.
• Trabalham com gerentes de unidades de negócios para melhorar o projeto, a qualidade operacional e a
segurança das redes e serviços de telecomunicações da organização.
• Monitoram e avaliam a utilização da Internet, intranet e outras redes, processadores de telecomunicações,
software de controle de redes e outros recursos de hardware e software de rede para garantir um nível
adequado de atendimento aos usuários de uma rede.

Administração de Tecnologias Avançadas


Os avanços na tecnologia dos sistemas de informação produziram e continuarão a produzir um importante
impacto nas operações, custos, ambiente de trabalho administrativo e posição competitiva de muitas
organizações. Consequentemente, muitas empresas criaram grupos distintos (grupos avançados de tecnologia –
ATGs) para identificar, introduzir e monitorar a assimilação de novas tecnologias de sistemas de informação em
suas organizações, principalmente aquelas com um alto potencial de recuperação de investimento. Essas unidades
organizacionais são chamadas de administração de tecnologia, tecnologias emergentes ou grupos avançados de
tecnologia.

Administração Distribuída

A responsabilidade por administrar a tecnologia da informação está sendo progressivamente distribuída aos
gerentes de uma organização em todos os níveis e em todas as funções. A administração de recursos de
informação não é apenas responsabilidade do CIO de uma organização. Se você é um gerente, a administração de
recursos da informação é uma de suas responsabilidades, quer você seja gerente de uma empresa, departamento,
grupo de trabalho ou área funcional. Isto é particularmente verdadeiro uma vez que a Internet, intranets e redes
cliente/servidor transferem a responsabilidade pela administração dos sistemas de informação para todos os
gerentes e grupos de trabalho funcionais de uma organização.

Administrando a Computação pelo Usuário Final


O número de usuários finais em organizações que utilizam computadores para ajudá-las a realizar seus trabalhos
tem excedido a capacidade de muitos departamentos de serviços de informação. Consequentemente, as equipes e
grupos de trabalho de usuários finais devem utilizar estações de trabalho de PCs, pacotes de software e a Internet,
intranets e outras redes para desenvolverem e aplicarem a tecnologia da informação em suas atividades de
trabalho. As organizações têm respondido com:
• A criação de serviços para o usuário, ou serviços para o cliente, funções para apoiar e administrar usuários
finais.
• A criação de centros de informações dotados de especialistas de ligação com o usuário ou “balconistas” com
“hot-lines” para os usuários finais.
• A distribuição de especialistas em apoio ao usuário final para departamentos e outros grupos de trabalho.
• A criação e aplicação de políticas que dizem respeito à aquisição de hardware e software pelos usuários
finais. Isto garante sua compatibilidade com os padrões de sistemas de hardware e software e conectividade
de rede existentes. As políticas garantem a aplicação de controles adequados para promover o correto
desempenho e preservação da integridade das redes e bancos de dados da empresa e seus departamentos.

Administrando o Acesso à Internet


Administrar o acesso à Internet dentro das organizações é uma das principais responsabilidades novas da
administração. Fornecer acesso à Internet para os funcionários suscita diversas questões gerenciais desafiadoras.
Exemplos incluem:
• O uso intenso da Internet pelos funcionários pode exceder a capacidade das redes cliente/servidor. Muitas
redes não foram projetadas para dar conta das grandes cargas geradas pelo tráfego de multimídia na Rede
Mundial de Computadores e outros usos da Internet.
• Questões relativas à legitimidade do uso da Internet pelos funcionários durante o expediente e
responsabilidade pelo conteúdo de e-mails dos funcionários na Net.

Administração Globalizada da Tecnologia da Informação

A Dimensão Internacional

As dimensões internacionais estão se tornando cada vez mais importantes na administração de uma empresa na
economia e mercados globalizados de hoje. Sistemas de informação devidamente projetados e administrados
utilizando tecnologias da informação apropriadas são um ingrediente chave nos negócios internacionais,
fornecendo recursos críticos de informação necessários para apoiar atividades empresariais em mercados
globalizados.

Administração Globalizada da TI :

Administração
Globalizada
da TI

Desafios Culturais,
Políticos e
Geo-econômicos

Estratégias
Portfólios de Plataformas Administração Desenvolvimento
de Negócios
Aplicações Tecnológicas de Dados de Sistemas
e de TI

As principais dimensões do trabalho de administrar a tecnologia da informação globalizada incluem:


• Estratégias Empresariais da TI
• Portfólios de Aplicações
• Plataformas Tecnológicas
• Administração de Dados
• Desenvolvimento de Sistemas

Enfatize para os alunos que “todas” as atividades globalizadas da TI devem ser ajustadas para dar conta dos
desafios culturais, políticos e geo-econômicos existentes na comunidade dos negócios internacionais. O
desenvolvimento de estratégias empresariais e de TI adequadas para o mercado globalizado deve ser o primeiro
passo na administração globalizada da TI . Uma vez que isto seja feito, o usuário final e os gerentes de SI podem
passar para o desenvolvimento de:
• Portfólio de aplicações necessárias para apoiar as estratégias empresariais e de TI;
• Plataformas tecnológicas de hardware, software e telecomunicações para apoiar essas aplicações;
• Métodos de administração de dados para fornecer os bancos de dados necessários;
• Projetos de desenvolvimento de sistemas que produzirão os sistemas de informação globalizados necessários.

Desafios Culturais, Políticos e Geo-econômicos

A administração globalizada da TI não existe em um vácuo. Ela deve se concentrar em desenvolver estratégias
empresariais de TI e administrar portfólios globalizados de aplicações, tecnologias, plataformas, bancos de dados
e projetos de desenvolvimento de sistemas. Os gerentes também devem levar em conta as diferenças culturais,
políticas e geo-econômicas existentes quando se realizam negócios internacionalmente.

• Desafio Político: - Os desafios políticos enfrentados pelos gerentes de empresas e TI globalizadas incluem:
1. Muitos países possuem regras regulamentando ou proibindo a transferência de dados por suas fronteiras
nacionais (fluxos de dados transfronteiras), principalmente informações pessoais como cadastros de pessoal.
2. Restrições, tarifas ou proibição de importações de hardware e software.
3. Leis de conteúdo local que especificam a parcela do valor de um produto que deve ser adicionada naquele
país para ser ali vendido.
4. Acordos comerciais recíprocos que exigem que uma empresa desembolse parte da receita que recebem no
país na economia desse país.

• Desafios Geo-econômicos: - Os desafios geo-econômicos na empresa e TI globalizadas dizem respeito aos


efeitos da geografia sobre as realidades econômicas das atividades empresariais internacionais. Esses
desafios incluem:
1. Distâncias físicas envolvidas ainda constituem um problema importante
2. Os 24 fusos horários do planeta contribuem para problemas de comunicações.
3. Perda das capacidades de telecomunicações em alguns países.
4. Falta de qualificações de trabalho especializado em alguns países ou incentivo a especialistas de outros
países para lá viverem e trabalharem.
5. Custo de vida e custos da mão-de-obra em vários países.

• Desafios Culturais: - Os desafios culturais enfrentados pelos gerentes de empresas e TI globalizadas


incluem:
1. Diferenças de língua, interesses culturais, religiões, costumes, atitudes sociais e filosofias políticas.
2. Diferenças nos estilos de trabalho e relações comerciais.

Negócios Globalizados e Estratégias de TI

Muitas empresas estão passando a adotar estratégias transnacionais nas quais integram suas atividades
globalizadas por meio de estreita cooperação e interdependência entre suas subsidiárias internacionais e a sede da
empresa.

As empresas estão se afastando de:


• Estratégias multinacionais onde as subsidiárias estrangeiras operam de modo autônomo.
• Estratégias internacionais nas quais as subsidiárias estrangeiras são autônomas mas dependentes da matriz
para novos processos, produtos e idéias.
• Estratégias globais, onde as operações da empresa em escala mundial são administradas de perto pela matriz
da empresa.

Em uma abordagem transnacional, uma empresa depende muito de seus sistemas de informação e tecnologias
adequadas de informação para ajudá-la a integrar suas atividades empresariais globalizadas. Uma empresa
transnacional tenta desenvolver mundialmente uma arquitetura integrada e cooperativa de hardware, software e
telecomunicações para sua plataforma de TI.

Negócios Globalizados e Aplicações de TI

As aplicações de tecnologia da informação desenvolvidas por empresas globalizadas dependem de suas


estratégias empresariais e de TI e de seu know-how e experiência em TI. Entretanto, suas aplicações de TI
também dependem de uma diversidade de direcionadores de negócios globalizados, ou seja, requisitos
empresariais provocados pelo caráter da indústria e suas forças competitivas ou ambientais. Exemplos incluem
as companhias aéreas e cadeias de hotéis que possuem clientes mundiais, isto é, clientes que viajam muito ou
realizam operações globalizadas. Essas empresas precisarão de capacidades de TI globalizadas para o
processamento de transações on-line para que possam fornecer serviço rápido e conveniente a seus clientes ou
enfrentar sua perda para os concorrentes. As economias de escala propiciadas por operações empresariais
globalizadas são outro direcionador de negócios que exige o apoio de aplicações de TI globalizadas.

Direcionadores de negócios para aplicações de TI globalizadas incluem:


• Clientes Globalizados
• Produtos Globalizados
• Operações Globalizadas
• Recursos Globalizados
• Colaboração Globalizada

Plataformas Globalizada de TI

A escolha de plataformas tecnológicas (também chamadas de infra-estrutura tecnológica) é outra dimensão


importante da administração da TI globalizada. As plataformas tecnológicas necessárias para apoiar uma
operação globalizada de negócios devem considerar:

• Escolhas de Hardware
As escolhas de hardware são difíceis em alguns países por causa de:
1. Preços elevados
2. Tarifas elevadas
3. Restrições à importação
4. Longos períodos de espera por autorizações governamentais
5. Carência de serviço local ou peças sobressalentes
6. Falta de documentação apropriada às condições locais.

• Escolhas de Software
As escolhas de software são difíceis em alguns países por cause de
1. Pacotes desenvolvidos em um país podem ser incompatíveis com a versão de outro país
2. Pacotes bem conhecidos podem não ser disponíveis por falta de um distribuidor local
3. Os editores de software podem se recusar a suprir mercados que desrespeitam contratos de licença e direitos
autorais de software.

• O Estabelecimento Internacional de Instalações de Computação:


O estabelecimento internacional de instalações de computação é um problema porque:
1. Há exigências para o estabelecimento de centros adicionais de dados em filiais em outros países
2. Os centros de dados devem atender necessidades de computação locais e regionais
3. A computação globalizada exige conexões por satélites
4. A matriz exige suporte para manutenção e segurança de hardware e software.

A Internet como uma Plataforma Globalizada de TI


As decisões sobre redes de telecomunicações são vitais para o estabelecimento de uma plataforma tecnológica
para toda empresa e apresentam desafios importantes na administração globalizada da TI . Obviamente, redes
globalizadas como a Internet, que atravessam muitas fronteiras internacionais, podem tornar essas questões ainda
mais desafiadoras e estratégicas.
A Internet e a Rede Mundial de Computadores se tornaram componentes vitais nos negócios e no comércio
internacionais. Em poucos anos, a Internet, com suas redes interconectadas de milhares de redes de computadores
e bancos de dados, se estabeleceu como uma plataforma tecnológica livre de muitas fronteiras e limites
internacionais convencionais. Conectando seus negócios a essa infra-estrutura globalizada on-line, as empresas
podem:
• Expandir seus mercados
• Reduzir os custos de comunicações e distribuição
• Aumentar suas margens de lucro sem desembolsarem custos enormes para novas instalações de
telecomunicações.

Questões Relativas à Globalização de Dados

Por muitos anos, as questões relativas à globalização de dados têm sido tema de controvérsia política e barreiras
tecnológicas nas operações globalizadas de negócios. Questões importantes incluem:
• Fluxos de dados transfronteiras (TDF), nos quais os fluxos de dados atravessam fronteiras internacionais
pelas redes de telecomunicações de sistemas de informação globalizados.
• Muitos países encaram os fluxos de dados transfronteiras como violação de sua soberania nacional porque os
TDF evitam os encargos alfandegários e regulamentações para a importação ou exportação de bens e
serviços.
• Outros países podem encarar os TDF como uma violação de sua legislação sobre privacidade quando os
dados sobre indivíduos são transferidos para fora do país sem salvaguardas rígidas da privacidade.
• Outros encaram os TDF como violação de leis locais criadas para proteção da indústria local de TI contra a
competição ou para legislações trabalhistas de proteção aos empregos locais.
• Outras importantes questões dizem respeito à administração e padronização desses dados. Definições
comuns de dados são necessárias para compartilhá-los entre os componentes de uma empresa internacional.
Diferenças de linguagem, cultura e plataformas tecnológicas podem dificultar completamente a padronização
de dados globalizados.

Desenvolvimento Globalizado de Sistemas

Chegar a um acordo sobre requisitos de sistemas é sempre difícil, mas torna-se muitas vezes mais difícil quando
os usuários e criadores estão em países diferentes. Algumas dessas questões envolvem:
• Conflitos em torno de requisitos locais e mundiais dos sistemas e dificuldades em estabelecer acordos sobre
características comuns, tais como interfaces multilíngües com o usuário e padrões de projeto flexíveis.
• Acordos sobre sistemas globalizados devem ocorrer em um ambiente que promova envolvimento e “autoria”
de um sistema por parte dos usuários finais locais.
• Perturbações podem ser provocadas pelas atividades de implementação e manutenção dos sistemas.
• Possibilidades de substituição devem ser criadas entre as alternativas de desenvolver um sistema que possa
ser executado em múltiplas plataformas de computação e sistemas operacionais, deixando que cada
estabelecimento local adapte o software para a sua própria plataforma.

Estratégias de Desenvolvimento de Sistemas


Estratégias para solucionar alguns dos problemas de desenvolvimento de sistemas globalizados incluem:
• Transformar uma aplicação utilizada pelo escritório da matriz em uma aplicação globalizada.
• Montar uma equipe de desenvolvimento multinacional com pessoas chaves de diversas filiais para garantir
que o projeto do sistema atenda as necessidades dos estabelecimentos locais e também as da matriz.
• Desenvolvimento paralelo. Partes de um sistema são atribuídas para desenvolvimento em diferentes filiais e
na matriz ao mesmo tempo, tomando como base o know-how e experiência de cada estabelecimento.
• Centros de excelência. O sistema inteiro pode ter seu desenvolvimento designado para uma determinada
filial com base em seu know-how no negócio ou nas dimensões técnicas necessárias para o sucesso no
desenvolvimento.

Glossário

Centralização ou Descentralização
Os modernos sistemas de informação computadorizados podem apoiar tanto a centralização como a
descentralização das operações e tomada de decisão dos sistemas de informação dentro de organizações usuárias
de computadores.

Centralização ou Descentralização – SI
Os recursos de SI podem ser distribuídos por toda a organização ou consolidados em centros de dados
empresariais.

Centralização ou Descentralização – Operações e Administração


Os sistemas de informação podem ajudar a administração a centralizar operações ou podem ajudar na
descentralização de operações.

Sistemas de Cobrança [Chargeback]


Métodos de alocar custos para os departamentos de usuários finais baseados em serviços de informação prestados
e recursos de sistemas de informação utilizados.

Diretor-executivo de Informações
Um cargo de administração sênior que supervisiona toda a tecnologia da informação para uma empresa,
concentrando-se no planejamento e estratégia de sistemas de informação de longo alcance.

Desafios Culturais, Políticos e Geo-econômicos


Diferenças de costumes, governo, regulamentos e custo de vida em diferentes países.

Centro de Dados
Uma unidade organizacional que utiliza recursos de computador centralizados para executar atividades de
processamento de informação para uma organização. Também conhecido como centro de computadores.

Centro de Desenvolvimento
Grupos de consultores de desenvolvimento de sistemas formados para atuarem como consultores para os
programadores profissionais e analistas de sistemas de uma organização a fim de melhorar seus esforços no
desenvolvimento de aplicações.

Downsizing
Muitas organizações estão minimizando o uso de mainframes para redes de pequenos computadores.

Serviços para o Usuário Final


Serviços de consultoria e treinamento para usuários finais em uma organização.

Direcionadores de Negócios Globalizados


Esses incluem clientes, produtos, operações, recursos e colaboração.

Tecnologia da Informação Globalizada


O uso de sistemas de informação computadorizados e redes de telecomunicações que utilizam uma diversidade
de tecnologias de informação para apoiar operações e a administração de negócios globalizados.
Administração Globalizada da TI
As dimensões da administração globalizada da TI incluem: 1) Estratégias Empresariais e de TI, 2) Portfólios de
Aplicações, 3) Plataformas Tecnológicas, 4) Administração de Dados e 5) Desenvolvimento de Sistemas.

Administração Globalizada da TI – Aplicações


As aplicações de TI podem depender das necessidades empresariais (monitores empresariais) dependentes do tipo
dede indústria e suas forças concorrenciais. Os direcionadoresde negócios para aplicações de TI globalizada
incluem: 1) Clientes Globalizados, 2) Produtos Globalizados, 3) Operações Globalizadas, 4) Recursos
Globalizados e 5) Colaboração Globalizada.

Administração Globalizada da TI – Estratégias Empresariais e de TI


Muitas empresas estão passando a adotar estratégias empresariais transnacionais nas quais integram suas
atividades empresariais globalizadas por meio de estreita cooperação e interdependência entre suas subsidiárias
internacionais e a sede da empresa.

Administração Globalizada da TI – Questões de Dados


Os gerentes usuários finais e de TI globalizada devem lidar com restrições sobre a disponibilidade de hardware e
software, restrições sobre fluxos de dados transfronteiras (TDF) e movimento de dados pessoais e dificuldades
com o desenvolvimento de definições de dados comuns e requisitos do sistema.

Administração Globalizada da TI – Plataformas de TI


A escolha de plataformas tecnológicas (também chamada de infra-estrutura tecnológica) é uma das principais
dimensões da administração globalizada da TI . As plataformas tecnológicas necessárias para apoiar uma
operação empresarial globalizada devem considerar: 1) escolhas de Hardware, 2) escolhas de Software, 3) redes
de Telecomunicações e 4) Instalações de Computadores.

Administração Globalizada da TI – Desenvolvimento de Sistemas


Métodos de administração de bancos de dados devem ser desenvolvidos e projetos de desenvolvimento de
sistemas devem ser administrados com o objetivo de produzir os sistemas de informação globalizados que são
necessários para o sucesso na concorrência nos mercados globalizados.

Administração de Recursos Humanos na Tecnologia da Informação


Chegar a um acordo sobre requisitos de sistemas é sempre difícil, mas torna-se muitas vezes mais difícil quando
os usuários e criadores estão em países diferentes. Estratégicas devem ser desenvolvidas para solucionar alguns
dos problemas de desenvolvimento de sistemas globalizados.

Impacto da Tecnologia da Informação – na Administração


Os gerentes possuem agora muitas informações, o poder de processar informações e a responsabilidade por
sistemas de informação.

Impacto da Tecnologia da Informação – nas Organizações


A tecnologia da informação afeta o pessoal, tarefas, tecnologia, cultura e a estrutura de organizações que, por sua
vez, afeta o modo como a empresa organizará e utilizará a tecnologia da informação.

Centro de Informações:
Uma instalação de apoio para os usuários finais de uma organização. Permite que os usuários aprendam a
desenvolver seus próprios programas de aplicação e a realizar suas próprias tarefas de processamento de
informações. São fornecidos aos usuários finais suporte de hardware, suporte de software e suporte de pessoal
(treinado como consultores).

Administração de Recursos de Informação


Um conceito de administração que encara dados, informações e recursos de computador (hardware e software de
computador e pessoal) como valiosos recursos organizacionais que devem ser administrados de modo eficiente,
econômico e eficaz para benefício de toda a organização.

Cinco Dimensões da Administração de Recursos de Informação


As cinco dimensões da administração de recursos de informação incluem: 1) Administração estratégica, 2)
Administração de Recursos, 3) Administração funcional, 4) Administração da Tecnologia e 5) Administração
distribuída.

Funções dos Serviços de Informação


Incluem o desenvolvimento de sistemas, operações e serviços técnicos.

Desempenho dos Sistemas de Informação


Os gerentes devem garantir que a TI está sendo utilizada de modo eficaz, eficiente e econômico em suas
organizações.

Envolvimento da Administração
As experiências de organizações bem-sucedidas revelam que o ingrediente básico do desempenho de alta
qualidade dos sistemas de informação é o envolvimento extensivo e significativo da administração.

Administração de Operações
Inclui a administração de atividades como entrada de dados, operações de equipamentos, controle de produção e
apoio à produção.

Organizações como Sistemas Sócio-técnicos


Para melhor compreender o impacto organizacional da tecnologia da informação, é útil encarar uma organização
como um sistema sócio-técnico no qual as pessoas, tarefas, tecnologia, cultura e estrutura são os componentes
básicos. Para melhorar o desempenho de uma organização, os gerentes devem (1) mudar um ou mais desses
componentes e (2) levar em conta as relações entre esses componentes interdependentes.

Terceirização de Operações de SI
Passar a totalidade ou parte das operações de sistemas de informação de uma organização para contratados de
fora, conhecidos como integradores de sistemas ou empresas de administração de instalações.

Planejamento Estratégico de SI
A administração estratégica de SI exige o planejamento estratégico de SI. As empresas realizam planejamento
estratégico de SI tendo em vista quatro objetivos principais – alinhamento empresarial, vantagem competitiva,
administração de recursos e arquitetura tecnológica.

Monitor de Desempenho de Sistemas


Um pacote de software que automatiza muitas das atividades de administração de operações.

Administração de Desenvolvimento de Sistemas


A administração de desenvolvimento de sistemas exige o planejamento, organização e controle das atividades de
análise de sistemas, programação e do usuário final relacionadas a diversos projetos de desenvolvimento de SI e,
consequentemente, exige um esforço na administração de projetos.

Administração de Tecnologia
O estabelecimento de grupos organizacionais para identificar, introduzir e monitorar a assimilação de novas
tecnologias de sistemas de informação em organizações.

Administração de Rede de Telecomunicações


O gerenciamento do desenvolvimento, administração e manutenção de redes de telecomunicações e seu hardware
e software.

Fluxos de Dados Transfronteiras


O fluxo de dados que, pelas redes de telecomunicações, atravessa fronteiras internacionais.

Estratégia Transnacional
Uma abordagem de administração na qual uma organização integra suas atividades globalizadas por meio de
estreita cooperação e interdependência entre as operações de sua sede e subsidiárias internacionais, e seu uso de
tecnologias de informação globalizadas adequadas.

Você também pode gostar